SlideShare uma empresa Scribd logo
Programa Crescer Saudável
Oficinas estaduais - Apoio à implementação
Ciclo 2019/2020
Propósito: Melhorar as condições de
alimentação, nutrição e saúde da população
brasileira, mediante promoção de práticas
alimentares adequadas e saudáveis, vigilância
alimentar e nutricional, prevenção e cuidado
integral dos agravos relacionados à
alimentação e nutrição.
https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/259349/WHO-NMH-PND-ECHO-17.1-eng.pdf?sequence=1&isAllowed=y
Recomendação da OMS aos países
membros - Pacote de recomendações
para abordar a obesidade infantil
Cenário Nutricional
1 – Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde. Dados 2006/7.
2 – Pesquisa de Orçamentos Familiares. Dados 2008/9.
3 – Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes. Dados
2013/14.
4 – Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. Sistema vigente
na Atenção Básica. 2015. N:4.620.006 crianças
Cenário Alimentar
Projeção do
impacto e
Repercussões da
obesidade na
infância
Ward Z.J. Simulation of Growth Trajectories of
Childhood Obesity into Adulthood. n engl j med
377;22 2017
Estado nutricional de crianças e
adolescentes
4.826.158
Crianças menores de 5 anos
avaliadas em 2018
8,9% das crianças estão com
sobrepeso
7,0% das crianças estão com
obesidade
4.138.344
Crianças de 5 a 9 anos avaliadas
em 2018
16,1% das crianças estão com
sobrepeso
8,4% das crianças estão com
obesidade
4,8% das crianças estão com
obesidade grave
14.211.068
Adolescentes avaliados em 2018
18,0% dos adolescentes estão
com sobrepeso
8,4% dos adolescentes estão
com obesidade
4,4% dos adolescentes estão
com obesidade grave
Fonte: Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional – Sisvan. Módulo de relatórios públicos, extração realizada em junho de 2019.
Marcadores de consumo alimentar em
crianças
• 56% das crianças em
aleitamento materno
exclusivo
51.657 crianças
menores de 6
meses avaliadas
• 52% das crianças
apresentaram
introdução de
alimentos na
frequência
recomendada
20.850 crianças de
6 a 8 meses
avaliadas
Determinantes
Fatores que influenciam a alimentação
Ambientes e comunidades de apoio são fundamentais para moldar as escolhas das pessoas e prevenir a obesidade.
A dieta das crianças e os hábitos de atividade física são influenciados pelo ambiente circundante.
Foco da intervenção:
indivíduo x ambiente
Influência de
fatores sociais e
ambientais no
desenvolvimento
da obesidade
Fonte: Obesity. House of commons health
committee; 2004.
Agenda de prevenção e controle da
obesidade infantil
VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL – Diagnóstico e planejamento de ações.
MEDIDAS REGULATÓRIAS – RNF; Taxação de bebidas açucaradas; Publicidade e
Ambiente Escolar.
GUIAS ALIMENTARES – Diretrizes nacionais de PAAS para a População Brasileira e
Crianças Menores de 2 anos.
ESTRATÉGIA AMAMENTA E ALIMENTA BRASIL – Promoção do AM e da AC saudável para
crianças menores de 2 anos.
ALIMENTAÇÃO ADEQUADA E SAUDÁVEL PARA A EQUIPE MULTIPROFISSIONAL - Na
Cozinha com as Frutas, Legumes e Verduras; Instrutivo: Metodologias de trabalho em
grupo das ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica; Desmistificando dúvida
sobre alimentação e nutrição.
COMUNICAÇÃO EM REDES SOCIAIS - www.saude.gov.br/saudebrasil
EAN NAS ESCOLAS - Parceria com a UERJ para elaboração de livros e vídeos sobre
alimentação saudável.
EDUCAÇÃO PERMAMENTE – AVASUS (Curso sobre prevenção da OI); CNPQ – Cursos de
extensão e pesquisa em todos os estados; UNASUS (especialização, aperfeiçoamento e
extensão em prevenção e controle da obesidade).
Crescer Saudável – Estratégia para
prevenção e controle da obesidade
infantil no âmbito do PSE
Consiste em um conjunto de ações articuladas para garantir o adequado
acompanhamento do crescimento e desenvolvimento na infância,
com vistas a prevenir, controlar e tratar a obesidade infantil.
Estas ações abrangem os cuidados relativos à alimentação e nutrição voltados à promoção e proteção da
saúde, diagnóstico e tratamento da obesidade, promoção da alimentação adequada e saudável,
incentivo à prática corporal e de atividade física e por ações voltadas à mudança de
comportamento.
Trata-se de uma agenda do SUS onde está necessariamente incluída a
