SlideShare uma empresa Scribd logo
Treinamento
Direção defensiva
Comportamento Seguro
Gestores da unidade SLU
14 de Julho 2022
2
TREINAMENTO DE
SEGURANÇA
14 DE JULHO - 2022
UNIDADE SANTA LUZIA - MG
Trânsito seguro é um direito de todos
TRANSITO LEGAL – DIREÇÃO DEFENSIVA
 Sabem o que significa?
Conduzir de modo a evitar
acidentes, apesar das ações erradas dos
outros e das condições contrárias, que
encontramos nas vias de trânsito.
 Como dirigir defensiva ou
preventivamente pode prevenir
riscos?
Quando se presta atenção em
tudo no trânsito.
O bom condutor faz isso
permanentemente.
TRÂNSITO
SEGURO
1. TRÂNSITO SEGURO É UM
DIREITO DE TODOS:
 O que é trânsito seguro?
É a utilização das vias por pessoas, veículos
e animais, conduzidos, parados ou em circulação,
porém, sem riscos de acidentes.
 Fatores para um trânsito seguro:
Vias em bom estado e adequadamente
sinalizadas, veículos em bom estado, condições
climáticas favoráveis e principalmente bons
motoristas e pedestres.
COMPORTAMENTOS CONSIDERADOS RISCOS
PARA UM TRÂNSITO SEGURO
 Motoristas e passageiros que não utilizam
segurança.
 Motociclistas que não utilizam o capacete.
 Passar o sinal vermelho.
 Ultrapassagem perigosa.
 Excesso de velocidade.
cinto de
Apesar de um trânsito seguro ser um direito de
todos, na prática, esse direito não é exercido, devido
principalmente ao não cumprimento do dever de
respeitar as regras de trânsito.
2. RISCOS, PERIGOS E ACIDENTES
Acidentes no trânsito podem ser causados
por falhas humanas, das vias ou do veículo.
Atitudes para evitá-los:
 Dirigir com atenção –permite a identificação da
situação de risco.
 Velocidade adequada – favorece a redução do
risco.
 Manter distância de segurança – facilita a
eliminação do risco.
EXEMPLO: VEÍCULO PARADO NA PISTA
Os motoristas dos outros veículos precisam perceber com
antecedência o veículo com problemas. Sinalizar adequadamente o
veículo, ligar o pisca alerta e utilizar o triângulo, estará reduzindo a
possibilidade de se envolver em acidente.
A eliminação do risco é a remoção do veículo da via,
colocando-o em local seguro.
Aqueles que não sinalizam o veículo e permanecerem dentro,
estarão expostos ao risco de uma colisão e por este motivo ficarão em
situação de perigo.
3. ACIDENTE NÃO ACONTECE POR ACASO, POR
OBRA DO DESTINO OU POR AZAR
Nos acidentes de trânsito, a via,
o homem, o veículo, associados
ou não, são os fatores para a sua
ocorrência, mas podem ser
evitados.
 Homem: aperfeiçoar-se na maneira de dirigir – livros e vídeos
educativos e/ou participar de cursos de direção segura.
 Veículo: o motorista não conseguirá dirigir em segurança um
veículo com defeito. É fundamental fazer a sua revisão e
manutenção periodicamente.
 Via: em estado ruim ou mal sinalizada, deve-se dirigir de modo
cauteloso e em velocidade compatível com o local.
4. MANUTENÇÃO PERIÓDICA E
PREVENTIVA
A manutenção periódica e preventiva tem como
evita o mau funcionamento do veículo ou até mesmo a
sua quebra.
Itens a serem observados:
 nível da água do radiador.
 nível de óleo do motor.
 nível de óleo de freio.
 pressão e estado dos pneus.
 funcionamento de faróis e lanternas.
Não se trata de consertar algo, mas constatar se os itens estão
em condições satisfatórias para o bom funcionamento do
veículo.
5. CINTO DE SEGURANÇA
A sua função é evitar que a pessoa que o utiliza seja
projetada contra as partes fixas do automóvel ou mesmo para
fora do veículo.
Testes de colisão mostram que batidas a apenas 20 Km/h já
podem ocasionar a morte de quem não o utiliza.
 Veja se os cintos não têm cortes, para não se romperem numa
emergência;
 Teste o travamento para ver se está funcionando
perfeitamente;
 Verifique se os cintos dos bancos traseiros estão
disponíveis para utilização dos ocupantes.
6. COLISÃO TRASEIRA
Uma boa distância entre veículos permite que você tenha
tempo de reagir e acionar os freios diante de uma situação de
emergência e haja tempo também para que o veículo, uma vez
freado, pare antes de colidir.
Regra dos dois segundos:
 Escolha um ponto fixo à margem da via;
 Quando o veículo que vai à sua frente passar pelo ponto fixo,
comece a contar;
 Conte dois segundos pausadamente ou seis palavras em
sequência “cinquenta e um, cinquenta e dois”.
 A distância entre o seu veículo e o que vai à frente vai ser
segura se o seu veículo passar pelo ponto fixo após a contagem
de dois segundos.
 Repita até estabelecer a distância segura.
6. COLISÃO TRASEIRA – EXEMPLO:
A ultrapassagem é uma das manobras mais
arriscadas. Aguarde uma condição permitida e segura
