SlideShare uma empresa Scribd logo
DEMOCRACIA EM ATENAS

Atenas, como as demais cidades gregas, foi até ao Séc. V a.c. governada por reis (monarquia),
nobreza (oligarquia) e por tiranos (tirania). Contudo, no século V a. c., estabeleceu-se na cidade-
estado de Atenas uma forma de governo diferente das restantes - o regime democrático.
Para o estabelecimento deste novo regime político e social foi fundamental a acção de três
legisladores - Sólon (c. 640-c. 560 a. c.), Clístenes (508-462 a. C) e Péricles (462-429 a. C). Entre as
medidas que tomaram, destacam-se as seguintes:

Sólon- Redacção de leis iguais para todos os homens livres e fim da escravidão por dívidas

Clístenes- Divisão da Península da Ática em 100 demos, agrupados em 10 tribos; cada tribo, onde
todos eram iguais, elegia anualmente os cidadãos para os vários órgãos do governo da cidade.
Procurava-se, assim, evitar que os ricos dominassem a vida política


Péricles- Concessão de salários a todos os cidadãos que fossem designados para cargos públicos;
desta forma, todos, incluindo os cidadãos mais pobres, podiam participar na vida política.



Na cidade-estado de Atenas, os ÓRGÃOS DE PODER eram os seguintes :

Assembleia do Povo ou Eclésia, constituída por todos os cidadãos, que aprovava as leis, decidia da
paz ou da guerra, elegia as magistraturas mais importantes e votava o ostracismo;
Bulé, conselho permanente de 500 cidadãos, sorteados entre as tribos (50 por tribo), que elaborava
as leis a aprovar pela Eclésia;
Helieu, tribunal composto por 6000 cidadãos, que julgava os casos de não cumprimento das leis da
cidade.
Para além destes órgãos de poder, distinguiam-se como dirigentes políticos os arcontes e os
estrategos.
Assim, o regime democrático trouxe importantes inovações:
preenchimento dos cargos políticos através de eleições ou por sorteio
duração limitada desses cargos
participação dos cidadãos na vida política.

A democracia ateniense tinha, contudo, as suas limitações. Na verdade, só os cidadãos atenienses,
cerca de 10% da população, participavam na vida política (as mulheres e os filhos dos cidadãos, os
metecos e os escravos estavam dela excluídos). A existência de escravos, o imperialismo de Atenas
em relação às outras cidades da Liga de Delos e a Lei do Ostracismo são também consideradas
como “imperfeições” da democracia ateniense. No entanto, apesar das suas imperfeições, o regime
político de Atenas foi seguido em muitas cidades gregas e serviu de modelo às democracias
modernas.

                                                                                   http://greciaparati.blogs.sapo.pt/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

04 historia a_revisoes_modulo_4
04 historia a_revisoes_modulo_404 historia a_revisoes_modulo_4
04 historia a_revisoes_modulo_4
Vítor Santos
 
Direito na grécia antig aabril2020ok n1
Direito na grécia antig aabril2020ok n1Direito na grécia antig aabril2020ok n1
Direito na grécia antig aabril2020ok n1
ArthurSilva272154
 
Historia volume-1
Historia volume-1Historia volume-1
Historia volume-1
Josil Setenta
 
Historia volume-4
Historia volume-4Historia volume-4
Historia volume-4
Josil Setenta
 
00 04 revisoes_modulo_4
00 04 revisoes_modulo_400 04 revisoes_modulo_4
00 04 revisoes_modulo_4
Vítor Santos
 
Historia volume-3
Historia volume-3Historia volume-3
Historia volume-3
Josil Setenta
 
Matéria de Historia 2º ano
Matéria de Historia 2º anoMatéria de Historia 2º ano
Matéria de Historia 2º ano
SegundoAnoE2011
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
Tavinho Koneski Westphal
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
Janaína Tavares
 
O Antigo Regime Francês
O Antigo Regime FrancêsO Antigo Regime Francês
O Antigo Regime Francês
Lucas Aguiar Ximenes
 
Revisão geral de história
Revisão geral de históriaRevisão geral de história
Revisão geral de história
aroudus
 
Sociedade do antigo regime europeu
Sociedade do antigo regime europeuSociedade do antigo regime europeu
Sociedade do antigo regime europeu
Profdaltonjunior
 
02 historia a_revisoes_modulo_2
02 historia a_revisoes_modulo_202 historia a_revisoes_modulo_2
02 historia a_revisoes_modulo_2
Vítor Santos
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
Maria Gomes
 
