SlideShare uma empresa Scribd logo
BASQUETE
PARTE 1
INTRODUÇÃO  O basquetebol é um desporto coletivo inventado em 1891, pelo professor de Educação Física canadense  James Naismith . O basquetebol como qualquer outro desporto que visa á competição entre praticantes necessita de ter regras específicas, para que haja  FAIR-PLAY , isto é jogo limpo.
HISTÓRIA DO BASQUETEBOL O nome basquetebol, que em inglês é basketball significa "bola no cesto". Este desporto surgiu, porque em Dezembro de 1891, o professor de educação física de Springfield College em Massachusetts, Estados Unidos, James Naismith, recebeu uma tarefa do diretor, que consistia em que o mesmo criasse um desporto que os alunos pudessem praticar em local fechado.
Assim, um dia, James Naismith, enquanto dava uma aula de educação física, olhou para um cesto de pêssegos, e teve a idéia de pendurar o mesmo a 3,05 metros do chão, e depois atirou uma bola de futebol para tentar encestar e assim nasceu o basquetebol, ainda sem nome concreto.
Os motivos que levaram a Naismith a criar este jogo foram :  -  a necessidade de incentivar a prática da atividade física pelos alunos da ACM local, pois eles começavam a apresentar sinais de desinteresse devido à monotonia das aulas;
- a necessidade de criar uma atividade que pudesse ser realizada em local coberto, para fugir do inverno rigoroso daquela região americana.  -  a necessidade de uma atividade que pudesse ser praticada por um grande número de pessoas ao mesmo tempo.
OBJETIVO O objetivo de cada equipe é introduzir a bola no cesto do adversário e evitar que a outra equipe se apodere da bola ou marque pontos, respeitando as regras de jogo
QUADRA
TABELA
JOGADORES O basquetebol é um jogo desportivo coletivo praticado por duas equipes compostas de cinco jogadores titulares e cinco reservas.
Armador:  como característica física, é normalmente o mais rápido da equipe. Tecnicamente, deve passar e driblar muito bem. Atua em uma região bem longe da cesta. Deve ter boa visão de jogo, sabendo decidir com vantagem o momento exato de passar a um companheiro ou arremessar a bola.
Pivô:  por jogar em uma região mais próxima da cesta, onde normalmente a defesa concentra grande força e atenção, o pivô deve ser alto e forte. Em termos técnicos, é uma posição que exige bom trabalho de pernas, arremessos precisos à curta distância e boa noção de posicionamento para o rebote.
Lateral ou ala:  é de estatura media e rápido. A principal característica é um bom arremesso a meia distância. O lateral deve ter boa noção de rebote, pois normalmente tem a oportunidade de participar do mesmo, devido ao local da quadra que atua.
POSIÇÃO DOS JOGADORES
INICIO DO JOGO Bola ao alto O jogo começa no circulo central quando, o árbitro, joga a bola ao alto fazendo a disputa de salto entre as equipes.
- Os dois saltadores devem ter os pés dentro da metade do círculo que está mais próxima do cesto que defendem; - A bola é lançada na vertical entre os dois saltadores e só pode ser tocada depois de atingir o seu ponto mais alto; - Os outros jogadores devem permanecer do lado de fora do círculo, até que a bola seja tocada.
