SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
EMDR via WEB
André Monteiro
Pacientes Complexos
Dr. André Monteiro
Variações sobre as fases
Estamos em curva de aprendizagem
 
EMDR on-line tem sido mais difícil para alguns pacientes,
mas mais gratificante para outros
 
Variáveis que podem interferir ou facilitar a preservação
deste vínculo
Fase 1 - Este é o meu lar
Terapeutas ficam mais vulneráveis à exposição de espaço
privado    
Privacidade do paciente pode ter sido lugar de trauma –
paciente com vergonha de mostrar espaço de abuso  
Está bem nos enxergarmos assim, ou melhor sem vídeo, ou
com menos luminosidade?  
Ajustes de tela – paciente fica desconfortável ao ver a própria
imagem
Fase 8 religando fases 1 e 2: Ritual de início e
fechamento  de sessão marcação mais estruturada 
 
Ler um poema– gravar áudio/ vídeo entre sessão e outra
Fazer uma prece juntos
Experimentar alongamento de ioga
 Tentar exercício de respiração
Cantar uma canção favorita
3 palavras de como se encontra: emocionalmente,
fisicamente, espiritualmente
Procurar por poemas ou citações temáticas na internet
SIM, SEI BEM
Que nunca serei alguém.
Sei de sobra
Que nunca terei uma obra.
Sei, enfim,
Que nunca saberei de mim.
Sim, mas agora,
Enquanto dura esta hora,
Este luar, estes ramos,
Esta paz em que estamos,
Deixem-me crer
O que nunca poderei ser.
Fernando Pessoa
Importância de nomear
 
 
 
Ativação de córtex pré-frontal 
You name it, you tame it (Daniel Siegel) 
Como co-criar um território mais regulador – senso
de tempo e de espaço com segurança e autorregulação 
Fazer resumo da sessão antes de finalizar atendimento –
ritual de início e de finalização da sessão.
Fase 2: Psicoeducação do Isolamento
 
 
• Ser lembrete de que existe uma conexão
É mais difícil para alguns – pacientes
mais idosos
Fazer gravação de algum exercício de
regulação para clientes com maior
dificuldade de manter constância de
objeto, com dificuldade de permanência
Fases 2 para 3: Identificação dos
Disparadores
Quais os estressores diários
O que ativa impotência e desesperança
O que intensifica isolamento
Estressores– pais com filhos em casa e precisam trabalhar
Dessensibilização de impulsos– vontade de sair e contaminar-se –
conduta suicida por suposta libertação
Vida pós isolamento– retomada social - perda de habilidades
Escolha de permanecer online
Fase 2: Preciso neste momento de quê? Quando
o cliente não se encontra enraizado/ orientado
para o presente
 
