SlideShare uma empresa Scribd logo
CONCORDÂNCIA NOMINAL




     Prof. Fernanda Braga
CONCORDÂNCIA NOMINAL
  Regra Geral

O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo devem concordar em gênero e
número com o substantivo ao qual se referem.




  Ex.: Os        nossos         dois   brinquedos   preferidos   estão quebrados.

                pronome             substantivo
    artigo      (masc.pl.)
   (masc.pl.)                numeral (masc.pl.)adjetivo
                     (masc.pl.)                (masc.pl.)
 Observe que o artigo os, o pronome nossos, o numeral dois e o adjetivo
 preferidos referem-se ao substantivo (masculino/plural) brinquedos. Por isso é
 que eles estão todos no masculino plural.
CASOS ESPECIAIS DE CONCORDÂNCIA
                   NOMINAL

I. Adjetivo referente a vários substantivos:

1. Quando o adjetivo vier depois de dois ou mais substantivos do mesmo
gênero, há duas possibilidades de concordância:
  O adjetivo assume o gênero do substantivo e vai para o plural, ou concorda
 em gênero e número com o mais próximo.

     Ex.: O governador recebeu ministro e secretário espanhol.
                                                        concordou apenas com o
                                                        mais próximo

     Ex.: O governador recebeu ministro e secretário espanhóis.
                                                                  masculino/plural
2. Quando o adjetivo vier posposto a dois ou mais substantivos de gêneros
diferentes, também há duas possibilidades de concordância:

  O adjetivo vai para o masculino plural ou concorda em gênero e número com o
 substantivo mais próximo.

 Ex.: Ele apresentou argumento e razão justos.
                                                  masculino/plural


 Ex.: Ele apresentou argumento e razão justa.
                                                  concordou com o substantivo
                                                  mais próximo


 Ex.: Ele apresentou razão e argumento justo.
                                                 concordou com o substantivo
                                                  mais próximo.
3. Quando o adjetivo vier anteposto a dois ou mais substantivos, concordará
com o mais próximo, se funcionar como adjunto adnominal; entretanto se
funcionar como predicativo, haverá duas possibilidades: poderá ir para o plural
ou concordar com o mais próximo.
                      adjetivo    substantivo   substantivo



        Ex.: Nunca vi tamanho desrespeito e ingratidão.



                adjunto adnominal


    Ex.: Permaneceu fechada a porta e o portão.

                                 predicativo do sujeito (concorda com o mais próximo)
     Ex.: Permaneceram fechados a porta e o portão.

                                      predicativo do sujeito (masculino plural)
II. Dois ou mais adjetivos referentes a um substantivo determinado por artigo:
Admitem duas possibilidades:

  a) O substantivo fica no singular e põe-se o artigo também antes do segundo
  adjetivo.

  Ex.: Meu professor ensina a língua inglesa e a francesa.

  b) O substantivo fica no plural e omite-se o artigo antes do segundo adjetivo:

  Ex.: Meu professor ensina as línguas inglesa e francesa.
CASOS PARTICULARES DE CONCORDÂNCIA NOMINAL
  1. As palavras menos, alerta e pseudo são advérbios e ficam invariáveis.

   Ex.: Os soldados estavam alerta.
        Há menos pessoas do que prevíamos.
  2. As expressões é proibido, é necessário, é bom, é preciso quando se referem
  a palavras desacompanhadas de determinantes, tomadas, portanto, em sua
  generalidade, ficam invariáveis.
  Ex.: É proibido entrada.
       Cerveja é bom.
       Coragem é necessário.
 Porém, se a palavra estiver acompanhada de determinante, com ela devem
 concordar.
  Ex.: É proibida a entrada.
       A cerveja é boa.
       A coragem é necessária.
3. As palavras bastante, meio, pouco, muito, caro, barato

  a) Quando têm valor de adjetivo, concordam com o substantivo.

