SlideShare uma empresa Scribd logo
2º ano: Caderno de Exercícios 03 / Aula 01
Tema: Globalização
Professor Claudio Henrique Ramos Sales
GEOGRAFIA
Resposta correta: E
Uma das particularidades que caracterizam a atual fase
da globalização relaciona-se à descentralização das
áreas produtivas, com diversas empresas que buscam
instalar suas linhas de montagem em países que
ofereçam vantagens como mão de obra barata e
incentivos fiscais.
Resposta correta: B
Apesar de ocorrer em escala planetária, as
particularidades que compõem a globalização não
ocorrem de forma homogênea, com alguns lugares e
pessoas tendo melhor acesso e maior integração na
produção e no consumo mundial.
Resposta correta: B
Notam-se na atual fase da globalização grandes
facilidades tecnológicas e políticas que favorecem a
circulação de informações e recursos financeiros entre
diferentes mercados e desestruturam a concepção de
fronteira.
Resposta correta: D
A intensa relação entre mercados e pessoas descrita na
música é uma das características da globalização. As
facilidades de comunicação e transporte facilitam a
transferência das unidades produtivas, como também
favorecem o intercâmbio comercial em escala planetária.
Resposta correta: D
As transnacionais foram amplamente beneficiadas no
processo de globalização. O avanço tecnológico
vinculado à globalização tornou os setores econômicos
mais interdependentes, fruto da expansão dos meios
técnico, científico e informacional.
Resposta correta: D
A padronização das tecnologias das regras em setores
como finanças, comércio exterior, indústria e
agropecuária favorece a intensificação dos fluxos
econômicos internacionais, uma das marcas da
globalização.
Resposta correta: E
Os quatro tipos de blocos mais comuns são zona de livre-
comércio, união aduaneira, mercado comum e união
econômica e monetária. O Nafta é um exemplo de
organização supranacional que estabelece livre comércio entre
os países-membros. Já o Mercosul é uma união aduaneira,
que estabelece uma Taxa Externa Comum entre seus
integrantes. E a União Europeia apresentava as
características de um mercado comum, tornando-se uma
união econômica e monetária
A) Entre os países-membros da União Europeia que não
aderiram à moeda única, podemos citar a Suécia e a Dinamarca.
A Suécia não aderiu ao euro, pois o país não apresenta as
condições econômicas necessárias para adotar o euro. Entre
estas, destaca-se a imposição de baixos gastos públicos,
situação que ainda não foi alcançada pelo governo sueco. Já no
caso da Dinamarca o motivo para a não adesão ao euro está no
fato de sua moeda, a coroa dinamarquesa, ser desvalorizada em
relação ao euro, o que facilita as exportações para outras nações
do bloco.
B) Entre os países que estão reivindicando sua
entrada para a UE, o caso mais emblemático é o da
Turquia. País de população predominantemente
muçulmana e com mais de 70 milhões de habitantes,
seu governo laico acredita que com a entrada para a
comunidade europeia aumentariam significativamente
os investimentos estrangeiros no país, promovendo
importante crescimento econômico.
C) Existem várias exigências para ser aceito na
União Europeia, entre elas: o respeito aos direitos
humanos, a preservação dos valores
democráticos, o controle do déficit público e da
dívida externa e o combate à corrupção e ao crime
organizado. Todas essas exigências visam,
basicamente, garantir a estabilidade e a unidade
do bloco.
Resposta correta: F – F – F – V
Nem todos os tipos de blocos econômicos possuem
acordos que garantam a livre circulação de mão de obra.
Além disso, ocorre nas últimas décadas ampla
transferência de unidades produtivas dos países
desenvolvidos para áreas subdesenvolvidas. A atual fase
da globalização, marcada pela grande concorrência
internacional, estimula a criação de blocos econômicos.
A) O tratado de Roma instituiu uma união aduaneira entre
os antigos membros da Ceca (Comunidade Europeia do
Carvão e do Aço). O objetivo dessa integração, portanto,
era eliminar as tarifas alfandegárias para importação e
exportação entre os países-membros da Comunidade
Econômica Europeia em relação a todas as mercadorias, e
não apenas ao carvão e ao aço. Além disso, houve
também o estabelecimento de uma Taxa Externa Comum
(TEC) que promovia a igualdade das alíquotas de
importação.
B) O fim da Guerra Fria teve como consequência o
rompimento da cortina de ferro. Países antes
socialistas entraram em contato com o capitalismo, o
que levou a um enorme fluxo de imigração. Além de
combater a entrada indiscriminada de imigrantes, a
comunidade europeia encontrou após a Guerra Fria
dificuldade na integração dos países socialistas ao
sistema capitalista.
A) Em 1957, com o Tratado de Roma, foi instituído o
Mercado Comum Europeu, ou Comunidade Econômica
Europeia, um bloco econômico formado por 6 países com
o objetivo de reduzir as tarifas de importação e estimular o
comércio entre os países sócios (união aduaneira e
adoção de uma TEC). O Tratado de Maastricht (1992)
estabeleceu as regras para os países do bloco adotarem o
euro (a moeda única), além das 4 liberdades, sendo elas:
a liberdade de circulação de mercadorias, de serviços, de
pessoas e de capitais.
B) Em 1989, aconteceu a queda do Muro de Berlim, significando o término do
