SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
GLOBALIZAÇÃO E O PAPEL
DOS BLOCOS ECONÔMICOS
NA ECONOMIA MUNDIAL
Globalização
Globalização econômica
Blocos Econômicos
GLOBALIZAÇÃO
 Aprofundamento da integração econômica, social, cultural e
espacial;
 Formação de uma Aldeia Global;
 Processo histórico, porém com maior expansão recentemente;
 Principais características: homogeneização dos centros urbanos,
expansão das multinacionais, revolução tecnológica,
surgimento de blocos econômicos e a uniformização da cultura.
GLOBALIZAÇÃO ECONÔMICA:
ORIGENS
 Globalização se desenvolveu a partir da Revolução Industrial,
porém, passou despercebida, sendo estudada apenas após a
Segunda Guerra Mundial;
 Enquanto Paul Singer (economista) pensa na globalização e o
capitalismo se expandindo com a expansão comercial e
marítima, Maria da Conceição (economista) sugere a
globalização como resultado da acentuação do mercado
financeiro.
GLOBALIZAÇÃO ECONÔMICA:
CONCEITO E AVALIAÇÃO
 Há aspectos positivos e negativos a respeito da globalização;
 Pontos negativos: a facilidade com que tudo circula não
havendo grande controle, instabilidade econômica.
 Pontos positivos: a facilidade com que as inovações se
propagam entre países e continentes, o acesso rápido e fácil à
informação e aos bens.
GLOBALIZAÇÃO ECONÔMICA: O
BRASIL NA GLOBALIZAÇÃO
 É considerado um país industrializado emergente;
 Sediou a Conferencia das Nações Unidas sobre Meio Ambiente
e Desenvolvimento, a Rio-92;
 Possui um respeitável parque tecnológico;
 Debate contra as barreiras alfandegárias e sanitárias impostas à
sua produção agrícola e industrial;
 Vem sofrendo ataques especulativos de moeda estrangeira
sobre seu mercado.
“slogan” da Conferência Rio-92
BLOCOS ECONÔMICOS
 Forte elemento da globalização;
 Soma esforços de países em blocos que potencializam seu
poder de fogo econômico e político;
 O capitalismo pede a evolução do comércio internacional;
 Cria condições para dinamizar e intensificar a economia num
mundo globalizado. O intuito é a redução e/ou eliminação das
tarifas ou impostos de importação e exportação entre os países
membros, e também pode proporcionar a livre circulação de
pessoas entre os países membros.
BLOCOS ECONÔMICOS
 Conforme suas características, os blocos econômicos são
classificados da seguinte forma:
 Zona de livre comércio - acordos de redução ou eliminação das
taxas alfandegárias. Exemplo: NAFTA
 União aduaneira – além de reduzir ou eliminar as taxas
alfandegárias, regulamenta o comércio com nações que não
participam deste bloco através da TEC (Tarifa Externa Comum).
Exemplo: MERCOSUL
 Mercado Comum – proporciona a livre circulação de capitais,
serviços e pessoas no interior do bloco. Exemplo: União Europeia
BLOCOS ECONÔMICOS: APEC
 APEC (Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico);
 Criação: 1993, em Seattle, EUA;
 Países-membros: são 21 países, os principais são EUA, Rússia,
China, Japão e Coréia do Sul;
 Se somadas as produções industriais de todos os países, chega-
se a metade de toda a produção mundial;
 Estará em pleno funcionamento em 2020, e será o maior bloco
econômico do mundo.
Logo APEC
BLOCOS ECONÔMICOS: ASEAN
 ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático);
 Criação: 8 de agosto de 1967;
 Países-membros: São ao todo 11 países, os principais são:
Cingapura, Filipinas, Indonésia, Malásia, Tailândia e Vietnã;
 Objetivos: acelerar o crescimento econômico, progresso social e
desenvolvimento cultural na região;
 Tratado de Amizade e Cooperação: assinado em 1976, trazia a
proposta de princípios fundamentais entre os países, tais como:
respeito mútuo pela independência, soberania, igualdade,
integridade territorial; o direito de cada Estado para conduzir a
sua existência nacional, livre de interferências externas.
Logo ASEAN
BLOCOS ECONÔMICOS: CARICOM
 CARICOM (Mercado Comum e Comunidade do Caribe);
 Criação: 4 de julho de 1973 como bloco de cooperação
econômica e política;
 Países-membros: São ao todo 15 países, os principais são:
Bahamas, Belize, Dominica, Haiti, Jamaica, Suriname e Trinidad e
Tobago. Em 1998, Cuba foi aceita como país observador;
 Criado para superar os problemas econômicos e sociais após a
independência dos países-membros;
