SlideShare uma empresa Scribd logo
A HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DO LIVRO DIDÁTICO “SOCIOLOGIA PARA JOVENS DO SÉCULO
XXI” – PNLD 2015
Entrevista com os autores, Luiz Fernandes de Oliveira e Ricardo Cesar Rocha da Costa.
1ª Pergunta: Quem são os autores do livro didático “Sociologia para Jovens do século XXI”?
LUIZ FERNANDES DE OLIVEIRA – Graduado em Sociologia pela Universidade “La Sapienza” de Roma, Itália.
Mestre em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Doutor em Educação
pela Pontifícia Universidade Católica – PUC-Rio. Professor de Didática e Ensino de Ciências Sociais da
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ. Professor da Licenciatura em Educação do Campo
da UFRRJ. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e
Demandas Populares – PPGEDUC – UFRRJ. Lecionou sociologia no Ensino Médio da Fundação de Apoio à
Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro – FAETEC (1999- 2010). Atuou como Professor Assistente da
UERJ nos anos iniciais do Colégio de Aplicação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro – Cap – UERJ
(2007-2010). Lecionou Sociologia no Ensino Médio da Prefeitura de Macaé-RJ (2004-2006).
RICARDO CESAR ROCHA DA COSTA – Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal Fluminense
– UFF. Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal Fluminense – UFF. Doutorando em Serviço
Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Professor de Sociologia do Instituto Federal
de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro – IFRJ, Campos São Gonçalo. Lecionou Sociologia no
Ensino Médio da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro – FAETEC (1999- 2008),
na Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro (1998-2004) e no Ensino Médio da Prefeitura de
Macaé-RJ (2004-2008). Pesquisador, com trabalhos realizados para a Fundação Getúlio Vargas, Ministério
da Saúde e Unesco.
2ª Pergunta: Quando surgiu a ideia de um livro didático de sociologia para vocês?
Nós começamos a lecionar Sociologia no Ensino Médio, juntos, em 1999 na Escola Técnica Estadual
República da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro (FAETEC). Quando chegamos
a esta escola encontramos uma "apostila" com textos de várias fontes e livros de sociologia. No ano
seguinte, não estávamos satisfeitos com a aplicação dos textos, pois eram descontextualizados e alguns
reproduziam uma linguagem acadêmica, como por exemplo: exigia-se que o aluno do Ensino Médio
apreendesse conceitos tais como papel social, status social, contatos sociais, tipos de grupos sociais, etc.,
ou seja, noções científicas do campo da Sociologia, discutidas de forma acadêmica e apresentadas sem
uma adequação à realidade do Ensino Médio. Assim, começamos a elaborar os nossos próprios textos em
uma nova "apostila" de forma mais contextualizada e com linguagem mais adequada. Os textos, até 2002,
foram reformulados ano a ano. Em 2003, surge a ideia de escrever um livro para a realidade do Ensino
técnico-profissional. Na origem do projeto, estavam 6 professores de sociologia da escola, mas pelas
circunstâncias da época, somente nós dois ficamos no projeto até o final.
3ª pergunta: E como foi elaborado esse primeiro livro?
Diante das dificuldades que enfrentamos na implementação de conteúdos adequados e da tentativa de
convencimento político sobre a importância da compreensão dos conceitos formulados pela Sociologia
para o ensino técnico-profissional, elaboramos uma proposta de livro didático que contemplasse essa
realidade. Assim, de uma forma alternativa, elaboramos uma proposta de conteúdos assim editados e
com a capa na imagem abaixo:
1. Sociologia, ensino médio e ensino tecnológico.
2. Sociedade, história e economia: os fundamentos materiais das sociedades.
3. Capitalismo
4. Socialismo
5. Globalização e neoliberalismo
6. Mundo do trabalho, reestruturação produtiva e educação tecnológica.
7. Ideologia e relações sociais
8. Estado, democracia e cidadania.
9. Desigualdades sociais e relações sociais específicas
10. Cultura e mídia no contexto da globalização
11. Violência e exclusão social no século XXI
12. Religiosidade e suas implicações sociais
4ª Pergunta: Qual era a abordagem metodológica do livro?
Com o objetivo de integrar as diversas áreas de conhecimento tecnológico com as discussões
contemporâneas da sociologia, esses conteúdos deveriam cumprir o papel de construir um saber crítico,
dinâmico e problematizador das noções do senso comum. Crítico para a inserção consciente de nossos
alunos numa possível vida acadêmica futura e/ou no mundo produtivo, dinâmico para incentivar a
participação política e o inconformismo político e cultural e por fim, a problematização dos discursos
oficiais que tentam falsear a realidade com a ideologia da empregabilidade.
Nesta perspectiva pensávamos que há diferença significativa entre os conteúdos e métodos de ensino
desenvolvidos nos cursos de Ciências Sociais na Universidade e os conteúdos e métodos a serem utilizados
no Ensino Médio, pois nesse nível de ensino, encontramos alunos em processo de formação, que
encontram-se num processo embrionário de sistematização dos saberes científicos nas diferentes áreas
do conhecimento.
Assim, o desenvolvimento inadequado de um conteúdo sociológico pode ter como consequência a
reprodução de valores pré-científicos. Por isso, faz-se necessário ressaltar que o conteúdo deve se
desdobrar a partir de um movimento contínuo de problematização, contextualização e teorização.
Na elaboração do livro a problematização de questões do senso comum, deve situar-se no primeiro
momento da abordagem do tema. Problematizar significa criar uma situação que desperte no aluno a
necessidade de entender os fenômenos de seu cotidiano numa outra perspectiva que não a do senso
comum. Em outras palavras, mobilizá-lo para que perceba nos fenômenos sociais particulares uma
dimensão teórica. Porém, ao utilizarmos os saberes do senso comum, presentes nas concepções de
mundo de nossos alunos, a respeito de um tema, devemos ter o cuidado de não reduzir a Sociologia a
uma catalogação e reprodução desse saber cotidiano.
Os saberes cotidianos servem como motivação para compreensão da realidade e no despertar da reflexão
rigorosa e sistematizada da vida social. Assim definida, a problematização é o ponto de partida para se
chegar à teorização das relações sociais.
5ª Pergunta: Qual foi o impacto e a repercussão do Livro entre os
estudantes?
Foi excelente, tanto do ponto de vista metodológico quanto pedagógico. Essa
primeira edição, teve uma tiragem de 500 exemplares e foi financiada com
nossos próprios recursos. Foi aplicado em aproximadamente 36 turmas num
total de 700 estudantes durante dois anos (2004 e 2005). Entretanto, nem todos
os conteúdos obtiveram eficácia pedagógica, o que nos levou a reformular
partes do livro a partir de 2005, quando fomos convidados, pela Editora Catedral
das Letras, de Petrópolis, para publicar uma nova edição. Ver imagem ao lado.
6ª Pergunta: Por que surge esta nova edição?
A repercussão do livro não foi somente entre nossos estudantes. A notícia se espalhou na FAETEC, em
algumas escolas da rede estadual do RJ e no V Encontro Nacional de Cursos de Ciências Sociais, realizado
na UFF em 2004. Este encontro na UFF foi a ocasião em que divulgamos nacionalmente o livro. A partir
dai, recebemos um convite para publicar o livro, oficialmente numa editora, pois a edição anterior foi
chancelada por uma ONG do município de São Gonçalo - RJ.
Ver encontro da UFF em:http://www.espacoacademico.com.br/038/38div_csociais.htm
7ª Pergunta: A partir dessa edição de 2005, quais foram as
repercussões e os próximos passos?
Na época, começamos a ocupar um espaço que não prevíamos, pois as
referências de livro didático eram somente do Pérsio Santos de Oliveira e
Nelson Tomazi. Em 2004, o professor Flávio Sarandy nos disse que nosso livro
iria ocupar um espaço importante na história do Ensino de Sociologia no
Ensino Médio, pois poucos colegas do campo da sociologia não tinha a
"ousadia" de escrever um livro didático. Com a surpreendente repercussão,
baseado em críticas e sugestões de modificação de conteúdos por parte de
vários colegas professores de vários estados, fomos convidados a publicar o
livro por uma outra editora, em 2006: a editora Imperial Novo Milênio, antiga
editora Ao Livro Técnico. Ver imagem ao lado:
8ª Pergunta: Por que mudou o nome do livro?
A mudança do nome ocorre em função de muitos debates e diálogos com professores de sociologia. Os
colegas de Ensino Médio nos indagava por que não formulávamos uma proposta para o Ensino Médio em
Geral. A partir desse diálogo e da proposta da nova editora, reformulamos o livro que foi publicado em
2007 com os seguintes conteúdos: (ver imagens)
9º Pergunta: E quais foram as repercussões dessa nova edição?
Com a nova editora, ampliamos mais ainda a divulgação. Nos encontros que participávamos sobre o
ensino de sociologia, divulgávamos o livro nacionalmente e ampliávamos o debate sobre nossa proposta.
Em 2007, participamos do I ENCONTRO NACIONAL SOBRE ENSINO DE SOCIOLOGIA E FILOSOFIA - I
ENASINDS - SÃO PAULO, que ocorreu entre os dias 22 e 24 de julho, no Anhembi, em São Paulo, na sede
da APEOESP.
Deste encontro surgiu a demanda dos professores de sociologia de Pernambuco, através de professores