 
Se paciente está ativado demais, desorganizado e com dificuldade de
manter atenção dual ou 
Fechado demais, dissociado e hiporresponsivo para engajar 
Començar com recursos: Lugar Seguro, DIR, 3 Cs, movimentos físicos
de alongamento, relaxamento progressivo de Jacobson +
Recursos externos: estabelecer objetivos com baixo risco de fracasso:
tomar uma ducha, trocar de roupa, fazer a barba, pentear o cabelo,
ligar para amigo, desligar a TV, dar uma volta
Fase 4: sempre em busca do reprocessamento,
mas não a qualquer custo
Pacientes que processam bem no consultório normalmente
processam bem on-line
Os que se debatem com temas da vida diária vão ter menos
estabilidade para reprocessar trauma via e-EMDR
Há variações de estilo de cada cliente, mas também
reprocessamento depende de onde se encontram em suas terapias:
mais em vinculação e estabilização de início, já em enfrentamento
de passado ou mais em processo integrativo com partes interiores e
preparando-se para espaçar sessões.
Dissociação e ab-reação
Acontecem independentemente de nossa presença
Normalizar dissociação (não acredito que isso esteja acontecendo) e
ab-reações
Conforto de ter essas reações em casa – não ter que enfrentar a sala
de espera. Corredores, elevador etc
Online tende a ser mais intimista
Mais emprego de contêiner – uma coisa é uma coisa (o que estamos
trabalhando), outra coisa é outra coisa (associações livres para mais
tarde).
Que tal fazermos o fechamento de apenas isso hoje – um passo de
cada vez -
De castigo em casa?  Diferenciar Trauma do passado x proteção no
presente
Não posso fazer muito para os outros, mas o que posso fazer por
mim, como ponto de partida – recuperação do Self agente
Conversar sobre a realidade do online e combinar como paciente
deseja que terapeuta reaja a emoção/ dissociação
Qual o tema apresentado e quais as capacidades do paciente?
Traumas agudos recentes e em andamento – Protocolo Assyst
Trauma com SUDs insuportável – protocolo Flash
Para traumas relacionados ao Covid-19, empregar o protocolo
clássico, mas sem flutuar ao passado – focar os aspectos mais
intrusivos de disparadores atuais = trabalhar mais focado no
presente e passado recente, sem busca por evento chave (reduzir
ativação desnecessária de cadeia associativa)
Fase 4 - 6:  Quando promover alterações no
protocolo clássico - a busca pelo ritmo de cada um
Fazer séries mais curtas de EBLs, com abraço de borboleta para
conteúdo mais intimista – relativo a partes interiores ou visual para
processamento de memórias visuais
Trazer paciente de volta ao alvo inicial com mais frequência =>
trabalho mais contido (diluído), por causa do nível elevado de
estresse no ambiente
Princípio de fragmentação de alvo – começando por SUDs mais
reduzido
Luto – empatia e presença
Fase 4 - 6:  Modificações para online em geral
Usar EMD com mais regularidade
Reprocessamento distanciado – iniciando com 3a pessoa – e
se estivesse olhando para essa imagem difícil nesta tela?
Estabeleça a distância apropriada
Reprocessamento de 3a pessoa para 1a pessoa
Se aparece algo mais relevante da história do paciente
durante reprocessamento, identificar, nomear e voltar ao
presente – sem incentivar as cadeias associativas traumáticas
x continuar com reprocessamento.
Administração de emoções
  Toca, identifica,
nomeia e retorna!
Monitoramento continuado da capacidade do paciente de
manter atenção dual:
Pontos de escolha clínica
1 Começar com disparadores do presente
2 Flutuar ao passado, em direção a uma associação
correspondente
3a Nomear a recordação e seguir com reprocessamento ou
3b Nomear e retornar ao alvo inicial
9 goles de água em vez de 6
habituais= está entediada e
não suporta a paciente.
O copo d'água
Exemplo do colega
Flutuar ao passado e relembrar do pai que disse que ela não
valia nada, que preferia que ela não tivesse nascido.
Só de olhar para essa cena do passado e voltar ao presente já
foi suficiente para fazer a conexão, orientá-la ao presente e
deixar o passado no passado.
Quando abrir ou não abrir a rede de memória?
Abrir ou não a rede de memória
Quando abrir ou não abrir a rede de mAvaliar se cliente tem ou não a
capacidade de acessar esse passado e oferecer apoio, com movimento
nessa direção =
Encorajar clientes a se moverem em direção ao reprocessamento, em
vez de evitar isso
Se paciente disser que não tem energia mental para isso, vamos avaliar
crenças bloqueadoras,
Quais medos são ativados,
O que seria necessário para dar esse passo – ou Floatforward,
flashforward para antecipar quais seriam os perigos de se mover nessa
direçãoemória?
Planos alternativos
 
 
 
Entrelaçamento integrativo: o que você quer dizer agora que não pôde
dizer no passado? Conectar presente ao passado e mover adiante no
future 
Ou entrelaçamento orientado para a ação: O que gostaria de fazer
agora?  
Como seria se justiça prevalecesse? Entrelaçamento focado em
justiça, para além do simples reprocessamento de memória do
passado. 
Entrelaçamentos de ação – da imobilidade para a mobilização, da ação
incompleta para a ação complete – na imobilidade há energia potencial
para ação
Busca por justiça para sobreviventes
de trauma
Processamento de trauma não se restringe a reviver, mas sim a
refazer o que não pôde ocorrer
  Precisamos processar o que se encontra aprisionado no Sistema
Nervoso: luto, raiva, dor, vergonha, impotência, mas queremos incluir
ação reparadora, que inclua completude
Acessar justiça traz contato com valores, indignação e senso do que é
certo no presente.
Estamos enlutados com a vida, tal a
conhecíamos
Vivências de indignação, impotência e incerteza
Vamos nomear para domesticar, ativando lobos frontais – recrutar
cérebro pensante a simbolizar, nomear, o que promove regulação.
Se nomeamos, rompemos a solidão e entendemos melhor o
fenômeno que estamos enfrentando – no espaço virtual esse pode
ser melhor do que no presencial
Online pós pandemia
Conveniência de manter este modelo
Expansão da psicoterapia no cotidiano
Imagem nas redes – novo perfil profissional
Terapia híbrida (algumas sessões presenciais)
EMDR como modelo integrador
Esse conteúdo foi produzido pelo
Dr. André M Monteiro. Reprodução e
venda proibidas.  Todos os direitos
reservados.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Esquema inicias desaptativos
Esquema inicias desaptativosEsquema inicias desaptativos
Esquema inicias desaptativos
Tiago Malta
 

