SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 51
HISTÓRIA GERAL

       ILUMINISMO
DESPOTISMO ESCLARECIDO
 REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Prof. Marco Aurélio Gondim
      www.gondim.net
ILUMINISMO
ILUMINISMO
• Movimento intelectual que representava
  os anseios da burguesia
• Desenvolvimento do capitalismo na
  Inglaterra, França e Holanda
• Surgimento de uma cultura que sucedeu
  ao Renascimento
• Período de Revolução Científica
CARACTERÍSTICAS DO ILUMINISMO
• Busca do progresso e oposição à tradição
• Secularização do conhecimento, inclusive da
  moral, religião e relações sociais
• Defesa da razão e da experiência para a
  produção do conhecimento
• Primazia da razão para explicar os fenômenos
  da natureza e da sociedade


                                      D’Alembert
ENCICLOPÉDIA DOS ILUMINISTAS
CARACTERÍSTICAS DO ILUMINISMO

• Culto à razão
• Empirismo
• Crítica ao mercantilismo e ao
  absolutismo
• Crítica ao direito divino dos reis
• Preocupação com a busca das leis
  que regem a natureza
• Tolerância política e religiosa
TEÓRICOS DO ILUMINISMO
• Galileu
  – O mundo está em constante movimento
• Francis Bacon
  – Defesa das experiências para aquisição          do
    conhecimento da verdade universal
• Descartes
  – O movimento foi criado por Deus
  – O universo passa repetir mecanicamente (leis)
• Isaac Newton
  – A matemática pode explicar o universo
TEÓRICOS DO ILUMINISMO
• John Locke
  – Contratualista (2° Tratado sobre o governo civil).
  – Direito à resistência ao governo tirânico
• Diderot e D’Alembert
  – Organizadores da Enciclopédia
• Voltaire
  – Anticlerical. Defesa da liberdade de expressão
• Montesquieu
  – Teoria da tripartição do poder
• Rousseau
  – Contratualista. Pureza do estado natural
ECONOMIA
• Fisiocracia: laissez faire
  – Teóricos: Quesnay e Gournay
  – Negação da intervenção estatal na economia
  – Função do Estado: proteger a propriedade
  – Valorização da agricultura
• Liberalismo econômico:
  – Teórico: Adam Smith
  – Bases da política econômica moderna
  – Defesa da liberdade dos indivíduos
  – Riqueza = trabalho
  – Livre competição e lucros ilimitados
DESPOTISMO ESCLARECIDO
CARACTERÍSTICAS
• Típico do século XVIII
• É uma forma particular de absolutismo
• Pode ser chamado de absolutismo
  ilustrado
• Aproximação        entre    os       Estados
  absolutistas e a ideologia política ilustrada
• Inspirado nos ideais do Iluminismo
CARACTERÍSTICAS
• Forma de governo com reformas de
  modernização           da         vida
  socioeconômica
• Lema: Tudo para o povo, nada com o
  povo
• Apoio dos nobres aos déspotas
• Alteração das teorias políticas em que
  se apoiava o poder real
CARACTERÍSTICAS
• Substituição da teoria do direito divino pela
  teoria do poder para a busca do bem comum
• Desejo de expansão territorial
• Países: Prússia, Rússia, Áustria, Portugal e
  Espanha
• Defesa do poder absoluto
• Aperfeiçoamento do sistema de arrecadação
• Ratificação dos pilares do absolutismo:
  – Exército forte e disciplinado
  – Burocracia leal e obediente
PRÚSSIA
• Governo de Frederico II
• Incentivo à cultura
• Abolição da pena de morte
• Novo código jurídico
• Liberdade religiosa
• Construção de hospitais e casas para o
  povo
• Obrigatoriedade do ensino primário
FREDERICO II




Quadro de Antoine Pesne (1683-1757)
ÁUSTRIA
• Governo de José II
• Abolição da servidão
• Possibilidade de compra da terra
  pelos trabalhadores
• Igualdade de impostos
• Liberdade religiosa e de imprensa
RÚSSIA
• Governo de Catarina II
• Incentivo à agricultura e ao
  comércio
• Confisco dos bens da Igreja
  Ortodoxa
• Construção       de    orfanatos,
  hospitais e escolas
CATARINA II
ESPANHA
• Governo de Carlos III
• Reformas econômicas
• Confisco dos bens da Igreja, mas não
  da nobreza
• Estímulo ao comércio colonial
• Abertura de novos portos
• Incentivo às manufaturas espanholas
• Expulsão dos jesuítas (1767)
PORTUGAL
• Governo de José I
• Atuação de Marques de Pombal
• Reforma do ensino
 –Expulsão dos jesuítas (1759)
• Criação do Banco Real e das
  companhias de comércio
PORTUGAL
• Estímulo à agricultura e à
  manufatura
• Reforço da autoridade real
• Redução dos privilégios da
  nobreza e do clero
• Reforma de Lisboa após o
  terremoto
JOSÉ I