realização de articulação intersetorial no território, tendo em vista a
complexidade dos determinantes da obesidade.
Programa Crescer Saudável
Ciclo 1 – 2017/2018
Portarias 2.706/2017 e 3.662/2018
Lista os Municípios que finalizaram a adesão ao PSE para o ciclo
2017/2018 e os habilita ao recebimento do teto de recursos
financeiros pactuados em Termo de Compromisso e repassa
recursos financeiros para Municípios prioritários para
ações de prevenção da obesidade infantil com
escolares.
Municípios prioritários:
População acima de 30 mil habitantes
Cobertura do SISVAN maior que 10% em 2015 e
Prevalência de excesso de peso maior que 20% em 2015 em
crianças < 10 anos
As ações de prevenção da obesidade serão acompanhadas pelos
sistemas de monitoramento da Atenção Básica.
Repasse total de R$ 36.150.000,00
548 municípios
Pilares do Programa Crescer Saudável
Promoção da
Atividade Física
Promoção da
Alimentação
Saudável
Vigilância
Alimentar
 5% das crianças menores de 10 anos
com registro de acompanhamento de
consumo alimentar no SISVAN;
 50% das escolas pactuadas no PSE
tendo realizado atividade coletiva
sobre promoção da alimentação
adequada e saudável (PAAS) e práticas
corporais e atividade física;
Metas
Resultados no primeiro ciclo – 2017 /
2018
1. 5% das crianças menores de 10
anos com registro de
acompanhamento de consumo
alimentar no Sisvan: 24,2% dos
municípios, ou seja, 133 municípios
registraram, no mínimo, 5% de
marcadores de consumo alimentar
em crianças menores de 10 anos.
2. 50% das escolas pactuadas no PSE
tendo realizado atividade coletiva sobre
PAAS e práticas corporais e atividade
física: 10,94% (60 municípios) informaram
ter realizado ações de PAAS. Apenas
2,75% (15 municípios) informaram a
realização de ações de PCAF e lazer nas
escolas. Somente 9 municípios realizaram
ambas as ações (1,64%).
1.23,5% das crianças estavam com excesso de peso (497.098).
2. Aumento do registro dos dados de consumo alimentar (185.754) por meio do CS
contribuiu para observar as seguintes prevalências no Brasil:
 O percentual de crianças que consumiram bebidas adoçadas no dia anterior ao
atendimento, foi de 32,81% em crianças com idade entre 6 e 23 meses, 64,08%
em crianças com idade entre 2 a 4 anos e 68,03% em crianças de 5 a 9 anos;
 O percentual de crianças que consumiram frutas no dia anterior ao atendimento, foi
de 79,35% em crianças com idade entre 2 a 4 anos e 72,22% em crianças de 5 a 9
anos.
Nova proposta segundo ciclo – 2019 /
2020
 repactuação das metas;
 expansão do programa para novos municípios;
 atualização dos processos de interoperabilidade entre os sistemas de
informação para propiciar monitoramento das metas;
 reforço ao apoio institucional para garantir a implementação do
programa.
Eixos prioritários do programa
 vigilância nutricional,
 promoção da alimentação adequada e saudável,
 incentivo às práticas corporais e de atividade física,
 ações voltadas para oferta de cuidados para as crianças que
apresentam obesidade, a serem realizadas na Atenção
Básica.
Ciclo 2019 / 2020
Ação 1 - Avaliar o estado nutricional
(peso e altura) das crianças menores de
10 anos.
Meta Indicadores Fórmula de cálculo Fonte
Realizar a avaliação do
estado nutricional de
todas as crianças da
educação infantil e
ensino fundamental I de
escolas do PSE do ciclo
2019/2020.
Numero de crianças
menores de 10 anos com
avaliação de estado
nutricional no município.
nº de crianças menores de 10
anos com estado nutricional
avaliado no ano corrente no
Sisvan.
SISVAN
Censo escolar
(INEP)
Como deve ser registrado
O registro dos dados de peso e altura podem ser realizados no Sistema de
Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan); no Sistema de Informação
em Saúde para a Atenção Básica (Sisab), por meio das fichas de
atendimento individual, atividade coletiva e/ou visita domiciliar e territorial; ou
ainda, para as crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família, no Sistema
de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde.
Os dados antropométricos registrados nos sistemas citados são integrados
nos relatórios de estado nutricional do Sisvan.
Ação 2 - Ofertar atividades coletivas de
promoção da alimentação adequada e