para faze-la.
Deve-se considerar:
 Potência do seu veículo;
 Velocidade do veículo a frente;
 Disponibilidade da pista contrária;
 Cumprimento suficiente da pista;
 Sinalização que permita ultrapassagem.
Nunca ultrapasse sem ver até onde irá acabar a manobra.
7. ULTRAPASSAGEM
Existe a ideia de que uma via em condição ruim é
perigosa, enquanto pista em boas condições é segura. No
entanto, o mau comportamento de um motorista é o fator que
mais influência para a ocorrência de situações perigosas.
 Condições previsíveis em vias ruins – ondulações,
irregularidades, buracos, valetas, lombadas.
 Condições inesperadas em vias em más condições –
óleo, areia, obstáculos, bueiros sem tampa e pedras.
Porém:
 Condições inesperadas em vias em boas condições –
óleo, areia, obstáculos, bueiros sem tampa e pedras,
ondulações, irregularidades, buracos, valetas, lombadas, ou
seja, toda via está sujeita a riscos.
8. CONDIÇÕES DO PISO DA PISTA DE
ROLAMENTO
DIRIGIR DEFENSIVAMENTE.
É dirigir de forma a evitar acidentes, apesar das ações incorretas dos
outros motoristas, e das condições adversas.
Motorista defensivo:
Aquele que cede seu direito pelo direito de viver.
OBJETIVOS DA DIREÇÃO DEFENSIVA:
Valorização da vida; Redução de acidentes; Trânsito mais seguro
VIAGEM PERFEITA.
Aquela em que o condutor completa cada percurso :
sem violar as leis de trânsito,
sem acidentes,
sem abusar do veículo,
sem atraso., e
sem descortesia.
ELEMENTOS DA DIREÇÃO DEFENSIVA:
Conhecimento
Habilidade
Atenção
Previsão
Decisão
O QUE DEVO CONHECER:
Legislação (resoluções, Normas),
Regras de circulação e sinalização,
Trajeto que irá fazer,
O veículo que está sendo conduzido.
HABILIDADE:
Técnica para aplicar a alternativa correta que o momento requer com
pensamento rápido.
Destreza para executar manobras com rapidez encurtando o tempo de
reação
ATENÇÃO:
Difusa – É vital para qualquer condutor. Percepção de algo que
pode ser importante. Estado de alerta
Concentrada - Dirigida para determinado objeto ou situação
(sinalização, buraco na via, etc).
Distribuída - É a atenção dirigida para vários objetos ou
situações ao mesmo tempo (atender celular e dirigir).
PRINCIPAIS ASPECTOS QUE COMPROMETEM A
ATENÇÃO:
Sonolência ou Hipnose da Estrada;
Alto grau de tensão;
Preocupações intensas;
Sons altos;
Estado de euforia.
PREVISÃO:
Dirigir prevendo os atos de:
- Outros motoristas;
- Pedestres;
- Outras situações que possam ocorrer na via.
DECISÃO:
Ao se deparar com uma situação
inesperada, agir corretamente,
escolhendo a melhor alternativa para o
momento, a fim de evitar um acidente.
Luz;
Tempo;
Via;
Trânsito;
Veículo;
Motorista;
Passageiro;
Carga.
Alguns tipos de condições adversas que podem
causar acidentes:
DO TEMPO:
Neblina;
Chuva (Hidroplanagem/Aquaplanagem );
Vento;
Fumaça/Nevoeiro/Cerração;
Ações defensivas.
CONDIÇÕES ADVERSAS:
DA VIA:
Buracos
Sinalização deficiente
Curvas
Ações defensivas
CONDIÇÕES ADVERSAS:
DE TRÂNSITO:
Congestionamentos;
Polos atrativos de pessoas
Ações defensivas.
CONDIÇÕES ADVERSAS:
DO VEÍCULO:
Pneus carecas;
Freio deficiente;
Falha na suspensão;
Iluminação deficiente;
Ações defensivas.
CONDIÇÕES ADVERSAS:
DO MOTORISTA:
Condições físicas
Condições mentais
CONDIÇÕES ADVERSAS:
CONDIÇÕES FÍSICAS:
Idade;
Visão;
Audição;
Mobilidade;
Doenças ( enfermidade );
Fadiga e sonolência.
CONDIÇÕES MENTAIS:
Emoções
Stress
DROGAS E DIREÇÃO:
AS DROGAS AFETAM :
O discernimento;
A atenção;
A visão;
O tempo de reação.
ACIDENTE EVITÁVEL:
AQUELE EM QUE O MOTORISTA NÃO FEZ
TUDO QUE ERA POSSÍVEL PARA EVITÁ-LO.
CAUSAS DE ACIDENTES.
Atos inseguros
Condições inseguras
ATOS INSEGUROS:
Dirigir em velocidade acima dos limites permitidos pela legislação;
Não respeitar a sinalização
Dirigir com negligência, imprudência ou imperícia
CONDIÇÕES INSEGURAS:
Chuva
Neblina
Pista escorregadia
Pista defeituosa
Sinalização deficiente
39
Peso
máximo de
1000 kg
AUTORIZADO NESTE
ELEVADOR ATÉ:
Praticar os conceitos de Comportamento Seguro;
Usar as 4 Regras de Ouro;
Aplicar LOTO sempre que necessário;
Aplicar a Política do SGI da Weber Saint-Gobain;
Utilizar o Minuto para Pensar em atividades não rotineiras e
de manutenção;
Conhecer os procedimentos da Weber;
Ter percepção de risco;
Respeitar proteções de máquinas e apontar necessidades;
Proteger mãos e pés;
Registrar Quase Acidentes;
Segurança com pedestres e empilhadeiras;
Transporte manual de cargas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Direção defensiva
Direção defensivaDireção defensiva
Direção defensiva
Jorge Franco
 
