SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 50
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página1de 1
SUMÁRIO
DATA E LUGAR: Roma 64 D.C.
AUTOR: Paulo, o apóstolo dos gentios. Chamado de Saulo (At 8.1; 9.1;
13.9). Benjaminita, natural de társis, Ásia menor (Rm 11.1; Fp 3.5; At 9.11;
21.39; 22.3). Fariseu educado em Jerusalém (At 22.3; 23.6; 26. 4, 5).
Cidadão Romano (At 16.37; 22. 25-28). Perseguidor dos cristãos (At 7.58;
8.1; 9.1; 22.4; Gl 1.13; Fp 3.6; 1Tm 1.13). Convertido a Cristo (At 9. 1-
17), tornou-se pregador e escritor do evangelho, dando-nos o conceito mais
claro de cristianismo (At 9. 19, 29; Gl 1.11 – 2.1; 2 Pe 3.15). A respeito de
sua história verAt 8-28 e suas epístolas (Romanos a Hebreus).
TEMA: A alegria da vivência cristã em todos os aspectos davida e da
morte. O próprio Paulo demonstrou a maior alegria em meio ao maior
sofrimento e humilhação, ao iniciar a igreja (At 16). Ele fez menção à
alegria 14 vezes nessa epístola. A palavra-chave é regozijai-vos (3.1). Os
cristãos devem se regozijar na comunhão com os outros (1. 3-11); nas
aflições do evangelho (1. 12-30); no ministério aos santos (2. 1-18); na
fidelidade dos ministros ( 2.19 – 3.1); no Senhor e não no Judaísmo nem na
carne (3. 1-21)); na unidade (4. 1-3); e sempre em tudo (4. 4-23).
ESTATÍSTICAS:50º LIVRO DA Bíblia; quatro capítulos;104 versículos;
uma pergunta; quatro novas profecias; 96 versículos de história; cinco
versículos de profecia não cumprida.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página2de 2
(FILIPENSES Capítulo1.1-30ARA)
1.1 Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo
Jesus que estão em Filipos, com os bispos e diáconos:
1.1a (nota a At 15.33): Gr apóstolos, representante; alguém enviado com
plenos poderes de procurador para agir em lugar de outra pessoa,
deixando para trás o remetente, que fica para dar respaldo ao que foi
enviado. No casa dos cristãos, significa que Deus os envia para fazer o
que Ele próprio faria se Ele fosse. É encontrado 81 vezes e é traduzido
como “apóstolo”78 vezes; “embaixador”, duas vezes (2Co 8.23; Fp
2.25); e uma vez “o enviado”(Jo 13.16).
1.1 b (nota Mt 20.27): Gr. Doulos entregar-se completamente à vontade do
outro. É usado para:
(1)Escravos dos homens ( Gl 3.28;Ef 6.8;Cl 3.11;Ap 6.15).
(2)Servos dos reis (Mt 18. 23-26;23. 1-14;), e outros incluindo
servos contratados (Lc 15. 17-22).
(3)Servidores Públicos (Jo 18.18).
(4)Pecadoresque servem ao pecado (Jo 8.34;Rm 6. 16-22;2 Pe
2.19).
(5)Todos discípulos de Cristo (Mt 10. 24, 25;Rm 6. 16-22;Ap 19.5).
(6)Cristo o servo de Deus (Fp 2.7;Is 42.1;52.11).
(7)Moisés e todos os profetas (Hb 3.5;Ap 10.7;11.18;15.3).
(8)Todos os ministros e diáconos (Mt 20.27;Mc 10.44;Rm 1.1;Gl
1.10;Tg 1.1;2Pe 1.1;Jd 1).
1.1 c (nota At 9.13): Todos os salvos são santos, sendo assim, não há base
para tornar alguém santo após a sua morte (v. 13, 32, 41; 26.10; Rm
1.7; 1 Co 1.2; 6. 1, 2; 2 Co 1.1; Ef 1.1; Fp 1.1; Cl 1.2; 2 Ts 1.10; Jd 3;
Ap 5.8; Ap 13. 7, 10; 17.6)
1.1 d Gr. Episkopos, ancião pregador (nota b At 14.23 e nota e At 20.28):
Gr. Episkopos. Traduzido como bispo aqui; (Fp 1.1; 1Tm 3.2; Tt 1.7;
1Pe 2.25). O bispo era o ancião responsável pelo ministério da
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página3de 3
pregação (nota 14.23b: Gr. Chireroteneo, escolhido. Somente aqui e
em 2 Co 8.19. Não é o mesmo que em 13.48. A ideia é a de que
homens foram eleitos para serem anciãos. Isso foi feito pela igreja
local . Aqui os apóstolos evidentemente eram encarregados das
eleições. Não implica que tenha havido imposição de mãos, no sentido
em que pastores são ordenados em nossos dias. Talvez isso tenha
tenha sido feito após a eleição. A palavra grega significa levantar ou
estender a mão, em aprovação pela escolha de alguém para um
trabalho específico.). Bispos e presbíteros eram a mesma coisa.
1.1 e Veja nota b, (Mt 20.26): Esse era o original e eterno propósito, não
um fato histórico. Somente aqui esses ministros são mencionados juntos.
Timóteo:Chamado Timóteo (2 Co 1.1; 1 Tm 1. 2, 18; 6.20; 2 Tm 1.2; Fm
1; Hb 13.23). Convertido pormeio de Paulo em sua primeira viagem (14.
6, 7; com 1Tm 1.2). Parte judeu, parte grego, incircunciso. Mas um bom
cristão (At 16. 1-3). Um operadorde milagres como Paulo (1 Co 16.10).
Companheiro de Paulo a partir dessapassagem (16. 1-3; 17. 14, 15; 18.5;
19.22; 20.4; Rm 16.21; 1 Co 4.17; Fp 2.19). Liberto da prisão (Hb
13.23).Ordenado primeiro bispo deÉfeso)
(a) Timóteo junta-se a Paulo ao dirigir-se aos filipenses e colossenses ea
Paulo e Silas nas duas epístolas aos tessalonicenses.
(b) Grécia. Esta epístola foi enviada para todas as igrejas daquele país.
1.2 Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus
Cristo.
1.2 a Outra referência a duas pessoas distintas fazendo parte da Divindade
DIVINA TRINDADE
Para muitas igrejas, as palavras de Mateus 28.19 (“em nome do Pai, do
Filho, e do Espírito Santo”) são a fórmula a ser seguida no batismo. Vemos
nisto um princípio espiritual, mostrando a Trindade envolvida no batismo,
mas a forma como os apóstolos obedeceram esta ordem nos dá a entender
que eles não viram nas palavras de Jesus uma fórmula a ser repetida. Por
quatro vezes, vemos referências claras ao nome usado no batismo cristão
nas páginas de Atos dos Apóstolos:
“Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus
Cristo, para a remissão dos vossos pecados,e recebereis o dom do
Espírito Santo”. (Atos 2.38)
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página4de 4
“Porquanto não havia ainda descido sobre nenhum deles, mas somente
haviam sido batizados em nome do Senhor Jesus”. (Atos 8.16)
“E ordenou que fossembatizados em nome de Jesus Cristo. Então lhe
pediram que permanecesse comeles alguns dias”. (Atos 10.38)
“Eles, tendo ouvindo isto, foram batizados em o nome do Senhor
Jesus”. (Atos 19.5)
Quando Jesus citou o Pai, Filho, e Espírito Santo no batismo, o fez dizendo
que em nome deles se deveria praticar o batismo, e não repetindo sua frase.
“Pai” não é nome, é um título que indica uma posição;“Filho” também não
é nome, é um título que indica uma posição. Qual é o nome a qual Jesus
estava se referindo e que representa a Trindade na terra? É o Seu próprio
nome!
Alguns alegam que batizar só em nome de Jesus é negar a Trindade, mas
para os apóstolos era sinônimo de obediência à comissão de Cristo. Veja
bem, quando expulsamos demônios, fazemos isto em nome de Jesus (Mc
16.17), mas não quer dizer que o Pai e o Espírito Santo tenham ficado de
fora, pois Jesus disse que expulsava demônios pelo dedo de Deus (Lc
11.20) e também pelo Espírito Santo (Mt.12.28).
Quando uma pessoaé salva, é salva pelo nome de Jesus (At 4.12), mas não
quer dizer que o Pai e o Espírito Santo não estejam envolvidos nisto. Da
mesma forma, quando impomos as mãos nos enfermos (Mc 16.18),
fazemos isto em nome de Jesus. Quando oramos, fazemos isto em nome de
Jesus (Jo 16.23,24).
O NOME DE JESUS representa a trindade na terra; portrás dele estão o
Pai, Filho e Espírito Santo. Quando batizamos “em nome de Jesus”,
estamos batizando no nome que representa a Trindade.
Por causa da triunidade de Deus (um só Deus em três pessoas), sub-
entende-se uma “implicitude” da Trindade no nome de Jesus. Daí, a ser
“unicista” (Deus em uma só pessoa)há muita diferença!
Autor: Luciano P. Subirá. É o responsável pelo Orvalho.Com
Santíssima Trindade
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página5de 5
A Santíssima Trindade é um mistério de um só Deus em três Pessoas:Pai,
Filho e Espírito Santo.
Pai que é Deus, que é Amor: somente o Pai que ama respeita a liberdade de
seu filho
Filho que é Jesus Cristo: é o Deus visível que se fez homem, nascendo da
Virgem Maria para cumprir a vontade de Deus de libertar os homens do
pecado.
Jesus é Deus e as principais provas são:
a) O próprio Jesus diz-se Deus (Jo 10, 30 / 14, 7 e Lc 22, 67-70) .
b) Os milagres eram feitos pelo próprio Jesus, e não pormeio de Jesus.
Espírito Santo que é o Amor do Pai e do Filho que nos é comunicado e
transmitido. Segundo o CREDO, Jesus foi concebido pelo Poderdo
Espírito Santo, nascido da Virgem Maria. Maria foi então convidada a
conceberJesus e a concepção deJesus foi obra do poderdo Divino Espírito
Santo: "O Espírito virá sobre Ti..." A missão do Espírito Santo está sempre
conjugada e ordenada à do Filho, ou seja, toda a vida de Jesus manifesta a
vontade do Pai que por sua vez é manifestada pelo Espírito Santo.
Um fato dos Evangelhos é que os Apóstolos estavam com muito medo após
a morte de Jesus. Foi à descidado Espírito Santo sobreeles que os
transformou radicalmente e deu coragem para que saíssemanunciando o
Evangelho. O mesmo Espírito Santo que deu forças aos apóstolos e
mártires é recebido no sacramento da Crisma, e aí está a importância deste
sacramento no fortalecimento da Fé e na profissão do Cristianismo de cada
um.
O Dogma da Santíssima Trindade
A Trindade é Una; não professamos três deuses, mas um só Deus em três
Pessoas. Cadauma das três Pessoas éa substância, a essência ou a natureza
divina, As pessoas divinas são distintas entre si pela sua relação de origem:
o Pai gera; o Filho é gerado; o Espírito Santo é quem procede. Ou seja,
ao Pai atribui-se a criação ao Filho atribui-se a Redenção e ao Espírito
Santoatribui-se aSantificação.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página6de 6
Resumindo, o mistério da Santíssima Trindade é o mistério central da fé e
da vida cristã. Só Deus podenos dar a conhecer, revelando-se como Pai,
Filho e Espírito Santo.
Pela graça do Batismo "Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo"
somos chamados a compartilhar da vida da Santíssima Trindade, aqui na
Terra na obscuridadede nossafé e para além da morte, na luz eterna. Pela
Confirmação ou Crisma, como o próprio nome diz, somos chamados a
confirmar essa fé ora recebida para que, além de vivermos segundo a
Palavra de Deus, darmos testemunho dela e levá-la por toda à parte.
Em um dos meus estudos lendo um livro de Max Lucado encontrei a
melhor e mais fácil ilustraçãção da Santíssima Trindade até hoje: Segundo
ele a Trndade é o Sol, Onde Deus é o Pai na figura do SOL, Jesus é o Filho
na figura da LUZ, e o Espírito Santo é a figura do CALOR que emana do
sol.Eis a Trindade de forma figurativa.
O Batismo no Espírito Santo – por Billy Graham(lIivro O Poderdo Espírito
Santo)
Grace ... e paz. Essas duas palavras, uma expressão concisa do efeito da
obra salvadora de Cristo, aparecem juntas em todos os treze anos de
saudações de Paulo. A fonte comum de graça e de paz é "Deus, nosso Pai e
do Senhor Jesus Cristo".
1.3 Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós,
1.3 a Confiança e afeição . Depois dos cumprimentos iniciais, Paulo
imediatamente expressoua sua confiança cristãos filipenses, encorajando-
os e falou da preocupação e afeição que tinha poreles.
1.4 fazendo sempre, em todas as minhas orações, súplicas portodos vós
com alegria
1.4 a Gr. Deesis, súplicas (nota c, Ef 6.18). Usado duas vezes nesse
versículo e traduzido como oração e súplicas. (nota c, Ef 6.18): Orar não é
classificado como parte da armadura, mas é uma parte adicional e muito
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página7de 7
importante na luta contra os poderes espirituais do diabo (Tg 4.7; 1Pe 5. 8,
9).
1.5 pela vossacooperação a favor do evangelho desde o primeiro dia até
agora;
1.5 a Gr. Kainonia, (nota b 2 Co 13.13): Outra referência clara à Trindade
de três pessoas distintas na Divindade:
(1) A graça de Jesus Cristo, o Filho do Pai (Jo 1.17; 1Jo 5.7).
(2)O amor de Deus o Pai (Jo 3.16; 1Co 13. 1-13; Rm 5.8).
(3)A comunhão (companhia) do Espírito Santo (Fp 2.1; Rm 8. 14-16).
1.6 tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra
a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus,
1.6 a Gr. Peitho. Traduzido como persuadir 22 vezes; confiar, dez vezes;
obedecer, sete vezes; confiança, nove vezes e assegurar, acreditar,
concordar, conceder, e tornar-se amigo, uma vez cada. A ideia aqui é a de
estar seguro de que nada faltaria da parte de Deus ao fazer a obraque já
começara a efetuar neles até que se completasse a obrafinal da graça. Essa
confiança em Deus tem como baseo cumprimento das condições
estipuladas porDeus.
35 CONDIÇÕES PARA A CERTEZA (1.6):
(1)Torna-se objeto da graça de Deus (1.6).
(2)Ser participante da graça de Deus(1.7).
(3)Abundar cada vez mais em amor (1.9).
(4)Aprovar as coisas excelentes(1.10).
(5)Ser sincero até o fim(1.10).
(6)Ser sem escândalo até o fim(1.10).
(7)Ser cheio de frutos de justiça (1.11).
(8)Comportar-sedignamente conforme o evangelho de Cristo (1.27).
(9)Permanecer num mesmo espírito e mente combatendo juntos pelo
evangelho (1.27).
(10) Não ter medo dos inimigos (1.28).
(11) Padecer poramor a Cristo (1.29).
(12) Ter a mente em Cristo (2.2).
(13) Ter o mesmo amor (2.2).
(14) Ter o mesmo ânimo e sentir o mesmo (2.2; 3.16).
(15) Não fazer nada porcontenda ou porvanglória (2.3).
(16) Considerar os outros superiores a si mesmo (2.3).
(17) Ter interesse nos outros (2.4).
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página8de 8
(18) Ter o mesmo sentimento – ou mente de Cristo (2.5).
(19) Obedecerao evangelho (12.12).
(20) Operar a salçvação (2. 12, 13).
(21) Fazer todas as coisas sem murmurações nem contendas ( 2.14).
(22) Ser irrepreensíveis, sinceros e inculpáveis entre os homens
(2.15).
(23) Reter a palavra da vida (2.16).
(24) Guardar-se dos cães, dos maus obreiros e da circuncisão (3.2).
(25) Avançar para o alvo da soberana vocação (3. 13-16).
(26) Andar segundo a regra do evangelho (3.16).
(27) Ser meus imitadores e ter cuidado com os inimigos da cruz de
Cristo (3. 17-20).
(28) Estar firme no Senhor (4.1).
(29) Ajudar todos os obreiros de Cristo(4.3).
(30) Rigozijar-se sempre no Senhor (4.4).
(31) Ter equidade que seja notória a todos os homens (4.5).
(32) Não estar inquieto po coisa alguma (4.6).
(33) Ter petições conhecidas diante de Deus (4.6).
(34) Pensar nas coisas corretas (4.8).
(35) Fazer o que aprenderam, receberam, ouviram e viram de mim
(4.9).
1.6 b 1ª PROFECIADO N.T. EM FP (1.6, NÃO CUMPRIDA). Próxima
2.10. Isso prova que parte dessaboaobra será feita no dia de Jesus Cristo{
(nota c, 1 Co 1.8): No dia em que Cristo virá para receber os santos para si
mesmo (v.8; 5.5; 2 Co 1.14; Fp 1. 6, 10; 2.16)}. Pelo menos a redenção do
corpo sedará no dia do Senhor Jesus Cristo (3.21; Rm 8. 17-24; 1 Pe 1. 5-
13).
1.7 como tenho por justo sentir isto a respeito de vós todos, porquevos
retenho em meu coração, pois todos vós sois participantes comigo da graça,
tanto nas minhas prisões como na defesa e confirmação do evangelho.
1.7 a Gr. Dikaios, reto, justo.
1.7 b Interpenetração (nota a, Lc 22.3): Satanás, como um anjo, não
poderia entrar corporalmente em Judas, porqueele possuíaseu próprio
espírito. A chamada doutrina da interpenetração, que sustenta a
possibilidade de uma pessoaentrar corporalmente dentro de outra, é falsa.
A Bíblia fala sobreos coríntios e os filipenses estarem dentro do coração de
Paulo (2 Co 7.3; Fp 1.7); Deus estar em Cristo (2 Co 5.19); Cristo estar em
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página9de 9
Deus (Jo 14.20); Deus e Cristo estarem um no outro (Jo 14. 10, 11); o
homem estar tanto no Pai quanto no Filho ( 1 Jo 2.24); o homem estar em
Cristo ( 2 Co 5.17); o homem e o Espírito ESTAREM UM NO OUTRO (
Rm 8.9); Cristo estar nos homens (Cl 1.27; Rm 8.10); o homem e Cristo
estarem um no outro ( Jo 14.20); toda a criação estar em Deus (At 17.28); e
Satanás entrar nos homens (Lc 22.3; Jo 13.27). Entretanto essas passagens
se referem a estar em união com, estar consagrado para o mesmo fim – um
em mente, propósito e vida. Elas não ensinam a entrada corporalde um ser
dentro do outro. Isso podeser mais bem compreendido porum homem e
uma mulher se tornarem um na vida, estando um nos planos, na vida etc.,
do outro. Portanto, Satanás entrar em Judas, simplesmente significa que
Judas cedeu à tentação de traír Jesus. Ele se tornou um com Satanás, assim
como os homens se tornam um em espírito com Deus quando se juntam a
Ele em consagração (1 Co 6.17).
1.7 c Gr. Sugkoinonos, co-participantes de algo. Traduzido como
participantes (v.7; Rm 11.17; 1 Co 9.23), e companheiro (Ap 1.9).
1.7 d A graça é um laço eterno que une todos os homens que a recebem
(Rm 12.3; Jo 1.17).
1.7 e Gr. Apologia, falar em defesa (nota a, At 22.1): Gr. Apologia, defesa
verbal ou discurso (v.1; 25.16; 1 Co 9.3; 2 Co 7.11; Fp 1.7, 17; 2 Tm 4.16).
1.7 f Gr. Bebaiosis, firmar; estabelecer. Aqui; (Hb 6.16). É um termo
jurídico para garantia .
1.8 Pois Deus me é testemunha de que tenho saudades de todos vós, na
terna misericórdia de Cristo Jesus.
1.8 a Gr. Martus. Traduzido como testemunha, 34 vezes.
1.8 b Veja (nota a, 2Co 6.12): Vocês não possuemsomente uma pequena
parte do meu afeto. O pouco afeto existe em vocês. Eu gostaria que vocês
retribuíssem o meu afeto, como os filhos para um pai. Amem-me como eu
os amo (v. 12, 13).
1.9 E isto peço em oração: que o vosso amor aumente mais e mais no pleno
conhecimento e em todo o discernimento,
1.9 a CINCO PEDIDOS PELOS FILIPENSES (v. 9-11):
(1)Crescimento do amor em ciência e conhecimento.
(2)Aprovação das coisas excelentes.
(3)Sinceridade até o fim.
(4)Sem escândalo algum até ao dia de Cristo.
(5)Estar cheios dos frutos da justiça.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página10 de 10
1.9 b Gr. Aisthesis, discernimento. Somente aqui.
1.10 para que aproveis as coisas excelentes, a fim de que sejais sinceros, e
sem ofensa até o dia de Cristo;
1.10 a Gr diaphero, diferente. Devemos provar todas as coisas e
desaprovar aquelas que diferem do evangelho ( 1Ts 5.22).
1.10 b Gr. Elikrinesis, puro, incorruptível. A palavra significa
literalmente sem cera, uma alusão ao acabamento de tecidos com
resinas que escondiamdefeitos até que fossemexaminados
cuidadosamente contra a luz do sol. O gr.pode ser traduzido como
julgado pelo sol, somente aqui; (2 Pe 3.1 Cp. 1Co 5.8).
1.10 c Gr.aproskopos, não chocar; não tropeçar; sem ofensa com Deus ou
com os homens; sem escândalo e sem levar outros a se escandalizar (v.10;
At 24.16; 1 Co 10.32; 1Pe 1.17).
1.10 d Veja (nota a, 1Co 1.8): Assim como o testemunho ou evangelho
de Cristo foi confirmado entre vocês para atraí-los a Cristo, ele os
confirmará poreste testemunho até o fim, para serem irrepreensíveis na sua
vinda.
1.11 cheios do fruto de justiça, que vem pormeio de Jesus Cristo, para
glória e louvor de Deus.
1.11 a Frutos da justificação que vêm pela fé e que a nova criatura
experimenta (2Co 5. 17, 18; Rm 5. 1-11).
1.12 E quero, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram têm
antes contribuido para o progresso do evangelho;
1.12 a Meus sofrimentos por Cristo trouxeram proveito ao evangelho
levando outros a zelarem porCristo (v. 12-19).
1.13 de modo que se tem tornado manifesto a toda a guarda pretoriana e a
todos os demais, que é por Cristo que estou em prisões;
1.13 a Gr. Praetorium, corte em Roma onde Paulo foi julgado perante
César. Aqui ele evidentemente se refere ao palácio de César. A defesa do
apóstolo fez fez com que suas doutrinas se tornassem conhecidas no
palácio e em outros lugares (v.13; 4.22).
1.14 também a maior parte dos irmãos no Senhor, animados pelas minhas
prisões, são muito mais corajosos para falar sem temor a palavra de Deus.
1.15 Verdade é que alguns pregam a Cristo até porinveja e contenda, mas
outros o fazem de boa mente;
1.16 estes por amor, sabendo que fui posto paradefesa do evangelho;
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página11 de 11
1.17 mas aqueles porcontenda anunciam a Cristo, não sinceramente,
julgando suscitar aflição às minhas prisões.
1.17 a Veja (nota b, 2Co 1.4): Somos a causa da sua glória, porque os
ganhamos para Cristo e vocês creem que somos seus ministros. Vocês
tabém se alegrarão no dia no dia de Cristo, quando iremos apresenta-los
como nossos convertidos diante Dele (1 Ts 2. 18-20;; 3.13).
1.18 Mas que importa? contanto que, de toda maneira, ou por pretexto ou
de verdade, Cristo seja anunciado, nisto me regozijo, sim, e me regozijarei;
1.18 a Pergunta 1. Somente uma em Filipenses.Não me importa como
Cristo está sendo pregado, contanto que Ele seja pregado.
1.18 b Veja (nota a, Jo 15.22): Gr. Prophasis, desculpa. Aparece sete
vezes e é traduzida como “pretexto” (Mt 23.14; Mc 12.40; Fp 1.18; Lc
20.47;); “como que” (At 27.30); e “desculpa” (Jo 15.22; 1Ts 2.5). Se eu
não tivesse vindo e provado a eles sem sombrade dúvida que eu era o
Messias, não teriam cometido o pecado de me rejeitar, mas agora não têm
desculpas para esse pecado. Eles odeiam a mim e ao meu Pai por vontade
própria (v. 22-24).
1.19 porquesei que isto me resultará em salvação, pela vossasúplica e pelo
socorro do Espírito de Jesus Cristo,
1.19 a Gr. Soteria, livramento. Essaé uma referência a sua segurança
temporal e liberdade de suas cadeias e prisão. Ele esperava alcançar isso
pelas orações dos irmãos e pelo continuo suprimento do Espírito Santo
(v.19).
1.20 segundo a minha ardente expectativa e esperança, de que em nada
serei confundido; antes, comtoda a ousadia, Cristo será, tanto agora como
sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte.
1.20 a Ele tinha absoluta certeza em Deus de que seria sustentado pela
graça em todas as suas provações. Pessoalmente, Paulo estava disposto a
viver ou morrer, desdeque Cristo fosseengrandecido como resultado
(v.20).
1.21 Porquepara mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro.
1.21 a A qui Paulo expressa perfeita resignação quanto ao que tinha que
enfrentar (v. 21-24).
1.22 Mas, se o viver na carne resultar para mim em fruto do meu trabalho,
não sei então o que hei de escolher.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página12 de 12
1.22 a Gr. Gnorizo, não declaro. Traduzido como tornar conhecido 16
vezes: declarar, três vezes; fazer saber (Gl 1.11); fazer compreender (1 Co
12.3); e fazer conhecer (2 Co 8.1).
1.23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar
com Cristo, porqueisto é ainda muito melhor;
1.23 a Gr. Ek, de fora, desde, com. Das 857 vezes em que o termo é
usado, é traduzido como ambos somente aqui; e entre (Jo 3.25)
1.23 b Gr. Sunecho, estou pressionado. Estou sob pressão entre dois
desejos, o de viver e o de morrer.
1.23 c SETE FATOS DE DESTAQUE (v.24-24):
(1)Viver significa lucro para Cristo (v.21).
(2)Morrer é ganho pessoal(v.21). Será que haveria qualquer lucro para
o homem ou Deus se a pessoadeixasse de existir, ficasse
inconsciente ou dormisse o sono da alma? Se assim fosse, qual seria
o ganho?
(3)Viver na carne é continuar dando fruto(v.22). Isso prova que a
pessoahabita em um corpo. Seela deixa o corpo e não mais está na
carne onde está ? Deixa de existir só porquesai do corpo?
(4)Ter desejo de partir (v.23). Isso confirma o fato da partida por
ocasião da morte. Será que os homens vão para o nada quando
morrem? Se isso acontece, porque esse desejo de partir?
(5)Estar com Cristo (v.23). Onde está Cristo? Ele está extinto?
Dormente? Inconsciente na sepultura? Uma coisa é certa: onde Ele
Ele estiver, ali o crente estará ao morrer (v.23; 2Co 5.8)
(6)Ainda muito melhor (v.23). O que é ainda melhor? Deixar de existir,
ficar inconsciente no túmulo, voltar para o pó e ir para o vazio seria
melhor do que viver no corpo e continuar ganhando almas para
Cristo?
(7)Ficar na carne é mais necessário para a igreja do que morrer (v.24).
Isso explica o que significa “partir deste corpo” – que na morte, o
corpo morre e o homem interior sai do corpo parair para ao céu – se
for um cristão justo – ou para o inferno se não for salvo, ou seja, um
ímpio. O corpo sem o espírito está morto (Tg 2.26); estar ausente do
corpo é estar presente com o Senhor (2 Co 5.8); partir é estar com
Cristo (Fp 2.23), e estar no céu com os espíritos dos justos que se
tornara perfeitos (Hb 12. 12, 23; Ef 4. 8-10, nota; 1 Pe 3.4, nota Ap
6.9-11 c).
(nota; 1 Pe 3.4): Esse é o homem interior de (Rm 7.22; 2Co 4.16; Ef 3.16)
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página13 de 13
( nota Ap 6.9-11 c):6.9c Essas pessoas serão salvas após a ressurreição dos
mortos em Cristo – aquelas desdeAbel até o arrebatamento em Ap 4.1.
Elas serão martirizadas entre o arrebatamento e o quinto selo nos primeiros
três anos e meio da 70ª semana de Daniel, que compreende todos os
eventos dos selos e das seis primeiras trombetas. Serão martirizadas pela
grande prostituta de Ap 17. 1-7, enquanto ela governar os dez reinos do
antigo território do Império Romano e enquanto o Anticristo estiver vindo
para reinar sobreeles (Ap 17. 8-18).
1.24 todavia, porcausa de vós, julgo mais necessário permanecer na carne.
Ao servir aos Filipenses e aos seus semelhantes. Paulo tinha um propósito
na vida. Também precisamos ter um propósito em nossavida, que vá além
de apenas atender às nossas necessidades físicas. A quem vocêpodeservir
ou ajudar? Qual é o propósito desua vida? Paulo quer estar com Cristo,
mas também para permanecer na terra para o bem da Igreja. Este é o seu
dilema. No entanto, o resultado está nas mãos de Deus, e Paulo está
confiante de que Deus tem mais trabalho para ele fazer entre os Filipenses
(vv. 24, 25).
estar com Cristo. language Paulo aqui lança luz sobre a natureza do estado
intermediário (ou seja, a condição de uma pessoaentre os tempos da morte
física e a ressurreição). Veja a nota teológica "A morte e o estado
intermediário." Morte ea Morte Intermediário e do Estado Intermediário
1.25 E, tendo esta confiança, sei que ficarei, e permanecerei com todos vós
para vosso progresso egozo na fé;
1.25 a Aqui novamente Paulo expressa a confiança em seu livramento
(v.19, 25, 26). ELE FOI SOLTO DOIS ANOS DEPOIS (At 28.30).
1.26 para que o motivo de vos gloriardes cresçapor mim em Cristo Jesus,
pela minha presença de novo convosco.
1.27 Somente portai-vos, dum modo digno do evangelho de Cristo, para
que, quer vá e vos veja, quer esteja ausente, ouça acerca de vós que
permaneceis firmes num só espírito, combatendo juntamente com uma só
alma pela fé do evangelho;
1.27 a Gr. Politeuo, exercer cidadania; comportar-secomo cidadão.
Traduzido como viver em At 23.1 Somente nessas duas passagens, mas
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página14 de 14
politeuma é usado para se referir à cidadania, em Fp 3.20. O evangelho
normatiza a vida dos cidadãos celestiais (v.27).
1.27 b Veja 35 CONDIÇÕES PARA A CERTEZA(1.6):
(1) Tornar-se objeto da graça de Deus (1.6).
(2)Ser participante da graça de Deus (1.7).
(3)Abundar cada vez mais em amor (1.9).
(4)Aprovar as coisas excelentes (1.10).
(5)Ser cinsero até o fim (1.10).
(6)Ser cheio dos frutos da justiça (1.11).
(7)Portar-se dignamente conforme o evangelho de Cristo (1.27).
(9)Permanecer num mesmo espírito e mente combatendo juntos pelo
evanhelho (1.27).
(10)Não ter medo dos inimigos (1.28).
(11)Padecer poramor a Cristo (1.29).
(12) Ter a mente de Cristo (2.2).
(13) Ter o mesmo amor (2.2).
(14) Ter o mesmo ânimo, sentir o mesmo (2.2; 3.16).
(15)Não fazer nada po contenda ou por vanglória (2.3).
(16)Considerar os outros superiores a si mesmo (2.3).
(17)Ter interesse nos outros (2.4).
(18) Ter o mesmo sentimento – ou mente de Cristo (2.5).
(19) Obedecerao evangelho (12.12).
(20) Operar a salçvação (2. 12, 13).
(21) Fazer todas as coisas sem murmurações nem contendas ( 2.14).
(22) Ser irrepreensíveis, sinceros e inculpáveis entre os homens
(2.15).
(23) Reter a palavra da vida (2.16).
(24) Guardar-se dos cães, dos maus obreiros e da circuncisão (3.2).
(25) Avançar para o alvo da soberana vocação (3. 13-16).
(26) Andar segundo a regra do evangelho (3.16).
(27) Ser meus imitadores e ter cuidado com os inimigos da cruz de
Cristo (3. 17-20).
(28) Estar firme no Senhor (4.1).
(29) Ajudar todos os obreiros de Cristo(4.3).
(30) Rigozijar-se sempre no Senhor (4.4).
(31) Ter equidade que seja notória a todos os homens (4.5).
(32) Não estar inquieto po coisa alguma (4.6).
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página15 de 15
(33) Ter petições conhecidas diante de Deus (4.6).
(34) Pensar nas coisas corretas (4.8).
(35) Fazer o que aprenderam, receberam, ouviram e viram de mim
(4.9).
1.27 c Gr. Sunathles, combater juntos, não em contendas ou uns contra
outros, criando organizações humanas que se opõemao evangelho, mas em
união contra os inimigos do evangelho. Somente aqui e em 4.3.
1.28 e que em nada estais atemorizados pelos adversários, o que para eles é
indício de perdição, mas para vós de salvação, e isso da parte de Deus;
1.28 a A partir dessainformação, parece que a igreja estava sofrendo
perseguição.
1.28 b Veja PERDIÇÃO (1.28): Gr. Apoleia. Traduzido como perdição
(v.28; Mt 7.13; Jo 17.12;At 8.20; Rm 9.22; Fp 3.19; 2 Ts 2.3; 1Tm 6.9; Hb
10.39; 2Pe 2.1; 3.7, 16; Ap 17. 8, 11); morte (At 25.16); desperdício (Mt
26.8; Mc 14.4); dissoluções (2 Pe 2.2); e aflição (2Pe 2.8).
1.28 c Gr. Soteria. Aqui e em 2.12, o termo se refere à salvação da alma.
No v. 19, refere-se à libertação de Paulo da prisão.
1.29 pois vos foi concedido, poramor de Cristo, não somente o crer nele,
mas também o padecerpor ele,
Deus dá muitos privilégios aos crentes. Aqui Paulo identificou tanto a
honra de de crer em Cristo quanto a de sofrer por Ele . Sofrer por Cristo e
seu evangelho é uma honra porqueisso leva a uma grande recompensa e à
vida eterna (Rm 8. 17-18; Fp 3. 10-11).
1.30 tendo o mesmo combate que já em mim tendes visto e agora ouvis que
está em mim.
1.30 a Gr. Agon, competição; luta; batalha
(nota a, item 3, Hb 12.1):
12.1 a CINCO COISAS PARA SE FAZER:
(1)Deixemos todo o embaraço (v.1) Gr. Ogkos, massa, peso. Num
sentido negativo, significa arrigância, preconceito. O objetivo de
Paulo é fazer com que o crente deixe de lado tudo aquilo que esteja
atrapalhando seu progresso na vida cristã.
(2) Deixemos de lado o pecado que tão de perto nos rodeia (v.1). Gr.
Hamartia, perda da integridade, num sentido moral (nota d Jo 1.29:
Gr. Hamartia, errar o alvo, sempre num sentido moral – um pecado,
seja poromissão ou ação, em pensamento, palavra ou ação. Cristo
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página16 de 16
veio para ensinar a atirar-mos corretamente – para sempre acertar-
mos na moscado alvo moral (Tt 2. 11-14; 1Jo 2. 1, 2, 29; 3.9; 5. 1-4,
18). é aquele em que a pessoaé viciada, qualquer que seja a sua
fraqueza.
(3)Corramos com paciência a carreira que nos está proposta(v.1). Gr .
agon , luta, conflito (nota a, Fp 1.30: Gr. Agon, competição; luta;
batalha . Veja nota a, item 3 Hb 12.1). Gr. Agon. Traduzido como
corrida (v.1) e combate (Fp 1.30; Cl 2.1; 1Ts 2.2; 1Tm 6.12; 2Tm
6.12; 2 Tm 4.7).
(4)Olhemos para Jesus (v.2). Ele é o alvo de todas as corridas dos heróis
da fé. Ele é o autor e consumador de nossafé.
(5)Consideremo-lo (v.3). Observemos e analisemos cada parte de sua
vida e conduta, sua coragem perante os sofrimentos.
CRISTO É SUPERIOR AOS HERÓIS DO A.T. (12. 1-3)
(1)Criador de tudo (1.2; 121.3).
(2)Autor e aperfeiçoador de sua fé ( 12. 1 , 2).
(3)Seu salvador (12.2; 10. 1-18).
(4)O único para o qual todos olhara e tiveram fé ( 11. 4-40).
1.30 b Durante sua vida cristã, Paulo sofreu por divulgar as Boas Novas.
Como os Filipenses, estamos em conflito com qualquer pessoaque duvide
da mensagem salvadora de Cristo. Todos os verdadeiros crentes estão
