SlideShare uma empresa Scribd logo
Apresentação vidas secas
Elaine Borges/ Rita Geraldes/ Maria
Valentina
E.E Gonçalves Dias – São Paulo
3º Anos A-B-C-D-E
180 Alunos no geral
O educador brasileiro Paulo Freire, mundialmente
conhecido, na década de 60, foi responsável por
introduzir o debate político e a realidade sociocultural
no processo escolar com a educação libertadora e os
denominados temas geradores.
Para Freire, o ato de conhecer tem como pressuposto
fundamental a cultura do educando, não para
cristalizá-la, mas como ponto de partida para que ele
avance na leitura do mundo, compreendendo-se como
sujeito da história.
Educador Paulo Freire
Educador Paulo Freire
Conhecer as características da literatura
regional, e sua relação com a geografia do
lugar (a questão da seca nordestina).
• Hoje em dia é preciso muito incentivo para que a
leitura se torne um hábito entre os educandos,
portanto criar estratégias para que as obras sejam
conhecidas é fundamental.
• Da mesma forma para construir conhecimento de
forma colaborativa, envolvendo disciplinas como
língua portuguesa e arte.
• A nossa proposta foi: Ler e analisar “o romance”
Vidas Secas de Graciliano Ramos, refletir sobre a
temática da obra e relacionar a obra com outras
formas de expressão artística.
• Construir conhecimento de forma colaborativa.
• Estimular a comunicação por meio da leitura da
escrita e do desenho.
• Desenvolver habilidades de interação, habilidades e
interpretação.
• Instigar o debate e a reflexão, conferindo à
aprendizagem um caráter de exercício da cidadania.
• Estimular a formação de leitores, trazendo a
literatura para o espaço escolar interagindo com a
arte e cultura.
• Estudar uma obra literária de forma interdisciplinar.
• Representar através da arte a compreensão da obra.
• Análise da obra literária.
• Leitura, interpretação e debate.
• Elementos da narrativa.
• Meio-ambiente.
• Diferenças culturais.
• Arte contemporânea brasileira.
• Ênfase artista Portinari - Obra os Retirantes.
• Artes
• Língua Portuguesa.
• Geografia.
• Sociologia.
• Apresentação do Filme: Vidas secas
• Atividade interdisciplinar – literatura, língua portuguesa e arte.
• Os alunos foram divididos em duplas, cada dupla ficou
responsável pela leitura de um capítulo, que foi lido em sala de
aula, e fazer a interpretação.
• Também foi feita a exposição de painéis onde os alunos
criaram cartazes , recriando cenas e personagens da obra
“Vidas Secas” apresentando oralmente a resenha sobre o livro
e seu enredo, com estratégias variadas, usando sua
criatividade..
• Todos os alunos participaram com entusiasmo, com isso
todos obtiveram êxito, garantindo assim o processo de
aprendizagem.
• Trabalharemos também com o quadro, de Cândido Portinari.
Os Retirantes
• Livro
• Data show
• Papeis Pardos
• Canetão Preto
• Durex
• Será realizada a montagem da réplica do
livro, em forma de portfólio.
• Fotos.
Os alunos serão avaliados como
participantes, verificando se a capacidade de
comunicação foi ampliada, como reagiram
às situações e aos desafios propostos e se
interagiram com os colegas.
Serão anotadas e registradas todas as ações
nas exposições dos capítulos, bem como os
relatórios (sínteses), e a finalização do
portfólio que será entregue referente as
análises realizadas.
• Painel
• Portfólio
• Blog
• Fotos
• Site
http://www.graciliano.com.br
• Livro
RAMOS, Graciliano. Vidas Secas. Record: Rio
de Janeiro, 2003
Podemos concluir, que o aluno através do projeto aprimora o
gosto pela leitura, tornando-se observador, crítico e participativo,
capaz de refletir nas discussões conjuntas sobre os valores
sociais.
Desenvolvendo o espírito de solidariedade e respeito às
diferenças socioeconômicas e culturais.
Mesmo porque , o projeto Vidas Secas Incentiva os alunos a
criação e produção de suas próprias formas de expressão, com
liberdade, criatividade e autoconfiança, isto fica evidente através
dos portfólios que foram elaborados pelos alunos referentes aos
capítulos da obra.
Apresentação vidas secas
Releitura da Obra Vidas Secas
Alunos 3º ano apresentando
seus Potfólios, referente aos
capítulos da obra Vidas
Secas.
Apresentação vidas secas
Apresentação vidas secas
Apresentação vidas secas
Apresentação vidas secas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O pré modernismo
O pré modernismoO pré modernismo
O pré modernismo
Ana Batista
 
