SlideShare uma empresa Scribd logo
100 DICAS PARA ACERTAR NO
          ENEM 2012/2013
             PARTE 1
    SEMPRE ME ACHEI ‘MEIO’ EXAGERADO COM AS COISAS, E NO
   MAGISTÉRIO EU PRISMO PELO SUCESSO DE MEUS ALUNOS, DOA A
    QUEM DOER, QUE SE VÊEM SEMPRE COM MINHAS “INVENÇÕES”,
                ATIVIDAES E OUTRAS COISAS MAIS...
               VOCÊ É EXAGERADO... ME DIZEM...
    DEPOIS QUE ALCANÇAM O SUCESSO, VEM ME AGRADECER...
                   MAI UMA MINHA: SÓ MINHA:
           100 DICAS PARA SEU ENEM SER SUCESSO...
TENHO CERTEZA... NÃO VOU ERRAR... ALGUMA DESTAS DICAS CAIRÃO
                         EM SUA PROVA....
                QUER APOSTAR ? HÁ HÁ HÁ HÁ...
                    NÃO TEM COMO ERRAR....
                   VENHA DEPOIS ME DIZER....

                       Prof. MARIO FERNANDO DE MORI
DICA 01: O NOVO CÓDIGO
       FLORESTAL
• NESTE 2012, MUITAS COISAS FORAM
  DEBATIDAS SOBRE O NOVO CÓDIGO
  FLORESTAL... JÁ ESTUDADO EM SALA
          DE AULA COMIGO...
  • MAS AINDA ASSIM, VENHO AGORA
 DIZER A VOCÊS ALGUMAS SITUAÇÕES
     DESTE CÓDIGO... NOVO (?) (!)
VISÃO
AMBIENTALISTA
MOVIMENTO VETA DILMA
QUESTÃO SIMULADA SOBRE O
          TEMA 01
              A RESPEITO DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL, LEIA AS FRASES ABAIXO:
1 - O Código Florestal foi criado no período Vargas e, em 1965 (durante a ditadura militar) teve
    alguns artigos regulamentados para a exploração da terra no Brasil por meio de leis que
    estabelecem limites para preservar a vegetação nativa.
2 - Ao longo de todos esses anos, porém, ele sofreu várias modificações e remendos para
    atender a novas exigências e interesses que apareciam. Agora, ambientalistas, ruralistas
    e cientistas concordam que o Código precisa ser refeito para ter uma unidade e se
    adaptar à NOVA realidade brasileira e mundial.
3 - O objetivo, de acordo com o governo, é inviabilizar anistia a desmatadores, beneficiar o
    pequeno produtor e favorecer a preservação ambiental. Para adequar o texto, foi editada
    uma medida provisória com ajustes e acréscimos, que deverá ser analisada e aprovada
    ou não pelo Congresso. Como não houve acordo entre o governo e ruralistas, isso ainda
    não aconteceu.
4 - As principais diferenças entre o antigo e o novo códigos estão relacionadas à área de
    terra em que será permitido o desmate, ao tipo de produtor que poderá fazer isso, ao
    reflorestamento dessa área e à punição para quem já desmatou. Para os ambientalistas e
    especialistas em meio ambiente, as mudanças no Código abrem brechas para aumentar
    o desmatamento e, com isso, podem ameaçar o ciclo das chuvas, a proteção do solo e a
    biodiversidade.
5 - Um dos pontos mais polêmicos é o fato de o novo texto facilitar a ocupação ou
    regularização de propriedades que mantêm plantações e pastos nas chamadas
    Áreas de Preservação Permamente (APPs), como o topo de morros, encostas em
    declive e margens de rios e nascentes. Essas áreas são as mais vulneráveis por
    terem maior probabilidade de serem palco de deslizamento, erosão ou enchente e,
    portanto, precisam ser protegidas. A definição das APPs ficaria a cargo de órgãos
    locais, o que poderia causar a descentralização do Código e provocar diferenças
    enormes entre os Estados.

ESTÃO CORRETAS:
a) Todas as frases
b) Somente as frases 1,2,3,4
c) Somente as frases 2,3,4 e 5
d) Somente as frases 1,2,4 e 5
e) Somente as frases 1,3,4 e 5
DICA 02: CATÁSTROFES
NATURAIS NO BRASIL
ZONA DE CONVERGÊNCIA DO
  ATLÂNTICO SUL - ZCAS
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
       O TEMA 02
A RESPEITO DA ZONA DE CONVERGÊNCIA DO ATLÂNTICO SUL – ZCAS, PODE-SE DIZER
   INCORRETAMENTE:

a) A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) é caracterizada como uma banda
   persistente de precipitação e nebulosidade orientada no sentido noroeste-sudeste, que se
   estende desde o sul da Amazônia até o Atlântico Sul-Central por alguns milhares de
   quilômetros.

b) As variações da ZCAS podem ser atribuídas às frentes (escala sinótica), mudanças
   dentro de uma estação (escala intra-sazonal), El Niño e La Niña (escala interanual),
   variações nas temperaturas do oceano em longo termo (escala interdecadal), além de
   outros motivos.

c) as ZCAS estão associadas à condição de chuvas intensas em algumas regiões e
   estiagem em outras e, dependendo do período que o sistema permaneça, pode haver
   conseqüências graves para agricultura. Vale ressaltar que muitas vezes a formação da
   ZCAS pode ser de extremo beneficio para agricultura, trazendo chuvas as plantações, já
   em outras, as chuvas podem ser intermitentes em algumas localidades, acarretando
   prejuízos econômicos.
d) A ZCAS pode ser considerada como o principal sistema de
   grande escala responsável pelo regime de chuvas sobre o
   Brasil durante o verão austral, que vai de outubro a março. As
   observações indicam que ela tende a se posicionar mais ao
   norte no início do verão, deslocando-se posteriormente para
   o sul, podendo variar de 10 a 15 graus de latitude. Isto resulta
   em situações distintas para determinados locais, conforme a
   região onde ela estaciona.

