SlideShare uma empresa Scribd logo
Economia Com o Império quase todo conquistado, os Romanos viveram um período de grande prosperidade e desenvolvimento económico; O desenvolvimento das vias de comunicação terrestre e o domínio do Mediterrâneo, permitem as viagens de mercadores e mercadorias, a qualquer ponto do Império.
Assim, podemos afirmar que:  Economia Romana urbana comercial A actividade principal era o comércio monetária Era nas cidades que se realizavam as trocas comerciais O intenso volume de trocas exigia uma grande circulação de moeda
Questões Refere os factores que possibilitaram o desenvolvimento da economia romana; Indica as razões para dizermos que a economia romana era urbana, comercial e monetária
Sociedade A sociedade romana era fortemente hierarquizada e estratificada; A sua posição social era determinada por dois factores: Origem familiar; Riqueza; Assim, a  mobilidade era possível , conforme o enriquecimento ou empobrecimento de um indivíduo.
Ordem Senatorial Cavaleiros Ordem Equestre Senadores Cidadãos/Plebeus Libertos Escravos
Imperador – poder e funções Augustus – divino, sagrado, intocável; Pontifex Maximus – chefe supremo religioso; Tribunicia Potestas – direito de veto das decisões do senado; Imperatur – comando supremo do exército; Nomeava os governadores das províncias ; Cunhava moeda;  Controlava a administração Pública.
Órgãos consultivos Senado:  constituído por antigos magistrados; Detêm o poder consultivo (emite pareceres sobre os assuntos de Estado); Uma sessão no senado Aspecto actual do senado Romano
Magistrados: Cônsules, pretores e questores; Desempenham cargos públicos (no exército, na justiça, nos impostos)
Comícios:  constituído por patrícios e plebeus; Eram convocados pelo Imperador; Têm poder consultivo (apenas quando lhes é pedida a opinião);
Estrato Inferior Cidadãos : eram os camponeses, comerciantes, artesãos e pequenos proprietários.  Libertos : indivíduos que tinham chegado ao Império escravos, mas tinham sido libertados. Os seus filhos eram considerados cidadãos.
Escravos : grupo mais numeroso, mas sem direitos. Eram soldados derrotados ou pessoas com dívidas. Considerados animais/objectos, realizavam as tarefas mais pesadas. Assim, a sociedade romana era esclavagista.
O legado da Civilização Romana Os Romanos distinguiram-se em diversas áreas, como por exemplo a literatura e o direito;  Na literatura: poetas como Virgílio, Horácio e Ovídio e obras como a Eneida;  Horácio
O direito foi uma das principais heranças dos Romanos.  Direito privado: regula as relações entre os cidadãos; Direito público: leis que regem o funcionamento do Estado. O sistema jurídico português e de muitos países europeus, foi inspirado, no sistema de leis do Império Romano.
Arte Também nesta área, a civilização romana se distinguiu; Assim, temos exemplos na arquitectura e urbanismo, na escultura e na pintura.  Coliseu Roma
Arquitectura A arquitectura romana sofre influência dos gregos, mas com algumas inovações; Assim, as principais características são a funcionalidade, a monumentalidade, a solidez e a durabilidade.  Na sua construção, eram utilizados os arcos de volta perfeita, abóbadas de berço e cúpulas.
Arco volta perfeita Abóbada de berço Cúpula (Interior Panteão Agripa em Roma)
Escultura Estátuas de grandes dimensões, altos relevos, bustos. São muito realistas, graças aos cuidados que tinham nos traços do corpo, no vestuário e nos penteados. Lar romano de bronze
Pintura Na pintura, os Romanos utilizaram os frescos (pinturas em paredes ou muros com gesso) na decoração interior das dómus.  Utilizam cores vivas, luzes contrastantes e perspectiva (obter a ilusão de profundidade); Os temas são sobretudo religiosos e mitológicos, relacionados com a vida quotidiana, paisagens e animais.
Fresco de Pompeia Bodas de Zéfiro e Cloris
Urbanismo Os edifícios públicos eram práticos e úteis, sendo colocados ao serviço das cidades;  Desta forma, construíram: Sistemas de abastecimento de água (aquedutos); Ruas (largas, geométricas e que conduziam ao centro da cidade); Saneamento; E edifícios (fórum, teatros e recintos desportivos – como o Coliseu).
Os edifícios privados (casas) tinham como finalidade a habitação, sendo esteticamente agradáveis.  Existem três tipos de casas: Dómus: casas dos grandes senhores, espaçosas, luxuosas. Localizavam-se nos centros urbanos; Villae: casas de campo que pertenciam a proprietários rurais. Símbolo de riqueza.  Insulae: prédios com vários andares, em madeira, localizavam-se nos centros urbanos. Eram habitadas por várias famílias, sem condições de habitabilidade.
Religião Como os gregos e egípcios, os romanos eram politeístas; Adoptaram os deuses de povos que dominaram (sobretudo dos gregos);  Existiam três tipos de culto: O culto familiar, dirigido pelo  pater familias ( o pai). Depositavam comida para os deuses em troca de favores. Homenageavam os antepassados;
o culto público era prestado nos templos e os sacerdotes, que tinham a capacidade de interpretar as vontades dos deuses, eram os seus organizadores; Os ricos não se dirigiam aos templos, fazendo banquetes nas suas casas; Culto imperial:  A partir do momento que se torna Império, o Imperador passou a ser o sacerdote supremo e era ele que dirigia o culto.
Cristianismo - origem Surge com Jesus Cristo, apresentado como o Messias ;  Este lança novos princípios e valores que deveriam guiar os seres humanos: Igualdade entre os homens; Caridade e fraternidade; Humildade; Condenação da opressão, violência e injustiça.
Oposição e crucificação Razões para a oposição e condenação: Mensagem totalmente diferente da difundida pelo Império Romano; Os grupos sociais mais desfavorecidos (escravos, camponeses, pequenos artesãos e comerciantes), aderiram rapidamente, provocando alguma contestação e ameaça contra o Império;
Os responsáveis Judeus não o reconheceram como o seu salvador e viram em Jesus Cristo alguém que ameaçava o seu poder. Depois da sua morte, os seus discípulos (apóstolos) continuaram a levar a inovadora mensagem a todo o mundo.
Difusão do Cristianismo Várias condições levaram à rápida propagação dos valores defendidos por Jesus Cristo: Duras condições dos escravos e das camadas mais baixas dos cidadãos; As comunidades judaicas espalhadas pelo mundo; Unidade cultural do Império Romano (leis, língua e administração); A boa rede de estradas que permitiu a rápida chegada dos apóstolos; Destruição de Jerusalém.
Perseguições A recusa em se submeter ao culto do imperador, provocou repressões nos cristãos; Muitos morreram crucificados, queimados, decapitados ou lançados às feras no circo; Os únicos sítios onde poderiam estar a salvo, eram as catacumbas
 
