SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI
DIAMANTINA – MINAS GERAIS
Bacharelado em Humanidades/ Turismo
Análise do Artigo
Análise Da Imagem Do Brasil Por Meio Do Anholt Nation
Branding Index
Discente: Eveline do Rosário Santos
Análise de artigo apresentada ao curso de Turismo, da
Faculdade Interdisciplinar de Humanidades, da
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha ;
Docente responsável: Juliana Medaglia
Diamantina, 2013
Tendo em vista que o turismo é uma atividade que se encontra em plena expansão no
mercado mundial, cujo crescimento tem uma previsão de aceleração para esta nova década e
levando em conta que o Brasil ainda é pouco explorado comercialmente no cenário turístico
internacional, o artigo intitulado “Análise Da Imagem Do Brasil Por Meio Do Anholt Nation
Branding Index” busca fazer uma abordagem a cerca da imagem do país no cenário
internacional, com bases em pesquisa descritiva e quantitativa.
Tal pesquisa teve como objetivo avaliar a imagem do Brasil a partir do Anholt Nation
Branding Index, servindo como um relevante subsídio na avaliação da marca Brasil no
exterior. Considerando a marca-país como sendo a percepção da imagem e associações da
marca de uma nação vista pelos estrangeiros e que está frequentemente presente no que diz
respeito ao panorama político, social, econômico, acadêmico, na moda, no esporte, no cinema
e por fim, no turismo.
A metodologia utilizada para realização de tal trabalho foi descritiva e quantitativa,
através de análise de dados secundários, baseada na pontuação das seis dimensões
consideradas pelo Index. As dimensões são: Pessoas, Produtos, Governo, Turismo, Cultura e
Imigração e Investimento. Após tabular os dados destas dimensões dos países Japão, China,
Estados Unidos da America e Reino Unido em relação a imagem do Brasil descobriu-se quais
produtos e governos obtiveram maior pontuação, seguindo de pessoas, imigração e
Investimento e Turismo. Em todos os países a cultura obteve a pontuação mais baixa.
De acordo com o apresentado em tal pesquisa, percebe-se a necessidade de trabalhar a
imagem do país a partir da marca Brasil, considerando a construção e comunicação no
mercado internacional a fim de melhorar a exposição do país e prospectar turistas.
Neste contexto artigo faz uma abordagem da imagem e marca de um país como
determinantes para a opinião do turista assim como é também um fator relevante para o
crescimento das empresas do setor turístico e aos posicionamentos social, cultural e
econômico de uma nação.
De acordo com o apresentado no artigo, é evidente que a concepção previa em relação
a certo país se reflete na atitude das pessoas no que se refere aos produtos originários deste
país. Sendo assim percebi-se a importância de projetar uma imagem representativa e que
expresse de fato uma imagem relevante para a divulgação do país.
Segundo o artigo, a melhoria da imagem de um país ira refletir no aumento das
exportações do produto e atração de turistas de outros países, além de possibilitar através da
atividade turística a criação de empregos diretos e indiretos, aumento do PIB e arrecadação de
impostos.
Faz-se uma relação entre a imagem de um país e a marca, com bases no artigo citado
considera-se que cada nação já é uma marca por conter uma identidade e por existir na mente
das pessoas com atributos positivos e negativos que de certa forma a identificam, “uma marca
é criada para ser única, competitiva, inspirada e receptiva às necessidades do consumidor na
esfera comercial; no caso de marca-país, valem estas características, integradas no contexto de
um país (ANHOLT, 2007, p.75).
Sendo assim, os profissionais de marketing ao trabalhar a criação de uma marca-país
precisam considerar os efeitos advindos do país de origem, assim como as interações e
interconexões de outras influências nas crenças do consumidor e na sua intenção de compra
(BHASKARAN; SUKUMARAN, 2007). Desta forma, cria-se um planejamento de suas
campanhas de comunicação e marketing tendo como orientação as necessidades e desejos dos
clientes em prospecção.
Neste sentido, aborda-se a importância de pesquisar sobre o Brasil como destino
turístico do ponto de vista estratégico e competitivo da marca-país. Sendo assim, pode-se
considerar o Brasil como uma marca que usada no setor turístico poderia atrair turistas. No
entanto, como apresentado no texto, além do entendimento de que todo pais já é por si só uma
marca, cabe-se dizer que também existem tentativas deliberadas de se construir marcas para
países “quando se buscam construir associações positivas para o país e para seus habitantes e
produtos, além de objetivar a mudança de opiniões e estereótipos desfavoráveis à nação
(FLOREK, 2005).
