SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Baixar para ler offline
LIÇÕES BÍBLICAS DE EBD - CPAD
    1º TRIMESTRE DE 2013



LIÇÃO 9 – ELIAS NO MONTE DA
     TRANSFIGURAÇÃO


    Prof. Ms. Natalino das Neves
 www.natalinodasneves.blogspot.com.br


           IEADSJP_EBDTV
REFERÊNCIA                     TEXTO/TEMA
                            “E (Jesus) transfigurou-se diante
                            deles; e o seu rosto resplandeceu
      Texto áureo           como o sol, e as suas vestes se
        (17:2,3)            tornaram brancas como a luz. E eis
                            que lhes apareceram Moisés e
                            Elias, falando com ele”

                            “O aparecimento de Moisés e Elias
                            no Monte da Transfiguração é um
    Verdade prática         testemunho de que a Lei e os
                            Profetas cumpre-se em Cristo, O
                            messias prometido.”

                            Jesus se transfigura diante de
                            Pedro, Tiago e João. Junto e
                            conversando com ele, aparecem
Leitura bíblica em classe   Moisés e Elias. Ouve-se a voz de
          (XX)              Deus confirmando a filiação divina
                            de Jesus e os discípulos caem por
                            terra. As figuras de Moisés e Elias
                            desaparecem.
INTRODUÇÃO

• “Este acontecimento teve como objetivo
  principal demonstrar que Jesus de fato era o
  messias esperado” (Lições Bíblicas, p. 63);

• Elias e Moisés = representantes dos profetas e
  da lei, ambos anunciaram o messias;

• A ênfase é dada à Jesus, o messias anunciado
  pelo próprio Deus como seu filho;

• Marcos (9;1-13) e Lucas (9:28-36) também
  registram o episódio da transfiguração.
I – ELIAS, O MESSIAS E A
    TRANSFIGURAÇÃO
I – ELIAS, O MESSIAS E A
               TRANSFIGURAÇÃO




• Transfiguração

  •   Mudança de aparência ou forma, mas não e
      essência;
  •   A transfiguração evidencia a filiação divina de
      Jesus, um messias diferente do que o povo
      esperava (libertador político).
I – ELIAS, O MESSIAS E A
               TRANSFIGURAÇÃO


• Glória divina

  •   “Uma nuvem luminosa os cobriu” (Mt 17:5) =
      representação da presença de Deus (Ex
      14:19,20; 24:15-17; 1 Rs 8:10,11; Ez 1,4; 10:4);
  •   Experiências de Moisés (Ex 19:33,34) e Elias (1
      Rs 19:9-13) no Monte Sinai/Horebe com a
      presença de Deus;
  •   Este episódio serviu, mais tarde, para evidenciar
      a divindade de Jesus (Mt 17:9).
Sinopse do tópico



“A transfiguração provou para os discípulos
  e para nós aquilo que Jesus sempre fora:
         o verbo divino encarnado.”


     (Lições bíblicas - professor, p. 63)
II – ELIAS, O MESSIAS E A
      RESTAURAÇÃO
II – ELIAS, O MESSIAS E A RESTAURAÇÃO

 •   Tipologia = Moisés (Lei) que anunciara o
     surgimento de um profeta, semelhante a ele
     (libertador), que deveria ser ouvido pelo povo
     (Dt 18:15);
 •   Escatologia = Elias como precursor do messias (Ml
     4:5-6), cumprido em João Batista (Lc 1:17)
     “[...]no espírito e virtude de Elias”:
     •   Confrontação (Mt 3:7);
     •   Ousadia ( Lc 3:1-14);
     •   Rejeição (Mt 11:18).
 •   O testemunho de João Batista serviu         para
     comprovar a messianidade de Jesus.
Sinopse do tópico




“No evento da transfiguração, Moisés
 prefigurava a Lei e Elias os profetas.”