Como se pode jogar a boa: A bola é jogada exclusivamente com as mãos, podendo ser passada ou driblada em qualquer direção, exceto do meio campo ofensivo para o meio campo defensivo. Não é permitido socar a bola.
Na ação de drible não é permitido: 1.  Bater a bola com as duas mãos simultaneamente.  2.  Driblar, controlar a bola com as duas mãos e voltar a driblar. 3.  Acompanhar a bola com a mão, no momento do drible (transporte).
FUNDAMENTOS Os fundamentos representam as partes que compõem o jogo, são os gestos básicos que podem ser executados isoladamente ou combinados com outros fundamentos. Os fundamentos podem ser classificados de acordo com suas características de ataque ou de defesa.
MANEJO DE CORPO  É a capacidade de movimentar-se e controlar seu próprio corpo, sendo muito importante para o aprendizado de todos os outros fundamentos. São corridas (para frente, para trás, laterais e com mudanças de direção), paradas bruscas, giros, fintas e saltos.
RECEPÇÃO –  é o ato de receber a bola.
PASSE O passe é o elemento técnico que traduz de forma mais objetiva a comunicação entre dois jogadores da mesma equipe. Durante o jogo de basquetebol podem ser efetuados os seguintes passes:
Passe de peito: É o passe normalmente mais utilizado em jogo. Este passe efetua-se fletindo os braços e depois esticando-os totalmente, fazendo a bola ir direcionada para o peito do colega.
Utiliza-se quando há espaço suficiente, e deve ser executado com rapidez para criar uma situação de vantagem.
Passe picado: Este passe efetua-se fazendo com que a bola bata  primeiro no chão e só depois vá para o colega. Utiliza-se quando o defensor fecha a linha de passe direto, impedindo a execução de passe de peito.
Passe de ombro: É utilizado nas situações que solicitam um passe comprido. A bola é segura com ambas as mãos, ao lado e por cima do ombro.
Passe por cima: É usado quando existe um adversário entre dois jogadores da mesma equipe.  Deve-se: - Elevar os braços acima da cabeça; - Avançar um dos apoios; - Executar o passe com o movimento dos pulsos e dos dedos.
DRIBLE O drible é o gesto técnico que permite ao jogador de basquetebol, deslocar-se com a bola pelo terreno de jogo. Existem dois tipos de drible: 
Drible de proteção: O drible de proteção tem como objetivo garantir a posse de bola e o domínio do drible, utiliza-se para proteger a bola do adversário.
Drible de Progressão:  O drible de progressão tem como objetivo garantir a posse de bola, procurando chegar o mais rápido possível ao cesto adversário; utiliza-se para progredir no terreno de jogo, geralmente quando não existe oposição.
ARREMESSO O arremesso ou lançamento é o elemento técnico mais importante do basquetebol, pois é em função dele que atingimos o objetivo de jogo, isto é, a “cesta”. O lançamento ao cesto é assim a finalidade última de todas as ações individuais e coletivas. 
BANDEJA  É um arremesso em movimento que pode ser feito com passe ou driblando. Em ambos, o jogador tem direito a dois tempos rítmicos, ou seja, ao receber a bola ou interromper o drible o jogador define o pé de apoio (1º tempo rítmico), tendo direito ao segundo  tempo rítmico com mais um passo. No entanto, a bola  deverá ser lançada à cesta antes que o jogador toque o solo.
 
