SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
1
R O D R I G
O
L O P E S
24/06/2014
rdsilvalopes@gmail.com
br.linkedin.com/in/rodrigoslopes
G E R E N C I A M E N T O D E
CUSTO
A N O 2 0 1 3
Um projeto só pode ser considerado totalmente implantado com sucesso se a
relação “previsto x realizado” atender plenamente o escopo elaborado
previamente.
• Rodrigo da Silva Lopes
– MBA Gerenciamento de Projetos
– MBA Especialização em Engenharia de Produção
– Gestão de Processos Empresariais
• Certificações
– PMP – Project Management Professional
– ITIL V2 e V3
– COBIT
– ISO 20.000 e 27.000
• Empresas
– Petrobras, Tata (Indiana), Globo.com e Bradesco Seguros.
br.linkedin.com/in/rodrigoslopes/
Gerenciamentode
Custos
Planejamento
Planejar o
gerenciamento
dos custos
Iniciação Execução M&C Encerramento
Controlar os
custos
Estimar os
custos
Determinar o
orçamento
GRUPO DE PROCESSOS
Gerenciamento de Custo
• O objetivo é garantir que o capital investido será suficiente
para obter todos os recursos para realizarem o trabalho do
projeto.
Área de Conhecimento
• O Planejamento de Custo determina quais, quando e quantos
recursos (pessoas, equipamentos, material, etc) serão
necessários para realizar as atividades do projeto.
• O Planejamento de Custo envolve:
– Custos de mão de obra
– Custos de materiais e suprimentos
– Custos de serviços contratados
– Custos de gerenciamento
– Custos de sistemas utilizados
– Custos de inflação e juros
Gerenciamento de Custo
Área de Conhecimento
• Plano de gerenciamento do projeto
• Termo de abertura do projeto
• Fatores ambientais da empresa
• Ativos de processos organizacionais
Gerenciamento de Custo – Planejar o Gerenciamento de Custo – Entrada
Gerenciamento
deCusto
Planejamento
Planejar o
gerenciamento
dos custos
Área de Conhecimento
• Opinião Especializada
• Técnicas analíticas
• Reuniões
Gerenciamento de Custo – Plan. o Ger. de Custo – Ferram. e Técnicas
Área de Conhecimento
• Plano de gerenciamento dos custos
– Ele faz parte ou é um plano auxiliar do plano de gerenciamento do
projeto.
Gerenciamento de Custo – Plan. o Ger. de Custo – Saídas
Área de Conhecimento
• A estimativa de custos da atividade do cronograma envolve o
desenvolvimento de uma aproximação dos custos dos
recursos necessários para terminar cada atividade do
cronograma.
• Na aproximação dos custos, o avaliador considera as possíveis
causas de variação das estimativas de custos, inclusive os
riscos.
Gerenciamento de Custo – Estimar os Custos
Área de Conhecimento
• Plano de gerenciamento dos custos
• Plano de gerenciamento dos recursos humanos
• Linha de base do escopo
• Cronograma do projeto
• Registro dos riscos
• Fatores ambientais da empresa
• Ativos de processos organizacionais
Gerenciamento de Custo – Estimar os Custos – Entrada
Gerenciamento
deCusto
Planejamento
Estimar os
custos
Área de Conhecimento
• Opinião Especializada
• Estimativa análoga
• Estimativa paramétrica
• Estimativa bottom-up
– Você decompõe seus pacotes de trabalho em atividades menores, até
detalhar suficientemente para estimar de forma precisa a atividade.
• Estimativas de três pontos
• Análise de reservas
• Custo da qualidade
• Software de gerenciamento de projetos
• Análise de proposta de fornecedor
• Técnicas de tomada de decisão em grupo
Gerenciamento de Custo – Estimar os Custos – Ferramentas e Técnicas