  (Lições bíblicas - professor, p. 64)
III– ELIAS, O MESSIAS E A REJEIÇÃO
III– ELIAS, O MESSIAS E A REJEIÇÃO



• O Messias esperado

  •   O sinal da vinda de Elias como precursor do Messias
      devia ser comprovado (Ml 4:5,6; Mt 17:10);
  •   Jesus afirma que Elias já havia vindo (Mt 17:12-
      13);
  •   Os líderes religiosos da época não enxergaram esse
      sinal. Por isso, a rejeição.
III– ELIAS, O MESSIAS E A REJEIÇÃO


• O Messias rejeitado

  •   O texto da           transfiguração        faz   parte     do
      contexto:
      •   Da confissão de Pedro “Tu és o Cristo, o filho do Deus
          vivo” (Mt 16:13-20);
      •   Do discurso de Jesus sobre a cruz (Mt 16:24-28).


  •   Contraste com a crença                popular      sobre    o
      messias = rejeição.
Sinopse do tópico




“João era o Elias que havia de vir e Jesus
              era o Messias.”


    (Lições bíblicas - professor, p. 65)
IV – ELIAS, O MESSIAS E A
       EXALTAÇÃO
IV – ELIAS, O MESSIAS E A EXALTAÇÃO
• Humilhação

 •   O evento da transfiguração cria uma expectativa
     nos discípulos – “Elias terá de vir para restaurar
     tudo” (Mt 17:11);
 •   Jesus revela que a restauração passa pela
     humilhação - “Assim o Filho do Homem irá sofrer
     da parte deles” (Mt 17:12) – ver também Lc 9:31;
     Fp 2:1-11.
 •   Esse é o objetivo principal do episódio da
     transfiguração: que os discípulos posteriormente
     pudessem entender o “escândalo da cruz”.
 AP – Você aceitaria um messias que pregasse a
 humilhação? Muitos não aceitam hoje.
IV – ELIAS, O MESSIAS E A EXALTAÇÃO

• Exaltação

  •   Pedro ao    ver   Jesus   sendo   humilhado,   o
      rejeitou;
  •   Entretanto, mais experiente, ele escreve sobre o
      episódio da transfiguração e comenta sobre a
      exaltação de Jesus (2 Pe 1:16-17);
  •   Uma pessoa transformada por Deus sabe que o
      importante é a exaltação dada por Deus e não
      pelo ser humano e sistema que domina o mundo.


  AP – Qual exaltação você tem buscado?
Sinopse do tópico



“Jesus deixou claro que a cruz faz parte do
    plano divino para restaurar todas as
                  coisas.”


           (Lições bíblicas, p. 65)
CONSIDERAÇÕES FINAIS
CONSIDERAÇÕES FINAIS

• O evento da transfiguração demonstra que:

  1. As profecias sobre o Messias (Lei e os
     profetas) se cumpriram integralmente em
     Jesus, o Filho de Deus;
  2. O verdadeiro messias passaria pelo caminho
     da humilhação para ser exaltado e restaurar
     todas as coisas;
  3. Em Cristo é antecipado a glória da
     ressurreição e o esplendor final dos salvos.
     (2 Co 3:18)
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


BUIS, Pierre. O livro dos Reis. São Paulo: Paulus, 1997.

CERESKO, Anthony. Introdução ao Antigo Testamento
numa perspectiva libertadora. Rio de Janeiro: Paulus, 1996.

GONÇALVES, José. Porção dobrada. Rio de Janeiro: CPAD,
2012.

LIÇÕES BÍBLICAS. Elias e Eliseu, um ministério de poder
para toda Igreja. 1º trimestre de 2013. Rio de Janeiro:
CPAD, 2012.

MERRILL, Eugene H. História de Israel             no   Antigo
Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2001.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. São
Paulo: Academia Cristã, 2009.

SHREINER, Josef. Palavra e Mensagem         do   Antigo
Testamento. São Paulo: Teológica, 2004.

SICRE, José Luís. Profetismo em Israel: o profeta, os
profetas, a mensagem. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

SWINDOLL, Charles R. Elias: um homem de heroísmo e
humildade. São Paulo: Editora Vida, 2010.

