SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
3º Trimestre de 2015
Lição 08
APROVADOS PORDEUS
EMCRISTOJESUS
TEXTO ÁUREO
"Procura apresentar-te a Deus
aprovado, como obreiro que
não tem de que se
envergonhar, que maneja bem
a palavra da verdade."
(2 Tm 2.15)
Pr.GersonEller
2
VERDADE PRÁTICA
O obreiro aprovado por Deus
tem as marcas do Senhor Jesus
Cristo.
Pr.GersonEller
3
Pr.GersonEller
4
Pr.GersonEller
5
Esboço da Lição
I - OBREIROS APROVADOS POR DEUS
1. Pregam e ensinam sem engano.
2. Pregam com pureza.
3. Não buscam a glória de homens.
II - DOIS TIPOS DE VASOS (2.20,21)
1. Vasos de honra (2.20).
2. Vaso de desonra.
III - REJEITANDO AS DISSENSÕES E QUESTÕES LOUCAS
1. Rejeitando "questões loucas".
2. Não entrando em contenda.
Pr.GersonEller
6
INTRODUÇÃO
Pr.GersonEller
7
INTRODUÇÃO
• Na lição de hoje estudaremos alguns temas importantes
que são relatados no segundo capítulo da Segunda Carta
de Paulo a Timóteo.
• Paulo fala, além do que vimos na Leitura Bíblica em
Classe, a respeito do obreiro aprovado e dos vasos de
honra na Casa do Senhor (2 Tm 2.19-21). Ele faz um
contraste com os falsos mestres que tanto prejudicavam
a obra do Senhor em Éfeso.
• Que sejamos sempre vasos de honra,
servindo ao Senhor com amor e zelo,
a fim de que muitas vidas sejam ganhas
para o seu Reino e que sua Igreja
seja edificada.
Pr.GersonEller
8
Pr.GersonEller
9
I - OBREIROS APROVADOS POR DEUS
• 1. Pregam e ensinam sem engano.
• 2. Pregam com pureza.
• 3. Não buscam a glória de homens.
Pr.GersonEller
10
1. Pregam e ensinam sem engano.
• Paulo nunca usou de engano em suas pregações,
diferente de alguns falsos mestres de sua época
que pregavam e ensinavam com argumentos
falsos e logro.
• É preciso ter muito cuidado
com os "lobos" vestidos de
ovelhas, que andam a
enganar os crentes incautos,
sob a capa de "muito
espirituais".
Pr.GersonEller
11
Pr.GersonEller
12
1. Pregam e ensinam sem engano
• Paulo exortava a igreja através da mensagem
do evangelho, mostrando-lhes as verdades
desconhecidas. Para os novos crentes ele
tornou conhecido o "mistério de Deus" -
Cristo (Cl 2.2).
• Paulo era um líder zeloso que
levava a mensagem de modo
claro, obedecendo à revelação
que recebera do Senhor. Aliás,
era esse também o cuidado dos demais
apóstolos (1 Jo 4.6; 2 Pe 1.16).
Pr.GersonEller
13
Pr.GersonEller
14
2. Pregam com pureza.
• Paulo pregava por amor a Cristo. Jesus era o seu alvo.
Atualmente, há muitos falsos obreiros que só visam lucro
e bens financeiros. Estes se aproveitam da fé dos fiéis
para obter ganhos.
• Na primeira carta a Timóteo, Paulo coloca como um dos
requisitos para aqueles que almejam o ministério
pastoral, não ser "cobiçoso de torpe ganância" (1 Tm
3.3). Pedro também exortou que o obreiro deve
apascentar o rebanho do Senhor
"tendo cuidado dele, não por força,
mas voluntariamente; nem por torpe
ganância" (1 Pe 5.2). O obreiro
aprovado não visa lucro material, pois
sabe que a sua recompensa vem do Senhor.
Pr.GersonEller
15
Pr.GersonEller
16
3. Não buscam a glória de homens.
• "E, não buscamos glória dos homens" [...] (1 Ts 2.6).
Quando Paulo estava com os tessalonicenses, ele
afirmou que não buscou o elogio deles.
• Infelizmente muitos buscam glória para si. Estes são
movidos a elogios e bajulações. Isso é um perigo para o
ministério pastoral e para qualquer servo ou serva de
Deus.
• Tem pregadores e mestres que não aceitam convite para
falar para um pequeno auditório. Só se sentem bem se
estiverem diante de grandes plateias, pois querem ser
vistos pelos homens e não abençoar as pessoas. O