A marca Brasil foi um dos resultados do Plano Aquarela, elaborado pelo Ministério do
Turismo Brasileiro. De acordo com o texto o estudo da Marca Brasil tem importância
justificada pelo entendimento da sua natureza e funcionalidade. O Brasil é uma nação em
desenvolvimento e em pleno crescimento de vários setores da economia internacional. Ainda
com base no texto, entender e relacionar o efeito país de origem com o mercado turístico faz-
se necessário para a realidade do Brasil enquanto destino turístico internacional.
O processo de desenvolvimento da marca de um país consiste em elaborar uma
imagem e comunicá-la interna e externamente, baseando-se nos valores positivos do país e em
percepções que são relevantes para promover o desenvolvimento (DOMEISEN, 2003). A
imagem de um país não é estática, isso significa que ela muda ao longo do tempo. Sendo
assim, trabalhar alternativas e estratégias de construção da marca-país se faz necessária como
forma de divulgação do país no cenário global, contribuindo assim para a disseminação de
diversos segmentos do comercio e consequentemente transformando os mercados e criando
novos consumidores.
No artigo é aborda a importância das políticas públicas, econômicas, sociais,
ambientais e internacionais no sentido de melhorar e fortalecer a reputação e imagem do país
através da atividade turística, das exportações; de eventos internacionais culturais, esportivos
e políticos; relações culturais e a redução da pobreza etc. Assim, a promoção de um destino
turístico juntamente com um amplo desempenho do Governo vem a contribuir na
consolidação da imagem de um país. Os conceitos da marca país, uma vez pesquisados,
testados e definidos, podem ser usados como base das campanhas promocionais, a fim de
encorajar o comércio, o turismo e os investimentos no país (DOMEISEN, 2003).
Em relação à imagem do Brasil, pode-se dizer que positiva em relação a atributos
como futebol e musica, ou pessoas reconhecidas internacionalmente como por exemplo Pelé,
Ronaldo, Gisele Bündchen ou atributos negativos como: crime, violência, fome, miséria,
degradação ambiental etc. A apresentação de imagem variadas podem confundir os
estrangeiros e causar uma certa insegurança em relação a marca Brasil.
No que diz respeito às divergências de associações da imagem do Brasil enquanto
destino turístico, o texto aborda que a solução deve passar pela revisão da valorização da
cultura nacional em todas as suas instâncias contando com uma ampla atuação política para o
turismo brasileiro. De com o texto, o Brasil é um dos poucos países emergentes que apresenta
vantagens quando se trata da imagem de país forte, com uma economia crescente e vigorosa,
com um governo que encoraja a exportação, com agências de publicidade bastante criativas e
ativas. Tais associações podem representar uma relevante fonte de valor da marca Brasil em
relação ao turismo.
O Brasil é visto como um destino exótico pelos estrangeiros, diferencial que agrega na
marca-país pelas diversidades ecológicas, pelo clima tropical agradável e pelo povo amigável
e alegre (ANHOLT, 2000). No que se refere à experiência turística de um consumidor
internacional, a vivencias e o contato com o povo local e fundamenta para a formação de
associações á imagem do país.
A comunicação de uma marca- país deve ser coerente nos diversos tipos de mídia, de
forma a comunicar e fortalecer a marca. Divulgar e promover internacionalmente uma marca-
país consiste em se utilizar recursos estratégicos que valorize a identidade e a imagem da
marca. O logotipo e o slogan representam os símbolos mais visíveis e concretos no que se
refere a reflexão e a complexidade da marca.
Ao se planejar a construção da marca deve-se considerar a própria identidade do país,
possibilitando a emissão de uma comunicação clara e transparente aos consumidores
internacionais.
O conceito da marca Brasil foi configurado com base em características como a
alegria, sinuosidade, luminosidade, exuberância, encontro de culturas, mistura de raças entre
outros aspectos que em conjunto forma o símbolo que representa a marca-país.
Em relação à marca e o turismo internacional pode-se dizer que por meio da Marca
Brasil, o Governo Federal pretende avançar na gestão turística através do planejamento de
projetos para a prospecção expondo seus destinos geográficos como produtos e/ou serviços
diferenciados,de forma a inovar suas ações promocionais e fortalecer o valor da marca Brasil.
Neste contexto, pode-se dizer que o Brasil está começando a se inserir
significativamente no cenário turístico promovendo sua marca e buscando fomentar negócios
turísticos em setores diversos para o país. Os projetos de investimentos em melhorias na infra-