Área de Conhecimento
• Estimativas de custos das atividades
• Bases das estimativas
– As bases das estimativas devem conter:
– Documentação das bases utilizadas para fazer a estimativa (como a
estimativa foi desenvolvida);
– Documentação das premissas assumidas;
– Documentação das restrições;
– Indicação do intervalo de variação das estimativas;
– Indicação do nível de confiabilidade da estimativa final.
• Atualizações dos documentos do projeto
Gerenciamento de Custo – Estimar os Custos – Saídas
Área de Conhecimento
• Plano de gerenciamento dos custos
• Linha de base do escopo
• Estimativas de custos das atividades
• Bases das estimativas
• Cronograma do projeto
• Calendários dos recursos
• Acordos
• Ativos de processos organizacionais
Gerenciamento de Custo – Determinar o Orçamento – Entrada
Gerenciamento
deCusto
Planejamento
Determinar o
orçamento
Área de Conhecimento
• Agregação de custos
• Análise de reservas
– É a análise das reservas de contingência de custos e prazos feitas.
• Opinião Especializada
• Relações históricas
• Reconciliação dos limites de recursos financeiros
Gerenciamento de Custo – Determinar o Orçamento – Ferram. e Téc.
Área de Conhecimento
• Linha de base do desempenho de custos
– É o orçamento do projeto aprovado pelo seu patrocinador no término
do planejamento.
• Requisitos de recursos financeiros do projeto
• Atualizações dos documentos do projeto
Gerenciamento de Custo – Determinar o Orçamento – Saídas
1. Estimar as
atividades
2. Estimativas de pacotes de
trabalho
3. Estimavas de conta de
controle
4. Estimas de
projeto
5. Reservas para
contingências
6. Linha de base de
custo
7. Reserva de
gerenciamento
8. Orçamento de
custo
A 1
R$25
A 2
R$25
A 3
R$25
A 4
R$25
PT 1
R$100
A 5
R$25
PT 2
R$250
PT 3
R$500
PT 4
R$175
CC 1
R$850
CC 2
R$400
R$1250
R$105
R$1355
R$68
R$1423
Como o orçamento
do projeto é
determinado?
Área de Conhecimento
• Plano de gerenciamento do projeto
• Requisitos de recursos financeiros do projeto
• Dados sobre o desempenho do trabalho
• Ativos de processos organizacionais
Gerenciamento de Custo – Controlar os Custos – Entrada
Gerenciamento
deCusto
M&C
Controlar os
custos
Área de Conhecimento
• Gerenciamento do valor agregado
• Previsão
• Índice de desempenho para término (IDPT)
• Análise de desempenho
• Software de gerenciamento de projetos
• Análise de reservas
Gerenciamento de Custo – Controlar os Custos – Ferramentas e Téc.
Área de Conhecimento
• Informações sobre o desempenho do trabalho
• Previsões do orçamento
• Solicitações de mudança
• Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto
• Atualizações dos Documentos do projeto
• Atualizações dos Ativos de processos organizacionais
Gerenciamento de Custo – Controlar os Custos – Saídas
Valor
AGREGADO
O GVA
• O GVA desenvolve e monitora três dimensões chave para
cada pacote de trabalho e conta de controle.
• Integra as medidas de escopo, custo e tempo para auxiliar a
equipe de gerenciamento a avaliar e medir o desempenho e
progresso do projeto.
Gerenciamento de
Valor Agregado
Análise de Valor Agregado
• É um poderoso recurso de controle e orçamento.
• Ajuda a responder as seguintes perguntas:
– Observando a quantidade de trabalho concluída até agora neste
projeto, quanto dinheiro nós já gastamos supostamente?
– Conseguiremos terminar a tempo?
• Valor Planejado (VP) – Custo orçado do trabalho que deveria