Quadro de Miguel António do Amaral (1710 – 1780)
MARQUES DE POMBAL




Quadro de Louis-Michel van Loo (1707-1771)
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
CONCEITO
• Conjunto de mudanças tecnológicas
  na economia a partir do século XVIII.
• A máquina superou o trabalho
  humano com a imposição do capital.
• Desenvolvimento da manufatura a
  partir do século XVIII com o
  surgimento da fábrica (máquina a
  vapor).
ETAPAS DA REVOLUÇÃO
• Produção artesanal
  –     O artesão controlava o processo produtivo
      (medievo)

• Produção manufatureira
  – Divisão do trabalho sob a direção de um mestre
   (mercantilismo)

• Produção mecanizada
  – Uso de máquinas com rígida divisão do trabalho
  – O burguês é o proprietário dos meios de produção
CONDIÇÕES DE TRABALHO
• Pagamento de salário e retenção do lucro

• Ambiente de trabalho insalubre e perigoso

• Jornada de 14 a 16 horas, com uma hora
  para a refeição

• Não havia previdência, licenças ou férias
PIONEIRISMO INGLÊS
• Setor têxtil              • Uso capitalista da terra
• Supremacia marítima          – Cercamentos >>
   – Atos de Navegação           êxodo urbano (mão
                                 de obra)
• Acumulação primitiva
                            • Ampliação dos
  de capitais                 empréstimos a juros
• Reservas minerais         • Crescimento
   – Carvão mineral e ferro   populacional
                            • Revolução Gloriosa
INVENÇÕES
• 1712: Máquina a vapor para bombear
  água das minas de carvão (Newcomem)
• 1735: Produção de ferro com carvão-
  coque (Darby)
• 1767: Máquinas de fiar (Hargreaves)
• 1769: Aperfeiçoamento da máquina a
  vapor por James Watt. Invenção do tear
  hidráulico por Arkwright
• 1785: Tear mecânico (Arkwright)
Carlos Eduardo Novaes. Capitalismo para principiantes.
INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS
             1776
FATORES
• Negligência Salutar
• Inglaterra em déficit financeiro por causa
  da Guerra dos Sete Anos
• Necessidade da Inglaterra de mercado
  consumidor
• Ideias de John Locke
• Apoio da França, Holanda e Espanha
FATOS IMPORTANTES
• 04/07/1776:          Declaração        de
  Independência
• Derrota da Inglaterra em 1783
• Tratado de Versalhes
• Confederação até 1787
• Convenção da Filadélfia: governo central
• George Washington: presidente (1789-
  1797)
REVOLUÇÃO FRANCESA
       1789
FATORES
•   Características liberais e burguesas
•   Marcou a ascensão da burguesia
•   Fim do Antigo Regime, o Absolutismo
•   Fim do feudalismo
•   Lançamento        das      bases    do
    capitalismo
FATOS IMPORTANTES
• Crises política e econômica
• Convocação dos Estados Gerais em 1789
• Junho de 1789: revolta do 3° Estado
• Juramento do jogo de Péla: Assembleia
  Constituinte
• 14/07/1789: Queda da Bastilha
• Jacobinos e girondinos contra o rei, a
  nobreza e o clero
JURAMENTO DO JOGO DE PÉLA
QUEDA DA BASTILHA
ASSEMBLEIA CONSTITUINTE
           1789-1791
• Abolição dos privilégios feudais
• Declaração doa Direitos do Homem e do
  Cidadão
• Constituição Civil do Clero: nacionalização dos
  bens da Igreja
• Constituição de 1791: monarquista e censitária
• 1ª coalizão europeia
• Destituição de Luiz XVI
• Convocação de nova constituinte – 1792
• Derrota da 1ª coalizão europeia – 1792
CONVENÇÃO
              1792-1794
• Abolição da monarquia
• Partidos políticos: Girondinos, Jacobinos
  ou Montanha e Pântano ou Planície
• Julgamento de Luis XVI
• Guerra da Vendeia
• Ascensão dos jacobinos: Fase do Terror
• Constituição de 1793
• Batalha de Fleurus: vitória francesa
• Golpe do Nove Termidor
DIRETÓRIO
                1795-1799
• Revolta realista de 1795
• Conspiração da Igualdade (Gracus
  Babeuf)
• Crise econômico-financeira
• Crise externa: derrota frente à 2ª coalizão
  europeia
• Burguesa e exercito apóiam Napoleão
• Deposição do Diretório
• Instalação do Consulado (1799-1815)
ERA NAPOLEÔNICA
             1799-1815
• Início: Golpe do 18 Brumário
• Término: Batalha de Waterloo (1815)
• Fases: Consulado, Império e Governo dos
  Cem Dias
• 1800: Napoleão derrota a 2ª coalizão em,
  Marengo e faz a paz de Amiens com a
  Inglaterra
• Fundação do Banco da França
• Código Civil de 1804
ERA NAPOLEÔNICA
             1799-1815
• 1804: Constituição do ano XII
• Vitória sobre a 3ª coalizão em Ulm e
  Austerlitz
• 1806: Napoleão vence a 4ª coalizão –
  Bloqueio Continental
• Derrota de Napoleão frente à 5ª coalizão
• Fracasso na Espanha e Rússia
• Declínio do Império
ERA NAPOLEÔNICA
             1799-1815
• Derrota frente à 6ª coalizão na Batalha
  das Nações
• Renúncia de Napoleão em favor de seu
  filho
• Exílio na ilha de Elba
• 1814: retorno dos Bourbons ao trono
• 1815: Napoleão foge de Elba e retorna à
  Paris (Governo dos Cem Dias)
• Derrota frente à 7ª coalizão em Waterloo
• Exílio na ilha de Santa Helena até 1821
CONGRESSO DE VIENA
            1815
• Tentativa de reorganizar a Europa
  geográfica, social e politicamente
• Política absolutista e conservadora
  anterior à Revolução Francesa
• Equilíbrio europeu
• Cooperação entre os países da Europa
  por meio da Santa Aliança
• Sistema de intervenções durou até 1848
INDEPENDÊNCIA DAS
COLÔNIAS ESPANHOLAS
     SÉCULO XIX
AMÉRICA LATINA INDEPENDENTE