R O M A
R O M AR O M A
Roteiro aula idade média 20 de abril
Roteiro aula idade média 20 de abrilRoteiro aula idade média 20 de abril
Roteiro aula idade média 20 de abril
ArthurSilva272154
 
00 2 preparação_exame_nacional_2017
00 2 preparação_exame_nacional_201700 2 preparação_exame_nacional_2017
00 2 preparação_exame_nacional_2017
Vítor Santos
 
A sociedade medieval parte 1
A sociedade medieval parte 1A sociedade medieval parte 1
A sociedade medieval parte 1
Carla Teixeira
 
Formação do estado moderno
Formação do estado modernoFormação do estado moderno
Formação do estado moderno
marcos ursi
 
Democracia nacionalismo
Democracia nacionalismoDemocracia nacionalismo
Democracia nacionalismo
Clara Cardoso Pereira
 

Mais procurados (20)

04 historia a_revisoes_modulo_4
04 historia a_revisoes_modulo_404 historia a_revisoes_modulo_4
04 historia a_revisoes_modulo_4
 
Direito na grécia antig aabril2020ok n1
Direito na grécia antig aabril2020ok n1Direito na grécia antig aabril2020ok n1
Direito na grécia antig aabril2020ok n1
 
Historia volume-1
Historia volume-1Historia volume-1
Historia volume-1
 
Historia volume-4
Historia volume-4Historia volume-4
Historia volume-4
 
00 04 revisoes_modulo_4
00 04 revisoes_modulo_400 04 revisoes_modulo_4
00 04 revisoes_modulo_4
 
Historia volume-3
Historia volume-3Historia volume-3
Historia volume-3
 
Matéria de Historia 2º ano
Matéria de Historia 2º anoMatéria de Historia 2º ano
Matéria de Historia 2º ano
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
O Antigo Regime Francês
O Antigo Regime FrancêsO Antigo Regime Francês
O Antigo Regime Francês
 
Revisão geral de história
Revisão geral de históriaRevisão geral de história
Revisão geral de história
 
Sociedade do antigo regime europeu
Sociedade do antigo regime europeuSociedade do antigo regime europeu
Sociedade do antigo regime europeu
 
02 historia a_revisoes_modulo_2
02 historia a_revisoes_modulo_202 historia a_revisoes_modulo_2
02 historia a_revisoes_modulo_2
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
R O M A
R O M AR O M A
R O M A
 
Roteiro aula idade média 20 de abril
Roteiro aula idade média 20 de abrilRoteiro aula idade média 20 de abril
Roteiro aula idade média 20 de abril
 
00 2 preparação_exame_nacional_2017
00 2 preparação_exame_nacional_201700 2 preparação_exame_nacional_2017
00 2 preparação_exame_nacional_2017
 
A sociedade medieval parte 1
A sociedade medieval parte 1A sociedade medieval parte 1
A sociedade medieval parte 1
 
Formação do estado moderno
Formação do estado modernoFormação do estado moderno
Formação do estado moderno
 
Democracia nacionalismo
Democracia nacionalismoDemocracia nacionalismo
Democracia nacionalismo
 

Semelhante a Democracia em atenas leitura suplementar

A democracia ateniense e a oligarquia militar espartana
A democracia ateniense e a oligarquia militar espartana A democracia ateniense e a oligarquia militar espartana
A democracia ateniense e a oligarquia militar espartana
Isah Lopes
 
O modelo ateniense a democracia
O modelo ateniense  a democraciaO modelo ateniense  a democracia
O modelo ateniense a democracia
Carla Teixeira
 
O modelo ateniense a democracia
O modelo ateniense  a democraciaO modelo ateniense  a democracia
O modelo ateniense a democracia
Carla Teixeira
 
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICOGRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
Jorge Miklos
 
O modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
O modelo ateniense (síntese)PDF.pptxO modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
O modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
Maria Sequeira
 
O modelo ateniense (síntese) (1).pptx
O modelo ateniense (síntese) (1).pptxO modelo ateniense (síntese) (1).pptx
O modelo ateniense (síntese) (1).pptx
Cecília Gomes
 
GRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptxGRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptx
LucasCaliari3
 
C:\Users\Ana\Desktop\O GóTico
C:\Users\Ana\Desktop\O GóTicoC:\Users\Ana\Desktop\O GóTico
C:\Users\Ana\Desktop\O GóTico
Ana Rosendo
 