ter sido feito (agendado).
• Custo Real (CR) – Custo incorrido no trabalho realizado.
• Valor Agregado (VA) – Quanto vale o trabalho realizado?
Custo orçado para o trabalho realmente realizado.
• VA = VP x desempenho físico (Valor agregado das atividades
realizadas).
• Indice de Desempenho de Custo – (IDC)
• Indice de Desempenho de Prazo – (IDP)
Análise de Valor Agregado
Gerenciamento de Custo
FÓRMULAS
• Valor Planejado (VP) = VA - VP
• Custo Real (CR) = VA - CR
• Valor Agregado (VA) - Quanto vale o trabalho realizado?
Custo orçado para o trabalho realmente realizado.
• VA = VP x desempenho físico
• Indice de Desempenho de Custo - IDC = VA / CR
• Indice de Desempenho de Prazo - IDP = VA / VP
Gerenciamento de Custo
Tempo
ValoresCumulativos
Custos Reais
(CR)
Valor Planejado
(VP)
• Valor agregado, valor, planejado e custos reais.
Acima do orçamento
Conclusão:
Gerenciamento de Custo
Tempo
ValoresCumulativos
Valor Planejado
(VP)
Valor Agregado
(VA)
• Valor agregado, valor, planejado e custos reais.
Atrasado
Conclusão:
Gerenciamento de Custo
Tempo
ValoresCumulativos
Custos Reais
(CR)
Valor Planejado
(VP)
Valor Agregado
(VA)
• Valor agregado, valor, planejado e custos reais.
Acima do orçamento
Atrasado
Conclusão:
Gerenciamento de Custo
Tempo
ValoresCumulativos
Custos Reais
(CR) = R$300
Valor Agregado
(VA) = R$200
• Valor agregado, valor, planejado e custos reais.
Gastamos como planejado,
entretanto, estamos
atrasados e deixamos de
entregar o equivalente
R$100.
Conclusão:
Custo Planejado
=
R$300
Gerenciamento de Custo
Tempo
ValoresCumulativos
VA - R$3.000
Orçamento
=
R$10.000
VP - $4.000
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
2.000
1.000
4.000
3.000
6.000
5.000
8.000
7.000
9.000
10.000
CR - R$5.500
VC = VA – CR
VC= 3.000 – 5.500
VC= (-2500)
VPR = VA – VP
VPR= 3.000 – 4.000
VPR = (-1.000)
Negativo é acima do orçado
Positivo é abaixo do orçado
Negativo é atrasado
Positivo é adiantado
Gastamos acima do
orçamento e estamos
atrasados.
Conclusão:
IDC = VA / CR
IDC = 3.000 / 5.500
IDC = 0,54
IDP = VA / VP
IDP = 3.000 / 4.000
IDP = 0,74
DÚVIDA?
Gerenciamento de Custo
Tempo
ValoresCumulativos
CR - R$3.000
Orçamento
=
R$10.000
VP - $4.000
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
2.000
1.000
4.000
3.000
6.000
5.000
8.000
7.000
9.000
10.000
VA - R$5.500
VC = VA – CR
VC= 5.500 – 3.000
VC= 2500
VPR =VA – VP
VPR= 5.500 – 4.000
VPR = 1.500
Negativo é acima do orçado
Positivo é abaixo do orçado
Negativo é atrasado
Positivo é adiantado
Gastamos abaixo do
orçamento.
Entregamos mais do
que o planejado.
Conclusão:
IDC = VA / CR
IDC = 5.500 / 3.000
IDC = 1,83
IDP = VA / VP
IDP = 5.500 / 4.000
IDP = 1,37
Gerenciamento de Custo
Termo antigo Acrônimo antigo Novo termo Novo acrônimo
Custo orçado o
trabalho agendado
COTA Valor Planejado VP
Custo orçado do
trabalho realizado
COTR Valor Agregado VA
Custo real do
trabalho realizado
CRTR Custo Real CR
Acabou?....
Não
+ Fórmulas
Nome Fórmula Significado
Estimativa no Término
(ENT)
ONT / IDC
ENT = Neste momento,
quanto nós esperamos
que seja o custo total do
projeto?
Estimativa para Terminar
(EPT)
EPT = ENT – CR
Quanto o projeto vai
custar.
Variância no Término
(VNT)
VNT = ONT – ENT
Quanto acima ou abaixo
do orçamento nós vamos
estar ao final do projeto?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (11)