Mais procurados (20)

Transmissão Transgeracional do Trauma com André Monteiro PhD
Transmissão Transgeracional do Trauma com André Monteiro PhDTransmissão Transgeracional do Trauma com André Monteiro PhD
Transmissão Transgeracional do Trauma com André Monteiro PhD
 
Transtorno dissociativo Material de Apoio
Transtorno dissociativo Material de ApoioTranstorno dissociativo Material de Apoio
Transtorno dissociativo Material de Apoio
 
Protocolo EMD - Etapas do Procedimento
Protocolo EMD - Etapas do ProcedimentoProtocolo EMD - Etapas do Procedimento
Protocolo EMD - Etapas do Procedimento
 
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso OnlinePoder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
 
Protocolo EMD para Transtornos Alimentares por Natalia Seijo
Protocolo EMD para Transtornos Alimentares por Natalia SeijoProtocolo EMD para Transtornos Alimentares por Natalia Seijo
Protocolo EMD para Transtornos Alimentares por Natalia Seijo
 
Ebook Caixa de Areia por Lucimara
Ebook Caixa de Areia por LucimaraEbook Caixa de Areia por Lucimara
Ebook Caixa de Areia por Lucimara
 
Material de apoio: Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo I
Material de apoio: Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo IMaterial de apoio: Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo I
Material de apoio: Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo I
 
Curso Memoria e Trauma Psíquico - Parte 01
Curso Memoria e Trauma Psíquico - Parte 01Curso Memoria e Trauma Psíquico - Parte 01
Curso Memoria e Trauma Psíquico - Parte 01
 
Material Complementar de Transtornos Alimentares
Material Complementar de Transtornos AlimentaresMaterial Complementar de Transtornos Alimentares
Material Complementar de Transtornos Alimentares
 
A Proposal for an EMDR Reverse Protocol - Robbie Adler-Tapia
A Proposal for an EMDR Reverse Protocol - Robbie Adler-TapiaA Proposal for an EMDR Reverse Protocol - Robbie Adler-Tapia
A Proposal for an EMDR Reverse Protocol - Robbie Adler-Tapia
 
Terapia Cognitivo Comportamental dos Transtornos da Personalidade
Terapia Cognitivo Comportamental dos Transtornos da PersonalidadeTerapia Cognitivo Comportamental dos Transtornos da Personalidade
Terapia Cognitivo Comportamental dos Transtornos da Personalidade
 
Caixa de areia - Slides curso Caixa de Areia e EMDR
Caixa de areia  - Slides curso Caixa de Areia e EMDRCaixa de areia  - Slides curso Caixa de Areia e EMDR
Caixa de areia - Slides curso Caixa de Areia e EMDR
 
Ebook Plano de Tratamento
Ebook Plano de TratamentoEbook Plano de Tratamento
Ebook Plano de Tratamento
 
IV Congresso Brasileiro de EMDR
IV Congresso  Brasileiro de EMDRIV Congresso  Brasileiro de EMDR
IV Congresso Brasileiro de EMDR
 
Ansiedade estratégias de tratamento em TCC
Ansiedade estratégias de tratamento em TCCAnsiedade estratégias de tratamento em TCC
Ansiedade estratégias de tratamento em TCC
 
Esquema inicias desaptativos
Esquema inicias desaptativosEsquema inicias desaptativos
Esquema inicias desaptativos
 
A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila
 
Transtorno Bipolar
Transtorno BipolarTranstorno Bipolar
Transtorno Bipolar
 
TCC - Terapia Cognitiva Comportamental
TCC - Terapia Cognitiva ComportamentalTCC - Terapia Cognitiva Comportamental
TCC - Terapia Cognitiva Comportamental
 
Introdução à psicopatologia
Introdução à psicopatologiaIntrodução à psicopatologia
Introdução à psicopatologia
 