Aula direção defensiva
Aula  direção defensivaAula  direção defensiva
Aula direção defensiva
Jonatas Soares
 
DireçãO Defensiva Conservo
DireçãO Defensiva ConservoDireçãO Defensiva Conservo
DireçãO Defensiva Conservo
guest6891b0
 
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptxDIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DaniPinto11
 
Direção defensiva motos v2
Direção defensiva   motos v2Direção defensiva   motos v2
Direção defensiva motos v2
Jupira Silva
 
Inst. filipe direção defensiva
Inst. filipe direção defensivaInst. filipe direção defensiva
Inst. filipe direção defensiva
Filipe Silva
 
Cuidados ao dirigir na chuva
Cuidados ao dirigir na chuvaCuidados ao dirigir na chuva
Cuidados ao dirigir na chuva
LM Frotas
 
Conscientização no trânsito
Conscientização no trânsitoConscientização no trânsito
Conscientização no trânsito
Neto Afonso
 
Direção defensiva rosa
Direção defensiva rosaDireção defensiva rosa
Direção defensiva rosa
Priscila Fernandes Rosa de Souza
 
Direção defensiva - Alessandro Leal
Direção defensiva - Alessandro LealDireção defensiva - Alessandro Leal
Direção defensiva - Alessandro Leal
Instrutor Alessandro Leal
 
Direção Defensiva Preventiva.pptx
Direção Defensiva Preventiva.pptxDireção Defensiva Preventiva.pptx
Direção Defensiva Preventiva.pptx
Carlos Demétrius Rolim Figueiredo
 
Direção defensiva
Direção defensivaDireção defensiva
Direção defensiva
Instrutor Alessandro Leal
 
Treinamento motoqueiro 2
Treinamento motoqueiro 2Treinamento motoqueiro 2
Treinamento motoqueiro 2
Ivon Pereira
 
Direção Defensiva
Direção DefensivaDireção Defensiva
Direção Defensiva
Eduardo Quintanilha
 
Pilotagem defensiva
Pilotagem defensivaPilotagem defensiva
Pilotagem defensiva
Marcos Rittner
 
TREINAMENTO DE DIREÇÃO DEFENSIVA.pdf
TREINAMENTO DE DIREÇÃO DEFENSIVA.pdfTREINAMENTO DE DIREÇÃO DEFENSIVA.pdf
TREINAMENTO DE DIREÇÃO DEFENSIVA.pdf
PHDirceuFilho
 
Segurança na operação da empilhadeira
Segurança na operação da empilhadeiraSegurança na operação da empilhadeira
Segurança na operação da empilhadeira
Sergio Roberto Silva
 
Aula sobre celular
Aula sobre celularAula sobre celular
Aula sobre celular
Silvia Del Ciel
 
Direcao defensiva ou_preventiva_simone
Direcao defensiva ou_preventiva_simoneDirecao defensiva ou_preventiva_simone
Direcao defensiva ou_preventiva_simone
DAVID NOVAES
 
Palestra trânsito seguro compromisso e cidadania
Palestra  trânsito seguro compromisso e cidadaniaPalestra  trânsito seguro compromisso e cidadania
Palestra trânsito seguro compromisso e cidadania
Italo Manzi
 

Mais procurados (20)