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
GernciadeProduodeMat
 
Estudo Orientado
Estudo OrientadoEstudo Orientado
Estudo Orientado
Prof.Paulo/geografia
 
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
ANA MARIA DE PAULA E SILVA
 
Descritores da Língua Portuguesa 5º ano (Teoria)
Descritores da Língua Portuguesa 5º ano (Teoria)Descritores da Língua Portuguesa 5º ano (Teoria)
Descritores da Língua Portuguesa 5º ano (Teoria)
Prof Barbosa
 
Estudo dirigido - gênero notícia - jornal
Estudo dirigido - gênero notícia - jornalEstudo dirigido - gênero notícia - jornal
Estudo dirigido - gênero notícia - jornal
Tânia Regina
 
MATERIAL-DO-EDUCADOR-AULAS-DE-ESTUDO-ORIENTADO.pdf
MATERIAL-DO-EDUCADOR-AULAS-DE-ESTUDO-ORIENTADO.pdfMATERIAL-DO-EDUCADOR-AULAS-DE-ESTUDO-ORIENTADO.pdf
MATERIAL-DO-EDUCADOR-AULAS-DE-ESTUDO-ORIENTADO.pdf
Luis Paulo C Carvalho
 
Atividade (cláudia) um dia você aprende
Atividade (cláudia) um dia você aprendeAtividade (cláudia) um dia você aprende
Atividade (cláudia) um dia você aprende
Atividades Diversas Cláudia
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
Ana Arminda Moreira
 
Hiperonímia e hiponímia
Hiperonímia e hiponímiaHiperonímia e hiponímia
Hiperonímia e hiponímia
Célia Gonçalves
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
Zenia Ferreira
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagem Figuras de linguagem
Figuras de linguagem
Denise
 
Gênero épico
Gênero épicoGênero épico
Gênero épico
Isabella Neves Silva
 
Atividade de estudo orientado final da segunda etapa - via e-mail - ilmar...
Atividade de estudo orientado   final da segunda etapa -  via e-mail -  ilmar...Atividade de estudo orientado   final da segunda etapa -  via e-mail -  ilmar...
Atividade de estudo orientado final da segunda etapa - via e-mail - ilmar...
Danilo Padrão
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
Segundo momento modernista prosa
Segundo momento modernista  prosaSegundo momento modernista  prosa
Segundo momento modernista prosa
Ana Batista
 
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoPlano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
SHEILA MONTEIRO
 
Palavras Cruzadas sobre o barroco1 resp
Palavras Cruzadas sobre o barroco1 respPalavras Cruzadas sobre o barroco1 resp
Palavras Cruzadas sobre o barroco1 resp
Dilmara Faria
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
Débora Costa
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Jose Manuel Alho
 

Mais procurados (20)

O pré modernismo
O pré modernismoO pré modernismo
O pré modernismo
 
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
 
Estudo Orientado
Estudo OrientadoEstudo Orientado
Estudo Orientado
 
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
 
Descritores da Língua Portuguesa 5º ano (Teoria)
Descritores da Língua Portuguesa 5º ano (Teoria)Descritores da Língua Portuguesa 5º ano (Teoria)
Descritores da Língua Portuguesa 5º ano (Teoria)
 
Estudo dirigido - gênero notícia - jornal
Estudo dirigido - gênero notícia - jornalEstudo dirigido - gênero notícia - jornal
Estudo dirigido - gênero notícia - jornal
 
MATERIAL-DO-EDUCADOR-AULAS-DE-ESTUDO-ORIENTADO.pdf
MATERIAL-DO-EDUCADOR-AULAS-DE-ESTUDO-ORIENTADO.pdfMATERIAL-DO-EDUCADOR-AULAS-DE-ESTUDO-ORIENTADO.pdf
MATERIAL-DO-EDUCADOR-AULAS-DE-ESTUDO-ORIENTADO.pdf
 
Atividade (cláudia) um dia você aprende
Atividade (cláudia) um dia você aprendeAtividade (cláudia) um dia você aprende
Atividade (cláudia) um dia você aprende
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Hiperonímia e hiponímia
Hiperonímia e hiponímiaHiperonímia e hiponímia
Hiperonímia e hiponímia
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagem Figuras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Gênero épico
Gênero épicoGênero épico
Gênero épico
 
Atividade de estudo orientado final da segunda etapa - via e-mail - ilmar...
Atividade de estudo orientado   final da segunda etapa -  via e-mail -  ilmar...Atividade de estudo orientado   final da segunda etapa -  via e-mail -  ilmar...
Atividade de estudo orientado final da segunda etapa - via e-mail - ilmar...
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Segundo momento modernista prosa
Segundo momento modernista  prosaSegundo momento modernista  prosa
Segundo momento modernista prosa
 