saudável para as crianças matriculadas
na Educação Infantil e Ensino
Fundamental I nas escolas que
participam do PSE no seu município.
Ação 3 - Ofertar atividades coletivas de promoção das
práticas corporais e de atividade física para as crianças
matriculadas na Educação Infantil e Ensino Fundamental I
nas escolas que participam do PSE no seu município.
Meta Indicadores Fórmula de cálculo Fonte
Realizar no mínimo 4
atividades coletivas na
temática de promoção da
alimentação adequada e
saudável, por escola
incluída no PSE, no primeiro
ano do ciclo.
Percentual de escolas
pactuadas no PSE que
realizaram, no mínimo, 4
atividades coletivas de
promoção da alimentação
adequada e saudável.
nº de escolas pactuadas no PSE
que realizaram, no mínimo, 4
atividades coletivas de promoção
da alimentação adequada e
saudável / nº de escolas pactuadas
no PSE * 100.
Sisab
Realizar no mínimo 4
atividades coletivas na
temática de promoção das
práticas corporais e
atividades físicas**, por
escola incluída no PSE, no
primeiro ano do ciclo.
Percentual de escolas
pactuadas no PSE que
realizaram, no mínimo, 4
atividades coletivas de
práticas corporais e
atividades físicas.
nº de escolas pactuadas no PSE
que realizaram, no mínimo, 4
atividades coletivas de práticas
corporais e atividades físicas / nº
de escolas pactuadas no PSE *
100.
Sisab
As atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável devem ser registradas na ficha de atividade
coletiva do E-Sus AB.
Na ficha, é importante registrar:
a) CNS do profissional responsável;
b) CBO;
c) Data;
d) Turno;
e) Programa Saúde na Escola (educação/saúde);
f) nº do INEP (escola/creche);
g) Número de participantes;
h) Atividade (Educação em Saúde; Atendimento em grupo; Avaliação/Procedimento Coletivo; Mobilização Social);
i) Público-alvo (faixa etária);
j) Temas para Saúde: Alimentação Saudável ou Práticas em Saúde: Práticas Corporais e Atividade Física.
Como deve ser registrado
Portal
Saúde Brasil
Ação 4 - Atender as crianças*
identificadas com obesidade por meio
de intervenção e cuidado na rede de
atenção básica à saúde do município.
Realizar atendimento individual
nas crianças da Educação
Infantil e Ensino Fundamental I
identificadas com obesidade.
Número de atendimentos
individuais para a condição avaliada
obesidade na população de crianças
da Educação Infantil e Ensino
Fundamental I com obesidade
Total de atendimentos individuais para
crianças matriculadas na Educação
Infantil e Ensino Fundamental I com
obesidade realizados por médicos,
enfermeiros e nutricionistas / População
de crianças matriculadas na Educação
Infantil e Ensino Fundamental I das
escolas pactuadas * Coeficiente de
prevalência de obesidade do município
no SISVAN ou prevalência segundo a
POF.
Sisab
IBGE
Sisvan
POF
Sisvan 2018 mostra:
Em crianças menores de 5 anos de idade
 278.529 casos de obesidade diagnosticados.
Em crianças com idade entre 5 e 10 anos
 285.345 casos de obesidade diagnosticados;
 161.681 casos de obesidade grave diagnosticados.
 Para esta ação, poderiam ser encaminhadas para o acompanhamento individual,
725.555 crianças.
 Acesso à lista pelo Relatório individualizado do Sisvan (acesso restrito).
 sisaps.saude.gov.br/sisvan
Versão 3.0 – Acesso Restrito
Como deve ser registrado
A intervenção e cuidado das crianças identificadas com obesidade deve ser registrada
na ficha de atendimento individual do E-Sus AB.
Na ficha, é fundamental registrar:
a) CNS do profissional de saúde;
b) CNS do cidadão, data de nascimento, sexo da criança identificada com obesidade a
ser atendida;
b) peso e altura (avaliação antropométrica);
c) problema/condição avaliada: obesidade ou CIAP ou CID 10
d) conduta/desfecho.
A avaliação do cumprimento de metas
será aplicada a cada um dos indicadores e
levará em conta a seguinte graduação
Cumprimento da meta (%)
Valor a ser repassado (%)
76 a 100 100
51 a 75 75
26 a 50 50
1 a 25 25
< 1 0
Como apoiar os municípios na implementação das
ações do Programa Crescer Saudável?
 Avaliação do estado nutricional
 Atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável
 Atividades coletivas de promoção da atividade física e práticas
corporais
 Cuidado das crianças com obesidade na APS
Obrigada!
61 - 33159036

