SlideShare uma empresa Scribd logo
ATRIBUIÇÕES DO AUXILIAR DO TÉCNICO
DEENFERMAGEMEDO ENFERMEIRO
FUNDAMENTOSDE ENFERMAGEM
Lei do exercicio profissional
Lei do Exercício Profissional
 Regulamentada a lei nº 7.498, de 25 de
junho de 1986, que dispõe sobre o exercício
profissional da enfermagem, e dá outras
providências.
Lei do Exercício Profissional
 O exercício profissional de enfermagem,
observados pelo disposta desta lei, é
privativo de Enfermeiros, Técnicos e
Auxiliares de Enfermagem e Parteiras e só
será permitido ao profissional inscrito no
Conselho Regional de Enfermagem.
Exercício Profissional
Atribuições do Auxiliar de
Enfermagem
 Exerce atividades de nível médio, de
natureza repetitiva, envolvendo serviços
auxiliares de enfermagem sob supervisão,
bem como a participação em nível de
execução simples, em processo de
tratamento cabendo-lhe:
Atribuições do Auxiliar de
Enfermagem
 a-) observar , reconhecer e descrever sinais
e sintomas;
 b-) executar ações de tratamento simples;
 c-) prestar cuidados de higiene e conforto ao
paciente;
 d-) participar da equipe de enfermagem
Atribuições do Técnico de Enfermagem
 Exerce atividades de nível médio,
envolvendo orientações e acompanhamento
do trabalho de enfermagem em grau auxiliar
e participa do planejamento da assistência
de enfermagem, cabendo-lhe:
Atribuições do Técnico de Enfermagem
 a-) participar da programação da assistência
de enfermagem,
 b-) executar ações de enfermagem, exceto
as privativas do enfermeiro,
 c-) participar da orientação e supervisão do
trabalho de enfermagem em grau auxiliar,
 d-) participar da equipe de enfermagem,
 Realizar procedimentos invasivos
Exercício Profissional
 As atividades referidas somente podem ser
desempenhadas sob a orientação e
supervisão de enfermeiro.
Atribuições do Enfermeiro (a)
1.) Privativamente:
 Direção e chefia do órgão e de serviços de
unidade de enfermagem;
 Organização e direção das atividades
técnicas e auxiliares de enfermagem;
 Planejamento, organização,coordenação,
execução e avaliação dos serviços de
assistência de enfermagem.
Atribuições do Enfermeiro (a)
 Consultoria, auditoria e emissão de parecer
técnico;
 Consultas de enfermagem;
 Prescrição da assistência de enfermagem;
 Cuidados diretos á pacientes graves;
 Cuidados de enfermagem de maior
complexidade técnica;
Atribuições do Enfermeiro (a)
2-) Como integrante da equipe:
 Participar da elaboração, planejamento e
execução dos programas e planos de
assistência de saúde;
 Prescrição de medicamentos estabelecidos
por protocolo em saúde pública;
 Participação em projetos de reformas de
unidades de saúde;
Atribuições do Enfermeiro (a)
 Prevenção e controle sistemático de danos
que possam ser causados a clientela
durante a assistência de enfermagem;
 Assistência a gestante, parturiente e
puérpera;
 Acompanhamento e evolução do trabalho de
parto;
 Execução do trabalho de parto sem distocia;
 Educação visando á melhoria saúde da
população
Referências
 Caderno das Principais Legislações para o Exercício
Profissional da Enfermagem, COREN-SP/2007-
2008, São Paulo.
OBRIGADA !!!!!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Semiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Semiologia e Semiotécnica em EnfermagemSemiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Semiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Marco Antonio
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
Vanessa Farias
 
Fundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemFundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagem
Jardiel7
 
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do TrabalhoIntrodução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Instituto Consciência GO
 
Prontuário
ProntuárioProntuário
Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem
Fernando Dias
 
Aula 1 historia da enfermagem enf3
Aula 1  historia da enfermagem enf3Aula 1  historia da enfermagem enf3
Aula 1 historia da enfermagem enf3
FernandaEvangelista17
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
Danilo Nunes Anunciação
 
