SlideShare uma empresa Scribd logo
Cuidados de Saúde Primários Intervenção da Enfermagem Enfº Nuno Silva, USF Arco do Prado nunosilva.enf@gmail.com
[object Object]
Enfermagem em cuidados de saúde primários
Educação para a saúde e reabilitação,[object Object]
Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados Agrupamentos de centros de saúde RNCCI Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados USF UCSP Equipa Coordenadora Regional / Local ECR ECL Convalescença Unidades de Internamento Média duração reabilitação Unidade de Saúde Familiar UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Unidades de apoio domiciliário Unidade de Cuidados na Comunidade Cuidados paliativos ECCI
Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA RNCCI USF UCSP ECR ECL Convalescença Médiaduração reabilitação UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Cuidados paliativos ECCI
Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA RNCCI USF UCSP ECR ECL Convalescença Média duração reabilitação UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Cuidados paliativos ECCI
Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA RNCCI USF UCSP ECR ECL Convalescença Média duração reabilitação UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Cuidados paliativos ECCI
Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA RNCCI USF UCSP ECR ECL Convalescença Média duração reabilitação UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Cuidados paliativos ECCI
Doenças cardiovasculares Anuário INE 2010: - doenças do sistema circulatório são a 1ª causa de morte em Portugal - representam 31% do total de óbitos - cerca de 33 mil mortes em 2009
Doenças cardiovasculares Anuário INE 2010: - IMC > 25 em adultos = 4.344.468 (2006) Doenças crónicas 2006: - Diabetes : 686.315 - HTA: 2.085.013 Tabagismo2006: - ex-fumadores: 1.032.525 - fumadores 1.786.580
Doenças cardiovasculares - evolução silenciosa e manifestação súbita - Diabetes e tabagismo antecipam/potenciam complicações cardiovasculares - morbilidade/dependência - aumento de custos dos sistemas de saúde - não permite direccionar meios para a prevenção ou tratamento de factores de risco
Intervenção da enfermagem - educação para a saúde (infanto-juvenil, adulto) - identificar factores de risco - consulta de grupos de risco (hipertenso, diabético, obesidade, cessação tabágica…) - intervenção em situação aguda - tratamento de feridas cirúrgicas - consultas de vigilância em doença crónica ,[object Object],[object Object]
Intervenção da enfermagem Optimizar os resultados: - Individualizar o plano de  intervenção - família como alvo da intervenção - usar os recursos da comunidade - contexto multiprofissional cooperativo - beneficiar de infra-estruturas e organização - Facilitar o acesso em tempo útil aos serviços
Educação para a Saúde A cadeia causal (OMS)
Educação para a Saúde Alimentação: - variar alimentos e métodos de confecção - apreciar os alimentos, comer pequenas porções Principais erros: - Alimentos pré-cozinhados e transformados - uso excessivo de sódio (pré-cozinhados) - excesso de hidratos de carbono, açúcar - uso inapropriado de gorduras animais - baixo consumo de frutas / fibras / vegetais
Educação para a Saúde - 28% Cereais e derivados, tubérculos  - 23% Hortícolas - 20% Fruta - 18% Lacticínios - 5% Carne, pescado e ovos - 4% Leguminosas - 2% Gorduras e óleos - 1,5l água mineral
Educação para a Saúde Recomendações alimentares: - preferir cereais, ricos em fibra, integrais - carnes magras, peixes gordos, oleaginosas - ajustar aporte calórico, evitar excesso de peso - Moderar consumo de álcool - reduzir ingestão de sódio, aumentar potássio - “abusar” de hortícolas, frutas e vegetais (minerais, vitaminas, antioxidantes)
Educação para a Saúde Obesidade, epidemia global: - 30% crianças  - gordura intra-abdominal - aumento de risco cardiovascular, diabetes e dislipidémia - diminui vitalidade/ produtividade/ qualidade de vida - IMC <25kg/m2 - perímetro abdominal <94cm em homens e < 80cm em mulheres - reduzir ingestão calórica - aumentar actividade física