juntos nessa luta e unidos, pela causa comum, contra o inimigo.
1.30 c Tendo o mesmo tipo de conflito com seus adversários, o que vistes
em mim - Quando eu estava com você, Atos XVI, 12, 19,
(At 16.12 a): O lugar da batalha que encerrou a República Romana, em 42
A.C. Paulo estabeleceu uma igreja ali. Foiali os eventos de (At 16. 12-40)
aconteceram.
(At 16.9 a): Sem dúvida, eles viram o demônio lança-la por todo lugar ao
sair, como em (Mc 9.26; ; Lc 9.42; At 8.7). Eles sabiam que seus lucros
haviam tido fim, então agarraram os apóstolos diante das autoridades
romanas no mercado onde aconteciam os julgamentos.
FINAL FILIPENSES CAPÍTULO 1
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página17 de 17
(FILIPENSES Capítulo2.1-30ARA)
2.1 Portanto, se há alguma exortação em Cristo, se alguma consolação de
amor, se alguma comunhão do Espírito, se alguns entranháveis afetos e
compaixões,
2.1 a QUATRO QUESTÕES A CONSIDERAR (v.):
(1) Se há algum conforto (encorajamento) em Cristo (nota b, At 13.15):
13.15b: Gr. Paraklesis, traduzido como graça (Rm 8.4); consolação (Lc
2.25; 6.24; At 4.36; 9.31; 13.15; Rm 15. 4, 5; 2 Co 1. 3, 4, 5-7; 7. 4, 7, 13 ;
Fp 2.1; 2 TS 2.16;Fm 7; Hb 6.18); e exortação (Rm 12.8; 1 Co 14.3; 1 Tm
4.13; Hb 12.5; 13.22). Veja nota 4.36a Alguns textos traduzem José
Barnabé como o mesmo José Barsabás de At 1.23; também chamado de
“filho da consolação”. Veja nota 13.15b Gr. Paraklesis, traduzido como
graça (Rm 8.4).; consolação (Lc 2.25; 6.24; At 4.36; 9.31; 13.15; 15.31;
Rm 15. 4, 5). Ele se torna profeta e apóstolo (At 13.1; 14.14).Leva Paulo
até os apóstolos (At 9. 25-27). É um cooperadordePaulo (At 11.30; 12.25;
13.1; 15.35). Separa-se de Paulo (At 15. 36-41). Desvia-se da verdade (Gl
2). Reconcilia-se com Paulo ( 1Co 9.6).
2.2 completai o meu gozo, para que tenhais o mesmo modo de pensar,
tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, pensando a mesma coisa;
2.2 a Tornem minha alegria completa (fazendo as 12 coisas do v.12 a 16,
listadas em 35 CONDIÇÕES PARA A CERTEZA, página 11).
2.2 b Gr. Phroneo,, unidos na mente e no pensamento. Traduzido como
sentir(At 28.22; 1 Co 13.11; ; Gl 5.10; Fl 1.7; 3.15); aprender (1 Co 4.6);
inclinar-se (Rm 8.5); ser unâneme (Rm 12.16); inclinar-se (Rm 8.5); ser
unânime (Rm 12.16); mesmo sentimento (Rm (15.5); ser de um mesmo
parecer (2 Co 13.11); sentir o mesmo. A mesma coisa, ter o mesmo
sentimento ( Fp 2. 2, 5; 3.16; 4.2);compreender ((Mt 16.23; Mc 8.33));
fazer caso (Rm 14.6); pensar (Rm 12.3; Cl 3.2;); lembrar (Fp 4.10).
2.2 c Amor na mesma intensidade e estando e estando em concordância
em todas as coisas para o mestre.
2.3 nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada
um considere os outros superiores a si mesmo;
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página18 de 18
2.3 a Nunca se oponham uns aos outros agindo em buscade interesse
próprio ou orgulho.
2.3 b Tenham uma visão humilde de si mesmos, reconhecendo suas
próprias limitações e falhas secretas bem como o que é certo em si
mesmo.
2.4 não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também
para o que é dos outros.
2.4 a Não sejam egoístas se gloriando em seus próprios dons e graças.
Tenham o mesmo interesse nas bênçãos do irmão e alegrem-se ao vê-lo
sendo abençoado (v.4).
2.5 Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus,
2.5 a Que essa atitude de esvaziar a si mesmo, que esteve em Cisto, esteja
em vocês também nota (2.7a).
2.6 o qual, subsistindo em forma de Deus, não considerouo ser igual a
Deus coisa a que se devia aferrar,
2.6 a SETE PASSOS NA HUMILHAÇÃO DE CRISTO:
(1)Dedicou-se a se humilhar(v.5).
(2)Abriu mão de sua forma divina (v.6).
(3)Esvaziou-se a si mesmo (v.7).
(4)Tomou a forma de servo (v.7).
(5)Fez-se semelhante aos homens (v.7).
(6)Humilhou-se a si mesmo (v.8).
(7)Foi obediente até à morte (v.8).
2.6 b Gr. Huparcho, existindo; subsistindo. Ele existia como Deus desde
toda a eternidade (Is 7.14; 9. 6, 7; Mq 5.2; Jo 1. 1, 2; Hb 1.8; Ap 1. 8-11).
2.6 c Gr. Morphe, a forma externa que é visível aos olhos; a aparência
externa, Aqui; (v.7; Mc 16.12). A passagem deveria ficar assim: “Que
subsistindo em forma de Deus (na qual desdea eternidade Ele se mostrara
aos habitantes do céu), no entanto, não considerando que devesse apegar a
essa igualdade com Deus ou retê-la , esvaziou-se a si mesmo dela a fim de
tomar a forma de servo e se tornar como os homens” (v. 6 , 7).
2.7 mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se
semelhante aos homens;
2.7 a O “KENOSIS” DE CRISTO (2.7)
Gr. Kenoo, esvaziar, escoar. É traduzido como vã (Rm 4.4; 1 Co 1.17;
9.15; 2 Co 9.3) e esvaziar-se (Fp 2.7).
DE QUE CRISTO SEESVAZIOU?
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página19 de 19
Não poderia ser de sua natureza divina porque Ele era Deus não apenas
desdea eternidade (Mq 5. 1, 2; Hb 1.8; Ap 1. 8-11), mas a encarnação de
Deus durante sua vida aqui n terra (Is 7.14; 9. 6, 7; Mt 1. 18-25; Jo 1. 2, 14;
1 Tm 3.16).
CRISTO ESVAZIOU-SE:
(1)Da igualdade com Deus (2. 6, 7;Jo 14.28; 1 Co 11.3).
(2)Da forma de Deus ou corpo de Deus, o corpo espiritual no qual Ele
viveu desdea eternidade, a fim de tomar a forma humana (Fp 2. 6-8;
3.21; Mt 1.6 18-25; Lc 1.35; Jo 1.14; Lc 24. 37-40;; Zc 13.6; Gl 4.4;
Rm 8.3).
(3)Da imortalidade do corpo (1 Co 15.3; Sl 16.10; 1 Pe 2.24; 3.18).
(4)Da glória que Ele tinha com o Pai antes que o mundo existisse (Jo
12.23; 17.5; Mt 16.27; Fp 2.5-11).
(5)De sua autoridade no céu e na terra, a qual lhe foi devolvida depois
da ressurreição (Mt 28.18; Fp 2. 9-11; Ef 1. 20-23;; 1Pe 3.22).
(6)Os atributos divinos e poderes visíveis que Ele tinha com o Pai desde
a eternidade. Ele não tinha poderpara realizar milagres até que
recebeu o Espírito Santo em toda a plenitude (Jo 2.11;; 3.34; Is 11. 1,
2; 42. 1-7; 61. 1, 2;Lc 3. 21, 22;; 4. 16-21; Mt 12.28; At 10.38). Ele
não podia fazer nada sozinho em sua vida terrena. Atribuiu toda sua
obra, doutrina, poderes, etc. ao Pai, por meio da unção do Espírito
Santo (nota b Jo 8.28):
A UNIÃO DE CRISTO COMO PAI ((nota b Jo 8.28):
(1)O Filho não podefazer nada sozinho (Jo 2. 17, 19; 8.18).
(2)Eu não posso demim mesmo fazer coisa alguma (Jo 5.30).
(3)Eu não busco a minha votade, mas sim a vontade do Pai ((Jo 5.30;
6.38).
(4)Minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou (Jo 7.16; 8.
26, 38).
(5)Nada faço pormim mesmo (Jo 8.28).
(6)Eu faço sempre o que lhe agrada (Jo 8.29).
(7)Eu vim de Deus não de mim mesmo (Jo 8.42; 16.28).
(8)Eu não busco minha glória (Jo 8. 50, 54).
(9)As palavras que vos digo não as digo de mim mesmo, mas do Pai,
que me mandou dizê-las(Jo 10. 25, 37, 38; 14. 10, 11).
ISSO É PROVADO PELOS SEGUINTES FATOS NAS ESCRITURAS:
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página20 de 20
(1)Ele foi limitado à condição de homem (Fp 2. 6-8; Hb 2. 14-18; 5. 8,
9).
(2)Ele foi o agente de Deus fazendo uso do poder de Deus como seu
representante (nota b, Jo 8.28; At 10.38).
(3)Ele foi nosso exemplo para que andássemos em seus passos (1Pe
2.21).
(4)As tentações provam que Ele se limitou como homem para que
pudessevencer como homem e não como Deus (Hb 4. 14-16; 5. 7-
9).
(5)Isaías (7. 14-16), fala do Messias nascendo como bebê sem o
conhecimento suficiente para saber a diferença entre o bem e o mal.
(6)Isaías (11.2; 53. 1-12), fala do messias sendo limitado como um bebê
comum, mostrando que Deus lhe daria o espírito de sabedoria,
entendimento, conselho, poder, conhecimento e temor ao Senhor.
Visto que Ele já tinha esses atributos como Deus, desde a eternidade,
se não tivesse aberto mão deles ao se tornar homem, quando essa
profecia a respeito dele se cumpriria?
(7)Isaías (50. 4-11) predice que o Messias nasceria sem a língua erudita,
sem saber como falar uma palavra e que Ele seria despertado dia a
dia para crescer em sabedoria e conhecimento
(8)Isaías (42. 1-7; 61. 1, 2), fala do Messias recebendo poderpara
manifestar atos divinos pormeio da unção do Espírito Santo, e não
por ter mantido seus poderes e atributos naturais anteriores. Será que
é necessário que Deus seja ungido com o Espírito Santo para fazer
aquilo que naturalmente é capaz de fazer? Se foi necessário ungir
Jesus durante sua vida terrena, então fica comprovado que Ele não
reteve sua glória e atributos anteriores, que tinhs desdetoda a
eternidade, quando se esvaziou ao se tornar como os homens em
tudo ( Fp 2. 6-8; Hb 2. 14-18; 5. 8, 9; ).
(9)A história registra que Cristo era limitado quando bebêe que cresceu
e se desenvolveu no corpo, alma e espírito (mente, 1Co 2.11), em
graça, sabedoria, estatura e favor diante de Deus e dos homens (Lc 2.
40, 52). Mesmo ao atingir a maturidade, tendo a plena unção e os
dons do Espírito, Ele ainda era limitado em conhecimento (Mc
13.32). Ele até mesmo aprendeu a obediência pormeio das coisas
que sofreu (Hb 4. 14-16; 5. 7-9).
(10) Ele não reinvidicou para si os atributos de Deus, mas somente
a unção do Espírito para realizar suas obras (nota Jo 8.28; Mt 12.28;
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página21 de 21
Lc 4. 16-21). Outros afirmaram que essa foi a fonte de se poder (Jo
3.34; At 10.38). A maio parte dos textos bíblicos usados em livros de
doutrina, provando que Cristo tinha atributos divinos na terra, são
afirmações verdadeiras a respeito dele, visto que sua glória foi
restaurada, mas não provam nada durante sua vida na terra. Todos os
textos bíblicos relacionados à sua vida terrena podemser explicados
em relação aos exercícios dos dons do Espírito e não atributos
naturais.
(11) O fato de Cristo ter prometido a todos os crentes poderpara
fazer as obras que fez, prova que Ele realizou sua obra pormeio da
unção do Espírito, não porsua divindade e atributos naturais (Mt 10.
1-20; 16.18; 18.18; Lc 10; 24.49; Mc 16. 15-20; Jo 14. 12-15; At
1.4-8).
(12) Sua exaltação à glória anterior e ao mais elevado lugar abaixo
de Deus, o Pai é a prova de sua maior humilhação e limitação
terrena, deixando sua natureza divina (Fp 2. 9-11; Ef 1. 20-23; Cl 1.
15-23; 1Pe 3.22).
2.8 e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se
obediente até a morte, e morte de cruz.
2.8 a Cristo humilhou a si mesmo deixando a forma divina e tomando a
forma humana e, apesar de sua humanidade sem pecado, recebendo sobresi
a infâmia – a morte de cruz – levando os pecados detodos os homens (v.8;
1Pe 2.24).
2.9 Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que
é sobretodo nome;
2.9 a SETE PASSOS NA EXALTAÇÃO DE CRISTO (v. 9-11):
(1)Deus o exaltou soberanamente (v.9; Ef 1.21).
(2)Deus lhe deu um nome sobretodo o nome (v.9).
(3)Ao nome de Jesus todo joelho se dobrará (v.10).
(4)Tudo que há nos céus (v.10).
(5)Tudo que há na terra (v.10).
(6)Tudo que há debaixo da terra (v.10).
(7)Todalíngua confessará que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória
de Deus Pai (v.11).
(8)
2.10 para que ao nome de Jesus se dobretodo joelho dos que estão nos
céus, e na terra, e debaixo da terra,
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página22 de 22
2.10 a 2ª PROFECIADO N.T. EM Fp(2. 10, 11), (não cumprida).
Próxima 3.11.
2.10 b TRÊS MUNDOS QUE SÃO HABITADOS:
(1)Os céus (v.10; Jó 1.6; 2.1; Dn 4.35; Cl 1. 15-18; Ap 1.12; 13.6).
(2)A terra (v.10; Cl 1.16; Ap 12.12).
(3)Debaixo da terra (Gr. Katachthonios, debaixo da terra
subterrâneo; mundo infernal (v.10; Sl 16.10 comMt 12.40 e Ef
4. 8-10). Isso inclui anjos que habitam no tartarus (2 Pe 2.4; Jd
6, 7; 1Pe 3.19); os seres pré adâmicos e os demônios que
habitam o abismo (Lc 8.31; Ap 9. 1-21; 20. 3, 7); as raças dos
gigantes que não ressuscitarão (Gn 2.4, nota b; Is 26.14, nota a);
os humanos que habitam no sheol-hades (Sl 9.17; 16.10; 71.20;
Pv 9.18; 15.24; Is 14.9; Ez 31. 14-18; 32. 18-27; Lc 16. 19-31;
Ap 20. 11-15); e todos os outros habitantes do mundo infernal
(Fp 2.10; Ap 5.13). Isso prova que o inferno não é sepultura.
2.11 e toda língua confesseque Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus
Pai.
2.11 a E toda a língua confesse. A ação deveria acompanhar o dobrar
dos joelhos, que Jesus Cristo é o Senhor. A segunda pessoada
Trindadetomou o nome “Jesus” em sua encarnação. Consequentemente
nesse contexto o nome enfatiza a sua humildade . “Cristo” é um título
advindo de sua tarefa humana como Messias rei de Israel. Além disso, é
como alguém humilde que Cristo é exaltado ; a sua humildade é a sua
glória (cf. Mt 23.12). o “nome que está acima DE TODO NOME” (V.9) É
“Senhor”. Na Septuaginta (tradução grega do A.T.). Deus é representado
pelo título de Senhor (grego kyrios). Em Is 45.23, é YAHWEH diante de
quem “se dobrarátodo joelho” e porquem jurará toda língua”. Em
filipenses, Cristo é então aclamado porser quem ele sempre foi: o próprio
Deus. Ao confessarque “Jesus Cristo é Senhor”, as criaturas reconhecem
tanto o fato como quanto o caráter de sua deidade. A atribuição de
adoração enfatiza a humanidade (“Jesus Cristo”) e também a deidade
(“Senhor”) de Cristo; ele é adorado como Deus-homem. Para glória de
Deus Pai Jesus Cristo é, por implicação, o filho do Pai. Tanto Cristo como
o Pai podemreceber adoração. Os membros da Santíssima Trindade são tão
unidos que o próprio ato de adorar o filho glorifica o Pai.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página23 de 23
2.12 De sorte que, meus amados, do modo como sempre obedecestes, não
como na minha presença somente, mas muito mais agora na minha
ausência, efetuai a vossasalvação com temor e tremor;
2.12 a Essa obediência diz respeito à operação da salvação até que ela se
complete (Rm 6.22; 8.23; Fp 3.21; 1Pe 1. 5-13).
2.12 b Por que temer e temer se não houver possibilidade de queda e
fracasso (v.12; 1 Co 9.27; 10. 12-14; Hb 6. 4-9; 10. 26-39; 2Pe 2. 20-
22)?
2.13 porqueDeus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar,
segundo a sua boa vontade.
2.13 a Se alguém não obedecera Deus e não operar a sua salvação, será
que Deus continuará sua obra, quando o homem se recusar a permitir que
Ele haja? A capacidadedo homem de ter vontade própria e fazer o que quer
não deveria ser intrigante. Essa capacidadevem de Deus, mas o uso dela
reside no homem . Aquele que não usar essa capacidade para operar sua
salvação terá de arcar com as consequências. Todas as pessoas têm essa
capacidade, mas nem todas fazem uso dela (Jo 3. 16-20; Mc 16. 15, 16; 1Jo
1.9; Ap 22.17).
2.14 Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas;
2.14 a Os filipenses deveriam evitar imitar os antigos israelitas (Êx
15.24; 16. 7-9; 1Co 10.10). Observe também a alusão a Dt 32.5 no v.15. Os
filipenses podem podemmuito bem ter resmungado a respeito dos líderes
da igreja, como os israelitas haviam feito com relação a Moisés (v.29; 1Ts
5. 12-13).
2.15 para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus
imaculados no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual
resplandeceis como luminares no mundo,
2.15 a SEIS RESULTADOS DA OBEDIÊNCIA DOS V. 12-14:
(1)Irrepreensíveis perante Deus. Gr. Amemptos. Aqui; 3.6; Lc 1.6;
1Ts 3.13; Hb 8.7.
(2)Sinceros. Gr. Akerajos. Aqui; Mt 10.16. Traduzido como simples
(Rm 16.19).
(3)Filhos de Deus (Rm 8. 14-16).
(4)Inculpáveis perante os homens. Gr amometos. Somente aqui; 2Pe
3.14. Cp.AMOMOS (Ef 1.4).
(5)Resplandecer como astros (Mt 5. 14-16). Brilhar como sole a lua
(Gn 1. 14-18).
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página24 de 24
(6)Reter a palavra da vida. Ser faróis para conduzir os homens sãos e
salvos até o porto onde há segurança e descanso (2 Co 4.4).
2.16 retendo a palavra da vida; para que no dia de Cristo eu tenha motivo
de gloriar-me de que não foi em vão que corrinem em vão que trabalhei.
2.16 a Paulo estava preocupado coma fidelidade dos filipenses ao
evangelho de Jesus Cristo (1.27; 2. 1-5). Por sua vez , o fato de os crentes
preservarem o evangelho em amor mútuo constitui-se num poderoso
testemunho para o mundo (Jo 13. 34-35), a palavra vida. Isso se refere
tanto ao evangelho quanto aos ensinamentos éticos que são baseados nele
(1.27; 4. 8-9), eu me glorie. O orgulho de Paulo no “dia de Cristo” (1. 6,
10), será o desenvolvimento espiritual dos filipenses em vez dele próprio
(1. 9-11).
2.17 Contudo, ainda que eu seja derramado como libação sobreo sacrifício
e serviço da vossafé, folgo e me regozijo com todos vós;
2.17 a Paulo aqui se referiu não ao sofrimento que enfrentava no
momento, mas à possibilidade (embora não a certeza) do seu
martírio.Como um seguidor de Cristo o servo (vs. 6-9), Paulo desejava
doar-se ao máximo ao seu povo (2 Co 12.15). oferecido por
libação. Uma libação (normalmente vinho, não sangue) devia acompanhar
um sacrifício. O sacrifício e serviço da vossa fé. Os presentes dos
filipenses a Paulo (4. 10-12). Alegro-me e ... me congratulo. O
sofrimento em si não é prazeroso, mas Paulo encontrava razões para ter
alegria mesmo em meio ao sofrimento. E assim deveria ser também com os
filipenses (v.18).
2.18 e pela mesma razão folgai vós também e regozijai-vos comigo.
2.18 a
O que se segue daqui? Será que este problema me porque pensei que
seria? Não obstante" o seu pensamento desagradável para mim, e self-
seeking intenção, o que eu tenho no coração é favorecido "todos os
sentidos" da pregação ", ou por pretexto (com pelo motivo, Php 1:16) ou na
verdade (fora do verdadeiro amor a Cristo, Filipenses 1:17), Cristo seja
anunciado, e aí eu me regozijo, sim, e me alegre. " A partir disso, parece
que estes professores egoísmo nos principais proclamado "Cristo", não
"outro evangelho", como os judaizantes na Galácia ensinou (Gálatas 1:6-8),
embora provavelmente com algum do fermento judaico ( ver em PHP
1:15,16), o erro foi seu chefe egoístamotivo de inveja, não erro tanto da
doutrina, se tivesse havido erro essencial, Paul não teria se alegrou. O
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página25 de 25
anúncio de Cristo ", porém feito, despertou a atenção, e assim tinha a
certeza de estar a serviço. Paul poderia, assim, regozijar-se com o bom
resultado de suas más intenções (Sl 76:10, Is 10:5, 7).
Felicitar-me - Quando eu ofereci.
2.19 Ora, espero no Senhor Jesus enviar-vos em breve Timóteo, para que
também eu esteja de bomânimo, sabendo as vossas notícias.
2.19 a transformar a minha salvação virar-me para fora para (ou até)
a salvação." Este anúncio de Cristo todos os sentidos vai sair para o meu
bem espiritual. Cristo, cujos interesses são os meus interesses, sendo
glorificado, e assim a vinda de Seu reino sendo promovido, que, quando
vier, vai trazer preenchido a "salvação" (Hb 9:28) para mim e para todos
aqueles cujo "ardente expectativa" (Filipenses 1:20) é que Cristo seja
engrandecido no-las. Até é a pregação de causar-me, como eles pensavam,
tribulação nas minhas prisões (Filipenses 1:16). Paul claramente cita e
aplica-se a si mesmo as próprias palavras da Septuaginta (Jó 13:16), "Este
deve vir a minha salvação ", que pertencem a todos os Deuses pessoas de
todas as idades, na sua tribulação (compare Jó 13:15).
através de sua oração e da oferta The Greek intimamente une os dois
nomes juntos, mas por ter uma preposição e um artigo:" Através de sua
oração e (consequente) fornecimento do Espírito de Jesus Cristo (produzido
por mim através da sua oração). "
Quando eu sei - Após o meu regresso, que estais firmes.
2.20 Porquenenhum outro tenho de igual sentimento, que sinceramente
cuide do vosso bem-estar.
2.20 a
Segundo a minha ardente expectativa The Greek expressa, a expectativa"
com a cabeçaerguida (Lu 21:28) eo pescoçoesticado. "Ro 8:19 é o único
outro lugar no Novo Testamento que a palavra ocorre. Tittmann diz, em
ambos os lugares implica não mera expectativa, mas o desejo ansioso de
uma questão tão esperado e próspero, em circunstâncias aflitivas. O assunto
do seu ardente expectativa que se segue, respondea "minha salvação"
(Filipenses 1,19).
em nada sereiconfundido , em nada têm motivos para se envergonhar" o
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página26 de 26
meu trabalho para Deus, ou Sua obra em mim "[Alford]. Ou," em nada se
decepcionado coma minha esperança, mas que eu possaobtê-lo
plenamente " [Estius]. Assim, "vergonha" é usado em Romanos 9:33.
toda a ousadia todos" seopõea "em nada", como "ousadia" é o oposto de
"vergonha".
agora também quando" o meu corpo "é" em títulos "(Filipenses 1:17).
Cristo não Paul", deve ser ampliada. "
vida ou de morte Qualquer que seja o problema, eu não posso perder, eu
devo ser o ganhador do evento. Paulo não era onisciente, na questão das
coisas concernentes a eles, os apóstolos se submeteram ao estágio mesma
fé e paciência como nós .
Eu não tenho nenhum - daqueles que estão agora comigo.
2.21 Pois todos buscamo que é seu, e não o que é de Cristo Jesus.
2.21 a
Para em qualquer dos casos (Filipenses 1:20) Eu devo ser o ganhador,"
Para mim, "& c.
o viver é Cristo que quer da vida, tempo e força, que eu tenho, é Cristos,
Cristo é o único objectivo para o qual eu vivo (Gálatas 2:20).
morrer é lucro não o ato de morrer, mas como o grego (" ter morrido ")
expressa, o estado após a morte. Além da glorificação de Cristo pela minha
morte, que é meu objetivo principal (Filipenses 1:20), a mudança de estado
causada pela morte, tão longe de ser uma questão de vergonha (Filipenses
1:20) ou perda, como meus inimigos, suponho, será um ganho "positivo"
para mim.
Para todos - Mas Timóteo. Procure as suas próprias - Facilidade, segurança,
prazer ou lucro. Incrível! Nessa épocade ouro da igreja St. Paul poderia
aprovar completamente único, entre todos os trabalhadores que estavam
com ele? cap. i, 14, 17. E quantos é que acha que podeagora aprovar-se a
Deus? Não as coisas de Jesus Cristo - Aqueles que procuram estes sozinho,
triste será esta experiência. Eles encontrarão alguns ajudantes likeminded
entre si, dispostosnu seguir um mestre nu.
2.22 Mas sabeis que provas deu ele de si; que, como filho ao pai, serviu
comigo a favor do evangelho.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página27 de 27
2.22 a Veja At 16. 1-3; 17.14.
2.22 b Comigo, não a mim (1 Co 16.10).
2.23 A este, pois, espero enviar logo que eu tenha visto como há de ser o
meu caso;
2.23 a Ele tinha confiança de que seria solto (v.24; 1.19, 25, 26).
2.24 confio, porém, no Senhor, que também eu mesmo em breve irei.
2.24 a Os planos com relação a Timóteo e Paulo haviam sido submetidos à
vontade de Deus (v.19).
2.25 Julguei, contudo, necessário enviar-vos Epafrodito, meu irmão, e
cooperador, ecompanheiro nas lutas, e vosso enviado para me socorrernas
minhas necessidades;
2.25 a Esse companheiro de trabalho de Paulo, assim como Timóteo, era
digno de honra. Como Timóteo, e como o próprio Jesus, ele era um homem
devotado a outros. Ele obedecia a Cristo trabalhando no quanto para Paulo,
por quem havia arriscado a vida (vs. 26-27, 30).
2.25 b SEIS FATOS A RESPEITO DE EPAFRODITO:
(1)Irmão em Cristo (v.25).
(2)Cooperador(gr. Sunergos, como em 4.3).
(3)Companheiro nos combates (gr. Sustratiotes. Somente aqui e em
FM 2).
(4)Vosso enviado (gr. Apóstolos, apóstolo, (nota a, At 15.33).
(5)O que provê as necessidades (gr. Leitourgos, servidor público, nota
b, Rm 13.6 Cp 4.18).
2.26 porquanto ele tinha saudades de vós todos, e estava angustiado por
terdes ouvido que estivera doente.
2.26 a Epafrodito estava mais preocupado pelo fato de os filipenses
estarem pelas notícias de sua doença do que ele mesmo estava com o seu
próprio sofrimento. Paulo considerava a sua atitude como um exemplo de
serviço e humildade cristãos.
2.26 b Gr. Ademoneo, oprimido com um fardo pesado. Somente aqui; Mt
26.37; Mc 14.33.
2.26 c Ele esteve doente. Isso prova que, quando a epístola estava sendo
escrita, estava bem de novo. Por causa da obra do Senhor , ele esteve bem
próximo da morte (v.30). De que maneira a obra de Deus poderia deixa-lo
doente, a não ser por sobrecargade trabalho e falta de descanso?Nesse
caso, seria um colapso físico e não uma doença. A palavra grega para
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página28 de 28
doente é astheneo, estar fraco ou débil, em qualquer sentido. É usada 15
vezes para se referir a: 2109
(1)Fé fraca (Rm 4.19; 14. 1, 2, 21; 1 Co8. 9-12;. Cp. Nota a, 2 Co
12.10; nota a, 2 Co 13.4).
(2)Lei fraca (Rm 8.3).
(3) Pessoas fracas pobres – (At 20.35).
(4) Fraco em ousadia e poder(2 Co 11. 21, 29; 12.10; 13. 3, 4, 9).
É usada 17 vezes para se referir à doença e três vezes, a colapso físico por
causa do trabalho em demasia (Fp 2. 26, 27; 2 Tm 4.20, nota). Assim,
concluir que os casosdeEpafrodito (aqui) e de Trófimo ((2 Tm 4.20)
provam que Paulo e os Apóstolos haviam perdido seu poderpara curar, ou
que era apenas ocasionalmente que tinham essepoder, é ir além do que está
escrito.
Paulo tinha o poderpara realizar milagres especiais (At 19. 11, 12). Tinha a
plenitude da bênção do evangelho de Cristo (Rm 15. 18, 19, 29), e até
mesmo poderpara concederdons (At 19. 1-7; Rm 1.11; 1 Tm 1.14; 2 Tm
1.6).
Os dons são concedidos a fim de que os corpos sejam desgastados com
sobrecarga de trabalho. Eles não capacitam o homem para trabalhar além
do que é sensato e ideal para o corpo.
2.27 Pois de fato esteve doente e quase à morte; mas Deus se compadeceu
dele, e não somente dele, mas também de mim, para que eu não tivesse
tristeza sobretristeza.
2.27 a Isso prova que Deus restaurou milagrosamente a saúde de
Epafrodito e o livrou da morte. A oração faz maravilhas até mesmo num
colapso físico, mas nunca sustentará um corpo que não é devidamente
cuidado pormeio de descanso e de alimentação adequada.
2.28 Porisso vo-lo envio com mais urgência, para que, vendo-o outra vez,
vos regozijeis, e eu tenha menos tristeza.
2.28 a aterrorizados literalmente, disse de cavalos ou outros animais
assustados oucom medo de repente, assim de repente consternação em
geral.
que não sendo o seu medo.
evidente sinal de perdição Se eles só percebem (2 Tessalonicenses 1:5).
Ele atesta isso, ao afirmar que desesperadamente contra você, eles estão
apenas correndo para sua própria perdição, não balançando sua fé unida e
constância.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página29 de 29
para vós de salvação Os manuscritos mais antigos ler", de sua salvação ",
não apenas a segurança do seu temporal.
Que eu possaser o menos triste - Quando eu sei que você é alegria.
2.29 Recebei-o, pois, no Senhor com todo o gozo, e tende em honra a
homens tais como ele;
2.29 a Epafrodito havia estado perto da morte (v.30), então Paulo enviou
para casa em filipos. Paulo encorajou os filipenses a honrarem não somente
a a Epafrodito como também outras pessoas queque serviam a Cristo como
ele fazia.
2.30 porquepela obra de Cristo chegou até as portas da morte, arriscando a
sua vida para suprir-me o que faltava do vosso serviço.
2.30 a Esse foi o motivo do seu problema físico – trabalho em demasia
(v.30). Num caso como esse e, sem dúvida , no caso de Trófimo, o melhor
era deixar que se recuperassem antes que voltassem ao trabalho.
(FILIPENSES Capítulo3.1-21ARA)
3.1 Quanto ao mais, irmãos meus, regozijai-vos no Senhor. Não me é
penoso a mim escrever-vos as mesmas coisas, e a vós vos dá segurança.
3.1 a Que sua alegria seja no Senhor.
3.1 b Ele escreve as mesmas doutrinas que pregava e escrevera a outros.
3.2 Acautelai-vos dos cães; acautelai-vos dos maus obreiros; acautelai-vos
da falsa circuncisão.
3.2 a OS JUDEUS SÃO CHAMADOS DE TRÊS COISAS AQUI:
(1)Cães, o mesmo nome que davam aos outros (Mt 15. 26, 27).
(2)Maus obreiros, mestres judaizantes.
(3)A circuncisão. Gr. Katatome. Somente aqui,, mas o verbo
katatemno aparece na Septuaginta para descrever mutilações dos
pagãos (Lv. 21.5; 1 Rs 18.28). Paulo iguala a circuncisão a práticas
pagãs.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página30 de 30
3.3 Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e
nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne.
3.3 a QUATRO PONTOS A RESPEITO DOS CRISTÃOS AQUI (v. 3):
(1)A verdadeira circuncisão (Rm 2.29).
(2)Adoradores em espírito (Jo 4.24).
(3)Gloriam-se em Cristo (3.1; 4.4; 1 Pe 1).
(4)Não confiam na carne (v. 3, 4; 2 Co 5.16).
3.4 Se bem que eu poderia até confiar na carne. Se algum outro julga poder
confiar na carne, ainda mais eu:
3.4 a Os manuscritos mais antigos dizia: Não procuro cada um de
vocês (plural, em grego) sobresuas próprias coisas (isto é, tendo em conta
não apenas a eles), mas cada um de vocês sobreas coisas dos outros"
também. Compare 02:21 Php, também o exemplo Pauls próprio (Filipenses
1:24).
Embora eu - Ele subjoins esta no singular, porque os filipenses não poderia
dizer assim.
3.5 circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de
Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei fui fariseu;
3.5 a Veja (Gn 17. 9-14; Lv 12.3).
3.5 b Veja (Gn 29. 21; 30.25; 15. 16-29).
3.5 c Veja (nota Mt 3.7): Uma seita de Judeus zelosos e justos aos seus
próprios olhos que seguiam estritamente as próprias interpretações das leis
e suas tradições, não importando o fato de elas anularem a Palavra de Deus.
Eles eram os inimigos mais ferrenhos de Cristo (Mt 15.2; 23. 1-33; Mc 7.
8-13; Lc 11.42; Gl 1.14; Fp 3. 4-6).
3.6 quanto ao zelo, persegui a igreja; quanto à justiça que há na lei, fui
irrepreensível.
3.6 a Tendo como um zelo para que a perseguem até a morte aqueles que
não observá-lo. Quanto à justiça que é descrito e chamado pela lei - ou seja,
as observâncias externas, irrepreensível.
3.6 b (At 7.58; 8. 1-3; 9. 1, 2; Gl 1.13).
3.6 c No cumprimento de todas as exigências do judaísmo – por ser de
linhadem se mistura – e quanto ao seu zelo fanático, ninguém o superava
(v. 4-6; Gl 1. 13, 14; 2 Co 11.22).
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página31 de 31
3.7 Mas o que para mim era lucro passeia considerá-lo como perda por
amor de Cristo;
3.7 a Todas essas vantagens (dos v. 4-6), a honra e o respeito de que
desfrutava entre entre os judeus, bem como o futuro que me aguardava no
meio deles, eu considerei como perda porCristo (v.7).
3.7 b Gr. Zemia, perda relacionada a mercadorias, especialmente a perda
voluntária decorrente de volumes lançados ao mar aliviar um navio em
naufrágio (aqui; v.8; At 27. 10, 21).
3.8 sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela
excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a
perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa
ganhar a Cristo,
3.8 a Não somente considero como perda todas as coisas para ganhar a
Cristo, mas dependo dele para salvar a minha alma (v.8).
3.8 b DOZE GRANDES PRÁTICAS DE PAULO (3. 8-21):
(1)Adorar a Deus em Espírito ( v.3; Jo 4.24).
(2)Regozijar-se em Cristo (v. 1, 3; 4.4).
(3)Não confiar na carne (v. 3-8).
(4)Considerar todas as coisas como perda (v. 7, 8).
(5)Considerar todas as coisas como esterco (v.8).
(6)Não justificar a si mesmo (v.9).
(7)Seguir o conhecimento (v. 8, 12).
(8)Esquecer o passado (v.13).
(9)Avançar para as coisas à frente (v.13).
(10) Prosseguir para alcançar o premio (v.14).
(11) Lutar para ser um exemplo (v. 15-19).
(12) Esperar o Salvador (v.20).
3.8 c Gr. Kerdaino. Traduzido como ganhar (v.8; Mt 16.26; 18.15; Mc
8.36; 1 Co 9. 19-22;); ganhos (1 Pe 3.1); granjear (25.17, 20, 22; Lc 9.25);
evitar perda (At 27.21).
3.9 e seja achado nele, não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas
a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;
3.9 a (2 Co 5. 17, 18; nota a Lc 22.3).
(nota a Lc 22.3): Satanás como um anjo, não poderia estar corporalmente
em Judas, porque ele possuíaseu próprio espírito. A chamada doutrina da