e) Uma característica marcante desse sistema é a sua
  inconstância. Para a previsão e suas aplicações pode
  acarretar poucos dias de chuvas. Por outro lado, a ZCAS
  pode se fortalecer e inibir durante alguns dias as chuvas de
  convecção. Nos dias em que está ativa pode ter sua
  intensidade variada, podendo produzir dias nublados,
  chuviscos, fortes chuvas, complexos convectivos ou linhas de
  instabilidade. Essas inconstâncias podem ser influenciadas
  pela propagação de convecção intensa próxima ao Equador.
DICA 03: CONFERÊNCIA RIO + 20
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
       O TEMA 03
A RESPEITO DO TEMA RIO + 20, E A TEMÁTICA AMBIENTAL, PODE-SE INFERIR:
1 - Garantir o compromisso político internacional para o desenvolvimento sustentável.
    Este é o principal objetivo da Conferência das Nações Unidas sobre
    Desenvolvimento Sustentável, que foi realizada na cidade do Rio de Janeiro em
    junho de 2012.
2 - Também chamado de Rio+20, o encontro marca o vigésimo aniversário da
    Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, que
    ocorreu na capital carioca em 1992, e os dez anos da Cúpula Mundial sobre
    Desenvolvimento Sustentável, realizada em Joanesburgo (África do Sul) em 2002.
3 - Baseada em três pilares – econômico, social e ambiental –, a Rio+20 tratou
    basicamente de dois temas: a ‘economia verde’ no contexto da erradicação da
    pobreza e a estrutura de governança para o desenvolvimento sustentável no âmbito
    das Nações Unidas.
4 – Os resultados parecem terem sido tímidos, diante das expectativas dos presentes,
    devido ás constantes discursões sobre os termas pilares da referida confer~encia.
    De um lado os países emergentes, que em contrapartida com os países mais ricos
    não chegaram a uma decisão concreta sobre o futuro do mundo pós Protocolo de
    Kyoto.
5 - Numerosas empresas, organizações não governamentais e
  administrações de grandes metrópoles foram muito mais ágeis,
  assertivas e avançadas do que as representações nacionais
  reunidas no encontro oficial. Só para citar alguns exemplos,
  um grupo de 40 megacidades fez um ousado acordo para reduzir
  suas emissões de gases causadores de efeito estufa, numa
  quantidade comparável a toda a emissão anual do México.
6 – Os resultados concretos afirmam que as preocupações são
  alarmantes: A população mundial, hoje em 7 bilhões de pessoas,
  deverá chegar a 9 bilhões em 2050. A demanda por recursos
  naturais, que se tornam cada vez mais escassos, só aumenta. A
  desigualdade econômica só faz aumentar. Sustentabilidade exige
  um padrão de vida decente para todos hoje, sem comprometer as
  necessidades de gerações futuras.
ESTÃO CORRETAS:
a)Todas as frases
b)Somente as frases 1,2,3,4,5
c)Somente as frases 2,3,4,5 e 6
d)Somente as frases 1,2,4,5 e 6
e)Somente as frases 1,3,4, 5 e 6
DICA 04: Construção de Usinas
  Hidrelétricas na Amazônia
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 04
A RESPEITO DO TEMA: CONSTRUÇÃO DE HIDRELÉTRICAS E NA
    AMAZÔNIA, PODE-SE INFERIR QUE:
1 - Usinas hidrelétricas geram eletricidade a partir de dois fatores, a
    queda d’água e a vazão do rio. A potência de uma usina hidrelétrica
    está     associada      ao    produto   destes     dois     fatores.
    Aproveitamento hidrelétrico é economicamente viável desde que
    apresente queda d’água expressiva ou grande vazão. Nem se
    discute se a queda e a vazão são grandes. Usinas de baixa queda
    d’água necessitam de grande vazão.
2 - A Amazônia é uma extensa planície atravessada por rios de grande
    vazão e baixa declividade, com expressiva variação de nível entre a
    época da cheia e da vazante.
3 – O aproveitamento hidrelétrico na Amazônia, para ser
    economicamente viável, requer a formação de grandes
    reservatórios, com alterações ambientais de consequências
    imprevisíveis e altos custos sociais.
4 - Os povos tradicionais, nativos e quilombolas residentes na
   região amazônica não são contemplados com os benefícios
   da energia ali gerada. Há um vazio energético na região,
   basta consultar os mapas disponibilizados pela ONS –
   Operador Nacional do Sistema.
5 - Tomando-se como exemplo a usina hidrelétrica de Tucuruí,
   foram construídos milhares de quilômetros de linhas de
   transmissão de energia elétrica para conectá-la ao SIN –
   Sistema Integrado Nacional, mas nenhum para energizar as
   cidades e comunidades da margem esquerda do Rio
   Amazonas, a região chamada Calha Norte, e em todos os
   sentidos, o projeto deu certo, gerando disponibilidade de
   energia para todas as populações locais envolvidas. .
ESTÃO CORRETAS:
a) Todas as frases
b) Somente as frases 1,2,3,4
c) Somente as frases 2,3,4 e 5
d) Somente as frases 1,2,4 e 5
e) Somente as frases 1,3,4 e 5
TEMA 05: USINA DE BELO
       MONTE
AS IMAGENS DO PROJETO
RELATÓRIO DE IMPACTO
           AMBIENTAL
               •  Geração de expectativas na população local e da região;
                  • Geração de expectativas na população indígena;
             • Aumento da população e da ocupação desordenada do solo;
               • Aumento da pressão sobre as terras e áreas indígenas;
   • Aumento das necessidades por mercadorias e serviços, da oferta de trabalho e maior
                                 movimentação da economia;
• Perda de imóveis e benfeitorias com transferência da população das áreas rural e urbana,
                                perda de atividades produtivas;
                               • Melhorias dos acessos;
• Mudanças na paisagem, vegetação e de ambientes naturais, causadas pela instalação da
                       infra-estrutura de apoio e das obras principais;
  • Aumento do barulho e da poeira com incômodo da população e da fauna, causado pela
                instalação da infra-estrutura de apoio e das obras principais;
• Mudanças no escoamento e na qualidade da água nos igarapés do trecho do reservatório
                           dos canais, com mudanças nos peixes;
    • Alterações nas condições de acesso pelo Rio Xingu das comunidades Indígenas à
                      Altamira, causadas pelas obras no Sítio Pimental;
 • Alteração da qualidade da água do Rio Xingu próximo ao Sítio Pimental e perda de fonte
                     de renda e sustento para as populações indígenas;
                          • Danos ao patrimônio arqueológico;
RELATÓRIO DE IMPACTO
                AMBIENAL
•         Interrupção temporária do escoamento da água no canal da margem esquerda do Xingu, no trecho entre
                        a barragem principal e o núcleo de referência rural São Pedro durante 7 meses;
          •     Retirada de vegetação, com perda de ambientes naturais e recursos extrativistas, causada pela
                                                   formação dos reservatórios;
    •       Mudanças na paisagem e perda de praias e áreas de lazer, causada pela formação dos reservatórios;
                        •     Perda de jazidas de argila devido à formação do reservatório do Xingu;
        •      Mudanças nas espécies de peixes e no tipo de pesca, causada pela formação dos reservatórios;
    •       Alteração na qualidade das águas dos igarapés de Altamira e no reservatório dos canais, causada pela
                                                   formação dos reservatórios;
                      •      Interrupção de acessos viários pela formação do reservatório dos canais;
                 •    Mudanças nas condições de navegação, causada pela formação dos reservatórios;
                                           •   Dinamização da economia regional;
                    •     Interrupção da navegação no trecho de vazão reduzida nos períodos de seca;
      •       Perda de ambientes para reprodução, alimentação e abrigo de peixes e outros animais no trecho de
                                                          vazão reduzida;
      •       Formação de poças, mudanças na qualidade das águas e criação de ambientes para mosquitos que
                                        transmitem doenças no trecho de vazão reduzida;
            •    Prejuízos para a pesca e para outras fontes de renda e sustento no trecho de vazão reduzida
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
       O TEMA 05
A usina hidrelétrica de Belo Monte será construída no rio Xingu, no município de
   Vitória de Xingu, no Pará. A usina será a terceira maior do mundo e a maior
   totalmente brasileira, com capacidade de 11,2 mil megawatts. Os índios do
   Xingu tomam a paisagem com seus cocares, arcos e flechas. Em Altamira, no
   Pará, agricultores,fecharam estradas de uma região que será inundada pelas
   águas da usina. BACOCCINA, D.; QUEIROZ. G.; BORGES, R. Fim do leilão,
   começo da confusão. Istoé Dinheiro. Ano 13, no 655,28 abr. 2010 (adaptado).
Os impasses, resistências e desafios associados à construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte
    estão relacionados
a) ao potencial hidrelétrico dos rios no norte e nordeste quando comparados às bacias hidrográficas
    das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.
b) à necessidade de equilibrar e compatibilizar o investimento no crescimento do país com os
    esforços para a conservação ambiental.
c) à grande quantidade de recursos disponíveis para as obras e à escassez dos recursos
    direcionados para o pagamento pela desapropriação das terras.
d) ao direito histórico dos indígenas à posse dessas terras e à ausência de reconhecimento desse
    direito por parte das empreiteiras.
e) ao aproveitamento da mão de obra especializada disponível na região Norte e o interesse das
    construtoras na vinda de profissionais do Sudeste do país.
TEMA 06: PLANO NACIONAL DE
          ENERGIA
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 06
Observe o gráfico abaixo sobre a evolução da matriz energética do Brasil em dois períodos:
A RESPEITO DO TEMA, MARQUE A CORRETA:
a) Há uma tendência de queda no consumo de fontes de
   energia alternativas, indicando o progresso econômico por
   que passa o país e será o motor de seu desenvolvimento.
b) Os combustíveis fósseis, segundo as projeções do PNE
   tenderão a um decréscimo, e ao mesmo tempo, as fontes
   alternativas, tenderão a um aumento no seu uso.
c) Os derivados da cana de açúcar não será grande, de acordo
   com o gráfico, devido, em grande parte ao insucesso do
   Proálcool, que apesar de seu incipiente sucesso nos anos 70
   e 90 do séc. XX, tende a uma queda, devido aos poderes dos
   usineiros, que inviabilizam este tipo de energia.
d) O Brasil tende a ser autossuficiente em produção de energia
   Nuclear, sendo isso, uma tendência em escala global, e ao
   mesmo tempo, aumentarão os usos dos recursos fósseis,
   devido às descobertas do pré-sal.
e) A energia das hidrelétricas duplicará no período, indicando
   uma constante mudança do governo de buscar fontes mais
   limpas de energia ara os dois períodos destacados.
TEMA 07: A SUSTENTABILIDADE
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 07
OBSERVE A IMAGEM ABAIXO:
A SUSTENTABILIDADE é uma das palavras mais ouvidas da atualidade. A preocupação
    com conservação do meio ambiente e o destino do planeta fazem desta palavra uma
    preocupação mundial.
A respeito do tema, pode-se inferir que:
1 - A sustentabilidade do planeta está totalmente ligada a questões sociais. A degradação do
    planeta e a devastação do meio ambiente contribuem para criações de questões e estudo
    sobre as condições futuras do nosso planeta.
2 - A sustentabilidade do planeta está comprometida devido ao grande crescimento da
    indústria e da população. A riqueza envolvida e a grande procura por acúmulo de capital
    levam muitas empresas e pessoas a deixarem o meio ambiente em segundo lugar.
3 - Quando falamos de sustentabilidade ambiental, pensamos nas multinacionais que
    expelem gases na camada de ozônio. Mas questão também envolve toda a sociedade.
    Cada um na sua individualidade de refletir sobre a sua contribuição para a
    sustentabilidade do meio ambiente.
4 - A sustentabilidade é uma atitude que mostra uma preocupação do sistema capitalista com
    a questão ambiental, sendo por isso, uma atitude que todas as empresas estão tomando,
    com vistas a tornar o mundo mais habitável, e menos pobre.
5 – A imagem acima, retrata uma das questões que mais acentuam as ações a nível global,
    regional e local: as metas do milênio: compõem medidas que buscam solucionar os
    problemas ambientais e sociais, com atitudes tipo perdão das dívidas externas.
ESTÃO CORRETAS:
a) Todas as frases
b) Somente as frases 1,2,3,4
c) Somente as frases 2,3,4 e 5
d) Somente as frases 1,2,e 3
e) Somente as frases 1,3,4 e 5
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
       O TEMA 07
O desenvolvimento sustentável, proclamado generosamente pelo relatório
    Brundtland, em 1987, como "aquele que atende às necessidades do presente
    sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem a suas
    próprias necessidades", gerou impasses na Cúpula da Terra, na Rio-92 e agora
    em Johanesburgo-2002. Uma das razões para isso é a insustentabilidade da
    própria proposta de "desenvolvimento sustentável", que tem como premissa
    uma noção de desenvolvimento predominante desde o pós-guerra e que se
    contrapõe à noção de sustentabilidade.
Adaptado de Acselrad, Henri; Leroy, Jean-Pierre / In Novas premissas da
    Sustentabilidade Democrática. Rio de Janeiro. FASE, 1999.
Esta noção de desenvolvimento NÃO se fundamenta:
a) na expansão mundial dos fluxos de circulação de bens, serviços e capitais.
b) na integração homogeneizadora das sociedades periféricas ao capitalismo central.
c) no progresso econômico dissociado da geração de empregos e do direito ao trabalho.
d) na autonomia dos setores produtivos em relação ao funcionamento do setor
    financeiro.
e) na produção em escala de bens duráveis para um mercado consumidor em
    ampliação.
TEMA 08: A ECONOMIA
      VERDE
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 08
A RESPEITO DO TEMA : ECONOMIA VERDE, PODE-SE DIZER,
1 - Em primeiro lugar, pode se propor a recuperação das áreas verdes,
    desmatadas ou resultantes da degradação e da erosão dos solos e
    manter em pé florestas ainda existentes.
2 - Em segundo lugar pode sinalizar a valorização econômica das
    assim chamadas externalidades como água, solos, ar, nutrientes,
    paisagens, vale dizer, dimensões da natureza (verde) etc. Estes
    elementos não entravam na avaliação de preço dos produtos.
3 - Em terceiro lugar, economia verde, na compreensão do PNUMA
    que a formulou, deve "produzir uma melhoria do bem estar do ser
    humano, a equidade social, ao mesmo tempo que reduz
    significamente os riscos ambientais e a escassez ecológica”.
•
4 – Seguindo essa terceira lógica, implicaria a um outro modo de produção que
    respeita o mais possível o alcance e os limites de um determinado bioma
    (caatinga, cerrado,,amazônico, pampa e outros) e avalia que tipo de
    intervenção pode ser feita sem estressá-lo a ponto de não poder se refazer.
5 - Em quarto lugar, a economia verde pode representar uma vontade
    altamente perversa da voracidade humana, especialmente, das grandes
    corporações, de fazer negócios com o que há de mais sagrado na natureza
    que são os bens comuns da Terra e da Humanidade cuja propriedade deve
    ser coletiva. Entre eles se contam em primeiríssimo lugar, a água, os
    aquíferos, os rios e os oceanos, a atmosfera, as sementes, os solos, as
    terras comunais, os parques naturais, as paisagens, as linguas, a ciência, a
    informação genética, os meios de comunicação, a internet, a saúde e a
    educação entre outros. Como estão intimamente ligados à vida não podem
    ser transformados em mercadoria e entrar no circuito de compra e venda. A
    vida é sagrada e intocável.
ESTÃO CORRETAS:
a) Todas as frases
b) Somente as frases 1,2,3,4
c) Somente as frases 2,3,4 e 5
d) Somente as frases 1,2,e 3
e) Somente as frases 1,3,4 e 5
•
TEMA 09: A QUESTÃO DO LIXO
A SOCIEDADE CONSUMISTA
CONSEGUE CONCILIAR COM O LIXO ?
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 09
Causador de inúmeros problemas, o lixo representa, se tratado de forma
   incorreta, um grande risco à sociedade. Como é gerado de várias
   maneiras, como por exemplo o lixo industrial, hospitalar e residencial, sua
   deposição necessita de um imenso cuidado e controle. Se depositado na
   rua, em dias chuvosos, ele pode entupir bueiros causando alagamentos
   de ruas. Dentre esses problemas, os que oferecem maiores riscos são:
   enchentes e degradação do meio ambiente.
Sobre o tema, PODE-SE DIZER CORRETAMENTE, EXCETO:
a) O que era para ser natural e benéfico à população, como ocorria nas enchentes
   do rio Nilo, no Egito (que adubavam o solo árido e tornava-o propício para a
   agricultura) tornou-se um grave problema para a sociedade graças à ocupação
   desordenada do homem na natureza. As enchentes urbanas são causadas pelo
   entupimento de bueiros pelo lixo, trazendo prejuízo e doenças para as pessoas,
   como a leptospirose.
b)   O lixo também causa a degradação do meio ambiente, pois os materiais
   presentes nesses resíduos, em muitos casos, várias décadas para se
   decompor. Devido a isso, a natureza perde seu equilíbrio e sofre uma alteração
   nos meios bióticos e abióticos, podendo matar muitas espécies, como é o caso
   do lixo jogado em rios que matam peixes daquela área.
c) Um dos tipos de lixo tóxico que mais são produzidos hoje no mundo
   é o chamado lixo eletrônico (em inglês, o e-waste). Lixo eletrônico é
   aquele gerado pelo descarte de televisores, computadores,
   celulares e outros aparelhos eletrônicos que contêm substâncias
   poluentes e que oferecem risco à saúde humana, como o chumbo,
   o mercúrio, o berílio e o cádmio. Menos de 10% desse lixo é
   reciclado.
d) A indústria eletrônica é uma das maiores do planeta. Como a
   demanda do mercado cresce a cada ano - e o tempo de vida útil
   dos produtos é cada vez mais reduzido -, há um aumento de lixo
   eletrônico, que tudo indica já possui soluções de reciclagem, como
   a reutilização feita em quase todos os países do mundo
   desenvolvido e em desenvolvimento.
e) Há também a questão da exportação de lixo, feito pelos países
   desenvolvidos, como por exemplo os Estados Unidos, onde 80% do
   lixo eletrônico é enviado de navio para países asiáticos, como Índia
   e China. África e países da América Latina também são destinos
   comuns para materiais eletrônicos descartados. Em comunidades
   pobres, computadores de segunda mão são reutilizados, mas boa
   parte chega sem quaisquer condições de aproveitamento.
TEMA 10: COMISSÃO DA
      VERDADE
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 10
No ano de 2012, o Governo Federal nomeou um grupo de
  juristas e professores incumbidos de integrar a chamada
                    Comissão da Verdade.
Tal comissão tem por objetivo realizar investigações sobre
   os vários crimes cometidos pelo Estado brasileiro entre
     os anos de 1937 e 1985. Nesse recorte temporal há
         interesse especial em buscar os crimes que
  aconteceram nos dois regimes ditatoriais desse período:
    o Estado Novo, criado no governo de Getúlio Vargas
    entre 1937 e 1945, e a Ditadura Militar, ocorrida entre
                         1964 e 1985.
SOBRE O TEMA, E SEUS CONHECIMENTOS, LEIA AS FRASES
   ABAIXO:
1 - A importância dessa ação se concentra em revelar vários incidentes
   de abuso de poder onde, usualmente, agentes que representavam o
   governo promoveram prisões, torturas e mortes que contrariavam o
   respeito aos direitos humanos e a constituição de uma cultura
   democrática no país. Para tanto, uma série de arquivos mantidos sob
   sigilo serão consultados e nomes envolvidos em tais incidentes
   serão chamados com o intuito de depor nessa mesma comissão.
2 - Ao contrário do que alguns sugerem, a Comissão da Verdade não
   terá poderes para realizar processos criminais contra as pessoas
   que comprovadamente cometeram algum tipo de crime dessa
   natureza. Tal poder punitivo, principalmente no que se refere aos
   fatos ocorridos na Ditadura Militar, não existirá, pois, no ano de 1979,
   o governo brasileiro assinou a Lei da Anistia, que concedeu perdão
   aos militares e militantes de esquerda.
3 – A lei da anistia, só anistiou alguns torturadores, e esse fato sempre
   deixou uma lacuna nas questões judiciais do Brasil a respeito os
   crimes da Ditadura, daí a presidenta Dilma instalar a Comissão da
   verdade, como forma de julgar todos aqueles que não estiveram
   sobre a lei da anistia.
4 – A Comissão da Verdade terá a missão de cumprir a investigação
   de mil crimes acontecidos nessa época. Uma primeira lista de
   crimes foi produzida pela Comissão da Anistia e pela Comissão
   Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos, que contabilizou
   mais de 450 incidentes. Mesmo não tendo função punitiva, a
   Comissão será bastante importante para revelar uma série de
   ações que marcaram essa época.
5 - A partir do trabalho da comissão teremos a exposição pública de
   uma série de documentos que poderão aprofundar nossa
   compreensão sobre a história brasileira e, principalmente, reforçar
   as lutas que marcaram a consolidação do regime democrático em
   nosso país. É importante frisar que o trabalho da Comissão da
   Verdade não pode ter a pretensão de impor uma visão única sobre
   a verdade desse período.
ESTÃO CORRETAS:
a) Todas as frases
b) Somente as frases 1,2,3,4
c) Somente as frases 1,2,4 e 5
d) Somente as frases 1,2,e 3
e) Somente as frases 1,3,4 e 5
TEMA 11: A
PRIMAVERA ÁRABE
O CASO DA SÍRIA
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 11
 Observe o mapa do continente africano a seguir:
Analise os fragmentos de texto para responder às alternativas
                               abaixo
                             TEXTO I:
    “A crise no país iniciou-se como uma consequência dos
   resultados eleitorais obtidos no segundo turno das eleições
   presidenciais, realizadas em 28 de novembro de 2010, que
    deram como vencedor o candidato da oposição, Alassane
   Ouattara, por uma margem estreita de votos. No entanto, a
     intervenção do Conselho Constitucional e a lealdade das
 forças armadas a Gbagbo permitiram-lhe manter-se no poder,
   apesar do parecer desfavorável e da pressão exercida pela
      comunidade internacional. Após meses de tentativa de
       negociação, a crise entrou numa fase decisiva, com a
  intensificação de confrontos entre as forças leais a Gbagbo e
  os grupos paramilitares favoráveis a Ouattara. Apoiado pelas
 tropas da ONU, Ouattara depôs do poder Gbagbo em abril de
 2011. O país africano em questão é o maior produtor mundial
  de cacau e obtém também enorme destaque na produção de
       castanha de caju, além de ser um produtor cafeeiro.”
TEXTO II:
        “A Revolução de Jasmim, correspondeu a uma sucessão de manifestações
      insurrecionais ocorrida no país africano entre dezembro de 2010 e janeiro de 2011
     que levou à saída do presidente da República, Zine el-Abidine Ben Ali, que ocupava
         o cargo desde 1987. As manifestações começaram logo depois do suicídio de
     Mohamed Bouazizi, de 26 anos, vendedor ambulante de frutas e verduras, em Sidi
       Bouzid, quando o jovem ateou fogo no próprio corpo por não suportar mais pagar
       propinas às autoridades para obter licença para trabalhar na rua. Os protestos no
        país prosseguiram ao longo de janeiro de 2011, estimulados por um excessivo
        aumento dos preços dos alimentos básicos, que veio a aumentar a insatisfação
      popular diante do elevado desemprego, das más condições de vida da maior parte
         da população e da corrupção do governo. Quatro semanas de manifestações
    contínuas por todo o país, apesar da repressão, provocaram a fuga de Ben Ali para a
                            Arábia Saudita em 14 de janeiro de 2011.”
                     (Fonte: Wikipédia. Com adaptação.Setembro/2011)
 Buscando suporte no mapa e nos fragmentos acima, pode-se afirmar corretamente que
      os dados dos países contidos nos textos referente aos recentes conflitos na África
    podem ser identificados com os seguintes números no mapa do continente africano:
a) Texto I: Nigéria (país 2); Texto II: Marrocos (país 1).
b) Texto I: Argélia (país 3); Texto II: Costa do Marfim (país 2).
c) Texto I: Egito (país 4): Texto II: Turquia (país 5).
d) Texto I: Argélia (país 1); Texto II: Líbia (país 4).
e) Texto I: Costa do Marfim (país 6); Texto II: Tunísia (país 3).
TEMA 12: PARTICIPAÇÃO DA
VENEZUELA NO MERCOSUL
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 12
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta terça-feira em Brasília, em
   reunião do Mercosul que selou a adesão de seu país ao bloco, que o ingresso
   de seu país inicia um "período de aceleração da história". "“A partir de hoje
   entramos em um novo período de aceleração da história que estamos
   construindo, de mudanças históricas, políticas e geográficas", afirmou o
   venezuelano.