lotados na Secretaria de Educação desse estado, de adotar nosso livro em todas as escolas. Foram mais
de 350.000 livros adotados para toda a rede estadual de Pernambuco.
10ª Pergunta: Como foi a repercussão do livro em Pernambuco?
Surpreendente, pois não esperávamos que o livro obtivesse uma ótima repercussão, principalmente entre
os estudantes. Com a aplicação do livro, nos preocupávamos com sua inserção contextualizada num
estado que desconhecíamos, pois alguns dos capítulos, pela crítica que recebemos de vários professores,
eram caracterizados como tendo um perfil muito "carioca". Entretanto, após um ano de aplicação do livro,
em novembro de 2008, fomos convidados pela Secretaria de Educação de Pernambuco para realizar um
seminário com todos os professores que ministravam sociologia no estado. (ver fotos abaixo)
11ª Pergunta: Quais foram as novas iniciativas e reflexões dos
autores a partir dessa experiência em Pernambuco?
Em linhas gerais, observamos que o livro atendia parcialmente outras
realidades além dos grandes centros urbanos. Observamos que faltavam
reflexões importantes com a questão ambiental, a questão urbana, a
questão da terra, o debate sobre diferenças culturais, sobre juventude,
sobre questões de gênero e sexualidade, enfim, temáticas e reflexões
muito pertinentes a realidade dos jovens brasileiros. Neste sentido, e
começando a trabalhar na perspectiva de participar do primeiro PNLD de
2012, reformulamos o livro em 2010, agora colorido e ampliado para 24
capítulos, pensando nos três anos do Ensino Médio. (ver imagem ao lado)
12ª Pergunta: O livro da edição de 2010 participou da seleção do
PNLD 2012?
Sim. A ideia inicial na reformulação do livro era ampliar temáticas a serem
abordadas e dinamizar a parte de atividades e reflexões para os estudantes.
No início de 2010 tomamos conhecimento do edital do PNLD e nos
inscrevemos. Mas infelizmente não fomos aprovados, pois ocorreram
alguns equívocos na formatação do livro por inexperiência nossa. Por
exemplo: a cada final de capítulo tinham várias atividades e exercícios para
os estudantes, uma delas era a indicação de sites. Pois bem, alguns desses
sites, alguns vinculados ao Youtube, não estavam mais no ar na época da
avaliação do livro. Aqui, apareciam as indicações de sites, mas sem
nenhuma descrição sobre as mesmas. E algumas outras questões de
formatação, mas nenhuma crítica conceitual ou de conteúdo. Vejam um
exemplo, ao lado, na página 87 do livro:
13ª Pergunta: Quando estes equívocos foram reparados?
Logo após a divulgação de que não fomos aprovados, começamos em 2011
a reparar estes equívocos e continuamos a produzir novas formulações para
a atual edição de 2013. Atualizamos as atividades, as informações e
inovamos com o estabelecimento de parcerias com colegas de outras
disciplinas, formulando atividades interdisciplinares. E assim, nos
apresentamos a seleção do PNLD 2015 e fomos aprovados, com a edição
abaixo, que pode ser visualizada e baixada nos links abaixo relacionados:
http://www.imperiallivros.com.br/pnld2015/sociologiaparajovensdoseculoxxi
http://pt.slideshare.net/LuizFernandesdeOliveira/sociologia-para-jovens-do-sculo-
xxi-3-edio
https://ufrrj.academia.edu/LuizFernandesdeOliveira
https://ifrj.academia.edu/RicardoCosta
http://bit.ly/1eQAA1i
14ª Pergunta: Mas, durante todo esse processo de construção, os autores só se concentraram
na produção do livro no que diz respeito a reflexão sobre o ensino de Sociologia no Ensino
Médio?
Não. Participamos de diversos eventos ao longo desses anos (ENESEBs, ENSOC, etc) e formulamos, junto
ao espaço acadêmico e em parcerias com professores do Ensino Médio, vários outros livros, artigos e
iniciativas político-pedagógicas como, por exemplo, os livros abaixo e, em especial, a nossa participação
efetiva na fundação da Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais - ABECS em 2012.
E o artigo: http://www.scielo.br/pdf/edreal/v39n1/v39n1a06.pdf
15ª Pergunta: Como podemos acessar estes últimos livros divulgados na pergunta anterior?
Acessando nossa página no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/740703679313436/
16ª Pergunta: Então esse processo de construção do livro didático se realizou
concomitantemente as vossas produções didáticas e acadêmicas?
Sim. Construímos nosso livro didático durante todo esse período e não somente agora para disputar o
PNLD. Estamos desde 1999 em sala de aula e fazendo este debate e na luta pela sociologia no ensino
médio. E nossa entrada no PNLD foi um processo também político e pedagógico. Político, para contribuir
com uma reflexão coletiva em nível nacional. Pedagógico, porque desde quando começamos com o livro
(na primeira formulação em 2003), fomos percebendo que a edição de um livro contribuía para a
consolidação da luta e da disciplina no Ensino Médio. O livro, desde 2004, vem suscitando debates
didáticos em vários eventos e ajudando a apontar caminhos para uma nova tradição que a sociologia está
construindo, assim como outros que estão surgindo agora, ou seja, a sociologia na sala de aula da
educação básica. Tanto é que nosso livro está completamente diferente da edição original de 2003. Fomos
modificando na medida em que ele era aplicado e discutido em vários estados do Brasil.
17ª Pergunta: Para terminar. E o que vocês apresentam nos conteúdos do livro que refletem
essa construção coletiva e reflexiva?
Veja, o atual livro aprovado no PNLD 2015 é resultado de uma história acumulada de parcerias e
reflexões pedagógicas no meio acadêmico dos campos da sociologia e da educação mas,
principalmente, da nossa experiência de sala de aula no Ensino Médio (o Profº Ricardo Cesar
desde 1987 e o Profº Luiz Fernandes desde 1999 até 2010). Por exemplo: ao longo desse anos,
percebemos que não é possível pensar a sociologia no Ensino Médio a partir dos parâmetros de
ensino da graduação em ciências sociais. A sociologia no EM precisa ser didatizada, se encontrar
com o contexto real dos jovens e adolescentes, de forma plural e dinâmica, pois um jovem de
periferias urbanas é um, e o jovem dos grandes centros econômicos é outro, sem falar das
variações regionais e culturais brasileiras. Por isso a linguagem que usamos no livro. Que, por
vezes, foi criticada por alguns sociólogos, restritos ao mundo acadêmico, que não conhecem a
realidade da escola. No Ensino Médio não podemos ter a pretensão de formar mini-sociólogos,
mas iniciar os jovens na compreensão da realidade social de forma significativa e aproximá-los
aos conceitos das ciências Sociais. Outra marca de nosso livro é o diálogo teórico que fazemos
com o campo da educação. No manual do professor, por exemplo, refletimos como o ensino de
sociologia precisa apreender o acumulo de experiência que outros campos de conhecimento
tiveram na sua inserção na educação básica. Por exemplo: num debate com alguns professores
de Geografia em Goiás, estes afirmavam que o debate atual sobre a seleção de conteúdos em
sociologia lembrava muito a reflexão que a comunidade científica de geografia fazia há 20 anos.
Ou seja, não havia um consenso sobre quais conceitos seriam importantes para lecionar
geografia no Ensino Médio e no Ensino fundamental. Diziam que estamos no caminho certo, mas
que era necessário contextualizar os conceitos a partir de uma situação de aprendizagem dos
jovens que não é a mesma da graduação. Pois bem, esta discussão é clássica no campo da
pedagogia e da educação em geral e tentamos fazer isso com o nosso livro, na medida em que
selecionamos temas e conceitos bem próximos a realidade da condição juvenil brasileira. Por
último, uma formulação nova, diferente de outros livros que conhecemos, é o diálogo com outras
disciplinas. Nesta atual edição fizemos uma parceria com 15 professores do Ensino Médio e
Fundamental de diferentes áreas para formular textos e atividades em 11 disciplinas distintas
(História, Geografia, Filosofia, Artes Plásticas, Língua Portuguesa, Literatura, Educação Física,
Matemática, Química, Biologia e Física). Ao final de cada capítulo esses professores escreveram
textos de reflexão de sua disciplina, em diálogo com a sociologia, para um maior entendimento
dos temas, conceitos e teorias abordados nos capítulos. E, no manual do professor, estes mesmos
professores produziram atividades e exercícios que levam os estudantes a refletirem sobre o
tema e permite que o professor de sociologia trabalhe de forma interdisciplinar em sua escola.
Enfim, acreditamos que essa inovação é fruto de uma longa reflexão coletiva que fizemos,
pensando numa educação de qualidade socialmente referenciado e, sobretudo, de caráter
político emancipatório.
18ª Pergunta: Algum recado final para os professores que lecionam sociologia?
Queremos agradecer a tod@s pela atenção e convocar os professores que lecionam sociologia a
analisarem o GUIA do Livro Didático do PNLD 2015, que se encontra no site
http://www.fnde.gov.br/programas/livro-didatico/escolha-pnld-2015
Neste, todos poderão fazer o download do guia. O registro da escolha do livro didático será realizado
somente pela Internet, no período de 22 de agosto a 01 de setembro de 2014, no
portalwww.fnde.gov.br >> Programas >> PNLD >> Escolha PNLD 2015. Desejamos a todos que façam uma
boa escolha entre os 6 livros que se apresentam.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

