SlideShare uma empresa Scribd logo
Sistema Reprodutor
Sistema Reprodutor Responsável pela manutenção das características sexuais do ser humano, e com o auxílio dos hormônios gonadotróficos regula e coordena a produção de gametas masculinos e femininos Divididos em  Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino
Sistema Reprodutor Masculino O sistema reprodutor masculino é formado por:  Testículos ou gônadas  formação dos espermatozóides e produção  dos hormônios sexuais masculinos, sobretudo a testosterona.   Vias espermáticas: epidídimo, canal deferente, uretra  onde os espermatozóides são armazenados e por onde ocorre a via de tráfegos do esperma.
 
 
Sistema Reprodutor Masculino Pênis  É considerado o principal órgão do aparelho sexual masculino, sendo formado por dois tipos de tecidos cilíndricos: dois corpos cavernosos e um corpo esponjoso (envolve e protege a uretra). Na extremidade do pênis encontra-se a glande - cabeça do pênis, onde podemos visualizar a abertura da uretra. Com a manipulação da pele que a envolve - o prepúcio - acompanhado de estímulo erótico, ocorre a inundação dos corpos cavernosos e esponjoso, com sangue, tornando-se rijo, com considerável aumento do tamanho (ereção). O prepúcio deve ser puxado e higienizado a fim de se retirar dele o esmegma (uma secreção sebácea espessa e esbranquiçada, com forte odor, que consiste principalmente em células epiteliais descamadas que se acumulam debaixo do prepúcio). Quando a glande não consegue ser exposta devido ao estreitamento do prepúcio, diz-se que a pessoa tem fimose. 
 
Sistema Reprodutor Masculino Glândulas anexas: Próstata   secreta substâncias alcalinas que neutralizam a acidez da urina e  ativa os espermatozóides.    Vesículas seminais   responsáveis pela produção de um líquido, que será liberado no ducto ejaculatório que, juntamente com o líquido prostático e espermatozóides, entrarão na composição do sêmen. O líquido das vesículas seminais age como fonte de energia para os espermatozóides .
 
Sistema Reprodutor Masculino Escroto  Bolsa escrotal,   que tem a função de termorregulação (aproximam ou afastam os testículos do corpo), mantendo-os a uma temperatura geralmente em torno de 1 a 3 °C abaixo da corporal. 
 
Sistema Reprodutor Masculino A Testosterona Estimulam os folículos pilosos para que façam crescer a barba masculina e o pêlo pubiano.  Estimulam o crescimento das glândulas sebáceas e a elaboração do sebo.  Produzem o aumento de massa muscular nas crianças durante a puberdade, pelo aumento do tamanho das fibras musculares.  Ampliam a laringe e tornam mais grave a voz.  Fazem com que o desenvolvimento da massa óssea seja maior, protegendo contra a osteoporose.
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino O sistema reprodutor feminino é constituído por dois ovários, duas tubas uterinas (trompas de Falópio), um útero, uma vagina, uma vulva. Ele está localizado no interior da cavidade pélvica. A pelve constitui um marco ósseo forte que realiza uma função protetora.
Sistema Reprodutor Feminino Vagina Um canal de 8 a 10 cm de comprimento, de paredes elásticas, que liga o colo do útero aos genitais externos.  A entrada da vagina é protegida por uma membrana circular - o hímen - que fecha parcialmente o orifício vulvo-vaginal e é quase sempre perfurado no centro, podendo ter formas diversas. Geralmente, essa membrana se rompe nas primeiras relações sexuais.  A vagina é o local onde o pênis deposita os espermatozóides na relação sexual. Além de possibilitar a penetração do pênis, possibilita a expulsão da menstruação e, na hora do parto, a saída do bebê.
 
Sistema Reprodutor Feminino Vulva A genitália externa ou vulva é delimitada e protegida por duas pregas cutâneo-mucosas intensamente irrigadas e inervadas - os grandes lábios. Na mulher reprodutivamente madura, os grandes lábios são recobertos por pêlos pubianos. Mais internamente, outra prega cutâneo-mucosa envolve a abertura da vagina - os pequenos lábios - que protegem a abertura da uretra e da vagina. Na vulva também está o clitóris, formado por tecido esponjoso erétil, homólogo ao pênis do homem. 
 