 A RESPEITO DO FATO ACIMA CITADO, PODE-SE FAZER VÁRIAS AFIRMAÇÕES:

1 - A Venezuela que tem reservas de petróleo e gás entre maiores do mundo tem
    buscado nos últimos anos uma industrialização que aumente a perspectiva de
    integrar a produção e empreendimentos conjuntos entre países. Com o ingresso da
    Venezuela, o Mercosul passa a contar com população de 270 milhões de habitantes,
    ou 70% da população da América do Sul.
2 - A Venezuela, maior produtora da América do Sul de petróleo, entrou no bloco graças
    à suspensão temporária do Paraguai, outro membro fundador do Mercosul, após a
    destituição sumária do ex-presidente Fernando Lugo, em junho. O Senado paraguaio
    bloqueava desde 2006 a adesão da Venezuela. O Paraguai está suspenso até as
    eleições de abril de 2013.
3 - Em 2011, o comércio entre Venezuela, Brasil e Argentina foi favorável para os
    dois últimos países com excedentes de 3,325 milhões dólares e 1,847 milhão,
    respectivamente. O Uruguai e o Paraguai registraram um déficit da balança
    comercial, principalmente devido à importação de petróleo, riqueza que torna o
    MERCOSUL, a partir desta entrada, um bloco de grande potencial energético.
4 – Alguns analistas afirmam, que o acréscimo do quinto elemento — o quarto, o
    Paraguai, está suspenso — muda a geopolítica regional e consolida o Mercosul
    como quinta maior economia do mundo, atrás de EUA, China, Alemanha e
    Japão. O ingresso foi oficializado numa cúpula extraordinária, em Brasília, sob
    a presidência pro tempore do Brasil. A medida passará a ter efeito jurídico
    somente a partir de 13 de agosto.
5 - O Mercosul surgiu em 1991 para reforçar a integração regional e como
    ferramenta de parcerias entre Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai
    (temporariamente suspenso). Tem como países associados Bolívia, Chile,
    Colômbia, Equador e Peru, e como observadores o México e a Nova Zelândia.
ESTÃO CORRETAS:
a) Todas as frases
b) Somente as frases 1,2,3,4
c) Somente as frases 1,2,4 e 5
d) Somente as frases 1,2,e 3
e) Somente as frases 1,3,4 e 5
TEMA 13: PRODUÇÃO DE
ENERGIA HIDRELÉTRICA NO
         BRASIL
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 13
A força das águas tem viabilizado a construção de usinas hidrelétricas de grande
      porte no Brasil, sendo Itaipu um exemplo.
Com base nos conhecimentos sobre o desenvolvimento e a questão
      socioambiental, considere as afirmativas a seguir.
I. A retirada das populações das áreas atingidas por construção de hidrelétricas tem
      produzido impactos sociais, como o desenraizamento cultural.
II. Itaipu é um exemplo da prioridade dada à preservação dos hábitats naturais no projeto
      nacional-desenvolvimentista defendido pelos militares pós-64.
III. As incertezas sobre os impactos ambientais com a construção de usinas hidrelétricas
      trouxeram, por desdobramento, a formação de movimentos dos atingidos pelas
      barragens.
IV. A construção de hidrelétricas liga-se, também, à preocupação com a crise energética
      mundial prevista para as próximas décadas.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.
TEMA 14: 30 ANOS DA
GUERRA NAS MALVINAS
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
       O TEMA 14
A Guerra das Malvinas ainda divide Argentina e Inglaterra após 30 anos No dia 2 de abril de 2012, o
   início da guerra pelo controle das Ilhas Malvinas completou 30 anos. O conflito, que durou dois
   meses e meio, marcou uma geração de argentinos e britânicos. Para os britânicos, elas são
   Falkland Islands; para os argentinos, Ilhas Malvinas. No mapa, a distância para o continente sul-
   americano é pequena. Mas, na prática, a viagem é longa. É um voo por semana, que parte do
   Chile. Assim, quem sai da Argentina tem que seguir primeiro para Santiago. Quase oito horas
   depois, chega-se ao destino. A catedral é anglicana. O pastor prega em inglês, a língua oficial,
   apesar de o espanhol constar do currículo escolar. Os jovens entre 16 e 17 anos podem ir para a
   Inglaterra cursar uma faculdade. Tudo por conta do governo britânico. São 3 mil habitantes, 62
   nacionalidades, mas só 29 argentinos.
Adaptado de http://g1.globo.com.

Ocupadas pelos britânicos a partir da década de 1830, ainda hoje, como mostra a reportagem, as
     ilhas mencionadas são alvo de disputas entre Reino Unido e Argentina. A polêmica sobre o
     controle dessas ilhas é acentuada, na atualidade, pela seguinte característica da sociedade
     local:
A) persistência das rivalidades entre as etnias latinas e europeias
B) isolamento da economia em contexto de globalização capitalista
C) vigência de costumes em oposição aos ideais pan-americanistas
D) valorização do nacionalismo por meio da defesa da identidade cultural.
TEMA 15: OS TERREMOTOS
   NO MUNDO EM 2012
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 15
Até a segunda metade do século XIX, pensava-se que o mapa
  do mundo fosse praticamente uma constante. Alguns, porém,
    admitiam a possibilidade da existência de grandes pontes
   terrestres, agora submersas, para explicar as semelhanças
    entre as floras e faunas da América do Sul e da África. De
  acordo com a teoria da tectônica de placas, toda a superfície
   da Terra, inclusive o fundo dos vários oceanos, consiste em
   uma série de placas rochosas sobrepostas. Os continentes
   que vemos são espessamentos das placas que se erguem
                    acima da superfície do mar.
    Adaptado de: DAWKINS, R. O Maior Espetáculo da Terra.
       São Paulo: Companhia das Letras, 2009. p.257-258.
Figura 1: Mapa de Placas Tectônicas.
(SIMIELI, Maria Helena. Geoatlas. São Paulo: Ática, 2000.)
Figura 2: Mapa de Zonas Sísmicas e Vulcões.
(SIMIELI, Maria Helena. Geoatlas. São Paulo: Ática, 2000.)
Com base nas informações contidas no texto, nos mapas e nos conhecimentos
  sobre placas tectônicas, considere as afirmativas a seguir.