 Objetivo: acelerar o processo de desenvolvimento econômico e
social, o livre comércio na região, proporcionar a circulação do
trabalho e capital, coordenar a agricultura e indústria.
Logo CARICOM
BLOCOS ECONÔMICOS: CARICOM
 1999 - criado um acordo de livre comércio para a redução de
tarifas entre os países do CARICOM, porém, continuam
elevadas;
 2000 – Cuba e Dominica foram inseridas nos acordos de livre
comércio com o bloco;
 Além de abordar questões econômicas, aborda aspectos como
política externa, e desenvolve projetos sociais comuns.
Logo CARICOM
BLOCOS ECONÔMICOS: CEI
 CEI (Comunidade dos Estados Independentes);
 Criação: 8 de dezembro de 1991, após o fim da URSS, os países ex-
integrantes criaram uma forte dependência nas relações políticas,
militares e econômicas;
 Objetivo: estabelecer um sistema econômico e de defesa entre as
nações da extinta União Soviética;
 Países-membros: são ao todo 11 países, os principais são Rússia,
Ucrânia e Bielorrússia;
 A autonomia de cada nação é respeitada, não havendo, portanto,
interferência de outros países nas questões políticas internas.
Logo CEI
BLOCO ECONÔMICO: CAN
 CAN (Comunidade Andina);
 Criação: 1969, por meio do Acordo de Cartagena;
 Países-membros: são 9 países, e todos tem relativa importância,
são eles Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Brasil, Argentina, Chile,
Uruguai e Paraguai, e conta com 2 países observadores: México
e Panamá;
 Estrutura administrativa: Sistema Andino de Interação (SAI), este
é formado pelas principais instituições: de Conselho Presidencial
Anino, Tribunal de Justiça, Fundo Latino-Americano de Reservas
(FLAR);
Logo CAN
BLOCO ECONÔMICO: CAN
 Objetivos: integração comercial, econômica e política; facilitar
a participação no processo de integração regional;
proporcionar pontos de trabalhos; uniformizar o desenvolvimento
dos países membros; melhoria da qualidade de vida da
população.
Logo CAN
BLOCO ECONÔMICO: MERCOSUL
 MERCOSUL (Mercado Comum do Sul)
 Criação: 23 de março de 1991
 Países-membros: Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e
Venezuela;
 1995 – instalada zona de livre comércio;
 1999 – uniformização de taxas de juros, índice de déficit e taxas
de inflação.
Logo MERCOSUL
BLOCO ECONÔMICO: MERCOSUL
 Conflitos comerciais entre Brasil e Argentina:
 Argentina impõe algumas barreiras no setor automobilístico e da
linha branca (geladeiras, micro-ondas, fogões), pois a livre
entrada dos produtos brasileiros dificulta o crescimento destes
setores na Argentina;
 1999 – Brasil recorre à OMC (Organização Mundial do
Comércio), pois a Argentina estabeleceu barreiras aos tecidos
de algodão e lã produzidos no Brasil;
 Esses conflitos entre as maiores economias do MERCOSUL
impede que o bloco funcione plenamente.
Logo MERCOSUL
BLOCO ECONÔMICO: NAFTA
 NAFTA (Acordo de Livre Comércio da América do Norte);
 Países-membros: EUA, México e Canadá;
 Ratificação em 1993;
 Objetivo: consolidar o intenso comércio regional e enfrentar a
concorrência da União Europeia;
 Resultado mais importante: ajuda financeira prestada pelos EUA
ao México durante a crise cambial de 1994.
Logo NAFTA
BLOCO ECONÔMICO: UNIÃO
EUROPEIA
 Criação: 25 de março de 1957, pelo Tratado de Roma;
 Países-membros: são ao todo 28 países, os principais são
Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Grécia e Bélgica;
 Tratados da UE: Tratado da Comunidade Europeia do Carvão e
do Aço (CECA), o Tratado da Comunidade Econômica Europeia
(CEE), o Tratado da União Europeia e o Tratado de Maastricht;
 Tratado de Maastricht: acordos de segurança e política exterior.
Logo União Europeia
BLOCO ECONÔMICO: UNIÃO
EUROPEIA
 Moeda Única: EURO
 2002 – adoção de uma única moeda (com exceção da Grã-
Bretanha, Suécia e Dinamarca)
 Zona do Euro – zona de livre circulação da moeda, envolve 17
países, os principais são Alemanha, França, Bélgica e Espanha.
 Objetivos: unidade política e econômica da Europa, melhor
condições de vida e de trabalho, melhor condições de livre
comércio, reduzir as desigualdades sociais e econômicas,
estimular o desenvolvimento de países em crescimento.
Logo União Europeia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comércio Internacional
Comércio InternacionalComércio Internacional
Comércio InternacionalDiego Lopes
 