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação_Programa Crescer Saudável_OFICINAS ESTADUAIS SC.pptx

Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03
Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03
Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03
Cre Educação
 
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Obesidade: Manual de diretrizes da ANS
Obesidade: Manual de diretrizes da ANSObesidade: Manual de diretrizes da ANS
Obesidade: Manual de diretrizes da ANS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos...
Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos...Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos...
Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos...
Projeto Redesan
 
NUTRIÇÃO EM SAÚDE COLETIVA
NUTRIÇÃO EM SAÚDE COLETIVA NUTRIÇÃO EM SAÚDE COLETIVA
NUTRIÇÃO EM SAÚDE COLETIVA
AlexsandraFabre1
 
Sobrepeso e Obesidade na Infância
Sobrepeso e Obesidade na InfânciaSobrepeso e Obesidade na Infância
Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - Atuação do Nutricion...
Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - Atuação do Nutricion...Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - Atuação do Nutricion...
Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - Atuação do Nutricion...
crn8
 
BOOK_Curso1_amamenta_18agosto2022.pdf
BOOK_Curso1_amamenta_18agosto2022.pdfBOOK_Curso1_amamenta_18agosto2022.pdf
BOOK_Curso1_amamenta_18agosto2022.pdf
LLaissSSantoss
 
Gestão da Informação para a vigilância alimentar e nutricional: programa de m...
Gestão da Informação para a vigilância alimentar e nutricional: programa de m...Gestão da Informação para a vigilância alimentar e nutricional: programa de m...
Gestão da Informação para a vigilância alimentar e nutricional: programa de m...
http://bvsalud.org/
 
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
laiscarlini
 
Ações da estratégia “acolhimento mãe-bebê” e características maternas associa...
Ações da estratégia “acolhimento mãe-bebê” e características maternas associa...Ações da estratégia “acolhimento mãe-bebê” e características maternas associa...
Ações da estratégia “acolhimento mãe-bebê” e características maternas associa...
Niquini
 
Niquini.rev0
Niquini.rev0Niquini.rev0
Niquini.rev0
Niquini
 
Reunião sobre Primeira Infância: Gerência de Proteção Social Básica
Reunião sobre Primeira Infância: Gerência de Proteção Social BásicaReunião sobre Primeira Infância: Gerência de Proteção Social Básica
Reunião sobre Primeira Infância: Gerência de Proteção Social Básica
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
Paisc
PaiscPaisc
ENANI: Indicadores de Aleitamento Materno no Brasil
ENANI: Indicadores de Aleitamento Materno no Brasil ENANI: Indicadores de Aleitamento Materno no Brasil
ENANI: Indicadores de Aleitamento Materno no Brasil
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptxPrograma de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Natiele Café
 
Guia alimentar para população brasileira
Guia alimentar para população brasileiraGuia alimentar para população brasileira
Guia alimentar para população brasileira
Letícia Spina Tapia
 