WILSON, Robert R. Profecia e Sociedade no Antigo Israel.
São Paulo: Targumin; Paulus, 2006.
IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de
      Deus de São José dos Pinhais
       www.adsaojosedospinhais.com.br;
         www.redemaoamiga.com.br

       Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva

   Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana

   Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira


       Comentários: Ev. Natalino das Neves
    (www.natalinodasneves.blogspot.com.br;
natalino.neves@ig.com.br; 8409 8094 / 3076 3589)
ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS
 REFERENTE A ESTE ARQUIVO NO LINK
              ABAIXO:


www.youtube.com/watch?v=P-c7s8pxRH4

                 OU

   www.adsaojosedospinhais.combr
     www.redemaoamiga.com.br
 www.natalinodasneves.blogspot.com.br
NO SLIDESHARE,


    BAIXE ESTE ARQUIVO,


CLICANDO NO ÍCONE SUPERIOR:


   “SAVE” ou “DOWNLOAD”.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Licao 3 | Quem é Jesus Cristo? | Escola Sabatina | Power Point
Licao 3 | Quem é Jesus Cristo? | Escola Sabatina | Power PointLicao 3 | Quem é Jesus Cristo? | Escola Sabatina | Power Point
Licao 3 | Quem é Jesus Cristo? | Escola Sabatina | Power Pointjespadill
 
A reforma de saúde numa perspectiva espiritual
A reforma de saúde numa perspectiva espiritualA reforma de saúde numa perspectiva espiritual
A reforma de saúde numa perspectiva espiritualLIBENI7
 
Apostila Evangelhos (Primário - Juniores)
Apostila Evangelhos (Primário - Juniores)Apostila Evangelhos (Primário - Juniores)
Apostila Evangelhos (Primário - Juniores)Escolinha Iigd Cascavel
 
LIÇÃO 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
LIÇÃO 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráterLIÇÃO 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
LIÇÃO 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráterNatalino das Neves Neves
 
Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter
 Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter
Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de CaráterI.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Escola de profetas - João, o Discípulo Amado
Escola de profetas - João, o Discípulo AmadoEscola de profetas - João, o Discípulo Amado
Escola de profetas - João, o Discípulo AmadoEvangelista Oliveira
 
8° Aula Dos Evangelhos - Da aula 1 até a 8
8° Aula Dos Evangelhos - Da aula 1 até a 88° Aula Dos Evangelhos - Da aula 1 até a 8
8° Aula Dos Evangelhos - Da aula 1 até a 8Jefferson Evangelista
 
Infância de Jesus
Infância de JesusInfância de Jesus
Infância de Jesusaprofundar
 
Lição 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
Lição 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráterLição 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
Lição 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráterErberson Pinheiro
 
MINI-CURSO DE TEOLOGIA - CRISTOLOGIA
MINI-CURSO DE TEOLOGIA - CRISTOLOGIAMINI-CURSO DE TEOLOGIA - CRISTOLOGIA
MINI-CURSO DE TEOLOGIA - CRISTOLOGIALeonam dos Santos
 
Introdução ao Livro de Isaías
Introdução ao Livro de IsaíasIntrodução ao Livro de Isaías
Introdução ao Livro de IsaíasRobson Santana
 
Slide de encerramento do 2º trimestre de 2017 - Lição de adultos
Slide de encerramento do 2º trimestre de 2017 - Lição de adultosSlide de encerramento do 2º trimestre de 2017 - Lição de adultos
Slide de encerramento do 2º trimestre de 2017 - Lição de adultosErberson Pinheiro
 
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - LEVITICOS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - LEVITICOSREDESCOBRINDO SUA BIBLIA - LEVITICOS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - LEVITICOSRubens Luz
 
Entre a verdade está aqui
Entre   a verdade está aquiEntre   a verdade está aqui
Entre a verdade está aquiDiego Fortunatto
 
