SlideShare uma empresa Scribd logo
POLO: Sobradinho
Disciplina: Elaboração de Artigo Científico
Professora Orientadora: Liziany Muller
O CENÁRIO EDUCACIONAL: O professor e a Tecnologia da Informação e
Comunicação diante das mudanças atuais
01/12/2012
MAINARDI, Andréia
Licenciatura em Educação Física
RESUMO
O objetivo deste trabalho é avaliar a inserção das Tecnologias da Informação e
Comunicação (TIC) como ferramentas de apoio pedagógico na Escola Municipal de
Ensino Fundamental Otaviano Paixão Coelho, de Lagoão-RS. A metodologia foi da
pesquisa exploratória qualitativa, sendo os dados avaliados a partir da aplicação de
questionários tipo survey, para os professores da escola. Ressalta-se que antes da
aplicação do questionário foi assistido o vídeo “Educação em Rede”
(http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo). Os resultados obtidos apontam
para o desafio de educar para a inovação e a mudança, planejando e implantando
propostas dinâmicas no ensino tanto no que tange a capacitação adequada dos
professores quanto ao planejamento e a metodologia que promovam a motivação
dos estudantes e dinamização do processo ensino-aprendizagem vinculados às
concepções sócio-históricas da educação, nos aspectos cognitivo, ético, político,
cientifico, cultural, lúdico e estético. Evidencia-se a necessidade da mudança no
papel do professor, qualificando-o para buscar maneiras de agir pedagogicamente
com as TIC, para que professores e alunos conheçam, interpretem, utilizem, reflitam
criticamente a tecnologia para não serem dominados, promovendo o
desenvolvimento integral do homem, a inovação, a renovação da educação,
tornando crítico e reflexivo o ensino, permitindo assim, a melhoria qualitativa do
processo educativo.
PALAVRAS-CHAVE: TIC- Ensino Fundamental- educadores- aprendizagem.
ABSTRACT
The objective of this study it evaluates the integration of Information and
Communication Technologies (ICTs) as tools to support teaching in the School Hall
Elementary School Octavian Passion Rabbit. The exploratory research methodology
was qualitative and he data evaluated from the survey type questionnaire for
teachers soft the school. It is noteworthy that before the questionnaire was watching
the video Education Network (http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo). The
results point to the challenge of educating for innovation and change, planning and
deploying dynamic teaching both proposals regarding the adequate training of
teachers in planning and methodology to promote student motivation and promotion
of the teaching-learning linked the socio-historical conceptions of education, in the
cognitive, ethical, political, scientific, cultural, recreational and aesthetic. This study
highlights the need for change in the role of teacher, qualifying them to seek ways to
act pedagogically with ICT for teachers and students to know, interpret, use, reflect
critically technology to not be dominated by promoting the integral development of
man, innovation, renewal of education, making critical and reflective teaching, thus
allowing the qualitative improvement of the educational process.
KEYWORDS: ICT – Elementary school- educator- sand learning.
1. INTRODUÇÃO
Atualmente, as tecnologias passaram a ser ferramentas essenciais na
educação e precisam estar presentes em sala de aula, auxiliando na mediação da
informação e no processo de ensino-aprendizagem.
A evolução social do homem confunde-se com as tecnologias desenvolvidas
e seus avanços em cada época em diferentes períodos da história da humanidade
(KENSKI, 2010). O autor também relata que “a evolução tecnológica não se
restringe apenas aos novos usos de determinados equipamentos e produtos, ele
altera comportamentos, transforma a maneira de pensar, sentir e agir, mas não
apenas o comportamento individual, mas o de todo grupo social.”
Há tempos um acelerado desenvolvimento exige que uma nova maneira de
ensinar e aprender seja incluída no cotidiano escolar e, que os professores reflitam
que livros, cadernos e lousa deixaram de ser a única maneira de trabalhar, pois o
computador, a internet e uma série de tecnologias são recursos fundamentais para
uma educação renovada e dinâmica.
O avanço da tecnologia permitiu que o acesso à informação se tornasse muito
mais rápido e fácil, e, como não poderia ser diferente, o meio acadêmico também foi
atingido. O giz, o quadro negro, o caderno e os livros já não são mais as únicas
ferramentas utilizadas em sala de aula. (ALMEIDA; PRADO 2009). Os autores ainda
afirmam que o uso de tecnologias como apoio ao ensino e à aprendizagem vêm
evoluindo vertiginosamente nos últimos anos, podendo trazer efetivas contribuições
à educação, presencial ou à distância.
As tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) oferecem tanto ao
professor quanto ao aluno infinitas possibilidades de adquirir e compartilhar
informações e, por isso é preciso que uma evolução significativa aconteça nas
escolas e nas metodologias usadas pelos professores. A globalização exige
instituições educacionais preparadas para aderir às tecnologias, de forma que a
inclusão digital comece pelo professor, sendo necessário o conhecimento dos
recursos oferecidos pelas mídias educacionais.
A incorporação das TIC na escola e na prática pedagógica não pode se
restringir a formação dos professores, mas deve voltar-se também para a
percepção de dirigentes escolares, propiciando-lhes um domínio dos
recursos dessa tecnologia que possa auxiliar na gestão escolar, e
simultaneamente, provocar a tomada de consciência sobre as contribuições
dessa tecnologia ao ensino e a aprendizagem (ALMEIDA, 2003, p.118).
A rápida expansão das TIC nas variadas áreas está trazendo desafios à
escola e, o professor como mediador do conhecimento necessita integrar-se,
utilizando as mesmas como recurso no aprimoramento da aprendizagem. Conforme
Lévy (1999, p. 171) é:
A partir daí, a principal função do professor não pode mais ser uma difusão
de conhecimentos, que agora é feita de forma mais eficaz por outros meios.
Sua competência deve deslocar-se no sentido de incentivar a aprendizagem
e o pensamento. O professor deve tornar-se um animador da inteligência
coletiva dos grupos que estão a seu encargo. Sua atividade será centrada
no acompanhamento e na gestão das aprendizagens: o incitamento à troca
dos saberes, a mediação relacional e simbólica, a pilotagem personalizada
dos percursos de aprendizagem etc.
A autora nos mostra que diante do avanço tecnológico, as formas de
compartilhar o conhecimento e a informação precisam evoluir, fazendo com que as
aulas sejam um processo educacional atrativo e renovado. Por isso, faz-se
necessário avaliar a inserção das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC)
como ferramentas de apoio pedagógico na Escola Municipal de Ensino Fundamental
Otaviano Paixão Coelho de Ronda Alta –Lagoão- RS, a qual será feita a pesquisa,
para assim compreender os anseios e dificuldades que os docentes encontram
quanto ao uso das TIC, e uma reflexão sobre suas aulas aconteça, instigando os
mesmos a reconhecerem a importância do uso das tecnologias em suas aulas nos
dias de hoje.
2. METODOLOGIA
O trabalho foi desenvolvido na Escola Municipal de Ensino Fundamental
Otaviano Paixão Coelho, localidade de Ronda Alta, zona rural do município de
Lagoão, sendo a mesma fundada em 1963.
A comunidade de Ronda Alta pertencia ao município de Soledade - RS, sendo
que após a emancipação de Lagoão em 1988, passou a fazer parte desse. Dizem
que Ronda Alta é a comunidade que tem a maior quantidade de negros do
município. É um lugar onde circulam homens e mulheres em alianças matrimoniais
com muitos filhos e possuem 121 famílias, cada uma com 5 pessoas em média. A
principal atividade econômica é a agricultura, tendo como principal o plantio do fumo.
No geral é uma comunidade de classe média-baixa.
A escola atende várias comunidades vizinhas, por isso leva nome de Escola
Polo do município. Atualmente possui a Educação Infantil (Pré-Escolar A e B) e
Ensino Fundamental (1º ano ao 9°). A escola tem objeti vo de desenvolver
habilidades e competências na perspectiva de uma educação comprometida com o
desenvolvimento integral do educando, transformar a escola em um espaço de
integração, valorizar a própria vida, a vida do próximo e o meio ambiente,
enfatizando a importância do respeito, diálogo, humildade e amor.
A escola possui nove (9) salas de aula, uma (1) sala de professores, uma (1)
secretaria onde funciona o Laboratório de Informática com acesso à internet, uma
(1) biblioteca com reduzido espaço e, um (1) ginásio de esportes. A escola possui 14
computadores, um data show, que é pouco utilizado, uma máquina de Xerox e duas
impressoras multifuncionais.
O corpo docente é constituído por 25 professores. A designação dos docentes
é feita pela entidade mantenedora responsável (Prefeitura Municipal). Também, a
maioria dos professores desta escola afirma não ter competência e habilidades para
trabalharem com as TIC na sala de aula, uma vez que não tiveram em seus
currículos. O corpo discente é constituído por cerca de 310 alunos.
Quanto ao tipo de pesquisa, ela pode ser compreendida como um estudo
dentro da modalidade de uma pesquisa-ação, num paradigma construtivista de uma
pesquisa qualitativa com professores, onde foi utilizado como instrumento para o
mesmo um questionário (anexo) com questões abertas e fechadas relativas a
equipamentos disponíveis na escola e utilização dos mesmos, caracterização dos
professores quanto ao uso ou não das TIC em suas aulas, dificuldades encontradas
e, preparo dos professores para utilizá-las como práticas pedagógicas no auxilio de
suas aulas.
A coleta de dados foi no final mês de setembro, em uma reunião pedagógica,
onde antes da aplicação do questionário foi assistido o vídeo “Educação em Rede”
(http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo), como maneira de
problematização e reflexão sobre o uso das TIC, como ferramenta no auxilio do
professor em suas aulas. Foram investigados 25 professores, envolvendo 100% da
população em questão e, após foram analisadas as respostas e considerações dos
aspectos pesquisados para assim realização das considerações finais.
Figura 1- Imagem ilustrativa do vídeo assistido pelos professores. Fonte
http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo
3. ANÁLISE DOS RESULTADOS
Conhecer o perfil dos professores de escolas municipais quanto ao uso das
Tecnologias da Informação e Comunicação é fundamental, para o aprimoramento do
processo de ensino-aprendizagem no ambiente escolar.
A maioria dos professores, 92%, são do sexo feminino (Gráfico 1) e de
acordo com o gráfico 2, que representa a idade dos entrevistados, verificou-se que