Jump, com drible e parada -  Driblando em direção à cesta, para-se numa posição de equilíbrio, flexiona-se as pernas, salta-se elevando a bola acima e à frente da cabeça com ambas as mãos, e executa-se o arremesso apenas com uma das mãos.
Gancho -  O jogador de posse da bola dribla em direção à cesta mantendo seu corpo entre a bola e o adversário. Para, olha para a cesta, salta girando o corpo no ar com o lançamento da bola em movimento circundante do braço, caindo de frente para a cesta.
Com uma das mãos -  Partindo da posição fundamental, com o peso do corpo na perna da frente, bola na altura do peito, o jogador flexionará as pernas simultaneamente à elevação da bola acima da cabeça. O arremesso termina com a extensão completa do braço, pulso flexionado e com o último contato da bola através das pontas dos três dedos médios da mão.
 
REBOTE Em um jogo de basquetebol, toda vez que houver uma tentativa de arremesso os jogadores deverão se posicionar de tal forma que, se a cesta não for convertida, eles estarão em condições de conseguir a posse da bola. Portanto, o ato de recuperar a bola após um arremesso não convertido é denominado rebote.
O rebote pode ser classificado como: rebote de defesa ou defensivo e rebote de ataque ou ofensivo. PONTUAÇÃO
REGRAS BÁSICAS  - Duas equipes, com cinco pessoas cada, disputam a posse da bola para fazer pontos na cesta do adversário.  - A equipe tem de impedir que o grupo oponente faça pontos.  - O time vencedor é o que fizer o maior número de pontos ao final do tempo de jogo.  - Cada partida é dividida em quatro tempos com 10 minutos cada.
- Cada time tem o limite de 24 segundos para arremessar a bola. Se estourar o tempo, a bola passa automaticamente para o time oponente.  - A bola é jogada com as mãos. Não é permitido correr com ela, dar pontapé ou socá-la. É uma violação parar ou bater deliberadamente a bola com qualquer parte da perna. - Se tocar acidentalmente na bola com o pé ou com a perna não é considerado violação.
REGRAS DETERMINADAS POR TEMPO 3 segundos   Um jogador não pode ficar na área restritiva do adversário por mais que 3 segundos consecutivos enquanto sua equipe tem o controle de uma bola viva na quadra de ataque e o cronômetro de jogo está ligado.
5 segundos   Reposição de bola (lateral, lance livre e após uma cesta).Demorar mais que 5 segundos quando marcado para soltar a bola. 8 segundos Tempo que uma equipe tem para tirar a bola da sua zona de defesa.
24 segundos Sempre que um jogador ganhar o controle de uma bola viva em quadra, sua equipe deverá tentar um arremesso para a cesta dentro de 24 segundos. FALTAS - Dar três passos sem batê-la ou segurá-la por mais de 5 segundos é considerado falta, assim como tocar a bola com a perna ou impedir o movimento do adversário.
- Não é permitido ao time que ataca retornar à sua metade da quadra após pisar no terreno do adversário.  - Após  quatro faltas  coletivas acumuladas por uma equipe (em cada período) o adversário tem direito a um arremesso livre a cada nova infração.  - Quando um jogador faz  cinco faltas , é desclassificado, mas pode ser substituído.
- Qualquer contato físico que influencie na jogada, sendo de ataque ou defesa, é falta. - Braços para os lados é falta!  - Um jogador também não pode empurrar, abraçar, cotovelar, segurar ou soquear o adversário.
COBRANÇA DE FALTA Para todos estes tipos de faltas existe uma penalidade. Em caso de uma falta convencional, ou seja, um simples contato físico durante o jogo; o arbitro sinaliza a falta, o cronômetro é interrompido e é dada uma reposição de bola de fora da quadra.
Simplificando: É dado um lateral ao time que sofreu a falta. Mas isso é apenas durante o jogo normal, durante uma troca de passes, infiltração ou um movimento qualquer. Agora, se a falta ocorrer durante um ato de arremesso, então é dada uma bonificação: Lances Livres.
Se o jogador tomar a falta durante o ato de arremesso e converter a cesta (a bola precisa ter saído das mãos do jogador antes do apito soar), então valem os pontos e é dado um (1) lance livre de bonificação; Se tomar a falta, mas não converter a cesta, é dado dois (2) lances livres; e se o arremesso for para três pontos e não convertidos é dado três (3) lances livres.
 
 
EXISTEM 5 TIPOS DE FALTAS Pessoal : contato ilegal fora do ato de arremesso ou no ato de arremesso.  Técnica : atitude anti-desportiva de um atleta em quadra ou de um atleta reserva.  Antidesportiva : falta pessoal grave cometida por um jogador em quadra. Desqualificante : falta agressiva física ou moralmente. Dupla : quando dois adversários cometem a falta ao mesmo tempo.
REFERÊNCIAS www.pedagogiadobasquete.com.br   http://saibadetudoesporte.blogspot.com/2009/02/modulo-basquetebol.html http://esportecastroalves.blogspot.com/2010_07_01_archive.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Handebol Aula
Handebol  AulaHandebol  Aula
Handebol Aula
Flavio Land
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Andebol avancado
Andebol  avancadoAndebol  avancado
Andebol avancado
Maria João Vasconcelos
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
evandrolhp
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
smigano
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
NetKids
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
Lisleia Macedo
 
Fundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebolFundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebol
Fernanda Zerbinato
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
KrashovJC
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Hugo Ferreira
 
O basquete
O basquete O basquete
O basquete
Anna Ramos
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
antoniavieira
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
evandrolhp
 
Fundamentos do basquete
Fundamentos do basquete Fundamentos do basquete
Fundamentos do basquete
Danilo Costa
 
Beisebol
BeisebolBeisebol
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
Inácio Júnior
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Bernardo Matos
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
Helder Ribeiro
 
Basquete.
Basquete.Basquete.
Basquete.
maadalk
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentos
Prof. Saulo Bezerra
 

Mais procurados (20)

Handebol Aula
Handebol  AulaHandebol  Aula
Handebol Aula
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Andebol avancado
Andebol  avancadoAndebol  avancado
Andebol avancado
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
 
Fundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebolFundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
O basquete
O basquete O basquete
O basquete
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
 
Fundamentos do basquete
Fundamentos do basquete Fundamentos do basquete
Fundamentos do basquete
 
Beisebol
BeisebolBeisebol
Beisebol
 
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Basquete.
Basquete.Basquete.
Basquete.
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentos
 

Semelhante a Basquete 1

Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
bbpn
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
bbpn
 
Olimpíadas
OlimpíadasOlimpíadas
Olimpíadas
Marina Stefanny
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
TavaresJana
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Apostila futsal
Apostila futsalApostila futsal
Apostila futsal
proinfoalda
 
seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol
Ronaldo Junior
 
3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.
Tony
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
NetKids
 
Andebol.ppt
Andebol.pptAndebol.ppt
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
Daniele Gomes
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Vitor Dalcégio
 
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptxSLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
sayonara39
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
TicoM22
 
Andebol
Andebol Andebol
Bitoque raguebi
Bitoque raguebiBitoque raguebi
Bitoque raguebi
Pátrícia Teles
 
Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
marcelosilveirazero1
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
dalilahack
 
Apostila de Voleibol
Apostila de VoleibolApostila de Voleibol
Apostila de Voleibol
Sérgio Amaral
 
Apostila de flagbol_5x5 apfa
Apostila de flagbol_5x5 apfaApostila de flagbol_5x5 apfa
Apostila de flagbol_5x5 apfa
Débora Medeiros
 

Semelhante a Basquete 1 (20)

Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Olimpíadas
OlimpíadasOlimpíadas
Olimpíadas
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Apostila futsal
Apostila futsalApostila futsal
Apostila futsal
 
seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol
 
3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
 
Andebol.ppt
Andebol.pptAndebol.ppt
Andebol.ppt
 
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptxSLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
 
Andebol
Andebol Andebol
Andebol
 
Bitoque raguebi
Bitoque raguebiBitoque raguebi
Bitoque raguebi
 
Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
 
Apostila de Voleibol
Apostila de VoleibolApostila de Voleibol
Apostila de Voleibol
 
Apostila de flagbol_5x5 apfa
Apostila de flagbol_5x5 apfaApostila de flagbol_5x5 apfa
Apostila de flagbol_5x5 apfa
 