Afirmação Em 313, quando número de seguidores era muito elevado, Constantino publica o Édito de Milão, em que dá liberdade de culto aos romanos.  Em 391, o Imperador Teodósio proclama o Cristianismo como religião oficial do Império Romano, com o Édito de Salónica.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVAtividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Cátia Botelho
 
Queda do império
Queda do impérioQueda do império
Queda do império
Carla Freitas
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romana
bamp
 
02 o alargamento do conhecimento do mundo
02 o alargamento do conhecimento do mundo02 o alargamento do conhecimento do mundo
02 o alargamento do conhecimento do mundo
Vítor Santos
 
Cultura medieval
Cultura medievalCultura medieval
Cultura medieval
cattonia
 
Roma apresentação 1
Roma apresentação 1Roma apresentação 1
Roma apresentação 1
Vítor Santos
 
Romanização
RomanizaçãoRomanização
Romanização
Escoladocs
 
hgp 5ºano teste 2ºperiodo
hgp 5ºano teste 2ºperiodohgp 5ºano teste 2ºperiodo
hgp 5ºano teste 2ºperiodo
CarlosLopes319
 
Invasoes barbaras
Invasoes barbarasInvasoes barbaras
Invasoes barbaras
cattonia
 
Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º ano
jorgina8
 
A Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoA Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império Romano
Mariana Neves
 
Modelo romano parte 1
Modelo romano   parte 1Modelo romano   parte 1
Modelo romano parte 1
cattonia
 
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
valtervnunes
 
02 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_202 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_2
Vítor Santos
 
Apresentação 3
Apresentação 3Apresentação 3
Apresentação 3
Carla Teixeira
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibérica
HistN
 
1. Roma, a cidade que se fez império
1. Roma, a cidade que se fez império1. Roma, a cidade que se fez império
1. Roma, a cidade que se fez império
Núcleo de Estágio ESL 2014-2015
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
Patricia .
 
A identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalA identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidental
Vítor Santos
 
Origem e Difusão do Cristianismo_Ficha de Trabalho
Origem e Difusão do Cristianismo_Ficha de TrabalhoOrigem e Difusão do Cristianismo_Ficha de Trabalho
Origem e Difusão do Cristianismo_Ficha de Trabalho
Patrícia Morais
 

Mais procurados (20)

Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVAtividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
 
Queda do império
Queda do impérioQueda do império
Queda do império
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romana
 
02 o alargamento do conhecimento do mundo
02 o alargamento do conhecimento do mundo02 o alargamento do conhecimento do mundo
02 o alargamento do conhecimento do mundo
 
Cultura medieval
Cultura medievalCultura medieval
Cultura medieval
 
Roma apresentação 1
Roma apresentação 1Roma apresentação 1
Roma apresentação 1
 
Romanização
RomanizaçãoRomanização
Romanização
 
hgp 5ºano teste 2ºperiodo
hgp 5ºano teste 2ºperiodohgp 5ºano teste 2ºperiodo
hgp 5ºano teste 2ºperiodo
 
Invasoes barbaras
Invasoes barbarasInvasoes barbaras
Invasoes barbaras
 
Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º ano
 
A Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoA Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império Romano
 
Modelo romano parte 1
Modelo romano   parte 1Modelo romano   parte 1
Modelo romano parte 1
 
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
 
02 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_202 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_2
 
Apresentação 3
Apresentação 3Apresentação 3
Apresentação 3
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibérica
 
1. Roma, a cidade que se fez império
1. Roma, a cidade que se fez império1. Roma, a cidade que se fez império
1. Roma, a cidade que se fez império
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
 
A identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalA identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidental
 
Origem e Difusão do Cristianismo_Ficha de Trabalho
Origem e Difusão do Cristianismo_Ficha de TrabalhoOrigem e Difusão do Cristianismo_Ficha de Trabalho
Origem e Difusão do Cristianismo_Ficha de Trabalho
 

Destaque

CivilizacióN Romana
CivilizacióN RomanaCivilizacióN Romana
CivilizacióN Romana
Nathaly Sandoval
 
Teste de história 7ºano
Teste de história 7ºanoTeste de história 7ºano
Teste de história 7ºano
João Couto
 
A economia na Roma antiga
A economia na Roma antigaA economia na Roma antiga
A economia na Roma antiga
Maria Gomes
 
13 o império romano
13   o império romano13   o império romano
13 o império romano
Carla Freitas
 
O Império Romano
O Império RomanoO Império Romano
O Império Romano
HCA_10I
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana
eb23ja
 
Exercícios de História - 7º Ano
Exercícios de História - 7º AnoExercícios de História - 7º Ano
Exercícios de História - 7º Ano
Vera Sezões
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
cattonia
 
Teste romanos
Teste romanosTeste romanos
Teste romanos
Nathalie Ramires
 
2 teste historia romanos 5ano3
2 teste historia romanos 5ano32 teste historia romanos 5ano3
2 teste historia romanos 5ano3
jaugf
 
As Reformas Religiosas
As Reformas ReligiosasAs Reformas Religiosas
As Reformas Religiosas
Carlos Vieira
 
A antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípciaA antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípcia
Rainha Maga
 
O poder político em roma
O poder político em romaO poder político em roma
O poder político em roma
Carla Teixeira
 
Historia 7 ano
Historia 7 anoHistoria 7 ano
Historia 7 ano
guest74e54b0
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
Carlos Vieira
 
02 - III meet (es) - martins - as termas publicas de bracara augusta
02 - III meet (es) - martins - as termas publicas de bracara augusta02 - III meet (es) - martins - as termas publicas de bracara augusta
02 - III meet (es) - martins - as termas publicas de bracara augusta
watershapes eu
 
Roma, cidade imperial
Roma, cidade imperialRoma, cidade imperial
Roma, cidade imperial
Carla Teixeira
 
O mundo romano no apogeu do império - II
O mundo romano  no apogeu do império - IIO mundo romano  no apogeu do império - II
O mundo romano no apogeu do império - II
Carlos Pinheiro
 