Semelhante a Ebook EMDR via Web - ANDRÉ MONTEIRO PhD

Neurose,+resistências,+experimentos+(+gestalt aline+)
Neurose,+resistências,+experimentos+(+gestalt aline+)Neurose,+resistências,+experimentos+(+gestalt aline+)
Neurose,+resistências,+experimentos+(+gestalt aline+)
breconcepcion1
 

Semelhante a Ebook EMDR via Web - ANDRÉ MONTEIRO PhD (20)

Ebook Via WEB
Ebook Via WEBEbook Via WEB
Ebook Via WEB
 
Constelação Familiar (CF) e Experiência Somática® (SE): duas terapias comple...
Constelação Familiar (CF) e Experiência Somática®  (SE): duas terapias comple...Constelação Familiar (CF) e Experiência Somática®  (SE): duas terapias comple...
Constelação Familiar (CF) e Experiência Somática® (SE): duas terapias comple...
 
Conceitualização de Casos Complexos
Conceitualização de Casos ComplexosConceitualização de Casos Complexos
Conceitualização de Casos Complexos
 
Neurose,+resistências,+experimentos+(+gestalt aline+)
Neurose,+resistências,+experimentos+(+gestalt aline+)Neurose,+resistências,+experimentos+(+gestalt aline+)
Neurose,+resistências,+experimentos+(+gestalt aline+)
 
Coaching
CoachingCoaching
Coaching
 
Como aprender e dominar qualquer assunto
Como aprender e dominar qualquer assuntoComo aprender e dominar qualquer assunto
Como aprender e dominar qualquer assunto
 
4 benefícios de acartar com consequências
4 benefícios de acartar com consequências4 benefícios de acartar com consequências
4 benefícios de acartar com consequências
 
Relações Familiares, o Papel das Emoções (Vanderlei Miranda) - Cidadão do Fut...
Relações Familiares, o Papel das Emoções (Vanderlei Miranda) - Cidadão do Fut...Relações Familiares, o Papel das Emoções (Vanderlei Miranda) - Cidadão do Fut...
Relações Familiares, o Papel das Emoções (Vanderlei Miranda) - Cidadão do Fut...
 
Eae 68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
Eae   68 - vícios e defeitos - roteiro da aulaEae   68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
Eae 68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
 
Ol pequeno-livro-do-stress
Ol pequeno-livro-do-stressOl pequeno-livro-do-stress
Ol pequeno-livro-do-stress
 
Reforma íntima
Reforma íntimaReforma íntima
Reforma íntima
 
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
 
Lei do carma
Lei do carmaLei do carma
Lei do carma
 
PARTE C - CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA – 1º ANO (FEESP)
PARTE C - CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA – 1º ANO (FEESP)PARTE C - CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA – 1º ANO (FEESP)
PARTE C - CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA – 1º ANO (FEESP)
 
Aula plano de intervenção psicoterapias
Aula plano de intervenção psicoterapiasAula plano de intervenção psicoterapias
Aula plano de intervenção psicoterapias
 
Aula plano de intervenção psicoterapias
Aula plano de intervenção psicoterapiasAula plano de intervenção psicoterapias
Aula plano de intervenção psicoterapias
 
Workshop comunicação
Workshop comunicaçãoWorkshop comunicação
Workshop comunicação
 
7 FERRAMENTAS QUE FACILITAM SEU VIVER COMO UM SER INFINITO.pdf
7 FERRAMENTAS QUE FACILITAM SEU VIVER COMO UM SER INFINITO.pdf7 FERRAMENTAS QUE FACILITAM SEU VIVER COMO UM SER INFINITO.pdf
7 FERRAMENTAS QUE FACILITAM SEU VIVER COMO UM SER INFINITO.pdf
 
Ciência do perdão
Ciência do perdãoCiência do perdão
Ciência do perdão
 
AULA ESPECIAL.pdf
AULA ESPECIAL.pdfAULA ESPECIAL.pdf
AULA ESPECIAL.pdf
 

Mais de Espaço da Mente

Mais de Espaço da Mente (18)

Protocolo Casal com Modelo Testemunha Compassiva - Dra Tina Zampieri
Protocolo Casal com Modelo Testemunha Compassiva - Dra Tina ZampieriProtocolo Casal com Modelo Testemunha Compassiva - Dra Tina Zampieri
Protocolo Casal com Modelo Testemunha Compassiva - Dra Tina Zampieri
 