Sistema Reprodutor Feminino Ovários : São as gônadas femininas. Produzem estrógeno e progesterona, hormônios sexuais femininos que serão vistos mais adiante. Responsável também pela liberação do óvulo do ovário
 
Sistema Reprodutor Feminino Tubas uterinas, ovidutos ou trompas de Falópio :   São dois ductos que unem o ovário ao útero. Seu epitélio de revestimento é formados por células ciliadas. Os batimentos dos cílios microscópicos e os movimentos peristálticos das tubas uterinas impelem o gameta feminino até o útero.  
 
 
Sistema Reprodutor Feminino Útero:  Órgão oco situado na cavidade pélvica anteriormente à bexiga e posteriormente ao reto, de parede muscular espessa (miométrio) e com formato de pêra invertida.  É revestido internamente por um tecido vascularizado rico em glândulas - o endométrio. 
 
 
Sistema Reprodutor Feminino Ovulação No final do desenvolvimento embrionário de uma menina, ela já tem todas as células que irão transformar-se em gametas nos seus dois ovários. Estas células - os  ovócitos primários -  encontram-se dentro de estruturas denominadas folículos ovarianos. A partir da adolescência, sob ação hormonal, os folículos ovarianos começam a crescer e a desenvolver. Os folículos em desenvolvimento secretam o hormônio  estrógeno . Mensalmente, apenas um folículo geralmente completa o desenvolvimento e a maturação,  rompendo-se e liberando o ovócito secundário (gameta feminino): fenômeno conhecido como ovulação. Após seu rompimento, a massa celular resultante transforma-se em corpo lúteo ou amarelo, que passa a secretar os hormônios  progesterona e estrógeno .  Com o tempo, o corpo lúteo regride e converte-se em corpo albicans ou corpo branco, uma pequena cicatriz fibrosa que irá permanecer no ovário.  O gameta feminino liberado na superfície de um dos ovários é recolhido por finas terminações das tubas uterinas - as fímbrias.
 
Sistema Reprodutor Feminino Estrógeno e progesterona  Os principais hormônios sexuais femininos são o estrógeno (ou estrogênio) e a progesterona. O estrógeno é produzido pelos folículos do ovário, ou seja, pelos óvulos em formação.  É responsável pelo desenvolvimento das características sexuais secundárias femininas e pelo controle do ciclo menstrual.  A progesterona é produzida pelo corpo lúteo (estrutura que se forma a partir do folículo) e, juntamente como estrógeno, atua nas diversas fases do ciclo menstrual.
Sistema Reprodutor Feminino Hormônios e ciclo menstrual Na primeira fase do ciclo menstrual, a hipófise secreta o hormônio folículo estimulante (FSH), que, como o nome já diz, irá estimular o desenvolvimento de folículos ovarianos. Por sua vez, os folículos produzem o estrógeno, que estimula o crescimento das células da parede interna do útero, o endométrio, que se torna mais espesso e vascularizado. Essas mudanças preparam o útero para o caso da implantação de um embrião, ou seja, de uma gravidez. A alta concentração de estrógeno na circulação sanguínea inibe a produção de FSH pela hipófise, num processo conhecido como feedback negativo. A queda nos níveis de FSH desestimula os folículos, provocando uma redução na produção de estrógeno.
 
Sistema Reprodutor Feminino Nesta fase, a hipófise passa a secretar o hormônio luteinizante (LH), que induz o rompimento do folículo ovariano e leva ao desenvolvimento do corpo lúteo. O corpo lúteo produz a progesterona, que irá auxiliar na manutenção do endométrio até o final do ciclo menstrual. A alta concentração de progesterona na circulação sanguínea inibe, por feedback negativo, a produção de LH pela hipófise. A queda nos níveis de estrogênio e progesterona faz com que as células endometriais se desprendam da parede uterina. Estas células são expulsas do corpo, através do canal vaginal, causando o sangramento característico.
 
Sistema Reprodutor Feminino Gravidez Na gravidez, o embrião se fixa à parede do útero e o endométrio não sofre descamação. Isso ocorre devido à produção de um hormônio, chamado de gonadotrofina coriônica, pela placenta. Este hormônio estimula o corpo lúteo, mantendo o nível de progesterona elevado. Em muitos testes de gravidez a resposta é dada pela presença ou ausência da gonadotrofina coriônica em amostras de urina. No quarto mês de gestação a própria placenta passa a produzir um hormônio com ação similar à da progesterona, chamado de progesterona 2, e que, deste ponto em diante, é responsável pela manutenção da gravidez.
 