07 custo pitagoras
07 custo    pitagoras07 custo    pitagoras
07 custo pitagoras
 
Gestão de Prazos e Custos do Projeto
Gestão de Prazos e Custos do ProjetoGestão de Prazos e Custos do Projeto
Gestão de Prazos e Custos do Projeto
 
05 tempo pitagoras
05 tempo   pitagoras05 tempo   pitagoras
05 tempo pitagoras
 
Gestão de-custos
Gestão de-custosGestão de-custos
Gestão de-custos
 
Gerenciamento de projetos - Analise de Valor Agregado
Gerenciamento de projetos - Analise de Valor AgregadoGerenciamento de projetos - Analise de Valor Agregado
Gerenciamento de projetos - Analise de Valor Agregado
 
02 GP3 Gestao de Custos em Projetos
02 GP3 Gestao de Custos em Projetos02 GP3 Gestao de Custos em Projetos
02 GP3 Gestao de Custos em Projetos
 
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 ediçãoGerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
 
15 gerenciamento de projetos
15 gerenciamento de projetos15 gerenciamento de projetos
15 gerenciamento de projetos
 
Aula 04 Planejamento e Controle de Obras
Aula 04 Planejamento e Controle de ObrasAula 04 Planejamento e Controle de Obras
Aula 04 Planejamento e Controle de Obras
 
Gestão de Obras
Gestão de ObrasGestão de Obras
Gestão de Obras
 
Teorias motivacionais
Teorias motivacionaisTeorias motivacionais
Teorias motivacionais
 

Destaque

Informe colecta n° 1
Informe colecta n° 1Informe colecta n° 1
Informe colecta n° 1Santos Jaimes
 
Cobertura del estudiantazo
Cobertura del estudiantazoCobertura del estudiantazo
Cobertura del estudiantazoCatherine Mora
 
Proba de presentación
Proba de presentaciónProba de presentación
Proba de presentaciónxbalsas
 
14 configuración relacionada a la red
14  configuración relacionada a la red14  configuración relacionada a la red
14 configuración relacionada a la redjosemanuelacostarendon
 

Destaque (8)

Informe colecta n° 1
Informe colecta n° 1Informe colecta n° 1
Informe colecta n° 1
 
Cobertura del estudiantazo
Cobertura del estudiantazoCobertura del estudiantazo
Cobertura del estudiantazo
 
Investigacion 3
Investigacion 3Investigacion 3
Investigacion 3
 
Proba de presentación
Proba de presentaciónProba de presentación
Proba de presentación
 
Lani
LaniLani
Lani
 
14 configuración relacionada a la red
14  configuración relacionada a la red14  configuración relacionada a la red
14 configuración relacionada a la red
 
Html dom, eventos, jquery
Html dom, eventos, jqueryHtml dom, eventos, jquery
Html dom, eventos, jquery
 
M3 m golf estate location map
M3 m golf estate location mapM3 m golf estate location map
M3 m golf estate location map
 

Semelhante a Gerenciamentodecustos 130918192946-phpapp02

Gerenciamento de Custos em projetos - Prof. Felipe Torres Sahão
Gerenciamento de Custos em projetos - Prof. Felipe Torres SahãoGerenciamento de Custos em projetos - Prof. Felipe Torres Sahão
Gerenciamento de Custos em projetos - Prof. Felipe Torres SahãoFelipe Torres Sahão
 
Gestao de Projetos Empresariais
Gestao de Projetos EmpresariaisGestao de Projetos Empresariais
Gestao de Projetos EmpresariaisKenneth Corrêa
 
Conceitos gerais de GP
Conceitos gerais de GPConceitos gerais de GP
Conceitos gerais de GPjoao87vidal
 
Dicas pmp valor agregado
Dicas pmp   valor agregadoDicas pmp   valor agregado
Dicas pmp valor agregadoItaloPJ
 