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoPlano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
 
Palavras Cruzadas sobre o barroco1 resp
Palavras Cruzadas sobre o barroco1 respPalavras Cruzadas sobre o barroco1 resp
Palavras Cruzadas sobre o barroco1 resp
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 

Semelhante a Apresentação vidas secas

Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Cirlei Santos
 
São josé do rio preto
São josé do rio pretoSão josé do rio preto
São josé do rio preto
linguagensemidias2013
 
Projeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campoProjeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campo
Claudio Pessoa
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
Ana Kelly Brustolin
 
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoProjeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Ana Kelly Brustolin
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
AnaKelly
 
Projeto didatico lendo o mundo
Projeto didatico lendo o mundoProjeto didatico lendo o mundo
Projeto didatico lendo o mundo
Mari Santos
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
ssuser86fd77
 
Projeto sobre consciencia negra
Projeto sobre consciencia negraProjeto sobre consciencia negra
Projeto sobre consciencia negra
Alcejane Souza
 
Slide sala de leitura
Slide sala de leituraSlide sala de leitura
Slide sala de leitura
elienabetete
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
valvg2007
 
Projeto Sistematizado
Projeto SistematizadoProjeto Sistematizado
Projeto Sistematizado
Roberta Trezza S. Souza
 
Projeto em apresentação
Projeto em apresentaçãoProjeto em apresentação
Projeto em apresentação
Roberta Trezza S. Souza
 
Projeto em apresentação
Projeto em apresentaçãoProjeto em apresentação
Projeto em apresentação
Roberta Trezza S. Souza
 
Projeto Sistematizado para Avaliação do CEDERJ
Projeto Sistematizado para Avaliação do CEDERJProjeto Sistematizado para Avaliação do CEDERJ
Projeto Sistematizado para Avaliação do CEDERJ
Roberta Trezza S. Souza
 
Projeto de releitura de poesias
Projeto de releitura de poesiasProjeto de releitura de poesias
Projeto de releitura de poesias
Roberta Trezza S. Souza
 
Projeto Mario Quintana
Projeto Mario QuintanaProjeto Mario Quintana
Projeto Mario Quintana
Roberta Trezza S. Souza
 
A CONTRIBUIÇÃO DOS CLÁSSICOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO
A CONTRIBUIÇÃO DOS CLÁSSICOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃOA CONTRIBUIÇÃO DOS CLÁSSICOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO
A CONTRIBUIÇÃO DOS CLÁSSICOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO
Jusemara
 
Projeto arte e cultura de coxim
Projeto arte e cultura de coximProjeto arte e cultura de coxim
Projeto arte e cultura de coxim
JaneteNTE2013
 
Projeto arte e cultura de coxim
Projeto arte e cultura de coximProjeto arte e cultura de coxim
Projeto arte e cultura de coxim
JaneteNTE2013
 

Semelhante a Apresentação vidas secas (20)

Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
 
São josé do rio preto
São josé do rio pretoSão josé do rio preto
São josé do rio preto
 
Projeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campoProjeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campo
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoProjeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 
Projeto didatico lendo o mundo
Projeto didatico lendo o mundoProjeto didatico lendo o mundo
Projeto didatico lendo o mundo
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
Projeto sobre consciencia negra
Projeto sobre consciencia negraProjeto sobre consciencia negra
Projeto sobre consciencia negra
 
Slide sala de leitura
Slide sala de leituraSlide sala de leitura
Slide sala de leitura
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
Projeto Sistematizado
Projeto SistematizadoProjeto Sistematizado
Projeto Sistematizado
 
Projeto em apresentação
Projeto em apresentaçãoProjeto em apresentação
Projeto em apresentação
 
Projeto em apresentação
Projeto em apresentaçãoProjeto em apresentação
Projeto em apresentação
 
Projeto Sistematizado para Avaliação do CEDERJ
Projeto Sistematizado para Avaliação do CEDERJProjeto Sistematizado para Avaliação do CEDERJ
Projeto Sistematizado para Avaliação do CEDERJ
 
Projeto de releitura de poesias
Projeto de releitura de poesiasProjeto de releitura de poesias
Projeto de releitura de poesias
 
Projeto Mario Quintana
Projeto Mario QuintanaProjeto Mario Quintana
Projeto Mario Quintana
 
A CONTRIBUIÇÃO DOS CLÁSSICOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO
A CONTRIBUIÇÃO DOS CLÁSSICOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃOA CONTRIBUIÇÃO DOS CLÁSSICOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO
A CONTRIBUIÇÃO DOS CLÁSSICOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO
 