estrutura foram ampliados, principalmente em função da copa de 2014 e das olimpíadas de
2016. Esse visível crescimento pode representar excelentes oportunidades para atrair mais
turistas estrangeiros, o Brasil, assim como para promover a imagem do país.
No que se refere à pesquisa e aos dados obtidos através da mesma, como citado
anteriormente ela foi de caráter descritivo (caracterizar a imagem do Brasil) e quantitativo
(quantificar a imagem do Brasil). Foram utilizados dados secundários, ou seja dados coletados
para propósitos que não o estudo em pauta.
A partir dos dados dos vinte países considerados pelo Index, selecionou-se uma
amostra não probabilística composta por quatro países (China, Estados Unidos da América,
Reino Unido e Japão), definidos pelos respectivos motivos de acordo com dados do ranking
dos principais países emissores de turistas para o Brasil em 2008/2009 (MINISTÉRIO DO
TURISMO, 2010): Estados Unidos da América por ser o segundo lugar como emissor de
turistas para o Brasil nos últimos cinco anos e ao fato que a quantidade em si está diminuindo
anualmente e ainda por ser o segundo que mais gasta com turismo no mundo; Reino Unido
por estar em décimo lugar; a China e Japão foram escolhidos por serem países que não estão
entre os 10 principais emissores de turismo para o Brasil, assim poderiam ser avaliadas as
diferenças de pontuação.
Em relação as variáveis utilizadas (Pessoas, Produtos, Governo, Turismo, Cultura e
Imigração e Investimento) cada uma foi conceituada especificamente sendo que:
Pessoas: mede a reputação em relação á competência, educação, cordialidade, simpatia
entre outras qualidades.
 Produtos: determina a imagem pública dos produtos e serviços
de cada país, e a relação de procura ou dispensa de produtos de cada país.
 Governo: e determinado pela opinião pública considerando o
nível de competência nacional e justiça.
 Turismo: captura o nível de interesse em visitar um país e a
conclusão de atrações naturais e as construídas;
 Cultura: revela as percepções globais de cada herança nacional e
a apreciação por sua cultura contemporânea, incluindo filmes, música, arte,
esporte e literatura;
 Investimento e Imigração: determina o poder de atrair pessoas
para morar, trabalhar ou
 estudar e revela como as pessoas percebem a situação social e
econômica de um país.
Tais dimensões foram utilizadas a fim de avaliar a imagem do Brasil por meio
de uma classificação de 0 a 50 pontos para cada variável por cada país. Utilizou-se a
estatística descritiva desenvolvendo dois gráficos comparativos, por meio de cálculos
e técnicas aplicadas.
O primeiro gráfico apresenta cada variável com sua respectiva pontuação
revelada por cada país, sendo que a variável de melhor avaliação pelos quatro países
foi Produtos e a de pior avaliação foi a Cultura. Dos quatro países os que mais visitam
o Brasil são EUA e Inglaterra, porem apesar do índice de visitação ser inexpressivo, o
Japão e China pontuam a melhor imagem do Turismo acima do EUA e do Reino
Unido.
Quanto ao segundo gráfico observa-se que as variáveis de mais alta pontuação
para mais baixa pontuação, com exceção da variável Produtos as cinco variáveis estão
abaixo de 50% do total de pontos. Considerando-se as dimensões das médias das
avaliações por meio da pontuação das variáveis pelos quatro países, verifica-se que:
Produtos em primeira posição com 27,25; depois Governo com 26; seguido de
Imigração e Investimentos com 24,50; seguido de Turismo com 21,25 e finalmente a
Cultura com a menor pontuação: 13.
Com base na analise dos dois gráficos contata-se a necessidade de trabalhar
melhora imagem do Brasil em relação ao mercado turístico, uma vez que a avaliação
negativa pode implicar na marca Brasil e consequentemente no desenvolvimento do
turismo brasileiro.
Como considerações finais pode-se dizer que, os resultados advindos desta
pesquisa podem servir de aporte reflexivo para empresas ou associações privadas ou
entidades públicas do setor turístico brasileiro no âmbito prático, onde governos e
empresas podem obter dados sobre os pontos específicos e trabalhar em parceria a fim
de melhorar a estrutura turística. Não obstante, tal pesquisa também pode auxiliar o
Ministério do Turismo a avaliar a Marca Brasil e seus usos que lhe são dados. Quanto
á contribuição teórica desta pesquisa pode-se dizer que ela vem proporcionar idéias
acadêmicas originais contribuindo assim para o incremento das diversas linhas de
pesquisas relacionadas aos conceitos fundamentais do estudo: efeito país de origem,
marca-país, imagem do Brasil e marca Brasil, principalmente no que diz respeito ao
desenvolvimento do turismo brasileiro.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Analise de marketing