Guia alimentar para a população brasileira - Ministério da Saúde
Guia alimentar para a população brasileira - Ministério da SaúdeGuia alimentar para a população brasileira - Ministério da Saúde
Guia alimentar para a população brasileira - Ministério da Saúde
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Perfil alimentação, gestao e meio ambiente [modo de compatibilidade]
Perfil   alimentação, gestao e meio ambiente [modo de compatibilidade]Perfil   alimentação, gestao e meio ambiente [modo de compatibilidade]
Perfil alimentação, gestao e meio ambiente [modo de compatibilidade]
marcilene1311
 
Sisvan
SisvanSisvan

Semelhante a Apresentação_Programa Crescer Saudável_OFICINAS ESTADUAIS SC.pptx (20)

Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03
Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03
Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03
 
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
 
Obesidade: Manual de diretrizes da ANS
Obesidade: Manual de diretrizes da ANSObesidade: Manual de diretrizes da ANS
Obesidade: Manual de diretrizes da ANS
 
Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos...
Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos...Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos...
Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos...
 
NUTRIÇÃO EM SAÚDE COLETIVA
NUTRIÇÃO EM SAÚDE COLETIVA NUTRIÇÃO EM SAÚDE COLETIVA
NUTRIÇÃO EM SAÚDE COLETIVA
 
Sobrepeso e Obesidade na Infância
Sobrepeso e Obesidade na InfânciaSobrepeso e Obesidade na Infância
Sobrepeso e Obesidade na Infância
 
Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - Atuação do Nutricion...
Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - Atuação do Nutricion...Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - Atuação do Nutricion...
Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - Atuação do Nutricion...
 
BOOK_Curso1_amamenta_18agosto2022.pdf
BOOK_Curso1_amamenta_18agosto2022.pdfBOOK_Curso1_amamenta_18agosto2022.pdf
BOOK_Curso1_amamenta_18agosto2022.pdf
 
Gestão da Informação para a vigilância alimentar e nutricional: programa de m...
Gestão da Informação para a vigilância alimentar e nutricional: programa de m...Gestão da Informação para a vigilância alimentar e nutricional: programa de m...
Gestão da Informação para a vigilância alimentar e nutricional: programa de m...
 
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
 
Ações da estratégia “acolhimento mãe-bebê” e características maternas associa...
Ações da estratégia “acolhimento mãe-bebê” e características maternas associa...Ações da estratégia “acolhimento mãe-bebê” e características maternas associa...
Ações da estratégia “acolhimento mãe-bebê” e características maternas associa...
 
Niquini.rev0
Niquini.rev0Niquini.rev0
Niquini.rev0
 
Reunião sobre Primeira Infância: Gerência de Proteção Social Básica
Reunião sobre Primeira Infância: Gerência de Proteção Social BásicaReunião sobre Primeira Infância: Gerência de Proteção Social Básica
Reunião sobre Primeira Infância: Gerência de Proteção Social Básica
 
Paisc
PaiscPaisc
Paisc
 
ENANI: Indicadores de Aleitamento Materno no Brasil
ENANI: Indicadores de Aleitamento Materno no Brasil ENANI: Indicadores de Aleitamento Materno no Brasil
ENANI: Indicadores de Aleitamento Materno no Brasil
 
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptxPrograma de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
 
Guia alimentar para população brasileira
Guia alimentar para população brasileiraGuia alimentar para população brasileira
Guia alimentar para população brasileira
 
Guia alimentar para a população brasileira - Ministério da Saúde
Guia alimentar para a população brasileira - Ministério da SaúdeGuia alimentar para a população brasileira - Ministério da Saúde
Guia alimentar para a população brasileira - Ministério da Saúde
 
Perfil alimentação, gestao e meio ambiente [modo de compatibilidade]
Perfil   alimentação, gestao e meio ambiente [modo de compatibilidade]Perfil   alimentação, gestao e meio ambiente [modo de compatibilidade]
Perfil alimentação, gestao e meio ambiente [modo de compatibilidade]
 