regime socialista na Alemanha Oriental. Em outros países do Leste Europeu, os
regimes socialistas autoritários também caíram, até que, em 1991, houve o término
da União Soviética e sua fragmentação em 15 novos países independentes. A
partir de então, os países do Leste Europeu atravessaram uma transição do
socialismo para o capitalismo com democracia pluripartidária. Essa transformação
possibilitou a vários países ingressar na União Europeia a partir do final da década
de 1990, entre eles: Polônia, República Tcheca, Hungria, Romênia e Croácia. Para
os novos integrantes, as vantagens são a atração de investimentos de
transnacionais e a ampliação das exportações, enquanto para a União Europeia a
vantagem é a incorporação de novos mercados consumidores e maior
lucratividade para as empresas transnacionais.
A) Ampliar as trocas comerciais vantajosas entre
os países-membros; fortalecimento econômico dos
integrantes, que assim podem melhor competir
internacionalmente com as grandes economias
planetárias.
B) Uma das principais características da União
Europeia é a sua ampla integração econômica,
com a maior parte de seus membros possuindo
uma moeda comum (o euro).
Resposta correta: C
A globalização, da forma como se desenvolveu, fortaleceu as
grandes corporações no cenário internacional – de crescente
competitividade – ao mesmo tempo que enfraqueceu o poder
de intervenção estatal nas economias nacionais,
especialmente nos países subdesenvolvidos. Dessa forma, a
criação dos blocos regionais organizados por esses países foi
uma medida destinada a permitir-lhes enfrentar a nova
organização do espaço global.
A) O bloco a que se referem é o Apec (Cooperação
Econômica da Ásia-Pacífico), que tinha por objetivo
inicial a cooperação econômica entre os países-
membros. Em reunião realizada em Jacarta, em
novembro de 1994, novos objetivos foram introduzidos,
tais como: ampliação dos laços comerciais entre os
países-membros, associação da entidade ao Nafta e
ampliação do número de membros, com a entrada do
Chile.
B) Os participantes apresentam todos os tipos de
heterogeneidade possíveis: há nações de grande
população absoluta, como a Rússia, a Indonésia e os
Estados Unidos, ao lado de países pouco populosos,
como Brunei e Austrália; países de grande área
territorial, como o Canadá, ao lado de nações
minúsculas, como Cingapura; nações de grande poder
econômico, como o Japão, ao lado de países de baixo
desenvolvimento econômico, como a Tailândia.
A) O Mercosul é uma união aduaneira, tipo de bloco
comercial que se caracteriza pela livre comercialização de
diversas mercadorias entre seus países-membros e pela
implantação da TEC, ou seja, vários produtos que são
comprados de países fora do bloco apresentam as
mesmas taxas de importação para todos os membros do
bloco. A principal diferença entre os membros plenos e
associados a essa organização supranacional é a TEC: os
membros plenos possuem essa taxa comum, enquanto os
associados não a utilizam.
B) I. Chile; II, Peru; III. Equador; IV. Colômbia são
membros associados do Mercosul. A Venezuela
(V) é um país-membro do bloco.
A) As maquiladoras ou zonas francas possuem
regras operacionais como: I) subsídios para
aquisição imobiliária; II) isenções ou tarifas
preferenciais para consumo de energia e água; III)
flexibilização da legislação trabalhista e ambiental;
IV) isenções de taxas de importação de bens de
produção e exportação de produtos industriais.
B) A proximidade geográfica entre os Estados
Unidos e o México é um dos fatores determinantes
para a instalação das empresas maquiladoras no
México. Nota-se a maior concentração dessas
empresas na porção setentrional mexicana,
visando escoar com baixo custo os produtos para
o mercado consumidor estadunidense.
A) A CEE, ou MCE (Comunidade Econômica Europeia
ou Mercado Comum Europeu), criada a partir do
Tratado de Roma (1957), onde foi estabelecido o livre-
comércio de mercadorias, serviços e mão de obra
entre seus integrantes. De 1957 a 1972, seis países
integravam o MCE (Alemanha Ocidental, Bélgica,
Países Baixos, Luxemburgo, França e Itália) e,
gradativamente, ampliaram suas relações comerciais e
fortaleceram suas economias.
B) Os dois dos principais objetivos almejados pela
integração regional são: o fortalecimento de economias
que não têm condições de competir com as maiores
economias do mundo, como os Estados Unidos e a
China; e o aumento da importância econômica de
determinadas regiões, tornando-as mais fortes
politicamente nos fóruns internacionais como a OMC
(Organização Mundial do Comércio).
Resposta correta: B
O Tratado Transpacífico (TPP) visa ampliar a integração
e o fortalecimento de uma extensa área de comércio na
região do oceano Pacífico, aumentando o poder dos
Estados Unidos e do Japão perante a crescente economia
chinesa. Vale destacar que, embora o acordo
vise estabelecer padrões trabalhistas, sua adoção será
compulsória e não obrigatória.
Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Globalização Econômica - Internacionalização da Economia
Globalização Econômica - Internacionalização da EconomiaGlobalização Econômica - Internacionalização da Economia
Globalização Econômica - Internacionalização da Economia
Wicthor Cruz
 