Aula 3-de-geografia-blocos-economicos
Aula 3-de-geografia-blocos-economicosAula 3-de-geografia-blocos-economicos
Aula 3-de-geografia-blocos-economicosDiegoPozzolini
 
O comércio internacional e os principais blocos regionais Geografia
O comércio internacional e os principais blocos regionais GeografiaO comércio internacional e os principais blocos regionais Geografia
O comércio internacional e os principais blocos regionais GeografiaUiles Martins
 
Blocos Econômicos Regionais
Blocos Econômicos RegionaisBlocos Econômicos Regionais
Blocos Econômicos RegionaisEder Liborio
 
Economia internacional blocos economicos
Economia internacional blocos economicosEconomia internacional blocos economicos
Economia internacional blocos economicosSuhelanne
 
O Brasil a globalização e os blocos econômicos
O Brasil a globalização e os blocos econômicosO Brasil a globalização e os blocos econômicos
O Brasil a globalização e os blocos econômicosColégio Nova Geração COC
 
Geografia omc e o comercio internacional
Geografia   omc e o comercio internacionalGeografia   omc e o comercio internacional
Geografia omc e o comercio internacionalGustavo Soares
 
www.CentroApoio.com - Geografia - Blocos Econômicos - Vídeo Aulas -
   www.CentroApoio.com -  Geografia - Blocos Econômicos - Vídeo Aulas -   www.CentroApoio.com -  Geografia - Blocos Econômicos - Vídeo Aulas -
www.CentroApoio.com - Geografia - Blocos Econômicos - Vídeo Aulas -Vídeo Aulas Apoio
 

Mais procurados (18)

Comércio Internacional
Comércio InternacionalComércio Internacional
Comércio Internacional
 
Blocos econômicos e o comércio internacional
Blocos econômicos e o comércio internacionalBlocos econômicos e o comércio internacional
Blocos econômicos e o comércio internacional
 
Globalização econômica
Globalização  econômicaGlobalização  econômica
Globalização econômica
 
O mundo multipolar
O mundo multipolarO mundo multipolar
O mundo multipolar
 
Aula 3-de-geografia-blocos-economicos
Aula 3-de-geografia-blocos-economicosAula 3-de-geografia-blocos-economicos
Aula 3-de-geografia-blocos-economicos
 
Blocos economicos
Blocos economicosBlocos economicos
Blocos economicos
 
O comércio internacional e os principais blocos regionais Geografia
O comércio internacional e os principais blocos regionais GeografiaO comércio internacional e os principais blocos regionais Geografia
O comércio internacional e os principais blocos regionais Geografia
 
Blocos Econômicos Regionais
Blocos Econômicos RegionaisBlocos Econômicos Regionais
Blocos Econômicos Regionais
 