Basquete 1

  • 3. INTRODUÇÃO O basquetebol é um desporto coletivo inventado em 1891, pelo professor de Educação Física canadense James Naismith . O basquetebol como qualquer outro desporto que visa á competição entre praticantes necessita de ter regras específicas, para que haja FAIR-PLAY , isto é jogo limpo.
  • 4. HISTÓRIA DO BASQUETEBOL O nome basquetebol, que em inglês é basketball significa "bola no cesto". Este desporto surgiu, porque em Dezembro de 1891, o professor de educação física de Springfield College em Massachusetts, Estados Unidos, James Naismith, recebeu uma tarefa do diretor, que consistia em que o mesmo criasse um desporto que os alunos pudessem praticar em local fechado.
  • 5. Assim, um dia, James Naismith, enquanto dava uma aula de educação física, olhou para um cesto de pêssegos, e teve a idéia de pendurar o mesmo a 3,05 metros do chão, e depois atirou uma bola de futebol para tentar encestar e assim nasceu o basquetebol, ainda sem nome concreto.
  • 6. Os motivos que levaram a Naismith a criar este jogo foram : - a necessidade de incentivar a prática da atividade física pelos alunos da ACM local, pois eles começavam a apresentar sinais de desinteresse devido à monotonia das aulas;
  • 7. - a necessidade de criar uma atividade que pudesse ser realizada em local coberto, para fugir do inverno rigoroso daquela região americana. -  a necessidade de uma atividade que pudesse ser praticada por um grande número de pessoas ao mesmo tempo.
  • 8. OBJETIVO O objetivo de cada equipe é introduzir a bola no cesto do adversário e evitar que a outra equipe se apodere da bola ou marque pontos, respeitando as regras de jogo
  • 11. JOGADORES O basquetebol é um jogo desportivo coletivo praticado por duas equipes compostas de cinco jogadores titulares e cinco reservas.
  • 12. Armador: como característica física, é normalmente o mais rápido da equipe. Tecnicamente, deve passar e driblar muito bem. Atua em uma região bem longe da cesta. Deve ter boa visão de jogo, sabendo decidir com vantagem o momento exato de passar a um companheiro ou arremessar a bola.
  • 13. Pivô: por jogar em uma região mais próxima da cesta, onde normalmente a defesa concentra grande força e atenção, o pivô deve ser alto e forte. Em termos técnicos, é uma posição que exige bom trabalho de pernas, arremessos precisos à curta distância e boa noção de posicionamento para o rebote.
  • 14. Lateral ou ala: é de estatura media e rápido. A principal característica é um bom arremesso a meia distância. O lateral deve ter boa noção de rebote, pois normalmente tem a oportunidade de participar do mesmo, devido ao local da quadra que atua.
  • 16. INICIO DO JOGO Bola ao alto O jogo começa no circulo central quando, o árbitro, joga a bola ao alto fazendo a disputa de salto entre as equipes.
  • 17. - Os dois saltadores devem ter os pés dentro da metade do círculo que está mais próxima do cesto que defendem; - A bola é lançada na vertical entre os dois saltadores e só pode ser tocada depois de atingir o seu ponto mais alto; - Os outros jogadores devem permanecer do lado de fora do círculo, até que a bola seja tocada.
  • 18. Como se pode jogar a boa: A bola é jogada exclusivamente com as mãos, podendo ser passada ou driblada em qualquer direção, exceto do meio campo ofensivo para o meio campo defensivo. Não é permitido socar a bola.
  • 19. Na ação de drible não é permitido: 1. Bater a bola com as duas mãos simultaneamente. 2. Driblar, controlar a bola com as duas mãos e voltar a driblar. 3. Acompanhar a bola com a mão, no momento do drible (transporte).
  • 20. FUNDAMENTOS Os fundamentos representam as partes que compõem o jogo, são os gestos básicos que podem ser executados isoladamente ou combinados com outros fundamentos. Os fundamentos podem ser classificados de acordo com suas características de ataque ou de defesa.