Globalização e blocos econômicos
Globalização e blocos econômicosGlobalização e blocos econômicos
Globalização e blocos econômicos
Lucas Lourenço
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
edsonluz
 
Comércio mundial.
Comércio mundial.Comércio mundial.
Comércio mundial.
Camila Brito
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Uilson Pereira da Silva
 
Comércio e serviços na economia global
Comércio e serviços na economia globalComércio e serviços na economia global
Comércio e serviços na economia global
gustavogeo
 
O brasil em um mundo globalizado
O brasil em um mundo globalizadoO brasil em um mundo globalizado
O brasil em um mundo globalizado
totonhodemorais
 
Modulo 05 - Introdução à geopolitica do mundo atual
Modulo 05 - Introdução à geopolitica do mundo atualModulo 05 - Introdução à geopolitica do mundo atual
Modulo 05 - Introdução à geopolitica do mundo atual
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Globalização e os Blocos Econômicos
Globalização e os Blocos EconômicosGlobalização e os Blocos Econômicos
Globalização e os Blocos Econômicos
Escola Modelo de Iguatu
 
Geografia omc e o comercio internacional
Geografia   omc e o comercio internacionalGeografia   omc e o comercio internacional
Geografia omc e o comercio internacional
Gustavo Soares
 
O mundo multipolar
O mundo multipolarO mundo multipolar
O mundo multipolar
Edmar Alves da Cruz
 
Terceira lista exercicios_globaliz_blocos_economicos_satrte_2020
Terceira lista exercicios_globaliz_blocos_economicos_satrte_2020Terceira lista exercicios_globaliz_blocos_economicos_satrte_2020
Terceira lista exercicios_globaliz_blocos_economicos_satrte_2020
CADUCOC
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
Luciano Pessanha
 
GlobalizaçãO E O Comercio Mundial E Brasileiro
GlobalizaçãO E O Comercio Mundial E BrasileiroGlobalizaçãO E O Comercio Mundial E Brasileiro
GlobalizaçãO E O Comercio Mundial E Brasileiro
Almir
 
Geo globalização 9º
Geo  globalização 9ºGeo  globalização 9º
Geo globalização 9º
Ana Wronski
 
Geopolítica e globalizacao
Geopolítica e globalizacaoGeopolítica e globalizacao
Geopolítica e globalizacao
profleofonseca
 
Blocos econômicos e o comércio internacional
Blocos econômicos e o comércio internacionalBlocos econômicos e o comércio internacional
Blocos econômicos e o comércio internacional
Colégio Nova Geração COC
 
Comércio Internacional
Comércio InternacionalComércio Internacional
Comércio Internacional
Diego Lopes
 
Setor terciário II
Setor terciário IISetor terciário II
Globalização slide - Ana Karine Lopes
Globalização slide - Ana Karine LopesGlobalização slide - Ana Karine Lopes
Globalização slide - Ana Karine Lopes
Ana Karine Lopes
 

Mais procurados (20)

Globalização Econômica - Internacionalização da Economia
Globalização Econômica - Internacionalização da EconomiaGlobalização Econômica - Internacionalização da Economia
Globalização Econômica - Internacionalização da Economia
 
Globalização e blocos econômicos
Globalização e blocos econômicosGlobalização e blocos econômicos
Globalização e blocos econômicos
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Comércio mundial.
Comércio mundial.Comércio mundial.
Comércio mundial.
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Comércio e serviços na economia global
Comércio e serviços na economia globalComércio e serviços na economia global
Comércio e serviços na economia global
 
O brasil em um mundo globalizado
O brasil em um mundo globalizadoO brasil em um mundo globalizado
O brasil em um mundo globalizado
 
Modulo 05 - Introdução à geopolitica do mundo atual
Modulo 05 - Introdução à geopolitica do mundo atualModulo 05 - Introdução à geopolitica do mundo atual
Modulo 05 - Introdução à geopolitica do mundo atual
 
Globalização e os Blocos Econômicos
Globalização e os Blocos EconômicosGlobalização e os Blocos Econômicos
Globalização e os Blocos Econômicos
 
Geografia omc e o comercio internacional
Geografia   omc e o comercio internacionalGeografia   omc e o comercio internacional
Geografia omc e o comercio internacional
 
O mundo multipolar
O mundo multipolarO mundo multipolar
O mundo multipolar
 
Terceira lista exercicios_globaliz_blocos_economicos_satrte_2020
Terceira lista exercicios_globaliz_blocos_economicos_satrte_2020Terceira lista exercicios_globaliz_blocos_economicos_satrte_2020
Terceira lista exercicios_globaliz_blocos_economicos_satrte_2020
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
GlobalizaçãO E O Comercio Mundial E Brasileiro
GlobalizaçãO E O Comercio Mundial E BrasileiroGlobalizaçãO E O Comercio Mundial E Brasileiro
GlobalizaçãO E O Comercio Mundial E Brasileiro
 
Geo globalização 9º
Geo  globalização 9ºGeo  globalização 9º
Geo globalização 9º
 
Geopolítica e globalizacao
Geopolítica e globalizacaoGeopolítica e globalizacao
Geopolítica e globalizacao
 
Blocos econômicos e o comércio internacional
Blocos econômicos e o comércio internacionalBlocos econômicos e o comércio internacional
Blocos econômicos e o comércio internacional
 
Comércio Internacional
Comércio InternacionalComércio Internacional
Comércio Internacional
 
Setor terciário II
Setor terciário IISetor terciário II
Setor terciário II
 
Globalização slide - Ana Karine Lopes
Globalização slide - Ana Karine LopesGlobalização slide - Ana Karine Lopes
Globalização slide - Ana Karine Lopes
 