obreiro aprovado pelo Senhor busca apontar tão
somente o Senhor, e não ele mesmo.
Pr.GersonEller
17
SÍNTESE DO TÓPICO (1)
O obreiro aprovado por
Deus prega e ensina sem
engano, com pureza e
humildemente, buscando
sempre a glória de Deus
Pr.GersonEller
18
II - DOIS TIPOS DE VASOS (2.20,21)
• 1. Vasos de honra (2.20).
• 2. Vaso de desonra.
Pr.GersonEller
19
1. Vasos de honra (2.20).
• Paulo estava preocupado com a situação confusa que
prevalecia na igreja em Éfeso. Ele então usa a analogia dos
vasos para mostrar que na igreja existem pessoas sinceras e
obedientes aos ensinos de Cristo (vasos de honra).
• Estes adornavam e adornam a Casa de Deus, com sua
santidade e pureza. Deus deseja usar este tipo de vaso, limpo
e sem contaminação.
• Tem você sido um vaso de honra
Casa do Senhor? O crente deve
ter uma vida irrepreensível.
Isso só é possível na vida do
crente através do poder redentor,
libertador e purificador do sangue de Jesus mediante a fé.
Pr.GersonEller
20
Pr.GersonEller
21
Pr.GersonEller
22
2. Vaso de desonra.
• Quem são estes? Paulo estava se referindo aos falsos
mestres, Himeneu e Fileto (2.17). Himeneu também
foi mencionado em 1 Timóteo 1.20.
• Podemos igualmente afirmar que são os crentes
infiéis, que causam problemas e
escândalos na Casa do Senhor.
• Os vasos de honra são "o trigo“
e os "vasos para desonra" são o
"joio" a que se referiu Jesus
(Mt 13.24-30).
Pr.GersonEller
23
SÍNTESE DO TÓPICO (2)
Na igreja local, há
dois tipos de vaso, de
honra e desonra.
Pr.GersonEller
24
III - REJEITANDO AS DISSENSÕES E
QUESTÕES LOUCAS
• 1. Rejeitando "questões loucas".
• 2. Não entrando em contenda.
Pr.GersonEller
25
• O que eram as "questões loucas"? Eram as questões
levantadas pelos falsos mestres, que traziam confusão e não
edificavam ninguém (1 Tm 1.3, 6,7).
• O obreiro deve rejeitar questionamentos que não edificam (2
Tm2.23). Atualmente, muitos estão levantando indagações
que em nada vai edificar a fé dos irmãos. Outros, ainda estão
cometendo o terrível pecado de adicionar, subtrair e modificar
partes das Escrituras.
• A Palavra de Deus é completa e
infalível e não precisa de quaisquer
acréscimos ou revisões em seu conteúdo
e mensagem. Há, em nossos dias, diversas
"novas teologias" que precisam ser combatidas pela liderança,
pois agridem diretamente a mensagem bíblica.
1. Rejeitando "questões loucas".
Pr.GersonEller
26
Pr.GersonEller
27
2. Não entrando em contenda.
Pr.GersonEller
28
• "E ao servo do Senhor não convém contender, mas, sim,
ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor"
(2Tm 2.24).
• Paulo exorta a Timóteo a fim de que ele não
contendesse com os falsos mestres, pois brigas e
discussões são obras da carne e
envergonham a Igreja do Senhor.
• Uma pessoa espiritualmente
cega não pode ser convencida de
seus erros pela força. Pregamos e
ensinamos, mas só o Espírito Santo podem convencê-las
dos seus erros.
Pr.GersonEller
29
SÍNTESE DO TÓPICO (3)
A natureza dos demônios
declara que eles são seres
criados, limitados,
espirituais, malignos e
imundos.
Pr.GersonEller
30
Pr.GersonEller
31
Conclusão
• Na administração das igrejas, por vezes,
surgem conflitos de ordem espiritual e
doutrinária.
• Por isso, os líderes precisam de preparo
bíblico e teológico. Como obreiros aprovados
devem conduzir o rebanho do Senhor.
• Seja você um vaso de honra na Casa de Deus.
Pr.GersonEller
32
Pr.GersonEller
33
Pr.GersonEller
34
Pr.GersonEller
35
Pr.GersonEller
36
Pr.GersonEller
37
“O SABER NÃO OCUPA ESPAÇO”
Pr.GersonEller
38
GERSON ELLER
Contato
Pr.GersonEller
39