Administração de Projetos - Planejamento - Custos - Aula 10
Administração de Projetos - Planejamento - Custos - Aula 10Administração de Projetos - Planejamento - Custos - Aula 10
Administração de Projetos - Planejamento - Custos - Aula 10Ueliton da Costa Leonidio
 
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)Nilton Cesar Araruna
 
Gerenciamento de Projetos de Software para Empresas de Pequeno Porte
Gerenciamento de Projetos de Software para Empresas de Pequeno PorteGerenciamento de Projetos de Software para Empresas de Pequeno Porte
Gerenciamento de Projetos de Software para Empresas de Pequeno Porteelliando dias
 
Gestão de Projetos e Programas - Aula # 09
Gestão de Projetos e Programas - Aula # 09Gestão de Projetos e Programas - Aula # 09
Gestão de Projetos e Programas - Aula # 09Ethel Capuano
 
Gestão de Custos em Projetos Complexos
Gestão de Custos em Projetos ComplexosGestão de Custos em Projetos Complexos
Gestão de Custos em Projetos ComplexosGUGP SUCESU-RS
 
Aula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e CronogramaAula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e CronogramaDaniela Brauner
 
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel Giovana Unbehaun
 
Gerenciamento de projetos aula 7 (custos)
Gerenciamento de projetos   aula 7 (custos)Gerenciamento de projetos   aula 7 (custos)
Gerenciamento de projetos aula 7 (custos)Paulo Junior
 

Semelhante a Gerenciamentodecustos 130918192946-phpapp02 (20)

Gerenciamento de custos
Gerenciamento de custosGerenciamento de custos
Gerenciamento de custos
 
Gerenciamento de Custos em projetos - Prof. Felipe Torres Sahão
Gerenciamento de Custos em projetos - Prof. Felipe Torres SahãoGerenciamento de Custos em projetos - Prof. Felipe Torres Sahão
Gerenciamento de Custos em projetos - Prof. Felipe Torres Sahão
 
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 ediçãoGerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
 
Gestao de Projetos Empresariais
Gestao de Projetos EmpresariaisGestao de Projetos Empresariais
Gestao de Projetos Empresariais
 
Conceitos gerais de GP
Conceitos gerais de GPConceitos gerais de GP
Conceitos gerais de GP
 
Dicas pmp valor agregado
Dicas pmp   valor agregadoDicas pmp   valor agregado
Dicas pmp valor agregado
 
Administração de Projetos - Planejamento - Custos - Aula 10
Administração de Projetos - Planejamento - Custos - Aula 10Administração de Projetos - Planejamento - Custos - Aula 10
Administração de Projetos - Planejamento - Custos - Aula 10
 
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
 
Gerenciamento de Projetos de Software para Empresas de Pequeno Porte
Gerenciamento de Projetos de Software para Empresas de Pequeno PorteGerenciamento de Projetos de Software para Empresas de Pequeno Porte
Gerenciamento de Projetos de Software para Empresas de Pequeno Porte
 
Gestão de Projetos e Programas - Aula # 09
Gestão de Projetos e Programas - Aula # 09Gestão de Projetos e Programas - Aula # 09
Gestão de Projetos e Programas - Aula # 09
 
Gestão de Custos em Projetos Complexos
Gestão de Custos em Projetos ComplexosGestão de Custos em Projetos Complexos
Gestão de Custos em Projetos Complexos
 
Estimativas cef 2000
Estimativas cef 2000Estimativas cef 2000
Estimativas cef 2000
 
Aula 5
Aula 5Aula 5
Aula 5
 
Aula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e CronogramaAula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e Cronograma
 
Gestão projetos
Gestão projetosGestão projetos
Gestão projetos
 
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
 
Gestão de projetos fev2011 - ppt2003
Gestão de projetos   fev2011 - ppt2003Gestão de projetos   fev2011 - ppt2003
Gestão de projetos fev2011 - ppt2003
 
Gerenciamento de projetos aula 7 (custos)
Gerenciamento de projetos   aula 7 (custos)Gerenciamento de projetos   aula 7 (custos)
Gerenciamento de projetos aula 7 (custos)
 