Protocolo Estimulação Conjugada - Ficha de Trabalho - Dra Tina Zampieri
Protocolo Estimulação Conjugada - Ficha de Trabalho - Dra Tina ZampieriProtocolo Estimulação Conjugada - Ficha de Trabalho - Dra Tina Zampieri
Protocolo Estimulação Conjugada - Ficha de Trabalho - Dra Tina Zampieri
 
DES - Dissociative Expériences Scale
DES - Dissociative Expériences ScaleDES - Dissociative Expériences Scale
DES - Dissociative Expériences Scale
 
Regulacao emocional - Material de Apoio
Regulacao emocional - Material de ApoioRegulacao emocional - Material de Apoio
Regulacao emocional - Material de Apoio
 
A comunicação no universo digital
A comunicação no universo digitalA comunicação no universo digital
A comunicação no universo digital
 
O poder das crenças - Material de apoio
O poder das crenças - Material de apoioO poder das crenças - Material de apoio
O poder das crenças - Material de apoio
 
Material de Apoyo - Transtornos de la Alimentación - Modulo II
Material de Apoyo - Transtornos de la Alimentación - Modulo IIMaterial de Apoyo - Transtornos de la Alimentación - Modulo II
Material de Apoyo - Transtornos de la Alimentación - Modulo II
 
Questionário ACE - Adverse Childhood Experiences - Formação EMDR
Questionário ACE - Adverse Childhood Experiences - Formação EMDRQuestionário ACE - Adverse Childhood Experiences - Formação EMDR
Questionário ACE - Adverse Childhood Experiences - Formação EMDR
 
Fluxograma da ficha de trabalho - Formação em EMDR
Fluxograma da ficha de trabalho - Formação em EMDRFluxograma da ficha de trabalho - Formação em EMDR
Fluxograma da ficha de trabalho - Formação em EMDR
 
Circulo Ikigai por Renata Mayumi Onogi - Curso Online Ikigai
Circulo Ikigai por Renata Mayumi Onogi - Curso Online IkigaiCirculo Ikigai por Renata Mayumi Onogi - Curso Online Ikigai
Circulo Ikigai por Renata Mayumi Onogi - Curso Online Ikigai
 
Atualizações teóricas do Curso de Flash
Atualizações teóricas do Curso de FlashAtualizações teóricas do Curso de Flash
Atualizações teóricas do Curso de Flash
 
Círculos Viciosos
Círculos ViciososCírculos Viciosos
Círculos Viciosos
 
Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo II
Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo IITranstornos Alimentares e EMDR - Módulo II
Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo II
 
Cozolino, L (2020), Pocket guide to neuroscience for clinicians, NY
Cozolino, L (2020), Pocket guide to neuroscience for clinicians, NYCozolino, L (2020), Pocket guide to neuroscience for clinicians, NY
Cozolino, L (2020), Pocket guide to neuroscience for clinicians, NY
 
FISIOLOGIA DO ESTRESSE E SUA INFLUÊNCIA NA SAÚDE - Antonio Waldo Zuardi
FISIOLOGIA DO ESTRESSE E SUA INFLUÊNCIA NA SAÚDE - Antonio Waldo ZuardiFISIOLOGIA DO ESTRESSE E SUA INFLUÊNCIA NA SAÚDE - Antonio Waldo Zuardi
FISIOLOGIA DO ESTRESSE E SUA INFLUÊNCIA NA SAÚDE - Antonio Waldo Zuardi
 
Two method approach: A case conceptualization Model in the context of EMDR Jongh
Two method approach: A case conceptualization Model in the context of EMDR JonghTwo method approach: A case conceptualization Model in the context of EMDR Jongh
Two method approach: A case conceptualization Model in the context of EMDR Jongh
 
EMDR Case Formulation Tool - Ines Santos
EMDR Case Formulation Tool - Ines SantosEMDR Case Formulation Tool - Ines Santos
EMDR Case Formulation Tool - Ines Santos
 
EMDR and the Adaptive Information Processing Model: Integrative Treatment and...
EMDR and the Adaptive Information Processing Model: Integrative Treatment and...EMDR and the Adaptive Information Processing Model: Integrative Treatment and...
EMDR and the Adaptive Information Processing Model: Integrative Treatment and...
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 