4. Apresentação CPETUR 26 02
4. Apresentação CPETUR 26 024. Apresentação CPETUR 26 02
4. Apresentação CPETUR 26 02
Toni Sando
 

Semelhante a Analise de marketing (20)

Seminário 01 pnt 2003-2007
Seminário 01   pnt 2003-2007Seminário 01   pnt 2003-2007
Seminário 01 pnt 2003-2007
 
Seminário 02 pnt 2013-2016
Seminário 02   pnt 2013-2016Seminário 02   pnt 2013-2016
Seminário 02 pnt 2013-2016
 
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de AvaréProposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
Proposta de Comunição e Marketing Turístico para a Estância Turística de Avaré
 
A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejament...
A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejament...A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejament...
A desejável sinergia entre o marketing de destinos turísticos e o planejament...
 
Seminário 03 plano aquarela-2020
Seminário 03   plano aquarela-2020Seminário 03   plano aquarela-2020
Seminário 03 plano aquarela-2020
 
Oficina Mkt Destinos Turísticos
Oficina Mkt Destinos TurísticosOficina Mkt Destinos Turísticos
Oficina Mkt Destinos Turísticos
 
Turismo de base comunitária, mtur.
Turismo de base comunitária, mtur.Turismo de base comunitária, mtur.
Turismo de base comunitária, mtur.
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 08 e 09
Fundamentos do Turismo (I): aulas 08 e 09Fundamentos do Turismo (I): aulas 08 e 09
Fundamentos do Turismo (I): aulas 08 e 09
 
Seminário 01 pnt 2007-2010
Seminário 01   pnt 2007-2010Seminário 01   pnt 2007-2010
Seminário 01 pnt 2007-2010
 