Pmbok - Em busca de campeões
Pmbok - Em busca de campeõesPmbok - Em busca de campeões
Pmbok - Em busca de campeões
 
Gestão de Projetos - PSOffice
Gestão de Projetos - PSOfficeGestão de Projetos - PSOffice
Gestão de Projetos - PSOffice
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptElifabio Sobreira Pereira
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 

Último (20)

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 

Gerenciamentodecustos 130918192946-phpapp02

  • 1. 1 R O D R I G O L O P E S 24/06/2014 rdsilvalopes@gmail.com br.linkedin.com/in/rodrigoslopes G E R E N C I A M E N T O D E CUSTO A N O 2 0 1 3 Um projeto só pode ser considerado totalmente implantado com sucesso se a relação “previsto x realizado” atender plenamente o escopo elaborado previamente.
  • 2. • Rodrigo da Silva Lopes – MBA Gerenciamento de Projetos – MBA Especialização em Engenharia de Produção – Gestão de Processos Empresariais • Certificações – PMP – Project Management Professional – ITIL V2 e V3 – COBIT – ISO 20.000 e 27.000 • Empresas – Petrobras, Tata (Indiana), Globo.com e Bradesco Seguros. br.linkedin.com/in/rodrigoslopes/
  • 3. Gerenciamentode Custos Planejamento Planejar o gerenciamento dos custos Iniciação Execução M&C Encerramento Controlar os custos Estimar os custos Determinar o orçamento GRUPO DE PROCESSOS
  • 4. Gerenciamento de Custo • O objetivo é garantir que o capital investido será suficiente para obter todos os recursos para realizarem o trabalho do projeto.
  • 5. Área de Conhecimento • O Planejamento de Custo determina quais, quando e quantos recursos (pessoas, equipamentos, material, etc) serão necessários para realizar as atividades do projeto. • O Planejamento de Custo envolve: – Custos de mão de obra – Custos de materiais e suprimentos – Custos de serviços contratados – Custos de gerenciamento – Custos de sistemas utilizados – Custos de inflação e juros Gerenciamento de Custo
  • 6. Área de Conhecimento • Plano de gerenciamento do projeto • Termo de abertura do projeto • Fatores ambientais da empresa • Ativos de processos organizacionais Gerenciamento de Custo – Planejar o Gerenciamento de Custo – Entrada Gerenciamento deCusto Planejamento Planejar o gerenciamento dos custos
  • 7. Área de Conhecimento • Opinião Especializada • Técnicas analíticas • Reuniões Gerenciamento de Custo – Plan. o Ger. de Custo – Ferram. e Técnicas
  • 8. Área de Conhecimento • Plano de gerenciamento dos custos – Ele faz parte ou é um plano auxiliar do plano de gerenciamento do projeto. Gerenciamento de Custo – Plan. o Ger. de Custo – Saídas
  • 9. Área de Conhecimento • A estimativa de custos da atividade do cronograma envolve o desenvolvimento de uma aproximação dos custos dos recursos necessários para terminar cada atividade do cronograma. • Na aproximação dos custos, o avaliador considera as possíveis causas de variação das estimativas de custos, inclusive os riscos. Gerenciamento de Custo – Estimar os Custos
  • 10. Área de Conhecimento • Plano de gerenciamento dos custos • Plano de gerenciamento dos recursos humanos • Linha de base do escopo • Cronograma do projeto • Registro dos riscos • Fatores ambientais da empresa • Ativos de processos organizacionais Gerenciamento de Custo – Estimar os Custos – Entrada Gerenciamento deCusto Planejamento Estimar os custos