Educação para a Saúde Exercício físico: - 30 minutos de actividade moderada a intensa/ hábitos diários - reduz peso - melhora perfil lipídico (colesterol, LDL, HDL, triglicerídeos) - diminui riscos mesmo antes dos efeitos visíveis do treino - “levante-se, mexa-se mais, mexa-se mais vezes” USA
Educação para a Saúde Tabagismo: - elemento causal em 50% de mortes evitáveis - risco aumentado na mulher - potencia/ antecipa efeitos da aterosclerose e diabetes - cessação leva a rápida redução de risco cardiovascular, é a mais efectiva medida preventiva - fumo passivo também tem efeitos cardiovasculares
Educação para a Saúde Cessação tabágica: - informar fumadores, estimular ex/não fumadores - identificar fumadores sistematicamente - recomendar a cessação de forma inequívoca - ajustar estratégia multiprofissional - contexto aditivo físico e psicológico
Educação para a Saúde Implementar o compromisso de mudança - disponibilizar tempo - falar na “mesma linguagem” - desenvolver e trabalhar a relação empática - ouvir com atenção, agir de forma assertiva - conhecer as circunstâncias do doente
Educação para a Saúde Implementar o compromisso de mudança - antecipar possíveis dificuldades ou obstáculos à mudança - negociar a mudança comportamental de forma  gradual para que seja mais permanente e duradoura - ganhar confiança do utente e obter um compromisso real - envolver o doente e a família
Educação para a Saúde Negociar objectivos realísticos e progressivos: - estabelecer um plano a curto-médio prazo - pouca informação em cada sessão - auto-monitorizaçãode resultados - reforço de comportamentos e resultados - reformular periodicamente os objectivos de forma partilhada
Educação para a Saúde Variáveis: - ambiente familiar e social - contexto sócio- económico e laboral - problemas emocionais ou stress - défices cognitivos - isolamento social - tentativas falhadas
Educação para a Saúde Ausência de suporte social: - origina emoções/comportamentos destrutivos - confusões cíclicas - problemas motivacionais - ignorância e sub-valorizaçãodas ameaças ou riscos  das doenças crónicas - menosprezo das necessidades de mudança
Educação para a Saúde Abordagem global e holística: - Aumento da autoconsciência - desenvolvimento social positivo - gestão do stress/urgência/hostilidade diária - meditação, espiritualidade e técnicas de relaxamento - adopção de estilos de vida saudáveis
Reabilitação para a sexualidade - Reabilitar (OMS) “actividades desenvolvidas para assegurar condição física, mental e social óptima” -Saúde sexual (OMS) “integra aspectos somáticos, emocionais, intelectuais e sociais do ser sexual de forma positiva, enriquecedora e que fortalecem a personalidade, a comunicação e o amor”
Reabilitação para a sexualidade - tema de difícil abordagem - mitos, falta de conhecimentos e incapacidade de expressão - sexualidade  deve-se encarar-se do ponto de vista psicológico e fisiológico - Envolver o casal, favorecer intimidade/comunicação - terapia sexual breve, resolve casos mais frequentes: ,[object Object]
informação breve sobre alterações/doença…
aconselhamento compensatório,[object Object]
Politicas para a Saúde - planos de urbanidade com espaços de lazer e actividades ao ar livre - promoção de infra-estruturas ou espaços públicos para desporto, actividades comunitárias e encontro social
Longevidade saudável - Okinawa e Sardenha - genética - alimentação variada, predominante vegetal - ausência de poluição e stress - actividade frequente, média-baixa intensidade - baixo consumo calórico - suporte familiar e comunitário - desenvolvimento da espiritualidade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Saúde bucal dos idosos acamados: uma proposta de intervenção
Saúde bucal dos idosos acamados: uma proposta de intervençãoSaúde bucal dos idosos acamados: uma proposta de intervenção
Saúde bucal dos idosos acamados: uma proposta de intervenção
Bruna Leitão
 