50947318 plano-anual-2º-ano-sociologia
50947318 plano-anual-2º-ano-sociologia50947318 plano-anual-2º-ano-sociologia
50947318 plano-anual-2º-ano-sociologia
Elisandra Santolin
 
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
Karoline Rodrigues de Melo
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
Ricardo Esturilho
 
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Matheus Alves
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
Lopes Eduardo
 
Sociologia 1 em aula 02
Sociologia 1 em aula 02Sociologia 1 em aula 02
Sociologia 1 em aula 02
Joao Gumiero
 
Planejamento anual de sociologia
Planejamento anual de sociologiaPlanejamento anual de sociologia
Planejamento anual de sociologia
Sandro Lima
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
Silvana Mara
 
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médioApostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
2014 temas seminários sociologia
2014 temas seminários sociologia2014 temas seminários sociologia
2014 temas seminários sociologia
Felipe Hiago
 
Sociologia uma ciência da modernidade
Sociologia uma ciência da modernidadeSociologia uma ciência da modernidade
Sociologia uma ciência da modernidade
Jaqueline Lira
 
Como a sociologia pode auxiliar nossa vida
Como a sociologia pode auxiliar nossa vidaComo a sociologia pode auxiliar nossa vida
Como a sociologia pode auxiliar nossa vida
paramore146
 
Introducao a sociologia
Introducao a sociologiaIntroducao a sociologia
Introducao a sociologia
Beatrix Algrave
 
