SlideShare uma empresa Scribd logo
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI
DIAMANTINA – MINAS GERAIS
Bacharelado em Humanidades/ Turismo
Análise do Artigo
A DESEJÁVEL SINERGIA ENTRE O MARKETING
DE DESTINOS TURÍSTICOS E O
PLANEJAMENTO TURÍSTICO
Discente: Eveline do Rosário Santos
Silvia das Dores Rodrigues
Análise de artigo apresentada ao curso de
Turismo, da Faculdade Interdisciplinar de
Humanidades, da Universidade Federal dos
Vales do Jequitinhonha e Mucuri como parte
dos requisitos necessários à aprovação na
disciplina “Marketing de destinos e produtos”,
turma A.
Docente responsável: Juliana Medaglia
Diamantina, 2013
A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejamento
turístico.
O turismo é uma combinação complexa e ao mesmo tempo bastante dinamizada de
inter-relações na qual se integram práticas sociais com bases culturais e históricas à
produção de serviços, estabelecendo uma troca de informações e a interculturalidade. A
globalização mundial e as diversas transformações pelas quais a sociedade vem
passando refletem de forma direta no sistema turístico.
Nessa perspectiva, o turismo visto como um produto de comercialização carece além da
demanda, de formas de planejamento e divulgação de seus seguimentos a fim de que o
turismo e todos os componentes que implicam tal atividade passem por um processo
evolutivo. Sendo assim o artigo intitulado “A desejável sinergia entre o marketing de
destinos turísticos e o planejamento turístico” busca pesquisar a evolução do marketing
e sua aplicação na atividade turística. Além disso, os autores procuram também entender
a relação entre o planejamento turístico e o marketing de destinos turísticos.
A evolução do marketing sua utilização é mais freqüente e perceptível nas vendas e na
comunicação, há uma confusão usual, já que este é visto por estas duas variáveis, esta
confusão ocorre nas ações em geral, porém com mais freqüência na atividade turística.
Porém o marketing é mais complexo que isso, pois este compreende quatro grandes
áreas da atividade comercial de uma empresa ou organização, mas não se pode negar
que o marketing teve importante papel na evolução das técnicas de comercialização,
principalmente quando falamos em comunicação. O marketing passou por algumas
etapas de evolução, sendo a primeira orientada para a produção e a segunda veio com o
foco nas vendas e a partir daí se teve o desenvolvimento de novas técnicas e ferramentas
de promoção, e o marketing foi se desmembrando de acordo com as necessidades
globais, como o marketing de serviços, interno, de cidades, turístico, dentre outros.
Segundo alguns autores esta confusão ocorrida com o marketing, quando o considera
somente enquanto uma ferramenta de promoção em detrimento do produto e se esquece
de sua função e dimensão estratégica, faz com que se comprometa a sobrevivência de
um produto e ou destino, e a relação produtopromoção caminhe em desequilíbrio.
É preciso haver um equilíbrio entre a capacidade de oferta e a necessidade de demanda.
É necessário lembrar que a busca constante por qualidade de produto turístico, por
exemplo, exige investimento em pesquisa de mercado, que aponte as características de
demanda, mas também do planejamento da oferta.
Fazendo se isso é que será possível pensar novas ações estratégicas, e uma vez
estruturada e colocada em ação a política de um produto é que se utilizará todas as
possíveis ferramentas de promoção. Assim o artigo nos mostra que a sobrevivência de
um destino ligada com a relação produtopromoção, ou seja, com o planejamento
adequado das estratégias de produto e comercialização.
Ainda segundo o artigo, planejar é o principal desafio e caminho para o
desenvolvimento da atividade turística, e este está intimamente ligado ao marketing de
destinos, um funciona como um guia para o outro e a sinergia entre ambos garantem o
equilíbrio da atividade turística e a competitividade de um destino.
Para tanto podemos dizer que o marketing é a informação da demanda, ou seja, as
pessoas, isto porque se faz necessário conhece la e apartir do marketing turístico e de
destinos turísticos seja possível satisfazer estes clientes e conseqüentemente obter lucro
e ao mesmo tempo se projetar, fazer um estudo que implemente a atividade, resultando
em competitividade de um determinado destino junto ao mercados emissores, sendo que
as ofertas possam estar sendo adequadas às necessidades da demanda.
Neste sentido os autores investigaram a evolução do marketing e a utilização de seus
componentes na atividade turística. De acordo com informações presentes no artigo o
marketing vem sendo amplamente exploração pela atividade turística não só com
enfoque promocional/vendas mas também como filosofia de gestão com ênfase para as
necessidades das demandas dos produtos nos quais é aplicado e nas formas de
estabelecer relações com estas demandas. Ainda segundo o texto, o marketing de
destinos turísticos representa um importante papel no que se refere a estruturação dos
destinos turísticos.
Devido às grandes transformações da sociedade e ao surgimento de diversos segmentos
da atividade turística, o marketing estratégico se faz necessário uma vez que este traz
um enfoque analítico e se apresenta como um importante percussor da adaptação dos
destinos turísticos no atual cenário turístico.
REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS
MEDAGLIA, J. SILVEIRA, C.E.- A desejável sinergia entre o marketing de
destinos turísticos e o planejamento turístico. III Conferencia AMFORHT para
America Latina. Abril de 2006, São Paulo/SP