Destaque

Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizadoAula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Claudio Henrique Ramos Sales
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercíciosCapitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidadeAula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 02 - Economia rural - a pecuária
Modulo 02 - Economia rural - a pecuáriaModulo 02 - Economia rural - a pecuária
Modulo 02 - Economia rural - a pecuária
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Plano de ensino.jornalismo_científico
Plano de ensino.jornalismo_científicoPlano de ensino.jornalismo_científico
Plano de ensino.jornalismo_científico
Senshi11
 
Epistemologia da Razão Substantiva de Alberto Guerreiro Ramos
Epistemologia da Razão Substantiva de Alberto Guerreiro RamosEpistemologia da Razão Substantiva de Alberto Guerreiro Ramos
Epistemologia da Razão Substantiva de Alberto Guerreiro Ramos
Gabriel Siqueira
 
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Mental health problems among unaccompanied refugee minors -A Swedish perspect...
Mental health problems among unaccompanied refugee minors -A Swedish perspect...Mental health problems among unaccompanied refugee minors -A Swedish perspect...
Mental health problems among unaccompanied refugee minors -A Swedish perspect...
THL
 
Resenha: O campo científico / Os usos sociais da ciência: por uma sociologia ...
Resenha: O campo científico / Os usos sociais da ciência: por uma sociologia ...Resenha: O campo científico / Os usos sociais da ciência: por uma sociologia ...
Resenha: O campo científico / Os usos sociais da ciência: por uma sociologia ...
Juliana Gulka
 
Abordagem sistemica e contigencial
Abordagem sistemica e contigencialAbordagem sistemica e contigencial
Abordagem sistemica e contigencial
Bruna Elisson
 
Classes sociais em Bourdieu
Classes sociais em BourdieuClasses sociais em Bourdieu
Classes sociais em Bourdieu
Felipe Correa de Mello
 
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horáriosAulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Geração y
Geração yGeração y
Visões do Game Design #1
Visões do Game Design #1Visões do Game Design #1
Visões do Game Design #1
Rodrigo
 
Pierre Bourdieu: Mercado de Bens Simbólicos
Pierre Bourdieu: Mercado de Bens SimbólicosPierre Bourdieu: Mercado de Bens Simbólicos
Pierre Bourdieu: Mercado de Bens Simbólicos
Rodrigo
 
Aula 04 Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Aula 04   Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)Aula 04   Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Aula 04 Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 09 - A economia industrial da europa
Modulo 09 - A economia industrial da europaModulo 09 - A economia industrial da europa
Modulo 09 - A economia industrial da europa
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedadeFeminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 03 - Instituições Sociais Num Mundo de Mudanças
Aula 03 - Instituições Sociais Num Mundo de MudançasAula 03 - Instituições Sociais Num Mundo de Mudanças
Aula 03 - Instituições Sociais Num Mundo de Mudanças
Claudio Henrique Ramos Sales
 

Destaque (20)

Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizadoAula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
 
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercíciosCapitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
 
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidadeAula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
 
Modulo 02 - Economia rural - a pecuária
Modulo 02 - Economia rural - a pecuáriaModulo 02 - Economia rural - a pecuária
Modulo 02 - Economia rural - a pecuária
 
Plano de ensino.jornalismo_científico
Plano de ensino.jornalismo_científicoPlano de ensino.jornalismo_científico
Plano de ensino.jornalismo_científico
 
Epistemologia da Razão Substantiva de Alberto Guerreiro Ramos
Epistemologia da Razão Substantiva de Alberto Guerreiro RamosEpistemologia da Razão Substantiva de Alberto Guerreiro Ramos
Epistemologia da Razão Substantiva de Alberto Guerreiro Ramos
 
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
 
Mental health problems among unaccompanied refugee minors -A Swedish perspect...
Mental health problems among unaccompanied refugee minors -A Swedish perspect...Mental health problems among unaccompanied refugee minors -A Swedish perspect...
Mental health problems among unaccompanied refugee minors -A Swedish perspect...
 
Resenha: O campo científico / Os usos sociais da ciência: por uma sociologia ...
Resenha: O campo científico / Os usos sociais da ciência: por uma sociologia ...Resenha: O campo científico / Os usos sociais da ciência: por uma sociologia ...
Resenha: O campo científico / Os usos sociais da ciência: por uma sociologia ...
 
Abordagem sistemica e contigencial
Abordagem sistemica e contigencialAbordagem sistemica e contigencial
Abordagem sistemica e contigencial
 
Classes sociais em Bourdieu
Classes sociais em BourdieuClasses sociais em Bourdieu
Classes sociais em Bourdieu
 
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horáriosAulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
 
Geração y
Geração yGeração y
Geração y
 
Visões do Game Design #1
Visões do Game Design #1Visões do Game Design #1
Visões do Game Design #1
 
Pierre Bourdieu: Mercado de Bens Simbólicos
Pierre Bourdieu: Mercado de Bens SimbólicosPierre Bourdieu: Mercado de Bens Simbólicos
Pierre Bourdieu: Mercado de Bens Simbólicos
 
Aula 04 Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Aula 04   Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)Aula 04   Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Aula 04 Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
 
Modulo 09 - A economia industrial da europa
Modulo 09 - A economia industrial da europaModulo 09 - A economia industrial da europa
Modulo 09 - A economia industrial da europa
 
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedadeFeminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
 