Direção defensiva
Direção defensivaDireção defensiva
Direção defensiva
 
Aula direção defensiva
Aula  direção defensivaAula  direção defensiva
Aula direção defensiva
 
DireçãO Defensiva Conservo
DireçãO Defensiva ConservoDireçãO Defensiva Conservo
DireçãO Defensiva Conservo
 
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptxDIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
 
Direção defensiva motos v2
Direção defensiva   motos v2Direção defensiva   motos v2
Direção defensiva motos v2
 
Inst. filipe direção defensiva
Inst. filipe direção defensivaInst. filipe direção defensiva
Inst. filipe direção defensiva
 
Cuidados ao dirigir na chuva
Cuidados ao dirigir na chuvaCuidados ao dirigir na chuva
Cuidados ao dirigir na chuva
 
Conscientização no trânsito
Conscientização no trânsitoConscientização no trânsito
Conscientização no trânsito
 
Direção defensiva rosa
Direção defensiva rosaDireção defensiva rosa
Direção defensiva rosa
 
Direção defensiva - Alessandro Leal
Direção defensiva - Alessandro LealDireção defensiva - Alessandro Leal
Direção defensiva - Alessandro Leal
 
Direção Defensiva Preventiva.pptx
Direção Defensiva Preventiva.pptxDireção Defensiva Preventiva.pptx
Direção Defensiva Preventiva.pptx
 
Direção defensiva
Direção defensivaDireção defensiva
Direção defensiva
 
Treinamento motoqueiro 2
Treinamento motoqueiro 2Treinamento motoqueiro 2
Treinamento motoqueiro 2
 
Direção Defensiva
Direção DefensivaDireção Defensiva
Direção Defensiva
 
Pilotagem defensiva
Pilotagem defensivaPilotagem defensiva
Pilotagem defensiva
 
TREINAMENTO DE DIREÇÃO DEFENSIVA.pdf
TREINAMENTO DE DIREÇÃO DEFENSIVA.pdfTREINAMENTO DE DIREÇÃO DEFENSIVA.pdf
TREINAMENTO DE DIREÇÃO DEFENSIVA.pdf
 
Segurança na operação da empilhadeira
Segurança na operação da empilhadeiraSegurança na operação da empilhadeira
Segurança na operação da empilhadeira
 
Aula sobre celular
Aula sobre celularAula sobre celular
Aula sobre celular
 
Direcao defensiva ou_preventiva_simone
Direcao defensiva ou_preventiva_simoneDirecao defensiva ou_preventiva_simone
Direcao defensiva ou_preventiva_simone
 
Palestra trânsito seguro compromisso e cidadania
Palestra  trânsito seguro compromisso e cidadaniaPalestra  trânsito seguro compromisso e cidadania
Palestra trânsito seguro compromisso e cidadania
 

Semelhante a Direção Defensiva.pptx

Cartilha detran direcao_defensiva
Cartilha detran direcao_defensivaCartilha detran direcao_defensiva
Cartilha detran direcao_defensiva
didaque
 
APRESENTACAO%20DIRECAO%20DEFENSIVA[1].ppt
APRESENTACAO%20DIRECAO%20DEFENSIVA[1].pptAPRESENTACAO%20DIRECAO%20DEFENSIVA[1].ppt
APRESENTACAO%20DIRECAO%20DEFENSIVA[1].ppt
Damianemendes
 
Direção Defe
Direção DefeDireção Defe
Direção Defe
PamelaOliveira92052
 
Direção defensiva - Primeira habilitação
Direção defensiva - Primeira habilitaçãoDireção defensiva - Primeira habilitação
Direção defensiva - Primeira habilitação
Gabrielly Campos
 
Direção defensiva novo buzzero 2
Direção defensiva  novo buzzero  2Direção defensiva  novo buzzero  2
Direção defensiva novo buzzero 2
Instrutor Portella
 
Slide de Direção Defensiva .pdf
Slide de Direção Defensiva .pdfSlide de Direção Defensiva .pdf
Slide de Direção Defensiva .pdf
Luísa Guardin Bastos Ferreira
 
direção diversa
direção diversadireção diversa
direção diversa
enanidesfer
 
direodefensiva-140318143513-phpapp01 (1).pdf
direodefensiva-140318143513-phpapp01 (1).pdfdireodefensiva-140318143513-phpapp01 (1).pdf
direodefensiva-140318143513-phpapp01 (1).pdf
RAONNEBRAZ1
 
Direção defensiva
Direção defensivaDireção defensiva
Direção defensiva
Mauricio Moura
 
direção defensiva.ppt
direção defensiva.pptdireção defensiva.ppt
direção defensiva.ppt
RicardoTST2
 
Cap 03 direcao-defensiva
Cap 03 direcao-defensivaCap 03 direcao-defensiva
Cap 03 direcao-defensiva
Prof Silvio Rosa
 