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3º Trimestre 2015 Lição 08 Adultos
3º Trimestre 2015 Lição 08 Adultos3º Trimestre 2015 Lição 08 Adultos
3º Trimestre 2015 Lição 08 AdultosJoel Silva
 
Aprovados por Deus em Cristo Jesus
Aprovados por Deus em Cristo JesusAprovados por Deus em Cristo Jesus
Aprovados por Deus em Cristo JesusAilton da Silva
 
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05Samarone Melo
 
Comentário Bíblico de Romanos
Comentário Bíblico de RomanosComentário Bíblico de Romanos
Comentário Bíblico de RomanosRicardo Gondim
 
Comentário: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Comentário: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano AComentário: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Comentário: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano AJosé Lima
 
Lição 8 aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Lição 8   aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015Lição 8   aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Lição 8 aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
4 textos de Ellen White que não são dela...
4 textos de Ellen White que não são dela...4 textos de Ellen White que não são dela...
4 textos de Ellen White que não são dela...José Silva
 
Lição 9 Mornidão Espiritual
Lição 9   Mornidão EspiritualLição 9   Mornidão Espiritual
Lição 9 Mornidão EspiritualWander Sousa
 
Estudos pastores fiéis e infiéis
Estudos  pastores fiéis e infiéisEstudos  pastores fiéis e infiéis
Estudos pastores fiéis e infiéisJoel Silva
 
Doutrina multiformidade cristã
Doutrina  multiformidade cristãDoutrina  multiformidade cristã
Doutrina multiformidade cristãJoel Silva
 
COMENTARIO BIBLICO-2 timóteo (moody)
COMENTARIO BIBLICO-2 timóteo (moody)COMENTARIO BIBLICO-2 timóteo (moody)
COMENTARIO BIBLICO-2 timóteo (moody)leniogravacoes
 
Doutrina i corintios
Doutrina  i corintiosDoutrina  i corintios
Doutrina i corintiosJoel Silva
 
Vomitar te-Ei!!! Um alerta para a igreja do século 21
Vomitar te-Ei!!!  Um alerta para a igreja do século 21Vomitar te-Ei!!!  Um alerta para a igreja do século 21
Vomitar te-Ei!!! Um alerta para a igreja do século 21Robson Rocha
 
EBD CPAD Licões bíblicas 3°trimestre2015 aula 2 o evangelho da graça.
EBD CPAD Licões bíblicas 3°trimestre2015 aula 2 o evangelho da graça.EBD CPAD Licões bíblicas 3°trimestre2015 aula 2 o evangelho da graça.
EBD CPAD Licões bíblicas 3°trimestre2015 aula 2 o evangelho da graça.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Mais procurados (20)

3º Trimestre 2015 Lição 08 Adultos
3º Trimestre 2015 Lição 08 Adultos3º Trimestre 2015 Lição 08 Adultos
3º Trimestre 2015 Lição 08 Adultos
 
Aprovados por Deus em Cristo Jesus
Aprovados por Deus em Cristo JesusAprovados por Deus em Cristo Jesus
Aprovados por Deus em Cristo Jesus
 
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
 
Comentário Bíblico de Romanos
Comentário Bíblico de RomanosComentário Bíblico de Romanos
Comentário Bíblico de Romanos
 
Priorizando o discipulado
Priorizando o discipuladoPriorizando o discipulado
Priorizando o discipulado
 
Comentário: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Comentário: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano AComentário: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Comentário: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano A
 
Lição 8 aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Lição 8   aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015Lição 8   aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Lição 8 aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
 
4 textos de Ellen White que não são dela...
4 textos de Ellen White que não são dela...4 textos de Ellen White que não são dela...
4 textos de Ellen White que não são dela...
 
Lição 9 Mornidão Espiritual
Lição 9   Mornidão EspiritualLição 9   Mornidão Espiritual
Lição 9 Mornidão Espiritual
 
Vivendo de maneira santa
Vivendo de maneira santaVivendo de maneira santa
Vivendo de maneira santa
 
Fiéis à verdade
Fiéis à verdadeFiéis à verdade
Fiéis à verdade
 
Estudos pastores fiéis e infiéis
Estudos  pastores fiéis e infiéisEstudos  pastores fiéis e infiéis
Estudos pastores fiéis e infiéis
 
Vivendo os últimos dias
Vivendo os últimos diasVivendo os últimos dias
Vivendo os últimos dias
 
Firmes na fé
Firmes na féFirmes na fé
Firmes na fé
 
Doutrina multiformidade cristã
Doutrina  multiformidade cristãDoutrina  multiformidade cristã
Doutrina multiformidade cristã
 
COMENTARIO BIBLICO-2 timóteo (moody)
COMENTARIO BIBLICO-2 timóteo (moody)COMENTARIO BIBLICO-2 timóteo (moody)
COMENTARIO BIBLICO-2 timóteo (moody)
 
Doutrina i corintios
Doutrina  i corintiosDoutrina  i corintios
Doutrina i corintios
 
Vomitar te-Ei!!! Um alerta para a igreja do século 21
Vomitar te-Ei!!!  Um alerta para a igreja do século 21Vomitar te-Ei!!!  Um alerta para a igreja do século 21
Vomitar te-Ei!!! Um alerta para a igreja do século 21
 
Eles venceram pela fé
Eles venceram pela féEles venceram pela fé
Eles venceram pela fé
 
EBD CPAD Licões bíblicas 3°trimestre2015 aula 2 o evangelho da graça.
EBD CPAD Licões bíblicas 3°trimestre2015 aula 2 o evangelho da graça.EBD CPAD Licões bíblicas 3°trimestre2015 aula 2 o evangelho da graça.
EBD CPAD Licões bíblicas 3°trimestre2015 aula 2 o evangelho da graça.
 