                    Paraguai - 1811
FATORES
• Contexto da Revolução Francesa, guerras
  napoleônicas, Revolução Industrial e
  difusão dos ideais iluministas
• Crise econômica em função do pacto
  colonial
• Situação de inferioridade dos criollos
• Interesse dos países industrializados no
  mercado consumidor
• Bloqueio Continental
FATORES
•   Repressão espanhola até 1815
•   Apoio inglês: ofensiva dos criollos
•   Sucesso na década de 1820
•   Fragmentação territorial
•   Aumento da dependência econômica em
    relação à Inglaterra
Prof. Marco Aurélio Gondim
      www.gondim.net

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Iluminismo - www.carloszaranza.com
Iluminismo - www.carloszaranza.comIluminismo - www.carloszaranza.com
Iluminismo - www.carloszaranza.com
Carlos Zaranza
 
Seminario mundo contemporaneo
Seminario mundo contemporaneoSeminario mundo contemporaneo
Seminario mundo contemporaneo
Gian Vargas
 
Iluminismo.revolucao.francesa
Iluminismo.revolucao.francesaIluminismo.revolucao.francesa
Iluminismo.revolucao.francesa
Dismael Sagás
 
Revolução inglesa e absolutismo
Revolução inglesa e absolutismoRevolução inglesa e absolutismo
Revolução inglesa e absolutismo
Carlos Zaranza
 
Iluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução FrancesaIluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução Francesa
Paulo Alexandre
 
A revolução francesa
A revolução francesaA revolução francesa
A revolução francesa
cattonia
 
Ficha de trabalho cultura do salão
Ficha de trabalho  cultura do salãoFicha de trabalho  cultura do salão
Ficha de trabalho cultura do salão
Carla Teixeira
 

Mais procurados (20)

Iluminismo - vestibular
Iluminismo - vestibularIluminismo - vestibular
Iluminismo - vestibular
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo01
Iluminismo01Iluminismo01
Iluminismo01
 
Iluminismo - www.carloszaranza.com
Iluminismo - www.carloszaranza.comIluminismo - www.carloszaranza.com
Iluminismo - www.carloszaranza.com
 
Seculo xviii iluminismo
Seculo xviii iluminismoSeculo xviii iluminismo
Seculo xviii iluminismo
 
Seminario mundo contemporaneo
Seminario mundo contemporaneoSeminario mundo contemporaneo
Seminario mundo contemporaneo
 
Iluminismo.revolucao.francesa
Iluminismo.revolucao.francesaIluminismo.revolucao.francesa
Iluminismo.revolucao.francesa
 
Revolução inglesa e absolutismo
Revolução inglesa e absolutismoRevolução inglesa e absolutismo
Revolução inglesa e absolutismo
 
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
 
Iluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução FrancesaIluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução Francesa
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Módulo 7 contexto histórico
Módulo 7   contexto históricoMódulo 7   contexto histórico
Módulo 7 contexto histórico
 