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejamento turístico.

Comunicação e Marketing para o Turismo Sustentável
Comunicação e Marketing para o Turismo SustentávelComunicação e Marketing para o Turismo Sustentável
Comunicação e Marketing para o Turismo Sustentável
Ana Cecilia Duék
 
Curso administracao de marketing 002
Curso administracao de marketing 002Curso administracao de marketing 002
Curso administracao de marketing 002
Canal Maktub
 
Marketing de Relacionamento no Setor Supermercadista
Marketing de Relacionamento no Setor SupermercadistaMarketing de Relacionamento no Setor Supermercadista
Marketing de Relacionamento no Setor Supermercadista
Felipe Vassallo
 
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de AvaréProposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
Jaqueline Leal
 
Analise de marketing
Analise de marketingAnalise de marketing
Analise de marketing
Eveline do Rosário Santos
 
Regulamentação da profissão de turismólogo2
Regulamentação da profissão de turismólogo2Regulamentação da profissão de turismólogo2
Regulamentação da profissão de turismólogo2
Patrícia Ventura
 
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdfmanual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
RafaelArruda54
 
Aula ejarque3
Aula ejarque3Aula ejarque3
Aula ejarque3
Janice Bernardo
 
A oferta de cursos superiores públicos em turismo e áreas afins em relação ao...
A oferta de cursos superiores públicos em turismo e áreas afins em relação ao...A oferta de cursos superiores públicos em turismo e áreas afins em relação ao...
A oferta de cursos superiores públicos em turismo e áreas afins em relação ao...
Kleber de Oliveira da Silva
 
The relation between the Travel Agencies and the Internet [Rev cenário (nº2,v...
The relation between the Travel Agencies and the Internet [Rev cenário (nº2,v...The relation between the Travel Agencies and the Internet [Rev cenário (nº2,v...
The relation between the Travel Agencies and the Internet [Rev cenário (nº2,v...
Nuno Alexandre Abranja
 
A competitividade entre destinos na era das redes sociais: Uma investigação s...
A competitividade entre destinos na era das redes sociais: Uma investigação s...A competitividade entre destinos na era das redes sociais: Uma investigação s...
A competitividade entre destinos na era das redes sociais: Uma investigação s...
Leonardo Seabra
 
Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001
Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001
Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001
Ernesto São Thiago
 
Apostilademarketing
ApostilademarketingApostilademarketing
Apostilademarketing
Kelly Ribeiro
 
Trabalho inovação
Trabalho inovaçãoTrabalho inovação
Trabalho inovação
Elionaldo Cruz
 