Atenção à Saúde do Idoso
Atenção à Saúde do Idoso Atenção à Saúde do Idoso
Aula 5 Avaliação em Promoção Da Saúde
Aula 5 Avaliação em Promoção Da SaúdeAula 5 Avaliação em Promoção Da Saúde
Aula 5 Avaliação em Promoção Da Saúde
gerontopedia
 
A importância da psicologia para o profissional de nutrição
A importância da psicologia para o profissional de nutriçãoA importância da psicologia para o profissional de nutrição
A importância da psicologia para o profissional de nutrição
Cleber Lima
 
Obesidade infantil na adolescencia
Obesidade infantil na adolescenciaObesidade infantil na adolescencia
Obesidade infantil na adolescencia
herculeschacal
 
Saúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagemSaúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagem
Centro Universitário Ages
 
Consulta de enfermagem ao idoso na Atenção Básica
Consulta de enfermagem ao idoso na Atenção BásicaConsulta de enfermagem ao idoso na Atenção Básica
Consulta de enfermagem ao idoso na Atenção Básica
Centro Universitário Ages
 
00. guia do participante promocao da saude bucal (1)
00. guia do participante   promocao da saude bucal (1)00. guia do participante   promocao da saude bucal (1)
00. guia do participante promocao da saude bucal (1)
NURSETAVARES
 
Saúde Mental na Escola
Saúde Mental na EscolaSaúde Mental na Escola
Saúde Mental na Escola
Narjara Aline Zanoli Cruz
 
Módulo 1 - Aula 5
Módulo 1 - Aula 5Módulo 1 - Aula 5
Módulo 1 - Aula 5
agemais
 
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Cleicy Almeida
 
Saúde e Sociedade - Atividades Práticas Unidade Básica de Saúde
Saúde e Sociedade - Atividades Práticas Unidade Básica de SaúdeSaúde e Sociedade - Atividades Práticas Unidade Básica de Saúde
Saúde e Sociedade - Atividades Práticas Unidade Básica de Saúde
Sheyla Amorim
 
Grupo 2
Grupo 2Grupo 2
Atenção à saúde do idoso aspectos conceituais
Atenção à saúde do idoso aspectos conceituaisAtenção à saúde do idoso aspectos conceituais
Atenção à saúde do idoso aspectos conceituais
Centro Universitário Ages
 
SAÚDE MENTAL E DEPENDÊNCIA QUÍMICA
SAÚDE MENTAL E DEPENDÊNCIA QUÍMICASAÚDE MENTAL E DEPENDÊNCIA QUÍMICA
SAÚDE MENTAL E DEPENDÊNCIA QUÍMICA
Centro Universitário Ages
 
Saude do-idoso-web1
Saude do-idoso-web1Saude do-idoso-web1
Saude do-idoso-web1
ivone guedes borges
 
O que é a saude
O que é a saudeO que é a saude
O que é a saude
Pedro Kangombe
 
Pcn 10.4 Tt SaúDe
Pcn   10.4   Tt SaúDePcn   10.4   Tt SaúDe
Pcn 10.4 Tt SaúDe
literatoliberato
 
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
jhony
 

Mais procurados (19)

Saúde bucal dos idosos acamados: uma proposta de intervenção
Saúde bucal dos idosos acamados: uma proposta de intervençãoSaúde bucal dos idosos acamados: uma proposta de intervenção
Saúde bucal dos idosos acamados: uma proposta de intervenção
 
Atenção à Saúde do Idoso
Atenção à Saúde do Idoso Atenção à Saúde do Idoso
Atenção à Saúde do Idoso
 
Aula 5 Avaliação em Promoção Da Saúde
Aula 5 Avaliação em Promoção Da SaúdeAula 5 Avaliação em Promoção Da Saúde
Aula 5 Avaliação em Promoção Da Saúde
 
A importância da psicologia para o profissional de nutrição
A importância da psicologia para o profissional de nutriçãoA importância da psicologia para o profissional de nutrição
A importância da psicologia para o profissional de nutrição
 
Obesidade infantil na adolescencia
Obesidade infantil na adolescenciaObesidade infantil na adolescencia
Obesidade infantil na adolescencia
 
Saúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagemSaúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagem
 
Consulta de enfermagem ao idoso na Atenção Básica
Consulta de enfermagem ao idoso na Atenção BásicaConsulta de enfermagem ao idoso na Atenção Básica
Consulta de enfermagem ao idoso na Atenção Básica
 
00. guia do participante promocao da saude bucal (1)
00. guia do participante   promocao da saude bucal (1)00. guia do participante   promocao da saude bucal (1)
00. guia do participante promocao da saude bucal (1)
 
Saúde Mental na Escola
Saúde Mental na EscolaSaúde Mental na Escola
Saúde Mental na Escola
 
Módulo 1 - Aula 5
Módulo 1 - Aula 5Módulo 1 - Aula 5
Módulo 1 - Aula 5
 
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
 
Saúde e Sociedade - Atividades Práticas Unidade Básica de Saúde
Saúde e Sociedade - Atividades Práticas Unidade Básica de SaúdeSaúde e Sociedade - Atividades Práticas Unidade Básica de Saúde
Saúde e Sociedade - Atividades Práticas Unidade Básica de Saúde
 
Grupo 2
Grupo 2Grupo 2
Grupo 2
 
Atenção à saúde do idoso aspectos conceituais
Atenção à saúde do idoso aspectos conceituaisAtenção à saúde do idoso aspectos conceituais
Atenção à saúde do idoso aspectos conceituais
 
SAÚDE MENTAL E DEPENDÊNCIA QUÍMICA
SAÚDE MENTAL E DEPENDÊNCIA QUÍMICASAÚDE MENTAL E DEPENDÊNCIA QUÍMICA
SAÚDE MENTAL E DEPENDÊNCIA QUÍMICA
 
Saude do-idoso-web1
Saude do-idoso-web1Saude do-idoso-web1
Saude do-idoso-web1
 
O que é a saude
O que é a saudeO que é a saude
O que é a saude
 
Pcn 10.4 Tt SaúDe
Pcn   10.4   Tt SaúDePcn   10.4   Tt SaúDe
Pcn 10.4 Tt SaúDe
 
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
 

Destaque

Plano de patrocínio evento de cardiologia 2013
Plano de patrocínio   evento de cardiologia 2013Plano de patrocínio   evento de cardiologia 2013
Plano de patrocínio evento de cardiologia 2013
GTAmultimidia
 
CTE 27 de marzo de 2015 Secundaria
CTE 27 de marzo de 2015 SecundariaCTE 27 de marzo de 2015 Secundaria
CTE 27 de marzo de 2015 Secundaria
Juanmanueltirso Meneses Cordero
 
As aulas de ciências e sua relação direta
As aulas de ciências e sua relação diretaAs aulas de ciências e sua relação direta
As aulas de ciências e sua relação direta
L Fernando F Pinto
 
A Ciência em busca de um trabalho científico.tfico
A Ciência em busca de um trabalho científico.tficoA Ciência em busca de um trabalho científico.tfico
A Ciência em busca de um trabalho científico.tfico
L Fernando F Pinto
 
Decisão da Justiça revogando ato da CBF sobre 1987
Decisão da Justiça revogando ato da CBF sobre 1987Decisão da Justiça revogando ato da CBF sobre 1987
Decisão da Justiça revogando ato da CBF sobre 1987
cassiozirpoli
 
Estudo de caso da adoção das práticas e valores do extreme programming
Estudo de caso da adoção das práticas e valores do extreme programmingEstudo de caso da adoção das práticas e valores do extreme programming
Estudo de caso da adoção das práticas e valores do extreme programming
Carlos Antonio Castro Oliveira
 
Tutorial memcached
Tutorial memcachedTutorial memcached
Tutorial memcached
Fernando Palma
 
Livro curso de_hacker_para_iniciantes_cap_1
Livro curso de_hacker_para_iniciantes_cap_1Livro curso de_hacker_para_iniciantes_cap_1
Livro curso de_hacker_para_iniciantes_cap_1
Alax Ricard
 