2 iluminismo e despotismo
2   iluminismo e despotismo2   iluminismo e despotismo
2 iluminismo e despotismo
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
 
A revolução francesa
A revolução francesaA revolução francesa
A revolução francesa
 
1 antigo regime e revolução inglesa
1  antigo regime e revolução inglesa1  antigo regime e revolução inglesa
1 antigo regime e revolução inglesa
 
3ão - Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão - Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão - Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão - Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
 
Ficha de trabalho cultura do salão
Ficha de trabalho  cultura do salãoFicha de trabalho  cultura do salão
Ficha de trabalho cultura do salão
 
Absolutismo 1
Absolutismo 1Absolutismo 1
Absolutismo 1
 
Iluminismo.filé
Iluminismo.filéIluminismo.filé
Iluminismo.filé
 

Destaque

Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
Odairdesouza
 
O despotismo esclarecido
O despotismo esclarecidoO despotismo esclarecido
O despotismo esclarecido
historiando
 
Guerras, revoltas e revoluções brasileiras
Guerras, revoltas e revoluções brasileirasGuerras, revoltas e revoluções brasileiras
Guerras, revoltas e revoluções brasileiras
Rafael Ávila
 
Revisão geral de história
Revisão geral de históriaRevisão geral de história
Revisão geral de história
aroudus
 

Destaque (20)

História Geral - Idade Moderna - Absolutismo, Mercantilismo, Reforma Protesta...
História Geral - Idade Moderna - Absolutismo, Mercantilismo, Reforma Protesta...História Geral - Idade Moderna - Absolutismo, Mercantilismo, Reforma Protesta...
História Geral - Idade Moderna - Absolutismo, Mercantilismo, Reforma Protesta...
 
História Geral - Idade Moderna - Revolução Inglesa [www.gondim.net]
História Geral - Idade Moderna - Revolução Inglesa [www.gondim.net]História Geral - Idade Moderna - Revolução Inglesa [www.gondim.net]
História Geral - Idade Moderna - Revolução Inglesa [www.gondim.net]
 
Idade Média - História Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Idade Média - História Geral -  Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]Idade Média - História Geral -  Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Idade Média - História Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
 
História do Brasil - República [www.gondim.net]
História do Brasil - República [www.gondim.net]História do Brasil - República [www.gondim.net]
História do Brasil - República [www.gondim.net]
 
APOSTILA DE ATUALIDADES POLÍCIA FEDERAL http://migre.me/gWG8R
APOSTILA DE ATUALIDADES POLÍCIA FEDERAL http://migre.me/gWG8RAPOSTILA DE ATUALIDADES POLÍCIA FEDERAL http://migre.me/gWG8R
APOSTILA DE ATUALIDADES POLÍCIA FEDERAL http://migre.me/gWG8R
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
História do Brasil - Colônia - Expansão territorial [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Expansão territorial [www.gondim.net]História do Brasil - Colônia - Expansão territorial [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Expansão territorial [www.gondim.net]
 
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]
 
História do Brasil - Período Joanino - Período Monárquico [www.gondim.net]
História do Brasil - Período Joanino - Período Monárquico [www.gondim.net]História do Brasil - Período Joanino - Período Monárquico [www.gondim.net]
História do Brasil - Período Joanino - Período Monárquico [www.gondim.net]
 
História do Brasil - Colônia - Expansão marítima [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Expansão marítima [www.gondim.net]História do Brasil - Colônia - Expansão marítima [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Expansão marítima [www.gondim.net]
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O despotismo esclarecido
O despotismo esclarecidoO despotismo esclarecido
O despotismo esclarecido
 
O despotismo esclarecido
O despotismo esclarecidoO despotismo esclarecido
O despotismo esclarecido
 
Iluminismo e despotismo
Iluminismo e  despotismoIluminismo e  despotismo
Iluminismo e despotismo
 
Guerras, revoltas e revoluções brasileiras
Guerras, revoltas e revoluções brasileirasGuerras, revoltas e revoluções brasileiras
Guerras, revoltas e revoluções brasileiras
 
Idade Moderna - Absolutismo
Idade Moderna - AbsolutismoIdade Moderna - Absolutismo
Idade Moderna - Absolutismo
 
A IDADE MÉDIA
A IDADE MÉDIAA IDADE MÉDIA
A IDADE MÉDIA
 
Revisão geral de história
Revisão geral de históriaRevisão geral de história
Revisão geral de história
 

Semelhante a História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revolução Industrial [www.gondim.net]

Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_iiModerna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Julia Selistre
 
Slide revolução francesa
Slide revolução francesaSlide revolução francesa
Slide revolução francesa
Isabel Aguiar
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
gueste79b40
 