  • 21. MANEJO DE CORPO É a capacidade de movimentar-se e controlar seu próprio corpo, sendo muito importante para o aprendizado de todos os outros fundamentos. São corridas (para frente, para trás, laterais e com mudanças de direção), paradas bruscas, giros, fintas e saltos.
  • 22. RECEPÇÃO – é o ato de receber a bola.
  • 23. PASSE O passe é o elemento técnico que traduz de forma mais objetiva a comunicação entre dois jogadores da mesma equipe. Durante o jogo de basquetebol podem ser efetuados os seguintes passes:
  • 24. Passe de peito: É o passe normalmente mais utilizado em jogo. Este passe efetua-se fletindo os braços e depois esticando-os totalmente, fazendo a bola ir direcionada para o peito do colega.
  • 25. Utiliza-se quando há espaço suficiente, e deve ser executado com rapidez para criar uma situação de vantagem.
  • 26. Passe picado: Este passe efetua-se fazendo com que a bola bata primeiro no chão e só depois vá para o colega. Utiliza-se quando o defensor fecha a linha de passe direto, impedindo a execução de passe de peito.
  • 27. Passe de ombro: É utilizado nas situações que solicitam um passe comprido. A bola é segura com ambas as mãos, ao lado e por cima do ombro.
  • 28. Passe por cima: É usado quando existe um adversário entre dois jogadores da mesma equipe. Deve-se: - Elevar os braços acima da cabeça; - Avançar um dos apoios; - Executar o passe com o movimento dos pulsos e dos dedos.
  • 29. DRIBLE O drible é o gesto técnico que permite ao jogador de basquetebol, deslocar-se com a bola pelo terreno de jogo. Existem dois tipos de drible: 
  • 30. Drible de proteção: O drible de proteção tem como objetivo garantir a posse de bola e o domínio do drible, utiliza-se para proteger a bola do adversário.
  • 31. Drible de Progressão: O drible de progressão tem como objetivo garantir a posse de bola, procurando chegar o mais rápido possível ao cesto adversário; utiliza-se para progredir no terreno de jogo, geralmente quando não existe oposição.
  • 32. ARREMESSO O arremesso ou lançamento é o elemento técnico mais importante do basquetebol, pois é em função dele que atingimos o objetivo de jogo, isto é, a “cesta”. O lançamento ao cesto é assim a finalidade última de todas as ações individuais e coletivas. 
  • 33. BANDEJA É um arremesso em movimento que pode ser feito com passe ou driblando. Em ambos, o jogador tem direito a dois tempos rítmicos, ou seja, ao receber a bola ou interromper o drible o jogador define o pé de apoio (1º tempo rítmico), tendo direito ao segundo tempo rítmico com mais um passo. No entanto, a bola deverá ser lançada à cesta antes que o jogador toque o solo.
  • 34.  
  • 35. Jump, com drible e parada - Driblando em direção à cesta, para-se numa posição de equilíbrio, flexiona-se as pernas, salta-se elevando a bola acima e à frente da cabeça com ambas as mãos, e executa-se o arremesso apenas com uma das mãos.
  • 36. Gancho - O jogador de posse da bola dribla em direção à cesta mantendo seu corpo entre a bola e o adversário. Para, olha para a cesta, salta girando o corpo no ar com o lançamento da bola em movimento circundante do braço, caindo de frente para a cesta.
  • 37. Com uma das mãos - Partindo da posição fundamental, com o peso do corpo na perna da frente, bola na altura do peito, o jogador flexionará as pernas simultaneamente à elevação da bola acima da cabeça. O arremesso termina com a extensão completa do braço, pulso flexionado e com o último contato da bola através das pontas dos três dedos médios da mão.
  • 38.  
  • 39. REBOTE Em um jogo de basquetebol, toda vez que houver uma tentativa de arremesso os jogadores deverão se posicionar de tal forma que, se a cesta não for convertida, eles estarão em condições de conseguir a posse da bola. Portanto, o ato de recuperar a bola após um arremesso não convertido é denominado rebote.