I. As placas tectônicas que dividem as Américas da Europa e da África são
     divergentes, comprovando a teoria de Wegener, segundo a qual os
     continentes estão se afastando.
II. As áreas de subducção são locais de encontro de placas tectônicas,
     resultando em formação de cadeias de montanhas, como os Andes e o
     Himalaia.
III. As áreas propensas a tsunamis, como Tailândia e Japão, coincidem com as
     faixas de incidência de choques entre placas tectônicas.
IV. O Brasil não sofre a influência de tsunamis apesar de possuir um vasto
     litoral e de localizar-se em uma área de instabilidade tectônica.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
b) Somente as afirmativas II e III são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.
TEMA 16: A CRISE NA ZONA
        DO EURO
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 16
Com relação à “crise do euro”, que vem afetando vários países europeus, é correto
    afirmar que
a) Na Itália, Berlusconi manteve-se no cargo mesmo após denúncias de poder e de
    abuso sexual, ganhando força com a aprovação da Lei de Estabilidade.
b) Na Grécia, país com maior relação déficit/PIB entre os países europeus,
    surgiram várias manifestações dos sindicatos em decorrência da redução de
    salários e aumento de impostos, como forma de contenção de gastos.
c) Portugal, Itália, Irlanda, Grécia e Espanha são países que tiveram elevados
    gastos públicos, mas, o déficit orçamentário é reduzido ante o tamanho de suas
    economias.
d) Dentre os países europeus em crise, a Espanha é o que apresenta em pior
    situação, pois, além de apresentar uma pequena economia em relação à Itália e
    à Grécia, possui elevada taxa de desemprego.
e) A crise pela qual várias economias europeias vêm passando são reflexo da crise
    que afetou os Estados Unidos em 2008, uma vez que os EUA tinham Grécia,
    Itália, Espanha e Portugal como principais credores.
TEMA 17: ACIDENTE
NUCLEAR NO JAPÃO
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 17
O acidente em Fukushima reaviva o trauma nuclear no Japão e leva o mundo
    a debater se essa fonte de energia é realmente segura e imprescindível.
    Países cancelam ou reavaliam seus planos atômicos.
Fonte: Revista Veja, 23/3/2011.
Considerando o texto e seus conhecimentos referentes à produção, uso e consumo
    da energia nuclear, é incorreto afirmar:
a) A alta do petróleo é um fator favorável para que haja investimentos em energia
    nuclear, considerando o custo benefício.
b) O acidente de Chernobyl assim como o de Fukushima desencadeiam
    movimentos sociais antienergia nuclear.
c) A produção de energia nuclear torna-se uma medida viável para os países com
    limitação de potencial hidrelétrico.
d) A produção de energia nuclear brasileira é sabidamente eficiente por sua origem
    em tecnologia alemã, com altos padrões de exigência para o funcionamento.
e) Outro acidente que marcou a história foi o de Tchernobyl, na Ucrânia, pais hoje
    independente, e que em 1986, fazia parte da ex-URSS.
TEMA 18: AS FONTES DE ENERGIA
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 18
Fontes de energia são fundamentais para o funcionamento da sociedade. Em
    função de alterações climáticas, existe um debate amplo relacionado à
    diversificação da matriz energética e à adoção de fontes de energia renováveis.
Com relação a este tema, marque a alternativa abaixo que NÃO é coerente com os
    debates atuais.
a) Apesar de a utilização de biocombustíveis oferecer vantagens por ser uma fonte de
    energia renovável e emitir menos gases poluentes durante a combustão, diversos
    especialistas defendem que a produção em larga escala pode ter efeitos negativos
    sobre a produção de alimentos.
b) Apesar de ser uma fonte de energia renovável e não emitir poluentes, a energia
    hidrelétrica não está isenta de impactos ambientais.
c) As principais barreiras à opção pela produção de energia nuclear dizem respeito à
    segurança, à disposição dos rejeitos radioativos e à proliferação de armas nucleares,
    além dos custos de construção e manutenção das usinas nucleares.
d) A ausência de tecnologia no setor é apontada como a grande barreira para a
    substituição de derivados do petróleo como uma das principais fontes de energia
    empregadas.
e) Segurança energética significa ter energia suficiente para atender às necessidades de
    uma população de forma confiável e ininterrupta, a um preço razoável.
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 18
2) O gráfico abaixo revela as mudanças ocorridas na matriz
       energética mundial entre 1973 e 2006. Observe-o.
Sobre as causas e as consequências dessas mudanças, assinale a
  alternativa correta:
a) O aumento da participação do carvão resultou do esforço de
   substituição do petróleo por alternativas menos poluentes.
b) O recuo da biomassa resultou da crise do setor de biocombustível,
   que afetou sobretudo o Brasil e os Estados Unidos.
c) A queda da participação da energia hidráulica na matriz energética
   global reflete a escassez de novos investimentos na geração dessa
   forma de energia, cujo potencial já está praticamente esgotado em
   todas as regiões do mundo.
d) Apesar do aumento significativo na matriz energética global, a
   geração de energia nuclear permanece fortemente concentrada nos
   países desenvolvidos.
e) O aumento da participação do gás natural reflete o aumento da
   proporção da energia global consumida pela China, detentora das
   maiores reservas mundiais desse combustível.
TEMA 19: O BRASIL NO
 CENÁRIO MUNDIAL
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
      O TEMA 19
                    BRASIL: POTÊNCIA OU COLÔNIA?
Não há dúvidas de que, em alguns aspectos, a economia brasileira vai bem,
     com seu crescimento puxado pelo forte consumo do mercado interno.
       Também é preciso reconhecer que nos últimos anos o país obteve
  resultados expressivos no que diz respeito às políticas sociais, tendo tirado
   mais de 20 milhões de brasileiros do estado de miséria e elevado mais de
    30 milhões à classe média. Por outro lado, alguns indicadores ainda nos
       envergonham e mostram que estamos muito distantes do mínimo
 necessário para nos considerarmos uma nação em desenvolvimento. Como
       exemplo, podemos citar um quesito fundamental à saúde, que é o
       saneamento ambiental, cujos indicadores são alarmantes (...). Na
    educação, ciência e tecnologia a situação não é diferente(...). No que se
         refere à Política Industrial, a situação também é extremamente
      preocupante, pois o atual modelo econômico nos empurra para uma
       primarização da economia. O fato é que o Brasil está priorizando a
    exportação de commodities em detrimento das exportações de bens de
                             maior valor agregado(...).
NETO, Luiz Aubert. Revista Mercado Comum. Ano XVIII – Ed. 218. p.
     112, 113.Texto adaptado.
Em relação ao texto acima e seu título, são apresentadas as seguintes
     afirmativas:
I. O Brasil mostra características de potência, devido ao valor
     agregado dos seus produtos industrializados.II. Alguns indicadores
     de extrema relevância, como saúde, educação, política industrial
     ainda incluem o país na classificação do subdesenvolvimento.
III. A exportação de commodities, em detrimento das exportações de
     bens de maior valor, coloca o Brasil na categoria de potência.
IV. Os fatores de expressivos resultados nas políticas sociais e o
     crescimento da economia através do fortalecimento do mercado
     interno têm levado a crer que o Brasil está na categoria de
     potência.
Está CORRETO apenas o que se afirma em
a) II e IV
b) II e III
c) I e IV
d) I e II
e) I e III
TEMA 20: CRISE ECONÔMICA
         MUNDIAL
QUESTÃO SIMULADA SOBRE
          O TEMA 20
A crise econômica atual nos países mais desenvolvidos vem dando origens a manifestações      e
    movimentos populares destinados a questionar os fundamentos e o funcionamento dos sistemas
    político e econômico nesses países. Exemplo desses movimentos populares contestatórios, o
    movimento “Ocupe Wall Street” vem ganhando rapidamente adeptos em várias outras cidades
    norte-americanas, bem como europeias e asiáticas.
Sobre tal assunto, assinale a alternativa correta.

a) O “Ocupe Wall Street” é um movimento popular caracterizado pela ausência de uma liderança individual e
    por sua composição por pessoas de várias cores, gêneros e orientações políticas contrárias às decisões
    políticas favoráveis ao sistema financeiro.
b) Nos Estados Unidos, o “Ocupe Wall Street” tem grande semelhança com o movimento “Tea Party”, pois,
    ambos defendem forte atuação do governo com o objetivo de defender a classe trabalhadora
    americana.c) O movimento “Ocupe Wall Street” resultou do grande interesse, nos Estados Unidos, pelo
    debate político levantado pela eleição do Presidente Barak Obama em 2008 e de sua grande
    popularidade.
d) Os participantes do movimento “Ocupe Wall Street” são contrários à utilização de redes sociais disponíveis
    na rede mundial de computadores (Internet), como forma de divulgação de suas ideias, pois as
    consideram comprometidas com o sistema financeiro internacional.
e) Os movimentos populares semelhantes ao “Ocupe Wall Street” são, de modo geral, ligados a partidos
    políticos tradicionais, vistos pelos participantes de tais movimentos como representativos de seus
    interesses junto aos governos de seus países.
•

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

JORNAL ATUAL 28/08/2014
JORNAL ATUAL 28/08/2014JORNAL ATUAL 28/08/2014
JORNAL ATUAL 28/08/2014
PortalCocal
 
Revisao bahiana med_geografia
Revisao bahiana med_geografiaRevisao bahiana med_geografia
Revisao bahiana med_geografia
Ademir Aquino
 
Fechamentodemina
FechamentodeminaFechamentodemina
Fechamentodemina
Paulo Moché
 
Atualidade meio ambiente
Atualidade meio ambienteAtualidade meio ambiente
Atualidade meio ambiente
Bruna Azevedo
 
Países Ricos e Subdesenvolvidos - debate em geografia
Países Ricos e Subdesenvolvidos - debate em geografiaPaíses Ricos e Subdesenvolvidos - debate em geografia
Países Ricos e Subdesenvolvidos - debate em geografia
Charlles Moreira
 
Feira de ciências queimadas
Feira de ciências   queimadasFeira de ciências   queimadas
Feira de ciências queimadas
Marcos Torquato
 
Clipping 31.10 a 6.11
Clipping 31.10 a 6.11Clipping 31.10 a 6.11
Clipping 31.10 a 6.11
Florespi
 
Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21
Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21
Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21
CaioHCaldeira
 
Video questão ambiental
Video questão ambientalVideo questão ambiental
Video questão ambiental
Ana Aparecida Lula da Silva
 
Etanol e Bioeletricidade (UNICA)
Etanol e Bioeletricidade (UNICA)Etanol e Bioeletricidade (UNICA)
Etanol e Bioeletricidade (UNICA)
António Oliveira
 
Desmatamento Na Caatinga
Desmatamento Na CaatingaDesmatamento Na Caatinga
Desmatamento Na Caatinga
Marcelo Luiz
 
2. caderno de geografia
2. caderno de geografia2. caderno de geografia
2. caderno de geografia
profamaroneto
 
Geo A.4_As atividades humanas e a organização do espaço
 Geo A.4_As atividades humanas e a organização do espaço Geo A.4_As atividades humanas e a organização do espaço
Geo A.4_As atividades humanas e a organização do espaço
Idalina Leite
 
RIO OIL & GAS
RIO OIL & GASRIO OIL & GAS
RIO OIL & GAS
André Luiz Bernardes
 
Lista Enem comentada_2017
Lista Enem comentada_2017Lista Enem comentada_2017
Lista Enem comentada_2017
caduatualidades
 
Informativo 3ª edição
Informativo 3ª ediçãoInformativo 3ª edição
Informativo 3ª edição
Victor Ha-Kã Azevedo
 
Revisao uesc geografia
Revisao uesc geografiaRevisao uesc geografia
Revisao uesc geografia
Ademir Aquino
 
Lista enem 2018_geografia
Lista enem 2018_geografiaLista enem 2018_geografia
Lista enem 2018_geografia
CADUCOC
 
7 ano
7 ano7 ano

Mais procurados (19)

JORNAL ATUAL 28/08/2014
JORNAL ATUAL 28/08/2014JORNAL ATUAL 28/08/2014
JORNAL ATUAL 28/08/2014
 
Revisao bahiana med_geografia
Revisao bahiana med_geografiaRevisao bahiana med_geografia
Revisao bahiana med_geografia
 
Fechamentodemina
FechamentodeminaFechamentodemina
Fechamentodemina
 
Atualidade meio ambiente
Atualidade meio ambienteAtualidade meio ambiente
Atualidade meio ambiente
 
Países Ricos e Subdesenvolvidos - debate em geografia
Países Ricos e Subdesenvolvidos - debate em geografiaPaíses Ricos e Subdesenvolvidos - debate em geografia
Países Ricos e Subdesenvolvidos - debate em geografia
 
Feira de ciências queimadas
Feira de ciências   queimadasFeira de ciências   queimadas
Feira de ciências queimadas
 