Aulas de sociologia ensino médio para 1 anos
Aulas de sociologia ensino médio para 1 anosAulas de sociologia ensino médio para 1 anos
Aulas de sociologia ensino médio para 1 anos
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Plano de ensino
Plano de ensinoPlano de ensino
Aula de psicologia
Aula de psicologiaAula de psicologia
Aula de psicologia
Renata Aguiar
 
Apostila de Sociologia
Apostila de SociologiaApostila de Sociologia
Apostila de Sociologia
Marcelo Sabbatini
 
Apostila de sociologia 1° ano
Apostila de sociologia 1° anoApostila de sociologia 1° ano
Apostila de sociologia 1° ano
Alexandre Quadrado
 
Plano de ensino
Plano de ensinoPlano de ensino
Plano de ensino
João Cardoso
 
A importancia da sociologia na sociedade
A importancia da sociologia na sociedadeA importancia da sociologia na sociedade
A importancia da sociologia na sociedade
VASP - Vagabundos Anônimos Sustentados pelos Pais
 

Mais procurados (20)

50947318 plano-anual-2º-ano-sociologia
50947318 plano-anual-2º-ano-sociologia50947318 plano-anual-2º-ano-sociologia
50947318 plano-anual-2º-ano-sociologia
 
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Sociologia 1 em aula 02
Sociologia 1 em aula 02Sociologia 1 em aula 02
Sociologia 1 em aula 02
 
Planejamento anual de sociologia
Planejamento anual de sociologiaPlanejamento anual de sociologia
Planejamento anual de sociologia
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médioApostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
 
2014 temas seminários sociologia
2014 temas seminários sociologia2014 temas seminários sociologia
2014 temas seminários sociologia
 
Sociologia uma ciência da modernidade
Sociologia uma ciência da modernidadeSociologia uma ciência da modernidade
Sociologia uma ciência da modernidade
 
Como a sociologia pode auxiliar nossa vida
Como a sociologia pode auxiliar nossa vidaComo a sociologia pode auxiliar nossa vida
Como a sociologia pode auxiliar nossa vida
 
Introducao a sociologia
Introducao a sociologiaIntroducao a sociologia
Introducao a sociologia
 
Aulas de sociologia ensino médio para 1 anos
Aulas de sociologia ensino médio para 1 anosAulas de sociologia ensino médio para 1 anos
Aulas de sociologia ensino médio para 1 anos
 
Plano de ensino
Plano de ensinoPlano de ensino
Plano de ensino
 
Aula de psicologia
Aula de psicologiaAula de psicologia
Aula de psicologia
 
Apostila de Sociologia
Apostila de SociologiaApostila de Sociologia
Apostila de Sociologia
 
Apostila de sociologia 1° ano
Apostila de sociologia 1° anoApostila de sociologia 1° ano
Apostila de sociologia 1° ano
 
Plano de ensino
Plano de ensinoPlano de ensino
Plano de ensino
 
A importancia da sociologia na sociedade
A importancia da sociologia na sociedadeA importancia da sociologia na sociedade
A importancia da sociologia na sociedade
 

Destaque

Livro de sociologia 2015 sec. xxi
Livro de sociologia 2015   sec. xxiLivro de sociologia 2015   sec. xxi
Livro de sociologia 2015 sec. xxi
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Analise de livro didático
Analise de livro didáticoAnalise de livro didático
Analise de livro didático
Dhemison Montenegro
 
Pnld2005 ciencias
Pnld2005 cienciasPnld2005 ciencias
Pnld2005 ciencias
familiaestagio
 
Livro Didatico
Livro DidaticoLivro Didatico
Livro Didatico
janloterio
 
Livro didático
Livro didáticoLivro didático
Livro didático
Cristiane Trindade
 
Livro didático
Livro didáticoLivro didático
Livro didático
Cleonice
 
Dicionario de sociologia
Dicionario de sociologiaDicionario de sociologia
Dicionario de sociologia
andre barbosa
 
Analise do livro didatico
Analise do livro didaticoAnalise do livro didatico
Analise do livro didatico
João Lima
 
Comunhão
ComunhãoComunhão
Comunhão
prthiagonorato
 
1a. GM e Rep. de Weimar por Marcelo Bonfim 2012
1a. GM e Rep. de Weimar por Marcelo Bonfim 20121a. GM e Rep. de Weimar por Marcelo Bonfim 2012
1a. GM e Rep. de Weimar por Marcelo Bonfim 2012
Sylvia Lenz
 
Bom de bíblia 2012 13
Bom de bíblia 2012 13Bom de bíblia 2012 13
Bom de bíblia 2012 13
Ton BSantos
 
Ideologia (8º ano CPII)
Ideologia (8º ano CPII)Ideologia (8º ano CPII)
Ideologia (8º ano CPII)
roberto mosca junior
 
Los visigodos
Los visigodosLos visigodos
A importância do livro didático
A importância do livro didáticoA importância do livro didático
A importância do livro didático
Tania cristina
 
Família e religiosidade na África pré colonial
Família e religiosidade na África pré colonialFamília e religiosidade na África pré colonial
Família e religiosidade na África pré colonial
Paulo Alexandre
 
Visigodos Ricardo Raposo Turma E VersãO Ppt 2003
Visigodos   Ricardo Raposo   Turma E  VersãO Ppt 2003Visigodos   Ricardo Raposo   Turma E  VersãO Ppt 2003
Visigodos Ricardo Raposo Turma E VersãO Ppt 2003
RaposoEFA
 
Bom de bíblia 2012 4
Bom de bíblia 2012 4Bom de bíblia 2012 4
Bom de bíblia 2012 4
Ton BSantos
 
Grande Depressão Econômica
Grande Depressão EconômicaGrande Depressão Econômica
Grande Depressão Econômica
Leonardo de Oliveira
 
Poemas: Preservação do Livro Didático e outras Atividades
Poemas: Preservação do Livro Didático e outras AtividadesPoemas: Preservação do Livro Didático e outras Atividades
Poemas: Preservação do Livro Didático e outras Atividades
dorakieza
 
18 Saul, um rei bonito e tolo / 18 the handsome foolish king portuguese
18 Saul, um rei  bonito e tolo / 18 the handsome foolish king portuguese18 Saul, um rei  bonito e tolo / 18 the handsome foolish king portuguese
18 Saul, um rei bonito e tolo / 18 the handsome foolish king portuguese
Ping Ponga
 

Destaque (20)

Livro de sociologia 2015 sec. xxi
Livro de sociologia 2015   sec. xxiLivro de sociologia 2015   sec. xxi
Livro de sociologia 2015 sec. xxi
 
Analise de livro didático
Analise de livro didáticoAnalise de livro didático
Analise de livro didático
 
Pnld2005 ciencias
Pnld2005 cienciasPnld2005 ciencias
Pnld2005 ciencias
 
Livro Didatico
Livro DidaticoLivro Didatico
Livro Didatico
 
Livro didático
Livro didáticoLivro didático
Livro didático
 
Livro didático
Livro didáticoLivro didático
Livro didático
 
Dicionario de sociologia
Dicionario de sociologiaDicionario de sociologia
Dicionario de sociologia
 