  • 40. O rebote pode ser classificado como: rebote de defesa ou defensivo e rebote de ataque ou ofensivo. PONTUAÇÃO
  • 41. REGRAS BÁSICAS - Duas equipes, com cinco pessoas cada, disputam a posse da bola para fazer pontos na cesta do adversário. - A equipe tem de impedir que o grupo oponente faça pontos. - O time vencedor é o que fizer o maior número de pontos ao final do tempo de jogo. - Cada partida é dividida em quatro tempos com 10 minutos cada.
  • 42. - Cada time tem o limite de 24 segundos para arremessar a bola. Se estourar o tempo, a bola passa automaticamente para o time oponente. - A bola é jogada com as mãos. Não é permitido correr com ela, dar pontapé ou socá-la. É uma violação parar ou bater deliberadamente a bola com qualquer parte da perna. - Se tocar acidentalmente na bola com o pé ou com a perna não é considerado violação.
  • 43. REGRAS DETERMINADAS POR TEMPO 3 segundos Um jogador não pode ficar na área restritiva do adversário por mais que 3 segundos consecutivos enquanto sua equipe tem o controle de uma bola viva na quadra de ataque e o cronômetro de jogo está ligado.
  • 44. 5 segundos Reposição de bola (lateral, lance livre e após uma cesta).Demorar mais que 5 segundos quando marcado para soltar a bola. 8 segundos Tempo que uma equipe tem para tirar a bola da sua zona de defesa.
  • 45. 24 segundos Sempre que um jogador ganhar o controle de uma bola viva em quadra, sua equipe deverá tentar um arremesso para a cesta dentro de 24 segundos. FALTAS - Dar três passos sem batê-la ou segurá-la por mais de 5 segundos é considerado falta, assim como tocar a bola com a perna ou impedir o movimento do adversário.
  • 46. - Não é permitido ao time que ataca retornar à sua metade da quadra após pisar no terreno do adversário. - Após quatro faltas coletivas acumuladas por uma equipe (em cada período) o adversário tem direito a um arremesso livre a cada nova infração. - Quando um jogador faz cinco faltas , é desclassificado, mas pode ser substituído.
  • 47. - Qualquer contato físico que influencie na jogada, sendo de ataque ou defesa, é falta. - Braços para os lados é falta! - Um jogador também não pode empurrar, abraçar, cotovelar, segurar ou soquear o adversário.
  • 48. COBRANÇA DE FALTA Para todos estes tipos de faltas existe uma penalidade. Em caso de uma falta convencional, ou seja, um simples contato físico durante o jogo; o arbitro sinaliza a falta, o cronômetro é interrompido e é dada uma reposição de bola de fora da quadra.
  • 49. Simplificando: É dado um lateral ao time que sofreu a falta. Mas isso é apenas durante o jogo normal, durante uma troca de passes, infiltração ou um movimento qualquer. Agora, se a falta ocorrer durante um ato de arremesso, então é dada uma bonificação: Lances Livres.
  • 50. Se o jogador tomar a falta durante o ato de arremesso e converter a cesta (a bola precisa ter saído das mãos do jogador antes do apito soar), então valem os pontos e é dado um (1) lance livre de bonificação; Se tomar a falta, mas não converter a cesta, é dado dois (2) lances livres; e se o arremesso for para três pontos e não convertidos é dado três (3) lances livres.
  • 51.  
  • 52.  
  • 53. EXISTEM 5 TIPOS DE FALTAS Pessoal : contato ilegal fora do ato de arremesso ou no ato de arremesso. Técnica : atitude anti-desportiva de um atleta em quadra ou de um atleta reserva. Antidesportiva : falta pessoal grave cometida por um jogador em quadra. Desqualificante : falta agressiva física ou moralmente. Dupla : quando dois adversários cometem a falta ao mesmo tempo.
  • 54. REFERÊNCIAS www.pedagogiadobasquete.com.br http://saibadetudoesporte.blogspot.com/2009/02/modulo-basquetebol.html http://esportecastroalves.blogspot.com/2010_07_01_archive.html