Aula 03 - Instituições Sociais Num Mundo de Mudanças
Aula 03 - Instituições Sociais Num Mundo de MudançasAula 03 - Instituições Sociais Num Mundo de Mudanças
Aula 03 - Instituições Sociais Num Mundo de Mudanças
 

Semelhante a Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito

bloco Economico geografia .pdf
bloco Economico geografia .pdfbloco Economico geografia .pdf
bloco Economico geografia .pdf
Cobyy
 
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptxBLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
Fernanda Castello
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
ProfessorRogerioSant
 
União europeia: bloco, economia e questão islâmica.
União europeia: bloco, economia e questão islâmica.  União europeia: bloco, economia e questão islâmica.
União europeia: bloco, economia e questão islâmica.
Silmara Vedoveli
 
A formação dos blocos regionais
A formação dos blocos regionaisA formação dos blocos regionais
A formação dos blocos regionais
SIMONE SCHADE
 
2parteblocoseconomicos2015 aula4-150405193819-conversion-gate01
2parteblocoseconomicos2015 aula4-150405193819-conversion-gate012parteblocoseconomicos2015 aula4-150405193819-conversion-gate01
2parteblocoseconomicos2015 aula4-150405193819-conversion-gate01
Tatiana Semêdo
 
Blocoeconomico8ano0810
Blocoeconomico8ano0810Blocoeconomico8ano0810
Blocoeconomico8ano0810
Marcia Regina Mourao
 
Aula 6 comércio internacional e blocos economicos
Aula 6   comércio internacional e blocos economicosAula 6   comércio internacional e blocos economicos
Aula 6 comércio internacional e blocos economicos
Isabela Espíndola
 
Mercosul
MercosulMercosul
Mercosul
Eziquel de Lima
 
Aula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitárioAula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitário
Cláudia Ximenes
 
Economia internacional blocos economicos
Economia internacional blocos economicosEconomia internacional blocos economicos
Economia internacional blocos economicos
Suhelanne
 
União europeia
União europeiaUnião europeia
União europeia
Esequias Bueno
 
Cidadania Europeia
Cidadania EuropeiaCidadania Europeia
Cidadania Europeia
Tony Abreu
 
Privest - Europa III - 3º Ano EM
Privest - Europa III - 3º Ano EMPrivest - Europa III - 3º Ano EM
Privest - Europa III - 3º Ano EM
profrodrigoribeiro
 
BLOCOS REGIONAISLLLLLLLLLLLLLLJJJJJJJJJJ
BLOCOS REGIONAISLLLLLLLLLLLLLLJJJJJJJJJJBLOCOS REGIONAISLLLLLLLLLLLLLLJJJJJJJJJJ
BLOCOS REGIONAISLLLLLLLLLLLLLLJJJJJJJJJJ
MariaCristinaSouzaLe1
 
GEOGRAFIA - COMÉRCIO INTERNACIONAL E BLOCOS ECONÔMICOS - PROF. LUCAS QUEIROZ.pdf
GEOGRAFIA - COMÉRCIO INTERNACIONAL E BLOCOS ECONÔMICOS - PROF. LUCAS QUEIROZ.pdfGEOGRAFIA - COMÉRCIO INTERNACIONAL E BLOCOS ECONÔMICOS - PROF. LUCAS QUEIROZ.pdf
GEOGRAFIA - COMÉRCIO INTERNACIONAL E BLOCOS ECONÔMICOS - PROF. LUCAS QUEIROZ.pdf
RavenaSales1
 
A Formação dos Blocos Regionais.ppt
A Formação dos Blocos Regionais.pptA Formação dos Blocos Regionais.ppt
A Formação dos Blocos Regionais.ppt
AllissonGoes
 
A Formação dos Blocos Regionais.ppt
A Formação dos Blocos Regionais.pptA Formação dos Blocos Regionais.ppt
A Formação dos Blocos Regionais.ppt
Reginaldo Leandro Plácido
 
Globalizacao da economia
Globalizacao da economiaGlobalizacao da economia
Globalizacao da economia
Estude Mais
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Ester Marie
 

Semelhante a Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito (20)

bloco Economico geografia .pdf
bloco Economico geografia .pdfbloco Economico geografia .pdf
bloco Economico geografia .pdf
 
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptxBLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
União europeia: bloco, economia e questão islâmica.
União europeia: bloco, economia e questão islâmica.  União europeia: bloco, economia e questão islâmica.
União europeia: bloco, economia e questão islâmica.
 
A formação dos blocos regionais
A formação dos blocos regionaisA formação dos blocos regionais
A formação dos blocos regionais
 
2parteblocoseconomicos2015 aula4-150405193819-conversion-gate01
2parteblocoseconomicos2015 aula4-150405193819-conversion-gate012parteblocoseconomicos2015 aula4-150405193819-conversion-gate01
2parteblocoseconomicos2015 aula4-150405193819-conversion-gate01
 
Blocoeconomico8ano0810
Blocoeconomico8ano0810Blocoeconomico8ano0810
Blocoeconomico8ano0810
 
Aula 6 comércio internacional e blocos economicos
Aula 6   comércio internacional e blocos economicosAula 6   comércio internacional e blocos economicos
Aula 6 comércio internacional e blocos economicos
 
Mercosul
MercosulMercosul
Mercosul
 
Aula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitárioAula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitário
 