Sistema Reprodutor Feminino Menopausa. Biologicamente, o principal objetivo da reprodução é combinar o espermatozóide com o óvulo para fazer um bebê. Com relação ao homem, a idade não é tão importante. Os homens produzem espermatozóides que podem fecundar um óvulo o tempo todo, desde o início da puberdade até a morte (há muitos casos de homens na casa dos 70 e 80 anos de idade que engravidam mulheres mais jovens). Em contrapartida, as mulheres liberam óvulos férteis desde a puberdade até os 40 ou ínício dos 50 anos de idade. Depois disso, seus ovários param de liberar óvulos e ocorrem várias mudanças bioquímicas e psicológicas.
Sistema Reprodutor Contracepção Não ter relações sexuais -  abstinência  Evitar que um folículo se desenvolva -  pílula anticoncepcional  Colocar um obstáculo entre o espermatozóide e o óvulo -  camisinha  (masculina/feminina),  DIU  (dispositivo intra-uterino),  diafragma   Matar o espermatozóide -  espermicidas   Cirurgia - bloquear o espermatozóide ou óvulo com procedimentos cirúrgicos como  ligadura das trompas  (em mulheres) ou  vasectomia  (em homens)  Tabelinha  - evitar relações sexuais durante o período de máxima fertilidade
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema Genital Masculino
Sistema Genital  Masculino Sistema Genital  Masculino
Sistema Genital Masculino
welkley
 
O aparelho reprodutor feminino e masculino
O aparelho reprodutor feminino e masculinoO aparelho reprodutor feminino e masculino
O aparelho reprodutor feminino e masculino
Conceição Áquila
 
Aula 9 sistema reprodutor masculino
Aula 9  sistema reprodutor masculinoAula 9  sistema reprodutor masculino
Aula 9 sistema reprodutor masculino
Ana Conceição
 
Sistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humanaSistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humana
Marília Gomes
 
Fisiologia do Sistema Reprodutor
Fisiologia do Sistema ReprodutorFisiologia do Sistema Reprodutor
Fisiologia do Sistema Reprodutor
Gabriela Bruno
 
Fecundação
FecundaçãoFecundação
Fecundação
rosapolly
 
Sistema Genital
Sistema GenitalSistema Genital
Sistema Genital
Herbert Santana
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
Gabriel Resende
 
1 até 3ª semana do desenvolvimento embrionário aluno
1 até 3ª semana do desenvolvimento embrionário aluno1 até 3ª semana do desenvolvimento embrionário aluno
1 até 3ª semana do desenvolvimento embrionário aluno
Jaqueline Almeida
 
Aparelho reprodutor feminino e masculino
Aparelho reprodutor feminino e masculinoAparelho reprodutor feminino e masculino
Aparelho reprodutor feminino e masculino
Neuza Carvalho
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
Bio Sem Limites
 
Aula 12 sistema reprodutor masculino e feminino - anatomia e fisiologia
Aula 12   sistema reprodutor masculino e feminino - anatomia e fisiologiaAula 12   sistema reprodutor masculino e feminino - anatomia e fisiologia
Aula 12 sistema reprodutor masculino e feminino - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
rukka
 
Sistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculinoSistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculino
Rita Pereira
 
Aula gametogênese
Aula gametogêneseAula gametogênese
Aula gametogênese
César Milani
 
Morfofisiologia do sistema reprodutor 9º ano 2011 - 2012
Morfofisiologia do  sistema reprodutor   9º ano 2011 - 2012Morfofisiologia do  sistema reprodutor   9º ano 2011 - 2012
Morfofisiologia do sistema reprodutor 9º ano 2011 - 2012
isabelalexandrapinto
 
Sistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculinoSistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculino
Elsa RITA
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
Helena Borralho
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
Cláudia Moura
 
Trabalho sistema urinário
Trabalho sistema urinário Trabalho sistema urinário
Trabalho sistema urinário
Rayanne Leão
 

Mais procurados (20)

Sistema Genital Masculino
Sistema Genital  Masculino Sistema Genital  Masculino
Sistema Genital Masculino
 
O aparelho reprodutor feminino e masculino
O aparelho reprodutor feminino e masculinoO aparelho reprodutor feminino e masculino
O aparelho reprodutor feminino e masculino
 
Aula 9 sistema reprodutor masculino
Aula 9  sistema reprodutor masculinoAula 9  sistema reprodutor masculino
Aula 9 sistema reprodutor masculino
 
Sistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humanaSistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humana
 
Fisiologia do Sistema Reprodutor
Fisiologia do Sistema ReprodutorFisiologia do Sistema Reprodutor
Fisiologia do Sistema Reprodutor
 
Fecundação
FecundaçãoFecundação
Fecundação
 
Sistema Genital
Sistema GenitalSistema Genital
Sistema Genital
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
 