Destaque

Os 5 princípios biblicos para a leitura da Biblia.
Os 5 princípios biblicos para a leitura da Biblia.Os 5 princípios biblicos para a leitura da Biblia.
Os 5 princípios biblicos para a leitura da Biblia.Pr. Gerson Eller
 
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃOLIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃOLourinaldo Serafim
 
Paciência, evitando as dissensões - Lição 06 - 1ºTrimestre 2017
Paciência, evitando as dissensões - Lição 06 - 1ºTrimestre 2017Paciência, evitando as dissensões - Lição 06 - 1ºTrimestre 2017
Paciência, evitando as dissensões - Lição 06 - 1ºTrimestre 2017Pr. Andre Luiz
 
EBJ - Encontro 01/04/2012
EBJ - Encontro 01/04/2012EBJ - Encontro 01/04/2012
EBJ - Encontro 01/04/2012EBJ IPBCP
 
O destino final dos mortos.
O destino final dos mortos.O destino final dos mortos.
O destino final dos mortos.Pr. Gerson Eller
 
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaLição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaAndrew Guimarães
 
Lição 11 - O Socorro de Deus para Livrar o seu Povo
Lição 11 - O Socorro de Deus para Livrar o seu PovoLição 11 - O Socorro de Deus para Livrar o seu Povo
Lição 11 - O Socorro de Deus para Livrar o seu PovoRegio Davis
 
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 12: Coragem para falar
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 12: Coragem para falarEBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 12: Coragem para falar
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 12: Coragem para falarAndre Nascimento
 
As curas efetuadas por Jesus - Tanque de Betesda
 As curas efetuadas por Jesus  - Tanque de Betesda As curas efetuadas por Jesus  - Tanque de Betesda
As curas efetuadas por Jesus - Tanque de Betesdanelmarvoc
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesusLisete B.
 
Youblisher.com 96282-odilon cpo
Youblisher.com 96282-odilon cpoYoublisher.com 96282-odilon cpo
Youblisher.com 96282-odilon cpoFlavia Marques
 
Shalom / Celebrai com Jubilo / Algo novo sempre acontece / Pai, abra o meu co...
Shalom / Celebrai com Jubilo / Algo novo sempre acontece / Pai, abra o meu co...Shalom / Celebrai com Jubilo / Algo novo sempre acontece / Pai, abra o meu co...
Shalom / Celebrai com Jubilo / Algo novo sempre acontece / Pai, abra o meu co...Isabella Ruas
 
Sobre os Dons e Frutos do Espírito Santo -O Fruto do Amor
Sobre os Dons e Frutos do Espírito Santo -O Fruto do AmorSobre os Dons e Frutos do Espírito Santo -O Fruto do Amor
Sobre os Dons e Frutos do Espírito Santo -O Fruto do AmorRosiane Reis
 

Destaque (20)

Os 5 princípios biblicos para a leitura da Biblia.
Os 5 princípios biblicos para a leitura da Biblia.Os 5 princípios biblicos para a leitura da Biblia.
Os 5 princípios biblicos para a leitura da Biblia.
 
Jesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiroJesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiro
 
Obreiro aprovado aula 6
Obreiro aprovado aula 6Obreiro aprovado aula 6
Obreiro aprovado aula 6
 
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃOLIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
 
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderadaEbd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
 
Paciência, evitando as dissensões - Lição 06 - 1ºTrimestre 2017
Paciência, evitando as dissensões - Lição 06 - 1ºTrimestre 2017Paciência, evitando as dissensões - Lição 06 - 1ºTrimestre 2017
Paciência, evitando as dissensões - Lição 06 - 1ºTrimestre 2017
 
As bodas do cordeiro
As bodas do cordeiroAs bodas do cordeiro
As bodas do cordeiro
 
EBJ - Encontro 01/04/2012
EBJ - Encontro 01/04/2012EBJ - Encontro 01/04/2012
EBJ - Encontro 01/04/2012
 
O destino final dos mortos.
O destino final dos mortos.O destino final dos mortos.
O destino final dos mortos.
 