interpenetração que sustenta a possibilidade de uma pessoaentrar
corporalmente dentro da outra é falsa. A Bíblia fala sobreos coríntios e os
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página32 de 32
filipenses estarem dentro do coração de Paulo (2 Co 7.3; Fp 1.7); Deus
estar em Cristo (2 Co 5.19); Cristo estar em Deus (Jo 14.20); Deus e Cristo
estarem um no outro (Jo 14. 10, 11); o homem estar tanto no Pai quanto no
Filho ( 1Jo 2.24); o homem estar em Cristo (2 Co 5.17); o homem e o
Espírito estarem um no outro (Rm 8.9); Cristo estar nos homens (Cl 1.27;
Rm 8.10); o homem e Cristo estarem um no outro (Jo 14.20); toda a criação
ertar em Deus (At 17.28); e Satanás entrar nos homens (Lc 22.3; Jo
13.27).Entretanto essas passagens se referem a estar em união com, estar
consagrado para o mesmo fim – um em mente, propósito e vida. Elas não
ensinam a entrada corporalde um ser dentro do outro. Isso podeser mais
bem compreendido por um homem e uma mulher se tornarem um na vida,
estando um nos planos, na vida etc. do outro. Portanto, Satanás entrar em
Judas, simplesmente significa que Judas cedeu à tentação de trair Jesus. Ele
se tornou um com Satanás, assim como os homens se tornam um em
espírito com Deus quando se juntam a Ele em consagração (1 Co 6.17).
3.9 b A justiça do homem não é suficiente (Is 64.6; Lc 18. 9-14; Rm 10.
1-13).
3.9 c A justiça de Deus vem pormeio de Cristo(1 Co 1.30;), e pela fé (Gn
15.6; Rm 3. 22-26; 4. 1-25; 9. 30, 31; 10. 1-13).
3.10 para conhecê-lo, e o poder da sua ressurreição e a e a participação dos
seus sofrimentos, conformando-me a ele na sua morte,
3.10 a Essa é a vida eterna (Jo 17.3).
3.10 b Ele ansiava pela ressurreição do corpo (v. 11, 21; 1 Co 15; 2 Co
5).
3.10 c Não terão comunhão com Ele em seu sofrimento vicário, mas na
vergonha da cruz e no martírio por causa da verdade (2 Co 1. 5-7; Cl 1.24;
1 Pe 4.13).
3.10 d Gr. Summorphoo, ser feito conforme ou ser formado como.
Somente aqui. Paulo queria conhecer a Cristo e ao poderque agiu em sua
ressurreição, e compartilhar de seus sofrimentos, até mesmo morrer como
Cristo havia morrido (v.10).
3.11 para ver se de algum modo possochegar à ressurreição dentre os
mortos.
3.11 a Gr. Ek nekron, ressurreição dentre os mortos. 3ª PROFECIADO
N.T. em Fl (3.11, não cumprida). Próxima v.21. Isso significa que alguns
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página33 de 33
mortos ressuscitarão dentre o restante dos mortos. Refere-se a ressurreição
dos justos dentre os ímpios (Lc 20.35; 21.36; 1 Co 15.23; 51-54; Fp 3.21; 1
Ts 4. 13-17; Ap 20. 4-6).
3.11 b por qualquer meio. Paulo reconhece que a perseverança do
crente depende da vontade e do trabalho do Deus soberano (1:6, 2: 13;
3:12-14, 21;cf. Heb. 6:3).
a ressurreição.Compartilhamento no sofrimento de Cristo, prepara-se
para partilhar em Sua glória na ressurreição dos mortos (vv. 20, 21;
Rom. 8:17 ).
toda língua Compare" todo o joelho "(Filipenses 2:10). Em todos os
sentidos Ele será reconhecido como Senhor (não mais como" servo ", Fp
2:7). Como ninguém podefazê-lo totalmente", mas pelo Espírito Santo "(1
Coríntios 12:3), os espíritos dos homens bons que estão mortos, deve ser a
classe diretamente significava, Php 2:10," debaixo da terra. "
para a glória de Deus Pai o fim principal de Cristos escritório mediador
eo reino, que cessaráquando o efeito deve ter sido plenamente realizado
(João 5:19-23, 30; 17:1, 4-7; 1 Coríntios 15: 24-28).
A ressurreição dos mortos - Ou seja, a ressurreição em glória.
3.12 Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas vou
prosseguindo, para ver se poderei alcançar aquilo para o que fui também
alcançado por Cristo Jesus.
3.12 a DUAS COISAS QUE PAULO NÃO TINHA ALCANÇADO:
(1)A ressurreição dentre os mortos (v. 11, 12, 14). Essa é outra
maneira de dizer que ele não havia terminado sua carreia e ainda
não fora glorificado (v. 20, 21).
(2)A perfeição. Gr. Teleioo, alcançar um fim pleno; consumar (v.12).
Traduzido como perfeito ( v.12; Lc 13.32; Jo 17.23; 2 Co 12.9; Hb
2.10; 5.9; 7.19; 9.9; 10. 1, 14; 11.40; 12.23; Tg 2.22; 1Jo 2.5; 4. 12,
17 , 18); terminados ( Lc 2.43; Jo 19.28); realizar ((Jo 4.34; 5.36);
consumar ( Jo 17.4); e cumprir ( At 20.24). Esse tipo de perfeição
se refere ao estado terminado e glorificado. Não implica que Paulo
carecessede experiência espiritual; que fossedeficiente na graça;
que o corpo do pecado ainda estivesse apegado a ele; que ainda
estivesse lutando contra um “velho homem” dentro dele; ou que
ainda não estivesse santificado.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página34 de 34
3.12 b Gr. Dioko, perseguir. O mesmo que perseguidor no (v.6) e
prossigo no (v.14). Traduzido em outras passagens como perseguir, 30
vezes ( (Mt 5. 10-12, 44; 10.23; etc.); prossigo para alcançar (v.12);
alcançar (Rm 11. 30, 31); seguir (Lc 17.23; Rm 12.13; 14.19; 1 Co 14.1;
1Ts 5.15; 1 Tm 6.11; 2 Tm 2.22; Hb 12.14; 1 Pe 3.11). A ideia aqui é a de
prosseguir para alcançar o prêmio que outros já alcançaram (v. 12-14).
3.12 c Gr. Katalambano, agarrar; lançar mão ; tomar possede; levar a um
fim . Traduzido como alcançar (v. 12, 13; Rm 9.30; 1 Co 9.24);
surpreender (1 Ts 5.4); apanhar (( Mc 9.18; Jo 8.3; 12.35); compreender (
Jo 1.5; Ef 3.18); reconhecer ( At 4.13; 10.34); e achar (At 25.25). Ele ainda
não alcançará o prêmio da ressurreição, da perfeição e da glorificação
(v.12-14, 20, 21).
3.12 d Não que eu tenha já alcançado. O prêmio da salvaçãona sua
plenitude ainda não foi vencido, um ponto de Paulo enfatiza contra as
idéias de perfeccionismo (cf. 1 Cor. 4:8; 2 Tm. 2:18; 1 João 1:8). No
entanto, o processode poupança que será consumada no dia de Cristo
(1:6, 10) e da ressurreição dos mortos (3:11) já começou.
Portanto Vendo que temos em Cristo como um modelo de glória resultante
da" obediência "(Filipenses 2:08) e humilhação, ver que vós também ser"
obediente ", e assim" a sua salvação "deve seguir a sua obediência.
como tendes | obedecido mesmo que tendes sido obedientes", ou seja, a
Deus, como Jesus foi "obediente" a Deus (ver em Php 2:8).
não como, & c. não como se" fosseuma questão a ser feito "só na minha
presença, mas agora (como as coisas são) muito mais (com mais seriedade)
na minha ausência (devido a minha ajuda é retirado You) "Alford] [.
trabalho para fora para realizar sua perfeição plena." salvação "é"
trabalhou em "(Filipenses 2:13, Ef 1:11) crentes pelo Espírito, que lhes
permite, mediante a fé se justifica uma vez por todas, mas que necessita,
como um trabalho progressivo, para ser "trabalhado" por obediência, com a
ajuda do mesmo Espírito, até a perfeição (2Pe 1:5-8). O som nem cristão,
como os formalistas, encontra-se no meio, sem olhar para o fim, e ao
Espírito Santo que só podefazer o meio eficaz, nem, como o fanático,
espera atingir o fim sem os meios.
sua própria a ênfase é sobreisso. Agora que eu não estou presente para
continuar o trabalho de sua salvação," trabalhar a sua própria salvação "vós
com muito cuidado. Não acho que este trabalho não podeir porque estou
ausente"; para (Filipenses 2:13) Deus é o que opera em você ", & c. Neste
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página35 de 35
caso, adotar uma regra diferente da primeira (Filipenses 2:4), mas repousa
sobreo mesmo princípio de" a humildade "(Filipenses 2:3), ou seja, "olhar
cada um em suas próprias coisas, em vez de" contendas "comos outros
(Filipenses 2:14).
salvação, que está em" Jesus "(Filipenses 2:10), como seu nome (que
significa Deus-Salvador) implica.
com temor e tremor o sentimento muito intimados sobre" servos ", como
a que deveria acompanhar a sua obediência" (Ef 6:5). Então aqui: Veja que,
como "servos" de Deus, a exemplo de Cristo, sereis assim "com o temor e
tremor", que torna-se servos, não o medo servil, mas não tremer de
ansiedade de ficar aquém da meta (1 Coríntios 9:26, 27; Hb 4:1, "Deixem-
nos medo, com medo de ser uma promessadeixou-nos de entrarmos no seu
descanso, deve vir algum curto-la "), resultante de um sentido de nossa
insuficiência humana e da consciência de que tudo depende do poderde
Deus", que opera tanto o querer eo fazer "( Ro 11,20). "Paul, apesar de
alegre, escreve a sério" [JJ Wolf].
Não que eu tenha já atingido - o prêmio. Ele entra aqui com uma nova série
de metáforas, tiradas de uma corrida. Mas observar como, na maior fervor,
ele mantém sua sobriedadede espírito. Ou já souperfeito - Há uma
diferença entre aquele que é perfeito, e que é aperfeiçoado. O primeiro é
equipado para a corrida, ver. 15, o outro, pronto para receber o prêmio.
Mas a exercer, se me permitem apreender que - perfeita santidade,
preparatórias para a glória. Pois, a fim de que eu estava preso porCristo
Jesus - Parecendo-me no caminho, Atos , 14. O discurso condicionalmente,
tanto aqui como no versículo anterior, não implica incerteza, mas apenas a
dificuldade de alcançar.
3.13 Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa
faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para
as que estão adiante,
3.13 a UMA COISA EU FAÇO (Fp 3.13)
TRÊS PARTES QUE COMPÕEM ESTA UMA COISA:
(1)Esqueço do percurso que já avancei na corrida ( 1 Co 9. 24-27).
Não possoperdertempo com o passado (v.13).
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página36 de 36
(2)Avanço em direção ao que está adiante de mim, na corrida.
Contraio todos os nervos e músculos e faço uso de toda a minha
força para ganhar. O meu futuro depende disso. Estou correndo pela
minha vida (v.13)
(3)Prossigo para o alvo (v.14), ou seja avanço para a linha de chegada
no estádio na qual todos todos os corredoresdevem manter os olhos
fixos, a fim de que não sejam desqualificados para o prêmio (v.14;
1Co 9.24)
3.14 prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em
Cristo Jesus.
3.14 a Vocação celestial; o chamado de Deus vindo do alto.
3.15 Pelo que todos quantos somos perfeitos tenhamos este sentimento; e,
se sentis alguma coisa de modo diverso, Deus também vo-lo revelará.
3.15 a DOIS TIPOS DE PERFEIÇÃO:
(1)Veja nota 3.12 a, item 2: A perfeição. Gr. Teleioo, alcançar um fim
pleno; consumar (v.12). Traduzido como perfeito ( v.12; Lc 13.32;
Jo 17.23; 2 Co 12.9; Hb 2.10; 5.9; 7.19; 9.9; 10. 1, 14; 11.40;
12.23; Tg 2.22; 1Jo 2.5; 4. 12, 17 , 18); terminados ( Lc 2.43; Jo
19.28); realizar ((Jo 4.34; 5.36); consumar ( Jo 17.4); e cumprir (
At 20.24). Esse tipo de perfeição se refere ao estado terminado e
glorificado. Não implica que Paulo carecessede experiência
espiritual; que fossedeficiente na graça; que o corpo do pecado
ainda estivesse apegado a ele; que ainda estivesse lutando contra
um “velho homem” dentro dele; ou que ainda não estivesse
santificado.
(2)Gr. Toleios, maduro; completo. Aqui o termo é usado para
descrever o crescimento pleno, como o de homens, e não como o
de crianças , no conhecimento crstão completamente instruídos e
experimentados em profundidade , como em ( 1 Co 2.6; 14.20; Ef
4.13; Cl 1.28; Tg 1.4; 3.2; Hb 5.14; 1 Jo 4.18).
3.16 Mas, naquela medida de perfeição a que já chegamos, nela
prossigamos.
3.16 a A maturidade cristã inclui agir sob a orientação que já recebemos.
Podemos sempre conseguir desculpas, dizendo que ainda temos muito a
aprender. O ensino que recebemos diz que devemos viver à altura daquilo
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página37 de 37
que já aprendemos, colocando-o constantemente em prática. Não
precisamos nos desviar de nosso caminho por causa de uma infindável
buscada verdade, pois já a encontramos.
3.17 Irmãos, sedemeus imitadores, e atentai para aqueles que andam
conforme o exemplo que tendes em nós;
3.17 a Gr. mimetes, imitadores. Somente aqui, mas a ideia é a mesma da
da (nota a, Ef 5.1; nota a, 1Co 4.16).
(nota a, Ef 5.1): Gr.mimetes, imitadores, imitar a fala, sotaque e modo de
vida de outro (nota a, 1 Co 4.16). Significa imitar a Deus como os filhos
imitam os pais – imitar seus atos, para lavras, natureza, caminhos, graça e
Espírito.
(nota a, 1Co 4.16): Gr. Mimetes, imitadores. Sigais ou imiteis a mim como
eu a Cristo (v.16; 11.1; Ef 5.1; 1 TS 1.6; 2.14; Hb 6.12; 1Pe 3.13).
3.17 b Gr. Skopos. Somenteaqui, mas tem o mesmo significado de
skopeo (nota a, Rm 16.17): Gr. Skopeo, tomar cuidado,. Estejam alertas
em relação aqueles que causam divisões e não tenham comunhão comeles,
para que o rebanho fique protegido (v.17; Fp 3.17). Também é traduzido
como atentar ( 2 Co 4.18; Fp 2.4), ver (Lc 11.35) e olhar (Gl 6.1).
3.17 c Gr. Tupos. Traduzido como exemplo (v.17; 1 Co 10. 6, 11; 1 Ts
1.7; 2 Ts 3.9; 1 Tm 4.12; Tt 2.7; Hb 8.5; 1 Pe 5.3); modelo (At 7.44); forma
(Rm 6.17); figura (At 7.43; Rm 5.14); e sinal (Jo 20.25).
3.18 porquemuitos há, dos quais repetidas vezes vos disse, e agora vos
digo até chorando, que são inimigos da cruz de Cristo;
3.18 a CINCO FATOS A RESPEITO DE FALSOS MESTRES (3.18):
(1)São inimigos da cruz de Cristo (v.18).
(2)O seu fim é a perdição (v.19; 2 Co 11. 14, 15; Hb 6.8; 2 Pe
2.20).
(3)O seu Deus é o ventre (v.19; Rm 16.18; Is 56. 10-12; Ez 13.19).
(4)Sua glória é para confusão deles (v.19; Gl 6.13; Tt 1. 10-13; 2
Pe 2.2).
(5)Só pensam nas coisas terrenas (v.19; Rm 8. 5, 6; 2 Pe 3.3; Jd
13-20; Cp. Mt 7.15).
3.19 cujo fim é a perdição; cujo deus é o ventre; e cuja glória assenta no
que é vergonhoso; os quais só cuidam das coisas terrenas.
3.19 a Php 2:22, porque não sabeis a prova dele que | | ele se serviu
comigo", implica que Timothy tinha sido longa com Paulo em Filipos e,
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página38 de 38
consequentemente, na história (At 16,1-4; 17:10, 14), encontramo-las
estabelecendo junto de Derbe em Licaônia, e juntos novamente em Berea
na Macedónia, perto da conclusão de Pauls viagem missionária: uma
coincidência casual entre a Epístola e história, uma marca de autenticidade
[Paley]. De Php 2:19-30, parece Epafrodito foi estabelecido de uma vez
para acalmar a ansiedade do que os filipenses por sua conta, e ao mesmo
tempo que ostenta a Epístola; Timothy era seguir os apóstolos após a
libertação foi decidida, quando podeorganizar os seus planos mais
definitivamente a respeito de onde Timothy deveria, em seu retorno, com
rumores de Filipos, conhecer Paul, que estava projetando por um circuito
mais amplo, e um progresso mais lento, para chegar a essacidade. Pauls
razão para o envio de Timothy, logo após ter ouvido do que os filipenses de
Epafrodito foi que eles passaram a sofrer perseguições (Filipenses 1:28-30)
e, além disso, Epafrodito atraso com a doençaem sua viagem a Roma de
Filipos, fez a notícia que ele trouxe a data de menos recente do que Paulo
queria. O próprio Paulo também espera a visitá-los em breve.
Mas eu confio Mas a minha morte não é, de certa forma, sim," Espero que
(grego) no Senhor (isto é, pelos Senhores ajudar) "
vos , literalmente," para vocês ", ou seja, a sua satisfação, não apenas o
movimento, a você.
Eu também que não só você" podeser bom ânimo "(tão grego) em
audiência de mim (Filipenses 2:23), mas" Eu também, quando eu sei seu
estado. "
cujo fim é a perdição - Este é colocado na frente, que o que se segue pode
ser lido com o maior horror. Cujo deus é o ventre - suprema felicidade
reside em quem gratificante seus apetites sensuais. Quem mente - Relish,
desejo, buscaras coisas terrenas.
3.20 Mas a nossapátria está nos céus, donde também aguardamos um
Salvador, o Senhor Jesus Cristo,
3.20 a Gr. Pliteuma, cidadania; cidade; direitos civis; estado;sociedade
ou governo. Usado somente aqui no N.T. O verbo é usado em (Fp 1.27).
Veja nota 1.27a
(nota a, Fp 1.27): Gr. Politeuo, exercer cidadania; comportar-secomo
cidadão. Traduzido como viver em At 23.1 Somente nessas duas passagens,
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página39 de 39
mas politeuma é usado para se referir à cidadania, em Fp 3.20. O
evangelho normatiza a vida dos cidadãos celestiais (v.27).
3.20 b O QUE ESPERAR (3.20)
Gr. Apekdechomai ( nota c, Rm 8.19). É bíblico esperar queo
arrebatamento ou a vinda do Senhor nos ares para buscaros santos
aconteça a qualquer momento (v.20; Tt 2.13), mas não a segunda vinda
veja as notas ( em (2 Ts 2.7; Ap 1.19; 4.1). O arrebatamento e a segunda
vinda são dois eventos separados po pelo menos sete anos. Eles não são
duas fases ou dois estágios de uma vinda, mas duas vindas distintas – uma
nos ares (não na terra), antes da tribulação e a outra, na terra,
imediatamente após a tribulação ( 1 Ts 4.16 com Mt 24.29). Uma é a vinda
para buscar os santos ( Jo 14. 1-3; Lc 21.36; 1Co 15.23; 51-54; 1 Ts 4. 13-
17; 2 Ts 2. 1, 7; Fp 3.21; Cl 3.4) e a outra é a vinda com os santos para
estabelecer o reinado de Cristo aqui na terra (Zc 14.5; Jd 14; Ap 19. 11-21).
3.21 que transformará o corpo da nossa humilhação, para ser conforme ao
corpo dasua glória, segundo o seu eficaz poderde até sujeitar a si todas as
coisas.
3.21 a 4ª E ÚLTIMA PROFECIADO N.T. em Fp (3.21).
Gr. Metaschematizo, transformar; mudar a forma de; dar nova forma.
Traduzido como transfigurar-se ( 2 Co 11. 13-15); aplicar porsemelhança (
1 Co 4.6); e transformar (Fp 3.21).
3.21 b Gr. Tapeinosis, corpo de humilhação. Traduzido como baixeza
(Lc 1.48; Tg 1.10); humilhação (At 8.33); e abatido (Fp 3.21). Refere-se ao
estado de baixeza a que o corpo do homem se degenerou porcausa do
pecado e da vergonha. Em vez de ser imortal, glorioso e poderosocomo o
dominador de toda a criação, inclusive do sol, da lua e das estrelas, como
originalmente fora planejado (Gn 1. 26-31; Sl 8. 3-6), agora se tornou vil,
depravado, pecaminoso, suscetívelà doenças, mortal e sujeito a
humilhações e à destruição eterna ( 2 Co 4.16; Rm 1. 18-32; 6.19; Gn
3.19).
3.21 c Gr. Summoorphos, serconforme ou ter a mesma forma. Usado
aqui e em Rm 8.29. Faz referência não a aparência externa exata, mas à
subastância da qual o corpo é formado, que será transformada do estado de
mortalidade parao da imortalidade; de um corpo natural para um corpo
espiritual; da corrupção para a incorruptibilidade; e da fraqueza e
humilhação para a glória e o poder(v.21; 1 Co 15. 35-38). Será um corpo
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página40 de 40
de carne e ossos como o corpo deCristo glorificado (v.21; Lc. 24.39; Zc
13.6).
3.21 d O poderque criou o corpo e todas as coisas no princípio será o
poderque realizará a ressurreição dos corposem um momento ( 1 Co
15.51) e sujeitará todas as coisas a Deus novamente ( 1 Co 15. 24-28; Hb 2.
9-18).
3.21 e transformar o nosso corpo de humilhação. Em face de um
desprezo pela física (vv. 18, nota 19), Paulo celebra a transformação de
Cristo nosso corpo (cf. 1 Cor. 15:50-53). Consulte "ressurreição e
glorificação" em1 Coríntios. 15:21.
conformados comseu corpo glorioso. Cristo levantou-se do corpo do
túmulo, as primícias "de uma grande colheita (1 Coríntios. 15:20-23 ).
Como o Pai vindicada obediência de Cristo (2:6-11), assimtambém a
fidelidade dos crentes na tribulação terminará na ressurreiçãogloriosa
preparado para eles.
subjugar todas as coisas. Veja 1 Coríntios. 15:20-28.
Traduzir em grego, Todos" (ouseja, que agora estão comigo, Php 1:14,
17; Php 04:21: Demas tal, então, com ele, mostrou-se, Col 4:14; comparar
04:10 2Ti ; Phm 24).
buscar seus próprios contra preceito Pauls (Filipenses 2:4; 1Co 10:24, 33;
13:5). Esta é falado, em comparação com Timothy; para Php 1:16, 17
implica que algumas das pessoas comPaul em Roma eram cristãos
genuínos, embora não tão abnegado como Timóteo. Poucos vêm a ajuda da
causa Lordes, onde a facilidade, a fama, ganhar e ter que ser sacrificado.
Mais ajuda apenas quando o ganho Cristos é compatível com a sua própria
(5 Jud : 17, 23).
Que transformará o nosso corpo vil - no estado mais perfeito, e da forma
mais bela. Será então mais puro do que o firmamento sem mácula, mais
brilhante que o brilho das estrelas e, o que ultrapassa todos os paralelos,
que compreende todaa perfeição, como o seu corpo glorioso - Como que o
corpo maravilhosamente glorioso que ele usa em seu reino celestial, e em
seu trono triunfante.
FINAL FILIPENSES CAPÍTULO 3
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página41 de 41
(FILIPENSES Capítulo4.1-23ARA)
4.1 Portanto, meus amados e saudosos irmãos, minha alegria e coroa,
permanecei assim firmes no Senhor, amados.
4.1 a Com basa no que precede, esseversículo é uma ponte entre os
ensinamentos de Paulo nos capítulos anteriores e seus comentários mais
pessoais no capítulo 4, permaneceidesse modo, firmes. Essa frase pode
ser traduzida”permanecei firme firmes desse modo”, porquePaulo pode
estar antecipando as exortações que viriam a seguir, especialmente as
árduas dos vs. 2-3. Isso ajuda a explicar a presença de seis termos de
afeição no ( v.1). O desafio a “permanecer firme” volta a (1.27) onde o
mesmo imperativo é usado e baseia-se imediatamente na declaração de
esperança em 3. 20-21. É especialmente em vista do retorno de Cristo que
Paulo chamou seus leitores de sua “alegria e coroa”(cf 1 Ts 2. 19-20).
4.2 Rogo a Evódia, e rogo a Síntique, que sintam o mesmo no Senhor.
4.2 a Paulo usou súplica em vez de comando, e seu método de se dirigir a
uma mulher de cada vez fortaleceu o apelo. Evódia... Síntique. Essas
mulheres não são mencionadas em nenhum outro lugar do N.T. Ambas
eram corajosas companheiras de trabalho concordemente. Deriva de
phroneo; veja a nota sobre1.7. A principal preocupação dePaulo não era a
de que elas pensassem“concordemente”” ( no grego a palavra não existe),
mas que elas tivessem a atitude elogiada em 2.2. A atitude delas era crucial
para a unidade da igreja.
4.3 E peço também a ti, meu verdadeiro companheiro, que as ajudes,
porque trabalharam comigo no evangelho, e com Clemente, e com os
outros meus cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida.
4.3 a Companheiro de jugo. Ou, “leal Sízigo”. Refere-se ou a uma
pessoaem particular, talvez com esse nome, ou aos membros da igreja de
um (1.27; 2.18). A tarefa de ajudar essas mulheres concordacoma
metáfora também com Clemente. O nome não aparece em nenhum outro
lugar no N.T.Essa expressão combina mais com a palavra “contender” do
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página42 de 42
que coma mais remota “ajudar”. Livro da Vida. Os nomes de todos os
eleitos de Deus estão escritos nesse livro (Ap. 3.5; 20.15).
4.4 Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai- vos.
4.4 a Alegrai-vos. O tema alegria é proeminente em FILIPENSES. Veja
(nota a 3.1)
3.1 a Que sua alegria seja no Senhor.
4.5 Seja a vossamoderação conhecida de todos os homens. Perto está o
Senhor.
4.5 a moderação. Apalavra grega denota magnimidade, ou um espírito
perdoador, do qual Jesus nos dá o exemplo supremo ( 2 Co 10.1). Essa
pessoanão insiste em seus direitos (2. 1-4). Somente essas pessoas
aprendem o segredo da alegria. Perto está o Senhor. Isso podeser
entendido de duas maneiras: temporariamente, como referindo-se à vinda
de Jesus Cristo (3. 20-21), que fornece esperança em meio aos sofrimentos,
ou ou espacialmente, em termos da presença de Cristo habitando entre nós
e o efeito de sermos unidos a ele (1.1).
4.6 Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos
pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de
graças;
4.6 a Não andeis ansiosos. O presente imperativo podesugerir
descontinuar uma prática de preocupação (com relação a certos obstáculos
como conflitos e perseguições). O mesmo verbo foi usado em (2.2) com
relação a uma preocupação amorosapelos outros. Aqui ele indica
ansiedade que é incompatível com a confiança em Deus ( o mesmo verbo
ocorreem (Mt 6.25). Como no v.4 ( e 3.1). Paulo não estava colocando o
peso de um mandamento sobreos seus leitores. Nem todo tipo de ansiedade
é pecado ( veja 1 Co 12.25; Fp 2.20), onde os mesmos verbos descrevem o
cuidado que os crentes tinham pelos outros, cf. as emoções de Jesus em Lc
22.44). Em vez disso, Paulo estava encorajando seus leitores adotarem uma
perspectiva mais positiva sobre suas circunstâncias em vez de se
entregarem a uma preocupação irracional de alguma coisa;em tudo. A
linguagem de Paulo foi deliberadamente todo-inclusiva; não deve haver
restrições na aplicação. As vossas petições,pela oração e pela súplica...
com açõesde graças. Os quatro termos usados usados aquiformam dois
dísticos. Paulo não estava definindo tipos diferentes de oração. Em vez
disso, o agrupamento de palavras reflete a importância que ele dava à
prática da oração. Apresentar “petições” em oração nos dá um escape para
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página43 de 43
a ansiedade (1 Pe 5.7). Fazer isso “comações de graças” é porsi mesmo
um antídoto para a preocupação.
4.7 e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos
corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.
4.7 a paz de Deus... todo o entendimento. Essa é a respostadireta á
oração da ansiedade. Aquilo que não podeser totalmente compreendido
podede qualquer modo ser profundamente experimentado por aqueles que
estão em Jesus Cristo (1.2; cf. Ef 3. 18-19).
4.8 Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto,
tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de
boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
4.8 a Concluindo essas exortações, Paulo convidou seus leitores a uma
vida de obediência , a respostacerta para a paz de Deus. As virtudes
listadas aqui não são exaustivas, mas representativas, e elas expressas de
várias maneiras (observe a expressão repetida “tudo o que é”). O
Pensamento focalizado nessas coisas não é um fim em si mesmo, mas é a
preparação para uma ação intencional (v.9). verdadeiro. Veja (Efr 4. 24-
25). respeitável. A palavra grega subjacente (semmos) é traduzida
“respeitáveis” em (1 Tm 3. 8, 11). Justo. (Veja nota sobre 1.11).
1.11 a Frutos da justificação que vêm pela fé e que a nova criatura
experimenta (2Co 5. 17, 18; Rm 5. 1-11). Puro. Veja (1 Tm 5.22;; Tt 2.5.
amável... de boa fama. Termos usados somente aqui no N.T.
4.9 O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim,
isso praticai; e o Deus de paz será convosco.
4.9 a Os filipenses deviam ser guiados tanto pelos ensinamentos de Paulo
como pelo seu exemplo, especialmente o seu amor por eles ( 1. 3-8; 2.12);
4.10 Ora, muito me regozijo no Senhor por terdes finalmente renovado o
vosso cuidado para comigo; do qual na verdade andáveis lembrados, mas
vos faltava oportunidade.
4.10 a Poralgum tempo, os filipenses pararam de ajudar o apóstolo, mas
agora o cuidado deles para com Paulo se renovara . Ele lamenta com eles
pela falta de oportunidade em ajuda-lo (v.10). Paulo sempre foi grato pela
ajuda recebida, mas nunca fez nunhuma exigência a seus convertidos para
que o sustentassem. Aqui ele não fala a respeito do assunto para conseguir
algo deles, mas para louvá-los pela ajuda já enviada (v.11-19).
4.11 Não digo isto porcausa de necessidade, porque já aprendi a contentar-
me com as circunstâncias em que me encontre.
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página44 de 44
4.11 a DEZ GRANDES LIÇÕES A APRENDER (v.(11-13):
(1)A estar contente em qualquer circunstância (v.11).
(2)A estar abatido (v.12).
(3)A ter abundância (v.12).
(4)Em todamaneira (v.12).
(5)Em todas as coisas (v.12).
(6)A ter fartura (v.12).
(7)A ter fome (v.12).
(8)A ter abundância (v.12).
(9)A padecer necessidade (v.12).
(10) Que nada é impossívelpor meio de Jesus Criso ( v.13; Mt
17.20; Mc 9.23; 11. 22-24; Jo 14. 12-15; 15. 7, 16).
4.12 Sei passarfalta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em
todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar
fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade.
4.12 a Traduzir Não que eu", & c. (Não quero ser entendido como
dizendo que, & c.).
atingido obtido", ou seja, um perfeito conhecimento de Cristo e do poder
da Sua morte, e na comunhão dos seus sofrimentos, e de conformidade com
a Sua morte.
ou que seja perfeito ou já sou perfeito", isto é, coroado coma coroade
vitória, o meu curso concluído, e chegou a perfeição absoluta. A imagem é
de uma pista de corrida toda. Veja 1Co 9:24; Hb 12: 23. Ver Sinônimos
Trench [do grego] Novo Testamento.
Eu segui prossigo".
| Apreender apreendido Se é certo que eu possalançar mão que (isto é, o
prêmio, Php 3:14) para que também eu fui alcançado por Cristo" (isto é, na
minha conversão, assim 01:04; 1Co 13:12).
Jesus omitido nos manuscritos mais antigos. Paul estava perto de"
apreender "o prêmio (2 Timóteo 4:7, 8). Cristo, o autor, é também o
acabamento de seus povos" raça ".
12. Eu sei como ser humilhado - Tendo escasso que é necessário para o
meu corpo. E para abundam - Tendo wherewith para aliviar os outros
também. Logo depois, a ordem das palavras é invertida, a sua íntima
transição freqüente da escassezà abundância, e da abundância à escassez.
Fui instruído - Literalmente, estou iniciado no mistério, desconhecido para
todos, mas os cristãos. Tanto para ser completo e estar com fome - porum
ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES
VERSÍCULO POR VERSÍCULO
Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página45 de 45
dia. Tanto a abundância e querem - porum longo período.
4.13 Possotodas as coisas naquele que me fortalece.
4.13 a tudo posso. Dotado do podere da atitude de Cristo (2.5; 3.10),
Paulo era capaz de enfrentar todas as circunstâncias com alegria. Ele queria
incultar a mesma lição aos seus leitores (6-7, 19).
4.13 b Será que podemos realmente fazer tudo? O poderque recebemos
em nossa união co Cristo será suficiente para fazer-mos sua vontade e
enfrentar-mos os desafios que surgirem devido aos nossos compromossos.
Ele não nos outorga uma capacidade sobre-humana para realizar-mos tudo
que podemos imaginar, sem nos preocuparcom os interesses divinos. Ao
lutar pela fé, enfrentaremos dificuldades, pressões e provocações.Quando
estas chegarem , peçaa Cristo para fortalecê.-lo.
4.14 Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição.
4.14 a Os filipenses cooperaram financeiramente com Paulo enquanto ele
estava na prisão.
4.14 b associando-vos. O termo grego é relacionado com a palavra
traduzida “cooperação”ou “parceria” (1.5). na minha tribulação. A
qualificação dos vs. 10-13 fez com que Paulo reconhecesseque havia
estado em real necessidade(1.17).
4.14 c A qualificação dos vv. 10-13 chamada para a atualização de
gratidão de Paulo para a sua assistência a ele na sua hora de necessidade
real (1:17).
alto chamado literalmente", chamando o que está acima "(Gálatas 4:26 e
Colossenses 3:01):" A vocação celestial "(Hb 3:1)." O prêmio "é" a coroa
da justiça "(1 Coríntios 9 : 24; 2 Timóteo 4:8). Re 2:10, "coroada vida."
1Pe 5:04, "a coroa de glória que não desaparece." "O alto", ou "chamada
celestial", não está restrito , como Alford pensa, a Pauls própria vocação
como apóstolo pela convocação deDeus do céu, mas a vocação comum de
todos os cristãos para a salvação em Cristo, que vem do céu, convida-nos
para o céu, para onde de acordo comnossas mentes devem ser erguidas.
4.15 Também vós sabeis, ó filipenses, que, no princípio do evangelho,
quando parti da Macedônia, nenhuma igreja comunicou comigo no sentido
de dar e de receber, senão vós somente;
ESTUDO Livro filipenses versiculo por versiculo
ESTUDO Livro filipenses versiculo por versiculo
ESTUDO Livro filipenses versiculo por versiculo
ESTUDO Livro filipenses versiculo por versiculo
ESTUDO Livro filipenses versiculo por versiculo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Abdias Barreto
 