1 até 3ª semana do desenvolvimento embrionário aluno
1 até 3ª semana do desenvolvimento embrionário aluno1 até 3ª semana do desenvolvimento embrionário aluno
1 até 3ª semana do desenvolvimento embrionário aluno
 
Aparelho reprodutor feminino e masculino
Aparelho reprodutor feminino e masculinoAparelho reprodutor feminino e masculino
Aparelho reprodutor feminino e masculino
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
 
Aula 12 sistema reprodutor masculino e feminino - anatomia e fisiologia
Aula 12   sistema reprodutor masculino e feminino - anatomia e fisiologiaAula 12   sistema reprodutor masculino e feminino - anatomia e fisiologia
Aula 12 sistema reprodutor masculino e feminino - anatomia e fisiologia
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
 
Sistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculinoSistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculino
 
Aula gametogênese
Aula gametogêneseAula gametogênese
Aula gametogênese
 
Morfofisiologia do sistema reprodutor 9º ano 2011 - 2012
Morfofisiologia do  sistema reprodutor   9º ano 2011 - 2012Morfofisiologia do  sistema reprodutor   9º ano 2011 - 2012
Morfofisiologia do sistema reprodutor 9º ano 2011 - 2012
 
Sistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculinoSistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculino
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Trabalho sistema urinário
Trabalho sistema urinário Trabalho sistema urinário
Trabalho sistema urinário
 

Destaque

Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
Sérgio Luiz
 
Transmissão de vida
Transmissão de vidaTransmissão de vida
Transmissão de vida
leonoreis2
 
Plano de aula 7 reprodução
Plano de aula 7 reproduçãoPlano de aula 7 reprodução
Plano de aula 7 reprodução
familiaestagio
 
Sistema reprodutor humano
Sistema reprodutor humanoSistema reprodutor humano
Sistema reprodutor humano
Margarida Catarro
 
Aparelho Reprodutor Masculino e Feminino
Aparelho Reprodutor Masculino e FemininoAparelho Reprodutor Masculino e Feminino
Aparelho Reprodutor Masculino e Feminino
Mariana Dziekanski
 
O sistema reprodutor Masculino e Feminino
O sistema reprodutor Masculino e FemininoO sistema reprodutor Masculino e Feminino
O sistema reprodutor Masculino e Feminino
Andreane Motta
 
Plano de aula_04_maria_tereza
Plano de aula_04_maria_terezaPlano de aula_04_maria_tereza
Plano de aula_04_maria_tereza
familiaestagio
 
Transmissão da vida
Transmissão da vida Transmissão da vida
Transmissão da vida
Tânia Reis
 
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
Elighieri
 
Transmissão da Vida
Transmissão da VidaTransmissão da Vida
Transmissão da Vida
riscas
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
Catir
 
Sistema reprodutor masculino e feminino-2ºCiclo
Sistema reprodutor masculino e feminino-2ºCicloSistema reprodutor masculino e feminino-2ºCiclo
Sistema reprodutor masculino e feminino-2ºCiclo
Sandra Soeiro
 
Transmissão da Vida
Transmissão da VidaTransmissão da Vida
Transmissão da Vida
cnaturais9
 
Plano de Aula para EJA
 Plano de Aula para EJA Plano de Aula para EJA
Plano de Aula para EJA
Gabriela Farias
 
Resumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução HumanaResumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução Humana
Catir
 
Questões sobre sexualidade e reprodução humana
Questões sobre sexualidade e reprodução humanaQuestões sobre sexualidade e reprodução humana
Questões sobre sexualidade e reprodução humana
Catir
 
Sistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculinoSistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculino
Fabiano Reis
 
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e partoFecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Catir
 
Sistema reprodutor feminino
Sistema reprodutor femininoSistema reprodutor feminino
Sistema reprodutor feminino
Daniela Silveira
 

Destaque (20)

Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
 
Transmissão de vida
Transmissão de vidaTransmissão de vida
Transmissão de vida
 
Plano de aula 7 reprodução
Plano de aula 7 reproduçãoPlano de aula 7 reprodução
Plano de aula 7 reprodução
 
Sistema reprodutor humano
Sistema reprodutor humanoSistema reprodutor humano
Sistema reprodutor humano
 
Aparelho Reprodutor Masculino e Feminino
Aparelho Reprodutor Masculino e FemininoAparelho Reprodutor Masculino e Feminino
Aparelho Reprodutor Masculino e Feminino
 