Analise do livro didatico
Analise do livro didaticoAnalise do livro didatico
Analise do livro didatico
 
Comunhão
ComunhãoComunhão
Comunhão
 
1a. GM e Rep. de Weimar por Marcelo Bonfim 2012
1a. GM e Rep. de Weimar por Marcelo Bonfim 20121a. GM e Rep. de Weimar por Marcelo Bonfim 2012
1a. GM e Rep. de Weimar por Marcelo Bonfim 2012
 
Bom de bíblia 2012 13
Bom de bíblia 2012 13Bom de bíblia 2012 13
Bom de bíblia 2012 13
 
Ideologia (8º ano CPII)
Ideologia (8º ano CPII)Ideologia (8º ano CPII)
Ideologia (8º ano CPII)
 
Los visigodos
Los visigodosLos visigodos
Los visigodos
 
A importância do livro didático
A importância do livro didáticoA importância do livro didático
A importância do livro didático
 
Família e religiosidade na África pré colonial
Família e religiosidade na África pré colonialFamília e religiosidade na África pré colonial
Família e religiosidade na África pré colonial
 
Visigodos Ricardo Raposo Turma E VersãO Ppt 2003
Visigodos   Ricardo Raposo   Turma E  VersãO Ppt 2003Visigodos   Ricardo Raposo   Turma E  VersãO Ppt 2003
Visigodos Ricardo Raposo Turma E VersãO Ppt 2003
 
Bom de bíblia 2012 4
Bom de bíblia 2012 4Bom de bíblia 2012 4
Bom de bíblia 2012 4
 
Grande Depressão Econômica
Grande Depressão EconômicaGrande Depressão Econômica
Grande Depressão Econômica
 
Poemas: Preservação do Livro Didático e outras Atividades
Poemas: Preservação do Livro Didático e outras AtividadesPoemas: Preservação do Livro Didático e outras Atividades
Poemas: Preservação do Livro Didático e outras Atividades
 
18 Saul, um rei bonito e tolo / 18 the handsome foolish king portuguese
18 Saul, um rei  bonito e tolo / 18 the handsome foolish king portuguese18 Saul, um rei  bonito e tolo / 18 the handsome foolish king portuguese
18 Saul, um rei bonito e tolo / 18 the handsome foolish king portuguese
 

Semelhante a História da construção de um livro didático PNLD 2015 SOCIOLOGIA

sociologia-para-jovens-do-sec.-xxi-PNLD-2018.pdf
sociologia-para-jovens-do-sec.-xxi-PNLD-2018.pdfsociologia-para-jovens-do-sec.-xxi-PNLD-2018.pdf
sociologia-para-jovens-do-sec.-xxi-PNLD-2018.pdf
ssuserb0fd48
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
jose ebner
 
Fundamentos sociologicos da educação
Fundamentos sociologicos da educaçãoFundamentos sociologicos da educação
Fundamentos sociologicos da educação
celiferreira
 
Apresentação modulo i
Apresentação   modulo iApresentação   modulo i
Apresentação modulo i
hsurdez
 
A constituição do professor que trabalha com literatura infantojuvenil na per...
A constituição do professor que trabalha com literatura infantojuvenil na per...A constituição do professor que trabalha com literatura infantojuvenil na per...
A constituição do professor que trabalha com literatura infantojuvenil na per...
Arnaldo Alves
 
20133161119618ementario bibliog basica
20133161119618ementario bibliog basica20133161119618ementario bibliog basica
20133161119618ementario bibliog basica
Rogério Batista
 
Trabalho para evento uniube 2014
Trabalho para evento uniube 2014Trabalho para evento uniube 2014
Trabalho para evento uniube 2014
hiscla
 
A ARTE NA ESCOLA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DO PCN E DE VIGOTSKI
A ARTE NA ESCOLA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DO PCN E DE VIGOTSKI A ARTE NA ESCOLA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DO PCN E DE VIGOTSKI
A ARTE NA ESCOLA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DO PCN E DE VIGOTSKI
LOCIMAR MASSALAI
 
Apresentaçãoç jornada de educ. 13
Apresentaçãoç  jornada de educ. 13Apresentaçãoç  jornada de educ. 13
Apresentaçãoç jornada de educ. 13
Kássia Quadros Ferreira
 
Projetos ensino religioso semeduc
Projetos ensino religioso semeducProjetos ensino religioso semeduc
Projetos ensino religioso semeduc
Elisabete Damasceno Aquino
 
Abordagens sociopolíticas da educação
Abordagens sociopolíticas da educaçãoAbordagens sociopolíticas da educação
Abordagens sociopolíticas da educação
Edilene Pina
 
Spink linguagem e_producao_de_sentidos
Spink linguagem e_producao_de_sentidosSpink linguagem e_producao_de_sentidos
Spink linguagem e_producao_de_sentidos
Jéssica Petersen
 
Ensino sociologia seminario
Ensino sociologia seminarioEnsino sociologia seminario
Ensino sociologia seminario
Luciene Rodrigues Silva
 
Flavia vanuza monica
Flavia vanuza monicaFlavia vanuza monica
Flavia vanuza monica
Fernando Pissuto
 
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Isabel Santos
 
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Isabel Santos
 
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Isabel Santos
 
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Isabel Santos
 
A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na h...
A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na h...A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na h...
A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na h...
Mônica Santos
 
Fundamentos teoricos e metodologicos da alfabetização e do letramento
Fundamentos teoricos e metodologicos da alfabetização e do letramentoFundamentos teoricos e metodologicos da alfabetização e do letramento
Fundamentos teoricos e metodologicos da alfabetização e do letramento
Susanne Messias
 

Semelhante a História da construção de um livro didático PNLD 2015 SOCIOLOGIA (20)

sociologia-para-jovens-do-sec.-xxi-PNLD-2018.pdf
sociologia-para-jovens-do-sec.-xxi-PNLD-2018.pdfsociologia-para-jovens-do-sec.-xxi-PNLD-2018.pdf
sociologia-para-jovens-do-sec.-xxi-PNLD-2018.pdf
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
 
Fundamentos sociologicos da educação
Fundamentos sociologicos da educaçãoFundamentos sociologicos da educação
Fundamentos sociologicos da educação
 
Apresentação modulo i
Apresentação   modulo iApresentação   modulo i
Apresentação modulo i
 
A constituição do professor que trabalha com literatura infantojuvenil na per...
A constituição do professor que trabalha com literatura infantojuvenil na per...A constituição do professor que trabalha com literatura infantojuvenil na per...
A constituição do professor que trabalha com literatura infantojuvenil na per...
 