Slide sobre revolução francesa
Slide sobre revolução francesaSlide sobre revolução francesa
Slide sobre revolução francesa
martagama
 

Semelhante a História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revolução Industrial [www.gondim.net] (20)

Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
 
Capitulo 04 revolucoes na inglaterra
Capitulo 04  revolucoes na inglaterraCapitulo 04  revolucoes na inglaterra
Capitulo 04 revolucoes na inglaterra
 
HSC-ILUMINISMO-REVOLUCOES-INDUST-E-BURGUESAS.pptx
HSC-ILUMINISMO-REVOLUCOES-INDUST-E-BURGUESAS.pptxHSC-ILUMINISMO-REVOLUCOES-INDUST-E-BURGUESAS.pptx
HSC-ILUMINISMO-REVOLUCOES-INDUST-E-BURGUESAS.pptx
 
Historia geral - Apostila 2
Historia geral  - Apostila 2Historia geral  - Apostila 2
Historia geral - Apostila 2
 
Apostila 2ª fase - Sagrado
Apostila 2ª fase - SagradoApostila 2ª fase - Sagrado
Apostila 2ª fase - Sagrado
 
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_iiModerna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
 
Revolução inglesa e industrial
Revolução inglesa e industrialRevolução inglesa e industrial
Revolução inglesa e industrial
 
Revolução Francesa - Completo
Revolução Francesa - CompletoRevolução Francesa - Completo
Revolução Francesa - Completo
 
Slide revolução francesa
Slide revolução francesaSlide revolução francesa
Slide revolução francesa
 
Revisional pism II
Revisional pism IIRevisional pism II
Revisional pism II
 
REVOLUÇÃO FRANCESA
REVOLUÇÃO FRANCESAREVOLUÇÃO FRANCESA
REVOLUÇÃO FRANCESA
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Revolução francesa. liberdade igualdade fraternidade
Revolução francesa. liberdade  igualdade  fraternidadeRevolução francesa. liberdade  igualdade  fraternidade
Revolução francesa. liberdade igualdade fraternidade
 
Slide sobre revolução francesa
Slide sobre revolução francesaSlide sobre revolução francesa
Slide sobre revolução francesa
 
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismoNacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
 
23092016112747239.pdf
23092016112747239.pdf23092016112747239.pdf
23092016112747239.pdf
 
Revolucao francesa ppt
Revolucao francesa pptRevolucao francesa ppt
Revolucao francesa ppt
 
Processo de Independência da América
Processo de Independência da AméricaProcesso de Independência da América
Processo de Independência da América
 

Mais de Marco Aurélio Gondim

Mais de Marco Aurélio Gondim (20)

Geografia Geral - Potencias asiáticas [www.gondim.net]
Geografia Geral - Potencias asiáticas [www.gondim.net]Geografia Geral - Potencias asiáticas [www.gondim.net]
Geografia Geral - Potencias asiáticas [www.gondim.net]
 
Geografia Geral - Europa ocidental, União Europeia [www.gondim.net]
Geografia Geral - Europa ocidental, União Europeia [www.gondim.net]Geografia Geral - Europa ocidental, União Europeia [www.gondim.net]
Geografia Geral - Europa ocidental, União Europeia [www.gondim.net]
 
Geografia Geral - Estados Unidos, Canadá [www.gondim.net]
Geografia Geral - Estados Unidos, Canadá [www.gondim.net]Geografia Geral - Estados Unidos, Canadá [www.gondim.net]
Geografia Geral - Estados Unidos, Canadá [www.gondim.net]
 
Geografia Geral - População mundial [www.gondim.net]
Geografia Geral - População mundial [www.gondim.net]Geografia Geral - População mundial [www.gondim.net]
Geografia Geral - População mundial [www.gondim.net]
 
Geografia do Brasil - Aproveitamento econômico do espaço brasileiro - [www.go...
Geografia do Brasil - Aproveitamento econômico do espaço brasileiro - [www.go...Geografia do Brasil - Aproveitamento econômico do espaço brasileiro - [www.go...
Geografia do Brasil - Aproveitamento econômico do espaço brasileiro - [www.go...
 
Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]
 
Geografia do Brasil - População - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - População - [www.gondim.net]Geografia do Brasil - População - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - População - [www.gondim.net]
 
Geografia do Brasil - Relevo e vegetação - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Relevo e vegetação - [www.gondim.net]Geografia do Brasil - Relevo e vegetação - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Relevo e vegetação - [www.gondim.net]
 
Geografia do Brasil - Meio ambiente - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Meio ambiente - [www.gondim.net]Geografia do Brasil - Meio ambiente - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Meio ambiente - [www.gondim.net]
 
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
 
Geografia do Brasil - Climas - Prof. Marco Aurelio Gondim [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Climas - Prof. Marco Aurelio Gondim [www.gondim.net]Geografia do Brasil - Climas - Prof. Marco Aurelio Gondim [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Climas - Prof. Marco Aurelio Gondim [www.gondim.net]
 
Geografia do Brasil - Fontes de energia - Prof. Marco Aurelio Gondim [www.gon...
Geografia do Brasil - Fontes de energia - Prof. Marco Aurelio Gondim [www.gon...Geografia do Brasil - Fontes de energia - Prof. Marco Aurelio Gondim [www.gon...
Geografia do Brasil - Fontes de energia - Prof. Marco Aurelio Gondim [www.gon...
 
Atualidades - Energia - Blog do Prof. Marco Aurelio Gondim - www.mgondim.blog...
Atualidades - Energia - Blog do Prof. Marco Aurelio Gondim - www.mgondim.blog...Atualidades - Energia - Blog do Prof. Marco Aurelio Gondim - www.mgondim.blog...
Atualidades - Energia - Blog do Prof. Marco Aurelio Gondim - www.mgondim.blog...
 
Geografia do Mato Grosso do Sul - População. Blog do Prof. Marco Aurélio Gond...
Geografia do Mato Grosso do Sul - População. Blog do Prof. Marco Aurélio Gond...Geografia do Mato Grosso do Sul - População. Blog do Prof. Marco Aurélio Gond...
Geografia do Mato Grosso do Sul - População. Blog do Prof. Marco Aurélio Gond...
 
Geografia do Mato Grosso do Sul - Economia. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondi...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Economia. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondi...Geografia do Mato Grosso do Sul - Economia. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondi...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Economia. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondi...
 
Geografia do Mato Grosso do Sul - Energia. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondim...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Energia. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondim...Geografia do Mato Grosso do Sul - Energia. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondim...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Energia. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondim...
 
Geografia do Mato Grosso do Sul - Hidrografia. Blog do Prof. Marco Aurélio Go...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Hidrografia. Blog do Prof. Marco Aurélio Go...Geografia do Mato Grosso do Sul - Hidrografia. Blog do Prof. Marco Aurélio Go...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Hidrografia. Blog do Prof. Marco Aurélio Go...
 
Geografia do Mato Grosso do Sul - Clima. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondim. ...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Clima. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondim. ...Geografia do Mato Grosso do Sul - Clima. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondim. ...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Clima. Blog do Prof. Marco Aurélio Gondim. ...
 
Geografia do Mato Grosso do Sul - Vegetação. Prof. Marco Aurélio Gondim [www....
Geografia do Mato Grosso do Sul - Vegetação. Prof. Marco Aurélio Gondim [www....Geografia do Mato Grosso do Sul - Vegetação. Prof. Marco Aurélio Gondim [www....
Geografia do Mato Grosso do Sul - Vegetação. Prof. Marco Aurélio Gondim [www....
 
Geografia do Mato Grosso do Sul - Relevo. Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gon...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Relevo. Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gon...Geografia do Mato Grosso do Sul - Relevo. Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gon...
Geografia do Mato Grosso do Sul - Relevo. Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gon...
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 

História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revolução Industrial [www.gondim.net]