Ai. família ideal
Ai. família idealAi. família ideal
Ai. família ideal
 
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaLição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
 
Lição 11 - O Socorro de Deus para Livrar o seu Povo
Lição 11 - O Socorro de Deus para Livrar o seu PovoLição 11 - O Socorro de Deus para Livrar o seu Povo
Lição 11 - O Socorro de Deus para Livrar o seu Povo
 
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 12: Coragem para falar
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 12: Coragem para falarEBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 12: Coragem para falar
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 12: Coragem para falar
 
As curas efetuadas por Jesus - Tanque de Betesda
 As curas efetuadas por Jesus  - Tanque de Betesda As curas efetuadas por Jesus  - Tanque de Betesda
As curas efetuadas por Jesus - Tanque de Betesda
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesus
 
Familia
FamiliaFamilia
Familia
 
O tribunal de cristo
O tribunal de cristoO tribunal de cristo
O tribunal de cristo
 
Youblisher.com 96282-odilon cpo
Youblisher.com 96282-odilon cpoYoublisher.com 96282-odilon cpo
Youblisher.com 96282-odilon cpo
 
Shalom / Celebrai com Jubilo / Algo novo sempre acontece / Pai, abra o meu co...
Shalom / Celebrai com Jubilo / Algo novo sempre acontece / Pai, abra o meu co...Shalom / Celebrai com Jubilo / Algo novo sempre acontece / Pai, abra o meu co...
Shalom / Celebrai com Jubilo / Algo novo sempre acontece / Pai, abra o meu co...
 
Sobre os Dons e Frutos do Espírito Santo -O Fruto do Amor
Sobre os Dons e Frutos do Espírito Santo -O Fruto do AmorSobre os Dons e Frutos do Espírito Santo -O Fruto do Amor
Sobre os Dons e Frutos do Espírito Santo -O Fruto do Amor
 

Semelhante a LIÇÃO 08 - APROVADOS POR DEUS EM CRISTO JESUS

APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8Samarone Melo
 
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptxJoel Silva
 
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãsLição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãsPr. Gerson Eller
 
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptxdokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptxJoaoBaptista37
 
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdfslidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdfTiago Silva
 
Lição 6 conselhos gerais
Lição 6    conselhos geraisLição 6    conselhos gerais
Lição 6 conselhos geraisPr. Gerson Eller
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinJeronimo Nunes
 
Lição 3 oração e recomendação as mulheres cristãs 3º trimestre de 2015
Lição 3   oração e recomendação as mulheres cristãs  3º trimestre de 2015Lição 3   oração e recomendação as mulheres cristãs  3º trimestre de 2015
Lição 3 oração e recomendação as mulheres cristãs 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
Lição 4 pastores e diáconos 3º trimestre de 2015
Lição 4   pastores e diáconos  3º trimestre de 2015Lição 4   pastores e diáconos  3º trimestre de 2015
Lição 4 pastores e diáconos 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
3° Trimestre 2015 Lição 04 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 04 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 04 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 04 AdultosJoel Silva
 
Lição 4 pastores e diaconos
Lição 4   pastores e diaconosLição 4   pastores e diaconos
Lição 4 pastores e diaconosPr. Gerson Eller
 
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
3º trimestre 2015 lição 04 adultos
3º trimestre 2015 lição 04 adultos3º trimestre 2015 lição 04 adultos
3º trimestre 2015 lição 04 adultosJoel Silva
 
Uma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderançaUma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderançaPr. Gerson Eller
 
2015 3º trimestre adultos lição 04.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 04.pptx2015 3º trimestre adultos lição 04.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 04.pptxJoel Silva
 
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
Manual dos obreiros do Ministério IPCA
Manual dos obreiros do Ministério IPCAManual dos obreiros do Ministério IPCA
Manual dos obreiros do Ministério IPCAMINISTERIO IPCA.
 
Lição 9 corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
Lição 9   corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015Lição 9   corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
Lição 9 corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 

Semelhante a LIÇÃO 08 - APROVADOS POR DEUS EM CRISTO JESUS (20)

APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
 
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
 
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãsLição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
 
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptxdokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
 
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdfslidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
Lição 6 conselhos gerais
Lição 6    conselhos geraisLição 6    conselhos gerais
Lição 6 conselhos gerais
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
 
Lição 3 oração e recomendação as mulheres cristãs 3º trimestre de 2015
Lição 3   oração e recomendação as mulheres cristãs  3º trimestre de 2015Lição 3   oração e recomendação as mulheres cristãs  3º trimestre de 2015
Lição 3 oração e recomendação as mulheres cristãs 3º trimestre de 2015
 
Lição 4 pastores e diáconos 3º trimestre de 2015
Lição 4   pastores e diáconos  3º trimestre de 2015Lição 4   pastores e diáconos  3º trimestre de 2015
Lição 4 pastores e diáconos 3º trimestre de 2015
 
3° Trimestre 2015 Lição 04 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 04 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 04 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 04 Adultos
 