Destaque (8)

Plano de patrocínio evento de cardiologia 2013
Plano de patrocínio   evento de cardiologia 2013Plano de patrocínio   evento de cardiologia 2013
Plano de patrocínio evento de cardiologia 2013
 
CTE 27 de marzo de 2015 Secundaria
CTE 27 de marzo de 2015 SecundariaCTE 27 de marzo de 2015 Secundaria
CTE 27 de marzo de 2015 Secundaria
 
As aulas de ciências e sua relação direta
As aulas de ciências e sua relação diretaAs aulas de ciências e sua relação direta
As aulas de ciências e sua relação direta
 
A Ciência em busca de um trabalho científico.tfico
A Ciência em busca de um trabalho científico.tficoA Ciência em busca de um trabalho científico.tfico
A Ciência em busca de um trabalho científico.tfico
 
Decisão da Justiça revogando ato da CBF sobre 1987
Decisão da Justiça revogando ato da CBF sobre 1987Decisão da Justiça revogando ato da CBF sobre 1987
Decisão da Justiça revogando ato da CBF sobre 1987
 
Estudo de caso da adoção das práticas e valores do extreme programming
Estudo de caso da adoção das práticas e valores do extreme programmingEstudo de caso da adoção das práticas e valores do extreme programming
Estudo de caso da adoção das práticas e valores do extreme programming
 
Tutorial memcached
Tutorial memcachedTutorial memcached
Tutorial memcached
 
Livro curso de_hacker_para_iniciantes_cap_1
Livro curso de_hacker_para_iniciantes_cap_1Livro curso de_hacker_para_iniciantes_cap_1
Livro curso de_hacker_para_iniciantes_cap_1
 

Semelhante a Fundação Portuguesa de Cardiologia, 10 Março

SAÚDE COLETIVA.pptx
SAÚDE COLETIVA.pptxSAÚDE COLETIVA.pptx
SAÚDE COLETIVA.pptx
ItauanaAlmeida1
 
SAÚDE COLETIVA.pptx
SAÚDE COLETIVA.pptxSAÚDE COLETIVA.pptx
SAÚDE COLETIVA.pptx
ItauanaAlmeida1
 
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enfermCapacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
manoelramosdeoliveir1
 
Proposta de palestra 1000 edison
Proposta de palestra 1000 edisonProposta de palestra 1000 edison
Proposta de palestra 1000 edison
Edison Raupp
 
Projecto, Intervenção, Comunitária, Prevenção Doenças, Comportamento Alime...
Projecto,  Intervenção, Comunitária, Prevenção  Doenças,  Comportamento Alime...Projecto,  Intervenção, Comunitária, Prevenção  Doenças,  Comportamento Alime...
Projecto, Intervenção, Comunitária, Prevenção Doenças, Comportamento Alime...
CDuque - freelancer Student Mentoring & Coaching
 
Album seriado vida_saudavel
Album seriado vida_saudavelAlbum seriado vida_saudavel
Album seriado vida_saudavel
Lidiane Martins
 
Album seriado vida_saudavel
Album seriado vida_saudavelAlbum seriado vida_saudavel
Album seriado vida_saudavel
Lidiane Martins
 
Obesidade e Sedentarismo
Obesidade e SedentarismoObesidade e Sedentarismo
Obesidade e Sedentarismo
José Emílio
 
Aula 4 Projeto Promoção da Saúde
Aula 4 Projeto Promoção da SaúdeAula 4 Projeto Promoção da Saúde
Aula 4 Projeto Promoção da Saúde
gerontopedia
 
Fisioterapia na atençao básica de saúde
Fisioterapia na atençao básica de saúdeFisioterapia na atençao básica de saúde
Fisioterapia na atençao básica de saúde
AnaPaulaSousa956336
 