O sistema reprodutor Masculino e Feminino
O sistema reprodutor Masculino e FemininoO sistema reprodutor Masculino e Feminino
O sistema reprodutor Masculino e Feminino
 
Plano de aula_04_maria_tereza
Plano de aula_04_maria_terezaPlano de aula_04_maria_tereza
Plano de aula_04_maria_tereza
 
Transmissão da vida
Transmissão da vida Transmissão da vida
Transmissão da vida
 
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
 
Transmissão da Vida
Transmissão da VidaTransmissão da Vida
Transmissão da Vida
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
 
Sistema reprodutor masculino e feminino-2ºCiclo
Sistema reprodutor masculino e feminino-2ºCicloSistema reprodutor masculino e feminino-2ºCiclo
Sistema reprodutor masculino e feminino-2ºCiclo
 
Transmissão da Vida
Transmissão da VidaTransmissão da Vida
Transmissão da Vida
 
Plano de Aula para EJA
 Plano de Aula para EJA Plano de Aula para EJA
Plano de Aula para EJA
 
Resumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução HumanaResumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução Humana
 
Questões sobre sexualidade e reprodução humana
Questões sobre sexualidade e reprodução humanaQuestões sobre sexualidade e reprodução humana
Questões sobre sexualidade e reprodução humana
 
Sistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculinoSistema reprodutor masculino
Sistema reprodutor masculino
 
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e partoFecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
 
Sistema reprodutor feminino
Sistema reprodutor femininoSistema reprodutor feminino
Sistema reprodutor feminino
 

Semelhante a aula sistema reprodutor

Endocrino reproducao feminina
Endocrino reproducao femininaEndocrino reproducao feminina
Endocrino reproducao feminina
Unis
 
Endocrino reproducao feminina
Endocrino reproducao femininaEndocrino reproducao feminina
Endocrino reproducao feminina
Unis
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
Patricia Ribeiro
 
Reprodução humana 2
Reprodução humana 2Reprodução humana 2
Reprodução humana 2
Roberto Bagatini
 
aula1-ap genital SAUDE DA MULHER-grau.pptx
aula1-ap genital SAUDE DA MULHER-grau.pptxaula1-ap genital SAUDE DA MULHER-grau.pptx
aula1-ap genital SAUDE DA MULHER-grau.pptx
MarileiaSM
 
Reprodução humana 1o ano lara gonçalves
Reprodução humana 1o ano lara gonçalvesReprodução humana 1o ano lara gonçalves
Reprodução humana 1o ano lara gonçalves
Alpha Colégio e Vestibulares
 
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINOSISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
Jefferson Gomes
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
mainamgar
 
Fisiologia Sistema Reprodutor
Fisiologia Sistema ReprodutorFisiologia Sistema Reprodutor
Fisiologia Sistema Reprodutor
anuper
 
Saúde Materna.pptx
Saúde Materna.pptxSaúde Materna.pptx
Saúde Materna.pptx
FlorbelaPeixoto
 
sistema reprodutor.pdf
sistema reprodutor.pdfsistema reprodutor.pdf
sistema reprodutor.pdf
RoseGomes73
 
9º 3.1.
9º 3.1. 9º 3.1.
9º 3.1.
Nuno Coelho
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
amo.te
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
guest1eea69
 
Fisio mascfem
Fisio mascfemFisio mascfem
Fisio mascfem
valdetepiazera
 
Fisio mascfem 08/11/12
Fisio mascfem 08/11/12Fisio mascfem 08/11/12
Fisio mascfem 08/11/12
valdetepiazera
 
Gametogênese, fecundação e nidação.pptx.pdf
Gametogênese, fecundação e nidação.pptx.pdfGametogênese, fecundação e nidação.pptx.pdf
Gametogênese, fecundação e nidação.pptx.pdf
Helena Flávia
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
Zé Luís
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
Gabriel Resende
 

Semelhante a aula sistema reprodutor (20)

Endocrino reproducao feminina
Endocrino reproducao femininaEndocrino reproducao feminina
Endocrino reproducao feminina
 
Endocrino reproducao feminina
Endocrino reproducao femininaEndocrino reproducao feminina
Endocrino reproducao feminina
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
 
Reprodução humana 2
Reprodução humana 2Reprodução humana 2
Reprodução humana 2
 
aula1-ap genital SAUDE DA MULHER-grau.pptx
aula1-ap genital SAUDE DA MULHER-grau.pptxaula1-ap genital SAUDE DA MULHER-grau.pptx
aula1-ap genital SAUDE DA MULHER-grau.pptx
 