Teologia do antigo testamento a esperança messianica
Teologia do antigo testamento a esperança messianicaTeologia do antigo testamento a esperança messianica
Teologia do antigo testamento a esperança messianicaJose Ventura
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinJeronimo Nunes
 

Mais procurados (20)

Licao 3 | Quem é Jesus Cristo? | Escola Sabatina | Power Point
Licao 3 | Quem é Jesus Cristo? | Escola Sabatina | Power PointLicao 3 | Quem é Jesus Cristo? | Escola Sabatina | Power Point
Licao 3 | Quem é Jesus Cristo? | Escola Sabatina | Power Point
 
A reforma de saúde numa perspectiva espiritual
A reforma de saúde numa perspectiva espiritualA reforma de saúde numa perspectiva espiritual
A reforma de saúde numa perspectiva espiritual
 
Quem é jesus power point
Quem é jesus power pointQuem é jesus power point
Quem é jesus power point
 
1º aula de os evangelhos
1º   aula de os evangelhos1º   aula de os evangelhos
1º aula de os evangelhos
 
Apostila Evangelhos (Primário - Juniores)
Apostila Evangelhos (Primário - Juniores)Apostila Evangelhos (Primário - Juniores)
Apostila Evangelhos (Primário - Juniores)
 
LIÇÃO 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
LIÇÃO 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráterLIÇÃO 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
LIÇÃO 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
 
Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter
 Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter
Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter
 
407
407407
407
 
Escola de profetas - João, o Discípulo Amado
Escola de profetas - João, o Discípulo AmadoEscola de profetas - João, o Discípulo Amado
Escola de profetas - João, o Discípulo Amado
 
8° Aula Dos Evangelhos - Da aula 1 até a 8
8° Aula Dos Evangelhos - Da aula 1 até a 88° Aula Dos Evangelhos - Da aula 1 até a 8
8° Aula Dos Evangelhos - Da aula 1 até a 8
 
Infância de Jesus
Infância de JesusInfância de Jesus
Infância de Jesus
 
Cristianismo flavio josefo
Cristianismo   flavio josefoCristianismo   flavio josefo
Cristianismo flavio josefo
 
Lição 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
Lição 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráterLição 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
Lição 13 - Jesus cristo, o modelo supremo de caráter
 
MINI-CURSO DE TEOLOGIA - CRISTOLOGIA
MINI-CURSO DE TEOLOGIA - CRISTOLOGIAMINI-CURSO DE TEOLOGIA - CRISTOLOGIA
MINI-CURSO DE TEOLOGIA - CRISTOLOGIA
 
Introdução ao Livro de Isaías
Introdução ao Livro de IsaíasIntrodução ao Livro de Isaías
Introdução ao Livro de Isaías
 
Slide de encerramento do 2º trimestre de 2017 - Lição de adultos
Slide de encerramento do 2º trimestre de 2017 - Lição de adultosSlide de encerramento do 2º trimestre de 2017 - Lição de adultos
Slide de encerramento do 2º trimestre de 2017 - Lição de adultos
 
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - LEVITICOS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - LEVITICOSREDESCOBRINDO SUA BIBLIA - LEVITICOS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - LEVITICOS
 
Entre a verdade está aqui
Entre   a verdade está aquiEntre   a verdade está aqui
Entre a verdade está aqui
 
Teologia do antigo testamento a esperança messianica
Teologia do antigo testamento a esperança messianicaTeologia do antigo testamento a esperança messianica
Teologia do antigo testamento a esperança messianica
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
 

Semelhante a 2013 1o tri lição 9_elias no monte da transfiguração

Elias no monte da transfiguração
Elias no monte da transfiguraçãoElias no monte da transfiguração
Elias no monte da transfiguraçãoMoisés Sampaio
 
Elias no monte da transfiguração
Elias no monte da transfiguraçãoElias no monte da transfiguração
Elias no monte da transfiguraçãoGerson Silva
 
Lição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Lição 13 - O Messias: O Legado de IsraelLição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Lição 13 - O Messias: O Legado de IsraelÉder Tomé
 