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
marcelaenf
 
Requisitos nutricionais na idade escolar
Requisitos nutricionais na idade escolarRequisitos nutricionais na idade escolar
Requisitos nutricionais na idade escolar
Sara Bagagem
 
aula-cuidadospaliativosesegurancadopaciente-.pptx
aula-cuidadospaliativosesegurancadopaciente-.pptxaula-cuidadospaliativosesegurancadopaciente-.pptx
aula-cuidadospaliativosesegurancadopaciente-.pptx
CarlosSpencer3
 
Educação física, Factores de aptidão física e Estilos de Vida Saudável
Educação física, Factores de aptidão física e Estilos de Vida SaudávelEducação física, Factores de aptidão física e Estilos de Vida Saudável
Educação física, Factores de aptidão física e Estilos de Vida Saudável
Luisa Figueira
 
Habitos alimentares
Habitos alimentaresHabitos alimentares
Habitos alimentares
Carla Neves
 
Habitos alimentares
Habitos alimentaresHabitos alimentares
Habitos alimentares
maria25
 
Habitos Alimentares
Habitos AlimentaresHabitos Alimentares
Habitos Alimentares
dianaoskli
 
Habitos Alimentares
Habitos AlimentaresHabitos Alimentares
Habitos Alimentares
dianaoskli
 
Alimentacaoe Saude
Alimentacaoe SaudeAlimentacaoe Saude
Alimentacaoe Saude
dianaoskli
 
Alimentacaoe Saude
Alimentacaoe SaudeAlimentacaoe Saude
Alimentacaoe Saude
dianaoskli
 

Semelhante a Fundação Portuguesa de Cardiologia, 10 Março (20)

SAÚDE COLETIVA.pptx
SAÚDE COLETIVA.pptxSAÚDE COLETIVA.pptx
SAÚDE COLETIVA.pptx
 
SAÚDE COLETIVA.pptx
SAÚDE COLETIVA.pptxSAÚDE COLETIVA.pptx
SAÚDE COLETIVA.pptx
 
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enfermCapacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
 
Proposta de palestra 1000 edison
Proposta de palestra 1000 edisonProposta de palestra 1000 edison
Proposta de palestra 1000 edison
 
Projecto, Intervenção, Comunitária, Prevenção Doenças, Comportamento Alime...
Projecto,  Intervenção, Comunitária, Prevenção  Doenças,  Comportamento Alime...Projecto,  Intervenção, Comunitária, Prevenção  Doenças,  Comportamento Alime...
Projecto, Intervenção, Comunitária, Prevenção Doenças, Comportamento Alime...
 
Album seriado vida_saudavel
Album seriado vida_saudavelAlbum seriado vida_saudavel
Album seriado vida_saudavel
 
Album seriado vida_saudavel
Album seriado vida_saudavelAlbum seriado vida_saudavel
Album seriado vida_saudavel
 
Obesidade e Sedentarismo
Obesidade e SedentarismoObesidade e Sedentarismo
Obesidade e Sedentarismo
 
Aula 4 Projeto Promoção da Saúde
Aula 4 Projeto Promoção da SaúdeAula 4 Projeto Promoção da Saúde
Aula 4 Projeto Promoção da Saúde
 
Fisioterapia na atençao básica de saúde
Fisioterapia na atençao básica de saúdeFisioterapia na atençao básica de saúde
Fisioterapia na atençao básica de saúde
 
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
 
Requisitos nutricionais na idade escolar
Requisitos nutricionais na idade escolarRequisitos nutricionais na idade escolar
Requisitos nutricionais na idade escolar
 
aula-cuidadospaliativosesegurancadopaciente-.pptx
aula-cuidadospaliativosesegurancadopaciente-.pptxaula-cuidadospaliativosesegurancadopaciente-.pptx
aula-cuidadospaliativosesegurancadopaciente-.pptx
 
Educação física, Factores de aptidão física e Estilos de Vida Saudável
Educação física, Factores de aptidão física e Estilos de Vida SaudávelEducação física, Factores de aptidão física e Estilos de Vida Saudável
Educação física, Factores de aptidão física e Estilos de Vida Saudável
 