Lição 4 pastores e diaconos
Lição 4   pastores e diaconosLição 4   pastores e diaconos
Lição 4 pastores e diaconos
 
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
 
3º trimestre 2015 lição 04 adultos
3º trimestre 2015 lição 04 adultos3º trimestre 2015 lição 04 adultos
3º trimestre 2015 lição 04 adultos
 
Uma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderançaUma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderança
 
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
 
2015 3º trimestre adultos lição 04.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 04.pptx2015 3º trimestre adultos lição 04.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 04.pptx
 
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
 
Manual dos obreiros do Ministério IPCA
Manual dos obreiros do Ministério IPCAManual dos obreiros do Ministério IPCA
Manual dos obreiros do Ministério IPCA
 
Lição 9 corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
Lição 9   corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015Lição 9   corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
Lição 9 corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
 

Mais de Pr. Gerson Eller

Quem é quem dentro da igrja
Quem é quem dentro da igrjaQuem é quem dentro da igrja
Quem é quem dentro da igrjaPr. Gerson Eller
 
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisasLição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisasPr. Gerson Eller
 
José a realidade de um sonho
José a realidade de um sonhoJosé a realidade de um sonho
José a realidade de um sonhoPr. Gerson Eller
 
Lição 07 eu sei em quem tenho crido
Lição 07    eu sei em quem tenho cridoLição 07    eu sei em quem tenho crido
Lição 07 eu sei em quem tenho cridoPr. Gerson Eller
 
Lição 5 a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 5    a apostasia, fidelidade e diligência no ministérioLição 5    a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 5 a apostasia, fidelidade e diligência no ministérioPr. Gerson Eller
 
Lição 13 A RESSURREIÇÃO DE JESUS
Lição 13 A RESSURREIÇÃO DE JESUSLição 13 A RESSURREIÇÃO DE JESUS
Lição 13 A RESSURREIÇÃO DE JESUSPr. Gerson Eller
 
As Limitações dos Discipulos
As Limitações dos DiscipulosAs Limitações dos Discipulos
As Limitações dos DiscipulosPr. Gerson Eller
 
O poder de Jesus sobre a Natureza e os demonios
O poder de Jesus sobre a Natureza e os demoniosO poder de Jesus sobre a Natureza e os demonios
O poder de Jesus sobre a Natureza e os demoniosPr. Gerson Eller
 
Poder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e mortePoder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e mortePr. Gerson Eller
 
Mulheres que ajudara, Jesus
Mulheres que ajudara, JesusMulheres que ajudara, Jesus
Mulheres que ajudara, JesusPr. Gerson Eller
 
Mulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram JesusMulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram JesusPr. Gerson Eller
 
Jesus escolhe seus dicipulos
Jesus escolhe seus dicipulosJesus escolhe seus dicipulos
Jesus escolhe seus dicipulosPr. Gerson Eller
 
EU VIVO NA LUZ OU NAS TREVAS ?
EU VIVO NA LUZ OU NAS TREVAS ?EU VIVO NA LUZ OU NAS TREVAS ?
EU VIVO NA LUZ OU NAS TREVAS ?Pr. Gerson Eller
 
A igreja e alei de deus liçao 13
A igreja e alei de deus liçao 13A igreja e alei de deus liçao 13
A igreja e alei de deus liçao 13Pr. Gerson Eller
 

Mais de Pr. Gerson Eller (20)

Quem é quem dentro da igrja
Quem é quem dentro da igrjaQuem é quem dentro da igrja
Quem é quem dentro da igrja
 
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisasLição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
 
José a realidade de um sonho
José a realidade de um sonhoJosé a realidade de um sonho
José a realidade de um sonho
 
Lição 07 eu sei em quem tenho crido
Lição 07    eu sei em quem tenho cridoLição 07    eu sei em quem tenho crido
Lição 07 eu sei em quem tenho crido
 
Lição 5 a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 5    a apostasia, fidelidade e diligência no ministérioLição 5    a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 5 a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
 
Lição 13 A RESSURREIÇÃO DE JESUS
Lição 13 A RESSURREIÇÃO DE JESUSLição 13 A RESSURREIÇÃO DE JESUS
Lição 13 A RESSURREIÇÃO DE JESUS
 
A última Ceia
A última CeiaA última Ceia
A última Ceia
 
JESUS E O DINHEIRO
JESUS E O DINHEIROJESUS E O DINHEIRO
JESUS E O DINHEIRO
 
As Limitações dos Discipulos
As Limitações dos DiscipulosAs Limitações dos Discipulos
As Limitações dos Discipulos
 
O poder de Jesus sobre a Natureza e os demonios
O poder de Jesus sobre a Natureza e os demoniosO poder de Jesus sobre a Natureza e os demonios
O poder de Jesus sobre a Natureza e os demonios
 