Marketing 3.0 um novo conceito para interagir com um novo consumidor
Marketing 3.0  um novo conceito para interagir com um novo consumidorMarketing 3.0  um novo conceito para interagir com um novo consumidor
Marketing 3.0 um novo conceito para interagir com um novo consumidor
Junior Ballotin
 
O Facebook Como Ferramenta de Marketing do Supermercado Verdemar de Belo Hori...
O Facebook Como Ferramenta de Marketing do Supermercado Verdemar de Belo Hori...O Facebook Como Ferramenta de Marketing do Supermercado Verdemar de Belo Hori...
O Facebook Como Ferramenta de Marketing do Supermercado Verdemar de Belo Hori...
Conrado Pimenta
 
Projeto de Turismo para sua região - Gestão de Turismo 2º e 3º semestre.pdf
Projeto de Turismo para sua região - Gestão de Turismo 2º e 3º semestre.pdfProjeto de Turismo para sua região - Gestão de Turismo 2º e 3º semestre.pdf
Projeto de Turismo para sua região - Gestão de Turismo 2º e 3º semestre.pdf
HELENO FAVACHO
 
ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING KOTLER E KELLER.pdf
ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING KOTLER E KELLER.pdfADMINISTRAÇÃO DE MARKETING KOTLER E KELLER.pdf
ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING KOTLER E KELLER.pdf
anaclaudiasilva93
 
Módulo 9 -Marketing do Turismo
Módulo 9 -Marketing do TurismoMódulo 9 -Marketing do Turismo
Módulo 9 -Marketing do Turismo
Daniela Ramalho
 
Marketing Público - PGPM - Aula 02
Marketing Público - PGPM - Aula 02Marketing Público - PGPM - Aula 02
Marketing Público - PGPM - Aula 02
Ricardo Americo
 

Semelhante a A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejamento turístico. (20)

Comunicação e Marketing para o Turismo Sustentável
Comunicação e Marketing para o Turismo SustentávelComunicação e Marketing para o Turismo Sustentável
Comunicação e Marketing para o Turismo Sustentável
 
Curso administracao de marketing 002
Curso administracao de marketing 002Curso administracao de marketing 002
Curso administracao de marketing 002
 
Marketing de Relacionamento no Setor Supermercadista
Marketing de Relacionamento no Setor SupermercadistaMarketing de Relacionamento no Setor Supermercadista
Marketing de Relacionamento no Setor Supermercadista
 
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de AvaréProposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
 
Analise de marketing
Analise de marketingAnalise de marketing
Analise de marketing
 
Regulamentação da profissão de turismólogo2
Regulamentação da profissão de turismólogo2Regulamentação da profissão de turismólogo2
Regulamentação da profissão de turismólogo2
 
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdfmanual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
 
Aula ejarque3
Aula ejarque3Aula ejarque3
Aula ejarque3
 
A oferta de cursos superiores públicos em turismo e áreas afins em relação ao...
A oferta de cursos superiores públicos em turismo e áreas afins em relação ao...A oferta de cursos superiores públicos em turismo e áreas afins em relação ao...
A oferta de cursos superiores públicos em turismo e áreas afins em relação ao...
 
The relation between the Travel Agencies and the Internet [Rev cenário (nº2,v...
The relation between the Travel Agencies and the Internet [Rev cenário (nº2,v...The relation between the Travel Agencies and the Internet [Rev cenário (nº2,v...
The relation between the Travel Agencies and the Internet [Rev cenário (nº2,v...
 
A competitividade entre destinos na era das redes sociais: Uma investigação s...
A competitividade entre destinos na era das redes sociais: Uma investigação s...A competitividade entre destinos na era das redes sociais: Uma investigação s...
A competitividade entre destinos na era das redes sociais: Uma investigação s...
 
Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001
Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001
Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001
 
Apostilademarketing
ApostilademarketingApostilademarketing
Apostilademarketing
 
Trabalho inovação
Trabalho inovaçãoTrabalho inovação
Trabalho inovação
 
Marketing 3.0 um novo conceito para interagir com um novo consumidor
Marketing 3.0  um novo conceito para interagir com um novo consumidorMarketing 3.0  um novo conceito para interagir com um novo consumidor
Marketing 3.0 um novo conceito para interagir com um novo consumidor
 
O Facebook Como Ferramenta de Marketing do Supermercado Verdemar de Belo Hori...
O Facebook Como Ferramenta de Marketing do Supermercado Verdemar de Belo Hori...O Facebook Como Ferramenta de Marketing do Supermercado Verdemar de Belo Hori...
O Facebook Como Ferramenta de Marketing do Supermercado Verdemar de Belo Hori...
 
Projeto de Turismo para sua região - Gestão de Turismo 2º e 3º semestre.pdf
Projeto de Turismo para sua região - Gestão de Turismo 2º e 3º semestre.pdfProjeto de Turismo para sua região - Gestão de Turismo 2º e 3º semestre.pdf
Projeto de Turismo para sua região - Gestão de Turismo 2º e 3º semestre.pdf
 
ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING KOTLER E KELLER.pdf
ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING KOTLER E KELLER.pdfADMINISTRAÇÃO DE MARKETING KOTLER E KELLER.pdf
ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING KOTLER E KELLER.pdf
 
Módulo 9 -Marketing do Turismo
Módulo 9 -Marketing do TurismoMódulo 9 -Marketing do Turismo
Módulo 9 -Marketing do Turismo
 
Marketing Público - PGPM - Aula 02
Marketing Público - PGPM - Aula 02Marketing Público - PGPM - Aula 02
Marketing Público - PGPM - Aula 02
 

Mais de Eveline do Rosário Santos

Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço UrbanoMorfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
Eveline do Rosário Santos
 
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas GeraisImplicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
Eveline do Rosário Santos
 
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
Eveline do Rosário Santos
 
Transportes e Turismo
Transportes e TurismoTransportes e Turismo
Transportes e Turismo
Eveline do Rosário Santos
 
Transportes e Turismo
Transportes e TurismoTransportes e Turismo
Transportes e Turismo
Eveline do Rosário Santos
 
Estudo dirigido transportes
Estudo dirigido  transportesEstudo dirigido  transportes
Estudo dirigido transportes
Eveline do Rosário Santos
 
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Eveline do Rosário Santos
 

Mais de Eveline do Rosário Santos (7)

Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço UrbanoMorfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
 
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas GeraisImplicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
 
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
 
Transportes e Turismo
Transportes e TurismoTransportes e Turismo
Transportes e Turismo
 
Transportes e Turismo
Transportes e TurismoTransportes e Turismo
Transportes e Turismo
 
Estudo dirigido transportes
Estudo dirigido  transportesEstudo dirigido  transportes
Estudo dirigido transportes
 
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 

Último

FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 

Último (20)

FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 

A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejamento turístico.