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdfCristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdfjoabedasilvasouza1
 
44 1, 2 e 3 joão
44  1, 2 e 3 joão44  1, 2 e 3 joão
44 1, 2 e 3 joãoPIB Penha
 
Absg 12-q3-p-l01-t
Absg 12-q3-p-l01-tAbsg 12-q3-p-l01-t
Absg 12-q3-p-l01-tFlor Aranda
 
Um dos doze
Um dos dozeUm dos doze
Um dos dozegospel10
 
Profetas Maiores.pptx
Profetas Maiores.pptxProfetas Maiores.pptx
Profetas Maiores.pptxantonio211075
 
Panorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasPanorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasRespirando Deus
 
Lição 13 a ressurreição de jesus
Lição 13   a ressurreição de jesusLição 13   a ressurreição de jesus
Lição 13 a ressurreição de jesusRegio Davis
 
Comentário: 24° Domingo do Tempo Comum - Ano 2015
Comentário: 24° Domingo do Tempo Comum - Ano 2015Comentário: 24° Domingo do Tempo Comum - Ano 2015
Comentário: 24° Domingo do Tempo Comum - Ano 2015José Lima
 
O estilo de_liderança_de_jesus
O estilo de_liderança_de_jesusO estilo de_liderança_de_jesus
O estilo de_liderança_de_jesusWagna Borges
 
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015João Paulo Silva Mendes
 

Semelhante a 2013 1o tri lição 9_elias no monte da transfiguração (20)

Elias no monte da transfiguração
Elias no monte da transfiguraçãoElias no monte da transfiguração
Elias no monte da transfiguração
 
Elias no monte da transfiguração
Elias no monte da transfiguraçãoElias no monte da transfiguração
Elias no monte da transfiguração
 
lição 09
lição 09lição 09
lição 09
 
Lição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Lição 13 - O Messias: O Legado de IsraelLição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Lição 13 - O Messias: O Legado de Israel
 
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdfCristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
 
44 1, 2 e 3 joão
44  1, 2 e 3 joão44  1, 2 e 3 joão
44 1, 2 e 3 joão
 
Lição 1 Hebreus
Lição 1   HebreusLição 1   Hebreus
Lição 1 Hebreus
 
Absg 12-q3-p-l01-t
Absg 12-q3-p-l01-tAbsg 12-q3-p-l01-t
Absg 12-q3-p-l01-t
 
Um dos doze
Um dos dozeUm dos doze
Um dos doze
 
Trasfigur..
Trasfigur..Trasfigur..
Trasfigur..
 
Profetas Maiores.pptx
Profetas Maiores.pptxProfetas Maiores.pptx
Profetas Maiores.pptx
 
Panorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasPanorama do AT - Isaías
Panorama do AT - Isaías
 
13 A Ressurreição de Jesus
13 A Ressurreição de Jesus13 A Ressurreição de Jesus
13 A Ressurreição de Jesus
 
Lição 13 a ressurreição de jesus
Lição 13   a ressurreição de jesusLição 13   a ressurreição de jesus
Lição 13 a ressurreição de jesus
 
Comentário: 24° Domingo do Tempo Comum - Ano 2015
Comentário: 24° Domingo do Tempo Comum - Ano 2015Comentário: 24° Domingo do Tempo Comum - Ano 2015
Comentário: 24° Domingo do Tempo Comum - Ano 2015
 
O estilo de_liderança_de_jesus
O estilo de_liderança_de_jesusO estilo de_liderança_de_jesus
O estilo de_liderança_de_jesus
 
Trabalho De Religiao
Trabalho De ReligiaoTrabalho De Religiao
Trabalho De Religiao
 
cristologia-1.pptx
cristologia-1.pptxcristologia-1.pptx
cristologia-1.pptx
 
cristologia-1.pptx
cristologia-1.pptxcristologia-1.pptx
cristologia-1.pptx
 
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
 

Mais de Natalino das Neves Neves

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTONatalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Último