a mesma é bem diversificada nessa escola, tendo professores de várias faixas
etária, sendo a maioria deles de 31 a 35 anos, o que corresponde a 35%.
Gráfico 1: Percentual do Sexo dos Professores.
Gráfico 2: Idade dos Professores
Em relação à formação dos professores desta escola, percebe-se que
mesmo nos dias de hoje, onde muitas oportunidades de aperfeiçoamento são
encontradas, com facilidades e flexibilidade para estudar, como a educação à
distância, por exemplo, ainda há professores somente com o magistério (Gráfico 3).
8%
92%
Sexo
Masculino
Feminino
4%
15%
11%
35%
8%
11%
12%
4%
Idade
menos de 20 anos
de 20 a 25 anos
de 26 a 30 anos
de 31 a 35 anos
de 36 a 40 anos
de 41 a 45 anos
de 46 a 50 anos
mais de 50 anos
Assim, pode-se ver a necessidade de uma atenção especial aos docentes que
ainda não alcançaram o nível superior de ensino. Porém, como o aluno, o professor
também é esse sujeito atuante na sociedade e em todas as épocas precisa se
adaptar, se moldar aos novos métodos de ensino, às novas formas de ensinar e
abordar os conteúdos. Nesse sentido Perrenoud (2000, p. 10) diz o seguinte: “[...] a
evolução exige que todos os professores possuam competências antes reservadas
aos inovadores ou aqueles que precisavam lidar com públicos difíceis”.
Gráfico 3: Formação dos professores.
Quanto ao número de alunos que os professores possuem, representado no
gráfico 4, o mesmo é bem variado. Pode-se observar que a maioria dos professores
(52%) trabalha com mais de 50 alunos, isso se deve aos docentes que trabalham
em diferentes turmas, de 5º ano a 8ª série.
Gráfico 4: Número de alunos que os professores possuem.
25%
3%
7%
7%
4%4%
7%
7%
25%
11%
Formação dos professores
Magistério
Letras/Literatura
Letras/Inglês
Matemática
Ciências Biológicas
Educação Física
Geografia
História
Pedagogia
Cursando Pedagogia
12%
24%
4%
8%
52%
Número de alunos que possui
10 alunos
de 10 a 20 alunos
de 21 a 30 alunos
de 31 a 40 alunos
de 40 a 50 alunos
mais de 50 alunos
Observa-se través do gráfico 5, que o jornal impresso ainda hoje é o mais
utilizado por esses professores desta escola, (41%), seguido da internet com 22%.
Suportes midiáticos populares com penetração social: jornais, revistas, rádio,
cinema, vídeo, etc, são baseados no uso da linguagem oral, da escrita e da síntese
entre som, imagem e movimento, o processo de produção e o uso desses meios
correspondem a tecnologias especificas de informação e comunicação as TIC
(KENSKI, 2010).
Entretanto, para que o professor possa evoluir pautado na sociedade da
informação é necessária sua inclusão digital, bem como o entendimento da
importância da utilização das tecnologias da informação e comunicação dentro do
ambiente escolar. A necessidade do professor dominar os recursos pode ser
entendido como exigência de alfabetização tecnológica deste profissional e não
pode ser compreendida apenas como um uso mecânico dos recursos tecnológicos,
mas deve abranger também o domínio crítico da linguagem tecnológica para que os
docentes atuem no preparo de cidadãos capazes de lidar com o avanço tecnológico,
participando dele e de suas consequências ( SAMPAIO; LEITE, 1999).
Tarja (2000, p.128), destaca que “a internet traz muitos benefícios para a
educação tanto para professores como para alunos. Com ela é possível facilitar as
pesquisas, sejam grupais ou individuais, e o intercâmbio entre professores e alunos,
permitindo a troca de experiência entre eles”.
Gráfico 5: Quais TIC os professores utilizam para manter-se informados.
41%
12%
20%
22%
5%
TIC que o professor utiliza para manter-se
informado
Jornal Impresso
Revistas
TeleviSão
Internet
Rádio
Ao observar os resultados do gráfico 6, percebe-se que 76% dos professores
nunca realizaram capacitação para o uso das TIC.
A velocidade das alterações no universo informacional exige atualização
permanente, pois as tecnologias estão em permanente mudança. A aprendizagem
por toda a vida torna-se consequência natural do momento social e tecnológico em
que vivemos, a sensação é de que quanto mais aprendemos mais se tem a estudar
para se atualizar (KENSKI, 2010).
Gráfico 6: Professor já realizou algum curso de capacitação para uso das TIC.
A maioria dos entrevistados afirmou que os recursos que a escola possui
estão sempre à disposição para o uso (gráfico 7), o que é muito importante, pois
assim a oportunidade de utilização aumenta, proporcionando ao professor que
prepare suas aulas com variados recursos. Conforme KENSKI (2010), “a escola
deve pautar-se pela intensificação das oportunidades de aprendizagem e autonomia
dos estudantes em busca de conhecimentos, da definição de seus caminhos, da
liberdade para que possam criar oportunidades e serem sujeitos da própria
existência”.
24%
76%
Já realizou algum curso de Capacitação para
uso as TIC
Sim
Não
76%
0%
24%
Os recursos tecnológicos que a escola possui
estão sempre disponíveis
Sim
Não
As vezes
Gráfico 7: Disponibilidade dos recursos Tecnológicos na escola
Constata-se através do gráfico 8, que mesmo a escola possuindo os recursos
tecnológicos, estes ainda precisam ser mais utilizados pelos professores nas
práticas pedagógicas, como auxílio no processo de ensino-aprendizagem dos
alunos.
As TIC não são apenas meros suportes tecnológicos, elas têm suas próprias
lógicas, linguagens e maneiras particulares de comunicar-se com as capacidades
perceptivas, emocionais, cognitivas, intuitivas e comunicativas das pessoas, como
por exemplo, a TV digital oferece condições de interação e manipulação
personalizadas das informações (KENSKI, 2010). O autor ainda afirma que “as TIC
evoluem com muita rapidez, a todo instante surgem novos processos e produtos
diferenciados e sofisticados, telefones celulares, softwares, vídeos, computador
multimídia, internet, televisão interativa, videogames, etc. Esses produtos, no
entanto, não são acessíveis a todas as pessoas, pelos seus altos preços e
necessidades de conhecimentos específicos para sua utilização”.
Gráfico 8- Quais TIC os professores utilizam com mais frequência.
Questionou-se também quanto à experiência com computador e internet e, a
maioria dos entrevistados (68%) possui alguma experiência com computador e
internet (gráfico 9), apesar de não terem tido nenhuma capacitação (Gráfico 6).
Evidencia-se que diante da necessidade de serem diversificadas as
possibilidades e formas de agir e aprender, inserir-se as tecnologias da informação e
48%
25%
8%
19%
TIC que a escola possui, que os professores
utilizam com mais frequencia
TV/DVD
Computador/internet
Data Show
Maq. Fotog. Digital
comunicação abrem oportunidades para ação dos indivíduos e diversificação e
transformação de ambientes de aprendizagem (MARTINSI, 2008).
Gráfico 9: Experiência e domínio dos professores com computador e
internet.
Conforme gráfico 10, a maioria dos professores utiliza o computador/internet
para preparar suas aulas.
O uso criativo das tecnologias pode auxiliar os professores a transformar o
isolamento, a indiferença e alienação com o que costumeiramente os estudantes
enfrentam em salas de aula, em interesse e colaboração, por meio dos quais eles
aprendem a aprender, a respeitar, a aceitar a serem pessoas melhores e cidadãos
participativos (KENSKI, 2010).
Gráfico 10: Utilização do computador/internet pelos professores na
preparação suas aulas.
68%
16%
16%
Já possui alguma experiência com
computador/internet e tem domíno dos
mesmos
Sim
Não
Em partes
80%
20%
Costuma utilizar o computador/internet para
preparar suas aulas
Sim
Não
Para os docentes que responderam sim na questão 10, algumas alternativas
de ferramentas que os mesmos utilizam poderiam ser citadas na questão 11.
Percebe-se no gráfico 11 que, o mais alto percentual de respostas foi a
opção internet, com 36%, sendo que as demais alternativas também foram
marcadas. Os entrevistados poderiam marcar quantas ferramentas quisessem.
Assim, PORTO (2009, pag.47), acrescenta que “uma forma de pesquisa muito
utilizada ultimamente é a busca pela internet. Ela exige, no entanto, paciência e
concentração, para não se perder pelos muitos endereços oferecidos, pelo resultado
da busca. O ideal é que se procure em portais de busca que são mais conhecidos e,
em um primeiro momento que sejam abertos endereços que contenham sites que
abordem diretamente o assunto pesquisado”.
Gráfico 11: Quais ferramentas os professores utilizam para preparar
suas aulas.
Constata-se através do gráfico 12, a grande maioria dos professores (71%),
utiliza o laboratório de informática com seus alunos para auxiliar na aprendizagem
dos mesmos, porém ainda temos aqueles que não utilizam esse recurso, o que pode
ser efeito da falta de experiência dos mesmos, como se pode ver no resultado obtido
da questão 9.
A prática docente de qualidade tem exigido do professor formação
continuada e habilidades que estão para além da dimensão curricular, as quais
incluem o uso das TIC como um conteúdo de aprendizagem. São habilidades
24%
9%
11%
20%
36%
Se a resposta anterior foi sim, cite quais
ferramentas que utiliza
Editor de texto
Planilha de cálculos
Apres. de texto
Jogos
Internet
capazes de auxiliar o docente a romper com modelos existentes em prol da adoção
crítica de tecnologias inovadoras (ENRICONE, 2006).
Gráfico 12- Percentual de professores que utiliza o Laboratório de
Informática da escola com os alunos.
Para aqueles que responderam sim na questão 12, questionou-se a avaliação
que fizeram da utilização do laboratório de informática e, 95% dos entrevistados
responderam que a avaliação foi positiva, como indica o gráfico 13. Hanze (2010)
ressalta que “quando o professor desenvolve competências e habilidades para
trabalhar com recursos tecnológicos, contextualizando suas atividades didáticas,
esses procedimentos serão usados como mais uma ferramenta pedagógica
enriquecedora do texto e do contexto que estão sendo trabalhados”.
Gráfico 13: Avaliação da utilização do Laboratório de Informática pelos
professores.
71%
11%
18%
Utiliza o Laboratório de Informatica da escola
com os alunos para auxiliar na aprendizagem
dos mesmos
Sim
Não
As vezes
95%
5%
Se você já utilizou o laboratório de informática
com seus alunos, que avaliação faz
Positiva
Negativa
A maioria dos entrevistados afirmou que estimula seus alunos a usar o
computador/internet, representado no gráfico 14, e quanto à sugestões de páginas
para aqueles que afirmaram que sim, responderam que sugerem sites de acordo
com as disciplinas e que estes tenham relação ao conteúdo desenvolvido. Assim,
Moran (2009, p. 101), acrescenta que “os professores podem ajudar os alunos
incentivando-os, a saber, perguntar, a enfocar questões importantes, a ter critérios
na escolha de sites, de avaliações de páginas, a comparar textos com visões
diferentes. Os professores podem focar mais a pesquisa do que dar respostas