  • 1. HISTÓRIA GERAL ILUMINISMO DESPOTISMO ESCLARECIDO REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Prof. Marco Aurélio Gondim www.gondim.net
  • 3. ILUMINISMO • Movimento intelectual que representava os anseios da burguesia • Desenvolvimento do capitalismo na Inglaterra, França e Holanda • Surgimento de uma cultura que sucedeu ao Renascimento • Período de Revolução Científica
  • 4. CARACTERÍSTICAS DO ILUMINISMO • Busca do progresso e oposição à tradição • Secularização do conhecimento, inclusive da moral, religião e relações sociais • Defesa da razão e da experiência para a produção do conhecimento • Primazia da razão para explicar os fenômenos da natureza e da sociedade D’Alembert
  • 6. CARACTERÍSTICAS DO ILUMINISMO • Culto à razão • Empirismo • Crítica ao mercantilismo e ao absolutismo • Crítica ao direito divino dos reis • Preocupação com a busca das leis que regem a natureza • Tolerância política e religiosa
  • 7. TEÓRICOS DO ILUMINISMO • Galileu – O mundo está em constante movimento • Francis Bacon – Defesa das experiências para aquisição do conhecimento da verdade universal • Descartes – O movimento foi criado por Deus – O universo passa repetir mecanicamente (leis) • Isaac Newton – A matemática pode explicar o universo
  • 8. TEÓRICOS DO ILUMINISMO • John Locke – Contratualista (2° Tratado sobre o governo civil). – Direito à resistência ao governo tirânico • Diderot e D’Alembert – Organizadores da Enciclopédia • Voltaire – Anticlerical. Defesa da liberdade de expressão • Montesquieu – Teoria da tripartição do poder • Rousseau – Contratualista. Pureza do estado natural
  • 9. ECONOMIA • Fisiocracia: laissez faire – Teóricos: Quesnay e Gournay – Negação da intervenção estatal na economia – Função do Estado: proteger a propriedade – Valorização da agricultura • Liberalismo econômico: – Teórico: Adam Smith – Bases da política econômica moderna – Defesa da liberdade dos indivíduos – Riqueza = trabalho – Livre competição e lucros ilimitados
  • 11. CARACTERÍSTICAS • Típico do século XVIII • É uma forma particular de absolutismo • Pode ser chamado de absolutismo ilustrado • Aproximação entre os Estados absolutistas e a ideologia política ilustrada • Inspirado nos ideais do Iluminismo
  • 12. CARACTERÍSTICAS • Forma de governo com reformas de modernização da vida socioeconômica • Lema: Tudo para o povo, nada com o povo • Apoio dos nobres aos déspotas • Alteração das teorias políticas em que se apoiava o poder real
  • 13. CARACTERÍSTICAS • Substituição da teoria do direito divino pela teoria do poder para a busca do bem comum • Desejo de expansão territorial • Países: Prússia, Rússia, Áustria, Portugal e Espanha • Defesa do poder absoluto • Aperfeiçoamento do sistema de arrecadação • Ratificação dos pilares do absolutismo: – Exército forte e disciplinado – Burocracia leal e obediente
  • 14. PRÚSSIA • Governo de Frederico II • Incentivo à cultura • Abolição da pena de morte • Novo código jurídico • Liberdade religiosa • Construção de hospitais e casas para o povo • Obrigatoriedade do ensino primário
  • 15. FREDERICO II Quadro de Antoine Pesne (1683-1757)
  • 16. ÁUSTRIA • Governo de José II • Abolição da servidão • Possibilidade de compra da terra pelos trabalhadores • Igualdade de impostos • Liberdade religiosa e de imprensa
  • 17. RÚSSIA • Governo de Catarina II • Incentivo à agricultura e ao comércio • Confisco dos bens da Igreja Ortodoxa • Construção de orfanatos, hospitais e escolas
  • 19. ESPANHA • Governo de Carlos III • Reformas econômicas • Confisco dos bens da Igreja, mas não da nobreza • Estímulo ao comércio colonial • Abertura de novos portos • Incentivo às manufaturas espanholas • Expulsão dos jesuítas (1767)
  • 20. PORTUGAL • Governo de José I • Atuação de Marques de Pombal • Reforma do ensino –Expulsão dos jesuítas (1759) • Criação do Banco Real e das companhias de comércio
  • 21. PORTUGAL • Estímulo à agricultura e à manufatura • Reforço da autoridade real • Redução dos privilégios da nobreza e do clero • Reforma de Lisboa após o terremoto
  • 22. JOSÉ I Quadro de Miguel António do Amaral (1710 – 1780)
  • 23. MARQUES DE POMBAL Quadro de Louis-Michel van Loo (1707-1771)
  • 25. CONCEITO • Conjunto de mudanças tecnológicas na economia a partir do século XVIII. • A máquina superou o trabalho humano com a imposição do capital. • Desenvolvimento da manufatura a partir do século XVIII com o surgimento da fábrica (máquina a vapor).
  • 26. ETAPAS DA REVOLUÇÃO • Produção artesanal – O artesão controlava o processo produtivo (medievo) • Produção manufatureira – Divisão do trabalho sob a direção de um mestre (mercantilismo) • Produção mecanizada – Uso de máquinas com rígida divisão do trabalho – O burguês é o proprietário dos meios de produção