  • 11. Área de Conhecimento • Opinião Especializada • Estimativa análoga • Estimativa paramétrica • Estimativa bottom-up – Você decompõe seus pacotes de trabalho em atividades menores, até detalhar suficientemente para estimar de forma precisa a atividade. • Estimativas de três pontos • Análise de reservas • Custo da qualidade • Software de gerenciamento de projetos • Análise de proposta de fornecedor • Técnicas de tomada de decisão em grupo Gerenciamento de Custo – Estimar os Custos – Ferramentas e Técnicas
  • 12. Área de Conhecimento • Estimativas de custos das atividades • Bases das estimativas – As bases das estimativas devem conter: – Documentação das bases utilizadas para fazer a estimativa (como a estimativa foi desenvolvida); – Documentação das premissas assumidas; – Documentação das restrições; – Indicação do intervalo de variação das estimativas; – Indicação do nível de confiabilidade da estimativa final. • Atualizações dos documentos do projeto Gerenciamento de Custo – Estimar os Custos – Saídas
  • 13. Área de Conhecimento • Plano de gerenciamento dos custos • Linha de base do escopo • Estimativas de custos das atividades • Bases das estimativas • Cronograma do projeto • Calendários dos recursos • Acordos • Ativos de processos organizacionais Gerenciamento de Custo – Determinar o Orçamento – Entrada Gerenciamento deCusto Planejamento Determinar o orçamento
  • 14. Área de Conhecimento • Agregação de custos • Análise de reservas – É a análise das reservas de contingência de custos e prazos feitas. • Opinião Especializada • Relações históricas • Reconciliação dos limites de recursos financeiros Gerenciamento de Custo – Determinar o Orçamento – Ferram. e Téc.
  • 15. Área de Conhecimento • Linha de base do desempenho de custos – É o orçamento do projeto aprovado pelo seu patrocinador no término do planejamento. • Requisitos de recursos financeiros do projeto • Atualizações dos documentos do projeto Gerenciamento de Custo – Determinar o Orçamento – Saídas
  • 16. 1. Estimar as atividades 2. Estimativas de pacotes de trabalho 3. Estimavas de conta de controle 4. Estimas de projeto 5. Reservas para contingências 6. Linha de base de custo 7. Reserva de gerenciamento 8. Orçamento de custo A 1 R$25 A 2 R$25 A 3 R$25 A 4 R$25 PT 1 R$100 A 5 R$25 PT 2 R$250 PT 3 R$500 PT 4 R$175 CC 1 R$850 CC 2 R$400 R$1250 R$105 R$1355 R$68 R$1423 Como o orçamento do projeto é determinado?
  • 17. Área de Conhecimento • Plano de gerenciamento do projeto • Requisitos de recursos financeiros do projeto • Dados sobre o desempenho do trabalho • Ativos de processos organizacionais Gerenciamento de Custo – Controlar os Custos – Entrada Gerenciamento deCusto M&C Controlar os custos
  • 18. Área de Conhecimento • Gerenciamento do valor agregado • Previsão • Índice de desempenho para término (IDPT) • Análise de desempenho • Software de gerenciamento de projetos • Análise de reservas Gerenciamento de Custo – Controlar os Custos – Ferramentas e Téc.
  • 19. Área de Conhecimento • Informações sobre o desempenho do trabalho • Previsões do orçamento • Solicitações de mudança • Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto • Atualizações dos Documentos do projeto • Atualizações dos Ativos de processos organizacionais Gerenciamento de Custo – Controlar os Custos – Saídas
  • 21. O GVA • O GVA desenvolve e monitora três dimensões chave para cada pacote de trabalho e conta de controle. • Integra as medidas de escopo, custo e tempo para auxiliar a equipe de gerenciamento a avaliar e medir o desempenho e progresso do projeto. Gerenciamento de Valor Agregado