Artigo pe conhece pe
Artigo  pe conhece peArtigo  pe conhece pe
Artigo pe conhece pe
 
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminar
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminarDoutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminar
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminar
 
SEBRAE RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
SEBRAE  RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e EstratégiasSEBRAE  RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
SEBRAE RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
 
4. Apresentação CPETUR 26 02
4. Apresentação CPETUR 26 024. Apresentação CPETUR 26 02
4. Apresentação CPETUR 26 02
 
FUNESO - Marketing turistico - 15.08.14 - Apresentação
FUNESO - Marketing turistico  - 15.08.14 - ApresentaçãoFUNESO - Marketing turistico  - 15.08.14 - Apresentação
FUNESO - Marketing turistico - 15.08.14 - Apresentação
 
1608
16081608
1608
 
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdfmanual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
manual-de-producao-associada-ao-turismo (1).pdf
 
Inovação estratégica do setor turístico em Minas Gerais: o caso Estrada Real
Inovação estratégica do setor turístico em Minas Gerais: o caso Estrada RealInovação estratégica do setor turístico em Minas Gerais: o caso Estrada Real
Inovação estratégica do setor turístico em Minas Gerais: o caso Estrada Real
 
SEHLIPA Praia Grande 2013
SEHLIPA Praia Grande 2013SEHLIPA Praia Grande 2013
SEHLIPA Praia Grande 2013
 
Seminário de regionalização
Seminário de regionalizaçãoSeminário de regionalização
Seminário de regionalização
 
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011
 

Mais de Eveline do Rosário Santos (7)

Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço UrbanoMorfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
Morfologia e Estrutura Funcional do Espaço Urbano
 
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas GeraisImplicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
Implicações do turismo na comunidade de Extração ( Curralinho) Minas Gerais
 
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
Resenha:Gestão para o sucesso sustentado de uma organização- Uma abordagem da...
 
Transportes e Turismo
Transportes e TurismoTransportes e Turismo
Transportes e Turismo
 
Transportes e Turismo
Transportes e TurismoTransportes e Turismo
Transportes e Turismo
 
Estudo dirigido transportes
Estudo dirigido  transportesEstudo dirigido  transportes
Estudo dirigido transportes
 