Fundamentos de enfermagem aula 3
Fundamentos de enfermagem aula 3Fundamentos de enfermagem aula 3
Fundamentos de enfermagem aula 3
9999894014
 
Sae
SaeSae
1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem
Elter Alves
 
Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)
Katia Pontes Remijo
 
Slaid 1 fundamentos da enfermagem
Slaid 1 fundamentos da enfermagemSlaid 1 fundamentos da enfermagem
Slaid 1 fundamentos da enfermagem
Rosiane Maria
 
Aula 01 O Hospital
Aula 01 O HospitalAula 01 O Hospital
Aula 01 O Hospital
Nadja Martins
 
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Amanda Moura
 
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdfAula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
ThiagoCunha93
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Charles Lima
 
Aula biossegurança
Aula biossegurançaAula biossegurança
Aula biossegurança
nuiashrl
 
Enfermagem o papel e a importância
Enfermagem   o papel e a importânciaEnfermagem   o papel e a importância
Enfermagem o papel e a importância
Célia Costa
 
Higiene e profilaxia
Higiene e profilaxiaHigiene e profilaxia
Higiene e profilaxia
Soraya Lima
 

Mais procurados (20)

Semiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Semiologia e Semiotécnica em EnfermagemSemiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Semiologia e Semiotécnica em Enfermagem
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
 
Fundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemFundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagem
 
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do TrabalhoIntrodução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do Trabalho
 
Prontuário
ProntuárioProntuário
Prontuário
 
Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem
 
Aula 1 historia da enfermagem enf3
Aula 1  historia da enfermagem enf3Aula 1  historia da enfermagem enf3
Aula 1 historia da enfermagem enf3
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
 
Fundamentos de enfermagem aula 3
Fundamentos de enfermagem aula 3Fundamentos de enfermagem aula 3
Fundamentos de enfermagem aula 3
 
Sae
SaeSae
Sae
 
1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem
 
Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)
 
Slaid 1 fundamentos da enfermagem
Slaid 1 fundamentos da enfermagemSlaid 1 fundamentos da enfermagem
Slaid 1 fundamentos da enfermagem
 
Aula 01 O Hospital
Aula 01 O HospitalAula 01 O Hospital
Aula 01 O Hospital
 
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
 
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdfAula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
 
Aula biossegurança
Aula biossegurançaAula biossegurança
Aula biossegurança
 
Enfermagem o papel e a importância
Enfermagem   o papel e a importânciaEnfermagem   o papel e a importância
Enfermagem o papel e a importância
 
Higiene e profilaxia
Higiene e profilaxiaHigiene e profilaxia
Higiene e profilaxia
 

Destaque

Aborto
AbortoAborto
Aborto
Ylla Cohim
 
Aborto no brasil
Aborto no brasilAborto no brasil
Aborto no brasil
-
 
Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Apresentacao legislacao em enfermagem 1Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Rosimeire Areias
 
Aborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legaisAborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legais
Maria Stella
 
ABORTO
ABORTOABORTO
ABORTO
jekinha
 
Apresentação aborto
Apresentação abortoApresentação aborto
Apresentação aborto
luciana
 
Aborto: questões éticas
Aborto: questões éticasAborto: questões éticas
Aborto: questões éticas
Samuel Benjamin
 

Destaque (7)

Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto no brasil
Aborto no brasilAborto no brasil
Aborto no brasil
 
Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Apresentacao legislacao em enfermagem 1Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Apresentacao legislacao em enfermagem 1
 
Aborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legaisAborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legais
 
ABORTO
ABORTOABORTO
ABORTO
 
Apresentação aborto
Apresentação abortoApresentação aborto
Apresentação aborto
 
Aborto: questões éticas
Aborto: questões éticasAborto: questões éticas
Aborto: questões éticas
 

Semelhante a Lei do exercicio profissional

categorias e funções em enfermagem
categorias e funções em enfermagemcategorias e funções em enfermagem
categorias e funções em enfermagem
RosaSantos738119
 
LEGISLAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM.pptx
LEGISLAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM.pptxLEGISLAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM.pptx
LEGISLAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM.pptx
PinheiroNeto2
 