Projeto arte e cultura de coxim
Projeto arte e cultura de coximProjeto arte e cultura de coxim
Projeto arte e cultura de coxim
 
Projeto arte e cultura de coxim
Projeto arte e cultura de coximProjeto arte e cultura de coxim
Projeto arte e cultura de coxim
 

Último

UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 

Apresentação vidas secas

  • 2. Elaine Borges/ Rita Geraldes/ Maria Valentina E.E Gonçalves Dias – São Paulo 3º Anos A-B-C-D-E 180 Alunos no geral
  • 3. O educador brasileiro Paulo Freire, mundialmente conhecido, na década de 60, foi responsável por introduzir o debate político e a realidade sociocultural no processo escolar com a educação libertadora e os denominados temas geradores. Para Freire, o ato de conhecer tem como pressuposto fundamental a cultura do educando, não para cristalizá-la, mas como ponto de partida para que ele avance na leitura do mundo, compreendendo-se como sujeito da história. Educador Paulo Freire Educador Paulo Freire
  • 4. Conhecer as características da literatura regional, e sua relação com a geografia do lugar (a questão da seca nordestina).
  • 5. • Hoje em dia é preciso muito incentivo para que a leitura se torne um hábito entre os educandos, portanto criar estratégias para que as obras sejam conhecidas é fundamental. • Da mesma forma para construir conhecimento de forma colaborativa, envolvendo disciplinas como língua portuguesa e arte. • A nossa proposta foi: Ler e analisar “o romance” Vidas Secas de Graciliano Ramos, refletir sobre a temática da obra e relacionar a obra com outras formas de expressão artística.
  • 6. • Construir conhecimento de forma colaborativa. • Estimular a comunicação por meio da leitura da escrita e do desenho. • Desenvolver habilidades de interação, habilidades e interpretação. • Instigar o debate e a reflexão, conferindo à aprendizagem um caráter de exercício da cidadania. • Estimular a formação de leitores, trazendo a literatura para o espaço escolar interagindo com a arte e cultura. • Estudar uma obra literária de forma interdisciplinar. • Representar através da arte a compreensão da obra.
  • 7. • Análise da obra literária. • Leitura, interpretação e debate. • Elementos da narrativa. • Meio-ambiente. • Diferenças culturais. • Arte contemporânea brasileira. • Ênfase artista Portinari - Obra os Retirantes.
  • 8. • Artes • Língua Portuguesa. • Geografia. • Sociologia.
  • 9. • Apresentação do Filme: Vidas secas • Atividade interdisciplinar – literatura, língua portuguesa e arte. • Os alunos foram divididos em duplas, cada dupla ficou responsável pela leitura de um capítulo, que foi lido em sala de aula, e fazer a interpretação. • Também foi feita a exposição de painéis onde os alunos criaram cartazes , recriando cenas e personagens da obra “Vidas Secas” apresentando oralmente a resenha sobre o livro e seu enredo, com estratégias variadas, usando sua criatividade.. • Todos os alunos participaram com entusiasmo, com isso todos obtiveram êxito, garantindo assim o processo de aprendizagem.
  • 10. • Trabalharemos também com o quadro, de Cândido Portinari. Os Retirantes
  • 11. • Livro • Data show • Papeis Pardos • Canetão Preto • Durex
  • 12. • Será realizada a montagem da réplica do livro, em forma de portfólio. • Fotos.
  • 13. Os alunos serão avaliados como participantes, verificando se a capacidade de comunicação foi ampliada, como reagiram às situações e aos desafios propostos e se interagiram com os colegas. Serão anotadas e registradas todas as ações nas exposições dos capítulos, bem como os relatórios (sínteses), e a finalização do portfólio que será entregue referente as análises realizadas.
  • 15. • Site http://www.graciliano.com.br • Livro RAMOS, Graciliano. Vidas Secas. Record: Rio de Janeiro, 2003
  • 16. Podemos concluir, que o aluno através do projeto aprimora o gosto pela leitura, tornando-se observador, crítico e participativo, capaz de refletir nas discussões conjuntas sobre os valores sociais. Desenvolvendo o espírito de solidariedade e respeito às diferenças socioeconômicas e culturais. Mesmo porque , o projeto Vidas Secas Incentiva os alunos a criação e produção de suas próprias formas de expressão, com liberdade, criatividade e autoconfiança, isto fica evidente através dos portfólios que foram elaborados pelos alunos referentes aos capítulos da obra.
  • 18. Releitura da Obra Vidas Secas
  • 19. Alunos 3º ano apresentando seus Potfólios, referente aos capítulos da obra Vidas Secas.