20133161119618ementario bibliog basica
20133161119618ementario bibliog basica20133161119618ementario bibliog basica
20133161119618ementario bibliog basica
 
Trabalho para evento uniube 2014
Trabalho para evento uniube 2014Trabalho para evento uniube 2014
Trabalho para evento uniube 2014
 
A ARTE NA ESCOLA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DO PCN E DE VIGOTSKI
A ARTE NA ESCOLA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DO PCN E DE VIGOTSKI A ARTE NA ESCOLA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DO PCN E DE VIGOTSKI
A ARTE NA ESCOLA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DO PCN E DE VIGOTSKI
 
Apresentaçãoç jornada de educ. 13
Apresentaçãoç  jornada de educ. 13Apresentaçãoç  jornada de educ. 13
Apresentaçãoç jornada de educ. 13
 
Projetos ensino religioso semeduc
Projetos ensino religioso semeducProjetos ensino religioso semeduc
Projetos ensino religioso semeduc
 
Abordagens sociopolíticas da educação
Abordagens sociopolíticas da educaçãoAbordagens sociopolíticas da educação
Abordagens sociopolíticas da educação
 
Spink linguagem e_producao_de_sentidos
Spink linguagem e_producao_de_sentidosSpink linguagem e_producao_de_sentidos
Spink linguagem e_producao_de_sentidos
 
Ensino sociologia seminario
Ensino sociologia seminarioEnsino sociologia seminario
Ensino sociologia seminario
 
Flavia vanuza monica
Flavia vanuza monicaFlavia vanuza monica
Flavia vanuza monica
 
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
 
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
 
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
 
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
Adisoncitelle1 100628120047-phpapp02
 
A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na h...
A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na h...A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na h...
A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na h...
 
Fundamentos teoricos e metodologicos da alfabetização e do letramento
Fundamentos teoricos e metodologicos da alfabetização e do letramentoFundamentos teoricos e metodologicos da alfabetização e do letramento
Fundamentos teoricos e metodologicos da alfabetização e do letramento
 

Último

Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 

Último (20)

Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 

História da construção de um livro didático PNLD 2015 SOCIOLOGIA

  • 1.
  • 2. A HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DO LIVRO DIDÁTICO “SOCIOLOGIA PARA JOVENS DO SÉCULO XXI” – PNLD 2015 Entrevista com os autores, Luiz Fernandes de Oliveira e Ricardo Cesar Rocha da Costa. 1ª Pergunta: Quem são os autores do livro didático “Sociologia para Jovens do século XXI”? LUIZ FERNANDES DE OLIVEIRA – Graduado em Sociologia pela Universidade “La Sapienza” de Roma, Itália. Mestre em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Católica – PUC-Rio. Professor de Didática e Ensino de Ciências Sociais da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ. Professor da Licenciatura em Educação do Campo da UFRRJ. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares – PPGEDUC – UFRRJ. Lecionou sociologia no Ensino Médio da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro – FAETEC (1999- 2010). Atuou como Professor Assistente da UERJ nos anos iniciais do Colégio de Aplicação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro – Cap – UERJ (2007-2010). Lecionou Sociologia no Ensino Médio da Prefeitura de Macaé-RJ (2004-2006). RICARDO CESAR ROCHA DA COSTA – Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal Fluminense – UFF. Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal Fluminense – UFF. Doutorando em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Professor de Sociologia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro – IFRJ, Campos São Gonçalo. Lecionou Sociologia no Ensino Médio da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro – FAETEC (1999- 2008), na Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro (1998-2004) e no Ensino Médio da Prefeitura de Macaé-RJ (2004-2008). Pesquisador, com trabalhos realizados para a Fundação Getúlio Vargas, Ministério da Saúde e Unesco. 2ª Pergunta: Quando surgiu a ideia de um livro didático de sociologia para vocês? Nós começamos a lecionar Sociologia no Ensino Médio, juntos, em 1999 na Escola Técnica Estadual República da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro (FAETEC). Quando chegamos a esta escola encontramos uma "apostila" com textos de várias fontes e livros de sociologia. No ano seguinte, não estávamos satisfeitos com a aplicação dos textos, pois eram descontextualizados e alguns reproduziam uma linguagem acadêmica, como por exemplo: exigia-se que o aluno do Ensino Médio apreendesse conceitos tais como papel social, status social, contatos sociais, tipos de grupos sociais, etc., ou seja, noções científicas do campo da Sociologia, discutidas de forma acadêmica e apresentadas sem uma adequação à realidade do Ensino Médio. Assim, começamos a elaborar os nossos próprios textos em uma nova "apostila" de forma mais contextualizada e com linguagem mais adequada. Os textos, até 2002, foram reformulados ano a ano. Em 2003, surge a ideia de escrever um livro para a realidade do Ensino técnico-profissional. Na origem do projeto, estavam 6 professores de sociologia da escola, mas pelas circunstâncias da época, somente nós dois ficamos no projeto até o final.
  • 3. 3ª pergunta: E como foi elaborado esse primeiro livro? Diante das dificuldades que enfrentamos na implementação de conteúdos adequados e da tentativa de convencimento político sobre a importância da compreensão dos conceitos formulados pela Sociologia para o ensino técnico-profissional, elaboramos uma proposta de livro didático que contemplasse essa realidade. Assim, de uma forma alternativa, elaboramos uma proposta de conteúdos assim editados e com a capa na imagem abaixo: 1. Sociologia, ensino médio e ensino tecnológico. 2. Sociedade, história e economia: os fundamentos materiais das sociedades. 3. Capitalismo 4. Socialismo 5. Globalização e neoliberalismo 6. Mundo do trabalho, reestruturação produtiva e educação tecnológica. 7. Ideologia e relações sociais 8. Estado, democracia e cidadania. 9. Desigualdades sociais e relações sociais específicas 10. Cultura e mídia no contexto da globalização 11. Violência e exclusão social no século XXI 12. Religiosidade e suas implicações sociais 4ª Pergunta: Qual era a abordagem metodológica do livro? Com o objetivo de integrar as diversas áreas de conhecimento tecnológico com as discussões contemporâneas da sociologia, esses conteúdos deveriam cumprir o papel de construir um saber crítico, dinâmico e problematizador das noções do senso comum. Crítico para a inserção consciente de nossos alunos numa possível vida acadêmica futura e/ou no mundo produtivo, dinâmico para incentivar a participação política e o inconformismo político e cultural e por fim, a problematização dos discursos oficiais que tentam falsear a realidade com a ideologia da empregabilidade. Nesta perspectiva pensávamos que há diferença significativa entre os conteúdos e métodos de ensino desenvolvidos nos cursos de Ciências Sociais na Universidade e os conteúdos e métodos a serem utilizados no Ensino Médio, pois nesse nível de ensino, encontramos alunos em processo de formação, que encontram-se num processo embrionário de sistematização dos saberes científicos nas diferentes áreas do conhecimento. Assim, o desenvolvimento inadequado de um conteúdo sociológico pode ter como consequência a reprodução de valores pré-científicos. Por isso, faz-se necessário ressaltar que o conteúdo deve se desdobrar a partir de um movimento contínuo de problematização, contextualização e teorização. Na elaboração do livro a problematização de questões do senso comum, deve situar-se no primeiro momento da abordagem do tema. Problematizar significa criar uma situação que desperte no aluno a necessidade de entender os fenômenos de seu cotidiano numa outra perspectiva que não a do senso comum. Em outras palavras, mobilizá-lo para que perceba nos fenômenos sociais particulares uma dimensão teórica. Porém, ao utilizarmos os saberes do senso comum, presentes nas concepções de mundo de nossos alunos, a respeito de um tema, devemos ter o cuidado de não reduzir a Sociologia a uma catalogação e reprodução desse saber cotidiano. Os saberes cotidianos servem como motivação para compreensão da realidade e no despertar da reflexão rigorosa e sistematizada da vida social. Assim definida, a problematização é o ponto de partida para se chegar à teorização das relações sociais.
  • 4. 5ª Pergunta: Qual foi o impacto e a repercussão do Livro entre os estudantes? Foi excelente, tanto do ponto de vista metodológico quanto pedagógico. Essa primeira edição, teve uma tiragem de 500 exemplares e foi financiada com nossos próprios recursos. Foi aplicado em aproximadamente 36 turmas num total de 700 estudantes durante dois anos (2004 e 2005). Entretanto, nem todos os conteúdos obtiveram eficácia pedagógica, o que nos levou a reformular partes do livro a partir de 2005, quando fomos convidados, pela Editora Catedral das Letras, de Petrópolis, para publicar uma nova edição. Ver imagem ao lado. 6ª Pergunta: Por que surge esta nova edição? A repercussão do livro não foi somente entre nossos estudantes. A notícia se espalhou na FAETEC, em algumas escolas da rede estadual do RJ e no V Encontro Nacional de Cursos de Ciências Sociais, realizado na UFF em 2004. Este encontro na UFF foi a ocasião em que divulgamos nacionalmente o livro. A partir dai, recebemos um convite para publicar o livro, oficialmente numa editora, pois a edição anterior foi chancelada por uma ONG do município de São Gonçalo - RJ. Ver encontro da UFF em:http://www.espacoacademico.com.br/038/38div_csociais.htm 7ª Pergunta: A partir dessa edição de 2005, quais foram as repercussões e os próximos passos? Na época, começamos a ocupar um espaço que não prevíamos, pois as referências de livro didático eram somente do Pérsio Santos de Oliveira e Nelson Tomazi. Em 2004, o professor Flávio Sarandy nos disse que nosso livro iria ocupar um espaço importante na história do Ensino de Sociologia no Ensino Médio, pois poucos colegas do campo da sociologia não tinha a "ousadia" de escrever um livro didático. Com a surpreendente repercussão, baseado em críticas e sugestões de modificação de conteúdos por parte de vários colegas professores de vários estados, fomos convidados a publicar o livro por uma outra editora, em 2006: a editora Imperial Novo Milênio, antiga editora Ao Livro Técnico. Ver imagem ao lado: 8ª Pergunta: Por que mudou o nome do livro? A mudança do nome ocorre em função de muitos debates e diálogos com professores de sociologia. Os colegas de Ensino Médio nos indagava por que não formulávamos uma proposta para o Ensino Médio em Geral. A partir desse diálogo e da proposta da nova editora, reformulamos o livro que foi publicado em 2007 com os seguintes conteúdos: (ver imagens)