Habitos alimentares
Habitos alimentaresHabitos alimentares
Habitos alimentares
 
Habitos alimentares
Habitos alimentaresHabitos alimentares
Habitos alimentares
 
Habitos Alimentares
Habitos AlimentaresHabitos Alimentares
Habitos Alimentares
 
Habitos Alimentares
Habitos AlimentaresHabitos Alimentares
Habitos Alimentares
 
Alimentacaoe Saude
Alimentacaoe SaudeAlimentacaoe Saude
Alimentacaoe Saude
 
Alimentacaoe Saude
Alimentacaoe SaudeAlimentacaoe Saude
Alimentacaoe Saude
 

Fundação Portuguesa de Cardiologia, 10 Março

  • 1. Cuidados de Saúde Primários Intervenção da Enfermagem Enfº Nuno Silva, USF Arco do Prado nunosilva.enf@gmail.com
  • 2.
  • 3. Enfermagem em cuidados de saúde primários
  • 4.
  • 5. Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados Agrupamentos de centros de saúde RNCCI Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados USF UCSP Equipa Coordenadora Regional / Local ECR ECL Convalescença Unidades de Internamento Média duração reabilitação Unidade de Saúde Familiar UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Unidades de apoio domiciliário Unidade de Cuidados na Comunidade Cuidados paliativos ECCI
  • 6. Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA RNCCI USF UCSP ECR ECL Convalescença Médiaduração reabilitação UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Cuidados paliativos ECCI
  • 7. Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA RNCCI USF UCSP ECR ECL Convalescença Média duração reabilitação UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Cuidados paliativos ECCI
  • 8. Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA RNCCI USF UCSP ECR ECL Convalescença Média duração reabilitação UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Cuidados paliativos ECCI
  • 9. Recursos dos cuidados de saúde primários Hospital EGA RNCCI USF UCSP ECR ECL Convalescença Média duração reabilitação UCC Doente no domicilio Longa duração manutenção Cuidados paliativos ECCI
  • 10. Doenças cardiovasculares Anuário INE 2010: - doenças do sistema circulatório são a 1ª causa de morte em Portugal - representam 31% do total de óbitos - cerca de 33 mil mortes em 2009
  • 11. Doenças cardiovasculares Anuário INE 2010: - IMC > 25 em adultos = 4.344.468 (2006) Doenças crónicas 2006: - Diabetes : 686.315 - HTA: 2.085.013 Tabagismo2006: - ex-fumadores: 1.032.525 - fumadores 1.786.580
  • 12. Doenças cardiovasculares - evolução silenciosa e manifestação súbita - Diabetes e tabagismo antecipam/potenciam complicações cardiovasculares - morbilidade/dependência - aumento de custos dos sistemas de saúde - não permite direccionar meios para a prevenção ou tratamento de factores de risco
  • 13.
  • 14. Intervenção da enfermagem Optimizar os resultados: - Individualizar o plano de intervenção - família como alvo da intervenção - usar os recursos da comunidade - contexto multiprofissional cooperativo - beneficiar de infra-estruturas e organização - Facilitar o acesso em tempo útil aos serviços
  • 15. Educação para a Saúde A cadeia causal (OMS)
  • 16. Educação para a Saúde Alimentação: - variar alimentos e métodos de confecção - apreciar os alimentos, comer pequenas porções Principais erros: - Alimentos pré-cozinhados e transformados - uso excessivo de sódio (pré-cozinhados) - excesso de hidratos de carbono, açúcar - uso inapropriado de gorduras animais - baixo consumo de frutas / fibras / vegetais
  • 17. Educação para a Saúde - 28% Cereais e derivados, tubérculos - 23% Hortícolas - 20% Fruta - 18% Lacticínios - 5% Carne, pescado e ovos - 4% Leguminosas - 2% Gorduras e óleos - 1,5l água mineral
  • 18. Educação para a Saúde Recomendações alimentares: - preferir cereais, ricos em fibra, integrais - carnes magras, peixes gordos, oleaginosas - ajustar aporte calórico, evitar excesso de peso - Moderar consumo de álcool - reduzir ingestão de sódio, aumentar potássio - “abusar” de hortícolas, frutas e vegetais (minerais, vitaminas, antioxidantes)