Mais procurados (20)

Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas
 
Filipenses (Estudo 2)
Filipenses (Estudo 2)Filipenses (Estudo 2)
Filipenses (Estudo 2)
 
Jesus criado ou gerado
Jesus criado ou geradoJesus criado ou gerado
Jesus criado ou gerado
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
A TERCEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA
A TERCEIRA VIAGEM MISSIONÁRIAA TERCEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA
A TERCEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA
 
8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos
 
Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)
 
Dispensações
DispensaçõesDispensações
Dispensações
 
Conhecendo a Bíblia
Conhecendo a BíbliaConhecendo a Bíblia
Conhecendo a Bíblia
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem Cessar
 
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
 
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
 
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
CURSO EETAD -
 
Carta a Filemom.pptx
Carta a Filemom.pptxCarta a Filemom.pptx
Carta a Filemom.pptx
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
 
Agora Somos Filhos de Deus
Agora Somos Filhos de DeusAgora Somos Filhos de Deus
Agora Somos Filhos de Deus
 
Relacionamento com Deus
Relacionamento com Deus Relacionamento com Deus
Relacionamento com Deus
 
Panorama do NT - 2Coríntios
Panorama do NT - 2CoríntiosPanorama do NT - 2Coríntios
Panorama do NT - 2Coríntios
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
 
Panorama do NT - 3João
Panorama do NT - 3JoãoPanorama do NT - 3João
Panorama do NT - 3João
 

Destaque

Carta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos FilipensesCarta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos Filipenses
UEPB
 
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. sheddAlegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Deusdete Soares
 
Van dalen et al. suspicious minds
Van dalen et al. suspicious mindsVan dalen et al. suspicious minds
Van dalen et al. suspicious minds
Arjen Van Dalen
 
Introdução bíblica - o entendimento das escrituras - aula 5
Introdução bíblica -  o entendimento das escrituras - aula 5Introdução bíblica -  o entendimento das escrituras - aula 5
Introdução bíblica - o entendimento das escrituras - aula 5
igreja-crista
 

Destaque (20)

Carta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos FilipensesCarta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos Filipenses
 
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. sheddAlegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
 
Paulo e a igreja em filipos lição 1
Paulo e a igreja em filipos   lição 1Paulo e a igreja em filipos   lição 1
Paulo e a igreja em filipos lição 1
 