Reprodução humana 1o ano lara gonçalves
Reprodução humana 1o ano lara gonçalvesReprodução humana 1o ano lara gonçalves
Reprodução humana 1o ano lara gonçalves
 
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINOSISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
 
Fisiologia Sistema Reprodutor
Fisiologia Sistema ReprodutorFisiologia Sistema Reprodutor
Fisiologia Sistema Reprodutor
 
Saúde Materna.pptx
Saúde Materna.pptxSaúde Materna.pptx
Saúde Materna.pptx
 
sistema reprodutor.pdf
sistema reprodutor.pdfsistema reprodutor.pdf
sistema reprodutor.pdf
 
9º 3.1.
9º 3.1. 9º 3.1.
9º 3.1.
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
 
Fisio mascfem
Fisio mascfemFisio mascfem
Fisio mascfem
 
Fisio mascfem 08/11/12
Fisio mascfem 08/11/12Fisio mascfem 08/11/12
Fisio mascfem 08/11/12
 
Gametogênese, fecundação e nidação.pptx.pdf
Gametogênese, fecundação e nidação.pptx.pdfGametogênese, fecundação e nidação.pptx.pdf
Gametogênese, fecundação e nidação.pptx.pdf
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
 

Mais de carlotabuchi

Vasos
VasosVasos
Aula sistema urinário
Aula sistema urinárioAula sistema urinário
Aula sistema urinário
carlotabuchi
 
aula sistema digestório
aula sistema digestórioaula sistema digestório
aula sistema digestório
carlotabuchi
 
aula sist linfático
aula sist linfáticoaula sist linfático
aula sist linfático
carlotabuchi
 
ROTEIRO DE ESTUDO
ROTEIRO DE ESTUDOROTEIRO DE ESTUDO
ROTEIRO DE ESTUDO
carlotabuchi
 
aula sistema endócrino
aula sistema endócrinoaula sistema endócrino
aula sistema endócrino
carlotabuchi
 
coração
coraçãocoração
coração
carlotabuchi
 
Sangue
SangueSangue
Sangue
carlotabuchi
 
Aula sistema respiratório
Aula sistema respiratórioAula sistema respiratório
Aula sistema respiratório
carlotabuchi
 

Mais de carlotabuchi (9)

Vasos
VasosVasos
Vasos
 
Aula sistema urinário
Aula sistema urinárioAula sistema urinário
Aula sistema urinário
 
aula sistema digestório
aula sistema digestórioaula sistema digestório
aula sistema digestório
 
aula sist linfático
aula sist linfáticoaula sist linfático
aula sist linfático
 
ROTEIRO DE ESTUDO
ROTEIRO DE ESTUDOROTEIRO DE ESTUDO
ROTEIRO DE ESTUDO
 
aula sistema endócrino
aula sistema endócrinoaula sistema endócrino
aula sistema endócrino
 
coração
coraçãocoração
coração
 
Sangue
SangueSangue
Sangue
 
Aula sistema respiratório
Aula sistema respiratórioAula sistema respiratório
Aula sistema respiratório
 

Último

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 

Último (20)