  Ex.: Serviu-nos meia porção de arroz.
       Conversamos bastantes vezes a esse respeito.
       Os automóveis estão caros.
       As frutas estão baratas.
       Já é meio-dia e meia.

 b) Quando têm valor de advérbio ficam invariáveis.

  Ex.: Maria está meio aborrecida.
       Os alunos são bastante estudiosos.
       Esses automóveis custam caro.
       As laranjas custam barato.
       Estamos muito cansadas.
4. Os adjetivos anexo, obrigado, incluso, mesmo, próprio, só, leso, quite
concordam com o substantivo a que se referem.

Ex.: Seguem anexos os documentos da partilha de bens.
     A carta segue anexa.
     Os documentos estão inclusos.
     Ela mesma redigiu a carta.
     Eles estão sós.
     Estou quite com você.
     Muito obrigada – disse ela.


Observação:

 Os advérbios só (equivalente a somente), menos e alerta e as expressões em
 anexo e a sós são invariáveis.
 Ex.: Elas só esperam uma nova oportunidade.
      Leia a carta e veja as fotografias em anexo.
      As meninas ficaram a sós no quarto.
Dicas:


1. Quando a palavra só equivaler a sozinho ela será adjetivo e, portanto,
concordará com o substantivo.

2. Quando a palavra só equivaler a somente ela será advérbio e ficará invariável.

3. Quando a palavra bastante equivaler a muitos/ muitas ela será adjetivo e,
portanto, concordará com o substantivo.

4. A palavra meio equivalente a metade é adjetivo e concorda com o substantivo.

5. A palavra meio equivalendo a um pouco é advérbio e não varia.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Concordancia Nominal
Concordancia NominalConcordancia Nominal
Concordancia Nominal
Mara Virginia
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Andriane Cursino
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Lidiane Rodrigues
 
Concordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoConcordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º ano
Lidiane Rodrigues
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Angela Santos
 
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Português - Concordância Nominal
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Português -  Concordância Nominalwww.AulaParticularApoio.Com.Br - Português -  Concordância Nominal
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Português - Concordância Nominal
ApoioAulaParticular
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Concordância Nominal
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Concordância Nominalwww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Concordância Nominal
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Concordância Nominal
Lucia Silveira
 
www.ensinofundamental.net.br - Português - Concordância Nominal
www.ensinofundamental.net.br - Português -  Concordância Nominalwww.ensinofundamental.net.br - Português -  Concordância Nominal
www.ensinofundamental.net.br - Português - Concordância Nominal
EnsinoFundamental
 
Concordância nominal – principais regras
Concordância nominal – principais regrasConcordância nominal – principais regras
Concordância nominal – principais regras
Pedro Henrique
 
Sintaxe de concordância: Concordância verbal
Sintaxe de concordância: Concordância verbalSintaxe de concordância: Concordância verbal
Sintaxe de concordância: Concordância verbal
Josi Santos
 
Apresentação francinete
Apresentação francineteApresentação francinete
Apresentação francinete
Francinete Matias de Abreu
 
Concordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certoConcordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certo
Ana Paula Dos Santos
 
Concordância nominal slides
Concordância nominal slidesConcordância nominal slides
Concordância nominal slides
ADRIANA BORDINHÃO VICIOLI
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
Lucilene Barcelos
 
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINALCONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
MGLAUCIA /LÍNGUA PORTUGUESA
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Cynthia Funchal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Walace Cestari
 
Concordância nominal i
Concordância nominal iConcordância nominal i
Concordância nominal i
Nádia França
 

Mais procurados (18)

Concordancia Nominal
Concordancia NominalConcordancia Nominal
Concordancia Nominal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoConcordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º ano
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Português - Concordância Nominal
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Português -  Concordância Nominalwww.AulaParticularApoio.Com.Br - Português -  Concordância Nominal
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Português - Concordância Nominal
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Concordância Nominal
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Concordância Nominalwww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Concordância Nominal
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Concordância Nominal
 
www.ensinofundamental.net.br - Português - Concordância Nominal
www.ensinofundamental.net.br - Português -  Concordância Nominalwww.ensinofundamental.net.br - Português -  Concordância Nominal
www.ensinofundamental.net.br - Português - Concordância Nominal
 