Lição 01: Paulo e a Igreja em Filipos
Lição 01:  Paulo e a Igreja em FiliposLição 01:  Paulo e a Igreja em Filipos
Lição 01: Paulo e a Igreja em Filipos
 
Teologia da Alegria
Teologia da Alegria Teologia da Alegria
Teologia da Alegria
 
2013_3 tri_Lição 1 - Paulo e a igreja de filipos
2013_3 tri_Lição 1 - Paulo e a igreja de filipos2013_3 tri_Lição 1 - Paulo e a igreja de filipos
2013_3 tri_Lição 1 - Paulo e a igreja de filipos
 
Assignment 6
Assignment 6Assignment 6
Assignment 6
 
Entremesclados no Corpo
Entremesclados no CorpoEntremesclados no Corpo
Entremesclados no Corpo
 
Conhecimento x sabedoria
Conhecimento x sabedoriaConhecimento x sabedoria
Conhecimento x sabedoria
 
Spring data
Spring dataSpring data
Spring data
 
Os espinhos e os frutos
Os espinhos e os frutosOs espinhos e os frutos
Os espinhos e os frutos
 
Esvaziamento de Cristo
Esvaziamento de CristoEsvaziamento de Cristo
Esvaziamento de Cristo
 
Conceitos de Ajax
Conceitos de AjaxConceitos de Ajax
Conceitos de Ajax
 
Projeto III - Integração de Dados, Informação, Conhecimento e Saber
Projeto III - Integração de Dados, Informação, Conhecimento e SaberProjeto III - Integração de Dados, Informação, Conhecimento e Saber
Projeto III - Integração de Dados, Informação, Conhecimento e Saber
 
Van dalen et al 2014 sporgeskemaer og indholdsanalyse
Van dalen et al 2014 sporgeskemaer og indholdsanalyseVan dalen et al 2014 sporgeskemaer og indholdsanalyse
Van dalen et al 2014 sporgeskemaer og indholdsanalyse
 
Van dalen et al. suspicious minds
Van dalen et al. suspicious mindsVan dalen et al. suspicious minds
Van dalen et al. suspicious minds
 
COMENTARIO-2 reis (moody)
COMENTARIO-2 reis (moody)COMENTARIO-2 reis (moody)
COMENTARIO-2 reis (moody)
 
Introdução bíblica - o entendimento das escrituras - aula 5
Introdução bíblica -  o entendimento das escrituras - aula 5Introdução bíblica -  o entendimento das escrituras - aula 5
Introdução bíblica - o entendimento das escrituras - aula 5
 
Apresentação de versiculos biblicos
Apresentação de versiculos biblicosApresentação de versiculos biblicos
Apresentação de versiculos biblicos
 
comentario biblico-1 reis (moody)
comentario biblico-1 reis (moody)comentario biblico-1 reis (moody)
comentario biblico-1 reis (moody)
 

Semelhante a ESTUDO Livro filipenses versiculo por versiculo

Base bíblica da trindade
Base bíblica da trindadeBase bíblica da trindade
Base bíblica da trindade
José Silva
 
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 13 - Igreja I.pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 13 - Igreja I.pdfAPOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 13 - Igreja I.pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 13 - Igreja I.pdf
SEDUC-PA
 
Luzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosantoLuzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosanto
Luiza Dayana
 
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostasAirton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
INOVAR CLUB
 

Semelhante a ESTUDO Livro filipenses versiculo por versiculo (20)

Lição 5 - A Identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A Identidade do Espírito SantoLição 5 - A Identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A Identidade do Espírito Santo
 
ESPÍRITO SANTO
ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO
ESPÍRITO SANTO
 
Cetadeb sonora- ms
Cetadeb  sonora- msCetadeb  sonora- ms
Cetadeb sonora- ms
 
Li c ao biblia adulto 2 trimestre 2020
Li c ao biblia adulto 2 trimestre 2020Li c ao biblia adulto 2 trimestre 2020
Li c ao biblia adulto 2 trimestre 2020
 
Lição 05 - A identidade do espirito santo
Lição 05 - A identidade do espirito santoLição 05 - A identidade do espirito santo
Lição 05 - A identidade do espirito santo
 
Base bíblica da trindade
Base bíblica da trindadeBase bíblica da trindade
Base bíblica da trindade
 
A indentidade do Espírito Santo
A indentidade do Espírito SantoA indentidade do Espírito Santo
A indentidade do Espírito Santo
 
A identidade do Espírito Santo
A identidade do Espírito SantoA identidade do Espírito Santo
A identidade do Espírito Santo
 
Eclesiologia Ana Cristina Leão
Eclesiologia Ana Cristina LeãoEclesiologia Ana Cristina Leão
Eclesiologia Ana Cristina Leão
 
Eclesiologia ana
Eclesiologia anaEclesiologia ana
Eclesiologia ana
 
Batismo em aguas
Batismo em aguasBatismo em aguas
Batismo em aguas
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
 
A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.
 
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 13 - Igreja I.pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 13 - Igreja I.pdfAPOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 13 - Igreja I.pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 13 - Igreja I.pdf
 
Luzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosantoLuzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosanto
 
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostasAirton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
 
Trindade nas-escrituras prof.jamierson
Trindade nas-escrituras prof.jamiersonTrindade nas-escrituras prof.jamierson
Trindade nas-escrituras prof.jamierson
 
Governo na igreja local
Governo na igreja localGoverno na igreja local
Governo na igreja local
 
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
 
Lição 06 - O Ministerio dos Apóstolos
Lição 06 - O Ministerio dos ApóstolosLição 06 - O Ministerio dos Apóstolos
Lição 06 - O Ministerio dos Apóstolos
 

Último (7)

Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 

ESTUDO Livro filipenses versiculo por versiculo

  • 1. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página1de 1 SUMÁRIO DATA E LUGAR: Roma 64 D.C. AUTOR: Paulo, o apóstolo dos gentios. Chamado de Saulo (At 8.1; 9.1; 13.9). Benjaminita, natural de társis, Ásia menor (Rm 11.1; Fp 3.5; At 9.11; 21.39; 22.3). Fariseu educado em Jerusalém (At 22.3; 23.6; 26. 4, 5). Cidadão Romano (At 16.37; 22. 25-28). Perseguidor dos cristãos (At 7.58; 8.1; 9.1; 22.4; Gl 1.13; Fp 3.6; 1Tm 1.13). Convertido a Cristo (At 9. 1- 17), tornou-se pregador e escritor do evangelho, dando-nos o conceito mais claro de cristianismo (At 9. 19, 29; Gl 1.11 – 2.1; 2 Pe 3.15). A respeito de sua história verAt 8-28 e suas epístolas (Romanos a Hebreus). TEMA: A alegria da vivência cristã em todos os aspectos davida e da morte. O próprio Paulo demonstrou a maior alegria em meio ao maior sofrimento e humilhação, ao iniciar a igreja (At 16). Ele fez menção à alegria 14 vezes nessa epístola. A palavra-chave é regozijai-vos (3.1). Os cristãos devem se regozijar na comunhão com os outros (1. 3-11); nas aflições do evangelho (1. 12-30); no ministério aos santos (2. 1-18); na fidelidade dos ministros ( 2.19 – 3.1); no Senhor e não no Judaísmo nem na carne (3. 1-21)); na unidade (4. 1-3); e sempre em tudo (4. 4-23). ESTATÍSTICAS:50º LIVRO DA Bíblia; quatro capítulos;104 versículos; uma pergunta; quatro novas profecias; 96 versículos de história; cinco versículos de profecia não cumprida.
  • 2. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página2de 2 (FILIPENSES Capítulo1.1-30ARA) 1.1 Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus que estão em Filipos, com os bispos e diáconos: 1.1a (nota a At 15.33): Gr apóstolos, representante; alguém enviado com plenos poderes de procurador para agir em lugar de outra pessoa, deixando para trás o remetente, que fica para dar respaldo ao que foi enviado. No casa dos cristãos, significa que Deus os envia para fazer o que Ele próprio faria se Ele fosse. É encontrado 81 vezes e é traduzido como “apóstolo”78 vezes; “embaixador”, duas vezes (2Co 8.23; Fp 2.25); e uma vez “o enviado”(Jo 13.16). 1.1 b (nota Mt 20.27): Gr. Doulos entregar-se completamente à vontade do outro. É usado para: (1)Escravos dos homens ( Gl 3.28;Ef 6.8;Cl 3.11;Ap 6.15). (2)Servos dos reis (Mt 18. 23-26;23. 1-14;), e outros incluindo servos contratados (Lc 15. 17-22). (3)Servidores Públicos (Jo 18.18). (4)Pecadoresque servem ao pecado (Jo 8.34;Rm 6. 16-22;2 Pe 2.19). (5)Todos discípulos de Cristo (Mt 10. 24, 25;Rm 6. 16-22;Ap 19.5). (6)Cristo o servo de Deus (Fp 2.7;Is 42.1;52.11). (7)Moisés e todos os profetas (Hb 3.5;Ap 10.7;11.18;15.3). (8)Todos os ministros e diáconos (Mt 20.27;Mc 10.44;Rm 1.1;Gl 1.10;Tg 1.1;2Pe 1.1;Jd 1). 1.1 c (nota At 9.13): Todos os salvos são santos, sendo assim, não há base para tornar alguém santo após a sua morte (v. 13, 32, 41; 26.10; Rm 1.7; 1 Co 1.2; 6. 1, 2; 2 Co 1.1; Ef 1.1; Fp 1.1; Cl 1.2; 2 Ts 1.10; Jd 3; Ap 5.8; Ap 13. 7, 10; 17.6) 1.1 d Gr. Episkopos, ancião pregador (nota b At 14.23 e nota e At 20.28): Gr. Episkopos. Traduzido como bispo aqui; (Fp 1.1; 1Tm 3.2; Tt 1.7; 1Pe 2.25). O bispo era o ancião responsável pelo ministério da
  • 3. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página3de 3 pregação (nota 14.23b: Gr. Chireroteneo, escolhido. Somente aqui e em 2 Co 8.19. Não é o mesmo que em 13.48. A ideia é a de que homens foram eleitos para serem anciãos. Isso foi feito pela igreja local . Aqui os apóstolos evidentemente eram encarregados das eleições. Não implica que tenha havido imposição de mãos, no sentido em que pastores são ordenados em nossos dias. Talvez isso tenha tenha sido feito após a eleição. A palavra grega significa levantar ou estender a mão, em aprovação pela escolha de alguém para um trabalho específico.). Bispos e presbíteros eram a mesma coisa. 1.1 e Veja nota b, (Mt 20.26): Esse era o original e eterno propósito, não um fato histórico. Somente aqui esses ministros são mencionados juntos. Timóteo:Chamado Timóteo (2 Co 1.1; 1 Tm 1. 2, 18; 6.20; 2 Tm 1.2; Fm 1; Hb 13.23). Convertido pormeio de Paulo em sua primeira viagem (14. 6, 7; com 1Tm 1.2). Parte judeu, parte grego, incircunciso. Mas um bom cristão (At 16. 1-3). Um operadorde milagres como Paulo (1 Co 16.10). Companheiro de Paulo a partir dessapassagem (16. 1-3; 17. 14, 15; 18.5; 19.22; 20.4; Rm 16.21; 1 Co 4.17; Fp 2.19). Liberto da prisão (Hb 13.23).Ordenado primeiro bispo deÉfeso) (a) Timóteo junta-se a Paulo ao dirigir-se aos filipenses e colossenses ea Paulo e Silas nas duas epístolas aos tessalonicenses. (b) Grécia. Esta epístola foi enviada para todas as igrejas daquele país. 1.2 Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. 1.2 a Outra referência a duas pessoas distintas fazendo parte da Divindade DIVINA TRINDADE Para muitas igrejas, as palavras de Mateus 28.19 (“em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo”) são a fórmula a ser seguida no batismo. Vemos nisto um princípio espiritual, mostrando a Trindade envolvida no batismo, mas a forma como os apóstolos obedeceram esta ordem nos dá a entender que eles não viram nas palavras de Jesus uma fórmula a ser repetida. Por quatro vezes, vemos referências claras ao nome usado no batismo cristão nas páginas de Atos dos Apóstolos: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para a remissão dos vossos pecados,e recebereis o dom do Espírito Santo”. (Atos 2.38)
  • 4. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página4de 4 “Porquanto não havia ainda descido sobre nenhum deles, mas somente haviam sido batizados em nome do Senhor Jesus”. (Atos 8.16) “E ordenou que fossembatizados em nome de Jesus Cristo. Então lhe pediram que permanecesse comeles alguns dias”. (Atos 10.38) “Eles, tendo ouvindo isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus”. (Atos 19.5) Quando Jesus citou o Pai, Filho, e Espírito Santo no batismo, o fez dizendo que em nome deles se deveria praticar o batismo, e não repetindo sua frase. “Pai” não é nome, é um título que indica uma posição;“Filho” também não é nome, é um título que indica uma posição. Qual é o nome a qual Jesus estava se referindo e que representa a Trindade na terra? É o Seu próprio nome! Alguns alegam que batizar só em nome de Jesus é negar a Trindade, mas para os apóstolos era sinônimo de obediência à comissão de Cristo. Veja bem, quando expulsamos demônios, fazemos isto em nome de Jesus (Mc 16.17), mas não quer dizer que o Pai e o Espírito Santo tenham ficado de fora, pois Jesus disse que expulsava demônios pelo dedo de Deus (Lc 11.20) e também pelo Espírito Santo (Mt.12.28). Quando uma pessoaé salva, é salva pelo nome de Jesus (At 4.12), mas não quer dizer que o Pai e o Espírito Santo não estejam envolvidos nisto. Da mesma forma, quando impomos as mãos nos enfermos (Mc 16.18), fazemos isto em nome de Jesus. Quando oramos, fazemos isto em nome de Jesus (Jo 16.23,24). O NOME DE JESUS representa a trindade na terra; portrás dele estão o Pai, Filho e Espírito Santo. Quando batizamos “em nome de Jesus”, estamos batizando no nome que representa a Trindade. Por causa da triunidade de Deus (um só Deus em três pessoas), sub- entende-se uma “implicitude” da Trindade no nome de Jesus. Daí, a ser “unicista” (Deus em uma só pessoa)há muita diferença! Autor: Luciano P. Subirá. É o responsável pelo Orvalho.Com Santíssima Trindade
  • 5. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página5de 5 A Santíssima Trindade é um mistério de um só Deus em três Pessoas:Pai, Filho e Espírito Santo. Pai que é Deus, que é Amor: somente o Pai que ama respeita a liberdade de seu filho Filho que é Jesus Cristo: é o Deus visível que se fez homem, nascendo da Virgem Maria para cumprir a vontade de Deus de libertar os homens do pecado. Jesus é Deus e as principais provas são: a) O próprio Jesus diz-se Deus (Jo 10, 30 / 14, 7 e Lc 22, 67-70) . b) Os milagres eram feitos pelo próprio Jesus, e não pormeio de Jesus. Espírito Santo que é o Amor do Pai e do Filho que nos é comunicado e transmitido. Segundo o CREDO, Jesus foi concebido pelo Poderdo Espírito Santo, nascido da Virgem Maria. Maria foi então convidada a conceberJesus e a concepção deJesus foi obra do poderdo Divino Espírito Santo: "O Espírito virá sobre Ti..." A missão do Espírito Santo está sempre conjugada e ordenada à do Filho, ou seja, toda a vida de Jesus manifesta a vontade do Pai que por sua vez é manifestada pelo Espírito Santo. Um fato dos Evangelhos é que os Apóstolos estavam com muito medo após a morte de Jesus. Foi à descidado Espírito Santo sobreeles que os transformou radicalmente e deu coragem para que saíssemanunciando o Evangelho. O mesmo Espírito Santo que deu forças aos apóstolos e mártires é recebido no sacramento da Crisma, e aí está a importância deste sacramento no fortalecimento da Fé e na profissão do Cristianismo de cada um. O Dogma da Santíssima Trindade A Trindade é Una; não professamos três deuses, mas um só Deus em três Pessoas. Cadauma das três Pessoas éa substância, a essência ou a natureza divina, As pessoas divinas são distintas entre si pela sua relação de origem: o Pai gera; o Filho é gerado; o Espírito Santo é quem procede. Ou seja, ao Pai atribui-se a criação ao Filho atribui-se a Redenção e ao Espírito Santoatribui-se aSantificação.
  • 6. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página6de 6 Resumindo, o mistério da Santíssima Trindade é o mistério central da fé e da vida cristã. Só Deus podenos dar a conhecer, revelando-se como Pai, Filho e Espírito Santo. Pela graça do Batismo "Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" somos chamados a compartilhar da vida da Santíssima Trindade, aqui na Terra na obscuridadede nossafé e para além da morte, na luz eterna. Pela Confirmação ou Crisma, como o próprio nome diz, somos chamados a confirmar essa fé ora recebida para que, além de vivermos segundo a Palavra de Deus, darmos testemunho dela e levá-la por toda à parte. Em um dos meus estudos lendo um livro de Max Lucado encontrei a melhor e mais fácil ilustraçãção da Santíssima Trindade até hoje: Segundo ele a Trndade é o Sol, Onde Deus é o Pai na figura do SOL, Jesus é o Filho na figura da LUZ, e o Espírito Santo é a figura do CALOR que emana do sol.Eis a Trindade de forma figurativa. O Batismo no Espírito Santo – por Billy Graham(lIivro O Poderdo Espírito Santo) Grace ... e paz. Essas duas palavras, uma expressão concisa do efeito da obra salvadora de Cristo, aparecem juntas em todos os treze anos de saudações de Paulo. A fonte comum de graça e de paz é "Deus, nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo". 1.3 Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós, 1.3 a Confiança e afeição . Depois dos cumprimentos iniciais, Paulo imediatamente expressoua sua confiança cristãos filipenses, encorajando- os e falou da preocupação e afeição que tinha poreles. 1.4 fazendo sempre, em todas as minhas orações, súplicas portodos vós com alegria 1.4 a Gr. Deesis, súplicas (nota c, Ef 6.18). Usado duas vezes nesse versículo e traduzido como oração e súplicas. (nota c, Ef 6.18): Orar não é classificado como parte da armadura, mas é uma parte adicional e muito
  • 7. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página7de 7 importante na luta contra os poderes espirituais do diabo (Tg 4.7; 1Pe 5. 8, 9). 1.5 pela vossacooperação a favor do evangelho desde o primeiro dia até agora; 1.5 a Gr. Kainonia, (nota b 2 Co 13.13): Outra referência clara à Trindade de três pessoas distintas na Divindade: (1) A graça de Jesus Cristo, o Filho do Pai (Jo 1.17; 1Jo 5.7). (2)O amor de Deus o Pai (Jo 3.16; 1Co 13. 1-13; Rm 5.8). (3)A comunhão (companhia) do Espírito Santo (Fp 2.1; Rm 8. 14-16). 1.6 tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus, 1.6 a Gr. Peitho. Traduzido como persuadir 22 vezes; confiar, dez vezes; obedecer, sete vezes; confiança, nove vezes e assegurar, acreditar, concordar, conceder, e tornar-se amigo, uma vez cada. A ideia aqui é a de estar seguro de que nada faltaria da parte de Deus ao fazer a obraque já começara a efetuar neles até que se completasse a obrafinal da graça. Essa confiança em Deus tem como baseo cumprimento das condições estipuladas porDeus. 35 CONDIÇÕES PARA A CERTEZA (1.6): (1)Torna-se objeto da graça de Deus (1.6). (2)Ser participante da graça de Deus(1.7). (3)Abundar cada vez mais em amor (1.9). (4)Aprovar as coisas excelentes(1.10). (5)Ser sincero até o fim(1.10). (6)Ser sem escândalo até o fim(1.10). (7)Ser cheio de frutos de justiça (1.11). (8)Comportar-sedignamente conforme o evangelho de Cristo (1.27). (9)Permanecer num mesmo espírito e mente combatendo juntos pelo evangelho (1.27). (10) Não ter medo dos inimigos (1.28). (11) Padecer poramor a Cristo (1.29). (12) Ter a mente em Cristo (2.2). (13) Ter o mesmo amor (2.2). (14) Ter o mesmo ânimo e sentir o mesmo (2.2; 3.16). (15) Não fazer nada porcontenda ou porvanglória (2.3). (16) Considerar os outros superiores a si mesmo (2.3). (17) Ter interesse nos outros (2.4).
  • 8. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página8de 8 (18) Ter o mesmo sentimento – ou mente de Cristo (2.5). (19) Obedecerao evangelho (12.12). (20) Operar a salçvação (2. 12, 13). (21) Fazer todas as coisas sem murmurações nem contendas ( 2.14). (22) Ser irrepreensíveis, sinceros e inculpáveis entre os homens (2.15). (23) Reter a palavra da vida (2.16). (24) Guardar-se dos cães, dos maus obreiros e da circuncisão (3.2). (25) Avançar para o alvo da soberana vocação (3. 13-16). (26) Andar segundo a regra do evangelho (3.16). (27) Ser meus imitadores e ter cuidado com os inimigos da cruz de Cristo (3. 17-20). (28) Estar firme no Senhor (4.1). (29) Ajudar todos os obreiros de Cristo(4.3). (30) Rigozijar-se sempre no Senhor (4.4). (31) Ter equidade que seja notória a todos os homens (4.5). (32) Não estar inquieto po coisa alguma (4.6). (33) Ter petições conhecidas diante de Deus (4.6). (34) Pensar nas coisas corretas (4.8). (35) Fazer o que aprenderam, receberam, ouviram e viram de mim (4.9). 1.6 b 1ª PROFECIADO N.T. EM FP (1.6, NÃO CUMPRIDA). Próxima 2.10. Isso prova que parte dessaboaobra será feita no dia de Jesus Cristo{ (nota c, 1 Co 1.8): No dia em que Cristo virá para receber os santos para si mesmo (v.8; 5.5; 2 Co 1.14; Fp 1. 6, 10; 2.16)}. Pelo menos a redenção do corpo sedará no dia do Senhor Jesus Cristo (3.21; Rm 8. 17-24; 1 Pe 1. 5- 13). 1.7 como tenho por justo sentir isto a respeito de vós todos, porquevos retenho em meu coração, pois todos vós sois participantes comigo da graça, tanto nas minhas prisões como na defesa e confirmação do evangelho. 1.7 a Gr. Dikaios, reto, justo. 1.7 b Interpenetração (nota a, Lc 22.3): Satanás, como um anjo, não poderia entrar corporalmente em Judas, porqueele possuíaseu próprio espírito. A chamada doutrina da interpenetração, que sustenta a possibilidade de uma pessoaentrar corporalmente dentro de outra, é falsa. A Bíblia fala sobreos coríntios e os filipenses estarem dentro do coração de Paulo (2 Co 7.3; Fp 1.7); Deus estar em Cristo (2 Co 5.19); Cristo estar em
  • 9. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página9de 9 Deus (Jo 14.20); Deus e Cristo estarem um no outro (Jo 14. 10, 11); o homem estar tanto no Pai quanto no Filho ( 1 Jo 2.24); o homem estar em Cristo ( 2 Co 5.17); o homem e o Espírito ESTAREM UM NO OUTRO ( Rm 8.9); Cristo estar nos homens (Cl 1.27; Rm 8.10); o homem e Cristo estarem um no outro ( Jo 14.20); toda a criação estar em Deus (At 17.28); e Satanás entrar nos homens (Lc 22.3; Jo 13.27). Entretanto essas passagens se referem a estar em união com, estar consagrado para o mesmo fim – um em mente, propósito e vida. Elas não ensinam a entrada corporalde um ser dentro do outro. Isso podeser mais bem compreendido porum homem e uma mulher se tornarem um na vida, estando um nos planos, na vida etc., do outro. Portanto, Satanás entrar em Judas, simplesmente significa que Judas cedeu à tentação de traír Jesus. Ele se tornou um com Satanás, assim como os homens se tornam um em espírito com Deus quando se juntam a Ele em consagração (1 Co 6.17). 1.7 c Gr. Sugkoinonos, co-participantes de algo. Traduzido como participantes (v.7; Rm 11.17; 1 Co 9.23), e companheiro (Ap 1.9). 1.7 d A graça é um laço eterno que une todos os homens que a recebem (Rm 12.3; Jo 1.17). 1.7 e Gr. Apologia, falar em defesa (nota a, At 22.1): Gr. Apologia, defesa verbal ou discurso (v.1; 25.16; 1 Co 9.3; 2 Co 7.11; Fp 1.7, 17; 2 Tm 4.16). 1.7 f Gr. Bebaiosis, firmar; estabelecer. Aqui; (Hb 6.16). É um termo jurídico para garantia . 1.8 Pois Deus me é testemunha de que tenho saudades de todos vós, na terna misericórdia de Cristo Jesus. 1.8 a Gr. Martus. Traduzido como testemunha, 34 vezes. 1.8 b Veja (nota a, 2Co 6.12): Vocês não possuemsomente uma pequena parte do meu afeto. O pouco afeto existe em vocês. Eu gostaria que vocês retribuíssem o meu afeto, como os filhos para um pai. Amem-me como eu os amo (v. 12, 13). 1.9 E isto peço em oração: que o vosso amor aumente mais e mais no pleno conhecimento e em todo o discernimento, 1.9 a CINCO PEDIDOS PELOS FILIPENSES (v. 9-11): (1)Crescimento do amor em ciência e conhecimento. (2)Aprovação das coisas excelentes. (3)Sinceridade até o fim. (4)Sem escândalo algum até ao dia de Cristo. (5)Estar cheios dos frutos da justiça.
  • 10. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página10 de 10 1.9 b Gr. Aisthesis, discernimento. Somente aqui. 1.10 para que aproveis as coisas excelentes, a fim de que sejais sinceros, e sem ofensa até o dia de Cristo; 1.10 a Gr diaphero, diferente. Devemos provar todas as coisas e desaprovar aquelas que diferem do evangelho ( 1Ts 5.22). 1.10 b Gr. Elikrinesis, puro, incorruptível. A palavra significa literalmente sem cera, uma alusão ao acabamento de tecidos com resinas que escondiamdefeitos até que fossemexaminados cuidadosamente contra a luz do sol. O gr.pode ser traduzido como julgado pelo sol, somente aqui; (2 Pe 3.1 Cp. 1Co 5.8). 1.10 c Gr.aproskopos, não chocar; não tropeçar; sem ofensa com Deus ou com os homens; sem escândalo e sem levar outros a se escandalizar (v.10; At 24.16; 1 Co 10.32; 1Pe 1.17). 1.10 d Veja (nota a, 1Co 1.8): Assim como o testemunho ou evangelho de Cristo foi confirmado entre vocês para atraí-los a Cristo, ele os confirmará poreste testemunho até o fim, para serem irrepreensíveis na sua vinda. 1.11 cheios do fruto de justiça, que vem pormeio de Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus. 1.11 a Frutos da justificação que vêm pela fé e que a nova criatura experimenta (2Co 5. 17, 18; Rm 5. 1-11). 1.12 E quero, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram têm antes contribuido para o progresso do evangelho; 1.12 a Meus sofrimentos por Cristo trouxeram proveito ao evangelho levando outros a zelarem porCristo (v. 12-19). 1.13 de modo que se tem tornado manifesto a toda a guarda pretoriana e a todos os demais, que é por Cristo que estou em prisões; 1.13 a Gr. Praetorium, corte em Roma onde Paulo foi julgado perante César. Aqui ele evidentemente se refere ao palácio de César. A defesa do apóstolo fez fez com que suas doutrinas se tornassem conhecidas no palácio e em outros lugares (v.13; 4.22). 1.14 também a maior parte dos irmãos no Senhor, animados pelas minhas prisões, são muito mais corajosos para falar sem temor a palavra de Deus. 1.15 Verdade é que alguns pregam a Cristo até porinveja e contenda, mas outros o fazem de boa mente; 1.16 estes por amor, sabendo que fui posto paradefesa do evangelho;
  • 11. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página11 de 11 1.17 mas aqueles porcontenda anunciam a Cristo, não sinceramente, julgando suscitar aflição às minhas prisões. 1.17 a Veja (nota b, 2Co 1.4): Somos a causa da sua glória, porque os ganhamos para Cristo e vocês creem que somos seus ministros. Vocês tabém se alegrarão no dia no dia de Cristo, quando iremos apresenta-los como nossos convertidos diante Dele (1 Ts 2. 18-20;; 3.13). 1.18 Mas que importa? contanto que, de toda maneira, ou por pretexto ou de verdade, Cristo seja anunciado, nisto me regozijo, sim, e me regozijarei; 1.18 a Pergunta 1. Somente uma em Filipenses.Não me importa como Cristo está sendo pregado, contanto que Ele seja pregado. 1.18 b Veja (nota a, Jo 15.22): Gr. Prophasis, desculpa. Aparece sete vezes e é traduzida como “pretexto” (Mt 23.14; Mc 12.40; Fp 1.18; Lc 20.47;); “como que” (At 27.30); e “desculpa” (Jo 15.22; 1Ts 2.5). Se eu não tivesse vindo e provado a eles sem sombrade dúvida que eu era o Messias, não teriam cometido o pecado de me rejeitar, mas agora não têm desculpas para esse pecado. Eles odeiam a mim e ao meu Pai por vontade própria (v. 22-24). 1.19 porquesei que isto me resultará em salvação, pela vossasúplica e pelo socorro do Espírito de Jesus Cristo, 1.19 a Gr. Soteria, livramento. Essaé uma referência a sua segurança temporal e liberdade de suas cadeias e prisão. Ele esperava alcançar isso pelas orações dos irmãos e pelo continuo suprimento do Espírito Santo (v.19). 1.20 segundo a minha ardente expectativa e esperança, de que em nada serei confundido; antes, comtoda a ousadia, Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte. 1.20 a Ele tinha absoluta certeza em Deus de que seria sustentado pela graça em todas as suas provações. Pessoalmente, Paulo estava disposto a viver ou morrer, desdeque Cristo fosseengrandecido como resultado (v.20). 1.21 Porquepara mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro. 1.21 a A qui Paulo expressa perfeita resignação quanto ao que tinha que enfrentar (v. 21-24). 1.22 Mas, se o viver na carne resultar para mim em fruto do meu trabalho, não sei então o que hei de escolher.
  • 12. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página12 de 12 1.22 a Gr. Gnorizo, não declaro. Traduzido como tornar conhecido 16 vezes: declarar, três vezes; fazer saber (Gl 1.11); fazer compreender (1 Co 12.3); e fazer conhecer (2 Co 8.1). 1.23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Cristo, porqueisto é ainda muito melhor; 1.23 a Gr. Ek, de fora, desde, com. Das 857 vezes em que o termo é usado, é traduzido como ambos somente aqui; e entre (Jo 3.25) 1.23 b Gr. Sunecho, estou pressionado. Estou sob pressão entre dois desejos, o de viver e o de morrer. 1.23 c SETE FATOS DE DESTAQUE (v.24-24): (1)Viver significa lucro para Cristo (v.21). (2)Morrer é ganho pessoal(v.21). Será que haveria qualquer lucro para o homem ou Deus se a pessoadeixasse de existir, ficasse inconsciente ou dormisse o sono da alma? Se assim fosse, qual seria o ganho? (3)Viver na carne é continuar dando fruto(v.22). Isso prova que a pessoahabita em um corpo. Seela deixa o corpo e não mais está na carne onde está ? Deixa de existir só porquesai do corpo? (4)Ter desejo de partir (v.23). Isso confirma o fato da partida por ocasião da morte. Será que os homens vão para o nada quando morrem? Se isso acontece, porque esse desejo de partir? (5)Estar com Cristo (v.23). Onde está Cristo? Ele está extinto? Dormente? Inconsciente na sepultura? Uma coisa é certa: onde Ele Ele estiver, ali o crente estará ao morrer (v.23; 2Co 5.8) (6)Ainda muito melhor (v.23). O que é ainda melhor? Deixar de existir, ficar inconsciente no túmulo, voltar para o pó e ir para o vazio seria melhor do que viver no corpo e continuar ganhando almas para Cristo? (7)Ficar na carne é mais necessário para a igreja do que morrer (v.24). Isso explica o que significa “partir deste corpo” – que na morte, o corpo morre e o homem interior sai do corpo parair para ao céu – se for um cristão justo – ou para o inferno se não for salvo, ou seja, um ímpio. O corpo sem o espírito está morto (Tg 2.26); estar ausente do corpo é estar presente com o Senhor (2 Co 5.8); partir é estar com Cristo (Fp 2.23), e estar no céu com os espíritos dos justos que se tornara perfeitos (Hb 12. 12, 23; Ef 4. 8-10, nota; 1 Pe 3.4, nota Ap 6.9-11 c). (nota; 1 Pe 3.4): Esse é o homem interior de (Rm 7.22; 2Co 4.16; Ef 3.16)
  • 13. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página13 de 13 ( nota Ap 6.9-11 c):6.9c Essas pessoas serão salvas após a ressurreição dos mortos em Cristo – aquelas desdeAbel até o arrebatamento em Ap 4.1. Elas serão martirizadas entre o arrebatamento e o quinto selo nos primeiros três anos e meio da 70ª semana de Daniel, que compreende todos os eventos dos selos e das seis primeiras trombetas. Serão martirizadas pela grande prostituta de Ap 17. 1-7, enquanto ela governar os dez reinos do antigo território do Império Romano e enquanto o Anticristo estiver vindo para reinar sobreeles (Ap 17. 8-18). 1.24 todavia, porcausa de vós, julgo mais necessário permanecer na carne. Ao servir aos Filipenses e aos seus semelhantes. Paulo tinha um propósito na vida. Também precisamos ter um propósito em nossavida, que vá além de apenas atender às nossas necessidades físicas. A quem vocêpodeservir ou ajudar? Qual é o propósito desua vida? Paulo quer estar com Cristo, mas também para permanecer na terra para o bem da Igreja. Este é o seu dilema. No entanto, o resultado está nas mãos de Deus, e Paulo está confiante de que Deus tem mais trabalho para ele fazer entre os Filipenses (vv. 24, 25). estar com Cristo. language Paulo aqui lança luz sobre a natureza do estado intermediário (ou seja, a condição de uma pessoaentre os tempos da morte física e a ressurreição). Veja a nota teológica "A morte e o estado intermediário." Morte ea Morte Intermediário e do Estado Intermediário 1.25 E, tendo esta confiança, sei que ficarei, e permanecerei com todos vós para vosso progresso egozo na fé; 1.25 a Aqui novamente Paulo expressa a confiança em seu livramento (v.19, 25, 26). ELE FOI SOLTO DOIS ANOS DEPOIS (At 28.30). 1.26 para que o motivo de vos gloriardes cresçapor mim em Cristo Jesus, pela minha presença de novo convosco. 1.27 Somente portai-vos, dum modo digno do evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos veja, quer esteja ausente, ouça acerca de vós que permaneceis firmes num só espírito, combatendo juntamente com uma só alma pela fé do evangelho; 1.27 a Gr. Politeuo, exercer cidadania; comportar-secomo cidadão. Traduzido como viver em At 23.1 Somente nessas duas passagens, mas
  • 14. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página14 de 14 politeuma é usado para se referir à cidadania, em Fp 3.20. O evangelho normatiza a vida dos cidadãos celestiais (v.27). 1.27 b Veja 35 CONDIÇÕES PARA A CERTEZA(1.6): (1) Tornar-se objeto da graça de Deus (1.6). (2)Ser participante da graça de Deus (1.7). (3)Abundar cada vez mais em amor (1.9). (4)Aprovar as coisas excelentes (1.10). (5)Ser cinsero até o fim (1.10). (6)Ser cheio dos frutos da justiça (1.11). (7)Portar-se dignamente conforme o evangelho de Cristo (1.27). (9)Permanecer num mesmo espírito e mente combatendo juntos pelo evanhelho (1.27). (10)Não ter medo dos inimigos (1.28). (11)Padecer poramor a Cristo (1.29). (12) Ter a mente de Cristo (2.2). (13) Ter o mesmo amor (2.2). (14) Ter o mesmo ânimo, sentir o mesmo (2.2; 3.16). (15)Não fazer nada po contenda ou por vanglória (2.3). (16)Considerar os outros superiores a si mesmo (2.3). (17)Ter interesse nos outros (2.4). (18) Ter o mesmo sentimento – ou mente de Cristo (2.5). (19) Obedecerao evangelho (12.12). (20) Operar a salçvação (2. 12, 13). (21) Fazer todas as coisas sem murmurações nem contendas ( 2.14). (22) Ser irrepreensíveis, sinceros e inculpáveis entre os homens (2.15). (23) Reter a palavra da vida (2.16). (24) Guardar-se dos cães, dos maus obreiros e da circuncisão (3.2). (25) Avançar para o alvo da soberana vocação (3. 13-16). (26) Andar segundo a regra do evangelho (3.16). (27) Ser meus imitadores e ter cuidado com os inimigos da cruz de Cristo (3. 17-20). (28) Estar firme no Senhor (4.1). (29) Ajudar todos os obreiros de Cristo(4.3). (30) Rigozijar-se sempre no Senhor (4.4). (31) Ter equidade que seja notória a todos os homens (4.5). (32) Não estar inquieto po coisa alguma (4.6).
  • 15. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página15 de 15 (33) Ter petições conhecidas diante de Deus (4.6). (34) Pensar nas coisas corretas (4.8). (35) Fazer o que aprenderam, receberam, ouviram e viram de mim (4.9). 1.27 c Gr. Sunathles, combater juntos, não em contendas ou uns contra outros, criando organizações humanas que se opõemao evangelho, mas em união contra os inimigos do evangelho. Somente aqui e em 4.3. 1.28 e que em nada estais atemorizados pelos adversários, o que para eles é indício de perdição, mas para vós de salvação, e isso da parte de Deus; 1.28 a A partir dessainformação, parece que a igreja estava sofrendo perseguição. 1.28 b Veja PERDIÇÃO (1.28): Gr. Apoleia. Traduzido como perdição (v.28; Mt 7.13; Jo 17.12;At 8.20; Rm 9.22; Fp 3.19; 2 Ts 2.3; 1Tm 6.9; Hb 10.39; 2Pe 2.1; 3.7, 16; Ap 17. 8, 11); morte (At 25.16); desperdício (Mt 26.8; Mc 14.4); dissoluções (2 Pe 2.2); e aflição (2Pe 2.8). 1.28 c Gr. Soteria. Aqui e em 2.12, o termo se refere à salvação da alma. No v. 19, refere-se à libertação de Paulo da prisão. 1.29 pois vos foi concedido, poramor de Cristo, não somente o crer nele, mas também o padecerpor ele, Deus dá muitos privilégios aos crentes. Aqui Paulo identificou tanto a honra de de crer em Cristo quanto a de sofrer por Ele . Sofrer por Cristo e seu evangelho é uma honra porqueisso leva a uma grande recompensa e à vida eterna (Rm 8. 17-18; Fp 3. 10-11). 1.30 tendo o mesmo combate que já em mim tendes visto e agora ouvis que está em mim. 1.30 a Gr. Agon, competição; luta; batalha (nota a, item 3, Hb 12.1): 12.1 a CINCO COISAS PARA SE FAZER: (1)Deixemos todo o embaraço (v.1) Gr. Ogkos, massa, peso. Num sentido negativo, significa arrigância, preconceito. O objetivo de Paulo é fazer com que o crente deixe de lado tudo aquilo que esteja atrapalhando seu progresso na vida cristã. (2) Deixemos de lado o pecado que tão de perto nos rodeia (v.1). Gr. Hamartia, perda da integridade, num sentido moral (nota d Jo 1.29: Gr. Hamartia, errar o alvo, sempre num sentido moral – um pecado, seja poromissão ou ação, em pensamento, palavra ou ação. Cristo