Clipping 31.10 a 6.11
Clipping 31.10 a 6.11Clipping 31.10 a 6.11
Clipping 31.10 a 6.11
 
Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21
Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21
Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21
 
Video questão ambiental
Video questão ambientalVideo questão ambiental
Video questão ambiental
 
Etanol e Bioeletricidade (UNICA)
Etanol e Bioeletricidade (UNICA)Etanol e Bioeletricidade (UNICA)
Etanol e Bioeletricidade (UNICA)
 
Desmatamento Na Caatinga
Desmatamento Na CaatingaDesmatamento Na Caatinga
Desmatamento Na Caatinga
 
2. caderno de geografia
2. caderno de geografia2. caderno de geografia
2. caderno de geografia
 
Geo A.4_As atividades humanas e a organização do espaço
 Geo A.4_As atividades humanas e a organização do espaço Geo A.4_As atividades humanas e a organização do espaço
Geo A.4_As atividades humanas e a organização do espaço
 
RIO OIL & GAS
RIO OIL & GASRIO OIL & GAS
RIO OIL & GAS
 
Lista Enem comentada_2017
Lista Enem comentada_2017Lista Enem comentada_2017
Lista Enem comentada_2017
 
Informativo 3ª edição
Informativo 3ª ediçãoInformativo 3ª edição
Informativo 3ª edição
 
Revisao uesc geografia
Revisao uesc geografiaRevisao uesc geografia
Revisao uesc geografia
 
Lista enem 2018_geografia
Lista enem 2018_geografiaLista enem 2018_geografia
Lista enem 2018_geografia
 
7 ano
7 ano7 ano
7 ano
 

Destaque

Resumão de história
Resumão de históriaResumão de história
Resumão de história
Íris Ferreira
 
O Cineclube de História como instrumento de prática pedagógica
O Cineclube de História como instrumento de prática pedagógicaO Cineclube de História como instrumento de prática pedagógica
O Cineclube de História como instrumento de prática pedagógica
Renata Cardoso
 
GuimarãEs Conflitos Internacionais
GuimarãEs   Conflitos InternacionaisGuimarãEs   Conflitos Internacionais
GuimarãEs Conflitos Internacionais
ProfMario De Mori
 
Cinema tics
Cinema ticsCinema tics
Cinema tics
Daniela Melo
 
100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM
100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM
100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM
ProfMario De Mori
 
A formação do império feudal 7º anos
A formação do império feudal   7º anosA formação do império feudal   7º anos
A formação do império feudal 7º anos
Íris Ferreira
 
2º Va Grupo 02
2º Va   Grupo 022º Va   Grupo 02
2º Va Grupo 02
ProfMario De Mori
 
Grupo 03
Grupo 03Grupo 03
Grupo 02
Grupo 02Grupo 02
100 DICAS ENEM PARTE 09
100 DICAS ENEM PARTE 09100 DICAS ENEM PARTE 09
100 DICAS ENEM PARTE 09
ProfMario De Mori
 
100 DICAS ENEM PARTE 04
100 DICAS ENEM PARTE 04100 DICAS ENEM PARTE 04
100 DICAS ENEM PARTE 04
ProfMario De Mori
 
.
..
.
..
Aula De Sociologia Do Professor Mario
Aula De Sociologia Do Professor MarioAula De Sociologia Do Professor Mario
Aula De Sociologia Do Professor Mario
ProfMario De Mori
 
100 DICAS ENEM PARTE 06
100 DICAS ENEM PARTE 06100 DICAS ENEM PARTE 06
100 DICAS ENEM PARTE 06
ProfMario De Mori
 
100 DICAS ENEM PARTE 08
100 DICAS ENEM PARTE 08100 DICAS ENEM PARTE 08
100 DICAS ENEM PARTE 08
ProfMario De Mori
 
.
..
100 DICAS ENEM PARTE 07
100 DICAS ENEM PARTE 07100 DICAS ENEM PARTE 07
100 DICAS ENEM PARTE 07
ProfMario De Mori
 
100 DICAS ENEM PARTE 10
100 DICAS ENEM PARTE 10100 DICAS ENEM PARTE 10
100 DICAS ENEM PARTE 10
ProfMario De Mori
 

Destaque (20)

Resumão de história
Resumão de históriaResumão de história
Resumão de história
 
O Cineclube de História como instrumento de prática pedagógica
O Cineclube de História como instrumento de prática pedagógicaO Cineclube de História como instrumento de prática pedagógica
O Cineclube de História como instrumento de prática pedagógica
 
GuimarãEs Conflitos Internacionais
GuimarãEs   Conflitos InternacionaisGuimarãEs   Conflitos Internacionais
GuimarãEs Conflitos Internacionais
 
Cinema tics
Cinema ticsCinema tics
Cinema tics
 
100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM
100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM
100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM
 
A formação do império feudal 7º anos
A formação do império feudal   7º anosA formação do império feudal   7º anos
A formação do império feudal 7º anos
 
2º Va Grupo 02
2º Va   Grupo 022º Va   Grupo 02
2º Va Grupo 02
 
Grupo 03
Grupo 03Grupo 03
Grupo 03
 
Grupo 02
Grupo 02Grupo 02
Grupo 02
 
100 DICAS ENEM PARTE 09
100 DICAS ENEM PARTE 09100 DICAS ENEM PARTE 09
100 DICAS ENEM PARTE 09
 
100 DICAS ENEM PARTE 04
100 DICAS ENEM PARTE 04100 DICAS ENEM PARTE 04
100 DICAS ENEM PARTE 04
 
I mperio biznantino
I mperio biznantinoI mperio biznantino
I mperio biznantino
 
.
..
.
 
.
..
.
 
Aula De Sociologia Do Professor Mario
Aula De Sociologia Do Professor MarioAula De Sociologia Do Professor Mario
Aula De Sociologia Do Professor Mario
 
100 DICAS ENEM PARTE 06
100 DICAS ENEM PARTE 06100 DICAS ENEM PARTE 06
100 DICAS ENEM PARTE 06
 
100 DICAS ENEM PARTE 08
100 DICAS ENEM PARTE 08100 DICAS ENEM PARTE 08
100 DICAS ENEM PARTE 08
 
.
..
.
 
100 DICAS ENEM PARTE 07
100 DICAS ENEM PARTE 07100 DICAS ENEM PARTE 07
100 DICAS ENEM PARTE 07
 
100 DICAS ENEM PARTE 10
100 DICAS ENEM PARTE 10100 DICAS ENEM PARTE 10
100 DICAS ENEM PARTE 10
 

Semelhante a 100 DICAS ENEM PARTE 01

Simulado unicom
Simulado unicomSimulado unicom
Simulado unicom
juniorpsouza
 
Cartilha água direito da terra e fonte da vida
Cartilha água direito da terra e fonte da vidaCartilha água direito da terra e fonte da vida
Cartilha água direito da terra e fonte da vida
Lenildo Araujo
 
Questões Ambientais 2
Questões Ambientais 2Questões Ambientais 2
Questões Ambientais 2
joao paulo
 
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Aline Gomes
 
1 4909307155888210207
1 49093071558882102071 4909307155888210207
1 4909307155888210207
Professora sonhadora
 
Projeto uerj 2014
Projeto uerj 2014Projeto uerj 2014
Projeto uerj 2014
Davi2301
 
A importancia da água
A importancia da águaA importancia da água
A importancia da água
Cleber Reis
 
Cartillha -codigo_florestal
Cartillha  -codigo_florestalCartillha  -codigo_florestal
Cartillha -codigo_florestal
Verônica Muccini
 
DICAS PARA ENEM - CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
DICAS PARA ENEM - CIÊNCIAS HUMANAS  E SUAS TECNOLOGIAS DICAS PARA ENEM - CIÊNCIAS HUMANAS  E SUAS TECNOLOGIAS
DICAS PARA ENEM - CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
Edmar Alves da Cruz
 
Mudanças Climáticas e Impactos nas Metrópoles
Mudanças Climáticas e Impactos nas Metrópoles Mudanças Climáticas e Impactos nas Metrópoles
Mudanças Climáticas e Impactos nas Metrópoles
Ambiente Energia
 
43801 fbds mudancas-climaticas
43801 fbds mudancas-climaticas43801 fbds mudancas-climaticas
43801 fbds mudancas-climaticas
Amanda Tavares
 
A SECA NO NORDESTE E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
A SECA NO NORDESTE E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCOA SECA NO NORDESTE E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
A SECA NO NORDESTE E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
risomar patrícia
 
Artigo código do retrocesso (marcílio luna)
Artigo código do retrocesso  (marcílio luna)Artigo código do retrocesso  (marcílio luna)
Artigo código do retrocesso (marcílio luna)
Projeto Golfinho Rotador
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017
Roberto Rabat Chame
 
Aulã£o upe 14 novembro.
Aulã£o upe 14 novembro.Aulã£o upe 14 novembro.
Aulã£o upe 14 novembro.
Ajudar Pessoas
 
BENEFÍCIOS, PROBLEMAS E SEUS EFEITOS NA REGIÃO DE IMPLANTAÇÃO DO PERÍMETRO IR...
BENEFÍCIOS, PROBLEMAS E SEUS EFEITOS NA REGIÃO DE IMPLANTAÇÃO DO PERÍMETRO IR...BENEFÍCIOS, PROBLEMAS E SEUS EFEITOS NA REGIÃO DE IMPLANTAÇÃO DO PERÍMETRO IR...
BENEFÍCIOS, PROBLEMAS E SEUS EFEITOS NA REGIÃO DE IMPLANTAÇÃO DO PERÍMETRO IR...
Marcos Cavalcante
 
Rio + 20 será que estaremos mais próximos de um sucesso
Rio +   20 será que estaremos mais próximos de um sucessoRio +   20 será que estaremos mais próximos de um sucesso
Rio + 20 será que estaremos mais próximos de um sucesso
Universidade Federal Fluminense
 
Vania2
Vania2Vania2
Apresentação EPL_final
Apresentação EPL_finalApresentação EPL_final
Apresentação EPL_final
Priscilla Santos
 