A grécia das cidades
A grécia das cidadesA grécia das cidades
A grécia das cidades
Patrícia Costa Grigório
 
Artigo philia dez-2012
Artigo philia dez-2012Artigo philia dez-2012
Artigo philia dez-2012
Carolyn Fonseca
 
Sit 1 vol 2 os primeiros tempos da democracia grega e o regime demogratico at...
Sit 1 vol 2 os primeiros tempos da democracia grega e o regime demogratico at...Sit 1 vol 2 os primeiros tempos da democracia grega e o regime demogratico at...
Sit 1 vol 2 os primeiros tempos da democracia grega e o regime demogratico at...
AprendendoHistoriacomNemeis
 
Guia de estudo Democracia
Guia de estudo DemocraciaGuia de estudo Democracia
Guia de estudo Democracia
Escoladocs
 
Democracia Grega
Democracia GregaDemocracia Grega
Democracia Grega
Escoladocs
 
A Grécia das cidades
A Grécia das cidadesA Grécia das cidades
A Grécia das cidades
Patrícia Costa Grigório
 
Democracia (Democracy)
Democracia (Democracy)Democracia (Democracy)
Democracia (Democracy)
Maria Teixiera
 
A Sociedade Ateniense
A Sociedade AtenienseA Sociedade Ateniense
A Sociedade Ateniense
Sílvia Mendonça
 
Trabalho ..
Trabalho ..Trabalho ..
Trabalho ..
ronualdo
 
Trabalho ..
Trabalho ..Trabalho ..
Trabalho ..
ronualdo
 
Guia de estudo O modelo ateniense 1314
Guia de estudo O modelo ateniense 1314Guia de estudo O modelo ateniense 1314
Guia de estudo O modelo ateniense 1314
Laboratório de História
 
O modelo ateniense
O modelo atenienseO modelo ateniense
O modelo ateniense
Susana Simões
 

Semelhante a Democracia em atenas leitura suplementar (20)

A democracia ateniense e a oligarquia militar espartana
A democracia ateniense e a oligarquia militar espartana A democracia ateniense e a oligarquia militar espartana
A democracia ateniense e a oligarquia militar espartana
 
O modelo ateniense a democracia
O modelo ateniense  a democraciaO modelo ateniense  a democracia
O modelo ateniense a democracia
 
O modelo ateniense a democracia
O modelo ateniense  a democraciaO modelo ateniense  a democracia
O modelo ateniense a democracia
 
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICOGRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
 
O modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
O modelo ateniense (síntese)PDF.pptxO modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
O modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
 
O modelo ateniense (síntese) (1).pptx
O modelo ateniense (síntese) (1).pptxO modelo ateniense (síntese) (1).pptx
O modelo ateniense (síntese) (1).pptx
 
GRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptxGRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptx
 
C:\Users\Ana\Desktop\O GóTico
C:\Users\Ana\Desktop\O GóTicoC:\Users\Ana\Desktop\O GóTico
C:\Users\Ana\Desktop\O GóTico
 
A grécia das cidades
A grécia das cidadesA grécia das cidades
A grécia das cidades
 
Artigo philia dez-2012
Artigo philia dez-2012Artigo philia dez-2012
Artigo philia dez-2012
 
Sit 1 vol 2 os primeiros tempos da democracia grega e o regime demogratico at...
Sit 1 vol 2 os primeiros tempos da democracia grega e o regime demogratico at...Sit 1 vol 2 os primeiros tempos da democracia grega e o regime demogratico at...
Sit 1 vol 2 os primeiros tempos da democracia grega e o regime demogratico at...
 
Guia de estudo Democracia
Guia de estudo DemocraciaGuia de estudo Democracia
Guia de estudo Democracia
 
Democracia Grega
Democracia GregaDemocracia Grega
Democracia Grega
 
A Grécia das cidades
A Grécia das cidadesA Grécia das cidades
A Grécia das cidades
 
Democracia (Democracy)
Democracia (Democracy)Democracia (Democracy)
Democracia (Democracy)
 
A Sociedade Ateniense
A Sociedade AtenienseA Sociedade Ateniense
A Sociedade Ateniense
 
Trabalho ..
Trabalho ..Trabalho ..
Trabalho ..
 
Trabalho ..
Trabalho ..Trabalho ..
Trabalho ..
 