  • 16. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página16 de 16 veio para ensinar a atirar-mos corretamente – para sempre acertar- mos na moscado alvo moral (Tt 2. 11-14; 1Jo 2. 1, 2, 29; 3.9; 5. 1-4, 18). é aquele em que a pessoaé viciada, qualquer que seja a sua fraqueza. (3)Corramos com paciência a carreira que nos está proposta(v.1). Gr . agon , luta, conflito (nota a, Fp 1.30: Gr. Agon, competição; luta; batalha . Veja nota a, item 3 Hb 12.1). Gr. Agon. Traduzido como corrida (v.1) e combate (Fp 1.30; Cl 2.1; 1Ts 2.2; 1Tm 6.12; 2Tm 6.12; 2 Tm 4.7). (4)Olhemos para Jesus (v.2). Ele é o alvo de todas as corridas dos heróis da fé. Ele é o autor e consumador de nossafé. (5)Consideremo-lo (v.3). Observemos e analisemos cada parte de sua vida e conduta, sua coragem perante os sofrimentos. CRISTO É SUPERIOR AOS HERÓIS DO A.T. (12. 1-3) (1)Criador de tudo (1.2; 121.3). (2)Autor e aperfeiçoador de sua fé ( 12. 1 , 2). (3)Seu salvador (12.2; 10. 1-18). (4)O único para o qual todos olhara e tiveram fé ( 11. 4-40). 1.30 b Durante sua vida cristã, Paulo sofreu por divulgar as Boas Novas. Como os Filipenses, estamos em conflito com qualquer pessoaque duvide da mensagem salvadora de Cristo. Todos os verdadeiros crentes estão juntos nessa luta e unidos, pela causa comum, contra o inimigo. 1.30 c Tendo o mesmo tipo de conflito com seus adversários, o que vistes em mim - Quando eu estava com você, Atos XVI, 12, 19, (At 16.12 a): O lugar da batalha que encerrou a República Romana, em 42 A.C. Paulo estabeleceu uma igreja ali. Foiali os eventos de (At 16. 12-40) aconteceram. (At 16.9 a): Sem dúvida, eles viram o demônio lança-la por todo lugar ao sair, como em (Mc 9.26; ; Lc 9.42; At 8.7). Eles sabiam que seus lucros haviam tido fim, então agarraram os apóstolos diante das autoridades romanas no mercado onde aconteciam os julgamentos. FINAL FILIPENSES CAPÍTULO 1
  • 17. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página17 de 17 (FILIPENSES Capítulo2.1-30ARA) 2.1 Portanto, se há alguma exortação em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão do Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, 2.1 a QUATRO QUESTÕES A CONSIDERAR (v.): (1) Se há algum conforto (encorajamento) em Cristo (nota b, At 13.15): 13.15b: Gr. Paraklesis, traduzido como graça (Rm 8.4); consolação (Lc 2.25; 6.24; At 4.36; 9.31; 13.15; Rm 15. 4, 5; 2 Co 1. 3, 4, 5-7; 7. 4, 7, 13 ; Fp 2.1; 2 TS 2.16;Fm 7; Hb 6.18); e exortação (Rm 12.8; 1 Co 14.3; 1 Tm 4.13; Hb 12.5; 13.22). Veja nota 4.36a Alguns textos traduzem José Barnabé como o mesmo José Barsabás de At 1.23; também chamado de “filho da consolação”. Veja nota 13.15b Gr. Paraklesis, traduzido como graça (Rm 8.4).; consolação (Lc 2.25; 6.24; At 4.36; 9.31; 13.15; 15.31; Rm 15. 4, 5). Ele se torna profeta e apóstolo (At 13.1; 14.14).Leva Paulo até os apóstolos (At 9. 25-27). É um cooperadordePaulo (At 11.30; 12.25; 13.1; 15.35). Separa-se de Paulo (At 15. 36-41). Desvia-se da verdade (Gl 2). Reconcilia-se com Paulo ( 1Co 9.6). 2.2 completai o meu gozo, para que tenhais o mesmo modo de pensar, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, pensando a mesma coisa; 2.2 a Tornem minha alegria completa (fazendo as 12 coisas do v.12 a 16, listadas em 35 CONDIÇÕES PARA A CERTEZA, página 11). 2.2 b Gr. Phroneo,, unidos na mente e no pensamento. Traduzido como sentir(At 28.22; 1 Co 13.11; ; Gl 5.10; Fl 1.7; 3.15); aprender (1 Co 4.6); inclinar-se (Rm 8.5); ser unâneme (Rm 12.16); inclinar-se (Rm 8.5); ser unânime (Rm 12.16); mesmo sentimento (Rm (15.5); ser de um mesmo parecer (2 Co 13.11); sentir o mesmo. A mesma coisa, ter o mesmo sentimento ( Fp 2. 2, 5; 3.16; 4.2);compreender ((Mt 16.23; Mc 8.33)); fazer caso (Rm 14.6); pensar (Rm 12.3; Cl 3.2;); lembrar (Fp 4.10). 2.2 c Amor na mesma intensidade e estando e estando em concordância em todas as coisas para o mestre. 2.3 nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo;
  • 18. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página18 de 18 2.3 a Nunca se oponham uns aos outros agindo em buscade interesse próprio ou orgulho. 2.3 b Tenham uma visão humilde de si mesmos, reconhecendo suas próprias limitações e falhas secretas bem como o que é certo em si mesmo. 2.4 não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros. 2.4 a Não sejam egoístas se gloriando em seus próprios dons e graças. Tenham o mesmo interesse nas bênçãos do irmão e alegrem-se ao vê-lo sendo abençoado (v.4). 2.5 Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus, 2.5 a Que essa atitude de esvaziar a si mesmo, que esteve em Cisto, esteja em vocês também nota (2.7a). 2.6 o qual, subsistindo em forma de Deus, não considerouo ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, 2.6 a SETE PASSOS NA HUMILHAÇÃO DE CRISTO: (1)Dedicou-se a se humilhar(v.5). (2)Abriu mão de sua forma divina (v.6). (3)Esvaziou-se a si mesmo (v.7). (4)Tomou a forma de servo (v.7). (5)Fez-se semelhante aos homens (v.7). (6)Humilhou-se a si mesmo (v.8). (7)Foi obediente até à morte (v.8). 2.6 b Gr. Huparcho, existindo; subsistindo. Ele existia como Deus desde toda a eternidade (Is 7.14; 9. 6, 7; Mq 5.2; Jo 1. 1, 2; Hb 1.8; Ap 1. 8-11). 2.6 c Gr. Morphe, a forma externa que é visível aos olhos; a aparência externa, Aqui; (v.7; Mc 16.12). A passagem deveria ficar assim: “Que subsistindo em forma de Deus (na qual desdea eternidade Ele se mostrara aos habitantes do céu), no entanto, não considerando que devesse apegar a essa igualdade com Deus ou retê-la , esvaziou-se a si mesmo dela a fim de tomar a forma de servo e se tornar como os homens” (v. 6 , 7). 2.7 mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; 2.7 a O “KENOSIS” DE CRISTO (2.7) Gr. Kenoo, esvaziar, escoar. É traduzido como vã (Rm 4.4; 1 Co 1.17; 9.15; 2 Co 9.3) e esvaziar-se (Fp 2.7). DE QUE CRISTO SEESVAZIOU?
  • 19. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página19 de 19 Não poderia ser de sua natureza divina porque Ele era Deus não apenas desdea eternidade (Mq 5. 1, 2; Hb 1.8; Ap 1. 8-11), mas a encarnação de Deus durante sua vida aqui n terra (Is 7.14; 9. 6, 7; Mt 1. 18-25; Jo 1. 2, 14; 1 Tm 3.16). CRISTO ESVAZIOU-SE: (1)Da igualdade com Deus (2. 6, 7;Jo 14.28; 1 Co 11.3). (2)Da forma de Deus ou corpo de Deus, o corpo espiritual no qual Ele viveu desdea eternidade, a fim de tomar a forma humana (Fp 2. 6-8; 3.21; Mt 1.6 18-25; Lc 1.35; Jo 1.14; Lc 24. 37-40;; Zc 13.6; Gl 4.4; Rm 8.3). (3)Da imortalidade do corpo (1 Co 15.3; Sl 16.10; 1 Pe 2.24; 3.18). (4)Da glória que Ele tinha com o Pai antes que o mundo existisse (Jo 12.23; 17.5; Mt 16.27; Fp 2.5-11). (5)De sua autoridade no céu e na terra, a qual lhe foi devolvida depois da ressurreição (Mt 28.18; Fp 2. 9-11; Ef 1. 20-23;; 1Pe 3.22). (6)Os atributos divinos e poderes visíveis que Ele tinha com o Pai desde a eternidade. Ele não tinha poderpara realizar milagres até que recebeu o Espírito Santo em toda a plenitude (Jo 2.11;; 3.34; Is 11. 1, 2; 42. 1-7; 61. 1, 2;Lc 3. 21, 22;; 4. 16-21; Mt 12.28; At 10.38). Ele não podia fazer nada sozinho em sua vida terrena. Atribuiu toda sua obra, doutrina, poderes, etc. ao Pai, por meio da unção do Espírito Santo (nota b Jo 8.28): A UNIÃO DE CRISTO COMO PAI ((nota b Jo 8.28): (1)O Filho não podefazer nada sozinho (Jo 2. 17, 19; 8.18). (2)Eu não posso demim mesmo fazer coisa alguma (Jo 5.30). (3)Eu não busco a minha votade, mas sim a vontade do Pai ((Jo 5.30; 6.38). (4)Minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou (Jo 7.16; 8. 26, 38). (5)Nada faço pormim mesmo (Jo 8.28). (6)Eu faço sempre o que lhe agrada (Jo 8.29). (7)Eu vim de Deus não de mim mesmo (Jo 8.42; 16.28). (8)Eu não busco minha glória (Jo 8. 50, 54). (9)As palavras que vos digo não as digo de mim mesmo, mas do Pai, que me mandou dizê-las(Jo 10. 25, 37, 38; 14. 10, 11). ISSO É PROVADO PELOS SEGUINTES FATOS NAS ESCRITURAS:
  • 20. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página20 de 20 (1)Ele foi limitado à condição de homem (Fp 2. 6-8; Hb 2. 14-18; 5. 8, 9). (2)Ele foi o agente de Deus fazendo uso do poder de Deus como seu representante (nota b, Jo 8.28; At 10.38). (3)Ele foi nosso exemplo para que andássemos em seus passos (1Pe 2.21). (4)As tentações provam que Ele se limitou como homem para que pudessevencer como homem e não como Deus (Hb 4. 14-16; 5. 7- 9). (5)Isaías (7. 14-16), fala do Messias nascendo como bebê sem o conhecimento suficiente para saber a diferença entre o bem e o mal. (6)Isaías (11.2; 53. 1-12), fala do messias sendo limitado como um bebê comum, mostrando que Deus lhe daria o espírito de sabedoria, entendimento, conselho, poder, conhecimento e temor ao Senhor. Visto que Ele já tinha esses atributos como Deus, desde a eternidade, se não tivesse aberto mão deles ao se tornar homem, quando essa profecia a respeito dele se cumpriria? (7)Isaías (50. 4-11) predice que o Messias nasceria sem a língua erudita, sem saber como falar uma palavra e que Ele seria despertado dia a dia para crescer em sabedoria e conhecimento (8)Isaías (42. 1-7; 61. 1, 2), fala do Messias recebendo poderpara manifestar atos divinos pormeio da unção do Espírito Santo, e não por ter mantido seus poderes e atributos naturais anteriores. Será que é necessário que Deus seja ungido com o Espírito Santo para fazer aquilo que naturalmente é capaz de fazer? Se foi necessário ungir Jesus durante sua vida terrena, então fica comprovado que Ele não reteve sua glória e atributos anteriores, que tinhs desdetoda a eternidade, quando se esvaziou ao se tornar como os homens em tudo ( Fp 2. 6-8; Hb 2. 14-18; 5. 8, 9; ). (9)A história registra que Cristo era limitado quando bebêe que cresceu e se desenvolveu no corpo, alma e espírito (mente, 1Co 2.11), em graça, sabedoria, estatura e favor diante de Deus e dos homens (Lc 2. 40, 52). Mesmo ao atingir a maturidade, tendo a plena unção e os dons do Espírito, Ele ainda era limitado em conhecimento (Mc 13.32). Ele até mesmo aprendeu a obediência pormeio das coisas que sofreu (Hb 4. 14-16; 5. 7-9). (10) Ele não reinvidicou para si os atributos de Deus, mas somente a unção do Espírito para realizar suas obras (nota Jo 8.28; Mt 12.28;
  • 21. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página21 de 21 Lc 4. 16-21). Outros afirmaram que essa foi a fonte de se poder (Jo 3.34; At 10.38). A maio parte dos textos bíblicos usados em livros de doutrina, provando que Cristo tinha atributos divinos na terra, são afirmações verdadeiras a respeito dele, visto que sua glória foi restaurada, mas não provam nada durante sua vida na terra. Todos os textos bíblicos relacionados à sua vida terrena podemser explicados em relação aos exercícios dos dons do Espírito e não atributos naturais. (11) O fato de Cristo ter prometido a todos os crentes poderpara fazer as obras que fez, prova que Ele realizou sua obra pormeio da unção do Espírito, não porsua divindade e atributos naturais (Mt 10. 1-20; 16.18; 18.18; Lc 10; 24.49; Mc 16. 15-20; Jo 14. 12-15; At 1.4-8). (12) Sua exaltação à glória anterior e ao mais elevado lugar abaixo de Deus, o Pai é a prova de sua maior humilhação e limitação terrena, deixando sua natureza divina (Fp 2. 9-11; Ef 1. 20-23; Cl 1. 15-23; 1Pe 3.22). 2.8 e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. 2.8 a Cristo humilhou a si mesmo deixando a forma divina e tomando a forma humana e, apesar de sua humanidade sem pecado, recebendo sobresi a infâmia – a morte de cruz – levando os pecados detodos os homens (v.8; 1Pe 2.24). 2.9 Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que é sobretodo nome; 2.9 a SETE PASSOS NA EXALTAÇÃO DE CRISTO (v. 9-11): (1)Deus o exaltou soberanamente (v.9; Ef 1.21). (2)Deus lhe deu um nome sobretodo o nome (v.9). (3)Ao nome de Jesus todo joelho se dobrará (v.10). (4)Tudo que há nos céus (v.10). (5)Tudo que há na terra (v.10). (6)Tudo que há debaixo da terra (v.10). (7)Todalíngua confessará que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai (v.11). (8) 2.10 para que ao nome de Jesus se dobretodo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
  • 22. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página22 de 22 2.10 a 2ª PROFECIADO N.T. EM Fp(2. 10, 11), (não cumprida). Próxima 3.11. 2.10 b TRÊS MUNDOS QUE SÃO HABITADOS: (1)Os céus (v.10; Jó 1.6; 2.1; Dn 4.35; Cl 1. 15-18; Ap 1.12; 13.6). (2)A terra (v.10; Cl 1.16; Ap 12.12). (3)Debaixo da terra (Gr. Katachthonios, debaixo da terra subterrâneo; mundo infernal (v.10; Sl 16.10 comMt 12.40 e Ef 4. 8-10). Isso inclui anjos que habitam no tartarus (2 Pe 2.4; Jd 6, 7; 1Pe 3.19); os seres pré adâmicos e os demônios que habitam o abismo (Lc 8.31; Ap 9. 1-21; 20. 3, 7); as raças dos gigantes que não ressuscitarão (Gn 2.4, nota b; Is 26.14, nota a); os humanos que habitam no sheol-hades (Sl 9.17; 16.10; 71.20; Pv 9.18; 15.24; Is 14.9; Ez 31. 14-18; 32. 18-27; Lc 16. 19-31; Ap 20. 11-15); e todos os outros habitantes do mundo infernal (Fp 2.10; Ap 5.13). Isso prova que o inferno não é sepultura. 2.11 e toda língua confesseque Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai. 2.11 a E toda a língua confesse. A ação deveria acompanhar o dobrar dos joelhos, que Jesus Cristo é o Senhor. A segunda pessoada Trindadetomou o nome “Jesus” em sua encarnação. Consequentemente nesse contexto o nome enfatiza a sua humildade . “Cristo” é um título advindo de sua tarefa humana como Messias rei de Israel. Além disso, é como alguém humilde que Cristo é exaltado ; a sua humildade é a sua glória (cf. Mt 23.12). o “nome que está acima DE TODO NOME” (V.9) É “Senhor”. Na Septuaginta (tradução grega do A.T.). Deus é representado pelo título de Senhor (grego kyrios). Em Is 45.23, é YAHWEH diante de quem “se dobrarátodo joelho” e porquem jurará toda língua”. Em filipenses, Cristo é então aclamado porser quem ele sempre foi: o próprio Deus. Ao confessarque “Jesus Cristo é Senhor”, as criaturas reconhecem tanto o fato como quanto o caráter de sua deidade. A atribuição de adoração enfatiza a humanidade (“Jesus Cristo”) e também a deidade (“Senhor”) de Cristo; ele é adorado como Deus-homem. Para glória de Deus Pai Jesus Cristo é, por implicação, o filho do Pai. Tanto Cristo como o Pai podemreceber adoração. Os membros da Santíssima Trindade são tão unidos que o próprio ato de adorar o filho glorifica o Pai.
  • 23. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página23 de 23 2.12 De sorte que, meus amados, do modo como sempre obedecestes, não como na minha presença somente, mas muito mais agora na minha ausência, efetuai a vossasalvação com temor e tremor; 2.12 a Essa obediência diz respeito à operação da salvação até que ela se complete (Rm 6.22; 8.23; Fp 3.21; 1Pe 1. 5-13). 2.12 b Por que temer e temer se não houver possibilidade de queda e fracasso (v.12; 1 Co 9.27; 10. 12-14; Hb 6. 4-9; 10. 26-39; 2Pe 2. 20- 22)? 2.13 porqueDeus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. 2.13 a Se alguém não obedecera Deus e não operar a sua salvação, será que Deus continuará sua obra, quando o homem se recusar a permitir que Ele haja? A capacidadedo homem de ter vontade própria e fazer o que quer não deveria ser intrigante. Essa capacidadevem de Deus, mas o uso dela reside no homem . Aquele que não usar essa capacidade para operar sua salvação terá de arcar com as consequências. Todas as pessoas têm essa capacidade, mas nem todas fazem uso dela (Jo 3. 16-20; Mc 16. 15, 16; 1Jo 1.9; Ap 22.17). 2.14 Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; 2.14 a Os filipenses deveriam evitar imitar os antigos israelitas (Êx 15.24; 16. 7-9; 1Co 10.10). Observe também a alusão a Dt 32.5 no v.15. Os filipenses podem podemmuito bem ter resmungado a respeito dos líderes da igreja, como os israelitas haviam feito com relação a Moisés (v.29; 1Ts 5. 12-13). 2.15 para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus imaculados no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual resplandeceis como luminares no mundo, 2.15 a SEIS RESULTADOS DA OBEDIÊNCIA DOS V. 12-14: (1)Irrepreensíveis perante Deus. Gr. Amemptos. Aqui; 3.6; Lc 1.6; 1Ts 3.13; Hb 8.7. (2)Sinceros. Gr. Akerajos. Aqui; Mt 10.16. Traduzido como simples (Rm 16.19). (3)Filhos de Deus (Rm 8. 14-16). (4)Inculpáveis perante os homens. Gr amometos. Somente aqui; 2Pe 3.14. Cp.AMOMOS (Ef 1.4). (5)Resplandecer como astros (Mt 5. 14-16). Brilhar como sole a lua (Gn 1. 14-18).
  • 24. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página24 de 24 (6)Reter a palavra da vida. Ser faróis para conduzir os homens sãos e salvos até o porto onde há segurança e descanso (2 Co 4.4). 2.16 retendo a palavra da vida; para que no dia de Cristo eu tenha motivo de gloriar-me de que não foi em vão que corrinem em vão que trabalhei. 2.16 a Paulo estava preocupado coma fidelidade dos filipenses ao evangelho de Jesus Cristo (1.27; 2. 1-5). Por sua vez , o fato de os crentes preservarem o evangelho em amor mútuo constitui-se num poderoso testemunho para o mundo (Jo 13. 34-35), a palavra vida. Isso se refere tanto ao evangelho quanto aos ensinamentos éticos que são baseados nele (1.27; 4. 8-9), eu me glorie. O orgulho de Paulo no “dia de Cristo” (1. 6, 10), será o desenvolvimento espiritual dos filipenses em vez dele próprio (1. 9-11). 2.17 Contudo, ainda que eu seja derramado como libação sobreo sacrifício e serviço da vossafé, folgo e me regozijo com todos vós; 2.17 a Paulo aqui se referiu não ao sofrimento que enfrentava no momento, mas à possibilidade (embora não a certeza) do seu martírio.Como um seguidor de Cristo o servo (vs. 6-9), Paulo desejava doar-se ao máximo ao seu povo (2 Co 12.15). oferecido por libação. Uma libação (normalmente vinho, não sangue) devia acompanhar um sacrifício. O sacrifício e serviço da vossa fé. Os presentes dos filipenses a Paulo (4. 10-12). Alegro-me e ... me congratulo. O sofrimento em si não é prazeroso, mas Paulo encontrava razões para ter alegria mesmo em meio ao sofrimento. E assim deveria ser também com os filipenses (v.18). 2.18 e pela mesma razão folgai vós também e regozijai-vos comigo. 2.18 a O que se segue daqui? Será que este problema me porque pensei que seria? Não obstante" o seu pensamento desagradável para mim, e self- seeking intenção, o que eu tenho no coração é favorecido "todos os sentidos" da pregação ", ou por pretexto (com pelo motivo, Php 1:16) ou na verdade (fora do verdadeiro amor a Cristo, Filipenses 1:17), Cristo seja anunciado, e aí eu me regozijo, sim, e me alegre. " A partir disso, parece que estes professores egoísmo nos principais proclamado "Cristo", não "outro evangelho", como os judaizantes na Galácia ensinou (Gálatas 1:6-8), embora provavelmente com algum do fermento judaico ( ver em PHP 1:15,16), o erro foi seu chefe egoístamotivo de inveja, não erro tanto da doutrina, se tivesse havido erro essencial, Paul não teria se alegrou. O
  • 25. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página25 de 25 anúncio de Cristo ", porém feito, despertou a atenção, e assim tinha a certeza de estar a serviço. Paul poderia, assim, regozijar-se com o bom resultado de suas más intenções (Sl 76:10, Is 10:5, 7). Felicitar-me - Quando eu ofereci. 2.19 Ora, espero no Senhor Jesus enviar-vos em breve Timóteo, para que também eu esteja de bomânimo, sabendo as vossas notícias. 2.19 a transformar a minha salvação virar-me para fora para (ou até) a salvação." Este anúncio de Cristo todos os sentidos vai sair para o meu bem espiritual. Cristo, cujos interesses são os meus interesses, sendo glorificado, e assim a vinda de Seu reino sendo promovido, que, quando vier, vai trazer preenchido a "salvação" (Hb 9:28) para mim e para todos aqueles cujo "ardente expectativa" (Filipenses 1:20) é que Cristo seja engrandecido no-las. Até é a pregação de causar-me, como eles pensavam, tribulação nas minhas prisões (Filipenses 1:16). Paul claramente cita e aplica-se a si mesmo as próprias palavras da Septuaginta (Jó 13:16), "Este deve vir a minha salvação ", que pertencem a todos os Deuses pessoas de todas as idades, na sua tribulação (compare Jó 13:15). através de sua oração e da oferta The Greek intimamente une os dois nomes juntos, mas por ter uma preposição e um artigo:" Através de sua oração e (consequente) fornecimento do Espírito de Jesus Cristo (produzido por mim através da sua oração). " Quando eu sei - Após o meu regresso, que estais firmes. 2.20 Porquenenhum outro tenho de igual sentimento, que sinceramente cuide do vosso bem-estar. 2.20 a Segundo a minha ardente expectativa The Greek expressa, a expectativa" com a cabeçaerguida (Lu 21:28) eo pescoçoesticado. "Ro 8:19 é o único outro lugar no Novo Testamento que a palavra ocorre. Tittmann diz, em ambos os lugares implica não mera expectativa, mas o desejo ansioso de uma questão tão esperado e próspero, em circunstâncias aflitivas. O assunto do seu ardente expectativa que se segue, respondea "minha salvação" (Filipenses 1,19). em nada sereiconfundido , em nada têm motivos para se envergonhar" o
  • 26. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página26 de 26 meu trabalho para Deus, ou Sua obra em mim "[Alford]. Ou," em nada se decepcionado coma minha esperança, mas que eu possaobtê-lo plenamente " [Estius]. Assim, "vergonha" é usado em Romanos 9:33. toda a ousadia todos" seopõea "em nada", como "ousadia" é o oposto de "vergonha". agora também quando" o meu corpo "é" em títulos "(Filipenses 1:17). Cristo não Paul", deve ser ampliada. " vida ou de morte Qualquer que seja o problema, eu não posso perder, eu devo ser o ganhador do evento. Paulo não era onisciente, na questão das coisas concernentes a eles, os apóstolos se submeteram ao estágio mesma fé e paciência como nós . Eu não tenho nenhum - daqueles que estão agora comigo. 2.21 Pois todos buscamo que é seu, e não o que é de Cristo Jesus. 2.21 a Para em qualquer dos casos (Filipenses 1:20) Eu devo ser o ganhador," Para mim, "& c. o viver é Cristo que quer da vida, tempo e força, que eu tenho, é Cristos, Cristo é o único objectivo para o qual eu vivo (Gálatas 2:20). morrer é lucro não o ato de morrer, mas como o grego (" ter morrido ") expressa, o estado após a morte. Além da glorificação de Cristo pela minha morte, que é meu objetivo principal (Filipenses 1:20), a mudança de estado causada pela morte, tão longe de ser uma questão de vergonha (Filipenses 1:20) ou perda, como meus inimigos, suponho, será um ganho "positivo" para mim. Para todos - Mas Timóteo. Procure as suas próprias - Facilidade, segurança, prazer ou lucro. Incrível! Nessa épocade ouro da igreja St. Paul poderia aprovar completamente único, entre todos os trabalhadores que estavam com ele? cap. i, 14, 17. E quantos é que acha que podeagora aprovar-se a Deus? Não as coisas de Jesus Cristo - Aqueles que procuram estes sozinho, triste será esta experiência. Eles encontrarão alguns ajudantes likeminded entre si, dispostosnu seguir um mestre nu. 2.22 Mas sabeis que provas deu ele de si; que, como filho ao pai, serviu comigo a favor do evangelho.
  • 27. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página27 de 27 2.22 a Veja At 16. 1-3; 17.14. 2.22 b Comigo, não a mim (1 Co 16.10). 2.23 A este, pois, espero enviar logo que eu tenha visto como há de ser o meu caso; 2.23 a Ele tinha confiança de que seria solto (v.24; 1.19, 25, 26). 2.24 confio, porém, no Senhor, que também eu mesmo em breve irei. 2.24 a Os planos com relação a Timóteo e Paulo haviam sido submetidos à vontade de Deus (v.19). 2.25 Julguei, contudo, necessário enviar-vos Epafrodito, meu irmão, e cooperador, ecompanheiro nas lutas, e vosso enviado para me socorrernas minhas necessidades; 2.25 a Esse companheiro de trabalho de Paulo, assim como Timóteo, era digno de honra. Como Timóteo, e como o próprio Jesus, ele era um homem devotado a outros. Ele obedecia a Cristo trabalhando no quanto para Paulo, por quem havia arriscado a vida (vs. 26-27, 30). 2.25 b SEIS FATOS A RESPEITO DE EPAFRODITO: (1)Irmão em Cristo (v.25). (2)Cooperador(gr. Sunergos, como em 4.3). (3)Companheiro nos combates (gr. Sustratiotes. Somente aqui e em FM 2). (4)Vosso enviado (gr. Apóstolos, apóstolo, (nota a, At 15.33). (5)O que provê as necessidades (gr. Leitourgos, servidor público, nota b, Rm 13.6 Cp 4.18). 2.26 porquanto ele tinha saudades de vós todos, e estava angustiado por terdes ouvido que estivera doente. 2.26 a Epafrodito estava mais preocupado pelo fato de os filipenses estarem pelas notícias de sua doença do que ele mesmo estava com o seu próprio sofrimento. Paulo considerava a sua atitude como um exemplo de serviço e humildade cristãos. 2.26 b Gr. Ademoneo, oprimido com um fardo pesado. Somente aqui; Mt 26.37; Mc 14.33. 2.26 c Ele esteve doente. Isso prova que, quando a epístola estava sendo escrita, estava bem de novo. Por causa da obra do Senhor , ele esteve bem próximo da morte (v.30). De que maneira a obra de Deus poderia deixa-lo doente, a não ser por sobrecargade trabalho e falta de descanso?Nesse caso, seria um colapso físico e não uma doença. A palavra grega para
  • 28. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página28 de 28 doente é astheneo, estar fraco ou débil, em qualquer sentido. É usada 15 vezes para se referir a: 2109 (1)Fé fraca (Rm 4.19; 14. 1, 2, 21; 1 Co8. 9-12;. Cp. Nota a, 2 Co 12.10; nota a, 2 Co 13.4). (2)Lei fraca (Rm 8.3). (3) Pessoas fracas pobres – (At 20.35). (4) Fraco em ousadia e poder(2 Co 11. 21, 29; 12.10; 13. 3, 4, 9). É usada 17 vezes para se referir à doença e três vezes, a colapso físico por causa do trabalho em demasia (Fp 2. 26, 27; 2 Tm 4.20, nota). Assim, concluir que os casosdeEpafrodito (aqui) e de Trófimo ((2 Tm 4.20) provam que Paulo e os Apóstolos haviam perdido seu poderpara curar, ou que era apenas ocasionalmente que tinham essepoder, é ir além do que está escrito. Paulo tinha o poderpara realizar milagres especiais (At 19. 11, 12). Tinha a plenitude da bênção do evangelho de Cristo (Rm 15. 18, 19, 29), e até mesmo poderpara concederdons (At 19. 1-7; Rm 1.11; 1 Tm 1.14; 2 Tm 1.6). Os dons são concedidos a fim de que os corpos sejam desgastados com sobrecarga de trabalho. Eles não capacitam o homem para trabalhar além do que é sensato e ideal para o corpo. 2.27 Pois de fato esteve doente e quase à morte; mas Deus se compadeceu dele, e não somente dele, mas também de mim, para que eu não tivesse tristeza sobretristeza. 2.27 a Isso prova que Deus restaurou milagrosamente a saúde de Epafrodito e o livrou da morte. A oração faz maravilhas até mesmo num colapso físico, mas nunca sustentará um corpo que não é devidamente cuidado pormeio de descanso e de alimentação adequada. 2.28 Porisso vo-lo envio com mais urgência, para que, vendo-o outra vez, vos regozijeis, e eu tenha menos tristeza. 2.28 a aterrorizados literalmente, disse de cavalos ou outros animais assustados oucom medo de repente, assim de repente consternação em geral. que não sendo o seu medo. evidente sinal de perdição Se eles só percebem (2 Tessalonicenses 1:5). Ele atesta isso, ao afirmar que desesperadamente contra você, eles estão apenas correndo para sua própria perdição, não balançando sua fé unida e constância.
  • 29. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página29 de 29 para vós de salvação Os manuscritos mais antigos ler", de sua salvação ", não apenas a segurança do seu temporal. Que eu possaser o menos triste - Quando eu sei que você é alegria. 2.29 Recebei-o, pois, no Senhor com todo o gozo, e tende em honra a homens tais como ele; 2.29 a Epafrodito havia estado perto da morte (v.30), então Paulo enviou para casa em filipos. Paulo encorajou os filipenses a honrarem não somente a a Epafrodito como também outras pessoas queque serviam a Cristo como ele fazia. 2.30 porquepela obra de Cristo chegou até as portas da morte, arriscando a sua vida para suprir-me o que faltava do vosso serviço. 2.30 a Esse foi o motivo do seu problema físico – trabalho em demasia (v.30). Num caso como esse e, sem dúvida , no caso de Trófimo, o melhor era deixar que se recuperassem antes que voltassem ao trabalho. (FILIPENSES Capítulo3.1-21ARA) 3.1 Quanto ao mais, irmãos meus, regozijai-vos no Senhor. Não me é penoso a mim escrever-vos as mesmas coisas, e a vós vos dá segurança. 3.1 a Que sua alegria seja no Senhor. 3.1 b Ele escreve as mesmas doutrinas que pregava e escrevera a outros. 3.2 Acautelai-vos dos cães; acautelai-vos dos maus obreiros; acautelai-vos da falsa circuncisão. 3.2 a OS JUDEUS SÃO CHAMADOS DE TRÊS COISAS AQUI: (1)Cães, o mesmo nome que davam aos outros (Mt 15. 26, 27). (2)Maus obreiros, mestres judaizantes. (3)A circuncisão. Gr. Katatome. Somente aqui,, mas o verbo katatemno aparece na Septuaginta para descrever mutilações dos pagãos (Lv. 21.5; 1 Rs 18.28). Paulo iguala a circuncisão a práticas pagãs.
  • 30. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página30 de 30 3.3 Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne. 3.3 a QUATRO PONTOS A RESPEITO DOS CRISTÃOS AQUI (v. 3): (1)A verdadeira circuncisão (Rm 2.29). (2)Adoradores em espírito (Jo 4.24). (3)Gloriam-se em Cristo (3.1; 4.4; 1 Pe 1). (4)Não confiam na carne (v. 3, 4; 2 Co 5.16). 3.4 Se bem que eu poderia até confiar na carne. Se algum outro julga poder confiar na carne, ainda mais eu: 3.4 a Os manuscritos mais antigos dizia: Não procuro cada um de vocês (plural, em grego) sobresuas próprias coisas (isto é, tendo em conta não apenas a eles), mas cada um de vocês sobreas coisas dos outros" também. Compare 02:21 Php, também o exemplo Pauls próprio (Filipenses 1:24). Embora eu - Ele subjoins esta no singular, porque os filipenses não poderia dizer assim. 3.5 circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei fui fariseu; 3.5 a Veja (Gn 17. 9-14; Lv 12.3). 3.5 b Veja (Gn 29. 21; 30.25; 15. 16-29). 3.5 c Veja (nota Mt 3.7): Uma seita de Judeus zelosos e justos aos seus próprios olhos que seguiam estritamente as próprias interpretações das leis e suas tradições, não importando o fato de elas anularem a Palavra de Deus. Eles eram os inimigos mais ferrenhos de Cristo (Mt 15.2; 23. 1-33; Mc 7. 8-13; Lc 11.42; Gl 1.14; Fp 3. 4-6). 3.6 quanto ao zelo, persegui a igreja; quanto à justiça que há na lei, fui irrepreensível. 3.6 a Tendo como um zelo para que a perseguem até a morte aqueles que não observá-lo. Quanto à justiça que é descrito e chamado pela lei - ou seja, as observâncias externas, irrepreensível. 3.6 b (At 7.58; 8. 1-3; 9. 1, 2; Gl 1.13). 3.6 c No cumprimento de todas as exigências do judaísmo – por ser de linhadem se mistura – e quanto ao seu zelo fanático, ninguém o superava (v. 4-6; Gl 1. 13, 14; 2 Co 11.22).
  • 31. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página31 de 31 3.7 Mas o que para mim era lucro passeia considerá-lo como perda por amor de Cristo; 3.7 a Todas essas vantagens (dos v. 4-6), a honra e o respeito de que desfrutava entre entre os judeus, bem como o futuro que me aguardava no meio deles, eu considerei como perda porCristo (v.7). 3.7 b Gr. Zemia, perda relacionada a mercadorias, especialmente a perda voluntária decorrente de volumes lançados ao mar aliviar um navio em naufrágio (aqui; v.8; At 27. 10, 21). 3.8 sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo, 3.8 a Não somente considero como perda todas as coisas para ganhar a Cristo, mas dependo dele para salvar a minha alma (v.8). 3.8 b DOZE GRANDES PRÁTICAS DE PAULO (3. 8-21): (1)Adorar a Deus em Espírito ( v.3; Jo 4.24). (2)Regozijar-se em Cristo (v. 1, 3; 4.4). (3)Não confiar na carne (v. 3-8). (4)Considerar todas as coisas como perda (v. 7, 8). (5)Considerar todas as coisas como esterco (v.8). (6)Não justificar a si mesmo (v.9). (7)Seguir o conhecimento (v. 8, 12). (8)Esquecer o passado (v.13). (9)Avançar para as coisas à frente (v.13). (10) Prosseguir para alcançar o premio (v.14). (11) Lutar para ser um exemplo (v. 15-19). (12) Esperar o Salvador (v.20). 3.8 c Gr. Kerdaino. Traduzido como ganhar (v.8; Mt 16.26; 18.15; Mc 8.36; 1 Co 9. 19-22;); ganhos (1 Pe 3.1); granjear (25.17, 20, 22; Lc 9.25); evitar perda (At 27.21). 3.9 e seja achado nele, não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; 3.9 a (2 Co 5. 17, 18; nota a Lc 22.3). (nota a Lc 22.3): Satanás como um anjo, não poderia estar corporalmente em Judas, porque ele possuíaseu próprio espírito. A chamada doutrina da interpenetração que sustenta a possibilidade de uma pessoaentrar corporalmente dentro da outra é falsa. A Bíblia fala sobreos coríntios e os