Concordância nominal – principais regras
Concordância nominal – principais regrasConcordância nominal – principais regras
Concordância nominal – principais regras
 
Sintaxe de concordância: Concordância verbal
Sintaxe de concordância: Concordância verbalSintaxe de concordância: Concordância verbal
Sintaxe de concordância: Concordância verbal
 
Apresentação francinete
Apresentação francineteApresentação francinete
Apresentação francinete
 
Concordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certoConcordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certo
 
Concordância nominal slides
Concordância nominal slidesConcordância nominal slides
Concordância nominal slides
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINALCONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordância nominal i
Concordância nominal iConcordância nominal i
Concordância nominal i
 

Semelhante a Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal

Estudo sobre o aspecto gramatical intitulado CONCORDÂNCIA NOMINAL.ppt
Estudo sobre o aspecto gramatical intitulado CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptEstudo sobre o aspecto gramatical intitulado CONCORDÂNCIA NOMINAL.ppt
Estudo sobre o aspecto gramatical intitulado CONCORDÂNCIA NOMINAL.ppt
Rosy Almeida
 
Slides sobre as regras de CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptx
Slides sobre as regras de CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptxSlides sobre as regras de CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptx
Slides sobre as regras de CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptx
Rosy Almeida
 
Concordancia nominal Prof: Karine Lima
Concordancia nominal Prof: Karine LimaConcordancia nominal Prof: Karine Lima
Concordancia nominal Prof: Karine Lima
Karine Lima
 
concordancia nominal.pptx
concordancia nominal.pptxconcordancia nominal.pptx
concordancia nominal.pptx
Karine Lima
 
Aula 1 Concordância
Aula 1 ConcordânciaAula 1 Concordância
Aula 1 Concordância
2º ano CSR
 
Estudo de regras de Concordancia nominal e verbal
Estudo de regras de Concordancia nominal e verbalEstudo de regras de Concordancia nominal e verbal
Estudo de regras de Concordancia nominal e verbal
COLEGIO ESTADUAL HERCULANO FARIA
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
Lidiane Oliveira Bianchin
 
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptxAula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
EdianedaSilvaMadeiro
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
BriefCase
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e Nominal
Daniele Silva
 
Apostila concordancia
Apostila concordanciaApostila concordancia
Apostila concordancia
sandra
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Alessandra Regina Bergamaschi
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
osenhoropastor
 
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
Gil Guimarães
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - -Português - Concordância Nominal
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  -Português -  Concordância Nominalwww.AulasDePortuguesApoio.com  -  -Português -  Concordância Nominal
www.AulasDePortuguesApoio.com - -Português - Concordância Nominal
Videoaulas De Português Apoio
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Gramática e Ortografia
Gramática e OrtografiaGramática e Ortografia
Gramática e Ortografia
Adriana Ramirez Meira
 
Verbos
VerbosVerbos
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
Fernando Vieira
 

Semelhante a Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal (20)

Estudo sobre o aspecto gramatical intitulado CONCORDÂNCIA NOMINAL.ppt
Estudo sobre o aspecto gramatical intitulado CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptEstudo sobre o aspecto gramatical intitulado CONCORDÂNCIA NOMINAL.ppt
Estudo sobre o aspecto gramatical intitulado CONCORDÂNCIA NOMINAL.ppt
 
Slides sobre as regras de CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptx
Slides sobre as regras de CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptxSlides sobre as regras de CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptx
Slides sobre as regras de CONCORDÂNCIA NOMINAL.pptx
 
Concordancia nominal Prof: Karine Lima
Concordancia nominal Prof: Karine LimaConcordancia nominal Prof: Karine Lima
Concordancia nominal Prof: Karine Lima
 
concordancia nominal.pptx
concordancia nominal.pptxconcordancia nominal.pptx
concordancia nominal.pptx
 