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 

Analise de marketing

  • 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA – MINAS GERAIS Bacharelado em Humanidades/ Turismo Análise do Artigo Análise Da Imagem Do Brasil Por Meio Do Anholt Nation Branding Index Discente: Eveline do Rosário Santos Análise de artigo apresentada ao curso de Turismo, da Faculdade Interdisciplinar de Humanidades, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha ; Docente responsável: Juliana Medaglia Diamantina, 2013
  • 2. Tendo em vista que o turismo é uma atividade que se encontra em plena expansão no mercado mundial, cujo crescimento tem uma previsão de aceleração para esta nova década e levando em conta que o Brasil ainda é pouco explorado comercialmente no cenário turístico internacional, o artigo intitulado “Análise Da Imagem Do Brasil Por Meio Do Anholt Nation Branding Index” busca fazer uma abordagem a cerca da imagem do país no cenário internacional, com bases em pesquisa descritiva e quantitativa. Tal pesquisa teve como objetivo avaliar a imagem do Brasil a partir do Anholt Nation Branding Index, servindo como um relevante subsídio na avaliação da marca Brasil no exterior. Considerando a marca-país como sendo a percepção da imagem e associações da marca de uma nação vista pelos estrangeiros e que está frequentemente presente no que diz respeito ao panorama político, social, econômico, acadêmico, na moda, no esporte, no cinema e por fim, no turismo. A metodologia utilizada para realização de tal trabalho foi descritiva e quantitativa, através de análise de dados secundários, baseada na pontuação das seis dimensões consideradas pelo Index. As dimensões são: Pessoas, Produtos, Governo, Turismo, Cultura e Imigração e Investimento. Após tabular os dados destas dimensões dos países Japão, China, Estados Unidos da America e Reino Unido em relação a imagem do Brasil descobriu-se quais produtos e governos obtiveram maior pontuação, seguindo de pessoas, imigração e Investimento e Turismo. Em todos os países a cultura obteve a pontuação mais baixa. De acordo com o apresentado em tal pesquisa, percebe-se a necessidade de trabalhar a imagem do país a partir da marca Brasil, considerando a construção e comunicação no mercado internacional a fim de melhorar a exposição do país e prospectar turistas. Neste contexto artigo faz uma abordagem da imagem e marca de um país como determinantes para a opinião do turista assim como é também um fator relevante para o crescimento das empresas do setor turístico e aos posicionamentos social, cultural e econômico de uma nação. De acordo com o apresentado no artigo, é evidente que a concepção previa em relação a certo país se reflete na atitude das pessoas no que se refere aos produtos originários deste país. Sendo assim percebi-se a importância de projetar uma imagem representativa e que expresse de fato uma imagem relevante para a divulgação do país. Segundo o artigo, a melhoria da imagem de um país ira refletir no aumento das exportações do produto e atração de turistas de outros países, além de possibilitar através da atividade turística a criação de empregos diretos e indiretos, aumento do PIB e arrecadação de impostos.
  • 3. Faz-se uma relação entre a imagem de um país e a marca, com bases no artigo citado considera-se que cada nação já é uma marca por conter uma identidade e por existir na mente das pessoas com atributos positivos e negativos que de certa forma a identificam, “uma marca é criada para ser única, competitiva, inspirada e receptiva às necessidades do consumidor na esfera comercial; no caso de marca-país, valem estas características, integradas no contexto de um país (ANHOLT, 2007, p.75). Sendo assim, os profissionais de marketing ao trabalhar a criação de uma marca-país precisam considerar os efeitos advindos do país de origem, assim como as interações e interconexões de outras influências nas crenças do consumidor e na sua intenção de compra (BHASKARAN; SUKUMARAN, 2007). Desta forma, cria-se um planejamento de suas campanhas de comunicação e marketing tendo como orientação as necessidades e desejos dos clientes em prospecção. Neste sentido, aborda-se a importância de pesquisar sobre o Brasil como destino turístico do ponto de vista estratégico e competitivo da marca-país. Sendo assim, pode-se considerar o Brasil como uma marca que usada no setor turístico poderia atrair turistas. No entanto, como apresentado no texto, além do entendimento de que todo pais já é por si só uma marca, cabe-se dizer que também existem tentativas deliberadas de se construir marcas para países “quando se buscam construir associações positivas para o país e para seus habitantes e produtos, além de objetivar a mudança