prontas. Podem propor temas interessantes e caminhar dos níveis mais simples de
investigação para os mais coloridos e estimulantes para as mais abstratas, dos
vídeos e narrativas impactantes para o contexto mais abrangente, com rupturas
sucessivas e uma organização semântica contínua”.
Gráfico 14: Professor, você estimula os alunos a usar o
computador/internet, sugerindo páginas da web para pesquisas.
Quanto às dificuldades encontradas pelos entrevistados no que se referem ao
uso das tecnologias em sala de aula, todos (100%) afirmaram que encontram
dificuldades, a maioria não sabe utilizá-las corretamente, principalmente o
computador/internet e o data show, o que acaba limitando seu trabalho. Porém, o
professor não pode ficar preso a dificuldade, precisa motivar-se e procurar o
aperfeiçoamento, pois autores como Mercado (2002, p. 15) nos diz que “com as
novas tecnologias, novas formas de aprender, novas competências são exigidas.
Novas formas de realizar o trabalho pedagógico são necessárias e
72%
28%
Costuma estimular os alunos a usar o
computador/internet, dando sugestões de
páginas da web para pesquisas na elaboração
de trabalhos
Sim
Não
fundamentalmente, é neste ambiente telemático em que a tecnologia serve como
mediador do processo de ensino aprendizagem”.
Também foi perguntado se o entrevistado concorda que o uso das
Tecnologias na Educação pode ajudar no ensino-aprendizagem e 100% afirmou
positivamente.
Alunos que crescem em uma sociedade cercada de recursos tecnológicos
possuem a capacidade de domínio rápido dos conteúdos abordados, bem como de
interagir com mais eficácia e dinamismo com o próprio educador, exercício,
questionários, leituras e outras atividades ficam mais atraentes quando são
realizadas de forma inovadora e moderna. (DAMASCO, MERCADO, ABREU, 2007,
pag.32).
E a respeito do vídeo assistido pelos entrevistados, foi perguntado se
concordam que usando as tecnologias nas aulas e mudando o método de ensino,
poderemos ver uma transformação significativa na aprendizagem dos alunos, todos
afirmaram que sim, concordando que as mesmas devem ser introduzidas nas aulas.
Entretanto, para a inserção de tecnologias no processo de ensino
aprendizagem exige muito mais do que simples adaptações das formas tradicionais
de ensino aos novos equipamentos, sobretudo requer uma nova pedagogia que
favoreça tanto o aprendizado personalizado quanto o cooperativo em rede, para que
a potencialidade informativa e comunicativa das redes possa ser explorada é
necessário que os professores estejam minimamente familiarizados com essas
tecnologias e suas possibilidades pedagógicas, nesse sentido, é fundamental a
redefinição do papel do professor (KENSKI, 2003), além de terem acesso à internet.
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS
O uso das Tecnologias da Informação e Comunicação no ensino de
estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Otaviano Paixão Coelho
representa um desafio aos professores, pois exige capacitação adequada para
permitir a potencialização, a integração, o desenvolvimento e o compromisso social,
assegurando a formação de um cidadão participativo e comprometido com sua
aprendizagem. O professor mediador do conhecimento necessita integrar-se,
provocar a curiosidade e criatividade do aluno em buscar novos caminhos e novas
aprendizagens.
Hoje, o uso das tecnologias tornou-se fundamental na educação. Buscar a
superação das práticas que se limitam à transferência de
informações é de suma importância, superar os anseios e dificuldades é necessário,
pois com esse avanço muitos são os desafios, onde o papel da escola e do
professor é promover além do conhecimento a autonomia, criatividade, reflexão
crítica, espírito colaborativo, empreendedorismo, autonomia e a fluência tecnológica.
Ressalta-se que as tecnologias estão sendo adotadas por muitas escolas, e
estas se preocupam em montar laboratório de informática, e trazer novos recursos
para acompanhar e teoricamente suprir as necessidades que os avanços provocam.
Nesta direção, grandes são as perspectivas de mudanças para preparar e formar
indivíduos informados, críticos que abrem novos caminhos. Porém, não basta
somente ter a tecnologia na escola, é preciso ensinar o professor usá-las
pedagogicamente, por isso a escola também deve preocupar-se em capacitar o
professor para trabalhar com as mesmas, para assim explorar recursos
compartilhando conhecimentos.
O professor moderno, considerando a especificidade do seu papel enquanto
mediador do processo pedagógico, precisa ser capaz de utilizar as tecnologias
educacionais inovadoras, auxiliando os estudantes, elaborando materiais didáticos
diferenciados, problematizando as atividades de estudo, podendo assim, organizar
um diagnóstico para melhoria da ação educativa, mobilizando condutas
colaborativas e interativas. Tudo isso melhora as instâncias do ensinar, aprender e
investigar desenvolvendo autonomia requerida nesta modalidade de ensino e
fortalecendo a inclusão da tecnologia para a sociedade.
.
6. REFERÊNCIAS
ALMEIDA, M.E.B; PRADO, M.E.B.B. Integração tecnológica, linguagem e
representação. 2009. Disponível em: http://midiasnaeducacao-
joanirse.blogspot.com/2009/02/integracao-tecnologica-linguagem-e.html Acesso: out/2012.
ALMEIDA, M.E.B. Novas Tecnologias e Formação de Professores Reflexivos. Revista
Nova Escola. Planejamento e avaliação. 2003. Disponível em: http:// revista
escola.abril.com.br./(planejamento-e-avaliação/entrevista-pesquisadora-puc-sp-tecnologia
sala de aula-568012.Shtm./ acesso em out/2012.
DAMASCENO, M. A. MERCADO, L. P.L. ABREU, G. N. Formando professor pesquisador
do Ensino Médio. Maceió: edufal. 2007.
ENRICONE, D.A A dimensão pedagógica da prática docente futura. In: ENRICONE, D.
(orgs). A docência na educação superior- sete olhares. Porto Alegre: Evangraf, 2006.
HAMZE, A. Linguagem Audiovisual e a Educação. 2010.
http://www.educador.brasilescola.com/gestao-educacional/linguagem.htm. Acesso em
nov/2012
KENSKI, V. M. Tecnologia e as Alterações no Espaço e Tempo de Ensinar e Aprender.
São Paulo: Papirus, 2003.
KENSKI, V. M. Novas tecnologias: o redimensionamento do espaço e do tempo e os
impactos no trabalho docente. Revista Brasileira de Educação. n.8, p. 57-71, 2010.
Disponível em:
<http://www.anped.org.br/rbe/rbedigital/RBDE08/RBDE08_07_VANI_MOREIRA_KENSKI.
PDF. Acesso em: out/2012
LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Rio de Janeiro: 34 1993.
_____, Pierry. Cibercultura. Rio de Janeiro: Ed.34, 1999.
MARTINSI. M.C. (2008). Situando o uso da mídia em contextos educacionais. Disponível
em: http://midiasnaeducacao-joanirse.blogspot.com/2008/12/situando-o-uso-da-mdia-em-
contextos.html Acesso:nov/2012.
MORAN, J. M. Mudar a forma de ensinar e aprender com tecnologia: Transformar as
aulas em pesquisa e comunicação presencial- virtual. Especialista em projetos inovadores
na educação presencial e a distância. 16º- ed. Campinas: Papirus, 2009, p. 11-65.
MERCADO, L. P. L. Novas tecnologias na educação: Reflexões sobre a prática. Luís
Paulo Leopoldo Mercado. Maceió: Edufal. 2002.
PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Artmed, 2000.
PORTO, A. Um olhar comprometido com o ensino. Belo Horizonte: FAPI, 2009.
ROSINI, A. M. (2007). As novas tecnologias da informação e a educação à distância. São
Paulo:Cengage Learning.
SAMPAIO, M.N; LEITE, L. S. Alfabetização tecnológica do professor. 5. ed.
Petrópolis: Vozes, 1999.
TARJA, S.F. Informática na Educação: Novas Ferramentas Pedagógicas para o
Professor da Atualidade. São Paulo. Erica, 2000.
Educação em Rede (http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo)
Anexo
Questionário
1-Sexo
( ) Feminino ( ) Masculino
2- Qual sua idade?
( ) até 20 anos ( ) de 31 a 35 anos ( ) de 46 a 50 anos
( ) de 21 a 25 anos ( ) de 36 a 40 anos ( ) mais de 50 anos
( ) de 26 a 30 anos ( ) de 40 a 45 anos
3- Qual é sua formação?
( ) Magistério
( ) Curso Superior. Qual_______________________________________________
( ) Especialização(Pós-Graduação Lato Senso). Qual________________________
4- Número de alunos que possui?
( ) até 10 alunos ( ) de 20 a 30 alunos ( ) de 40 a 50 alunos
( ) de 10 a 20 alunos ( ) de 30 a 40 alunos ( ) mais de 50 alunos
5. Assinale qual (is) a(s) mídia(s) que você mais utiliza para se manter informado
(a)?
( ) jornal impresso ( ) TV ( ) rádio
( ) revistas ( ) internet
( ) outros, especifique:______________________________________________
6- Você já realizou algum curso de capacitação para o uso das tecnologias em sala
de aula?
( ) Sim ( ) Não
7- Os recursos tecnológicos que a escola possui estão sempre disponíveis para o
uso, e o acesso é livre para os professores e alunos?
( ) Sim ( ) Não ( ) as vezes
8- A escola possui algumas tecnologias citadas abaixo. Assinale quais você ocupa
frequentemente no auxilio do ensino-aprendizagem com seus alunos:
( ) Aparelho de som ( ) laboratório de Informática
( ) Televisão/DVD ( ) Data show
( ) Computador ( ) máquina fotog. Digital
9- Você tem alguma experiência com computador/internet? Já tem domínio dos
mesmos?___________________________________________________________
10- Você costuma utilizar o computador/internet para preparar suas aulas?
Convidamos você professor para participar desta pesquisa que objetiva auxiliar
no processo de ensino-aprendizagem dos alunos da escola. Não existem
respostas certas nem erradas. Será útil na medida em que seja sincero (a) em
suas respostas. O questionário é anônimo, não se identifique.
Obrigada pela participação!
( ) Sim ( )Não
11- Se sim, cite algumas ferramentas que utiliza no mesmo:
( ) Editor de texto ( ) Planilhas de cálculos
( ) apresentadores de texto ( ) Internet
( ) Jogos
12- Você utiliza o laboratório de Informática da escola com os alunos usando os
computadores disponíveis, para auxiliar na aprendizagem dos mesmos?
( ) Sim ( ) Não ( ) as vezes
13- Professor, você costuma estimular os alunos a usarem o computador/ internet
dando sugestão de páginas da web para serem usadas por eles na elaboração de
trabalhos?
( ) Sim ( ) Não
14- Se você já utilizou o laboratório de informática com seus alunos e incentiva os
mesmos a pesquisa, que avaliação faz:
( ) Positiva ( ) Negativa
15-Quais dificuldades você encontra no uso das tecnologias em sala de aulas?
16- Você concorda que o uso das Tecnologias na Educação pode ajudar no ensino-
aprendizagem?
( ) Sim ( ) Não
Porque____________________________________________________________
17- Quanto ao vídeo que assistiu você concorda que usando as tecnologias nas
aulas e mudando nosso método de ensino, poderemos ver uma transformação
significativa na aprendizagem dos alunos?
( ) Sim ( ) Não
Justifique sua resposta:________________________________________________