Economia internacional blocos economicos
Economia internacional blocos economicosEconomia internacional blocos economicos
Economia internacional blocos economicos
 
União europeia
União europeiaUnião europeia
União europeia
 
Cidadania Europeia
Cidadania EuropeiaCidadania Europeia
Cidadania Europeia
 
Privest - Europa III - 3º Ano EM
Privest - Europa III - 3º Ano EMPrivest - Europa III - 3º Ano EM
Privest - Europa III - 3º Ano EM
 
BLOCOS REGIONAISLLLLLLLLLLLLLLJJJJJJJJJJ
BLOCOS REGIONAISLLLLLLLLLLLLLLJJJJJJJJJJBLOCOS REGIONAISLLLLLLLLLLLLLLJJJJJJJJJJ
BLOCOS REGIONAISLLLLLLLLLLLLLLJJJJJJJJJJ
 
GEOGRAFIA - COMÉRCIO INTERNACIONAL E BLOCOS ECONÔMICOS - PROF. LUCAS QUEIROZ.pdf
GEOGRAFIA - COMÉRCIO INTERNACIONAL E BLOCOS ECONÔMICOS - PROF. LUCAS QUEIROZ.pdfGEOGRAFIA - COMÉRCIO INTERNACIONAL E BLOCOS ECONÔMICOS - PROF. LUCAS QUEIROZ.pdf
GEOGRAFIA - COMÉRCIO INTERNACIONAL E BLOCOS ECONÔMICOS - PROF. LUCAS QUEIROZ.pdf
 
A Formação dos Blocos Regionais.ppt
A Formação dos Blocos Regionais.pptA Formação dos Blocos Regionais.ppt
A Formação dos Blocos Regionais.ppt
 
A Formação dos Blocos Regionais.ppt
A Formação dos Blocos Regionais.pptA Formação dos Blocos Regionais.ppt
A Formação dos Blocos Regionais.ppt
 
Globalizacao da economia
Globalizacao da economiaGlobalizacao da economia
Globalizacao da economia
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 

Mais de Claudio Henrique Ramos Sales

Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - IIAulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - IAula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 01 Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Aula 01   Elementos da orientação (Sistema Anglo)Aula 01   Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema AngloModulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
O outro lado do fem
O outro lado do femO outro lado do fem
O outro lado do fem
Claudio Henrique Ramos Sales
 
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 16 - Brasil - um país multicultural
Modulo 16 - Brasil - um país multiculturalModulo 16 - Brasil - um país multicultural
Modulo 16 - Brasil - um país multicultural
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 14 - Expectativa de vida e envelhecimento da população (Apostila Siste...
Modulo 14 - Expectativa de vida e envelhecimento da população (Apostila Siste...Modulo 14 - Expectativa de vida e envelhecimento da população (Apostila Siste...
Modulo 14 - Expectativa de vida e envelhecimento da população (Apostila Siste...
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhosModulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhos
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 12 - Atividades agricolas nos Estados Unidos (Apostila Anglo)
Modulo 12 - Atividades agricolas nos Estados Unidos (Apostila Anglo)Modulo 12 - Atividades agricolas nos Estados Unidos (Apostila Anglo)
Modulo 12 - Atividades agricolas nos Estados Unidos (Apostila Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileiraModulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileira
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 12 - O crescimento da população
Modulo 12 - O crescimento da populaçãoModulo 12 - O crescimento da população
Modulo 12 - O crescimento da população
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 11 - A população dos Estados Unidos
Modulo 11 - A população dos Estados UnidosModulo 11 - A população dos Estados Unidos
Modulo 11 - A população dos Estados Unidos
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 10 - Aspectos naturais da América Anglo-Saxônica
Modulo 10 - Aspectos naturais da América Anglo-SaxônicaModulo 10 - Aspectos naturais da América Anglo-Saxônica
Modulo 10 - Aspectos naturais da América Anglo-Saxônica
Claudio Henrique Ramos Sales
 

Mais de Claudio Henrique Ramos Sales (20)

Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - IIAulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
 
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - IAula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - I
 
Aula 01 Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Aula 01   Elementos da orientação (Sistema Anglo)Aula 01   Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 Elementos da orientação (Sistema Anglo)
 
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
 
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema AngloModulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
 
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
 
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
 
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
 
O outro lado do fem
O outro lado do femO outro lado do fem
O outro lado do fem
 
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
 
Modulo 16 - Brasil - um país multicultural
Modulo 16 - Brasil - um país multiculturalModulo 16 - Brasil - um país multicultural
Modulo 16 - Brasil - um país multicultural
 
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
 
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
 
Modulo 14 - Expectativa de vida e envelhecimento da população (Apostila Siste...
Modulo 14 - Expectativa de vida e envelhecimento da população (Apostila Siste...Modulo 14 - Expectativa de vida e envelhecimento da população (Apostila Siste...
Modulo 14 - Expectativa de vida e envelhecimento da população (Apostila Siste...
 
Modulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhosModulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhos
 
Modulo 12 - Atividades agricolas nos Estados Unidos (Apostila Anglo)
Modulo 12 - Atividades agricolas nos Estados Unidos (Apostila Anglo)Modulo 12 - Atividades agricolas nos Estados Unidos (Apostila Anglo)
Modulo 12 - Atividades agricolas nos Estados Unidos (Apostila Anglo)
 
Modulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileiraModulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileira
 
Modulo 12 - O crescimento da população
Modulo 12 - O crescimento da populaçãoModulo 12 - O crescimento da população
Modulo 12 - O crescimento da população
 
Modulo 11 - A população dos Estados Unidos
Modulo 11 - A população dos Estados UnidosModulo 11 - A população dos Estados Unidos
Modulo 11 - A população dos Estados Unidos
 
Modulo 10 - Aspectos naturais da América Anglo-Saxônica
Modulo 10 - Aspectos naturais da América Anglo-SaxônicaModulo 10 - Aspectos naturais da América Anglo-Saxônica
Modulo 10 - Aspectos naturais da América Anglo-Saxônica
 

Último

Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 

Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito

  • 1. 2º ano: Caderno de Exercícios 03 / Aula 01 Tema: Globalização Professor Claudio Henrique Ramos Sales GEOGRAFIA
  • 2. Resposta correta: E Uma das particularidades que caracterizam a atual fase da globalização relaciona-se à descentralização das áreas produtivas, com diversas empresas que buscam instalar suas linhas de montagem em países que ofereçam vantagens como mão de obra barata e incentivos fiscais.
  • 3. Resposta correta: B Apesar de ocorrer em escala planetária, as particularidades que compõem a globalização não ocorrem de forma homogênea, com alguns lugares e pessoas tendo melhor acesso e maior integração na produção e no consumo mundial.
  • 4. Resposta correta: B Notam-se na atual fase da globalização grandes facilidades tecnológicas e políticas que favorecem a circulação de informações e recursos financeiros entre diferentes mercados e desestruturam a concepção de fronteira.
  • 5. Resposta correta: D A intensa relação entre mercados e pessoas descrita na música é uma das características da globalização. As facilidades de comunicação e transporte facilitam a transferência das unidades produtivas, como também favorecem o intercâmbio comercial em escala planetária.
  • 6. Resposta correta: D As transnacionais foram amplamente beneficiadas no processo de globalização. O avanço tecnológico vinculado à globalização tornou os setores econômicos mais interdependentes, fruto da expansão dos meios técnico, científico e informacional.
  • 7. Resposta correta: D A padronização das tecnologias das regras em setores como finanças, comércio exterior, indústria e agropecuária favorece a intensificação dos fluxos econômicos internacionais, uma das marcas da globalização.
  • 8. Resposta correta: E Os quatro tipos de blocos mais comuns são zona de livre- comércio, união aduaneira, mercado comum e união econômica e monetária. O Nafta é um exemplo de organização supranacional que estabelece livre comércio entre os países-membros. Já o Mercosul é uma união aduaneira, que estabelece uma Taxa Externa Comum entre seus integrantes. E a União Europeia apresentava as características de um mercado comum, tornando-se uma união econômica e monetária
  • 9. A) Entre os países-membros da União Europeia que não aderiram à moeda única, podemos citar a Suécia e a Dinamarca. A Suécia não aderiu ao euro, pois o país não apresenta as condições econômicas necessárias para adotar o euro. Entre estas, destaca-se a imposição de baixos gastos públicos, situação que ainda não foi alcançada pelo governo sueco. Já no caso da Dinamarca o motivo para a não adesão ao euro está no fato de sua moeda, a coroa dinamarquesa, ser desvalorizada em relação ao euro, o que facilita as exportações para outras nações do bloco.
  • 10. B) Entre os países que estão reivindicando sua entrada para a UE, o caso mais emblemático é o da Turquia. País de população predominantemente muçulmana e com mais de 70 milhões de habitantes, seu governo laico acredita que com a entrada para a comunidade europeia aumentariam significativamente os investimentos estrangeiros no país, promovendo importante crescimento econômico.
  • 11. C) Existem várias exigências para ser aceito na União Europeia, entre elas: o respeito aos direitos humanos, a preservação dos valores democráticos, o controle do déficit público e da dívida externa e o combate à corrupção e ao crime organizado. Todas essas exigências visam, basicamente, garantir a estabilidade e a unidade do bloco.
  • 12. Resposta correta: F – F – F – V Nem todos os tipos de blocos econômicos possuem acordos que garantam a livre circulação de mão de obra. Além disso, ocorre nas últimas décadas ampla transferência de unidades produtivas dos países desenvolvidos para áreas subdesenvolvidas. A atual fase da globalização, marcada pela grande concorrência internacional, estimula a criação de blocos econômicos.
  • 13. A) O tratado de Roma instituiu uma união aduaneira entre os antigos membros da Ceca (Comunidade Europeia do Carvão e do Aço). O objetivo dessa integração, portanto, era eliminar as tarifas alfandegárias para importação e exportação entre os países-membros da Comunidade Econômica Europeia em relação a todas as mercadorias, e não apenas ao carvão e ao aço. Além disso, houve também o estabelecimento de uma Taxa Externa Comum (TEC) que promovia a igualdade das alíquotas de importação.
  • 14. B) O fim da Guerra Fria teve como consequência o rompimento da cortina de ferro. Países antes socialistas entraram em contato com o capitalismo, o que levou a um enorme fluxo de imigração. Além de combater a entrada indiscriminada de imigrantes, a comunidade europeia encontrou após a Guerra Fria dificuldade na integração dos países socialistas ao sistema capitalista.