de opiniões e estereótipos desfavoráveis à nação (FLOREK, 2005). A marca Brasil foi um dos resultados do Plano Aquarela, elaborado pelo Ministério do Turismo Brasileiro. De acordo com o texto o estudo da Marca Brasil tem importância justificada pelo entendimento da sua natureza e funcionalidade. O Brasil é uma nação em desenvolvimento e em pleno crescimento de vários setores da economia internacional. Ainda com base no texto, entender e relacionar o efeito país de origem com o mercado turístico faz- se necessário para a realidade do Brasil enquanto destino turístico internacional. O processo de desenvolvimento da marca de um país consiste em elaborar uma imagem e comunicá-la interna e externamente, baseando-se nos valores positivos do país e em percepções que são relevantes para promover o desenvolvimento (DOMEISEN, 2003). A imagem de um país não é estática, isso significa que ela muda ao longo do tempo. Sendo assim, trabalhar alternativas e estratégias de construção da marca-país se faz necessária como forma de divulgação do país no cenário global, contribuindo assim para a disseminação de diversos segmentos do comercio e consequentemente transformando os mercados e criando novos consumidores.
  • 4. No artigo é aborda a importância das políticas públicas, econômicas, sociais, ambientais e internacionais no sentido de melhorar e fortalecer a reputação e imagem do país através da atividade turística, das exportações; de eventos internacionais culturais, esportivos e políticos; relações culturais e a redução da pobreza etc. Assim, a promoção de um destino turístico juntamente com um amplo desempenho do Governo vem a contribuir na consolidação da imagem de um país. Os conceitos da marca país, uma vez pesquisados, testados e definidos, podem ser usados como base das campanhas promocionais, a fim de encorajar o comércio, o turismo e os investimentos no país (DOMEISEN, 2003). Em relação à imagem do Brasil, pode-se dizer que positiva em relação a atributos como futebol e musica, ou pessoas reconhecidas internacionalmente como por exemplo Pelé, Ronaldo, Gisele Bündchen ou atributos negativos como: crime, violência, fome, miséria, degradação ambiental etc. A apresentação de imagem variadas podem confundir os estrangeiros e causar uma certa insegurança em relação a marca Brasil. No que diz respeito às divergências de associações da imagem do Brasil enquanto destino turístico, o texto aborda que a solução deve passar pela revisão da valorização da cultura nacional em todas as suas instâncias contando com uma ampla atuação política para o turismo brasileiro. De com o texto, o Brasil é um dos poucos países emergentes que apresenta vantagens quando se trata da imagem de país forte, com uma economia crescente e vigorosa, com um governo que encoraja a exportação, com agências de publicidade bastante criativas e ativas. Tais associações podem representar uma relevante fonte de valor da marca Brasil em relação ao turismo. O Brasil é visto como um destino exótico pelos estrangeiros, diferencial que agrega na marca-país pelas diversidades ecológicas, pelo clima tropical agradável e pelo povo amigável e alegre (ANHOLT, 2000). No que se refere à experiência turística de um consumidor internacional, a vivencias e o contato com o povo local e fundamenta para a formação de associações á imagem do país. A comunicação de uma marca- país deve ser coerente nos diversos tipos de mídia, de forma a comunicar e fortalecer a marca. Divulgar e promover internacionalmente uma marca- país consiste em se utilizar recursos estratégicos que valorize a identidade e a imagem da marca. O logotipo e o slogan representam os símbolos mais visíveis e concretos no que se refere a reflexão e a complexidade da marca. Ao se planejar a construção da marca deve-se considerar a própria identidade do país, possibilitando a emissão de uma comunicação clara e transparente aos consumidores internacionais.
  • 5. O conceito da marca Brasil foi configurado com base em características como a alegria, sinuosidade, luminosidade, exuberância, encontro de culturas, mistura de raças entre outros aspectos que em conjunto forma o símbolo que representa a marca-país. Em relação à marca e o turismo internacional pode-se dizer que por meio da Marca Brasil, o Governo Federal pretende avançar na gestão turística através do planejamento de projetos para a prospecção expondo seus destinos geográficos como produtos e/ou serviços diferenciados,de forma a inovar suas ações promocionais e fortalecer o valor da marca Brasil. Neste contexto, pode-se dizer que o Brasil está começando a se inserir significativamente no cenário turístico promovendo sua marca e buscando fomentar negócios turísticos em setores diversos para