  • 5. 9º Pergunta: E quais foram as repercussões dessa nova edição? Com a nova editora, ampliamos mais ainda a divulgação. Nos encontros que participávamos sobre o ensino de sociologia, divulgávamos o livro nacionalmente e ampliávamos o debate sobre nossa proposta. Em 2007, participamos do I ENCONTRO NACIONAL SOBRE ENSINO DE SOCIOLOGIA E FILOSOFIA - I ENASINDS - SÃO PAULO, que ocorreu entre os dias 22 e 24 de julho, no Anhembi, em São Paulo, na sede da APEOESP. Deste encontro surgiu a demanda dos professores de sociologia de Pernambuco, através de professores lotados na Secretaria de Educação desse estado, de adotar nosso livro em todas as escolas. Foram mais de 350.000 livros adotados para toda a rede estadual de Pernambuco. 10ª Pergunta: Como foi a repercussão do livro em Pernambuco? Surpreendente, pois não esperávamos que o livro obtivesse uma ótima repercussão, principalmente entre os estudantes. Com a aplicação do livro, nos preocupávamos com sua inserção contextualizada num estado que desconhecíamos, pois alguns dos capítulos, pela crítica que recebemos de vários professores, eram caracterizados como tendo um perfil muito "carioca". Entretanto, após um ano de aplicação do livro, em novembro de 2008, fomos convidados pela Secretaria de Educação de Pernambuco para realizar um seminário com todos os professores que ministravam sociologia no estado. (ver fotos abaixo) 11ª Pergunta: Quais foram as novas iniciativas e reflexões dos autores a partir dessa experiência em Pernambuco? Em linhas gerais, observamos que o livro atendia parcialmente outras realidades além dos grandes centros urbanos. Observamos que faltavam reflexões importantes com a questão ambiental, a questão urbana, a questão da terra, o debate sobre diferenças culturais, sobre juventude, sobre questões de gênero e sexualidade, enfim, temáticas e reflexões muito pertinentes a realidade dos jovens brasileiros. Neste sentido, e começando a trabalhar na perspectiva de participar do primeiro PNLD de 2012, reformulamos o livro em 2010, agora colorido e ampliado para 24 capítulos, pensando nos três anos do Ensino Médio. (ver imagem ao lado)
  • 6. 12ª Pergunta: O livro da edição de 2010 participou da seleção do PNLD 2012? Sim. A ideia inicial na reformulação do livro era ampliar temáticas a serem abordadas e dinamizar a parte de atividades e reflexões para os estudantes. No início de 2010 tomamos conhecimento do edital do PNLD e nos inscrevemos. Mas infelizmente não fomos aprovados, pois ocorreram alguns equívocos na formatação do livro por inexperiência nossa. Por exemplo: a cada final de capítulo tinham várias atividades e exercícios para os estudantes, uma delas era a indicação de sites. Pois bem, alguns desses sites, alguns vinculados ao Youtube, não estavam mais no ar na época da avaliação do livro. Aqui, apareciam as indicações de sites, mas sem nenhuma descrição sobre as mesmas. E algumas outras questões de formatação, mas nenhuma crítica conceitual ou de conteúdo. Vejam um exemplo, ao lado, na página 87 do livro: 13ª Pergunta: Quando estes equívocos foram reparados? Logo após a divulgação de que não fomos aprovados, começamos em 2011 a reparar estes equívocos e continuamos a produzir novas formulações para a atual edição de 2013. Atualizamos as atividades, as informações e inovamos com o estabelecimento de parcerias com colegas de outras disciplinas, formulando atividades interdisciplinares. E assim, nos apresentamos a seleção do PNLD 2015 e fomos aprovados, com a edição abaixo, que pode ser visualizada e baixada nos links abaixo relacionados: http://www.imperiallivros.com.br/pnld2015/sociologiaparajovensdoseculoxxi http://pt.slideshare.net/LuizFernandesdeOliveira/sociologia-para-jovens-do-sculo- xxi-3-edio https://ufrrj.academia.edu/LuizFernandesdeOliveira https://ifrj.academia.edu/RicardoCosta http://bit.ly/1eQAA1i 14ª Pergunta: Mas, durante todo esse processo de construção, os autores só se concentraram na produção do livro no que diz respeito a reflexão sobre o ensino de Sociologia no Ensino Médio? Não. Participamos de diversos eventos ao longo desses anos (ENESEBs, ENSOC, etc) e formulamos, junto ao espaço acadêmico e em parcerias com professores do Ensino Médio, vários outros livros, artigos e iniciativas político-pedagógicas como, por exemplo, os livros abaixo e, em especial, a nossa participação efetiva na fundação da Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais - ABECS em 2012. E o artigo: http://www.scielo.br/pdf/edreal/v39n1/v39n1a06.pdf
  • 7. 15ª Pergunta: Como podemos acessar estes últimos livros divulgados na pergunta anterior? Acessando nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/groups/740703679313436/ 16ª Pergunta: Então esse processo de construção do livro didático se realizou concomitantemente as vossas produções didáticas e acadêmicas? Sim. Construímos nosso livro didático durante todo esse período e não somente agora para disputar o PNLD. Estamos desde 1999 em sala de aula e fazendo este debate e na luta pela sociologia no ensino médio. E nossa entrada no PNLD foi um processo também político e pedagógico. Político, para contribuir com uma reflexão coletiva em nível nacional. Pedagógico, porque desde quando começamos com o livro (na primeira formulação em 2003), fomos percebendo que a edição de um livro contribuía para a consolidação da luta e da disciplina no Ensino Médio. O livro, desde 2004, vem suscitando debates didáticos em vários eventos e ajudando a apontar caminhos para uma nova tradição que a sociologia está construindo, assim como outros que estão surgindo agora, ou seja, a sociologia na sala de aula da educação básica. Tanto é que nosso livro está completamente diferente da edição original de 2003. Fomos modificando na medida em que ele era aplicado e discutido em vários estados do Brasil. 17ª Pergunta: Para terminar. E o que vocês apresentam nos conteúdos do livro que refletem essa construção coletiva e reflexiva? Veja, o atual livro aprovado no PNLD 2015 é resultado de uma história acumulada de parcerias e reflexões pedagógicas no meio acadêmico dos campos da sociologia e da educação mas, principalmente, da nossa experiência de sala de aula no Ensino Médio (o Profº Ricardo Cesar desde 1987 e o Profº Luiz Fernandes desde 1999 até 2010). Por exemplo: ao longo desse anos, percebemos que não é possível pensar a sociologia no Ensino Médio a partir dos parâmetros de ensino da graduação em ciências sociais. A sociologia no EM precisa ser didatizada, se encontrar com o contexto real dos jovens e adolescentes, de forma plural e dinâmica, pois um jovem de periferias urbanas é um, e o jovem dos grandes centros econômicos é outro, sem falar das variações regionais e culturais brasileiras. Por isso a linguagem que usamos no livro. Que, por vezes, foi criticada por alguns sociólogos, restritos ao mundo acadêmico, que não conhecem a realidade da escola. No Ensino Médio não podemos ter a pretensão de formar mini-sociólogos, mas iniciar os jovens na compreensão da realidade social de forma significativa e aproximá-los aos conceitos das ciências Sociais. Outra marca de nosso livro é o diálogo teórico que fazemos com o campo da educação. No manual do professor, por exemplo, refletimos como o ensino de sociologia precisa apreender o acumulo de experiência que outros campos de conhecimento tiveram na sua inserção na educação básica. Por exemplo: num debate com alguns professores de Geografia em Goiás, estes afirmavam que o debate atual sobre a seleção de conteúdos em sociologia lembrava muito a reflexão que a comunidade científica de geografia fazia há 20 anos. Ou seja, não havia um consenso sobre quais conceitos seriam importantes para lecionar geografia no Ensino Médio e no Ensino fundamental. Diziam que estamos no caminho certo, mas que era necessário contextualizar os conceitos a partir de uma situação de aprendizagem dos jovens que não é a mesma da graduação. Pois bem, esta discussão é clássica no campo da pedagogia e da educação em geral e tentamos fazer isso com o nosso livro, na medida em que selecionamos temas e conceitos bem próximos a realidade da condição juvenil brasileira. Por último, uma formulação nova, diferente de outros livros que conhecemos, é o diálogo com outras disciplinas. Nesta atual edição fizemos uma parceria com 15 professores do Ensino Médio e Fundamental de diferentes áreas para formular textos e atividades em 11 disciplinas distintas (História, Geografia, Filosofia, Artes Plásticas, Língua Portuguesa, Literatura, Educação Física, Matemática, Química, Biologia e Física). Ao final de cada capítulo esses professores escreveram textos de reflexão de sua disciplina, em diálogo com a sociologia, para um maior entendimento
  • 8. dos temas, conceitos e teorias abordados nos capítulos. E, no manual do professor, estes mesmos professores produziram atividades e exercícios que levam os estudantes a refletirem sobre o tema e permite que o professor de sociologia trabalhe de forma interdisciplinar em sua escola. Enfim, acreditamos que essa inovação é fruto de uma longa reflexão coletiva que fizemos, pensando numa educação de qualidade socialmente referenciado e, sobretudo, de caráter político emancipatório. 18ª Pergunta: Algum recado final para os professores que lecionam sociologia? Queremos agradecer a tod@s pela atenção e convocar os professores que lecionam sociologia a analisarem o GUIA do Livro Didático do PNLD 2015, que se encontra no site http://www.fnde.gov.br/programas/livro-didatico/escolha-pnld-2015 Neste, todos poderão fazer o download do guia. O registro da escolha do livro didático será realizado somente pela Internet, no período de 22 de agosto a 01 de setembro de 2014, no portalwww.fnde.gov.br >> Programas >> PNLD >> Escolha PNLD 2015. Desejamos a todos que façam uma boa escolha entre os 6 livros que se apresentam.