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 

Último (20)

MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 

2013 1o tri lição 9_elias no monte da transfiguração

  • 1. LIÇÕES BÍBLICAS DE EBD - CPAD 1º TRIMESTRE DE 2013 LIÇÃO 9 – ELIAS NO MONTE DA TRANSFIGURAÇÃO Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br IEADSJP_EBDTV
  • 2. REFERÊNCIA TEXTO/TEMA “E (Jesus) transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu Texto áureo como o sol, e as suas vestes se (17:2,3) tornaram brancas como a luz. E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele” “O aparecimento de Moisés e Elias no Monte da Transfiguração é um Verdade prática testemunho de que a Lei e os Profetas cumpre-se em Cristo, O messias prometido.” Jesus se transfigura diante de Pedro, Tiago e João. Junto e conversando com ele, aparecem Leitura bíblica em classe Moisés e Elias. Ouve-se a voz de (XX) Deus confirmando a filiação divina de Jesus e os discípulos caem por terra. As figuras de Moisés e Elias desaparecem.
  • 3. INTRODUÇÃO • “Este acontecimento teve como objetivo principal demonstrar que Jesus de fato era o messias esperado” (Lições Bíblicas, p. 63); • Elias e Moisés = representantes dos profetas e da lei, ambos anunciaram o messias; • A ênfase é dada à Jesus, o messias anunciado pelo próprio Deus como seu filho; • Marcos (9;1-13) e Lucas (9:28-36) também registram o episódio da transfiguração.
  • 4. I – ELIAS, O MESSIAS E A TRANSFIGURAÇÃO
  • 5. I – ELIAS, O MESSIAS E A TRANSFIGURAÇÃO • Transfiguração • Mudança de aparência ou forma, mas não e essência; • A transfiguração evidencia a filiação divina de Jesus, um messias diferente do que o povo esperava (libertador político).
  • 6. I – ELIAS, O MESSIAS E A TRANSFIGURAÇÃO • Glória divina • “Uma nuvem luminosa os cobriu” (Mt 17:5) = representação da presença de Deus (Ex 14:19,20; 24:15-17; 1 Rs 8:10,11; Ez 1,4; 10:4); • Experiências de Moisés (Ex 19:33,34) e Elias (1 Rs 19:9-13) no Monte Sinai/Horebe com a presença de Deus; • Este episódio serviu, mais tarde, para evidenciar a divindade de Jesus (Mt 17:9).
  • 7. Sinopse do tópico “A transfiguração provou para os discípulos e para nós aquilo que Jesus sempre fora: o verbo divino encarnado.” (Lições bíblicas - professor, p. 63)
  • 8. II – ELIAS, O MESSIAS E A RESTAURAÇÃO
  • 9. II – ELIAS, O MESSIAS E A RESTAURAÇÃO • Tipologia = Moisés (Lei) que anunciara o surgimento de um profeta, semelhante a ele (libertador), que deveria ser ouvido pelo povo (Dt 18:15); • Escatologia = Elias como precursor do messias (Ml 4:5-6), cumprido em João Batista (Lc 1:17) “[...]no espírito e virtude de Elias”: • Confrontação (Mt 3:7); • Ousadia ( Lc 3:1-14); • Rejeição (Mt 11:18). • O testemunho de João Batista serviu para comprovar a messianidade de Jesus.
  • 10. Sinopse do tópico “No evento da transfiguração, Moisés prefigurava a Lei e Elias os profetas.” (Lições bíblicas - professor, p. 64)
  • 11. III– ELIAS, O MESSIAS E A REJEIÇÃO
  • 12. III– ELIAS, O MESSIAS E A REJEIÇÃO • O Messias esperado • O sinal da vinda de Elias como precursor do Messias devia ser comprovado (Ml 4:5,6; Mt 17:10); • Jesus afirma que Elias já havia vindo (Mt 17:12- 13); • Os líderes religiosos da época não enxergaram esse sinal. Por isso, a rejeição.