  • 22. Análise de Valor Agregado • É um poderoso recurso de controle e orçamento. • Ajuda a responder as seguintes perguntas: – Observando a quantidade de trabalho concluída até agora neste projeto, quanto dinheiro nós já gastamos supostamente? – Conseguiremos terminar a tempo?
  • 23. • Valor Planejado (VP) – Custo orçado do trabalho que deveria ter sido feito (agendado). • Custo Real (CR) – Custo incorrido no trabalho realizado. • Valor Agregado (VA) – Quanto vale o trabalho realizado? Custo orçado para o trabalho realmente realizado. • VA = VP x desempenho físico (Valor agregado das atividades realizadas). • Indice de Desempenho de Custo – (IDC) • Indice de Desempenho de Prazo – (IDP) Análise de Valor Agregado
  • 24. Gerenciamento de Custo FÓRMULAS • Valor Planejado (VP) = VA - VP • Custo Real (CR) = VA - CR • Valor Agregado (VA) - Quanto vale o trabalho realizado? Custo orçado para o trabalho realmente realizado. • VA = VP x desempenho físico • Indice de Desempenho de Custo - IDC = VA / CR • Indice de Desempenho de Prazo - IDP = VA / VP
  • 25. Gerenciamento de Custo Tempo ValoresCumulativos Custos Reais (CR) Valor Planejado (VP) • Valor agregado, valor, planejado e custos reais. Acima do orçamento Conclusão:
  • 26. Gerenciamento de Custo Tempo ValoresCumulativos Valor Planejado (VP) Valor Agregado (VA) • Valor agregado, valor, planejado e custos reais. Atrasado Conclusão:
  • 27. Gerenciamento de Custo Tempo ValoresCumulativos Custos Reais (CR) Valor Planejado (VP) Valor Agregado (VA) • Valor agregado, valor, planejado e custos reais. Acima do orçamento Atrasado Conclusão:
  • 28. Gerenciamento de Custo Tempo ValoresCumulativos Custos Reais (CR) = R$300 Valor Agregado (VA) = R$200 • Valor agregado, valor, planejado e custos reais. Gastamos como planejado, entretanto, estamos atrasados e deixamos de entregar o equivalente R$100. Conclusão: Custo Planejado = R$300
  • 29. Gerenciamento de Custo Tempo ValoresCumulativos VA - R$3.000 Orçamento = R$10.000 VP - $4.000 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 2.000 1.000 4.000 3.000 6.000 5.000 8.000 7.000 9.000 10.000 CR - R$5.500 VC = VA – CR VC= 3.000 – 5.500 VC= (-2500) VPR = VA – VP VPR= 3.000 – 4.000 VPR = (-1.000) Negativo é acima do orçado Positivo é abaixo do orçado Negativo é atrasado Positivo é adiantado Gastamos acima do orçamento e estamos atrasados. Conclusão: IDC = VA / CR IDC = 3.000 / 5.500 IDC = 0,54 IDP = VA / VP IDP = 3.000 / 4.000 IDP = 0,74
  • 31. Gerenciamento de Custo Tempo ValoresCumulativos CR - R$3.000 Orçamento = R$10.000 VP - $4.000 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 2.000 1.000 4.000 3.000 6.000 5.000 8.000 7.000 9.000 10.000 VA - R$5.500 VC = VA – CR VC= 5.500 – 3.000 VC= 2500 VPR =VA – VP VPR= 5.500 – 4.000 VPR = 1.500 Negativo é acima do orçado Positivo é abaixo do orçado Negativo é atrasado Positivo é adiantado Gastamos abaixo do orçamento. Entregamos mais do que o planejado. Conclusão: IDC = VA / CR IDC = 5.500 / 3.000 IDC = 1,83 IDP = VA / VP IDP = 5.500 / 4.000 IDP = 1,37
  • 32. Gerenciamento de Custo Termo antigo Acrônimo antigo Novo termo Novo acrônimo Custo orçado o trabalho agendado COTA Valor Planejado VP Custo orçado do trabalho realizado COTR Valor Agregado VA Custo real do trabalho realizado CRTR Custo Real CR
  • 34. + Fórmulas Nome Fórmula Significado Estimativa no Término (ENT) ONT / IDC ENT = Neste momento, quanto nós esperamos que seja o custo total do projeto? Estimativa para Terminar (EPT) EPT = ENT – CR Quanto o projeto vai custar. Variância no Término (VNT) VNT = ONT – ENT Quanto acima ou abaixo do orçamento nós vamos estar ao final do projeto?