Sisvan
SisvanSisvan
Sisvan
 

Último

said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 

Último (20)

said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 

Apresentação_Programa Crescer Saudável_OFICINAS ESTADUAIS SC.pptx

  • 1. Programa Crescer Saudável Oficinas estaduais - Apoio à implementação Ciclo 2019/2020
  • 2. Propósito: Melhorar as condições de alimentação, nutrição e saúde da população brasileira, mediante promoção de práticas alimentares adequadas e saudáveis, vigilância alimentar e nutricional, prevenção e cuidado integral dos agravos relacionados à alimentação e nutrição.
  • 4. Cenário Nutricional 1 – Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde. Dados 2006/7. 2 – Pesquisa de Orçamentos Familiares. Dados 2008/9. 3 – Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes. Dados 2013/14. 4 – Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. Sistema vigente na Atenção Básica. 2015. N:4.620.006 crianças
  • 6. Projeção do impacto e Repercussões da obesidade na infância Ward Z.J. Simulation of Growth Trajectories of Childhood Obesity into Adulthood. n engl j med 377;22 2017
  • 7. Estado nutricional de crianças e adolescentes 4.826.158 Crianças menores de 5 anos avaliadas em 2018 8,9% das crianças estão com sobrepeso 7,0% das crianças estão com obesidade 4.138.344 Crianças de 5 a 9 anos avaliadas em 2018 16,1% das crianças estão com sobrepeso 8,4% das crianças estão com obesidade 4,8% das crianças estão com obesidade grave 14.211.068 Adolescentes avaliados em 2018 18,0% dos adolescentes estão com sobrepeso 8,4% dos adolescentes estão com obesidade 4,4% dos adolescentes estão com obesidade grave Fonte: Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional – Sisvan. Módulo de relatórios públicos, extração realizada em junho de 2019.
  • 8. Marcadores de consumo alimentar em crianças • 56% das crianças em aleitamento materno exclusivo 51.657 crianças menores de 6 meses avaliadas • 52% das crianças apresentaram introdução de alimentos na frequência recomendada 20.850 crianças de 6 a 8 meses avaliadas
  • 9. Determinantes Fatores que influenciam a alimentação Ambientes e comunidades de apoio são fundamentais para moldar as escolhas das pessoas e prevenir a obesidade. A dieta das crianças e os hábitos de atividade física são influenciados pelo ambiente circundante.
  • 10. Foco da intervenção: indivíduo x ambiente Influência de fatores sociais e ambientais no desenvolvimento da obesidade Fonte: Obesity. House of commons health committee; 2004.
  • 11. Agenda de prevenção e controle da obesidade infantil VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL – Diagnóstico e planejamento de ações. MEDIDAS REGULATÓRIAS – RNF; Taxação de bebidas açucaradas; Publicidade e Ambiente Escolar. GUIAS ALIMENTARES – Diretrizes nacionais de PAAS para a População Brasileira e Crianças Menores de 2 anos. ESTRATÉGIA AMAMENTA E ALIMENTA BRASIL – Promoção do AM e da AC saudável para crianças menores de 2 anos. ALIMENTAÇÃO ADEQUADA E SAUDÁVEL PARA A EQUIPE MULTIPROFISSIONAL - Na Cozinha com as Frutas, Legumes e Verduras; Instrutivo: Metodologias de trabalho em grupo das ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica; Desmistificando dúvida sobre alimentação e nutrição. COMUNICAÇÃO EM REDES SOCIAIS - www.saude.gov.br/saudebrasil EAN NAS ESCOLAS - Parceria com a UERJ para elaboração de livros e vídeos sobre alimentação saudável. EDUCAÇÃO PERMAMENTE – AVASUS (Curso sobre prevenção da OI); CNPQ – Cursos de extensão e pesquisa em todos os estados; UNASUS (especialização, aperfeiçoamento e extensão em prevenção e controle da obesidade).
  • 12. Crescer Saudável – Estratégia para prevenção e controle da obesidade infantil no âmbito do PSE Consiste em um conjunto de ações articuladas para garantir o adequado acompanhamento do crescimento e desenvolvimento na infância, com vistas a prevenir, controlar e tratar a obesidade infantil. Estas ações abrangem os cuidados relativos à alimentação e nutrição voltados à promoção e proteção da saúde, diagnóstico e tratamento da obesidade, promoção da alimentação adequada e saudável, incentivo à prática corporal e de atividade física e por ações voltadas à mudança de comportamento. Trata-se de uma agenda do SUS onde está necessariamente incluída a realização de articulação intersetorial no território, tendo em vista a complexidade dos determinantes da obesidade.