Pag 2 e 3 cópia
Pag 2 e 3   cópiaPag 2 e 3   cópia
Pag 2 e 3 cópia
Paulo Vitor Carneiro
 
Capacitacao Direção Defensiva
Capacitacao Direção DefensivaCapacitacao Direção Defensiva
Capacitacao Direção Defensiva
guesta09e46
 
Capacitacao DireçãO Defensiva
Capacitacao DireçãO DefensivaCapacitacao DireçãO Defensiva
Capacitacao DireçãO Defensiva
ialba
 
4X4 Atual 08-08-21.pptx
4X4 Atual 08-08-21.pptx4X4 Atual 08-08-21.pptx
4X4 Atual 08-08-21.pptx
Jozaldo
 
direodefensiva-221226181242-86c46534.pdf
direodefensiva-221226181242-86c46534.pdfdireodefensiva-221226181242-86c46534.pdf
direodefensiva-221226181242-86c46534.pdf
IVANCORREA48
 
Cartilha de Direção Defensiva - Instituto Nordeste Cidadania
Cartilha de Direção Defensiva - Instituto Nordeste CidadaniaCartilha de Direção Defensiva - Instituto Nordeste Cidadania
Cartilha de Direção Defensiva - Instituto Nordeste Cidadania
Marcus Vinicius Sampaio
 
Segurança rodoviaria
Segurança rodoviariaSegurança rodoviaria
Segurança rodoviaria
Inês Mota
 
Direcao defensiva
Direcao defensivaDirecao defensiva
Direcao defensiva
Marcelo Vieira
 
556708015-Direcao-defensiva.ppt
556708015-Direcao-defensiva.ppt556708015-Direcao-defensiva.ppt
556708015-Direcao-defensiva.ppt
PHDirceuFilho
 

Semelhante a Direção Defensiva.pptx (20)

Cartilha detran direcao_defensiva
Cartilha detran direcao_defensivaCartilha detran direcao_defensiva
Cartilha detran direcao_defensiva
 
APRESENTACAO%20DIRECAO%20DEFENSIVA[1].ppt
APRESENTACAO%20DIRECAO%20DEFENSIVA[1].pptAPRESENTACAO%20DIRECAO%20DEFENSIVA[1].ppt
APRESENTACAO%20DIRECAO%20DEFENSIVA[1].ppt
 
Direção Defe
Direção DefeDireção Defe
Direção Defe
 
Direção defensiva - Primeira habilitação
Direção defensiva - Primeira habilitaçãoDireção defensiva - Primeira habilitação
Direção defensiva - Primeira habilitação
 
Direção defensiva novo buzzero 2
Direção defensiva  novo buzzero  2Direção defensiva  novo buzzero  2
Direção defensiva novo buzzero 2
 
Slide de Direção Defensiva .pdf
Slide de Direção Defensiva .pdfSlide de Direção Defensiva .pdf
Slide de Direção Defensiva .pdf
 
direção diversa
direção diversadireção diversa
direção diversa
 
direodefensiva-140318143513-phpapp01 (1).pdf
direodefensiva-140318143513-phpapp01 (1).pdfdireodefensiva-140318143513-phpapp01 (1).pdf
direodefensiva-140318143513-phpapp01 (1).pdf
 
Direção defensiva
Direção defensivaDireção defensiva
Direção defensiva
 
direção defensiva.ppt
direção defensiva.pptdireção defensiva.ppt
direção defensiva.ppt
 
Cap 03 direcao-defensiva
Cap 03 direcao-defensivaCap 03 direcao-defensiva
Cap 03 direcao-defensiva
 
Pag 2 e 3 cópia
Pag 2 e 3   cópiaPag 2 e 3   cópia
Pag 2 e 3 cópia
 
Capacitacao Direção Defensiva
Capacitacao Direção DefensivaCapacitacao Direção Defensiva
Capacitacao Direção Defensiva
 
Capacitacao DireçãO Defensiva
Capacitacao DireçãO DefensivaCapacitacao DireçãO Defensiva
Capacitacao DireçãO Defensiva
 
4X4 Atual 08-08-21.pptx
4X4 Atual 08-08-21.pptx4X4 Atual 08-08-21.pptx
4X4 Atual 08-08-21.pptx
 
direodefensiva-221226181242-86c46534.pdf
direodefensiva-221226181242-86c46534.pdfdireodefensiva-221226181242-86c46534.pdf
direodefensiva-221226181242-86c46534.pdf
 
Cartilha de Direção Defensiva - Instituto Nordeste Cidadania
Cartilha de Direção Defensiva - Instituto Nordeste CidadaniaCartilha de Direção Defensiva - Instituto Nordeste Cidadania
Cartilha de Direção Defensiva - Instituto Nordeste Cidadania
 