Guia de estudo O modelo ateniense 1314
Guia de estudo O modelo ateniense 1314Guia de estudo O modelo ateniense 1314
Guia de estudo O modelo ateniense 1314
 
O modelo ateniense
O modelo atenienseO modelo ateniense
O modelo ateniense
 

Mais de Ana Cristina F

Endereço de blog pessoal
Endereço de blog pessoalEndereço de blog pessoal
Endereço de blog pessoal
Ana Cristina F
 
Principais instituições democráticas de atenas nos séculos v e iv a
Principais instituições democráticas de atenas nos séculos v e iv aPrincipais instituições democráticas de atenas nos séculos v e iv a
Principais instituições democráticas de atenas nos séculos v e iv a
Ana Cristina F
 
Os orgãos políticos em atenas
Os orgãos políticos em atenasOs orgãos políticos em atenas
Os orgãos políticos em atenas
Ana Cristina F
 
Conteúdos e aprendizagens relevantes teste
Conteúdos e aprendizagens relevantes testeConteúdos e aprendizagens relevantes teste
Conteúdos e aprendizagens relevantes teste
Ana Cristina F
 
Proposta de resolução do questionário do caderno de actividades
Proposta de resolução do questionário do caderno de actividadesProposta de resolução do questionário do caderno de actividades
Proposta de resolução do questionário do caderno de actividades
Ana Cristina F
 
Absolutismo regio -_leitura_suplementar
Absolutismo regio -_leitura_suplementarAbsolutismo regio -_leitura_suplementar
Absolutismo regio -_leitura_suplementar
Ana Cristina F
 
População no séc. xviii
População no séc. xviiiPopulação no séc. xviii
População no séc. xviii
Ana Cristina F
 
Populacaodaeuropa -esquema
Populacaodaeuropa  -esquemaPopulacaodaeuropa  -esquema
Populacaodaeuropa -esquema
Ana Cristina F
 
O que e_a_historia
O que e_a_historiaO que e_a_historia
O que e_a_historia
Ana Cristina F
 
Portugal verão quente
Portugal   verão quentePortugal   verão quente
Portugal verão quente
Ana Cristina F
 
Fascismos
FascismosFascismos
Fascismos
Ana Cristina F
 
Do czarismo à rússia soviética esquema
Do czarismo à rússia soviética   esquemaDo czarismo à rússia soviética   esquema
Do czarismo à rússia soviética esquema
Ana Cristina F
 
Portugal no novo quadro internacional
Portugal no novo quadro internacionalPortugal no novo quadro internacional
Portugal no novo quadro internacionalAna Cristina F
 
Estado novo esquema
Estado novo esquemaEstado novo esquema
Estado novo esquema
Ana Cristina F
 
Doc1
Doc1Doc1
Temas saídos em exame 2008
Temas saídos em exame 2008Temas saídos em exame 2008
Temas saídos em exame 2008
Ana Cristina F
 
Neoliberalismo e globalização
Neoliberalismo e globalizaçãoNeoliberalismo e globalização
Neoliberalismo e globalização
Ana Cristina F
 
Resumo mod9 uniao europeia_espaco_econ_asiapacifico
Resumo mod9 uniao europeia_espaco_econ_asiapacificoResumo mod9 uniao europeia_espaco_econ_asiapacifico
Resumo mod9 uniao europeia_espaco_econ_asiapacifico
Ana Cristina F
 
As questões transnacionais
As questões transnacionaisAs questões transnacionais
As questões transnacionais
Ana Cristina F
 

Mais de Ana Cristina F (20)

Endereço de blog pessoal
Endereço de blog pessoalEndereço de blog pessoal
Endereço de blog pessoal
 
Principais instituições democráticas de atenas nos séculos v e iv a
Principais instituições democráticas de atenas nos séculos v e iv aPrincipais instituições democráticas de atenas nos séculos v e iv a
Principais instituições democráticas de atenas nos séculos v e iv a
 
Os orgãos políticos em atenas
Os orgãos políticos em atenasOs orgãos políticos em atenas
Os orgãos políticos em atenas
 
Conteúdos e aprendizagens relevantes teste
Conteúdos e aprendizagens relevantes testeConteúdos e aprendizagens relevantes teste
Conteúdos e aprendizagens relevantes teste
 
Proposta de resolução do questionário do caderno de actividades
Proposta de resolução do questionário do caderno de actividadesProposta de resolução do questionário do caderno de actividades
Proposta de resolução do questionário do caderno de actividades
 