  • 32. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página32 de 32 filipenses estarem dentro do coração de Paulo (2 Co 7.3; Fp 1.7); Deus estar em Cristo (2 Co 5.19); Cristo estar em Deus (Jo 14.20); Deus e Cristo estarem um no outro (Jo 14. 10, 11); o homem estar tanto no Pai quanto no Filho ( 1Jo 2.24); o homem estar em Cristo (2 Co 5.17); o homem e o Espírito estarem um no outro (Rm 8.9); Cristo estar nos homens (Cl 1.27; Rm 8.10); o homem e Cristo estarem um no outro (Jo 14.20); toda a criação ertar em Deus (At 17.28); e Satanás entrar nos homens (Lc 22.3; Jo 13.27).Entretanto essas passagens se referem a estar em união com, estar consagrado para o mesmo fim – um em mente, propósito e vida. Elas não ensinam a entrada corporalde um ser dentro do outro. Isso podeser mais bem compreendido por um homem e uma mulher se tornarem um na vida, estando um nos planos, na vida etc. do outro. Portanto, Satanás entrar em Judas, simplesmente significa que Judas cedeu à tentação de trair Jesus. Ele se tornou um com Satanás, assim como os homens se tornam um em espírito com Deus quando se juntam a Ele em consagração (1 Co 6.17). 3.9 b A justiça do homem não é suficiente (Is 64.6; Lc 18. 9-14; Rm 10. 1-13). 3.9 c A justiça de Deus vem pormeio de Cristo(1 Co 1.30;), e pela fé (Gn 15.6; Rm 3. 22-26; 4. 1-25; 9. 30, 31; 10. 1-13). 3.10 para conhecê-lo, e o poder da sua ressurreição e a e a participação dos seus sofrimentos, conformando-me a ele na sua morte, 3.10 a Essa é a vida eterna (Jo 17.3). 3.10 b Ele ansiava pela ressurreição do corpo (v. 11, 21; 1 Co 15; 2 Co 5). 3.10 c Não terão comunhão com Ele em seu sofrimento vicário, mas na vergonha da cruz e no martírio por causa da verdade (2 Co 1. 5-7; Cl 1.24; 1 Pe 4.13). 3.10 d Gr. Summorphoo, ser feito conforme ou ser formado como. Somente aqui. Paulo queria conhecer a Cristo e ao poderque agiu em sua ressurreição, e compartilhar de seus sofrimentos, até mesmo morrer como Cristo havia morrido (v.10). 3.11 para ver se de algum modo possochegar à ressurreição dentre os mortos. 3.11 a Gr. Ek nekron, ressurreição dentre os mortos. 3ª PROFECIADO N.T. em Fl (3.11, não cumprida). Próxima v.21. Isso significa que alguns
  • 33. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página33 de 33 mortos ressuscitarão dentre o restante dos mortos. Refere-se a ressurreição dos justos dentre os ímpios (Lc 20.35; 21.36; 1 Co 15.23; 51-54; Fp 3.21; 1 Ts 4. 13-17; Ap 20. 4-6). 3.11 b por qualquer meio. Paulo reconhece que a perseverança do crente depende da vontade e do trabalho do Deus soberano (1:6, 2: 13; 3:12-14, 21;cf. Heb. 6:3). a ressurreição.Compartilhamento no sofrimento de Cristo, prepara-se para partilhar em Sua glória na ressurreição dos mortos (vv. 20, 21; Rom. 8:17 ). toda língua Compare" todo o joelho "(Filipenses 2:10). Em todos os sentidos Ele será reconhecido como Senhor (não mais como" servo ", Fp 2:7). Como ninguém podefazê-lo totalmente", mas pelo Espírito Santo "(1 Coríntios 12:3), os espíritos dos homens bons que estão mortos, deve ser a classe diretamente significava, Php 2:10," debaixo da terra. " para a glória de Deus Pai o fim principal de Cristos escritório mediador eo reino, que cessaráquando o efeito deve ter sido plenamente realizado (João 5:19-23, 30; 17:1, 4-7; 1 Coríntios 15: 24-28). A ressurreição dos mortos - Ou seja, a ressurreição em glória. 3.12 Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas vou prosseguindo, para ver se poderei alcançar aquilo para o que fui também alcançado por Cristo Jesus. 3.12 a DUAS COISAS QUE PAULO NÃO TINHA ALCANÇADO: (1)A ressurreição dentre os mortos (v. 11, 12, 14). Essa é outra maneira de dizer que ele não havia terminado sua carreia e ainda não fora glorificado (v. 20, 21). (2)A perfeição. Gr. Teleioo, alcançar um fim pleno; consumar (v.12). Traduzido como perfeito ( v.12; Lc 13.32; Jo 17.23; 2 Co 12.9; Hb 2.10; 5.9; 7.19; 9.9; 10. 1, 14; 11.40; 12.23; Tg 2.22; 1Jo 2.5; 4. 12, 17 , 18); terminados ( Lc 2.43; Jo 19.28); realizar ((Jo 4.34; 5.36); consumar ( Jo 17.4); e cumprir ( At 20.24). Esse tipo de perfeição se refere ao estado terminado e glorificado. Não implica que Paulo carecessede experiência espiritual; que fossedeficiente na graça; que o corpo do pecado ainda estivesse apegado a ele; que ainda estivesse lutando contra um “velho homem” dentro dele; ou que ainda não estivesse santificado.
  • 34. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página34 de 34 3.12 b Gr. Dioko, perseguir. O mesmo que perseguidor no (v.6) e prossigo no (v.14). Traduzido em outras passagens como perseguir, 30 vezes ( (Mt 5. 10-12, 44; 10.23; etc.); prossigo para alcançar (v.12); alcançar (Rm 11. 30, 31); seguir (Lc 17.23; Rm 12.13; 14.19; 1 Co 14.1; 1Ts 5.15; 1 Tm 6.11; 2 Tm 2.22; Hb 12.14; 1 Pe 3.11). A ideia aqui é a de prosseguir para alcançar o prêmio que outros já alcançaram (v. 12-14). 3.12 c Gr. Katalambano, agarrar; lançar mão ; tomar possede; levar a um fim . Traduzido como alcançar (v. 12, 13; Rm 9.30; 1 Co 9.24); surpreender (1 Ts 5.4); apanhar (( Mc 9.18; Jo 8.3; 12.35); compreender ( Jo 1.5; Ef 3.18); reconhecer ( At 4.13; 10.34); e achar (At 25.25). Ele ainda não alcançará o prêmio da ressurreição, da perfeição e da glorificação (v.12-14, 20, 21). 3.12 d Não que eu tenha já alcançado. O prêmio da salvaçãona sua plenitude ainda não foi vencido, um ponto de Paulo enfatiza contra as idéias de perfeccionismo (cf. 1 Cor. 4:8; 2 Tm. 2:18; 1 João 1:8). No entanto, o processode poupança que será consumada no dia de Cristo (1:6, 10) e da ressurreição dos mortos (3:11) já começou. Portanto Vendo que temos em Cristo como um modelo de glória resultante da" obediência "(Filipenses 2:08) e humilhação, ver que vós também ser" obediente ", e assim" a sua salvação "deve seguir a sua obediência. como tendes | obedecido mesmo que tendes sido obedientes", ou seja, a Deus, como Jesus foi "obediente" a Deus (ver em Php 2:8). não como, & c. não como se" fosseuma questão a ser feito "só na minha presença, mas agora (como as coisas são) muito mais (com mais seriedade) na minha ausência (devido a minha ajuda é retirado You) "Alford] [. trabalho para fora para realizar sua perfeição plena." salvação "é" trabalhou em "(Filipenses 2:13, Ef 1:11) crentes pelo Espírito, que lhes permite, mediante a fé se justifica uma vez por todas, mas que necessita, como um trabalho progressivo, para ser "trabalhado" por obediência, com a ajuda do mesmo Espírito, até a perfeição (2Pe 1:5-8). O som nem cristão, como os formalistas, encontra-se no meio, sem olhar para o fim, e ao Espírito Santo que só podefazer o meio eficaz, nem, como o fanático, espera atingir o fim sem os meios. sua própria a ênfase é sobreisso. Agora que eu não estou presente para continuar o trabalho de sua salvação," trabalhar a sua própria salvação "vós com muito cuidado. Não acho que este trabalho não podeir porque estou ausente"; para (Filipenses 2:13) Deus é o que opera em você ", & c. Neste
  • 35. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página35 de 35 caso, adotar uma regra diferente da primeira (Filipenses 2:4), mas repousa sobreo mesmo princípio de" a humildade "(Filipenses 2:3), ou seja, "olhar cada um em suas próprias coisas, em vez de" contendas "comos outros (Filipenses 2:14). salvação, que está em" Jesus "(Filipenses 2:10), como seu nome (que significa Deus-Salvador) implica. com temor e tremor o sentimento muito intimados sobre" servos ", como a que deveria acompanhar a sua obediência" (Ef 6:5). Então aqui: Veja que, como "servos" de Deus, a exemplo de Cristo, sereis assim "com o temor e tremor", que torna-se servos, não o medo servil, mas não tremer de ansiedade de ficar aquém da meta (1 Coríntios 9:26, 27; Hb 4:1, "Deixem- nos medo, com medo de ser uma promessadeixou-nos de entrarmos no seu descanso, deve vir algum curto-la "), resultante de um sentido de nossa insuficiência humana e da consciência de que tudo depende do poderde Deus", que opera tanto o querer eo fazer "( Ro 11,20). "Paul, apesar de alegre, escreve a sério" [JJ Wolf]. Não que eu tenha já atingido - o prêmio. Ele entra aqui com uma nova série de metáforas, tiradas de uma corrida. Mas observar como, na maior fervor, ele mantém sua sobriedadede espírito. Ou já souperfeito - Há uma diferença entre aquele que é perfeito, e que é aperfeiçoado. O primeiro é equipado para a corrida, ver. 15, o outro, pronto para receber o prêmio. Mas a exercer, se me permitem apreender que - perfeita santidade, preparatórias para a glória. Pois, a fim de que eu estava preso porCristo Jesus - Parecendo-me no caminho, Atos , 14. O discurso condicionalmente, tanto aqui como no versículo anterior, não implica incerteza, mas apenas a dificuldade de alcançar. 3.13 Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, 3.13 a UMA COISA EU FAÇO (Fp 3.13) TRÊS PARTES QUE COMPÕEM ESTA UMA COISA: (1)Esqueço do percurso que já avancei na corrida ( 1 Co 9. 24-27). Não possoperdertempo com o passado (v.13).
  • 36. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página36 de 36 (2)Avanço em direção ao que está adiante de mim, na corrida. Contraio todos os nervos e músculos e faço uso de toda a minha força para ganhar. O meu futuro depende disso. Estou correndo pela minha vida (v.13) (3)Prossigo para o alvo (v.14), ou seja avanço para a linha de chegada no estádio na qual todos todos os corredoresdevem manter os olhos fixos, a fim de que não sejam desqualificados para o prêmio (v.14; 1Co 9.24) 3.14 prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus. 3.14 a Vocação celestial; o chamado de Deus vindo do alto. 3.15 Pelo que todos quantos somos perfeitos tenhamos este sentimento; e, se sentis alguma coisa de modo diverso, Deus também vo-lo revelará. 3.15 a DOIS TIPOS DE PERFEIÇÃO: (1)Veja nota 3.12 a, item 2: A perfeição. Gr. Teleioo, alcançar um fim pleno; consumar (v.12). Traduzido como perfeito ( v.12; Lc 13.32; Jo 17.23; 2 Co 12.9; Hb 2.10; 5.9; 7.19; 9.9; 10. 1, 14; 11.40; 12.23; Tg 2.22; 1Jo 2.5; 4. 12, 17 , 18); terminados ( Lc 2.43; Jo 19.28); realizar ((Jo 4.34; 5.36); consumar ( Jo 17.4); e cumprir ( At 20.24). Esse tipo de perfeição se refere ao estado terminado e glorificado. Não implica que Paulo carecessede experiência espiritual; que fossedeficiente na graça; que o corpo do pecado ainda estivesse apegado a ele; que ainda estivesse lutando contra um “velho homem” dentro dele; ou que ainda não estivesse santificado. (2)Gr. Toleios, maduro; completo. Aqui o termo é usado para descrever o crescimento pleno, como o de homens, e não como o de crianças , no conhecimento crstão completamente instruídos e experimentados em profundidade , como em ( 1 Co 2.6; 14.20; Ef 4.13; Cl 1.28; Tg 1.4; 3.2; Hb 5.14; 1 Jo 4.18). 3.16 Mas, naquela medida de perfeição a que já chegamos, nela prossigamos. 3.16 a A maturidade cristã inclui agir sob a orientação que já recebemos. Podemos sempre conseguir desculpas, dizendo que ainda temos muito a aprender. O ensino que recebemos diz que devemos viver à altura daquilo
  • 37. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página37 de 37 que já aprendemos, colocando-o constantemente em prática. Não precisamos nos desviar de nosso caminho por causa de uma infindável buscada verdade, pois já a encontramos. 3.17 Irmãos, sedemeus imitadores, e atentai para aqueles que andam conforme o exemplo que tendes em nós; 3.17 a Gr. mimetes, imitadores. Somente aqui, mas a ideia é a mesma da da (nota a, Ef 5.1; nota a, 1Co 4.16). (nota a, Ef 5.1): Gr.mimetes, imitadores, imitar a fala, sotaque e modo de vida de outro (nota a, 1 Co 4.16). Significa imitar a Deus como os filhos imitam os pais – imitar seus atos, para lavras, natureza, caminhos, graça e Espírito. (nota a, 1Co 4.16): Gr. Mimetes, imitadores. Sigais ou imiteis a mim como eu a Cristo (v.16; 11.1; Ef 5.1; 1 TS 1.6; 2.14; Hb 6.12; 1Pe 3.13). 3.17 b Gr. Skopos. Somenteaqui, mas tem o mesmo significado de skopeo (nota a, Rm 16.17): Gr. Skopeo, tomar cuidado,. Estejam alertas em relação aqueles que causam divisões e não tenham comunhão comeles, para que o rebanho fique protegido (v.17; Fp 3.17). Também é traduzido como atentar ( 2 Co 4.18; Fp 2.4), ver (Lc 11.35) e olhar (Gl 6.1). 3.17 c Gr. Tupos. Traduzido como exemplo (v.17; 1 Co 10. 6, 11; 1 Ts 1.7; 2 Ts 3.9; 1 Tm 4.12; Tt 2.7; Hb 8.5; 1 Pe 5.3); modelo (At 7.44); forma (Rm 6.17); figura (At 7.43; Rm 5.14); e sinal (Jo 20.25). 3.18 porquemuitos há, dos quais repetidas vezes vos disse, e agora vos digo até chorando, que são inimigos da cruz de Cristo; 3.18 a CINCO FATOS A RESPEITO DE FALSOS MESTRES (3.18): (1)São inimigos da cruz de Cristo (v.18). (2)O seu fim é a perdição (v.19; 2 Co 11. 14, 15; Hb 6.8; 2 Pe 2.20). (3)O seu Deus é o ventre (v.19; Rm 16.18; Is 56. 10-12; Ez 13.19). (4)Sua glória é para confusão deles (v.19; Gl 6.13; Tt 1. 10-13; 2 Pe 2.2). (5)Só pensam nas coisas terrenas (v.19; Rm 8. 5, 6; 2 Pe 3.3; Jd 13-20; Cp. Mt 7.15). 3.19 cujo fim é a perdição; cujo deus é o ventre; e cuja glória assenta no que é vergonhoso; os quais só cuidam das coisas terrenas. 3.19 a Php 2:22, porque não sabeis a prova dele que | | ele se serviu comigo", implica que Timothy tinha sido longa com Paulo em Filipos e,
  • 38. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página38 de 38 consequentemente, na história (At 16,1-4; 17:10, 14), encontramo-las estabelecendo junto de Derbe em Licaônia, e juntos novamente em Berea na Macedónia, perto da conclusão de Pauls viagem missionária: uma coincidência casual entre a Epístola e história, uma marca de autenticidade [Paley]. De Php 2:19-30, parece Epafrodito foi estabelecido de uma vez para acalmar a ansiedade do que os filipenses por sua conta, e ao mesmo tempo que ostenta a Epístola; Timothy era seguir os apóstolos após a libertação foi decidida, quando podeorganizar os seus planos mais definitivamente a respeito de onde Timothy deveria, em seu retorno, com rumores de Filipos, conhecer Paul, que estava projetando por um circuito mais amplo, e um progresso mais lento, para chegar a essacidade. Pauls razão para o envio de Timothy, logo após ter ouvido do que os filipenses de Epafrodito foi que eles passaram a sofrer perseguições (Filipenses 1:28-30) e, além disso, Epafrodito atraso com a doençaem sua viagem a Roma de Filipos, fez a notícia que ele trouxe a data de menos recente do que Paulo queria. O próprio Paulo também espera a visitá-los em breve. Mas eu confio Mas a minha morte não é, de certa forma, sim," Espero que (grego) no Senhor (isto é, pelos Senhores ajudar) " vos , literalmente," para vocês ", ou seja, a sua satisfação, não apenas o movimento, a você. Eu também que não só você" podeser bom ânimo "(tão grego) em audiência de mim (Filipenses 2:23), mas" Eu também, quando eu sei seu estado. " cujo fim é a perdição - Este é colocado na frente, que o que se segue pode ser lido com o maior horror. Cujo deus é o ventre - suprema felicidade reside em quem gratificante seus apetites sensuais. Quem mente - Relish, desejo, buscaras coisas terrenas. 3.20 Mas a nossapátria está nos céus, donde também aguardamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo, 3.20 a Gr. Pliteuma, cidadania; cidade; direitos civis; estado;sociedade ou governo. Usado somente aqui no N.T. O verbo é usado em (Fp 1.27). Veja nota 1.27a (nota a, Fp 1.27): Gr. Politeuo, exercer cidadania; comportar-secomo cidadão. Traduzido como viver em At 23.1 Somente nessas duas passagens,
  • 39. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página39 de 39 mas politeuma é usado para se referir à cidadania, em Fp 3.20. O evangelho normatiza a vida dos cidadãos celestiais (v.27). 3.20 b O QUE ESPERAR (3.20) Gr. Apekdechomai ( nota c, Rm 8.19). É bíblico esperar queo arrebatamento ou a vinda do Senhor nos ares para buscaros santos aconteça a qualquer momento (v.20; Tt 2.13), mas não a segunda vinda veja as notas ( em (2 Ts 2.7; Ap 1.19; 4.1). O arrebatamento e a segunda vinda são dois eventos separados po pelo menos sete anos. Eles não são duas fases ou dois estágios de uma vinda, mas duas vindas distintas – uma nos ares (não na terra), antes da tribulação e a outra, na terra, imediatamente após a tribulação ( 1 Ts 4.16 com Mt 24.29). Uma é a vinda para buscar os santos ( Jo 14. 1-3; Lc 21.36; 1Co 15.23; 51-54; 1 Ts 4. 13- 17; 2 Ts 2. 1, 7; Fp 3.21; Cl 3.4) e a outra é a vinda com os santos para estabelecer o reinado de Cristo aqui na terra (Zc 14.5; Jd 14; Ap 19. 11-21). 3.21 que transformará o corpo da nossa humilhação, para ser conforme ao corpo dasua glória, segundo o seu eficaz poderde até sujeitar a si todas as coisas. 3.21 a 4ª E ÚLTIMA PROFECIADO N.T. em Fp (3.21). Gr. Metaschematizo, transformar; mudar a forma de; dar nova forma. Traduzido como transfigurar-se ( 2 Co 11. 13-15); aplicar porsemelhança ( 1 Co 4.6); e transformar (Fp 3.21). 3.21 b Gr. Tapeinosis, corpo de humilhação. Traduzido como baixeza (Lc 1.48; Tg 1.10); humilhação (At 8.33); e abatido (Fp 3.21). Refere-se ao estado de baixeza a que o corpo do homem se degenerou porcausa do pecado e da vergonha. Em vez de ser imortal, glorioso e poderosocomo o dominador de toda a criação, inclusive do sol, da lua e das estrelas, como originalmente fora planejado (Gn 1. 26-31; Sl 8. 3-6), agora se tornou vil, depravado, pecaminoso, suscetívelà doenças, mortal e sujeito a humilhações e à destruição eterna ( 2 Co 4.16; Rm 1. 18-32; 6.19; Gn 3.19). 3.21 c Gr. Summoorphos, serconforme ou ter a mesma forma. Usado aqui e em Rm 8.29. Faz referência não a aparência externa exata, mas à subastância da qual o corpo é formado, que será transformada do estado de mortalidade parao da imortalidade; de um corpo natural para um corpo espiritual; da corrupção para a incorruptibilidade; e da fraqueza e humilhação para a glória e o poder(v.21; 1 Co 15. 35-38). Será um corpo
  • 40. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página40 de 40 de carne e ossos como o corpo deCristo glorificado (v.21; Lc. 24.39; Zc 13.6). 3.21 d O poderque criou o corpo e todas as coisas no princípio será o poderque realizará a ressurreição dos corposem um momento ( 1 Co 15.51) e sujeitará todas as coisas a Deus novamente ( 1 Co 15. 24-28; Hb 2. 9-18). 3.21 e transformar o nosso corpo de humilhação. Em face de um desprezo pela física (vv. 18, nota 19), Paulo celebra a transformação de Cristo nosso corpo (cf. 1 Cor. 15:50-53). Consulte "ressurreição e glorificação" em1 Coríntios. 15:21. conformados comseu corpo glorioso. Cristo levantou-se do corpo do túmulo, as primícias "de uma grande colheita (1 Coríntios. 15:20-23 ). Como o Pai vindicada obediência de Cristo (2:6-11), assimtambém a fidelidade dos crentes na tribulação terminará na ressurreiçãogloriosa preparado para eles. subjugar todas as coisas. Veja 1 Coríntios. 15:20-28. Traduzir em grego, Todos" (ouseja, que agora estão comigo, Php 1:14, 17; Php 04:21: Demas tal, então, com ele, mostrou-se, Col 4:14; comparar 04:10 2Ti ; Phm 24). buscar seus próprios contra preceito Pauls (Filipenses 2:4; 1Co 10:24, 33; 13:5). Esta é falado, em comparação com Timothy; para Php 1:16, 17 implica que algumas das pessoas comPaul em Roma eram cristãos genuínos, embora não tão abnegado como Timóteo. Poucos vêm a ajuda da causa Lordes, onde a facilidade, a fama, ganhar e ter que ser sacrificado. Mais ajuda apenas quando o ganho Cristos é compatível com a sua própria (5 Jud : 17, 23). Que transformará o nosso corpo vil - no estado mais perfeito, e da forma mais bela. Será então mais puro do que o firmamento sem mácula, mais brilhante que o brilho das estrelas e, o que ultrapassa todos os paralelos, que compreende todaa perfeição, como o seu corpo glorioso - Como que o corpo maravilhosamente glorioso que ele usa em seu reino celestial, e em seu trono triunfante. FINAL FILIPENSES CAPÍTULO 3
  • 41. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página41 de 41 (FILIPENSES Capítulo4.1-23ARA) 4.1 Portanto, meus amados e saudosos irmãos, minha alegria e coroa, permanecei assim firmes no Senhor, amados. 4.1 a Com basa no que precede, esseversículo é uma ponte entre os ensinamentos de Paulo nos capítulos anteriores e seus comentários mais pessoais no capítulo 4, permaneceidesse modo, firmes. Essa frase pode ser traduzida”permanecei firme firmes desse modo”, porquePaulo pode estar antecipando as exortações que viriam a seguir, especialmente as árduas dos vs. 2-3. Isso ajuda a explicar a presença de seis termos de afeição no ( v.1). O desafio a “permanecer firme” volta a (1.27) onde o mesmo imperativo é usado e baseia-se imediatamente na declaração de esperança em 3. 20-21. É especialmente em vista do retorno de Cristo que Paulo chamou seus leitores de sua “alegria e coroa”(cf 1 Ts 2. 19-20). 4.2 Rogo a Evódia, e rogo a Síntique, que sintam o mesmo no Senhor. 4.2 a Paulo usou súplica em vez de comando, e seu método de se dirigir a uma mulher de cada vez fortaleceu o apelo. Evódia... Síntique. Essas mulheres não são mencionadas em nenhum outro lugar do N.T. Ambas eram corajosas companheiras de trabalho concordemente. Deriva de phroneo; veja a nota sobre1.7. A principal preocupação dePaulo não era a de que elas pensassem“concordemente”” ( no grego a palavra não existe), mas que elas tivessem a atitude elogiada em 2.2. A atitude delas era crucial para a unidade da igreja. 4.3 E peço também a ti, meu verdadeiro companheiro, que as ajudes, porque trabalharam comigo no evangelho, e com Clemente, e com os outros meus cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida. 4.3 a Companheiro de jugo. Ou, “leal Sízigo”. Refere-se ou a uma pessoaem particular, talvez com esse nome, ou aos membros da igreja de um (1.27; 2.18). A tarefa de ajudar essas mulheres concordacoma metáfora também com Clemente. O nome não aparece em nenhum outro lugar no N.T.Essa expressão combina mais com a palavra “contender” do
  • 42. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página42 de 42 que coma mais remota “ajudar”. Livro da Vida. Os nomes de todos os eleitos de Deus estão escritos nesse livro (Ap. 3.5; 20.15). 4.4 Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai- vos. 4.4 a Alegrai-vos. O tema alegria é proeminente em FILIPENSES. Veja (nota a 3.1) 3.1 a Que sua alegria seja no Senhor. 4.5 Seja a vossamoderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. 4.5 a moderação. Apalavra grega denota magnimidade, ou um espírito perdoador, do qual Jesus nos dá o exemplo supremo ( 2 Co 10.1). Essa pessoanão insiste em seus direitos (2. 1-4). Somente essas pessoas aprendem o segredo da alegria. Perto está o Senhor. Isso podeser entendido de duas maneiras: temporariamente, como referindo-se à vinda de Jesus Cristo (3. 20-21), que fornece esperança em meio aos sofrimentos, ou ou espacialmente, em termos da presença de Cristo habitando entre nós e o efeito de sermos unidos a ele (1.1). 4.6 Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; 4.6 a Não andeis ansiosos. O presente imperativo podesugerir descontinuar uma prática de preocupação (com relação a certos obstáculos como conflitos e perseguições). O mesmo verbo foi usado em (2.2) com relação a uma preocupação amorosapelos outros. Aqui ele indica ansiedade que é incompatível com a confiança em Deus ( o mesmo verbo ocorreem (Mt 6.25). Como no v.4 ( e 3.1). Paulo não estava colocando o peso de um mandamento sobreos seus leitores. Nem todo tipo de ansiedade é pecado ( veja 1 Co 12.25; Fp 2.20), onde os mesmos verbos descrevem o cuidado que os crentes tinham pelos outros, cf. as emoções de Jesus em Lc 22.44). Em vez disso, Paulo estava encorajando seus leitores adotarem uma perspectiva mais positiva sobre suas circunstâncias em vez de se entregarem a uma preocupação irracional de alguma coisa;em tudo. A linguagem de Paulo foi deliberadamente todo-inclusiva; não deve haver restrições na aplicação. As vossas petições,pela oração e pela súplica... com açõesde graças. Os quatro termos usados usados aquiformam dois dísticos. Paulo não estava definindo tipos diferentes de oração. Em vez disso, o agrupamento de palavras reflete a importância que ele dava à prática da oração. Apresentar “petições” em oração nos dá um escape para
  • 43. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página43 de 43 a ansiedade (1 Pe 5.7). Fazer isso “comações de graças” é porsi mesmo um antídoto para a preocupação. 4.7 e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. 4.7 a paz de Deus... todo o entendimento. Essa é a respostadireta á oração da ansiedade. Aquilo que não podeser totalmente compreendido podede qualquer modo ser profundamente experimentado por aqueles que estão em Jesus Cristo (1.2; cf. Ef 3. 18-19). 4.8 Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. 4.8 a Concluindo essas exortações, Paulo convidou seus leitores a uma vida de obediência , a respostacerta para a paz de Deus. As virtudes listadas aqui não são exaustivas, mas representativas, e elas expressas de várias maneiras (observe a expressão repetida “tudo o que é”). O Pensamento focalizado nessas coisas não é um fim em si mesmo, mas é a preparação para uma ação intencional (v.9). verdadeiro. Veja (Efr 4. 24- 25). respeitável. A palavra grega subjacente (semmos) é traduzida “respeitáveis” em (1 Tm 3. 8, 11). Justo. (Veja nota sobre 1.11). 1.11 a Frutos da justificação que vêm pela fé e que a nova criatura experimenta (2Co 5. 17, 18; Rm 5. 1-11). Puro. Veja (1 Tm 5.22;; Tt 2.5. amável... de boa fama. Termos usados somente aqui no N.T. 4.9 O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus de paz será convosco. 4.9 a Os filipenses deviam ser guiados tanto pelos ensinamentos de Paulo como pelo seu exemplo, especialmente o seu amor por eles ( 1. 3-8; 2.12); 4.10 Ora, muito me regozijo no Senhor por terdes finalmente renovado o vosso cuidado para comigo; do qual na verdade andáveis lembrados, mas vos faltava oportunidade. 4.10 a Poralgum tempo, os filipenses pararam de ajudar o apóstolo, mas agora o cuidado deles para com Paulo se renovara . Ele lamenta com eles pela falta de oportunidade em ajuda-lo (v.10). Paulo sempre foi grato pela ajuda recebida, mas nunca fez nunhuma exigência a seus convertidos para que o sustentassem. Aqui ele não fala a respeito do assunto para conseguir algo deles, mas para louvá-los pela ajuda já enviada (v.11-19). 4.11 Não digo isto porcausa de necessidade, porque já aprendi a contentar- me com as circunstâncias em que me encontre.
  • 44. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página44 de 44 4.11 a DEZ GRANDES LIÇÕES A APRENDER (v.(11-13): (1)A estar contente em qualquer circunstância (v.11). (2)A estar abatido (v.12). (3)A ter abundância (v.12). (4)Em todamaneira (v.12). (5)Em todas as coisas (v.12). (6)A ter fartura (v.12). (7)A ter fome (v.12). (8)A ter abundância (v.12). (9)A padecer necessidade (v.12). (10) Que nada é impossívelpor meio de Jesus Criso ( v.13; Mt 17.20; Mc 9.23; 11. 22-24; Jo 14. 12-15; 15. 7, 16). 4.12 Sei passarfalta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade. 4.12 a Traduzir Não que eu", & c. (Não quero ser entendido como dizendo que, & c.). atingido obtido", ou seja, um perfeito conhecimento de Cristo e do poder da Sua morte, e na comunhão dos seus sofrimentos, e de conformidade com a Sua morte. ou que seja perfeito ou já sou perfeito", isto é, coroado coma coroade vitória, o meu curso concluído, e chegou a perfeição absoluta. A imagem é de uma pista de corrida toda. Veja 1Co 9:24; Hb 12: 23. Ver Sinônimos Trench [do grego] Novo Testamento. Eu segui prossigo". | Apreender apreendido Se é certo que eu possalançar mão que (isto é, o prêmio, Php 3:14) para que também eu fui alcançado por Cristo" (isto é, na minha conversão, assim 01:04; 1Co 13:12). Jesus omitido nos manuscritos mais antigos. Paul estava perto de" apreender "o prêmio (2 Timóteo 4:7, 8). Cristo, o autor, é também o acabamento de seus povos" raça ". 12. Eu sei como ser humilhado - Tendo escasso que é necessário para o meu corpo. E para abundam - Tendo wherewith para aliviar os outros também. Logo depois, a ordem das palavras é invertida, a sua íntima transição freqüente da escassezà abundância, e da abundância à escassez. Fui instruído - Literalmente, estou iniciado no mistério, desconhecido para todos, mas os cristãos. Tanto para ser completo e estar com fome - porum
  • 45. ESTUDO TEMA LIVRO DE FILIPENSES VERSÍCULO POR VERSÍCULO Livrode Filipenses Versículo por Versículo Página45 de 45 dia. Tanto a abundância e querem - porum longo período. 4.13 Possotodas as coisas naquele que me fortalece. 4.13 a tudo posso. Dotado do podere da atitude de Cristo (2.5; 3.10), Paulo era capaz de enfrentar todas as circunstâncias com alegria. Ele queria incultar a mesma lição aos seus leitores (6-7, 19). 4.13 b Será que podemos realmente fazer tudo? O poderque recebemos em nossa união co Cristo será suficiente para fazer-mos sua vontade e enfrentar-mos os desafios que surgirem devido aos nossos compromossos. Ele não nos outorga uma capacidade sobre-humana para realizar-mos tudo que podemos imaginar, sem nos preocuparcom os interesses divinos. Ao lutar pela fé, enfrentaremos dificuldades, pressões e provocações.Quando estas chegarem , peçaa Cristo para fortalecê.-lo. 4.14 Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição. 4.14 a Os filipenses cooperaram financeiramente com Paulo enquanto ele estava na prisão. 4.14 b associando-vos. O termo grego é relacionado com a palavra traduzida “cooperação”ou “parceria” (1.5). na minha tribulação. A qualificação dos vs. 10-13 fez com que Paulo reconhecesseque havia estado em real necessidade(1.17). 4.14 c A qualificação dos vv. 10-13 chamada para a atualização de gratidão de Paulo para a sua assistência a ele na sua hora de necessidade real (1:17). alto chamado literalmente", chamando o que está acima "(Gálatas 4:26 e Colossenses 3:01):" A vocação celestial "(Hb 3:1)." O prêmio "é" a coroa da justiça "(1 Coríntios 9 : 24; 2 Timóteo 4:8). Re 2:10, "coroada vida." 1Pe 5:04, "a coroa de glória que não desaparece." "O alto", ou "chamada celestial", não está restrito , como Alford pensa, a Pauls própria vocação como apóstolo pela convocação deDeus do céu, mas a vocação comum de todos os cristãos para a salvação em Cristo, que vem do céu, convida-nos para o céu, para onde de acordo comnossas mentes devem ser erguidas. 4.15 Também vós sabeis, ó filipenses, que, no princípio do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja comunicou comigo no sentido de dar e de receber, senão vós somente;