Aula 1 Concordância
Aula 1 ConcordânciaAula 1 Concordância
Aula 1 Concordância
 
Estudo de regras de Concordancia nominal e verbal
Estudo de regras de Concordancia nominal e verbalEstudo de regras de Concordancia nominal e verbal
Estudo de regras de Concordancia nominal e verbal
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptxAula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e Nominal
 
Apostila concordancia
Apostila concordanciaApostila concordancia
Apostila concordancia
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - -Português - Concordância Nominal
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  -Português -  Concordância Nominalwww.AulasDePortuguesApoio.com  -  -Português -  Concordância Nominal
www.AulasDePortuguesApoio.com - -Português - Concordância Nominal
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Gramática e Ortografia
Gramática e OrtografiaGramática e Ortografia
Gramática e Ortografia
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
 

Mais de ProfFernandaBraga

Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2
ProfFernandaBraga
 
Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida
ProfFernandaBraga
 
Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Redação trote universitário exemplo
Redação trote universitário   exemploRedação trote universitário   exemplo
Redação trote universitário exemplo
ProfFernandaBraga
 
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploRedação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
ProfFernandaBraga
 
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoRedação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
ProfFernandaBraga
 
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilRedação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
ProfFernandaBraga
 
Atividade notícia
Atividade notíciaAtividade notícia
Atividade notícia
ProfFernandaBraga
 
Dois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaDois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre Bioética
ProfFernandaBraga
 
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoExemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
ProfFernandaBraga
 
Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015 Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015
ProfFernandaBraga
 
15 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 201515 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 2015
ProfFernandaBraga
 
Temas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - DrogasTemas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - Drogas
ProfFernandaBraga
 
Atividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemAtividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagem
ProfFernandaBraga
 
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Ecologia
Trabalhos dos alunos  EcologiaTrabalhos dos alunos  Ecologia
Trabalhos dos alunos Ecologia
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
Trabalhos dos alunos  BiodiversidadeTrabalhos dos alunos  Biodiversidade
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosTrabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
ProfFernandaBraga
 

Mais de ProfFernandaBraga (20)

Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1
 
Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1
 
Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2
 
Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida
 
Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1
 
Redação trote universitário exemplo
Redação trote universitário   exemploRedação trote universitário   exemplo
Redação trote universitário exemplo
 
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploRedação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
 
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoRedação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
 
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilRedação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
 
Atividade notícia
Atividade notíciaAtividade notícia
Atividade notícia
 
Dois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaDois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre Bioética
 
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoExemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
 
Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015 Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015
 
15 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 201515 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 2015
 
Temas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - DrogasTemas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - Drogas
 
Atividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemAtividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagem
 
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
 
Trabalhos dos alunos Ecologia
Trabalhos dos alunos  EcologiaTrabalhos dos alunos  Ecologia
Trabalhos dos alunos Ecologia
 
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
Trabalhos dos alunos  BiodiversidadeTrabalhos dos alunos  Biodiversidade
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
 
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosTrabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
 

Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal

  • 1. CONCORDÂNCIA NOMINAL Prof. Fernanda Braga
  • 2. CONCORDÂNCIA NOMINAL Regra Geral O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo devem concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se referem. Ex.: Os nossos dois brinquedos preferidos estão quebrados. pronome substantivo artigo (masc.pl.) (masc.pl.) numeral (masc.pl.)adjetivo (masc.pl.) (masc.pl.) Observe que o artigo os, o pronome nossos, o numeral dois e o adjetivo preferidos referem-se ao substantivo (masculino/plural) brinquedos. Por isso é que eles estão todos no masculino plural.
  • 3. CASOS ESPECIAIS DE CONCORDÂNCIA NOMINAL I. Adjetivo referente a vários substantivos: 1. Quando o adjetivo vier depois de dois ou mais substantivos do mesmo gênero, há duas possibilidades de concordância:  O adjetivo assume o gênero do substantivo e vai para o plural, ou concorda em gênero e número com o mais próximo. Ex.: O governador recebeu ministro e secretário espanhol. concordou apenas com o mais próximo Ex.: O governador recebeu ministro e secretário espanhóis. masculino/plural
  • 4. 2. Quando o adjetivo vier posposto a dois ou mais substantivos de gêneros diferentes, também há duas possibilidades de concordância:  O adjetivo vai para o masculino plural ou concorda em gênero e número com o substantivo mais próximo. Ex.: Ele apresentou argumento e razão justos. masculino/plural Ex.: Ele apresentou argumento e razão justa. concordou com o substantivo mais próximo Ex.: Ele apresentou razão e argumento justo. concordou com o substantivo mais próximo.
  • 5. 3. Quando o adjetivo vier anteposto a dois ou mais substantivos, concordará com o mais próximo, se funcionar como adjunto adnominal; entretanto se funcionar como predicativo, haverá duas possibilidades: poderá ir para o plural ou concordar com o mais próximo. adjetivo substantivo substantivo Ex.: Nunca vi tamanho desrespeito e ingratidão. adjunto adnominal Ex.: Permaneceu fechada a porta e o portão. predicativo do sujeito (concorda com o mais próximo) Ex.: Permaneceram fechados a porta e o portão. predicativo do sujeito (masculino plural)
  • 6. II. Dois ou mais adjetivos referentes a um substantivo determinado por artigo: Admitem duas possibilidades: a) O substantivo fica no singular e põe-se o artigo também antes do segundo adjetivo. Ex.: Meu professor ensina a língua inglesa e a francesa. b) O substantivo fica no plural e omite-se o artigo antes do segundo adjetivo: Ex.: Meu professor ensina as línguas inglesa e francesa.
  • 7. CASOS PARTICULARES DE CONCORDÂNCIA NOMINAL 1. As palavras menos, alerta e pseudo são advérbios e ficam invariáveis. Ex.: Os soldados estavam alerta. Há menos pessoas do que prevíamos. 2. As expressões é proibido, é necessário, é bom, é preciso quando se referem a palavras desacompanhadas de determinantes, tomadas, portanto, em sua generalidade, ficam invariáveis. Ex.: É proibido entrada. Cerveja é bom. Coragem é necessário. Porém, se a palavra estiver acompanhada de determinante, com ela devem concordar. Ex.: É proibida a entrada. A cerveja é boa. A coragem é necessária.
  • 8. 3. As palavras bastante, meio, pouco, muito, caro, barato a) Quando têm valor de adjetivo, concordam com o substantivo. Ex.: Serviu-nos meia porção de arroz. Conversamos bastantes vezes a esse respeito. Os automóveis estão caros. As frutas estão baratas. Já é meio-dia e meia. b) Quando têm valor de advérbio ficam invariáveis. Ex.: Maria está meio aborrecida. Os alunos são bastante estudiosos. Esses automóveis custam caro. As laranjas custam barato. Estamos muito cansadas.
  • 9. 4. Os adjetivos anexo, obrigado, incluso, mesmo, próprio, só, leso, quite concordam com o substantivo a que se referem. Ex.: Seguem anexos os documentos da partilha de bens. A carta segue anexa. Os documentos estão inclusos. Ela mesma redigiu a carta. Eles estão sós. Estou quite com você. Muito obrigada – disse ela. Observação: Os advérbios só (equivalente a somente), menos e alerta e as expressões em anexo e a sós são invariáveis. Ex.: Elas só esperam uma nova oportunidade. Leia a carta e veja as fotografias em anexo. As meninas ficaram a sós no quarto.
  • 10. Dicas: 1. Quando a palavra só equivaler a sozinho ela será adjetivo e, portanto, concordará com o substantivo. 2. Quando a palavra só equivaler a somente ela será advérbio e ficará invariável. 3. Quando a palavra bastante equivaler a muitos/ muitas ela será adjetivo e, portanto, concordará com o substantivo. 4. A palavra meio equivalente a metade é adjetivo e concorda com o substantivo. 5. A palavra meio equivalendo a um pouco é advérbio e não varia.