Poder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e mortePoder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e morte
 
Mulheres que ajudara, Jesus
Mulheres que ajudara, JesusMulheres que ajudara, Jesus
Mulheres que ajudara, Jesus
 
Mulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram JesusMulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram Jesus
 
Jesus escolhe seus dicipulos
Jesus escolhe seus dicipulosJesus escolhe seus dicipulos
Jesus escolhe seus dicipulos
 
EU VIVO NA LUZ OU NAS TREVAS ?
EU VIVO NA LUZ OU NAS TREVAS ?EU VIVO NA LUZ OU NAS TREVAS ?
EU VIVO NA LUZ OU NAS TREVAS ?
 
A TENTAÇÃO DE JESUS
A TENTAÇÃO DE JESUSA TENTAÇÃO DE JESUS
A TENTAÇÃO DE JESUS
 
A TENTAÇÃO DE JESUS
A TENTAÇÃO DE JESUSA TENTAÇÃO DE JESUS
A TENTAÇÃO DE JESUS
 
Lição 2
Lição 2Lição 2
Lição 2
 
Lição 1 lucas
Lição 1 lucasLição 1 lucas
Lição 1 lucas
 
A igreja e alei de deus liçao 13
A igreja e alei de deus liçao 13A igreja e alei de deus liçao 13
A igreja e alei de deus liçao 13
 