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Carla rita franceschett-paim_sobradinho
Carla rita franceschett-paim_sobradinhoCarla rita franceschett-paim_sobradinho
Carla rita franceschett-paim_sobradinho
equipetics
 
PROJETO DE PESQUISA - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CEFET - RJ- UFF - Prof. Noe Assunção
PROJETO DE PESQUISA - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CEFET - RJ- UFF - Prof. Noe AssunçãoPROJETO DE PESQUISA - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CEFET - RJ- UFF - Prof. Noe Assunção
PROJETO DE PESQUISA - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CEFET - RJ- UFF - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Maria fermina
Maria ferminaMaria fermina
Maria fermina
equipetics
 
As tecnologias no cotidiano escolar possibilidades de __articular o trabalh...
As tecnologias no cotidiano   escolar possibilidades de __articular o trabalh...As tecnologias no cotidiano   escolar possibilidades de __articular o trabalh...
As tecnologias no cotidiano escolar possibilidades de __articular o trabalh...
Mayke Machado
 
Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário BorbaAnálise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
jana_ramos
 
Comunicação na educação
Comunicação na educaçãoComunicação na educação
Comunicação na educação
Sirley Zancanari Ferrantte
 
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
pibidgeo
 
Apres Sancho
Apres SanchoApres Sancho
Apres Sancho
Egui Branco
 
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docenteAs tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
Zeneide Cordeiro
 
Pae 3 nadianecarolinadesouzamomospencer
Pae 3 nadianecarolinadesouzamomospencerPae 3 nadianecarolinadesouzamomospencer
Pae 3 nadianecarolinadesouzamomospencer
Nadiane Momo
 
Especialização em ead
Especialização em eadEspecialização em ead
Especialização em ead
ELOI DE OLIVEIRA BATISTA
 
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da SilvaSantana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
CursoTICs
 
As TICs na educação: tempos e contratempos na formação docente
As TICs na educação: tempos e contratempos na formação docente As TICs na educação: tempos e contratempos na formação docente
As TICs na educação: tempos e contratempos na formação docente
Happy family
 
Cultura da escola saberes e competencias
Cultura da escola  saberes e competenciasCultura da escola  saberes e competencias
Cultura da escola saberes e competencias
Denilson André
 
São João do Polêsine - Neida Maria Camponogara de Freitas
São João do Polêsine - Neida Maria Camponogara de FreitasSão João do Polêsine - Neida Maria Camponogara de Freitas
São João do Polêsine - Neida Maria Camponogara de Freitas
CursoTICs
 
São João do Polêsine - Carina da Silva Cassanego
São João do Polêsine - Carina da Silva CassanegoSão João do Polêsine - Carina da Silva Cassanego
São João do Polêsine - Carina da Silva Cassanego
CursoTICs
 
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
pibidgeo
 
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
ProfessorPrincipiante
 
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes RomeiroSantana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
CursoTICs
 
Apropriaçãoo das tecnologias um fenomeno em espiral
Apropriaçãoo das tecnologias  um fenomeno em espiralApropriaçãoo das tecnologias  um fenomeno em espiral
Apropriaçãoo das tecnologias um fenomeno em espiral
Deusirene Magalhaes de Araujo
 

Mais procurados (20)

Carla rita franceschett-paim_sobradinho
Carla rita franceschett-paim_sobradinhoCarla rita franceschett-paim_sobradinho
Carla rita franceschett-paim_sobradinho
 
PROJETO DE PESQUISA - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CEFET - RJ- UFF - Prof. Noe Assunção
PROJETO DE PESQUISA - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CEFET - RJ- UFF - Prof. Noe AssunçãoPROJETO DE PESQUISA - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CEFET - RJ- UFF - Prof. Noe Assunção
PROJETO DE PESQUISA - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CEFET - RJ- UFF - Prof. Noe Assunção
 
Maria fermina
Maria ferminaMaria fermina
Maria fermina
 
As tecnologias no cotidiano escolar possibilidades de __articular o trabalh...
As tecnologias no cotidiano   escolar possibilidades de __articular o trabalh...As tecnologias no cotidiano   escolar possibilidades de __articular o trabalh...
As tecnologias no cotidiano escolar possibilidades de __articular o trabalh...
 
Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário BorbaAnálise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
 
Comunicação na educação
Comunicação na educaçãoComunicação na educação
Comunicação na educação
 
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
 
Apres Sancho
Apres SanchoApres Sancho
Apres Sancho
 
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docenteAs tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
 
Pae 3 nadianecarolinadesouzamomospencer
Pae 3 nadianecarolinadesouzamomospencerPae 3 nadianecarolinadesouzamomospencer
Pae 3 nadianecarolinadesouzamomospencer
 
Especialização em ead
Especialização em eadEspecialização em ead
Especialização em ead
 
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da SilvaSantana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
 
As TICs na educação: tempos e contratempos na formação docente
As TICs na educação: tempos e contratempos na formação docente As TICs na educação: tempos e contratempos na formação docente
As TICs na educação: tempos e contratempos na formação docente
 
Cultura da escola saberes e competencias
Cultura da escola  saberes e competenciasCultura da escola  saberes e competencias
Cultura da escola saberes e competencias
 
São João do Polêsine - Neida Maria Camponogara de Freitas
São João do Polêsine - Neida Maria Camponogara de FreitasSão João do Polêsine - Neida Maria Camponogara de Freitas
São João do Polêsine - Neida Maria Camponogara de Freitas
 
São João do Polêsine - Carina da Silva Cassanego
São João do Polêsine - Carina da Silva CassanegoSão João do Polêsine - Carina da Silva Cassanego
São João do Polêsine - Carina da Silva Cassanego
 
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
 
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
 
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes RomeiroSantana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
 
Apropriaçãoo das tecnologias um fenomeno em espiral
Apropriaçãoo das tecnologias  um fenomeno em espiralApropriaçãoo das tecnologias  um fenomeno em espiral
Apropriaçãoo das tecnologias um fenomeno em espiral
 

Destaque

Onda
OndaOnda
Onda
AgexCOM
 
Lei 1419 de 01/04/2013
Lei 1419 de 01/04/2013Lei 1419 de 01/04/2013
Lei 1419 de 01/04/2013
Defesa Rio de Janeiro
 
Modelo assure
Modelo assureModelo assure
Modelo assure
Elizabeth Fernandez
 
Job
JobJob
Nayara nunes salbego
Nayara nunes salbegoNayara nunes salbego
Nayara nunes salbego
equipetics
 
31162
3116231162
31162
RHENNATO
 
Didaticgeoaula8
Didaticgeoaula8Didaticgeoaula8
Didaticgeoaula8
Ana Beatriz
 
Volume VII
Volume VIIVolume VII
Volume VII
estevaofernandes
 

Destaque (8)

Onda
OndaOnda
Onda
 
Lei 1419 de 01/04/2013
Lei 1419 de 01/04/2013Lei 1419 de 01/04/2013
Lei 1419 de 01/04/2013
 
Modelo assure
Modelo assureModelo assure
Modelo assure
 
Job
JobJob
Job
 
Nayara nunes salbego
Nayara nunes salbegoNayara nunes salbego
Nayara nunes salbego
 
31162
3116231162
31162
 
Didaticgeoaula8
Didaticgeoaula8Didaticgeoaula8
Didaticgeoaula8
 
Volume VII
Volume VIIVolume VII
Volume VII
 

Semelhante a Andreia mainardi

As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
Mauricio Maulaz
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
equipetics
 
1381 8
1381 81381 8
artigo_ticOk.pdf
artigo_ticOk.pdfartigo_ticOk.pdf
artigo_ticOk.pdf
AlessandraSoaresMont
 