Blocos Econômicos
Blocos EconômicosBlocos Econômicos
Blocos Econômicos
 
Economia internacional blocos economicos
Economia internacional blocos economicosEconomia internacional blocos economicos
Economia internacional blocos economicos
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicos
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicosAulas 02 e 03 - Blocos econômicos
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicos
 
O Brasil a globalização e os blocos econômicos
O Brasil a globalização e os blocos econômicosO Brasil a globalização e os blocos econômicos
O Brasil a globalização e os blocos econômicos
 
Geografia omc e o comercio internacional
Geografia   omc e o comercio internacionalGeografia   omc e o comercio internacional
Geografia omc e o comercio internacional
 
Blocos economicos
Blocos economicosBlocos economicos
Blocos economicos
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
www.CentroApoio.com - Geografia - Blocos Econômicos - Vídeo Aulas -
   www.CentroApoio.com -  Geografia - Blocos Econômicos - Vídeo Aulas -   www.CentroApoio.com -  Geografia - Blocos Econômicos - Vídeo Aulas -
www.CentroApoio.com - Geografia - Blocos Econômicos - Vídeo Aulas -
 
Módulo 06 blocos econômicos
Módulo 06   blocos econômicosMódulo 06   blocos econômicos
Módulo 06 blocos econômicos
 

Semelhante a Globalização e blocos econômicos (20)

Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Benec blocos
Benec blocosBenec blocos
Benec blocos
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Aula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitárioAula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitário
 
GLOBALIZAÇÃO
GLOBALIZAÇÃOGLOBALIZAÇÃO
GLOBALIZAÇÃO
 
Revisão
RevisãoRevisão
Revisão
 
Blocos economicos brasil e o mercosul
Blocos economicos  brasil e o mercosulBlocos economicos  brasil e o mercosul
Blocos economicos brasil e o mercosul
 
Revisão de geografia 2º ano
Revisão de geografia 2º anoRevisão de geografia 2º ano
Revisão de geografia 2º ano
 
GLOBALIZAÇÃO
GLOBALIZAÇÃOGLOBALIZAÇÃO
GLOBALIZAÇÃO
 
Aula 4 Blocos_Economicos_Parte_2
Aula 4 Blocos_Economicos_Parte_2Aula 4 Blocos_Economicos_Parte_2
Aula 4 Blocos_Economicos_Parte_2
 
Blocos economicosssssssssssssssssssssssssssssssss
Blocos economicosssssssssssssssssssssssssssssssssBlocos economicosssssssssssssssssssssssssssssssss
Blocos economicosssssssssssssssssssssssssssssssss
 
A formação dos blocos regionais
A formação dos blocos regionaisA formação dos blocos regionais
A formação dos blocos regionais
 
Blocos econ micos [modo de compatibilidade]
Blocos econ micos [modo de compatibilidade]Blocos econ micos [modo de compatibilidade]
Blocos econ micos [modo de compatibilidade]
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
BLOCOS ECONÔMICOS
BLOCOS ECONÔMICOSBLOCOS ECONÔMICOS
BLOCOS ECONÔMICOS
 
BLOCOS ECONÔMICOS
BLOCOS ECONÔMICOSBLOCOS ECONÔMICOS
BLOCOS ECONÔMICOS
 
Grandes blocos econômicos
Grandes blocos econômicosGrandes blocos econômicos
Grandes blocos econômicos
 
Blocos com logo!
Blocos com logo! Blocos com logo!
Blocos com logo!
 