Segurança rodoviaria
Segurança rodoviariaSegurança rodoviaria
Segurança rodoviaria
 
Direcao defensiva
Direcao defensivaDirecao defensiva
Direcao defensiva
 
556708015-Direcao-defensiva.ppt
556708015-Direcao-defensiva.ppt556708015-Direcao-defensiva.ppt
556708015-Direcao-defensiva.ppt
 

Último

Concreto_atualização_descobertas_100.pptx
Concreto_atualização_descobertas_100.pptxConcreto_atualização_descobertas_100.pptx
Concreto_atualização_descobertas_100.pptx
BuscaApto
 
Terraplenagem e Pavimentação um Curso Pratico
Terraplenagem e Pavimentação um Curso PraticoTerraplenagem e Pavimentação um Curso Pratico
Terraplenagem e Pavimentação um Curso Pratico
Vias & Rodovias
 
Terraplanagem e Pavimentação parte 2 um curso pratico
Terraplanagem e Pavimentação parte 2 um curso praticoTerraplanagem e Pavimentação parte 2 um curso pratico
Terraplanagem e Pavimentação parte 2 um curso pratico
Vias & Rodovias
 
POLICORTE.pptx treinamento de policorte.
POLICORTE.pptx treinamento de policorte.POLICORTE.pptx treinamento de policorte.
POLICORTE.pptx treinamento de policorte.
YgorRodrigues11
 
Terraplanagem e Pavimentação parte 3 um cursso pratico
Terraplanagem e Pavimentação parte 3 um cursso praticoTerraplanagem e Pavimentação parte 3 um cursso pratico
Terraplanagem e Pavimentação parte 3 um cursso pratico
Vias & Rodovias
 
Apostila Ajustagem Mecanica.pdf completo
Apostila Ajustagem Mecanica.pdf completoApostila Ajustagem Mecanica.pdf completo
Apostila Ajustagem Mecanica.pdf completo
Elpidiotapejara
 
Apostila M1002-2 BR - Parker - Eletropneumática.pdf
Apostila M1002-2 BR - Parker - Eletropneumática.pdfApostila M1002-2 BR - Parker - Eletropneumática.pdf
Apostila M1002-2 BR - Parker - Eletropneumática.pdf
Elpidiotapejara
 
Purificador Grau D Ar Respirável para Espaços Confinados.pdf
Purificador Grau D Ar Respirável para Espaços Confinados.pdfPurificador Grau D Ar Respirável para Espaços Confinados.pdf
Purificador Grau D Ar Respirável para Espaços Confinados.pdf
Claudinei Machado
 

Último (8)

Concreto_atualização_descobertas_100.pptx
Concreto_atualização_descobertas_100.pptxConcreto_atualização_descobertas_100.pptx
Concreto_atualização_descobertas_100.pptx
 
Terraplenagem e Pavimentação um Curso Pratico
Terraplenagem e Pavimentação um Curso PraticoTerraplenagem e Pavimentação um Curso Pratico
Terraplenagem e Pavimentação um Curso Pratico
 
Terraplanagem e Pavimentação parte 2 um curso pratico
Terraplanagem e Pavimentação parte 2 um curso praticoTerraplanagem e Pavimentação parte 2 um curso pratico
Terraplanagem e Pavimentação parte 2 um curso pratico
 
POLICORTE.pptx treinamento de policorte.
POLICORTE.pptx treinamento de policorte.POLICORTE.pptx treinamento de policorte.
POLICORTE.pptx treinamento de policorte.
 
Terraplanagem e Pavimentação parte 3 um cursso pratico
Terraplanagem e Pavimentação parte 3 um cursso praticoTerraplanagem e Pavimentação parte 3 um cursso pratico
Terraplanagem e Pavimentação parte 3 um cursso pratico
 
Apostila Ajustagem Mecanica.pdf completo
Apostila Ajustagem Mecanica.pdf completoApostila Ajustagem Mecanica.pdf completo
Apostila Ajustagem Mecanica.pdf completo
 
Apostila M1002-2 BR - Parker - Eletropneumática.pdf
Apostila M1002-2 BR - Parker - Eletropneumática.pdfApostila M1002-2 BR - Parker - Eletropneumática.pdf
Apostila M1002-2 BR - Parker - Eletropneumática.pdf
 
Purificador Grau D Ar Respirável para Espaços Confinados.pdf
Purificador Grau D Ar Respirável para Espaços Confinados.pdfPurificador Grau D Ar Respirável para Espaços Confinados.pdf
Purificador Grau D Ar Respirável para Espaços Confinados.pdf
 