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensinoA tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
Alexandre Bento
 
Jussara gonçalves
Jussara gonçalvesJussara gonçalves
Jussara gonçalves
equipetics
 
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesSantana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
CursoTICs
 
Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski  Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski
equipetics
 
A informática está presente no quotidiano das pessoas
A informática está presente no quotidiano das pessoasA informática está presente no quotidiano das pessoas
A informática está presente no quotidiano das pessoas
Samuel Orlando Nhantumbo
 
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira MoraesSantana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
CursoTICs
 
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da RosaSantana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
CursoTICs
 
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escolaArtigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Lizandra Servino Barroso
 
Graziele oliveira martins
Graziele oliveira martinsGraziele oliveira martins
Graziele oliveira martins
equipetics
 
Tecnologia o USO COTIDIANO ESCOLAR
Tecnologia o USO COTIDIANO ESCOLARTecnologia o USO COTIDIANO ESCOLAR
São João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
São João do Polêsine - Andreia Vedoin CieloSão João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
São João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
CursoTICs
 
Atuação docente na era das tecnologias digitais: produção e uso de materiais ...
Atuação docente na era das tecnologias digitais: produção e uso de materiais ...Atuação docente na era das tecnologias digitais: produção e uso de materiais ...
Atuação docente na era das tecnologias digitais: produção e uso de materiais ...
Elaine Teixeira
 
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego FariasSantana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
CursoTICs
 
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann ProdoruttiRestinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
CursoTICs
 
Tecnologia em sala de aula
Tecnologia em sala de aulaTecnologia em sala de aula
Tecnologia em sala de aula
Ketlin Stringhini
 
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagensO uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 

Semelhante a Andreia mainardi (20)

As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
 
1381 8
1381 81381 8
1381 8
 
artigo_ticOk.pdf
artigo_ticOk.pdfartigo_ticOk.pdf
artigo_ticOk.pdf
 
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensinoA tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
 
Jussara gonçalves
Jussara gonçalvesJussara gonçalves
Jussara gonçalves
 
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesSantana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
 
Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski  Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski
 
A informática está presente no quotidiano das pessoas
A informática está presente no quotidiano das pessoasA informática está presente no quotidiano das pessoas
A informática está presente no quotidiano das pessoas
 
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira MoraesSantana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
 
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da RosaSantana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
 
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escolaArtigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
 
Graziele oliveira martins
Graziele oliveira martinsGraziele oliveira martins
Graziele oliveira martins
 
Tecnologia o USO COTIDIANO ESCOLAR
Tecnologia o USO COTIDIANO ESCOLARTecnologia o USO COTIDIANO ESCOLAR
Tecnologia o USO COTIDIANO ESCOLAR
 
São João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
São João do Polêsine - Andreia Vedoin CieloSão João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
São João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
 
Atuação docente na era das tecnologias digitais: produção e uso de materiais ...
Atuação docente na era das tecnologias digitais: produção e uso de materiais ...Atuação docente na era das tecnologias digitais: produção e uso de materiais ...
Atuação docente na era das tecnologias digitais: produção e uso de materiais ...
 
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego FariasSantana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
 
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann ProdoruttiRestinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
 
Tecnologia em sala de aula
Tecnologia em sala de aulaTecnologia em sala de aula
Tecnologia em sala de aula
 
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagensO uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
 

Mais de equipetics

Resol016 2013
Resol016 2013Resol016 2013
Resol016 2013
equipetics
 
Tcc versâo final aline
Tcc   versâo final alineTcc   versâo final aline
Tcc versâo final aline
equipetics
 
Conclusão tics janaina da silva antunes
Conclusão tics   janaina da silva  antunesConclusão tics   janaina da silva  antunes
Conclusão tics janaina da silva antunes
equipetics
 
Artigo tic carmem 3 janeiro 2013
Artigo tic carmem 3 janeiro 2013Artigo tic carmem 3 janeiro 2013
Artigo tic carmem 3 janeiro 2013
equipetics
 
Artigo defesa tic patricia fernandes agudo
Artigo defesa tic patricia fernandes agudoArtigo defesa tic patricia fernandes agudo
Artigo defesa tic patricia fernandes agudo
equipetics
 
Artigo científico ti cs. 2013 deise pdf
Artigo científico ti cs. 2013 deise pdfArtigo científico ti cs. 2013 deise pdf
Artigo científico ti cs. 2013 deise pdf
equipetics
 
Angelita scalamato
Angelita scalamatoAngelita scalamato
Angelita scalamato
equipetics
 
Merice barbon dalmoro
Merice barbon dalmoroMerice barbon dalmoro
Merice barbon dalmoro
equipetics
 
Zeni marilise portella
Zeni marilise portellaZeni marilise portella
Zeni marilise portella
equipetics
 
Zeferino garcia
Zeferino garcia Zeferino garcia
Zeferino garcia
equipetics
 
Viviane diehl
Viviane diehlViviane diehl
Viviane diehl
equipetics
 
Vanessa rigon
Vanessa rigonVanessa rigon
Vanessa rigon
equipetics
 
Valéria cacia chagas
Valéria cacia chagasValéria cacia chagas
Valéria cacia chagas
equipetics
 
Thiago torbes prates
Thiago torbes pratesThiago torbes prates
Thiago torbes prates
equipetics
 
Simone aguiar
Simone aguiarSimone aguiar
Simone aguiar
equipetics
 
Rojane e. s. fuchs
Rojane e. s. fuchsRojane e. s. fuchs
Rojane e. s. fuchs
equipetics
 
Ricardo gomes de oliveira
Ricardo gomes de oliveiraRicardo gomes de oliveira
Ricardo gomes de oliveira
equipetics
 
Ricardo aires simas
Ricardo aires simas Ricardo aires simas
Ricardo aires simas
equipetics
 
Patricia rodrigues velloso
Patricia rodrigues vellosoPatricia rodrigues velloso
Patricia rodrigues velloso
equipetics
 
Pamela vaz o. pozzebon
Pamela vaz o. pozzebonPamela vaz o. pozzebon
Pamela vaz o. pozzebonequipetics
 

Mais de equipetics (20)

Resol016 2013
Resol016 2013Resol016 2013
Resol016 2013
 
Tcc versâo final aline
Tcc   versâo final alineTcc   versâo final aline
Tcc versâo final aline
 
Conclusão tics janaina da silva antunes
Conclusão tics   janaina da silva  antunesConclusão tics   janaina da silva  antunes
Conclusão tics janaina da silva antunes
 
Artigo tic carmem 3 janeiro 2013
Artigo tic carmem 3 janeiro 2013Artigo tic carmem 3 janeiro 2013
Artigo tic carmem 3 janeiro 2013
 
Artigo defesa tic patricia fernandes agudo
Artigo defesa tic patricia fernandes agudoArtigo defesa tic patricia fernandes agudo
Artigo defesa tic patricia fernandes agudo
 
Artigo científico ti cs. 2013 deise pdf
Artigo científico ti cs. 2013 deise pdfArtigo científico ti cs. 2013 deise pdf
Artigo científico ti cs. 2013 deise pdf
 
Angelita scalamato
Angelita scalamatoAngelita scalamato
Angelita scalamato
 
Merice barbon dalmoro
Merice barbon dalmoroMerice barbon dalmoro
Merice barbon dalmoro
 
Zeni marilise portella
Zeni marilise portellaZeni marilise portella
Zeni marilise portella
 
Zeferino garcia
Zeferino garcia Zeferino garcia
Zeferino garcia
 
Viviane diehl
Viviane diehlViviane diehl
Viviane diehl
 
Vanessa rigon
Vanessa rigonVanessa rigon
Vanessa rigon
 
Valéria cacia chagas
Valéria cacia chagasValéria cacia chagas
Valéria cacia chagas
 
Thiago torbes prates
Thiago torbes pratesThiago torbes prates
Thiago torbes prates
 
Simone aguiar
Simone aguiarSimone aguiar
Simone aguiar
 
Rojane e. s. fuchs
Rojane e. s. fuchsRojane e. s. fuchs
Rojane e. s. fuchs
 
Ricardo gomes de oliveira
Ricardo gomes de oliveiraRicardo gomes de oliveira
Ricardo gomes de oliveira
 
Ricardo aires simas
Ricardo aires simas Ricardo aires simas
Ricardo aires simas
 
Patricia rodrigues velloso
Patricia rodrigues vellosoPatricia rodrigues velloso
Patricia rodrigues velloso
 
Pamela vaz o. pozzebon
Pamela vaz o. pozzebonPamela vaz o. pozzebon
Pamela vaz o. pozzebon
 