Poluição
 Poluição Poluição
Poluição
erika_cdias
 

Semelhante a 100 DICAS ENEM PARTE 01 (20)

Simulado unicom
Simulado unicomSimulado unicom
Simulado unicom
 
Cartilha água direito da terra e fonte da vida
Cartilha água direito da terra e fonte da vidaCartilha água direito da terra e fonte da vida
Cartilha água direito da terra e fonte da vida
 
Questões Ambientais 2
Questões Ambientais 2Questões Ambientais 2
Questões Ambientais 2
 
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
 
1 4909307155888210207
1 49093071558882102071 4909307155888210207
1 4909307155888210207
 
Projeto uerj 2014
Projeto uerj 2014Projeto uerj 2014
Projeto uerj 2014
 
A importancia da água
A importancia da águaA importancia da água
A importancia da água
 
Cartillha -codigo_florestal
Cartillha  -codigo_florestalCartillha  -codigo_florestal
Cartillha -codigo_florestal
 
DICAS PARA ENEM - CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
DICAS PARA ENEM - CIÊNCIAS HUMANAS  E SUAS TECNOLOGIAS DICAS PARA ENEM - CIÊNCIAS HUMANAS  E SUAS TECNOLOGIAS
DICAS PARA ENEM - CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
 
Mudanças Climáticas e Impactos nas Metrópoles
Mudanças Climáticas e Impactos nas Metrópoles Mudanças Climáticas e Impactos nas Metrópoles
Mudanças Climáticas e Impactos nas Metrópoles
 
43801 fbds mudancas-climaticas
43801 fbds mudancas-climaticas43801 fbds mudancas-climaticas
43801 fbds mudancas-climaticas
 
A SECA NO NORDESTE E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
A SECA NO NORDESTE E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCOA SECA NO NORDESTE E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
A SECA NO NORDESTE E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
 
Artigo código do retrocesso (marcílio luna)
Artigo código do retrocesso  (marcílio luna)Artigo código do retrocesso  (marcílio luna)
Artigo código do retrocesso (marcílio luna)
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017
 
Aulã£o upe 14 novembro.
Aulã£o upe 14 novembro.Aulã£o upe 14 novembro.
Aulã£o upe 14 novembro.
 
BENEFÍCIOS, PROBLEMAS E SEUS EFEITOS NA REGIÃO DE IMPLANTAÇÃO DO PERÍMETRO IR...
BENEFÍCIOS, PROBLEMAS E SEUS EFEITOS NA REGIÃO DE IMPLANTAÇÃO DO PERÍMETRO IR...BENEFÍCIOS, PROBLEMAS E SEUS EFEITOS NA REGIÃO DE IMPLANTAÇÃO DO PERÍMETRO IR...
BENEFÍCIOS, PROBLEMAS E SEUS EFEITOS NA REGIÃO DE IMPLANTAÇÃO DO PERÍMETRO IR...
 
Rio + 20 será que estaremos mais próximos de um sucesso
Rio +   20 será que estaremos mais próximos de um sucessoRio +   20 será que estaremos mais próximos de um sucesso
Rio + 20 será que estaremos mais próximos de um sucesso
 
Vania2
Vania2Vania2
Vania2
 
Apresentação EPL_final
Apresentação EPL_finalApresentação EPL_final
Apresentação EPL_final
 
Poluição
 Poluição Poluição
Poluição
 

Mais de ProfMario De Mori

ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 2º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 2º ANOS ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 2º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 2º ANOS
ProfMario De Mori
 
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 1º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 1º ANOS ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 1º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 1º ANOS
ProfMario De Mori
 
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 9º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 9º ANOS ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 9º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 9º ANOS
ProfMario De Mori
 
100 DICAS ENEM PARTE 11
100 DICAS ENEM PARTE 11100 DICAS ENEM PARTE 11
100 DICAS ENEM PARTE 11
ProfMario De Mori
 
100 DICAS ENEM PARTE 05
100 DICAS ENEM PARTE 05100 DICAS ENEM PARTE 05
100 DICAS ENEM PARTE 05
ProfMario De Mori
 
100 DICAS ENEM PARTE 03
100 DICAS ENEM PARTE 03100 DICAS ENEM PARTE 03
100 DICAS ENEM PARTE 03
ProfMario De Mori
 
100 DICAS ENEM PARTE 02
100 DICAS ENEM PARTE 02100 DICAS ENEM PARTE 02
100 DICAS ENEM PARTE 02
ProfMario De Mori
 
Aula charges sociologia 2º anos
Aula charges sociologia 2º anosAula charges sociologia 2º anos
Aula charges sociologia 2º anos
ProfMario De Mori
 
Aula atlas 2º anos - 2º BIMESTRE
Aula atlas 2º anos - 2º BIMESTRE Aula atlas 2º anos - 2º BIMESTRE
Aula atlas 2º anos - 2º BIMESTRE
ProfMario De Mori
 
Aula charges sociologia 1º anos
Aula charges sociologia 1º anosAula charges sociologia 1º anos
Aula charges sociologia 1º anos
ProfMario De Mori
 
Aula charges sociologia 1º anos
Aula charges sociologia 1º anosAula charges sociologia 1º anos
Aula charges sociologia 1º anos
ProfMario De Mori
 
Aula atlas 1º anos - 2º BIMESTRE
Aula atlas 1º anos - 2º BIMESTRE Aula atlas 1º anos - 2º BIMESTRE
Aula atlas 1º anos - 2º BIMESTRE
ProfMario De Mori
 
Aula atlas 2º anos
Aula atlas 2º anosAula atlas 2º anos
Aula atlas 2º anos
ProfMario De Mori
 
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 9º anos
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 9º anosAula ATLAS GEOGRÁFICO 9º anos
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 9º anos
ProfMario De Mori
 
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 1º anos
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 1º anosAula ATLAS GEOGRÁFICO 1º anos
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 1º anos
ProfMario De Mori
 
GEOLOGIA E RELEVO DO BRASIL
GEOLOGIA E RELEVO DO BRASIL GEOLOGIA E RELEVO DO BRASIL
GEOLOGIA E RELEVO DO BRASIL
ProfMario De Mori
 
FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI
FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI
FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI
ProfMario De Mori
 
SOLOS E OCUPAÇÃO RURAL NO MUNDO
SOLOS E OCUPAÇÃO RURAL NO MUNDOSOLOS E OCUPAÇÃO RURAL NO MUNDO
SOLOS E OCUPAÇÃO RURAL NO MUNDO
ProfMario De Mori
 
CARTOGRAFIA - 1º ANOS
CARTOGRAFIA - 1º ANOS CARTOGRAFIA - 1º ANOS
CARTOGRAFIA - 1º ANOS
ProfMario De Mori
 
Imagem NãO é Tudo, VisãO MetafíSica
Imagem NãO é Tudo, VisãO MetafíSicaImagem NãO é Tudo, VisãO MetafíSica
Imagem NãO é Tudo, VisãO MetafíSica
ProfMario De Mori
 

Mais de ProfMario De Mori (20)

ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 2º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 2º ANOS ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 2º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 2º ANOS
 
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 1º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 1º ANOS ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 1º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 1º ANOS
 
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 9º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 9º ANOS ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 9º ANOS
ATIVIDADES DAS TIRAS E DO ATLAS 9º ANOS
 
100 DICAS ENEM PARTE 11
100 DICAS ENEM PARTE 11100 DICAS ENEM PARTE 11
100 DICAS ENEM PARTE 11
 
100 DICAS ENEM PARTE 05
100 DICAS ENEM PARTE 05100 DICAS ENEM PARTE 05
100 DICAS ENEM PARTE 05
 
100 DICAS ENEM PARTE 03
100 DICAS ENEM PARTE 03100 DICAS ENEM PARTE 03
100 DICAS ENEM PARTE 03
 
100 DICAS ENEM PARTE 02
100 DICAS ENEM PARTE 02100 DICAS ENEM PARTE 02
100 DICAS ENEM PARTE 02
 
Aula charges sociologia 2º anos
Aula charges sociologia 2º anosAula charges sociologia 2º anos
Aula charges sociologia 2º anos
 
Aula atlas 2º anos - 2º BIMESTRE
Aula atlas 2º anos - 2º BIMESTRE Aula atlas 2º anos - 2º BIMESTRE
Aula atlas 2º anos - 2º BIMESTRE
 
Aula charges sociologia 1º anos
Aula charges sociologia 1º anosAula charges sociologia 1º anos
Aula charges sociologia 1º anos
 
Aula charges sociologia 1º anos
Aula charges sociologia 1º anosAula charges sociologia 1º anos
Aula charges sociologia 1º anos
 
Aula atlas 1º anos - 2º BIMESTRE
Aula atlas 1º anos - 2º BIMESTRE Aula atlas 1º anos - 2º BIMESTRE
Aula atlas 1º anos - 2º BIMESTRE
 
Aula atlas 2º anos
Aula atlas 2º anosAula atlas 2º anos
Aula atlas 2º anos
 
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 9º anos
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 9º anosAula ATLAS GEOGRÁFICO 9º anos
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 9º anos
 
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 1º anos
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 1º anosAula ATLAS GEOGRÁFICO 1º anos
Aula ATLAS GEOGRÁFICO 1º anos
 
GEOLOGIA E RELEVO DO BRASIL
GEOLOGIA E RELEVO DO BRASIL GEOLOGIA E RELEVO DO BRASIL
GEOLOGIA E RELEVO DO BRASIL
 
FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI
FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI
FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI
 
SOLOS E OCUPAÇÃO RURAL NO MUNDO
SOLOS E OCUPAÇÃO RURAL NO MUNDOSOLOS E OCUPAÇÃO RURAL NO MUNDO
SOLOS E OCUPAÇÃO RURAL NO MUNDO
 
CARTOGRAFIA - 1º ANOS
CARTOGRAFIA - 1º ANOS CARTOGRAFIA - 1º ANOS
CARTOGRAFIA - 1º ANOS
 
Imagem NãO é Tudo, VisãO MetafíSica
Imagem NãO é Tudo, VisãO MetafíSicaImagem NãO é Tudo, VisãO MetafíSica
Imagem NãO é Tudo, VisãO MetafíSica
 