Direção Defensiva.pptx

  • 2. 2 TREINAMENTO DE SEGURANÇA 14 DE JULHO - 2022 UNIDADE SANTA LUZIA - MG
  • 3. Trânsito seguro é um direito de todos
  • 4. TRANSITO LEGAL – DIREÇÃO DEFENSIVA  Sabem o que significa? Conduzir de modo a evitar acidentes, apesar das ações erradas dos outros e das condições contrárias, que encontramos nas vias de trânsito.  Como dirigir defensiva ou preventivamente pode prevenir riscos? Quando se presta atenção em tudo no trânsito. O bom condutor faz isso permanentemente.
  • 6. 1. TRÂNSITO SEGURO É UM DIREITO DE TODOS:  O que é trânsito seguro? É a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, conduzidos, parados ou em circulação, porém, sem riscos de acidentes.  Fatores para um trânsito seguro: Vias em bom estado e adequadamente sinalizadas, veículos em bom estado, condições climáticas favoráveis e principalmente bons motoristas e pedestres.
  • 7. COMPORTAMENTOS CONSIDERADOS RISCOS PARA UM TRÂNSITO SEGURO  Motoristas e passageiros que não utilizam segurança.  Motociclistas que não utilizam o capacete.  Passar o sinal vermelho.  Ultrapassagem perigosa.  Excesso de velocidade. cinto de Apesar de um trânsito seguro ser um direito de todos, na prática, esse direito não é exercido, devido principalmente ao não cumprimento do dever de respeitar as regras de trânsito.
  • 8. 2. RISCOS, PERIGOS E ACIDENTES Acidentes no trânsito podem ser causados por falhas humanas, das vias ou do veículo. Atitudes para evitá-los:  Dirigir com atenção –permite a identificação da situação de risco.  Velocidade adequada – favorece a redução do risco.  Manter distância de segurança – facilita a eliminação do risco.
  • 9. EXEMPLO: VEÍCULO PARADO NA PISTA Os motoristas dos outros veículos precisam perceber com antecedência o veículo com problemas. Sinalizar adequadamente o veículo, ligar o pisca alerta e utilizar o triângulo, estará reduzindo a possibilidade de se envolver em acidente. A eliminação do risco é a remoção do veículo da via, colocando-o em local seguro. Aqueles que não sinalizam o veículo e permanecerem dentro, estarão expostos ao risco de uma colisão e por este motivo ficarão em situação de perigo.
  • 10. 3. ACIDENTE NÃO ACONTECE POR ACASO, POR OBRA DO DESTINO OU POR AZAR Nos acidentes de trânsito, a via, o homem, o veículo, associados ou não, são os fatores para a sua ocorrência, mas podem ser evitados.  Homem: aperfeiçoar-se na maneira de dirigir – livros e vídeos educativos e/ou participar de cursos de direção segura.  Veículo: o motorista não conseguirá dirigir em segurança um veículo com defeito. É fundamental fazer a sua revisão e manutenção periodicamente.  Via: em estado ruim ou mal sinalizada, deve-se dirigir de modo cauteloso e em velocidade compatível com o local.
  • 11. 4. MANUTENÇÃO PERIÓDICA E PREVENTIVA A manutenção periódica e preventiva tem como evita o mau funcionamento do veículo ou até mesmo a sua quebra. Itens a serem observados:  nível da água do radiador.  nível de óleo do motor.  nível de óleo de freio.  pressão e estado dos pneus.  funcionamento de faróis e lanternas. Não se trata de consertar algo, mas constatar se os itens estão em condições satisfatórias para o bom funcionamento do veículo.
  • 12. 5. CINTO DE SEGURANÇA A sua função é evitar que a pessoa que o utiliza seja projetada contra as partes fixas do automóvel ou mesmo para fora do veículo. Testes de colisão mostram que batidas a apenas 20 Km/h já podem ocasionar a morte de quem não o utiliza.  Veja se os cintos não têm cortes, para não se romperem numa emergência;  Teste o travamento para ver se está funcionando perfeitamente;  Verifique se os cintos dos bancos traseiros estão disponíveis para utilização dos ocupantes.
  • 13. 6. COLISÃO TRASEIRA Uma boa distância entre veículos permite que você tenha tempo de reagir e acionar os freios diante de uma situação de emergência e haja tempo também para que o veículo, uma vez freado, pare antes de colidir. Regra dos dois segundos:  Escolha um ponto fixo à margem da via;  Quando o veículo que vai à sua frente passar pelo ponto fixo, comece a contar;  Conte dois segundos pausadamente ou seis palavras em sequência “cinquenta e um, cinquenta e dois”.  A distância entre o seu veículo e o que vai à frente vai ser segura se o seu veículo passar pelo ponto fixo após a contagem de dois segundos.  Repita até estabelecer a distância segura.