  • 19. Educação para a Saúde Obesidade, epidemia global: - 30% crianças - gordura intra-abdominal - aumento de risco cardiovascular, diabetes e dislipidémia - diminui vitalidade/ produtividade/ qualidade de vida - IMC <25kg/m2 - perímetro abdominal <94cm em homens e < 80cm em mulheres - reduzir ingestão calórica - aumentar actividade física
  • 20. Educação para a Saúde Exercício físico: - 30 minutos de actividade moderada a intensa/ hábitos diários - reduz peso - melhora perfil lipídico (colesterol, LDL, HDL, triglicerídeos) - diminui riscos mesmo antes dos efeitos visíveis do treino - “levante-se, mexa-se mais, mexa-se mais vezes” USA
  • 21. Educação para a Saúde Tabagismo: - elemento causal em 50% de mortes evitáveis - risco aumentado na mulher - potencia/ antecipa efeitos da aterosclerose e diabetes - cessação leva a rápida redução de risco cardiovascular, é a mais efectiva medida preventiva - fumo passivo também tem efeitos cardiovasculares
  • 22. Educação para a Saúde Cessação tabágica: - informar fumadores, estimular ex/não fumadores - identificar fumadores sistematicamente - recomendar a cessação de forma inequívoca - ajustar estratégia multiprofissional - contexto aditivo físico e psicológico
  • 23. Educação para a Saúde Implementar o compromisso de mudança - disponibilizar tempo - falar na “mesma linguagem” - desenvolver e trabalhar a relação empática - ouvir com atenção, agir de forma assertiva - conhecer as circunstâncias do doente
  • 24. Educação para a Saúde Implementar o compromisso de mudança - antecipar possíveis dificuldades ou obstáculos à mudança - negociar a mudança comportamental de forma gradual para que seja mais permanente e duradoura - ganhar confiança do utente e obter um compromisso real - envolver o doente e a família
  • 25. Educação para a Saúde Negociar objectivos realísticos e progressivos: - estabelecer um plano a curto-médio prazo - pouca informação em cada sessão - auto-monitorizaçãode resultados - reforço de comportamentos e resultados - reformular periodicamente os objectivos de forma partilhada
  • 26. Educação para a Saúde Variáveis: - ambiente familiar e social - contexto sócio- económico e laboral - problemas emocionais ou stress - défices cognitivos - isolamento social - tentativas falhadas
  • 27. Educação para a Saúde Ausência de suporte social: - origina emoções/comportamentos destrutivos - confusões cíclicas - problemas motivacionais - ignorância e sub-valorizaçãodas ameaças ou riscos das doenças crónicas - menosprezo das necessidades de mudança
  • 28. Educação para a Saúde Abordagem global e holística: - Aumento da autoconsciência - desenvolvimento social positivo - gestão do stress/urgência/hostilidade diária - meditação, espiritualidade e técnicas de relaxamento - adopção de estilos de vida saudáveis
  • 29. Reabilitação para a sexualidade - Reabilitar (OMS) “actividades desenvolvidas para assegurar condição física, mental e social óptima” -Saúde sexual (OMS) “integra aspectos somáticos, emocionais, intelectuais e sociais do ser sexual de forma positiva, enriquecedora e que fortalecem a personalidade, a comunicação e o amor”
  • 30.
  • 31. informação breve sobre alterações/doença…
  • 32.
  • 33. Politicas para a Saúde - planos de urbanidade com espaços de lazer e actividades ao ar livre - promoção de infra-estruturas ou espaços públicos para desporto, actividades comunitárias e encontro social
  • 34. Longevidade saudável - Okinawa e Sardenha - genética - alimentação variada, predominante vegetal - ausência de poluição e stress - actividade frequente, média-baixa intensidade - baixo consumo calórico - suporte familiar e comunitário - desenvolvimento da espiritualidade
  • 35. Obrigado, Juntos faremos a diferença…