Apresentação Sistematização da Assistência de Enfermagem.pptx
Apresentação Sistematização da Assistência de Enfermagem.pptxApresentação Sistematização da Assistência de Enfermagem.pptx
Apresentação Sistematização da Assistência de Enfermagem.pptx
drivedolulu2006
 
Seminári..
 Seminári.. Seminári..
Seminári..
Jeane Abreu
 
LEI DO EXERCICIO PROFISSIONAL.pptx
LEI DO EXERCICIO PROFISSIONAL.pptxLEI DO EXERCICIO PROFISSIONAL.pptx
LEI DO EXERCICIO PROFISSIONAL.pptx
VeridyanaValverde1
 
RECURSOS HUMANOS E O PAPEL DO ENFERMEIRO NO.pptx
RECURSOS HUMANOS E O PAPEL DO ENFERMEIRO NO.pptxRECURSOS HUMANOS E O PAPEL DO ENFERMEIRO NO.pptx
RECURSOS HUMANOS E O PAPEL DO ENFERMEIRO NO.pptx
MarcelaTessalia
 
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia HospitalarGestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Universidade Norte do Paraná
 
Enfermeiro
EnfermeiroEnfermeiro
Enfermeiro
Raimundo Bertolesa
 
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teoricaAULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
HiEster2
 
ÉTICA-E-LEGISLAÇÃO-AULA (1).pptx
ÉTICA-E-LEGISLAÇÃO-AULA (1).pptxÉTICA-E-LEGISLAÇÃO-AULA (1).pptx
ÉTICA-E-LEGISLAÇÃO-AULA (1).pptx
FrancielleConstantin
 
Sae
SaeSae
Legislação e segurança do trabalho
 Legislação e segurança do trabalho Legislação e segurança do trabalho
Legislação e segurança do trabalho
Cauê Vinicius Santos
 
Estágio Supervisionado Campos de Atuação Profissional I.pdf
Estágio Supervisionado Campos de Atuação Profissional I.pdfEstágio Supervisionado Campos de Atuação Profissional I.pdf
Estágio Supervisionado Campos de Atuação Profissional I.pdf
HELENO FAVACHO
 
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
I.Braz Slideshares
 
Enferagem em clinica médica em clínica médica
Enferagem em clinica médica em clínica médica Enferagem em clinica médica em clínica médica
Enferagem em clinica médica em clínica médica
Jackson Silva
 
Enfermagememclnicamdicai 140822172753-phpapp01
Enfermagememclnicamdicai 140822172753-phpapp01Enfermagememclnicamdicai 140822172753-phpapp01
Enfermagememclnicamdicai 140822172753-phpapp01
Ctops Saúde
 
Universidade Corporativa para Área da Saúde
Universidade Corporativa para Área da SaúdeUniversidade Corporativa para Área da Saúde
Universidade Corporativa para Área da Saúde
gfgdias
 
D2011_10001822012_2916024_1-converted.docx
D2011_10001822012_2916024_1-converted.docxD2011_10001822012_2916024_1-converted.docx
D2011_10001822012_2916024_1-converted.docx
MiguelAlmeida502577
 
Passos para Implantação de PICs
Passos para Implantação de PICsPassos para Implantação de PICs
Passos para Implantação de PICs
comunidadedepraticas
 
CALCULOS_DE_MEDICAMENTOS_NA_ENFERMAGEM.pdf
CALCULOS_DE_MEDICAMENTOS_NA_ENFERMAGEM.pdfCALCULOS_DE_MEDICAMENTOS_NA_ENFERMAGEM.pdf
CALCULOS_DE_MEDICAMENTOS_NA_ENFERMAGEM.pdf
AnglicaFreitasFarmac
 

Semelhante a Lei do exercicio profissional (20)

categorias e funções em enfermagem
categorias e funções em enfermagemcategorias e funções em enfermagem
categorias e funções em enfermagem
 
LEGISLAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM.pptx
LEGISLAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM.pptxLEGISLAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM.pptx
LEGISLAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM.pptx
 
Apresentação Sistematização da Assistência de Enfermagem.pptx
Apresentação Sistematização da Assistência de Enfermagem.pptxApresentação Sistematização da Assistência de Enfermagem.pptx
Apresentação Sistematização da Assistência de Enfermagem.pptx
 
Seminári..
 Seminári.. Seminári..
Seminári..
 