  • 14. 6. COLISÃO TRASEIRA – EXEMPLO:
  • 15. A ultrapassagem é uma das manobras mais arriscadas. Aguarde uma condição permitida e segura para faze-la. Deve-se considerar:  Potência do seu veículo;  Velocidade do veículo a frente;  Disponibilidade da pista contrária;  Cumprimento suficiente da pista;  Sinalização que permita ultrapassagem. Nunca ultrapasse sem ver até onde irá acabar a manobra. 7. ULTRAPASSAGEM
  • 16. Existe a ideia de que uma via em condição ruim é perigosa, enquanto pista em boas condições é segura. No entanto, o mau comportamento de um motorista é o fator que mais influência para a ocorrência de situações perigosas.  Condições previsíveis em vias ruins – ondulações, irregularidades, buracos, valetas, lombadas.  Condições inesperadas em vias em más condições – óleo, areia, obstáculos, bueiros sem tampa e pedras. Porém:  Condições inesperadas em vias em boas condições – óleo, areia, obstáculos, bueiros sem tampa e pedras, ondulações, irregularidades, buracos, valetas, lombadas, ou seja, toda via está sujeita a riscos. 8. CONDIÇÕES DO PISO DA PISTA DE ROLAMENTO
  • 17. DIRIGIR DEFENSIVAMENTE. É dirigir de forma a evitar acidentes, apesar das ações incorretas dos outros motoristas, e das condições adversas. Motorista defensivo: Aquele que cede seu direito pelo direito de viver.
  • 18. OBJETIVOS DA DIREÇÃO DEFENSIVA: Valorização da vida; Redução de acidentes; Trânsito mais seguro VIAGEM PERFEITA. Aquela em que o condutor completa cada percurso : sem violar as leis de trânsito, sem acidentes, sem abusar do veículo, sem atraso., e sem descortesia.
  • 19. ELEMENTOS DA DIREÇÃO DEFENSIVA: Conhecimento Habilidade Atenção Previsão Decisão
  • 20. O QUE DEVO CONHECER: Legislação (resoluções, Normas), Regras de circulação e sinalização, Trajeto que irá fazer, O veículo que está sendo conduzido.
  • 21. HABILIDADE: Técnica para aplicar a alternativa correta que o momento requer com pensamento rápido. Destreza para executar manobras com rapidez encurtando o tempo de reação
  • 22. ATENÇÃO: Difusa – É vital para qualquer condutor. Percepção de algo que pode ser importante. Estado de alerta Concentrada - Dirigida para determinado objeto ou situação (sinalização, buraco na via, etc). Distribuída - É a atenção dirigida para vários objetos ou situações ao mesmo tempo (atender celular e dirigir).
  • 23. PRINCIPAIS ASPECTOS QUE COMPROMETEM A ATENÇÃO: Sonolência ou Hipnose da Estrada; Alto grau de tensão; Preocupações intensas; Sons altos; Estado de euforia.
  • 24. PREVISÃO: Dirigir prevendo os atos de: - Outros motoristas; - Pedestres; - Outras situações que possam ocorrer na via.
  • 25. DECISÃO: Ao se deparar com uma situação inesperada, agir corretamente, escolhendo a melhor alternativa para o momento, a fim de evitar um acidente.
  • 27. DO TEMPO: Neblina; Chuva (Hidroplanagem/Aquaplanagem ); Vento; Fumaça/Nevoeiro/Cerração; Ações defensivas. CONDIÇÕES ADVERSAS:
  • 29. DE TRÂNSITO: Congestionamentos; Polos atrativos de pessoas Ações defensivas. CONDIÇÕES ADVERSAS:
  • 30. DO VEÍCULO: Pneus carecas; Freio deficiente; Falha na suspensão; Iluminação deficiente; Ações defensivas. CONDIÇÕES ADVERSAS:
  • 31. DO MOTORISTA: Condições físicas Condições mentais CONDIÇÕES ADVERSAS:
  • 34. DROGAS E DIREÇÃO: AS DROGAS AFETAM : O discernimento; A atenção; A visão; O tempo de reação.
  • 35. ACIDENTE EVITÁVEL: AQUELE EM QUE O MOTORISTA NÃO FEZ TUDO QUE ERA POSSÍVEL PARA EVITÁ-LO.
  • 36. CAUSAS DE ACIDENTES. Atos inseguros Condições inseguras
  • 37. ATOS INSEGUROS: Dirigir em velocidade acima dos limites permitidos pela legislação; Não respeitar a sinalização Dirigir com negligência, imprudência ou imperícia
  • 40. Praticar os conceitos de Comportamento Seguro; Usar as 4 Regras de Ouro; Aplicar LOTO sempre que necessário; Aplicar a Política do SGI da Weber Saint-Gobain; Utilizar o Minuto para Pensar em atividades não rotineiras e de manutenção; Conhecer os procedimentos da Weber; Ter percepção de risco; Respeitar proteções de máquinas e apontar necessidades; Proteger mãos e pés; Registrar Quase Acidentes; Segurança com pedestres e empilhadeiras; Transporte manual de cargas.