  • 13. Programa Crescer Saudável Ciclo 1 – 2017/2018 Portarias 2.706/2017 e 3.662/2018 Lista os Municípios que finalizaram a adesão ao PSE para o ciclo 2017/2018 e os habilita ao recebimento do teto de recursos financeiros pactuados em Termo de Compromisso e repassa recursos financeiros para Municípios prioritários para ações de prevenção da obesidade infantil com escolares.
  • 14. Municípios prioritários: População acima de 30 mil habitantes Cobertura do SISVAN maior que 10% em 2015 e Prevalência de excesso de peso maior que 20% em 2015 em crianças < 10 anos As ações de prevenção da obesidade serão acompanhadas pelos sistemas de monitoramento da Atenção Básica. Repasse total de R$ 36.150.000,00 548 municípios
  • 15. Pilares do Programa Crescer Saudável Promoção da Atividade Física Promoção da Alimentação Saudável Vigilância Alimentar  5% das crianças menores de 10 anos com registro de acompanhamento de consumo alimentar no SISVAN;  50% das escolas pactuadas no PSE tendo realizado atividade coletiva sobre promoção da alimentação adequada e saudável (PAAS) e práticas corporais e atividade física; Metas
  • 16. Resultados no primeiro ciclo – 2017 / 2018 1. 5% das crianças menores de 10 anos com registro de acompanhamento de consumo alimentar no Sisvan: 24,2% dos municípios, ou seja, 133 municípios registraram, no mínimo, 5% de marcadores de consumo alimentar em crianças menores de 10 anos. 2. 50% das escolas pactuadas no PSE tendo realizado atividade coletiva sobre PAAS e práticas corporais e atividade física: 10,94% (60 municípios) informaram ter realizado ações de PAAS. Apenas 2,75% (15 municípios) informaram a realização de ações de PCAF e lazer nas escolas. Somente 9 municípios realizaram ambas as ações (1,64%).
  • 17. 1.23,5% das crianças estavam com excesso de peso (497.098). 2. Aumento do registro dos dados de consumo alimentar (185.754) por meio do CS contribuiu para observar as seguintes prevalências no Brasil:  O percentual de crianças que consumiram bebidas adoçadas no dia anterior ao atendimento, foi de 32,81% em crianças com idade entre 6 e 23 meses, 64,08% em crianças com idade entre 2 a 4 anos e 68,03% em crianças de 5 a 9 anos;  O percentual de crianças que consumiram frutas no dia anterior ao atendimento, foi de 79,35% em crianças com idade entre 2 a 4 anos e 72,22% em crianças de 5 a 9 anos.
  • 18. Nova proposta segundo ciclo – 2019 / 2020  repactuação das metas;  expansão do programa para novos municípios;  atualização dos processos de interoperabilidade entre os sistemas de informação para propiciar monitoramento das metas;  reforço ao apoio institucional para garantir a implementação do programa.
  • 19. Eixos prioritários do programa  vigilância nutricional,  promoção da alimentação adequada e saudável,  incentivo às práticas corporais e de atividade física,  ações voltadas para oferta de cuidados para as crianças que apresentam obesidade, a serem realizadas na Atenção Básica. Ciclo 2019 / 2020
  • 20. Ação 1 - Avaliar o estado nutricional (peso e altura) das crianças menores de 10 anos. Meta Indicadores Fórmula de cálculo Fonte Realizar a avaliação do estado nutricional de todas as crianças da educação infantil e ensino fundamental I de escolas do PSE do ciclo 2019/2020. Numero de crianças menores de 10 anos com avaliação de estado nutricional no município. nº de crianças menores de 10 anos com estado nutricional avaliado no ano corrente no Sisvan. SISVAN Censo escolar (INEP)
  • 21. Como deve ser registrado O registro dos dados de peso e altura podem ser realizados no Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan); no Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (Sisab), por meio das fichas de atendimento individual, atividade coletiva e/ou visita domiciliar e territorial; ou ainda, para as crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família, no Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde. Os dados antropométricos registrados nos sistemas citados são integrados nos relatórios de estado nutricional do Sisvan.