LEI DO EXERCICIO PROFISSIONAL.pptx
LEI DO EXERCICIO PROFISSIONAL.pptxLEI DO EXERCICIO PROFISSIONAL.pptx
LEI DO EXERCICIO PROFISSIONAL.pptx
 
RECURSOS HUMANOS E O PAPEL DO ENFERMEIRO NO.pptx
RECURSOS HUMANOS E O PAPEL DO ENFERMEIRO NO.pptxRECURSOS HUMANOS E O PAPEL DO ENFERMEIRO NO.pptx
RECURSOS HUMANOS E O PAPEL DO ENFERMEIRO NO.pptx
 
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia HospitalarGestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
 
Enfermeiro
EnfermeiroEnfermeiro
Enfermeiro
 
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teoricaAULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
 
ÉTICA-E-LEGISLAÇÃO-AULA (1).pptx
ÉTICA-E-LEGISLAÇÃO-AULA (1).pptxÉTICA-E-LEGISLAÇÃO-AULA (1).pptx
ÉTICA-E-LEGISLAÇÃO-AULA (1).pptx
 
Sae
SaeSae
Sae
 
Legislação e segurança do trabalho
 Legislação e segurança do trabalho Legislação e segurança do trabalho
Legislação e segurança do trabalho
 
Estágio Supervisionado Campos de Atuação Profissional I.pdf
Estágio Supervisionado Campos de Atuação Profissional I.pdfEstágio Supervisionado Campos de Atuação Profissional I.pdf
Estágio Supervisionado Campos de Atuação Profissional I.pdf
 
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
 
Enferagem em clinica médica em clínica médica
Enferagem em clinica médica em clínica médica Enferagem em clinica médica em clínica médica
Enferagem em clinica médica em clínica médica
 
Enfermagememclnicamdicai 140822172753-phpapp01
Enfermagememclnicamdicai 140822172753-phpapp01Enfermagememclnicamdicai 140822172753-phpapp01
Enfermagememclnicamdicai 140822172753-phpapp01
 
Universidade Corporativa para Área da Saúde
Universidade Corporativa para Área da SaúdeUniversidade Corporativa para Área da Saúde
Universidade Corporativa para Área da Saúde
 
D2011_10001822012_2916024_1-converted.docx
D2011_10001822012_2916024_1-converted.docxD2011_10001822012_2916024_1-converted.docx
D2011_10001822012_2916024_1-converted.docx
 
Passos para Implantação de PICs
Passos para Implantação de PICsPassos para Implantação de PICs
Passos para Implantação de PICs
 
CALCULOS_DE_MEDICAMENTOS_NA_ENFERMAGEM.pdf
CALCULOS_DE_MEDICAMENTOS_NA_ENFERMAGEM.pdfCALCULOS_DE_MEDICAMENTOS_NA_ENFERMAGEM.pdf
CALCULOS_DE_MEDICAMENTOS_NA_ENFERMAGEM.pdf
 

Mais de Fernando Dias

Oximetria De Pulso
Oximetria De PulsoOximetria De Pulso
Oximetria De Pulso
Fernando Dias
 
Pele e anexos
Pele e anexosPele e anexos
Pele e anexos
Fernando Dias
 
Conduta De Enfermagem Durante o Operatório
Conduta De Enfermagem Durante o OperatórioConduta De Enfermagem Durante o Operatório
Conduta De Enfermagem Durante o Operatório
Fernando Dias
 
Sistema Muscular
Sistema MuscularSistema Muscular
Sistema Muscular
Fernando Dias
 
Sistema Esqueletico
Sistema EsqueleticoSistema Esqueletico
Sistema Esqueletico
Fernando Dias
 
Exposição a quimioterápicos antineoplasicos.
Exposição a quimioterápicos antineoplasicos.Exposição a quimioterápicos antineoplasicos.
Exposição a quimioterápicos antineoplasicos.
Fernando Dias
 