A Arte romana
A Arte romanaA Arte romana
A Arte romana
João Almeida
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da  Península IbéricaRomanização da  Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
Carlos Pinheiro
 

Destaque (20)

CivilizacióN Romana
CivilizacióN RomanaCivilizacióN Romana
CivilizacióN Romana
 
Teste de história 7ºano
Teste de história 7ºanoTeste de história 7ºano
Teste de história 7ºano
 
A economia na Roma antiga
A economia na Roma antigaA economia na Roma antiga
A economia na Roma antiga
 
13 o império romano
13   o império romano13   o império romano
13 o império romano
 
O Império Romano
O Império RomanoO Império Romano
O Império Romano
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana
 
Exercícios de História - 7º Ano
Exercícios de História - 7º AnoExercícios de História - 7º Ano
Exercícios de História - 7º Ano
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
 
Teste romanos
Teste romanosTeste romanos
Teste romanos
 
2 teste historia romanos 5ano3
2 teste historia romanos 5ano32 teste historia romanos 5ano3
2 teste historia romanos 5ano3
 
As Reformas Religiosas
As Reformas ReligiosasAs Reformas Religiosas
As Reformas Religiosas
 
A antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípciaA antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípcia
 
O poder político em roma
O poder político em romaO poder político em roma
O poder político em roma
 
Historia 7 ano
Historia 7 anoHistoria 7 ano
Historia 7 ano
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
02 - III meet (es) - martins - as termas publicas de bracara augusta
02 - III meet (es) - martins - as termas publicas de bracara augusta02 - III meet (es) - martins - as termas publicas de bracara augusta
02 - III meet (es) - martins - as termas publicas de bracara augusta
 
Roma, cidade imperial
Roma, cidade imperialRoma, cidade imperial
Roma, cidade imperial
 
O mundo romano no apogeu do império - II
O mundo romano  no apogeu do império - IIO mundo romano  no apogeu do império - II
O mundo romano no apogeu do império - II
 
A Arte romana
A Arte romanaA Arte romana
A Arte romana
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da  Península IbéricaRomanização da  Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
 

Semelhante a A civilização romana (continuação)

Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de RomaCapítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
ROMANOS.pptx
ROMANOS.pptxROMANOS.pptx
ROMANOS.pptx
Sílvia Pinto
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
JoTita Gonçalves
 
Os romanos
Os romanosOs romanos
Os romanos
Isabel Mendinhos
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
Gilmar Rodrigues
 
2 osromanosnapeninsulaibérica
2 osromanosnapeninsulaibérica2 osromanosnapeninsulaibérica
2 osromanosnapeninsulaibérica
R C
 
3° ano - Civilização Romana - aula 2
3° ano - Civilização Romana - aula 23° ano - Civilização Romana - aula 2
3° ano - Civilização Romana - aula 2
Daniel Alves Bronstrup
 
Roma antiga 2
Roma antiga 2Roma antiga 2
Roma antiga 2
Karoline Sena
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
cattonia
 
1 a civilizacao-romana
1 a civilizacao-romana1 a civilizacao-romana
1 a civilizacao-romana
luzia Camilo lopes
 
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
Joemille Leal
 
A cultura do belo ii
A cultura do belo iiA cultura do belo ii
A cultura do belo ii
cattonia
 
Roma
RomaRoma
Roma
Lucas
 
Antiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7anoAntiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7ano
Leonardo Caputo
 
Roma Aspecto Culturais
Roma Aspecto CulturaisRoma Aspecto Culturais
Roma Aspecto Culturais
Kely Cristina Metzker
 
PPT - Civilização Romana
PPT - Civilização RomanaPPT - Civilização Romana
PPT - Civilização Romana
josafaslima
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romana
Paula Frias
 
O Novo Romano Novo.ppt
O Novo Romano Novo.pptO Novo Romano Novo.ppt
O Novo Romano Novo.ppt
CarlosRaimitri
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
lgreggio10
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
Patrick Von Braun
 

Semelhante a A civilização romana (continuação) (20)

Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de RomaCapítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
 
ROMANOS.pptx
ROMANOS.pptxROMANOS.pptx
ROMANOS.pptx
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
 
Os romanos
Os romanosOs romanos
Os romanos
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
 