Absolutismo regio -_leitura_suplementar
Absolutismo regio -_leitura_suplementarAbsolutismo regio -_leitura_suplementar
Absolutismo regio -_leitura_suplementar
 
População no séc. xviii
População no séc. xviiiPopulação no séc. xviii
População no séc. xviii
 
Populacaodaeuropa -esquema
Populacaodaeuropa  -esquemaPopulacaodaeuropa  -esquema
Populacaodaeuropa -esquema
 
O que e_a_historia
O que e_a_historiaO que e_a_historia
O que e_a_historia
 
Portugal verão quente
Portugal   verão quentePortugal   verão quente
Portugal verão quente
 
Fascismos
FascismosFascismos
Fascismos
 
Do czarismo à rússia soviética esquema
Do czarismo à rússia soviética   esquemaDo czarismo à rússia soviética   esquema
Do czarismo à rússia soviética esquema
 
Portugal no novo quadro internacional
Portugal no novo quadro internacionalPortugal no novo quadro internacional
Portugal no novo quadro internacional
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Estado novo esquema
Estado novo esquemaEstado novo esquema
Estado novo esquema
 
Doc1
Doc1Doc1
Doc1
 
Temas saídos em exame 2008
Temas saídos em exame 2008Temas saídos em exame 2008
Temas saídos em exame 2008
 
Neoliberalismo e globalização
Neoliberalismo e globalizaçãoNeoliberalismo e globalização
Neoliberalismo e globalização
 
Resumo mod9 uniao europeia_espaco_econ_asiapacifico
Resumo mod9 uniao europeia_espaco_econ_asiapacificoResumo mod9 uniao europeia_espaco_econ_asiapacifico
Resumo mod9 uniao europeia_espaco_econ_asiapacifico
 
As questões transnacionais
As questões transnacionaisAs questões transnacionais
As questões transnacionais
 

Democracia em atenas leitura suplementar

  • 1. DEMOCRACIA EM ATENAS Atenas, como as demais cidades gregas, foi até ao Séc. V a.c. governada por reis (monarquia), nobreza (oligarquia) e por tiranos (tirania). Contudo, no século V a. c., estabeleceu-se na cidade- estado de Atenas uma forma de governo diferente das restantes - o regime democrático. Para o estabelecimento deste novo regime político e social foi fundamental a acção de três legisladores - Sólon (c. 640-c. 560 a. c.), Clístenes (508-462 a. C) e Péricles (462-429 a. C). Entre as medidas que tomaram, destacam-se as seguintes: Sólon- Redacção de leis iguais para todos os homens livres e fim da escravidão por dívidas Clístenes- Divisão da Península da Ática em 100 demos, agrupados em 10 tribos; cada tribo, onde todos eram iguais, elegia anualmente os cidadãos para os vários órgãos do governo da cidade. Procurava-se, assim, evitar que os ricos dominassem a vida política Péricles- Concessão de salários a todos os cidadãos que fossem designados para cargos públicos; desta forma, todos, incluindo os cidadãos mais pobres, podiam participar na vida política. Na cidade-estado de Atenas, os ÓRGÃOS DE PODER eram os seguintes : Assembleia do Povo ou Eclésia, constituída por todos os cidadãos, que aprovava as leis, decidia da paz ou da guerra, elegia as magistraturas mais importantes e votava o ostracismo; Bulé, conselho permanente de 500 cidadãos, sorteados entre as tribos (50 por tribo), que elaborava as leis a aprovar pela Eclésia; Helieu, tribunal composto por 6000 cidadãos, que julgava os casos de não cumprimento das leis da cidade. Para além destes órgãos de poder, distinguiam-se como dirigentes políticos os arcontes e os estrategos. Assim, o regime democrático trouxe importantes inovações: preenchimento dos cargos políticos através de eleições ou por sorteio duração limitada desses cargos participação dos cidadãos na vida política. A democracia ateniense tinha, contudo, as suas limitações. Na verdade, só os cidadãos atenienses, cerca de 10% da população, participavam na vida política (as mulheres e os filhos dos cidadãos, os metecos e os escravos estavam dela excluídos). A existência de escravos, o imperialismo de Atenas em relação às outras cidades da Liga de Delos e a Lei do Ostracismo são também consideradas como “imperfeições” da democracia ateniense. No entanto, apesar das suas imperfeições, o regime político de Atenas foi seguido em muitas cidades gregas e serviu de modelo às democracias modernas. http://greciaparati.blogs.sapo.pt/