Globalização e blocos econômicos

  • 1. GLOBALIZAÇÃO E O PAPEL DOS BLOCOS ECONÔMICOS NA ECONOMIA MUNDIAL Globalização Globalização econômica Blocos Econômicos
  • 2. GLOBALIZAÇÃO  Aprofundamento da integração econômica, social, cultural e espacial;  Formação de uma Aldeia Global;  Processo histórico, porém com maior expansão recentemente;  Principais características: homogeneização dos centros urbanos, expansão das multinacionais, revolução tecnológica, surgimento de blocos econômicos e a uniformização da cultura.
  • 3. GLOBALIZAÇÃO ECONÔMICA: ORIGENS  Globalização se desenvolveu a partir da Revolução Industrial, porém, passou despercebida, sendo estudada apenas após a Segunda Guerra Mundial;  Enquanto Paul Singer (economista) pensa na globalização e o capitalismo se expandindo com a expansão comercial e marítima, Maria da Conceição (economista) sugere a globalização como resultado da acentuação do mercado financeiro.
  • 4. GLOBALIZAÇÃO ECONÔMICA: CONCEITO E AVALIAÇÃO  Há aspectos positivos e negativos a respeito da globalização;  Pontos negativos: a facilidade com que tudo circula não havendo grande controle, instabilidade econômica.  Pontos positivos: a facilidade com que as inovações se propagam entre países e continentes, o acesso rápido e fácil à informação e aos bens.
  • 5. GLOBALIZAÇÃO ECONÔMICA: O BRASIL NA GLOBALIZAÇÃO  É considerado um país industrializado emergente;  Sediou a Conferencia das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, a Rio-92;  Possui um respeitável parque tecnológico;  Debate contra as barreiras alfandegárias e sanitárias impostas à sua produção agrícola e industrial;  Vem sofrendo ataques especulativos de moeda estrangeira sobre seu mercado. “slogan” da Conferência Rio-92
  • 6. BLOCOS ECONÔMICOS  Forte elemento da globalização;  Soma esforços de países em blocos que potencializam seu poder de fogo econômico e político;  O capitalismo pede a evolução do comércio internacional;  Cria condições para dinamizar e intensificar a economia num mundo globalizado. O intuito é a redução e/ou eliminação das tarifas ou impostos de importação e exportação entre os países membros, e também pode proporcionar a livre circulação de pessoas entre os países membros.
  • 7. BLOCOS ECONÔMICOS  Conforme suas características, os blocos econômicos são classificados da seguinte forma:  Zona de livre comércio - acordos de redução ou eliminação das taxas alfandegárias. Exemplo: NAFTA  União aduaneira – além de reduzir ou eliminar as taxas alfandegárias, regulamenta o comércio com nações que não participam deste bloco através da TEC (Tarifa Externa Comum). Exemplo: MERCOSUL  Mercado Comum – proporciona a livre circulação de capitais, serviços e pessoas no interior do bloco. Exemplo: União Europeia
  • 8. BLOCOS ECONÔMICOS: APEC  APEC (Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico);  Criação: 1993, em Seattle, EUA;  Países-membros: são 21 países, os principais são EUA, Rússia, China, Japão e Coréia do Sul;  Se somadas as produções industriais de todos os países, chega- se a metade de toda a produção mundial;  Estará em pleno funcionamento em 2020, e será o maior bloco econômico do mundo. Logo APEC
  • 9. BLOCOS ECONÔMICOS: ASEAN  ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático);  Criação: 8 de agosto de 1967;  Países-membros: São ao todo 11 países, os principais são: Cingapura, Filipinas, Indonésia, Malásia, Tailândia e Vietnã;  Objetivos: acelerar o crescimento econômico, progresso social e desenvolvimento cultural na região;  Tratado de Amizade e Cooperação: assinado em 1976, trazia a proposta de princípios fundamentais entre os países, tais como: respeito mútuo pela independência, soberania, igualdade, integridade territorial; o direito de cada Estado para conduzir a sua existência nacional, livre de interferências externas. Logo ASEAN
  • 10. BLOCOS ECONÔMICOS: CARICOM  CARICOM (Mercado Comum e Comunidade do Caribe);  Criação: 4 de julho de 1973 como bloco de cooperação econômica e política;  Países-membros: São ao todo 15 países, os principais são: Bahamas, Belize, Dominica, Haiti, Jamaica, Suriname e Trinidad e Tobago. Em 1998, Cuba foi aceita como país observador;  Criado para superar os problemas econômicos e sociais após a independência dos países-membros;  Objetivo: acelerar o processo de desenvolvimento econômico e social, o livre comércio na região, proporcionar a circulação do trabalho e capital, coordenar a agricultura e indústria. Logo CARICOM