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 

aula sistema reprodutor

  • 2. Sistema Reprodutor Responsável pela manutenção das características sexuais do ser humano, e com o auxílio dos hormônios gonadotróficos regula e coordena a produção de gametas masculinos e femininos Divididos em Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
  • 4. Sistema Reprodutor Masculino O sistema reprodutor masculino é formado por: Testículos ou gônadas formação dos espermatozóides e produção  dos hormônios sexuais masculinos, sobretudo a testosterona. Vias espermáticas: epidídimo, canal deferente, uretra onde os espermatozóides são armazenados e por onde ocorre a via de tráfegos do esperma.
  • 5.  
  • 6.  
  • 7. Sistema Reprodutor Masculino Pênis É considerado o principal órgão do aparelho sexual masculino, sendo formado por dois tipos de tecidos cilíndricos: dois corpos cavernosos e um corpo esponjoso (envolve e protege a uretra). Na extremidade do pênis encontra-se a glande - cabeça do pênis, onde podemos visualizar a abertura da uretra. Com a manipulação da pele que a envolve - o prepúcio - acompanhado de estímulo erótico, ocorre a inundação dos corpos cavernosos e esponjoso, com sangue, tornando-se rijo, com considerável aumento do tamanho (ereção). O prepúcio deve ser puxado e higienizado a fim de se retirar dele o esmegma (uma secreção sebácea espessa e esbranquiçada, com forte odor, que consiste principalmente em células epiteliais descamadas que se acumulam debaixo do prepúcio). Quando a glande não consegue ser exposta devido ao estreitamento do prepúcio, diz-se que a pessoa tem fimose. 
  • 8.  
  • 9. Sistema Reprodutor Masculino Glândulas anexas: Próstata secreta substâncias alcalinas que neutralizam a acidez da urina e  ativa os espermatozóides.  Vesículas seminais responsáveis pela produção de um líquido, que será liberado no ducto ejaculatório que, juntamente com o líquido prostático e espermatozóides, entrarão na composição do sêmen. O líquido das vesículas seminais age como fonte de energia para os espermatozóides .
  • 10.  
  • 11. Sistema Reprodutor Masculino Escroto Bolsa escrotal, que tem a função de termorregulação (aproximam ou afastam os testículos do corpo), mantendo-os a uma temperatura geralmente em torno de 1 a 3 °C abaixo da corporal. 
  • 12.  
  • 13. Sistema Reprodutor Masculino A Testosterona Estimulam os folículos pilosos para que façam crescer a barba masculina e o pêlo pubiano. Estimulam o crescimento das glândulas sebáceas e a elaboração do sebo. Produzem o aumento de massa muscular nas crianças durante a puberdade, pelo aumento do tamanho das fibras musculares. Ampliam a laringe e tornam mais grave a voz. Fazem com que o desenvolvimento da massa óssea seja maior, protegendo contra a osteoporose.
  • 14.  
  • 16. Sistema Reprodutor Feminino O sistema reprodutor feminino é constituído por dois ovários, duas tubas uterinas (trompas de Falópio), um útero, uma vagina, uma vulva. Ele está localizado no interior da cavidade pélvica. A pelve constitui um marco ósseo forte que realiza uma função protetora.
  • 17. Sistema Reprodutor Feminino Vagina Um canal de 8 a 10 cm de comprimento, de paredes elásticas, que liga o colo do útero aos genitais externos. A entrada da vagina é protegida por uma membrana circular - o hímen - que fecha parcialmente o orifício vulvo-vaginal e é quase sempre perfurado no centro, podendo ter formas diversas. Geralmente, essa membrana se rompe nas primeiras relações sexuais.  A vagina é o local onde o pênis deposita os espermatozóides na relação sexual. Além de possibilitar a penetração do pênis, possibilita a expulsão da menstruação e, na hora do parto, a saída do bebê.
  • 18.  
  • 19. Sistema Reprodutor Feminino Vulva A genitália externa ou vulva é delimitada e protegida por duas pregas cutâneo-mucosas intensamente irrigadas e inervadas - os grandes lábios. Na mulher reprodutivamente madura, os grandes lábios são recobertos por pêlos pubianos. Mais internamente, outra prega cutâneo-mucosa envolve a abertura da vagina - os pequenos lábios - que protegem a abertura da uretra e da vagina. Na vulva também está o clitóris, formado por tecido esponjoso erétil, homólogo ao pênis do homem. 
  • 20.  
  • 21. Sistema Reprodutor Feminino Ovários : São as gônadas femininas. Produzem estrógeno e progesterona, hormônios sexuais femininos que serão vistos mais adiante. Responsável também pela liberação do óvulo do ovário
  • 22.  
  • 23. Sistema Reprodutor Feminino Tubas uterinas, ovidutos ou trompas de Falópio : São dois ductos que unem o ovário ao útero. Seu epitélio de revestimento é formados por células ciliadas. Os batimentos dos cílios microscópicos e os movimentos peristálticos das tubas uterinas impelem o gameta feminino até o útero.  
  • 24.  
  • 25.  
  • 26. Sistema Reprodutor Feminino Útero: Órgão oco situado na cavidade pélvica anteriormente à bexiga e posteriormente ao reto, de parede muscular espessa (miométrio) e com formato de pêra invertida.  É revestido internamente por um tecido vascularizado rico em glândulas - o endométrio. 