Andreia mainardi

  • 1. POLO: Sobradinho Disciplina: Elaboração de Artigo Científico Professora Orientadora: Liziany Muller O CENÁRIO EDUCACIONAL: O professor e a Tecnologia da Informação e Comunicação diante das mudanças atuais 01/12/2012 MAINARDI, Andréia Licenciatura em Educação Física RESUMO O objetivo deste trabalho é avaliar a inserção das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) como ferramentas de apoio pedagógico na Escola Municipal de Ensino Fundamental Otaviano Paixão Coelho, de Lagoão-RS. A metodologia foi da pesquisa exploratória qualitativa, sendo os dados avaliados a partir da aplicação de questionários tipo survey, para os professores da escola. Ressalta-se que antes da aplicação do questionário foi assistido o vídeo “Educação em Rede” (http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo). Os resultados obtidos apontam para o desafio de educar para a inovação e a mudança, planejando e implantando propostas dinâmicas no ensino tanto no que tange a capacitação adequada dos professores quanto ao planejamento e a metodologia que promovam a motivação dos estudantes e dinamização do processo ensino-aprendizagem vinculados às concepções sócio-históricas da educação, nos aspectos cognitivo, ético, político, cientifico, cultural, lúdico e estético. Evidencia-se a necessidade da mudança no papel do professor, qualificando-o para buscar maneiras de agir pedagogicamente com as TIC, para que professores e alunos conheçam, interpretem, utilizem, reflitam criticamente a tecnologia para não serem dominados, promovendo o desenvolvimento integral do homem, a inovação, a renovação da educação, tornando crítico e reflexivo o ensino, permitindo assim, a melhoria qualitativa do processo educativo. PALAVRAS-CHAVE: TIC- Ensino Fundamental- educadores- aprendizagem.
  • 2. ABSTRACT The objective of this study it evaluates the integration of Information and Communication Technologies (ICTs) as tools to support teaching in the School Hall Elementary School Octavian Passion Rabbit. The exploratory research methodology was qualitative and he data evaluated from the survey type questionnaire for teachers soft the school. It is noteworthy that before the questionnaire was watching the video Education Network (http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo). The results point to the challenge of educating for innovation and change, planning and deploying dynamic teaching both proposals regarding the adequate training of teachers in planning and methodology to promote student motivation and promotion of the teaching-learning linked the socio-historical conceptions of education, in the cognitive, ethical, political, scientific, cultural, recreational and aesthetic. This study highlights the need for change in the role of teacher, qualifying them to seek ways to act pedagogically with ICT for teachers and students to know, interpret, use, reflect critically technology to not be dominated by promoting the integral development of man, innovation, renewal of education, making critical and reflective teaching, thus allowing the qualitative improvement of the educational process. KEYWORDS: ICT – Elementary school- educator- sand learning. 1. INTRODUÇÃO Atualmente, as tecnologias passaram a ser ferramentas essenciais na educação e precisam estar presentes em sala de aula, auxiliando na mediação da informação e no processo de ensino-aprendizagem. A evolução social do homem confunde-se com as tecnologias desenvolvidas e seus avanços em cada época em diferentes períodos da história da humanidade (KENSKI, 2010). O autor também relata que “a evolução tecnológica não se restringe apenas aos novos usos de determinados equipamentos e produtos, ele altera comportamentos, transforma a maneira de pensar, sentir e agir, mas não apenas o comportamento individual, mas o de todo grupo social.” Há tempos um acelerado desenvolvimento exige que uma nova maneira de ensinar e aprender seja incluída no cotidiano escolar e, que os professores reflitam que livros, cadernos e lousa deixaram de ser a única maneira de trabalhar, pois o computador, a internet e uma série de tecnologias são recursos fundamentais para uma educação renovada e dinâmica.
  • 3. O avanço da tecnologia permitiu que o acesso à informação se tornasse muito mais rápido e fácil, e, como não poderia ser diferente, o meio acadêmico também foi atingido. O giz, o quadro negro, o caderno e os livros já não são mais as únicas ferramentas utilizadas em sala de aula. (ALMEIDA; PRADO 2009). Os autores ainda afirmam que o uso de tecnologias como apoio ao ensino e à aprendizagem vêm evoluindo vertiginosamente nos últimos anos, podendo trazer efetivas contribuições à educação, presencial ou à distância. As tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) oferecem tanto ao professor quanto ao aluno infinitas possibilidades de adquirir e compartilhar informações e, por isso é preciso que uma evolução significativa aconteça nas escolas e nas metodologias usadas pelos professores. A globalização exige instituições educacionais preparadas para aderir às tecnologias, de forma que a inclusão digital comece pelo professor, sendo necessário o conhecimento dos recursos oferecidos pelas mídias educacionais. A incorporação das TIC na escola e na prática pedagógica não pode se restringir a formação dos professores, mas deve voltar-se também para a percepção de dirigentes escolares, propiciando-lhes um domínio dos recursos dessa tecnologia que possa auxiliar na gestão escolar, e simultaneamente, provocar a tomada de consciência sobre as contribuições dessa tecnologia ao ensino e a aprendizagem (ALMEIDA, 2003, p.118). A rápida expansão das TIC nas variadas áreas está trazendo desafios à escola e, o professor como mediador do conhecimento necessita integrar-se, utilizando as mesmas como recurso no aprimoramento da aprendizagem. Conforme Lévy (1999, p. 171) é: A partir daí, a principal função do professor não pode mais ser uma difusão de conhecimentos, que agora é feita de forma mais eficaz por outros meios. Sua competência deve deslocar-se no sentido de incentivar a aprendizagem e o pensamento. O professor deve tornar-se um animador da inteligência coletiva dos grupos que estão a seu encargo. Sua atividade será centrada no acompanhamento e na gestão das aprendizagens: o incitamento à troca dos saberes, a mediação relacional e simbólica, a pilotagem personalizada dos percursos de aprendizagem etc. A autora nos mostra que diante do avanço tecnológico, as formas de compartilhar o conhecimento e a informação precisam evoluir, fazendo com que as aulas sejam um processo educacional atrativo e renovado. Por isso, faz-se necessário avaliar a inserção das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) como ferramentas de apoio pedagógico na Escola Municipal de Ensino Fundamental
  • 4. Otaviano Paixão Coelho de Ronda Alta –Lagoão- RS, a qual será feita a pesquisa, para assim compreender os anseios e dificuldades que os docentes encontram quanto ao uso das TIC, e uma reflexão sobre suas aulas aconteça, instigando os mesmos a reconhecerem a importância do uso das tecnologias em suas aulas nos dias de hoje. 2. METODOLOGIA O trabalho foi desenvolvido na Escola Municipal de Ensino Fundamental Otaviano Paixão Coelho, localidade de Ronda Alta, zona rural do município de Lagoão, sendo a mesma fundada em 1963. A comunidade de Ronda Alta pertencia ao município de Soledade - RS, sendo que após a emancipação de Lagoão em 1988, passou a fazer parte desse. Dizem que Ronda Alta é a comunidade que tem a maior quantidade de negros do município. É um lugar onde circulam homens e mulheres em alianças matrimoniais com muitos filhos e possuem 121 famílias, cada uma com 5 pessoas em média. A principal atividade econômica é a agricultura, tendo como principal o plantio do fumo. No geral é uma comunidade de classe média-baixa. A escola atende várias comunidades vizinhas, por isso leva nome de Escola Polo do município. Atualmente possui a Educação Infantil (Pré-Escolar A e B) e Ensino Fundamental (1º ano ao 9°). A escola tem objeti vo de desenvolver habilidades e competências na perspectiva de uma educação comprometida com o desenvolvimento integral do educando, transformar a escola em um espaço de integração, valorizar a própria vida, a vida do próximo e o meio ambiente, enfatizando a importância do respeito, diálogo, humildade e amor. A escola possui nove (9) salas de aula, uma (1) sala de professores, uma (1) secretaria onde funciona o Laboratório de Informática com acesso à internet, uma (1) biblioteca com reduzido espaço e, um (1) ginásio de esportes. A escola possui 14 computadores, um data show, que é pouco utilizado, uma máquina de Xerox e duas impressoras multifuncionais. O corpo docente é constituído por 25 professores. A designação dos docentes é feita pela entidade mantenedora responsável (Prefeitura Municipal). Também, a
  • 5. maioria dos professores desta escola afirma não ter competência e habilidades para trabalharem com as TIC na sala de aula, uma vez que não tiveram em seus currículos. O corpo discente é constituído por cerca de 310 alunos. Quanto ao tipo de pesquisa, ela pode ser compreendida como um estudo dentro da modalidade de uma pesquisa-ação, num paradigma construtivista de uma pesquisa qualitativa com professores, onde foi utilizado como instrumento para o mesmo um questionário (anexo) com questões abertas e fechadas relativas a equipamentos disponíveis na escola e utilização dos mesmos, caracterização dos professores quanto ao uso ou não das TIC em suas aulas, dificuldades encontradas e, preparo dos professores para utilizá-las como práticas pedagógicas no auxilio de suas aulas. A coleta de dados foi no final mês de setembro, em uma reunião pedagógica, onde antes da aplicação do questionário foi assistido o vídeo “Educação em Rede” (http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo), como maneira de problematização e reflexão sobre o uso das TIC, como ferramenta no auxilio do professor em suas aulas. Foram investigados 25 professores, envolvendo 100% da população em questão e, após foram analisadas as respostas e considerações dos aspectos pesquisados para assim realização das considerações finais. Figura 1- Imagem ilustrativa do vídeo assistido pelos professores. Fonte http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo
  • 6. 3. ANÁLISE DOS RESULTADOS Conhecer o perfil dos professores de escolas municipais quanto ao uso das Tecnologias da Informação e Comunicação é fundamental, para o aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem no ambiente escolar. A maioria dos professores, 92%, são do sexo feminino (Gráfico 1) e de acordo com o gráfico 2, que representa a idade dos entrevistados, verificou-se que a mesma é bem diversificada nessa escola, tendo professores de várias faixas etária, sendo a maioria deles de 31 a 35 anos, o que corresponde a 35%. Gráfico 1: Percentual do Sexo dos Professores. Gráfico 2: Idade dos Professores Em relação à formação dos professores desta escola, percebe-se que mesmo nos dias de hoje, onde muitas oportunidades de aperfeiçoamento são encontradas, com facilidades e flexibilidade para estudar, como a educação à distância, por exemplo, ainda há professores somente com o magistério (Gráfico 3). 8% 92% Sexo Masculino Feminino 4% 15% 11% 35% 8% 11% 12% 4% Idade menos de 20 anos de 20 a 25 anos de 26 a 30 anos de 31 a 35 anos de 36 a 40 anos de 41 a 45 anos de 46 a 50 anos mais de 50 anos
  • 7. Assim, pode-se ver a necessidade de uma atenção especial aos docentes que ainda não alcançaram o nível superior de ensino. Porém, como o aluno, o professor também é esse sujeito atuante na sociedade e em todas as épocas precisa se adaptar, se moldar aos novos métodos de ensino, às novas formas de ensinar e abordar os conteúdos. Nesse sentido Perrenoud (2000, p. 10) diz o seguinte: “[...] a evolução exige que todos os professores possuam competências antes reservadas aos inovadores ou aqueles que precisavam lidar com públicos difíceis”. Gráfico 3: Formação dos professores. Quanto ao número de alunos que os professores possuem, representado no gráfico 4, o mesmo é bem variado. Pode-se observar que a maioria dos professores (52%) trabalha com mais de 50 alunos, isso se deve aos docentes que trabalham em diferentes turmas, de 5º ano a 8ª série. Gráfico 4: Número de alunos que os professores possuem. 25% 3% 7% 7% 4%4% 7% 7% 25% 11% Formação dos professores Magistério Letras/Literatura Letras/Inglês Matemática Ciências Biológicas Educação Física Geografia História Pedagogia Cursando Pedagogia 12% 24% 4% 8% 52% Número de alunos que possui 10 alunos de 10 a 20 alunos de 21 a 30 alunos de 31 a 40 alunos de 40 a 50 alunos mais de 50 alunos
  • 8. Observa-se través do gráfico 5, que o jornal impresso ainda hoje é o mais utilizado por esses professores desta escola, (41%), seguido da internet com 22%. Suportes midiáticos populares com penetração social: jornais, revistas, rádio, cinema, vídeo, etc, são baseados no uso da linguagem oral, da escrita e da síntese entre som, imagem e movimento, o processo de produção e o uso desses meios correspondem a tecnologias especificas de informação e comunicação as TIC (KENSKI, 2010). Entretanto, para que o professor possa evoluir pautado na sociedade da informação é necessária sua inclusão digital, bem como o entendimento da importância da utilização das tecnologias da informação e comunicação dentro do ambiente escolar. A necessidade do professor dominar os recursos pode ser entendido como exigência de alfabetização tecnológica deste profissional e não pode ser compreendida apenas como um uso mecânico dos recursos tecnológicos, mas deve abranger também o domínio crítico da linguagem tecnológica para que os docentes atuem no preparo de cidadãos capazes de lidar com o avanço tecnológico, participando dele e de suas consequências ( SAMPAIO; LEITE, 1999). Tarja (2000, p.128), destaca que “a internet traz muitos benefícios para a educação tanto para professores como para alunos. Com ela é possível facilitar as pesquisas, sejam grupais ou individuais, e o intercâmbio entre professores e alunos, permitindo a troca de experiência entre eles”. Gráfico 5: Quais TIC os professores utilizam para manter-se informados. 41% 12% 20% 22% 5% TIC que o professor utiliza para manter-se informado Jornal Impresso Revistas TeleviSão Internet Rádio
  • 9. Ao observar os resultados do gráfico 6, percebe-se que 76% dos professores nunca realizaram capacitação para o uso das TIC. A velocidade das alterações no universo informacional exige atualização permanente, pois as tecnologias estão em permanente mudança. A aprendizagem por toda a vida torna-se consequência natural do momento social e tecnológico em que vivemos, a sensação é de que quanto mais aprendemos mais se tem a estudar para se atualizar (KENSKI, 2010). Gráfico 6: Professor já realizou algum curso de capacitação para uso das TIC. A maioria dos entrevistados afirmou que os recursos que a escola possui estão sempre à disposição para o uso (gráfico 7), o que é muito importante, pois assim a oportunidade de utilização aumenta, proporcionando ao professor que prepare suas aulas com variados recursos. Conforme KENSKI (2010), “a escola deve pautar-se pela intensificação das oportunidades de aprendizagem e autonomia dos estudantes em busca de conhecimentos, da definição de seus caminhos, da liberdade para que possam criar oportunidades e serem sujeitos da própria existência”. 24% 76% Já realizou algum curso de Capacitação para uso as TIC Sim Não 76% 0% 24% Os recursos tecnológicos que a escola possui estão sempre disponíveis Sim Não As vezes
  • 10. Gráfico 7: Disponibilidade dos recursos Tecnológicos na escola Constata-se através do gráfico 8, que mesmo a escola possuindo os recursos tecnológicos, estes ainda precisam ser mais utilizados pelos professores nas práticas pedagógicas, como auxílio no processo de ensino-aprendizagem dos alunos. As TIC não são apenas meros suportes tecnológicos, elas têm suas próprias lógicas, linguagens e maneiras particulares de comunicar-se com as capacidades perceptivas, emocionais, cognitivas, intuitivas e comunicativas das pessoas, como por exemplo, a TV digital oferece condições de interação e manipulação personalizadas das informações (KENSKI, 2010). O autor ainda afirma que “as TIC evoluem com muita rapidez, a todo instante surgem novos processos e produtos diferenciados e sofisticados, telefones celulares, softwares, vídeos, computador multimídia, internet, televisão interativa, videogames, etc. Esses produtos, no entanto, não são acessíveis a todas as pessoas, pelos seus altos preços e necessidades de conhecimentos específicos para sua utilização”. Gráfico 8- Quais TIC os professores utilizam com mais frequência. Questionou-se também quanto à experiência com computador e internet e, a maioria dos entrevistados (68%) possui alguma experiência com computador e internet (gráfico 9), apesar de não terem tido nenhuma capacitação (Gráfico 6). Evidencia-se que diante da necessidade de serem diversificadas as possibilidades e formas de agir e aprender, inserir-se as tecnologias da informação e 48% 25% 8% 19% TIC que a escola possui, que os professores utilizam com mais frequencia TV/DVD Computador/internet Data Show Maq. Fotog. Digital
  • 11. comunicação abrem oportunidades para ação dos indivíduos e diversificação e transformação de ambientes de aprendizagem (MARTINSI, 2008). Gráfico 9: Experiência e domínio dos professores com computador e internet. Conforme gráfico 10, a maioria dos professores utiliza o computador/internet para preparar suas aulas. O uso criativo das tecnologias pode auxiliar os professores a transformar o isolamento, a indiferença e alienação com o que costumeiramente os estudantes enfrentam em salas de aula, em interesse e colaboração, por meio dos quais eles aprendem a aprender, a respeitar, a aceitar a serem pessoas melhores e cidadãos participativos (KENSKI, 2010). Gráfico 10: Utilização do computador/internet pelos professores na preparação suas aulas. 68% 16% 16% Já possui alguma experiência com computador/internet e tem domíno dos mesmos Sim Não Em partes 80% 20% Costuma utilizar o computador/internet para preparar suas aulas Sim Não
  • 12. Para os docentes que responderam sim na questão 10, algumas alternativas de ferramentas que os mesmos utilizam poderiam ser citadas na questão 11. Percebe-se no gráfico 11 que, o mais alto percentual de respostas foi a opção internet, com 36%, sendo que as demais alternativas também foram marcadas. Os entrevistados poderiam marcar quantas ferramentas quisessem. Assim, PORTO (2009, pag.47), acrescenta que “uma forma de pesquisa muito utilizada ultimamente é a busca pela internet. Ela exige, no entanto, paciência e concentração, para não se perder pelos muitos endereços oferecidos, pelo resultado da busca. O ideal é que se procure em portais de busca que são mais conhecidos e, em um primeiro momento que sejam abertos endereços que contenham sites que abordem diretamente o assunto pesquisado”. Gráfico 11: Quais ferramentas os professores utilizam para preparar suas aulas. Constata-se através do gráfico 12, a grande maioria dos professores (71%), utiliza o laboratório de informática com seus alunos para auxiliar na aprendizagem dos mesmos, porém ainda temos aqueles que não utilizam esse recurso, o que pode ser efeito da falta de experiência dos mesmos, como se pode ver no resultado obtido da questão 9. A prática docente de qualidade tem exigido do professor formação continuada e habilidades que estão para além da dimensão curricular, as quais incluem o uso das TIC como um conteúdo de aprendizagem. São habilidades 24% 9% 11% 20% 36% Se a resposta anterior foi sim, cite quais ferramentas que utiliza Editor de texto Planilha de cálculos Apres. de texto Jogos Internet
  • 13. capazes de auxiliar o docente a romper com modelos existentes em prol da adoção crítica de tecnologias inovadoras (ENRICONE, 2006). Gráfico 12- Percentual de professores que utiliza o Laboratório de Informática da escola com os alunos. Para aqueles que responderam sim na questão 12, questionou-se a avaliação que fizeram da utilização do laboratório de informática e, 95% dos entrevistados responderam que a avaliação foi positiva, como indica o gráfico 13. Hanze (2010) ressalta que “quando o professor desenvolve competências e habilidades para trabalhar com recursos tecnológicos, contextualizando suas atividades didáticas, esses procedimentos serão usados como mais uma ferramenta pedagógica enriquecedora do texto e do contexto que estão sendo trabalhados”. Gráfico 13: Avaliação da utilização do Laboratório de Informática pelos professores. 71% 11% 18% Utiliza o Laboratório de Informatica da escola com os alunos para auxiliar na aprendizagem dos mesmos Sim Não As vezes 95% 5% Se você já utilizou o laboratório de informática com seus alunos, que avaliação faz Positiva Negativa