2 osromanosnapeninsulaibérica
2 osromanosnapeninsulaibérica2 osromanosnapeninsulaibérica
2 osromanosnapeninsulaibérica
 
3° ano - Civilização Romana - aula 2
3° ano - Civilização Romana - aula 23° ano - Civilização Romana - aula 2
3° ano - Civilização Romana - aula 2
 
Roma antiga 2
Roma antiga 2Roma antiga 2
Roma antiga 2
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
 
1 a civilizacao-romana
1 a civilizacao-romana1 a civilizacao-romana
1 a civilizacao-romana
 
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
 
A cultura do belo ii
A cultura do belo iiA cultura do belo ii
A cultura do belo ii
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Antiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7anoAntiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7ano
 
Roma Aspecto Culturais
Roma Aspecto CulturaisRoma Aspecto Culturais
Roma Aspecto Culturais
 
PPT - Civilização Romana
PPT - Civilização RomanaPPT - Civilização Romana
PPT - Civilização Romana
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romana
 
O Novo Romano Novo.ppt
O Novo Romano Novo.pptO Novo Romano Novo.ppt
O Novo Romano Novo.ppt
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
 

A civilização romana (continuação)

  • 1. Economia Com o Império quase todo conquistado, os Romanos viveram um período de grande prosperidade e desenvolvimento económico; O desenvolvimento das vias de comunicação terrestre e o domínio do Mediterrâneo, permitem as viagens de mercadores e mercadorias, a qualquer ponto do Império.
  • 2. Assim, podemos afirmar que: Economia Romana urbana comercial A actividade principal era o comércio monetária Era nas cidades que se realizavam as trocas comerciais O intenso volume de trocas exigia uma grande circulação de moeda
  • 3. Questões Refere os factores que possibilitaram o desenvolvimento da economia romana; Indica as razões para dizermos que a economia romana era urbana, comercial e monetária
  • 4. Sociedade A sociedade romana era fortemente hierarquizada e estratificada; A sua posição social era determinada por dois factores: Origem familiar; Riqueza; Assim, a mobilidade era possível , conforme o enriquecimento ou empobrecimento de um indivíduo.
  • 5. Ordem Senatorial Cavaleiros Ordem Equestre Senadores Cidadãos/Plebeus Libertos Escravos
  • 6. Imperador – poder e funções Augustus – divino, sagrado, intocável; Pontifex Maximus – chefe supremo religioso; Tribunicia Potestas – direito de veto das decisões do senado; Imperatur – comando supremo do exército; Nomeava os governadores das províncias ; Cunhava moeda; Controlava a administração Pública.
  • 7. Órgãos consultivos Senado: constituído por antigos magistrados; Detêm o poder consultivo (emite pareceres sobre os assuntos de Estado); Uma sessão no senado Aspecto actual do senado Romano
  • 8. Magistrados: Cônsules, pretores e questores; Desempenham cargos públicos (no exército, na justiça, nos impostos)
  • 9. Comícios: constituído por patrícios e plebeus; Eram convocados pelo Imperador; Têm poder consultivo (apenas quando lhes é pedida a opinião);
  • 10. Estrato Inferior Cidadãos : eram os camponeses, comerciantes, artesãos e pequenos proprietários. Libertos : indivíduos que tinham chegado ao Império escravos, mas tinham sido libertados. Os seus filhos eram considerados cidadãos.
  • 11. Escravos : grupo mais numeroso, mas sem direitos. Eram soldados derrotados ou pessoas com dívidas. Considerados animais/objectos, realizavam as tarefas mais pesadas. Assim, a sociedade romana era esclavagista.
  • 12. O legado da Civilização Romana Os Romanos distinguiram-se em diversas áreas, como por exemplo a literatura e o direito; Na literatura: poetas como Virgílio, Horácio e Ovídio e obras como a Eneida; Horácio
  • 13. O direito foi uma das principais heranças dos Romanos. Direito privado: regula as relações entre os cidadãos; Direito público: leis que regem o funcionamento do Estado. O sistema jurídico português e de muitos países europeus, foi inspirado, no sistema de leis do Império Romano.
  • 14. Arte Também nesta área, a civilização romana se distinguiu; Assim, temos exemplos na arquitectura e urbanismo, na escultura e na pintura. Coliseu Roma