  • 27.  
  • 28.  
  • 29. Sistema Reprodutor Feminino Ovulação No final do desenvolvimento embrionário de uma menina, ela já tem todas as células que irão transformar-se em gametas nos seus dois ovários. Estas células - os  ovócitos primários -  encontram-se dentro de estruturas denominadas folículos ovarianos. A partir da adolescência, sob ação hormonal, os folículos ovarianos começam a crescer e a desenvolver. Os folículos em desenvolvimento secretam o hormônio estrógeno . Mensalmente, apenas um folículo geralmente completa o desenvolvimento e a maturação,  rompendo-se e liberando o ovócito secundário (gameta feminino): fenômeno conhecido como ovulação. Após seu rompimento, a massa celular resultante transforma-se em corpo lúteo ou amarelo, que passa a secretar os hormônios progesterona e estrógeno .  Com o tempo, o corpo lúteo regride e converte-se em corpo albicans ou corpo branco, uma pequena cicatriz fibrosa que irá permanecer no ovário.  O gameta feminino liberado na superfície de um dos ovários é recolhido por finas terminações das tubas uterinas - as fímbrias.
  • 30.  
  • 31. Sistema Reprodutor Feminino Estrógeno e progesterona Os principais hormônios sexuais femininos são o estrógeno (ou estrogênio) e a progesterona. O estrógeno é produzido pelos folículos do ovário, ou seja, pelos óvulos em formação. É responsável pelo desenvolvimento das características sexuais secundárias femininas e pelo controle do ciclo menstrual. A progesterona é produzida pelo corpo lúteo (estrutura que se forma a partir do folículo) e, juntamente como estrógeno, atua nas diversas fases do ciclo menstrual.
  • 32. Sistema Reprodutor Feminino Hormônios e ciclo menstrual Na primeira fase do ciclo menstrual, a hipófise secreta o hormônio folículo estimulante (FSH), que, como o nome já diz, irá estimular o desenvolvimento de folículos ovarianos. Por sua vez, os folículos produzem o estrógeno, que estimula o crescimento das células da parede interna do útero, o endométrio, que se torna mais espesso e vascularizado. Essas mudanças preparam o útero para o caso da implantação de um embrião, ou seja, de uma gravidez. A alta concentração de estrógeno na circulação sanguínea inibe a produção de FSH pela hipófise, num processo conhecido como feedback negativo. A queda nos níveis de FSH desestimula os folículos, provocando uma redução na produção de estrógeno.
  • 33.  
  • 34. Sistema Reprodutor Feminino Nesta fase, a hipófise passa a secretar o hormônio luteinizante (LH), que induz o rompimento do folículo ovariano e leva ao desenvolvimento do corpo lúteo. O corpo lúteo produz a progesterona, que irá auxiliar na manutenção do endométrio até o final do ciclo menstrual. A alta concentração de progesterona na circulação sanguínea inibe, por feedback negativo, a produção de LH pela hipófise. A queda nos níveis de estrogênio e progesterona faz com que as células endometriais se desprendam da parede uterina. Estas células são expulsas do corpo, através do canal vaginal, causando o sangramento característico.
  • 35.  
  • 36. Sistema Reprodutor Feminino Gravidez Na gravidez, o embrião se fixa à parede do útero e o endométrio não sofre descamação. Isso ocorre devido à produção de um hormônio, chamado de gonadotrofina coriônica, pela placenta. Este hormônio estimula o corpo lúteo, mantendo o nível de progesterona elevado. Em muitos testes de gravidez a resposta é dada pela presença ou ausência da gonadotrofina coriônica em amostras de urina. No quarto mês de gestação a própria placenta passa a produzir um hormônio com ação similar à da progesterona, chamado de progesterona 2, e que, deste ponto em diante, é responsável pela manutenção da gravidez.
  • 37.  
  • 38. Sistema Reprodutor Feminino Menopausa. Biologicamente, o principal objetivo da reprodução é combinar o espermatozóide com o óvulo para fazer um bebê. Com relação ao homem, a idade não é tão importante. Os homens produzem espermatozóides que podem fecundar um óvulo o tempo todo, desde o início da puberdade até a morte (há muitos casos de homens na casa dos 70 e 80 anos de idade que engravidam mulheres mais jovens). Em contrapartida, as mulheres liberam óvulos férteis desde a puberdade até os 40 ou ínício dos 50 anos de idade. Depois disso, seus ovários param de liberar óvulos e ocorrem várias mudanças bioquímicas e psicológicas.
  • 39. Sistema Reprodutor Contracepção Não ter relações sexuais - abstinência Evitar que um folículo se desenvolva - pílula anticoncepcional Colocar um obstáculo entre o espermatozóide e o óvulo - camisinha (masculina/feminina), DIU (dispositivo intra-uterino), diafragma Matar o espermatozóide - espermicidas Cirurgia - bloquear o espermatozóide ou óvulo com procedimentos cirúrgicos como ligadura das trompas (em mulheres) ou vasectomia (em homens) Tabelinha - evitar relações sexuais durante o período de máxima fertilidade
  • 40.