  • 14. A maioria dos entrevistados afirmou que estimula seus alunos a usar o computador/internet, representado no gráfico 14, e quanto à sugestões de páginas para aqueles que afirmaram que sim, responderam que sugerem sites de acordo com as disciplinas e que estes tenham relação ao conteúdo desenvolvido. Assim, Moran (2009, p. 101), acrescenta que “os professores podem ajudar os alunos incentivando-os, a saber, perguntar, a enfocar questões importantes, a ter critérios na escolha de sites, de avaliações de páginas, a comparar textos com visões diferentes. Os professores podem focar mais a pesquisa do que dar respostas prontas. Podem propor temas interessantes e caminhar dos níveis mais simples de investigação para os mais coloridos e estimulantes para as mais abstratas, dos vídeos e narrativas impactantes para o contexto mais abrangente, com rupturas sucessivas e uma organização semântica contínua”. Gráfico 14: Professor, você estimula os alunos a usar o computador/internet, sugerindo páginas da web para pesquisas. Quanto às dificuldades encontradas pelos entrevistados no que se referem ao uso das tecnologias em sala de aula, todos (100%) afirmaram que encontram dificuldades, a maioria não sabe utilizá-las corretamente, principalmente o computador/internet e o data show, o que acaba limitando seu trabalho. Porém, o professor não pode ficar preso a dificuldade, precisa motivar-se e procurar o aperfeiçoamento, pois autores como Mercado (2002, p. 15) nos diz que “com as novas tecnologias, novas formas de aprender, novas competências são exigidas. Novas formas de realizar o trabalho pedagógico são necessárias e 72% 28% Costuma estimular os alunos a usar o computador/internet, dando sugestões de páginas da web para pesquisas na elaboração de trabalhos Sim Não
  • 15. fundamentalmente, é neste ambiente telemático em que a tecnologia serve como mediador do processo de ensino aprendizagem”. Também foi perguntado se o entrevistado concorda que o uso das Tecnologias na Educação pode ajudar no ensino-aprendizagem e 100% afirmou positivamente. Alunos que crescem em uma sociedade cercada de recursos tecnológicos possuem a capacidade de domínio rápido dos conteúdos abordados, bem como de interagir com mais eficácia e dinamismo com o próprio educador, exercício, questionários, leituras e outras atividades ficam mais atraentes quando são realizadas de forma inovadora e moderna. (DAMASCO, MERCADO, ABREU, 2007, pag.32). E a respeito do vídeo assistido pelos entrevistados, foi perguntado se concordam que usando as tecnologias nas aulas e mudando o método de ensino, poderemos ver uma transformação significativa na aprendizagem dos alunos, todos afirmaram que sim, concordando que as mesmas devem ser introduzidas nas aulas. Entretanto, para a inserção de tecnologias no processo de ensino aprendizagem exige muito mais do que simples adaptações das formas tradicionais de ensino aos novos equipamentos, sobretudo requer uma nova pedagogia que favoreça tanto o aprendizado personalizado quanto o cooperativo em rede, para que a potencialidade informativa e comunicativa das redes possa ser explorada é necessário que os professores estejam minimamente familiarizados com essas tecnologias e suas possibilidades pedagógicas, nesse sentido, é fundamental a redefinição do papel do professor (KENSKI, 2003), além de terem acesso à internet. 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS O uso das Tecnologias da Informação e Comunicação no ensino de estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Otaviano Paixão Coelho representa um desafio aos professores, pois exige capacitação adequada para permitir a potencialização, a integração, o desenvolvimento e o compromisso social, assegurando a formação de um cidadão participativo e comprometido com sua aprendizagem. O professor mediador do conhecimento necessita integrar-se,
  • 16. provocar a curiosidade e criatividade do aluno em buscar novos caminhos e novas aprendizagens. Hoje, o uso das tecnologias tornou-se fundamental na educação. Buscar a superação das práticas que se limitam à transferência de informações é de suma importância, superar os anseios e dificuldades é necessário, pois com esse avanço muitos são os desafios, onde o papel da escola e do professor é promover além do conhecimento a autonomia, criatividade, reflexão crítica, espírito colaborativo, empreendedorismo, autonomia e a fluência tecnológica. Ressalta-se que as tecnologias estão sendo adotadas por muitas escolas, e estas se preocupam em montar laboratório de informática, e trazer novos recursos para acompanhar e teoricamente suprir as necessidades que os avanços provocam. Nesta direção, grandes são as perspectivas de mudanças para preparar e formar indivíduos informados, críticos que abrem novos caminhos. Porém, não basta somente ter a tecnologia na escola, é preciso ensinar o professor usá-las pedagogicamente, por isso a escola também deve preocupar-se em capacitar o professor para trabalhar com as mesmas, para assim explorar recursos compartilhando conhecimentos. O professor moderno, considerando a especificidade do seu papel enquanto mediador do processo pedagógico, precisa ser capaz de utilizar as tecnologias educacionais inovadoras, auxiliando os estudantes, elaborando materiais didáticos diferenciados, problematizando as atividades de estudo, podendo assim, organizar um diagnóstico para melhoria da ação educativa, mobilizando condutas colaborativas e interativas. Tudo isso melhora as instâncias do ensinar, aprender e investigar desenvolvendo autonomia requerida nesta modalidade de ensino e fortalecendo a inclusão da tecnologia para a sociedade. . 6. REFERÊNCIAS
  • 17. ALMEIDA, M.E.B; PRADO, M.E.B.B. Integração tecnológica, linguagem e representação. 2009. Disponível em: http://midiasnaeducacao- joanirse.blogspot.com/2009/02/integracao-tecnologica-linguagem-e.html Acesso: out/2012. ALMEIDA, M.E.B. Novas Tecnologias e Formação de Professores Reflexivos. Revista Nova Escola. Planejamento e avaliação. 2003. Disponível em: http:// revista escola.abril.com.br./(planejamento-e-avaliação/entrevista-pesquisadora-puc-sp-tecnologia sala de aula-568012.Shtm./ acesso em out/2012. DAMASCENO, M. A. MERCADO, L. P.L. ABREU, G. N. Formando professor pesquisador do Ensino Médio. Maceió: edufal. 2007. ENRICONE, D.A A dimensão pedagógica da prática docente futura. In: ENRICONE, D. (orgs). A docência na educação superior- sete olhares. Porto Alegre: Evangraf, 2006. HAMZE, A. Linguagem Audiovisual e a Educação. 2010. http://www.educador.brasilescola.com/gestao-educacional/linguagem.htm. Acesso em nov/2012 KENSKI, V. M. Tecnologia e as Alterações no Espaço e Tempo de Ensinar e Aprender. São Paulo: Papirus, 2003. KENSKI, V. M. Novas tecnologias: o redimensionamento do espaço e do tempo e os impactos no trabalho docente. Revista Brasileira de Educação. n.8, p. 57-71, 2010. Disponível em: <http://www.anped.org.br/rbe/rbedigital/RBDE08/RBDE08_07_VANI_MOREIRA_KENSKI. PDF. Acesso em: out/2012 LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Rio de Janeiro: 34 1993. _____, Pierry. Cibercultura. Rio de Janeiro: Ed.34, 1999. MARTINSI. M.C. (2008). Situando o uso da mídia em contextos educacionais. Disponível em: http://midiasnaeducacao-joanirse.blogspot.com/2008/12/situando-o-uso-da-mdia-em- contextos.html Acesso:nov/2012. MORAN, J. M. Mudar a forma de ensinar e aprender com tecnologia: Transformar as aulas em pesquisa e comunicação presencial- virtual. Especialista em projetos inovadores na educação presencial e a distância. 16º- ed. Campinas: Papirus, 2009, p. 11-65. MERCADO, L. P. L. Novas tecnologias na educação: Reflexões sobre a prática. Luís Paulo Leopoldo Mercado. Maceió: Edufal. 2002. PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Artmed, 2000. PORTO, A. Um olhar comprometido com o ensino. Belo Horizonte: FAPI, 2009. ROSINI, A. M. (2007). As novas tecnologias da informação e a educação à distância. São Paulo:Cengage Learning. SAMPAIO, M.N; LEITE, L. S. Alfabetização tecnológica do professor. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1999.
  • 18. TARJA, S.F. Informática na Educação: Novas Ferramentas Pedagógicas para o Professor da Atualidade. São Paulo. Erica, 2000. Educação em Rede (http://www.youtube.com/watch?v=AJlP6aeR6Lo) Anexo
  • 19. Questionário 1-Sexo ( ) Feminino ( ) Masculino 2- Qual sua idade? ( ) até 20 anos ( ) de 31 a 35 anos ( ) de 46 a 50 anos ( ) de 21 a 25 anos ( ) de 36 a 40 anos ( ) mais de 50 anos ( ) de 26 a 30 anos ( ) de 40 a 45 anos 3- Qual é sua formação? ( ) Magistério ( ) Curso Superior. Qual_______________________________________________ ( ) Especialização(Pós-Graduação Lato Senso). Qual________________________ 4- Número de alunos que possui? ( ) até 10 alunos ( ) de 20 a 30 alunos ( ) de 40 a 50 alunos ( ) de 10 a 20 alunos ( ) de 30 a 40 alunos ( ) mais de 50 alunos 5. Assinale qual (is) a(s) mídia(s) que você mais utiliza para se manter informado (a)? ( ) jornal impresso ( ) TV ( ) rádio ( ) revistas ( ) internet ( ) outros, especifique:______________________________________________ 6- Você já realizou algum curso de capacitação para o uso das tecnologias em sala de aula? ( ) Sim ( ) Não 7- Os recursos tecnológicos que a escola possui estão sempre disponíveis para o uso, e o acesso é livre para os professores e alunos? ( ) Sim ( ) Não ( ) as vezes 8- A escola possui algumas tecnologias citadas abaixo. Assinale quais você ocupa frequentemente no auxilio do ensino-aprendizagem com seus alunos: ( ) Aparelho de som ( ) laboratório de Informática ( ) Televisão/DVD ( ) Data show ( ) Computador ( ) máquina fotog. Digital 9- Você tem alguma experiência com computador/internet? Já tem domínio dos mesmos?___________________________________________________________ 10- Você costuma utilizar o computador/internet para preparar suas aulas? Convidamos você professor para participar desta pesquisa que objetiva auxiliar no processo de ensino-aprendizagem dos alunos da escola. Não existem respostas certas nem erradas. Será útil na medida em que seja sincero (a) em suas respostas. O questionário é anônimo, não se identifique. Obrigada pela participação!
  • 20. ( ) Sim ( )Não 11- Se sim, cite algumas ferramentas que utiliza no mesmo: ( ) Editor de texto ( ) Planilhas de cálculos ( ) apresentadores de texto ( ) Internet ( ) Jogos 12- Você utiliza o laboratório de Informática da escola com os alunos usando os computadores disponíveis, para auxiliar na aprendizagem dos mesmos? ( ) Sim ( ) Não ( ) as vezes 13- Professor, você costuma estimular os alunos a usarem o computador/ internet dando sugestão de páginas da web para serem usadas por eles na elaboração de trabalhos? ( ) Sim ( ) Não 14- Se você já utilizou o laboratório de informática com seus alunos e incentiva os mesmos a pesquisa, que avaliação faz: ( ) Positiva ( ) Negativa 15-Quais dificuldades você encontra no uso das tecnologias em sala de aulas? 16- Você concorda que o uso das Tecnologias na Educação pode ajudar no ensino- aprendizagem? ( ) Sim ( ) Não Porque____________________________________________________________ 17- Quanto ao vídeo que assistiu você concorda que usando as tecnologias nas aulas e mudando nosso método de ensino, poderemos ver uma transformação significativa na aprendizagem dos alunos? ( ) Sim ( ) Não Justifique sua resposta:________________________________________________