  • 27. CONDIÇÕES DE TRABALHO • Pagamento de salário e retenção do lucro • Ambiente de trabalho insalubre e perigoso • Jornada de 14 a 16 horas, com uma hora para a refeição • Não havia previdência, licenças ou férias
  • 28. PIONEIRISMO INGLÊS • Setor têxtil • Uso capitalista da terra • Supremacia marítima – Cercamentos >> – Atos de Navegação êxodo urbano (mão de obra) • Acumulação primitiva • Ampliação dos de capitais empréstimos a juros • Reservas minerais • Crescimento – Carvão mineral e ferro populacional • Revolução Gloriosa
  • 29. INVENÇÕES • 1712: Máquina a vapor para bombear água das minas de carvão (Newcomem) • 1735: Produção de ferro com carvão- coque (Darby) • 1767: Máquinas de fiar (Hargreaves) • 1769: Aperfeiçoamento da máquina a vapor por James Watt. Invenção do tear hidráulico por Arkwright • 1785: Tear mecânico (Arkwright)
  • 30. Carlos Eduardo Novaes. Capitalismo para principiantes.
  • 32.
  • 33. FATORES • Negligência Salutar • Inglaterra em déficit financeiro por causa da Guerra dos Sete Anos • Necessidade da Inglaterra de mercado consumidor • Ideias de John Locke • Apoio da França, Holanda e Espanha
  • 34. FATOS IMPORTANTES • 04/07/1776: Declaração de Independência • Derrota da Inglaterra em 1783 • Tratado de Versalhes • Confederação até 1787 • Convenção da Filadélfia: governo central • George Washington: presidente (1789- 1797)
  • 36. FATORES • Características liberais e burguesas • Marcou a ascensão da burguesia • Fim do Antigo Regime, o Absolutismo • Fim do feudalismo • Lançamento das bases do capitalismo
  • 37. FATOS IMPORTANTES • Crises política e econômica • Convocação dos Estados Gerais em 1789 • Junho de 1789: revolta do 3° Estado • Juramento do jogo de Péla: Assembleia Constituinte • 14/07/1789: Queda da Bastilha • Jacobinos e girondinos contra o rei, a nobreza e o clero
  • 38. JURAMENTO DO JOGO DE PÉLA
  • 40. ASSEMBLEIA CONSTITUINTE 1789-1791 • Abolição dos privilégios feudais • Declaração doa Direitos do Homem e do Cidadão • Constituição Civil do Clero: nacionalização dos bens da Igreja • Constituição de 1791: monarquista e censitária • 1ª coalizão europeia • Destituição de Luiz XVI • Convocação de nova constituinte – 1792 • Derrota da 1ª coalizão europeia – 1792
  • 41. CONVENÇÃO 1792-1794 • Abolição da monarquia • Partidos políticos: Girondinos, Jacobinos ou Montanha e Pântano ou Planície • Julgamento de Luis XVI • Guerra da Vendeia • Ascensão dos jacobinos: Fase do Terror • Constituição de 1793 • Batalha de Fleurus: vitória francesa • Golpe do Nove Termidor
  • 42. DIRETÓRIO 1795-1799 • Revolta realista de 1795 • Conspiração da Igualdade (Gracus Babeuf) • Crise econômico-financeira • Crise externa: derrota frente à 2ª coalizão europeia • Burguesa e exercito apóiam Napoleão • Deposição do Diretório • Instalação do Consulado (1799-1815)
  • 43. ERA NAPOLEÔNICA 1799-1815 • Início: Golpe do 18 Brumário • Término: Batalha de Waterloo (1815) • Fases: Consulado, Império e Governo dos Cem Dias • 1800: Napoleão derrota a 2ª coalizão em, Marengo e faz a paz de Amiens com a Inglaterra • Fundação do Banco da França • Código Civil de 1804
  • 44. ERA NAPOLEÔNICA 1799-1815 • 1804: Constituição do ano XII • Vitória sobre a 3ª coalizão em Ulm e Austerlitz • 1806: Napoleão vence a 4ª coalizão – Bloqueio Continental • Derrota de Napoleão frente à 5ª coalizão • Fracasso na Espanha e Rússia • Declínio do Império
  • 45. ERA NAPOLEÔNICA 1799-1815 • Derrota frente à 6ª coalizão na Batalha das Nações • Renúncia de Napoleão em favor de seu filho • Exílio na ilha de Elba • 1814: retorno dos Bourbons ao trono • 1815: Napoleão foge de Elba e retorna à Paris (Governo dos Cem Dias) • Derrota frente à 7ª coalizão em Waterloo • Exílio na ilha de Santa Helena até 1821
  • 46. CONGRESSO DE VIENA 1815 • Tentativa de reorganizar a Europa geográfica, social e politicamente • Política absolutista e conservadora anterior à Revolução Francesa • Equilíbrio europeu • Cooperação entre os países da Europa por meio da Santa Aliança • Sistema de intervenções durou até 1848
  • 48. AMÉRICA LATINA INDEPENDENTE Paraguai - 1811
  • 49. FATORES • Contexto da Revolução Francesa, guerras napoleônicas, Revolução Industrial e difusão dos ideais iluministas • Crise econômica em função do pacto colonial • Situação de inferioridade dos criollos • Interesse dos países industrializados no mercado consumidor • Bloqueio Continental
  • 50. FATORES • Repressão espanhola até 1815 • Apoio inglês: ofensiva dos criollos • Sucesso na década de 1820 • Fragmentação territorial • Aumento da dependência econômica em relação à Inglaterra
  • 51. Prof. Marco Aurélio Gondim www.gondim.net