  • 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA – MINAS GERAIS Bacharelado em Humanidades/ Turismo Análise do Artigo A DESEJÁVEL SINERGIA ENTRE O MARKETING DE DESTINOS TURÍSTICOS E O PLANEJAMENTO TURÍSTICO Discente: Eveline do Rosário Santos Silvia das Dores Rodrigues Análise de artigo apresentada ao curso de Turismo, da Faculdade Interdisciplinar de Humanidades, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri como parte dos requisitos necessários à aprovação na disciplina “Marketing de destinos e produtos”, turma A. Docente responsável: Juliana Medaglia Diamantina, 2013
  • 2. A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejamento turístico. O turismo é uma combinação complexa e ao mesmo tempo bastante dinamizada de inter-relações na qual se integram práticas sociais com bases culturais e históricas à produção de serviços, estabelecendo uma troca de informações e a interculturalidade. A globalização mundial e as diversas transformações pelas quais a sociedade vem passando refletem de forma direta no sistema turístico. Nessa perspectiva, o turismo visto como um produto de comercialização carece além da demanda, de formas de planejamento e divulgação de seus seguimentos a fim de que o turismo e todos os componentes que implicam tal atividade passem por um processo evolutivo. Sendo assim o artigo intitulado “A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejamento turístico” busca pesquisar a evolução do marketing e sua aplicação na atividade turística. Além disso, os autores procuram também entender a relação entre o planejamento turístico e o marketing de destinos turísticos. A evolução do marketing sua utilização é mais freqüente e perceptível nas vendas e na comunicação, há uma confusão usual, já que este é visto por estas duas variáveis, esta confusão ocorre nas ações em geral, porém com mais freqüência na atividade turística. Porém o marketing é mais complexo que isso, pois este compreende quatro grandes áreas da atividade comercial de uma empresa ou organização, mas não se pode negar que o marketing teve importante papel na evolução das técnicas de comercialização, principalmente quando falamos em comunicação. O marketing passou por algumas etapas de evolução, sendo a primeira orientada para a produção e a segunda veio com o foco nas vendas e a partir daí se teve o desenvolvimento de novas técnicas e ferramentas de promoção, e o marketing foi se desmembrando de acordo com as necessidades globais, como o marketing de serviços, interno, de cidades, turístico, dentre outros. Segundo alguns autores esta confusão ocorrida com o marketing, quando o considera somente enquanto uma ferramenta de promoção em detrimento do produto e se esquece de sua função e dimensão estratégica, faz com que se comprometa a sobrevivência de um produto e ou destino, e a relação produtopromoção caminhe em desequilíbrio.
  • 3. É preciso haver um equilíbrio entre a capacidade de oferta e a necessidade de demanda. É necessário lembrar que a busca constante por qualidade de produto turístico, por exemplo, exige investimento em pesquisa de mercado, que aponte as características de demanda, mas também do planejamento da oferta. Fazendo se isso é que será possível pensar novas ações estratégicas, e uma vez estruturada e colocada em ação a política de um produto é que se utilizará todas as possíveis ferramentas de promoção. Assim o artigo nos mostra que a sobrevivência de um destino ligada com a relação produtopromoção, ou seja, com o planejamento adequado das estratégias de produto e comercialização. Ainda segundo o artigo, planejar é o principal desafio e caminho para o desenvolvimento da atividade turística, e este está intimamente ligado ao marketing de destinos, um funciona como um guia para o outro e a sinergia entre ambos garantem o equilíbrio da atividade turística e a competitividade de um destino. Para tanto podemos dizer que o marketing é a informação da demanda, ou seja, as pessoas, isto porque se faz necessário conhece la e apartir do marketing turístico e de destinos turísticos seja possível satisfazer estes clientes e conseqüentemente obter lucro e ao mesmo tempo se projetar, fazer um estudo que implemente a atividade, resultando em competitividade de um determinado destino junto ao mercados emissores, sendo que as ofertas possam estar sendo adequadas às necessidades da demanda. Neste sentido os autores investigaram a evolução do marketing e a utilização de seus componentes na atividade turística. De acordo com informações presentes no artigo o marketing vem sendo amplamente exploração pela atividade turística não só com enfoque promocional/vendas mas também como filosofia de gestão com ênfase para as necessidades das demandas dos produtos nos quais é aplicado e nas formas de estabelecer relações com estas demandas. Ainda segundo o texto, o marketing de destinos turísticos representa um importante papel no que se refere a estruturação dos destinos turísticos. Devido às grandes transformações da sociedade e ao surgimento de diversos segmentos da atividade turística, o marketing estratégico se faz necessário uma vez que este traz um enfoque analítico e se apresenta como um importante percussor da adaptação dos destinos turísticos no atual cenário turístico.
  • 4. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS MEDAGLIA, J. SILVEIRA, C.E.- A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejamento turístico. III Conferencia AMFORHT para America Latina. Abril de 2006, São Paulo/SP