o país. Os projetos de investimentos em melhorias na infra- estrutura foram ampliados, principalmente em função da copa de 2014 e das olimpíadas de 2016. Esse visível crescimento pode representar excelentes oportunidades para atrair mais turistas estrangeiros, o Brasil, assim como para promover a imagem do país. No que se refere à pesquisa e aos dados obtidos através da mesma, como citado anteriormente ela foi de caráter descritivo (caracterizar a imagem do Brasil) e quantitativo (quantificar a imagem do Brasil). Foram utilizados dados secundários, ou seja dados coletados para propósitos que não o estudo em pauta. A partir dos dados dos vinte países considerados pelo Index, selecionou-se uma amostra não probabilística composta por quatro países (China, Estados Unidos da América, Reino Unido e Japão), definidos pelos respectivos motivos de acordo com dados do ranking dos principais países emissores de turistas para o Brasil em 2008/2009 (MINISTÉRIO DO TURISMO, 2010): Estados Unidos da América por ser o segundo lugar como emissor de turistas para o Brasil nos últimos cinco anos e ao fato que a quantidade em si está diminuindo anualmente e ainda por ser o segundo que mais gasta com turismo no mundo; Reino Unido por estar em décimo lugar; a China e Japão foram escolhidos por serem países que não estão entre os 10 principais emissores de turismo para o Brasil, assim poderiam ser avaliadas as diferenças de pontuação. Em relação as variáveis utilizadas (Pessoas, Produtos, Governo, Turismo, Cultura e Imigração e Investimento) cada uma foi conceituada especificamente sendo que: Pessoas: mede a reputação em relação á competência, educação, cordialidade, simpatia entre outras qualidades.  Produtos: determina a imagem pública dos produtos e serviços de cada país, e a relação de procura ou dispensa de produtos de cada país.
  • 6.  Governo: e determinado pela opinião pública considerando o nível de competência nacional e justiça.  Turismo: captura o nível de interesse em visitar um país e a conclusão de atrações naturais e as construídas;  Cultura: revela as percepções globais de cada herança nacional e a apreciação por sua cultura contemporânea, incluindo filmes, música, arte, esporte e literatura;  Investimento e Imigração: determina o poder de atrair pessoas para morar, trabalhar ou  estudar e revela como as pessoas percebem a situação social e econômica de um país. Tais dimensões foram utilizadas a fim de avaliar a imagem do Brasil por meio de uma classificação de 0 a 50 pontos para cada variável por cada país. Utilizou-se a estatística descritiva desenvolvendo dois gráficos comparativos, por meio de cálculos e técnicas aplicadas. O primeiro gráfico apresenta cada variável com sua respectiva pontuação revelada por cada país, sendo que a variável de melhor avaliação pelos quatro países foi Produtos e a de pior avaliação foi a Cultura. Dos quatro países os que mais visitam o Brasil são EUA e Inglaterra, porem apesar do índice de visitação ser inexpressivo, o Japão e China pontuam a melhor imagem do Turismo acima do EUA e do Reino Unido. Quanto ao segundo gráfico observa-se que as variáveis de mais alta pontuação para mais baixa pontuação, com exceção da variável Produtos as cinco variáveis estão abaixo de 50% do total de pontos. Considerando-se as dimensões das médias das avaliações por meio da pontuação das variáveis pelos quatro países, verifica-se que: Produtos em primeira posição com 27,25; depois Governo com 26; seguido de Imigração e Investimentos com 24,50; seguido de Turismo com 21,25 e finalmente a Cultura com a menor pontuação: 13. Com base na analise dos dois gráficos contata-se a necessidade de trabalhar melhora imagem do Brasil em relação ao mercado turístico, uma vez que a avaliação negativa pode implicar na marca Brasil e consequentemente no desenvolvimento do turismo brasileiro.
  • 7. Como considerações finais pode-se dizer que, os resultados advindos desta pesquisa podem servir de aporte reflexivo para empresas ou associações privadas ou entidades públicas do setor turístico brasileiro no âmbito prático, onde governos e empresas podem obter dados sobre os pontos específicos e trabalhar em parceria a fim de melhorar a estrutura turística. Não obstante, tal pesquisa também pode auxiliar o Ministério do Turismo a avaliar a Marca Brasil e seus usos que lhe são dados. Quanto á contribuição teórica desta pesquisa pode-se dizer que ela vem proporcionar idéias acadêmicas originais contribuindo assim para o incremento das diversas linhas de pesquisas relacionadas aos conceitos fundamentais do estudo: efeito país de origem, marca-país, imagem do Brasil e marca Brasil, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento do turismo brasileiro.