  • 22. Ação 2 - Ofertar atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável para as crianças matriculadas na Educação Infantil e Ensino Fundamental I nas escolas que participam do PSE no seu município. Ação 3 - Ofertar atividades coletivas de promoção das práticas corporais e de atividade física para as crianças matriculadas na Educação Infantil e Ensino Fundamental I nas escolas que participam do PSE no seu município.
  • 23. Meta Indicadores Fórmula de cálculo Fonte Realizar no mínimo 4 atividades coletivas na temática de promoção da alimentação adequada e saudável, por escola incluída no PSE, no primeiro ano do ciclo. Percentual de escolas pactuadas no PSE que realizaram, no mínimo, 4 atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável. nº de escolas pactuadas no PSE que realizaram, no mínimo, 4 atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável / nº de escolas pactuadas no PSE * 100. Sisab Realizar no mínimo 4 atividades coletivas na temática de promoção das práticas corporais e atividades físicas**, por escola incluída no PSE, no primeiro ano do ciclo. Percentual de escolas pactuadas no PSE que realizaram, no mínimo, 4 atividades coletivas de práticas corporais e atividades físicas. nº de escolas pactuadas no PSE que realizaram, no mínimo, 4 atividades coletivas de práticas corporais e atividades físicas / nº de escolas pactuadas no PSE * 100. Sisab
  • 24. As atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável devem ser registradas na ficha de atividade coletiva do E-Sus AB. Na ficha, é importante registrar: a) CNS do profissional responsável; b) CBO; c) Data; d) Turno; e) Programa Saúde na Escola (educação/saúde); f) nº do INEP (escola/creche); g) Número de participantes; h) Atividade (Educação em Saúde; Atendimento em grupo; Avaliação/Procedimento Coletivo; Mobilização Social); i) Público-alvo (faixa etária); j) Temas para Saúde: Alimentação Saudável ou Práticas em Saúde: Práticas Corporais e Atividade Física. Como deve ser registrado
  • 25.
  • 26.
  • 28. Ação 4 - Atender as crianças* identificadas com obesidade por meio de intervenção e cuidado na rede de atenção básica à saúde do município. Realizar atendimento individual nas crianças da Educação Infantil e Ensino Fundamental I identificadas com obesidade. Número de atendimentos individuais para a condição avaliada obesidade na população de crianças da Educação Infantil e Ensino Fundamental I com obesidade Total de atendimentos individuais para crianças matriculadas na Educação Infantil e Ensino Fundamental I com obesidade realizados por médicos, enfermeiros e nutricionistas / População de crianças matriculadas na Educação Infantil e Ensino Fundamental I das escolas pactuadas * Coeficiente de prevalência de obesidade do município no SISVAN ou prevalência segundo a POF. Sisab IBGE Sisvan POF
  • 29. Sisvan 2018 mostra: Em crianças menores de 5 anos de idade  278.529 casos de obesidade diagnosticados. Em crianças com idade entre 5 e 10 anos  285.345 casos de obesidade diagnosticados;  161.681 casos de obesidade grave diagnosticados.  Para esta ação, poderiam ser encaminhadas para o acompanhamento individual, 725.555 crianças.  Acesso à lista pelo Relatório individualizado do Sisvan (acesso restrito).  sisaps.saude.gov.br/sisvan
  • 30. Versão 3.0 – Acesso Restrito
  • 31. Como deve ser registrado A intervenção e cuidado das crianças identificadas com obesidade deve ser registrada na ficha de atendimento individual do E-Sus AB. Na ficha, é fundamental registrar: a) CNS do profissional de saúde; b) CNS do cidadão, data de nascimento, sexo da criança identificada com obesidade a ser atendida; b) peso e altura (avaliação antropométrica); c) problema/condição avaliada: obesidade ou CIAP ou CID 10 d) conduta/desfecho.
  • 32.
  • 33. A avaliação do cumprimento de metas será aplicada a cada um dos indicadores e levará em conta a seguinte graduação Cumprimento da meta (%) Valor a ser repassado (%) 76 a 100 100 51 a 75 75 26 a 50 50 1 a 25 25 < 1 0
  • 34. Como apoiar os municípios na implementação das ações do Programa Crescer Saudável?  Avaliação do estado nutricional  Atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável  Atividades coletivas de promoção da atividade física e práticas corporais  Cuidado das crianças com obesidade na APS