Ebook EMDR via Web - ANDRÉ MONTEIRO PhD

  • 3. Variações sobre as fases Estamos em curva de aprendizagem   EMDR on-line tem sido mais difícil para alguns pacientes, mas mais gratificante para outros   Variáveis que podem interferir ou facilitar a preservação deste vínculo Fase 1 - Este é o meu lar Terapeutas ficam mais vulneráveis à exposição de espaço privado     Privacidade do paciente pode ter sido lugar de trauma – paciente com vergonha de mostrar espaço de abuso   Está bem nos enxergarmos assim, ou melhor sem vídeo, ou com menos luminosidade?   Ajustes de tela – paciente fica desconfortável ao ver a própria imagem
  • 4. Fase 8 religando fases 1 e 2: Ritual de início e fechamento  de sessão marcação mais estruturada    Ler um poema– gravar áudio/ vídeo entre sessão e outra Fazer uma prece juntos Experimentar alongamento de ioga  Tentar exercício de respiração Cantar uma canção favorita 3 palavras de como se encontra: emocionalmente, fisicamente, espiritualmente
  • 5. Procurar por poemas ou citações temáticas na internet SIM, SEI BEM Que nunca serei alguém. Sei de sobra Que nunca terei uma obra. Sei, enfim, Que nunca saberei de mim. Sim, mas agora, Enquanto dura esta hora, Este luar, estes ramos, Esta paz em que estamos, Deixem-me crer O que nunca poderei ser. Fernando Pessoa
  • 6. Importância de nomear       Ativação de córtex pré-frontal  You name it, you tame it (Daniel Siegel)  Como co-criar um território mais regulador – senso de tempo e de espaço com segurança e autorregulação  Fazer resumo da sessão antes de finalizar atendimento – ritual de início e de finalização da sessão. Fase 2: Psicoeducação do Isolamento     • Ser lembrete de que existe uma conexão É mais difícil para alguns – pacientes mais idosos Fazer gravação de algum exercício de regulação para clientes com maior dificuldade de manter constância de objeto, com dificuldade de permanência
  • 7. Fases 2 para 3: Identificação dos Disparadores Quais os estressores diários O que ativa impotência e desesperança O que intensifica isolamento Estressores– pais com filhos em casa e precisam trabalhar Dessensibilização de impulsos– vontade de sair e contaminar-se – conduta suicida por suposta libertação Vida pós isolamento– retomada social - perda de habilidades Escolha de permanecer online
  • 8. Fase 2: Preciso neste momento de quê? Quando o cliente não se encontra enraizado/ orientado para o presente     Se paciente está ativado demais, desorganizado e com dificuldade de manter atenção dual ou  Fechado demais, dissociado e hiporresponsivo para engajar  Començar com recursos: Lugar Seguro, DIR, 3 Cs, movimentos físicos de alongamento, relaxamento progressivo de Jacobson + Recursos externos: estabelecer objetivos com baixo risco de fracasso: tomar uma ducha, trocar de roupa, fazer a barba, pentear o cabelo, ligar para amigo, desligar a TV, dar uma volta
  • 9. Fase 4: sempre em busca do reprocessamento, mas não a qualquer custo Pacientes que processam bem no consultório normalmente processam bem on-line Os que se debatem com temas da vida diária vão ter menos estabilidade para reprocessar trauma via e-EMDR Há variações de estilo de cada cliente, mas também reprocessamento depende de onde se encontram em suas terapias: mais em vinculação e estabilização de início, já em enfrentamento de passado ou mais em processo integrativo com partes interiores e preparando-se para espaçar sessões.
  • 10. Dissociação e ab-reação Acontecem independentemente de nossa presença Normalizar dissociação (não acredito que isso esteja acontecendo) e ab-reações Conforto de ter essas reações em casa – não ter que enfrentar a sala de espera. Corredores, elevador etc Online tende a ser mais intimista Mais emprego de contêiner – uma coisa é uma coisa (o que estamos trabalhando), outra coisa é outra coisa (associações livres para mais tarde). Que tal fazermos o fechamento de apenas isso hoje – um passo de cada vez -
  • 11. De castigo em casa?  Diferenciar Trauma do passado x proteção no presente Não posso fazer muito para os outros, mas o que posso fazer por mim, como ponto de partida – recuperação do Self agente Conversar sobre a realidade do online e combinar como paciente deseja que terapeuta reaja a emoção/ dissociação