  • 15. Arquitectura A arquitectura romana sofre influência dos gregos, mas com algumas inovações; Assim, as principais características são a funcionalidade, a monumentalidade, a solidez e a durabilidade. Na sua construção, eram utilizados os arcos de volta perfeita, abóbadas de berço e cúpulas.
  • 16. Arco volta perfeita Abóbada de berço Cúpula (Interior Panteão Agripa em Roma)
  • 17. Escultura Estátuas de grandes dimensões, altos relevos, bustos. São muito realistas, graças aos cuidados que tinham nos traços do corpo, no vestuário e nos penteados. Lar romano de bronze
  • 18. Pintura Na pintura, os Romanos utilizaram os frescos (pinturas em paredes ou muros com gesso) na decoração interior das dómus. Utilizam cores vivas, luzes contrastantes e perspectiva (obter a ilusão de profundidade); Os temas são sobretudo religiosos e mitológicos, relacionados com a vida quotidiana, paisagens e animais.
  • 19. Fresco de Pompeia Bodas de Zéfiro e Cloris
  • 20. Urbanismo Os edifícios públicos eram práticos e úteis, sendo colocados ao serviço das cidades; Desta forma, construíram: Sistemas de abastecimento de água (aquedutos); Ruas (largas, geométricas e que conduziam ao centro da cidade); Saneamento; E edifícios (fórum, teatros e recintos desportivos – como o Coliseu).
  • 21. Os edifícios privados (casas) tinham como finalidade a habitação, sendo esteticamente agradáveis. Existem três tipos de casas: Dómus: casas dos grandes senhores, espaçosas, luxuosas. Localizavam-se nos centros urbanos; Villae: casas de campo que pertenciam a proprietários rurais. Símbolo de riqueza. Insulae: prédios com vários andares, em madeira, localizavam-se nos centros urbanos. Eram habitadas por várias famílias, sem condições de habitabilidade.
  • 22. Religião Como os gregos e egípcios, os romanos eram politeístas; Adoptaram os deuses de povos que dominaram (sobretudo dos gregos); Existiam três tipos de culto: O culto familiar, dirigido pelo pater familias ( o pai). Depositavam comida para os deuses em troca de favores. Homenageavam os antepassados;
  • 23. o culto público era prestado nos templos e os sacerdotes, que tinham a capacidade de interpretar as vontades dos deuses, eram os seus organizadores; Os ricos não se dirigiam aos templos, fazendo banquetes nas suas casas; Culto imperial: A partir do momento que se torna Império, o Imperador passou a ser o sacerdote supremo e era ele que dirigia o culto.
  • 24. Cristianismo - origem Surge com Jesus Cristo, apresentado como o Messias ; Este lança novos princípios e valores que deveriam guiar os seres humanos: Igualdade entre os homens; Caridade e fraternidade; Humildade; Condenação da opressão, violência e injustiça.
  • 25. Oposição e crucificação Razões para a oposição e condenação: Mensagem totalmente diferente da difundida pelo Império Romano; Os grupos sociais mais desfavorecidos (escravos, camponeses, pequenos artesãos e comerciantes), aderiram rapidamente, provocando alguma contestação e ameaça contra o Império;
  • 26. Os responsáveis Judeus não o reconheceram como o seu salvador e viram em Jesus Cristo alguém que ameaçava o seu poder. Depois da sua morte, os seus discípulos (apóstolos) continuaram a levar a inovadora mensagem a todo o mundo.
  • 27. Difusão do Cristianismo Várias condições levaram à rápida propagação dos valores defendidos por Jesus Cristo: Duras condições dos escravos e das camadas mais baixas dos cidadãos; As comunidades judaicas espalhadas pelo mundo; Unidade cultural do Império Romano (leis, língua e administração); A boa rede de estradas que permitiu a rápida chegada dos apóstolos; Destruição de Jerusalém.
  • 28. Perseguições A recusa em se submeter ao culto do imperador, provocou repressões nos cristãos; Muitos morreram crucificados, queimados, decapitados ou lançados às feras no circo; Os únicos sítios onde poderiam estar a salvo, eram as catacumbas
  • 29.  
  • 30. Afirmação Em 313, quando número de seguidores era muito elevado, Constantino publica o Édito de Milão, em que dá liberdade de culto aos romanos. Em 391, o Imperador Teodósio proclama o Cristianismo como religião oficial do Império Romano, com o Édito de Salónica.