Último

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 

LIÇÃO 08 - APROVADOS POR DEUS EM CRISTO JESUS

  • 1. 3º Trimestre de 2015 Lição 08 APROVADOS PORDEUS EMCRISTOJESUS
  • 2. TEXTO ÁUREO "Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade." (2 Tm 2.15) Pr.GersonEller 2
  • 3. VERDADE PRÁTICA O obreiro aprovado por Deus tem as marcas do Senhor Jesus Cristo. Pr.GersonEller 3
  • 6. Esboço da Lição I - OBREIROS APROVADOS POR DEUS 1. Pregam e ensinam sem engano. 2. Pregam com pureza. 3. Não buscam a glória de homens. II - DOIS TIPOS DE VASOS (2.20,21) 1. Vasos de honra (2.20). 2. Vaso de desonra. III - REJEITANDO AS DISSENSÕES E QUESTÕES LOUCAS 1. Rejeitando "questões loucas". 2. Não entrando em contenda. Pr.GersonEller 6
  • 8. INTRODUÇÃO • Na lição de hoje estudaremos alguns temas importantes que são relatados no segundo capítulo da Segunda Carta de Paulo a Timóteo. • Paulo fala, além do que vimos na Leitura Bíblica em Classe, a respeito do obreiro aprovado e dos vasos de honra na Casa do Senhor (2 Tm 2.19-21). Ele faz um contraste com os falsos mestres que tanto prejudicavam a obra do Senhor em Éfeso. • Que sejamos sempre vasos de honra, servindo ao Senhor com amor e zelo, a fim de que muitas vidas sejam ganhas para o seu Reino e que sua Igreja seja edificada. Pr.GersonEller 8
  • 10. I - OBREIROS APROVADOS POR DEUS • 1. Pregam e ensinam sem engano. • 2. Pregam com pureza. • 3. Não buscam a glória de homens. Pr.GersonEller 10
  • 11. 1. Pregam e ensinam sem engano. • Paulo nunca usou de engano em suas pregações, diferente de alguns falsos mestres de sua época que pregavam e ensinavam com argumentos falsos e logro. • É preciso ter muito cuidado com os "lobos" vestidos de ovelhas, que andam a enganar os crentes incautos, sob a capa de "muito espirituais". Pr.GersonEller 11
  • 12. Pr.GersonEller 12 1. Pregam e ensinam sem engano • Paulo exortava a igreja através da mensagem do evangelho, mostrando-lhes as verdades desconhecidas. Para os novos crentes ele tornou conhecido o "mistério de Deus" - Cristo (Cl 2.2). • Paulo era um líder zeloso que levava a mensagem de modo claro, obedecendo à revelação que recebera do Senhor. Aliás, era esse também o cuidado dos demais apóstolos (1 Jo 4.6; 2 Pe 1.16).
  • 14. Pr.GersonEller 14 2. Pregam com pureza. • Paulo pregava por amor a Cristo. Jesus era o seu alvo. Atualmente, há muitos falsos obreiros que só visam lucro e bens financeiros. Estes se aproveitam da fé dos fiéis para obter ganhos. • Na primeira carta a Timóteo, Paulo coloca como um dos requisitos para aqueles que almejam o ministério pastoral, não ser "cobiçoso de torpe ganância" (1 Tm 3.3). Pedro também exortou que o obreiro deve apascentar o rebanho do Senhor "tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância" (1 Pe 5.2). O obreiro aprovado não visa lucro material, pois sabe que a sua recompensa vem do Senhor.
  • 16. Pr.GersonEller 16 3. Não buscam a glória de homens. • "E, não buscamos glória dos homens" [...] (1 Ts 2.6). Quando Paulo estava com os tessalonicenses, ele afirmou que não buscou o elogio deles. • Infelizmente muitos buscam glória para si. Estes são movidos a elogios e bajulações. Isso é um perigo para o ministério pastoral e para qualquer servo ou serva de Deus. • Tem pregadores e mestres que não aceitam convite para falar para um pequeno auditório. Só se sentem bem se estiverem diante de grandes plateias, pois querem ser vistos pelos homens e não abençoar as pessoas. O obreiro aprovado pelo Senhor busca apontar tão somente o Senhor, e não ele mesmo.
  • 18. SÍNTESE DO TÓPICO (1) O obreiro aprovado por Deus prega e ensina sem engano, com pureza e humildemente, buscando sempre a glória de Deus Pr.GersonEller 18
  • 19. II - DOIS TIPOS DE VASOS (2.20,21) • 1. Vasos de honra (2.20). • 2. Vaso de desonra. Pr.GersonEller 19
  • 20. 1. Vasos de honra (2.20). • Paulo estava preocupado com a situação confusa que prevalecia na igreja em Éfeso. Ele então usa a analogia dos vasos para mostrar que na igreja existem pessoas sinceras e obedientes aos ensinos de Cristo (vasos de honra). • Estes adornavam e adornam a Casa de Deus, com sua santidade e pureza. Deus deseja usar este tipo de vaso, limpo e sem contaminação. • Tem você sido um vaso de honra Casa do Senhor? O crente deve ter uma vida irrepreensível. Isso só é possível na vida do crente através do poder redentor, libertador e purificador do sangue de Jesus mediante a fé. Pr.GersonEller 20
  • 22. Pr.GersonEller 22 2. Vaso de desonra. • Quem são estes? Paulo estava se referindo aos falsos mestres, Himeneu e Fileto (2.17). Himeneu também foi mencionado em 1 Timóteo 1.20. • Podemos igualmente afirmar que são os crentes infiéis, que causam problemas e escândalos na Casa do Senhor. • Os vasos de honra são "o trigo“ e os "vasos para desonra" são o "joio" a que se referiu Jesus (Mt 13.24-30).
  • 24. SÍNTESE DO TÓPICO (2) Na igreja local, há dois tipos de vaso, de honra e desonra. Pr.GersonEller 24
  • 25. III - REJEITANDO AS DISSENSÕES E QUESTÕES LOUCAS • 1. Rejeitando "questões loucas". • 2. Não entrando em contenda. Pr.GersonEller 25
  • 26. • O que eram as "questões loucas"? Eram as questões levantadas pelos falsos mestres, que traziam confusão e não edificavam ninguém (1 Tm 1.3, 6,7). • O obreiro deve rejeitar questionamentos que não edificam (2 Tm2.23). Atualmente, muitos estão levantando indagações que em nada vai edificar a fé dos irmãos. Outros, ainda estão cometendo o terrível pecado de adicionar, subtrair e modificar partes das Escrituras. • A Palavra de Deus é completa e infalível e não precisa de quaisquer acréscimos ou revisões em seu conteúdo e mensagem. Há, em nossos dias, diversas "novas teologias" que precisam ser combatidas pela liderança, pois agridem diretamente a mensagem bíblica. 1. Rejeitando "questões loucas". Pr.GersonEller 26
  • 28. 2. Não entrando em contenda. Pr.GersonEller 28 • "E ao servo do Senhor não convém contender, mas, sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor" (2Tm 2.24). • Paulo exorta a Timóteo a fim de que ele não contendesse com os falsos mestres, pois brigas e discussões são obras da carne e envergonham a Igreja do Senhor. • Uma pessoa espiritualmente cega não pode ser convencida de seus erros pela força. Pregamos e ensinamos, mas só o Espírito Santo podem convencê-las dos seus erros.
  • 30. SÍNTESE DO TÓPICO (3) A natureza dos demônios declara que eles são seres criados, limitados, espirituais, malignos e imundos. Pr.GersonEller 30
  • 32. Conclusão • Na administração das igrejas, por vezes, surgem conflitos de ordem espiritual e doutrinária. • Por isso, os líderes precisam de preparo bíblico e teológico. Como obreiros aprovados devem conduzir o rebanho do Senhor. • Seja você um vaso de honra na Casa de Deus. Pr.GersonEller 32
  • 38. “O SABER NÃO OCUPA ESPAÇO” Pr.GersonEller 38