  • 12. Qual o tema apresentado e quais as capacidades do paciente? Traumas agudos recentes e em andamento – Protocolo Assyst Trauma com SUDs insuportável – protocolo Flash Para traumas relacionados ao Covid-19, empregar o protocolo clássico, mas sem flutuar ao passado – focar os aspectos mais intrusivos de disparadores atuais = trabalhar mais focado no presente e passado recente, sem busca por evento chave (reduzir ativação desnecessária de cadeia associativa) Fase 4 - 6:  Quando promover alterações no protocolo clássico - a busca pelo ritmo de cada um
  • 13. Fazer séries mais curtas de EBLs, com abraço de borboleta para conteúdo mais intimista – relativo a partes interiores ou visual para processamento de memórias visuais Trazer paciente de volta ao alvo inicial com mais frequência => trabalho mais contido (diluído), por causa do nível elevado de estresse no ambiente Princípio de fragmentação de alvo – começando por SUDs mais reduzido Luto – empatia e presença Fase 4 - 6:  Modificações para online em geral
  • 14. Usar EMD com mais regularidade Reprocessamento distanciado – iniciando com 3a pessoa – e se estivesse olhando para essa imagem difícil nesta tela? Estabeleça a distância apropriada Reprocessamento de 3a pessoa para 1a pessoa Se aparece algo mais relevante da história do paciente durante reprocessamento, identificar, nomear e voltar ao presente – sem incentivar as cadeias associativas traumáticas x continuar com reprocessamento. Administração de emoções   Toca, identifica, nomeia e retorna!
  • 15. Monitoramento continuado da capacidade do paciente de manter atenção dual: Pontos de escolha clínica 1 Começar com disparadores do presente 2 Flutuar ao passado, em direção a uma associação correspondente 3a Nomear a recordação e seguir com reprocessamento ou 3b Nomear e retornar ao alvo inicial
  • 16. 9 goles de água em vez de 6 habituais= está entediada e não suporta a paciente. O copo d'água Exemplo do colega Flutuar ao passado e relembrar do pai que disse que ela não valia nada, que preferia que ela não tivesse nascido. Só de olhar para essa cena do passado e voltar ao presente já foi suficiente para fazer a conexão, orientá-la ao presente e deixar o passado no passado. Quando abrir ou não abrir a rede de memória?
  • 17. Abrir ou não a rede de memória Quando abrir ou não abrir a rede de mAvaliar se cliente tem ou não a capacidade de acessar esse passado e oferecer apoio, com movimento nessa direção = Encorajar clientes a se moverem em direção ao reprocessamento, em vez de evitar isso Se paciente disser que não tem energia mental para isso, vamos avaliar crenças bloqueadoras, Quais medos são ativados, O que seria necessário para dar esse passo – ou Floatforward, flashforward para antecipar quais seriam os perigos de se mover nessa direçãoemória?
  • 18. Planos alternativos       Entrelaçamento integrativo: o que você quer dizer agora que não pôde dizer no passado? Conectar presente ao passado e mover adiante no future  Ou entrelaçamento orientado para a ação: O que gostaria de fazer agora?   Como seria se justiça prevalecesse? Entrelaçamento focado em justiça, para além do simples reprocessamento de memória do passado.  Entrelaçamentos de ação – da imobilidade para a mobilização, da ação incompleta para a ação complete – na imobilidade há energia potencial para ação
  • 19. Busca por justiça para sobreviventes de trauma Processamento de trauma não se restringe a reviver, mas sim a refazer o que não pôde ocorrer   Precisamos processar o que se encontra aprisionado no Sistema Nervoso: luto, raiva, dor, vergonha, impotência, mas queremos incluir ação reparadora, que inclua completude Acessar justiça traz contato com valores, indignação e senso do que é certo no presente. Estamos enlutados com a vida, tal a conhecíamos Vivências de indignação, impotência e incerteza Vamos nomear para domesticar, ativando lobos frontais – recrutar cérebro pensante a simbolizar, nomear, o que promove regulação. Se nomeamos, rompemos a solidão e entendemos melhor o fenômeno que estamos enfrentando – no espaço virtual esse pode ser melhor do que no presencial
  • 20. Online pós pandemia Conveniência de manter este modelo Expansão da psicoterapia no cotidiano Imagem nas redes – novo perfil profissional Terapia híbrida (algumas sessões presenciais) EMDR como modelo integrador
  • 21. Esse conteúdo foi produzido pelo Dr. André M Monteiro. Reprodução e venda proibidas.  Todos os direitos reservados.