  • 13. III– ELIAS, O MESSIAS E A REJEIÇÃO • O Messias rejeitado • O texto da transfiguração faz parte do contexto: • Da confissão de Pedro “Tu és o Cristo, o filho do Deus vivo” (Mt 16:13-20); • Do discurso de Jesus sobre a cruz (Mt 16:24-28). • Contraste com a crença popular sobre o messias = rejeição.
  • 14. Sinopse do tópico “João era o Elias que havia de vir e Jesus era o Messias.” (Lições bíblicas - professor, p. 65)
  • 15. IV – ELIAS, O MESSIAS E A EXALTAÇÃO
  • 16. IV – ELIAS, O MESSIAS E A EXALTAÇÃO • Humilhação • O evento da transfiguração cria uma expectativa nos discípulos – “Elias terá de vir para restaurar tudo” (Mt 17:11); • Jesus revela que a restauração passa pela humilhação - “Assim o Filho do Homem irá sofrer da parte deles” (Mt 17:12) – ver também Lc 9:31; Fp 2:1-11. • Esse é o objetivo principal do episódio da transfiguração: que os discípulos posteriormente pudessem entender o “escândalo da cruz”. AP – Você aceitaria um messias que pregasse a humilhação? Muitos não aceitam hoje.
  • 17. IV – ELIAS, O MESSIAS E A EXALTAÇÃO • Exaltação • Pedro ao ver Jesus sendo humilhado, o rejeitou; • Entretanto, mais experiente, ele escreve sobre o episódio da transfiguração e comenta sobre a exaltação de Jesus (2 Pe 1:16-17); • Uma pessoa transformada por Deus sabe que o importante é a exaltação dada por Deus e não pelo ser humano e sistema que domina o mundo. AP – Qual exaltação você tem buscado?
  • 18. Sinopse do tópico “Jesus deixou claro que a cruz faz parte do plano divino para restaurar todas as coisas.” (Lições bíblicas, p. 65)
  • 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS • O evento da transfiguração demonstra que: 1. As profecias sobre o Messias (Lei e os profetas) se cumpriram integralmente em Jesus, o Filho de Deus; 2. O verdadeiro messias passaria pelo caminho da humilhação para ser exaltado e restaurar todas as coisas; 3. Em Cristo é antecipado a glória da ressurreição e o esplendor final dos salvos. (2 Co 3:18)
  • 21. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BUIS, Pierre. O livro dos Reis. São Paulo: Paulus, 1997. CERESKO, Anthony. Introdução ao Antigo Testamento numa perspectiva libertadora. Rio de Janeiro: Paulus, 1996. GONÇALVES, José. Porção dobrada. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. LIÇÕES BÍBLICAS. Elias e Eliseu, um ministério de poder para toda Igreja. 1º trimestre de 2013. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. MERRILL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2001.
  • 22. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. São Paulo: Academia Cristã, 2009. SHREINER, Josef. Palavra e Mensagem do Antigo Testamento. São Paulo: Teológica, 2004. SICRE, José Luís. Profetismo em Israel: o profeta, os profetas, a mensagem. Rio de Janeiro: Vozes, 2008. SWINDOLL, Charles R. Elias: um homem de heroísmo e humildade. São Paulo: Editora Vida, 2010. WILSON, Robert R. Profecia e Sociedade no Antigo Israel. São Paulo: Targumin; Paulus, 2006.
  • 23. IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br; www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira Comentários: Ev. Natalino das Neves (www.natalinodasneves.blogspot.com.br; natalino.neves@ig.com.br; 8409 8094 / 3076 3589)
  • 24. ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO NO LINK ABAIXO: www.youtube.com/watch?v=P-c7s8pxRH4 OU www.adsaojosedospinhais.combr www.redemaoamiga.com.br www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  • 25. NO SLIDESHARE, BAIXE ESTE ARQUIVO, CLICANDO NO ÍCONE SUPERIOR: “SAVE” ou “DOWNLOAD”.