  • 15. A) Em 1957, com o Tratado de Roma, foi instituído o Mercado Comum Europeu, ou Comunidade Econômica Europeia, um bloco econômico formado por 6 países com o objetivo de reduzir as tarifas de importação e estimular o comércio entre os países sócios (união aduaneira e adoção de uma TEC). O Tratado de Maastricht (1992) estabeleceu as regras para os países do bloco adotarem o euro (a moeda única), além das 4 liberdades, sendo elas: a liberdade de circulação de mercadorias, de serviços, de pessoas e de capitais.
  • 16. B) Em 1989, aconteceu a queda do Muro de Berlim, significando o término do regime socialista na Alemanha Oriental. Em outros países do Leste Europeu, os regimes socialistas autoritários também caíram, até que, em 1991, houve o término da União Soviética e sua fragmentação em 15 novos países independentes. A partir de então, os países do Leste Europeu atravessaram uma transição do socialismo para o capitalismo com democracia pluripartidária. Essa transformação possibilitou a vários países ingressar na União Europeia a partir do final da década de 1990, entre eles: Polônia, República Tcheca, Hungria, Romênia e Croácia. Para os novos integrantes, as vantagens são a atração de investimentos de transnacionais e a ampliação das exportações, enquanto para a União Europeia a vantagem é a incorporação de novos mercados consumidores e maior lucratividade para as empresas transnacionais.
  • 17. A) Ampliar as trocas comerciais vantajosas entre os países-membros; fortalecimento econômico dos integrantes, que assim podem melhor competir internacionalmente com as grandes economias planetárias.
  • 18. B) Uma das principais características da União Europeia é a sua ampla integração econômica, com a maior parte de seus membros possuindo uma moeda comum (o euro).
  • 19. Resposta correta: C A globalização, da forma como se desenvolveu, fortaleceu as grandes corporações no cenário internacional – de crescente competitividade – ao mesmo tempo que enfraqueceu o poder de intervenção estatal nas economias nacionais, especialmente nos países subdesenvolvidos. Dessa forma, a criação dos blocos regionais organizados por esses países foi uma medida destinada a permitir-lhes enfrentar a nova organização do espaço global.
  • 20. A) O bloco a que se referem é o Apec (Cooperação Econômica da Ásia-Pacífico), que tinha por objetivo inicial a cooperação econômica entre os países- membros. Em reunião realizada em Jacarta, em novembro de 1994, novos objetivos foram introduzidos, tais como: ampliação dos laços comerciais entre os países-membros, associação da entidade ao Nafta e ampliação do número de membros, com a entrada do Chile.
  • 21. B) Os participantes apresentam todos os tipos de heterogeneidade possíveis: há nações de grande população absoluta, como a Rússia, a Indonésia e os Estados Unidos, ao lado de países pouco populosos, como Brunei e Austrália; países de grande área territorial, como o Canadá, ao lado de nações minúsculas, como Cingapura; nações de grande poder econômico, como o Japão, ao lado de países de baixo desenvolvimento econômico, como a Tailândia.
  • 22. A) O Mercosul é uma união aduaneira, tipo de bloco comercial que se caracteriza pela livre comercialização de diversas mercadorias entre seus países-membros e pela implantação da TEC, ou seja, vários produtos que são comprados de países fora do bloco apresentam as mesmas taxas de importação para todos os membros do bloco. A principal diferença entre os membros plenos e associados a essa organização supranacional é a TEC: os membros plenos possuem essa taxa comum, enquanto os associados não a utilizam.
  • 23. B) I. Chile; II, Peru; III. Equador; IV. Colômbia são membros associados do Mercosul. A Venezuela (V) é um país-membro do bloco.
  • 24. A) As maquiladoras ou zonas francas possuem regras operacionais como: I) subsídios para aquisição imobiliária; II) isenções ou tarifas preferenciais para consumo de energia e água; III) flexibilização da legislação trabalhista e ambiental; IV) isenções de taxas de importação de bens de produção e exportação de produtos industriais.
  • 25. B) A proximidade geográfica entre os Estados Unidos e o México é um dos fatores determinantes para a instalação das empresas maquiladoras no México. Nota-se a maior concentração dessas empresas na porção setentrional mexicana, visando escoar com baixo custo os produtos para o mercado consumidor estadunidense.
  • 26. A) A CEE, ou MCE (Comunidade Econômica Europeia ou Mercado Comum Europeu), criada a partir do Tratado de Roma (1957), onde foi estabelecido o livre- comércio de mercadorias, serviços e mão de obra entre seus integrantes. De 1957 a 1972, seis países integravam o MCE (Alemanha Ocidental, Bélgica, Países Baixos, Luxemburgo, França e Itália) e, gradativamente, ampliaram suas relações comerciais e fortaleceram suas economias.
  • 27. B) Os dois dos principais objetivos almejados pela integração regional são: o fortalecimento de economias que não têm condições de competir com as maiores economias do mundo, como os Estados Unidos e a China; e o aumento da importância econômica de determinadas regiões, tornando-as mais fortes politicamente nos fóruns internacionais como a OMC (Organização Mundial do Comércio).
  • 28. Resposta correta: B O Tratado Transpacífico (TPP) visa ampliar a integração e o fortalecimento de uma extensa área de comércio na região do oceano Pacífico, aumentando o poder dos Estados Unidos e do Japão perante a crescente economia chinesa. Vale destacar que, embora o acordo vise estabelecer padrões trabalhistas, sua adoção será compulsória e não obrigatória.