  • 11. BLOCOS ECONÔMICOS: CARICOM  1999 - criado um acordo de livre comércio para a redução de tarifas entre os países do CARICOM, porém, continuam elevadas;  2000 – Cuba e Dominica foram inseridas nos acordos de livre comércio com o bloco;  Além de abordar questões econômicas, aborda aspectos como política externa, e desenvolve projetos sociais comuns. Logo CARICOM
  • 12. BLOCOS ECONÔMICOS: CEI  CEI (Comunidade dos Estados Independentes);  Criação: 8 de dezembro de 1991, após o fim da URSS, os países ex- integrantes criaram uma forte dependência nas relações políticas, militares e econômicas;  Objetivo: estabelecer um sistema econômico e de defesa entre as nações da extinta União Soviética;  Países-membros: são ao todo 11 países, os principais são Rússia, Ucrânia e Bielorrússia;  A autonomia de cada nação é respeitada, não havendo, portanto, interferência de outros países nas questões políticas internas. Logo CEI
  • 13. BLOCO ECONÔMICO: CAN  CAN (Comunidade Andina);  Criação: 1969, por meio do Acordo de Cartagena;  Países-membros: são 9 países, e todos tem relativa importância, são eles Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai, e conta com 2 países observadores: México e Panamá;  Estrutura administrativa: Sistema Andino de Interação (SAI), este é formado pelas principais instituições: de Conselho Presidencial Anino, Tribunal de Justiça, Fundo Latino-Americano de Reservas (FLAR); Logo CAN
  • 14. BLOCO ECONÔMICO: CAN  Objetivos: integração comercial, econômica e política; facilitar a participação no processo de integração regional; proporcionar pontos de trabalhos; uniformizar o desenvolvimento dos países membros; melhoria da qualidade de vida da população. Logo CAN
  • 15. BLOCO ECONÔMICO: MERCOSUL  MERCOSUL (Mercado Comum do Sul)  Criação: 23 de março de 1991  Países-membros: Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Venezuela;  1995 – instalada zona de livre comércio;  1999 – uniformização de taxas de juros, índice de déficit e taxas de inflação. Logo MERCOSUL
  • 16. BLOCO ECONÔMICO: MERCOSUL  Conflitos comerciais entre Brasil e Argentina:  Argentina impõe algumas barreiras no setor automobilístico e da linha branca (geladeiras, micro-ondas, fogões), pois a livre entrada dos produtos brasileiros dificulta o crescimento destes setores na Argentina;  1999 – Brasil recorre à OMC (Organização Mundial do Comércio), pois a Argentina estabeleceu barreiras aos tecidos de algodão e lã produzidos no Brasil;  Esses conflitos entre as maiores economias do MERCOSUL impede que o bloco funcione plenamente. Logo MERCOSUL
  • 17. BLOCO ECONÔMICO: NAFTA  NAFTA (Acordo de Livre Comércio da América do Norte);  Países-membros: EUA, México e Canadá;  Ratificação em 1993;  Objetivo: consolidar o intenso comércio regional e enfrentar a concorrência da União Europeia;  Resultado mais importante: ajuda financeira prestada pelos EUA ao México durante a crise cambial de 1994. Logo NAFTA
  • 18. BLOCO ECONÔMICO: UNIÃO EUROPEIA  Criação: 25 de março de 1957, pelo Tratado de Roma;  Países-membros: são ao todo 28 países, os principais são Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Grécia e Bélgica;  Tratados da UE: Tratado da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA), o Tratado da Comunidade Econômica Europeia (CEE), o Tratado da União Europeia e o Tratado de Maastricht;  Tratado de Maastricht: acordos de segurança e política exterior. Logo União Europeia
  • 19. BLOCO ECONÔMICO: UNIÃO EUROPEIA  Moeda Única: EURO  2002 – adoção de uma única moeda (com exceção da Grã- Bretanha, Suécia e Dinamarca)  Zona do Euro – zona de livre circulação da moeda, envolve 17 países, os principais são Alemanha, França, Bélgica e Espanha.  Objetivos: unidade política e econômica da Europa, melhor condições de vida e de trabalho, melhor condições de livre comércio, reduzir as desigualdades sociais e econômicas, estimular o desenvolvimento de países em crescimento. Logo União Europeia