Mais de Fernando Dias (6)

Oximetria De Pulso
Oximetria De PulsoOximetria De Pulso
Oximetria De Pulso
 
Pele e anexos
Pele e anexosPele e anexos
Pele e anexos
 
Conduta De Enfermagem Durante o Operatório
Conduta De Enfermagem Durante o OperatórioConduta De Enfermagem Durante o Operatório
Conduta De Enfermagem Durante o Operatório
 
Sistema Muscular
Sistema MuscularSistema Muscular
Sistema Muscular
 
Sistema Esqueletico
Sistema EsqueleticoSistema Esqueletico
Sistema Esqueletico
 
Exposição a quimioterápicos antineoplasicos.
Exposição a quimioterápicos antineoplasicos.Exposição a quimioterápicos antineoplasicos.
Exposição a quimioterápicos antineoplasicos.
 

Último

Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 

Lei do exercicio profissional

  • 1. ATRIBUIÇÕES DO AUXILIAR DO TÉCNICO DEENFERMAGEMEDO ENFERMEIRO FUNDAMENTOSDE ENFERMAGEM
  • 3. Lei do Exercício Profissional  Regulamentada a lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício profissional da enfermagem, e dá outras providências.
  • 4. Lei do Exercício Profissional  O exercício profissional de enfermagem, observados pelo disposta desta lei, é privativo de Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem e Parteiras e só será permitido ao profissional inscrito no Conselho Regional de Enfermagem.
  • 6. Atribuições do Auxiliar de Enfermagem  Exerce atividades de nível médio, de natureza repetitiva, envolvendo serviços auxiliares de enfermagem sob supervisão, bem como a participação em nível de execução simples, em processo de tratamento cabendo-lhe:
  • 7. Atribuições do Auxiliar de Enfermagem  a-) observar , reconhecer e descrever sinais e sintomas;  b-) executar ações de tratamento simples;  c-) prestar cuidados de higiene e conforto ao paciente;  d-) participar da equipe de enfermagem
  • 8. Atribuições do Técnico de Enfermagem  Exerce atividades de nível médio, envolvendo orientações e acompanhamento do trabalho de enfermagem em grau auxiliar e participa do planejamento da assistência de enfermagem, cabendo-lhe:
  • 9. Atribuições do Técnico de Enfermagem  a-) participar da programação da assistência de enfermagem,  b-) executar ações de enfermagem, exceto as privativas do enfermeiro,  c-) participar da orientação e supervisão do trabalho de enfermagem em grau auxiliar,  d-) participar da equipe de enfermagem,  Realizar procedimentos invasivos
  • 10. Exercício Profissional  As atividades referidas somente podem ser desempenhadas sob a orientação e supervisão de enfermeiro.
  • 11. Atribuições do Enfermeiro (a) 1.) Privativamente:  Direção e chefia do órgão e de serviços de unidade de enfermagem;  Organização e direção das atividades técnicas e auxiliares de enfermagem;  Planejamento, organização,coordenação, execução e avaliação dos serviços de assistência de enfermagem.
  • 12. Atribuições do Enfermeiro (a)  Consultoria, auditoria e emissão de parecer técnico;  Consultas de enfermagem;  Prescrição da assistência de enfermagem;  Cuidados diretos á pacientes graves;  Cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica;
  • 13. Atribuições do Enfermeiro (a) 2-) Como integrante da equipe:  Participar da elaboração, planejamento e execução dos programas e planos de assistência de saúde;  Prescrição de medicamentos estabelecidos por protocolo em saúde pública;  Participação em projetos de reformas de unidades de saúde;
  • 14. Atribuições do Enfermeiro (a)  Prevenção e controle sistemático de danos que possam ser causados a clientela durante a assistência de enfermagem;  Assistência a gestante, parturiente e puérpera;  Acompanhamento e evolução do trabalho de parto;  Execução do trabalho de parto sem distocia;  Educação visando á melhoria saúde da população
  • 15. Referências  Caderno das Principais Legislações para o Exercício Profissional da Enfermagem, COREN-SP/2007- 2008, São Paulo. OBRIGADA !!!!!!!