Último

Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 

Último (20)

Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 

100 DICAS ENEM PARTE 01

  • 1. 100 DICAS PARA ACERTAR NO ENEM 2012/2013 PARTE 1 SEMPRE ME ACHEI ‘MEIO’ EXAGERADO COM AS COISAS, E NO MAGISTÉRIO EU PRISMO PELO SUCESSO DE MEUS ALUNOS, DOA A QUEM DOER, QUE SE VÊEM SEMPRE COM MINHAS “INVENÇÕES”, ATIVIDAES E OUTRAS COISAS MAIS... VOCÊ É EXAGERADO... ME DIZEM... DEPOIS QUE ALCANÇAM O SUCESSO, VEM ME AGRADECER... MAI UMA MINHA: SÓ MINHA: 100 DICAS PARA SEU ENEM SER SUCESSO... TENHO CERTEZA... NÃO VOU ERRAR... ALGUMA DESTAS DICAS CAIRÃO EM SUA PROVA.... QUER APOSTAR ? HÁ HÁ HÁ HÁ... NÃO TEM COMO ERRAR.... VENHA DEPOIS ME DIZER.... Prof. MARIO FERNANDO DE MORI
  • 2. DICA 01: O NOVO CÓDIGO FLORESTAL • NESTE 2012, MUITAS COISAS FORAM DEBATIDAS SOBRE O NOVO CÓDIGO FLORESTAL... JÁ ESTUDADO EM SALA DE AULA COMIGO... • MAS AINDA ASSIM, VENHO AGORA DIZER A VOCÊS ALGUMAS SITUAÇÕES DESTE CÓDIGO... NOVO (?) (!)
  • 3.
  • 6. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 01 A RESPEITO DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL, LEIA AS FRASES ABAIXO: 1 - O Código Florestal foi criado no período Vargas e, em 1965 (durante a ditadura militar) teve alguns artigos regulamentados para a exploração da terra no Brasil por meio de leis que estabelecem limites para preservar a vegetação nativa. 2 - Ao longo de todos esses anos, porém, ele sofreu várias modificações e remendos para atender a novas exigências e interesses que apareciam. Agora, ambientalistas, ruralistas e cientistas concordam que o Código precisa ser refeito para ter uma unidade e se adaptar à NOVA realidade brasileira e mundial. 3 - O objetivo, de acordo com o governo, é inviabilizar anistia a desmatadores, beneficiar o pequeno produtor e favorecer a preservação ambiental. Para adequar o texto, foi editada uma medida provisória com ajustes e acréscimos, que deverá ser analisada e aprovada ou não pelo Congresso. Como não houve acordo entre o governo e ruralistas, isso ainda não aconteceu. 4 - As principais diferenças entre o antigo e o novo códigos estão relacionadas à área de terra em que será permitido o desmate, ao tipo de produtor que poderá fazer isso, ao reflorestamento dessa área e à punição para quem já desmatou. Para os ambientalistas e especialistas em meio ambiente, as mudanças no Código abrem brechas para aumentar o desmatamento e, com isso, podem ameaçar o ciclo das chuvas, a proteção do solo e a biodiversidade.
  • 7. 5 - Um dos pontos mais polêmicos é o fato de o novo texto facilitar a ocupação ou regularização de propriedades que mantêm plantações e pastos nas chamadas Áreas de Preservação Permamente (APPs), como o topo de morros, encostas em declive e margens de rios e nascentes. Essas áreas são as mais vulneráveis por terem maior probabilidade de serem palco de deslizamento, erosão ou enchente e, portanto, precisam ser protegidas. A definição das APPs ficaria a cargo de órgãos locais, o que poderia causar a descentralização do Código e provocar diferenças enormes entre os Estados. ESTÃO CORRETAS: a) Todas as frases b) Somente as frases 1,2,3,4 c) Somente as frases 2,3,4 e 5 d) Somente as frases 1,2,4 e 5 e) Somente as frases 1,3,4 e 5
  • 9. ZONA DE CONVERGÊNCIA DO ATLÂNTICO SUL - ZCAS
  • 10. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 02 A RESPEITO DA ZONA DE CONVERGÊNCIA DO ATLÂNTICO SUL – ZCAS, PODE-SE DIZER INCORRETAMENTE: a) A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) é caracterizada como uma banda persistente de precipitação e nebulosidade orientada no sentido noroeste-sudeste, que se estende desde o sul da Amazônia até o Atlântico Sul-Central por alguns milhares de quilômetros. b) As variações da ZCAS podem ser atribuídas às frentes (escala sinótica), mudanças dentro de uma estação (escala intra-sazonal), El Niño e La Niña (escala interanual), variações nas temperaturas do oceano em longo termo (escala interdecadal), além de outros motivos. c) as ZCAS estão associadas à condição de chuvas intensas em algumas regiões e estiagem em outras e, dependendo do período que o sistema permaneça, pode haver conseqüências graves para agricultura. Vale ressaltar que muitas vezes a formação da ZCAS pode ser de extremo beneficio para agricultura, trazendo chuvas as plantações, já em outras, as chuvas podem ser intermitentes em algumas localidades, acarretando prejuízos econômicos.
  • 11. d) A ZCAS pode ser considerada como o principal sistema de grande escala responsável pelo regime de chuvas sobre o Brasil durante o verão austral, que vai de outubro a março. As observações indicam que ela tende a se posicionar mais ao norte no início do verão, deslocando-se posteriormente para o sul, podendo variar de 10 a 15 graus de latitude. Isto resulta em situações distintas para determinados locais, conforme a região onde ela estaciona. e) Uma característica marcante desse sistema é a sua inconstância. Para a previsão e suas aplicações pode acarretar poucos dias de chuvas. Por outro lado, a ZCAS pode se fortalecer e inibir durante alguns dias as chuvas de convecção. Nos dias em que está ativa pode ter sua intensidade variada, podendo produzir dias nublados, chuviscos, fortes chuvas, complexos convectivos ou linhas de instabilidade. Essas inconstâncias podem ser influenciadas pela propagação de convecção intensa próxima ao Equador.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 03 A RESPEITO DO TEMA RIO + 20, E A TEMÁTICA AMBIENTAL, PODE-SE INFERIR: 1 - Garantir o compromisso político internacional para o desenvolvimento sustentável. Este é o principal objetivo da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que foi realizada na cidade do Rio de Janeiro em junho de 2012. 2 - Também chamado de Rio+20, o encontro marca o vigésimo aniversário da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, que ocorreu na capital carioca em 1992, e os dez anos da Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, realizada em Joanesburgo (África do Sul) em 2002. 3 - Baseada em três pilares – econômico, social e ambiental –, a Rio+20 tratou basicamente de dois temas: a ‘economia verde’ no contexto da erradicação da pobreza e a estrutura de governança para o desenvolvimento sustentável no âmbito das Nações Unidas. 4 – Os resultados parecem terem sido tímidos, diante das expectativas dos presentes, devido ás constantes discursões sobre os termas pilares da referida confer~encia. De um lado os países emergentes, que em contrapartida com os países mais ricos não chegaram a uma decisão concreta sobre o futuro do mundo pós Protocolo de Kyoto.
  • 18. 5 - Numerosas empresas, organizações não governamentais e administrações de grandes metrópoles foram muito mais ágeis, assertivas e avançadas do que as representações nacionais reunidas no encontro oficial. Só para citar alguns exemplos, um grupo de 40 megacidades fez um ousado acordo para reduzir suas emissões de gases causadores de efeito estufa, numa quantidade comparável a toda a emissão anual do México. 6 – Os resultados concretos afirmam que as preocupações são alarmantes: A população mundial, hoje em 7 bilhões de pessoas, deverá chegar a 9 bilhões em 2050. A demanda por recursos naturais, que se tornam cada vez mais escassos, só aumenta. A desigualdade econômica só faz aumentar. Sustentabilidade exige um padrão de vida decente para todos hoje, sem comprometer as necessidades de gerações futuras.
  • 19. ESTÃO CORRETAS: a)Todas as frases b)Somente as frases 1,2,3,4,5 c)Somente as frases 2,3,4,5 e 6 d)Somente as frases 1,2,4,5 e 6 e)Somente as frases 1,3,4, 5 e 6
  • 20. DICA 04: Construção de Usinas Hidrelétricas na Amazônia
  • 21. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 04 A RESPEITO DO TEMA: CONSTRUÇÃO DE HIDRELÉTRICAS E NA AMAZÔNIA, PODE-SE INFERIR QUE: 1 - Usinas hidrelétricas geram eletricidade a partir de dois fatores, a queda d’água e a vazão do rio. A potência de uma usina hidrelétrica está associada ao produto destes dois fatores. Aproveitamento hidrelétrico é economicamente viável desde que apresente queda d’água expressiva ou grande vazão. Nem se discute se a queda e a vazão são grandes. Usinas de baixa queda d’água necessitam de grande vazão. 2 - A Amazônia é uma extensa planície atravessada por rios de grande vazão e baixa declividade, com expressiva variação de nível entre a época da cheia e da vazante. 3 – O aproveitamento hidrelétrico na Amazônia, para ser economicamente viável, requer a formação de grandes reservatórios, com alterações ambientais de consequências imprevisíveis e altos custos sociais.
  • 22. 4 - Os povos tradicionais, nativos e quilombolas residentes na região amazônica não são contemplados com os benefícios da energia ali gerada. Há um vazio energético na região, basta consultar os mapas disponibilizados pela ONS – Operador Nacional do Sistema. 5 - Tomando-se como exemplo a usina hidrelétrica de Tucuruí, foram construídos milhares de quilômetros de linhas de transmissão de energia elétrica para conectá-la ao SIN – Sistema Integrado Nacional, mas nenhum para energizar as cidades e comunidades da margem esquerda do Rio Amazonas, a região chamada Calha Norte, e em todos os sentidos, o projeto deu certo, gerando disponibilidade de energia para todas as populações locais envolvidas. . ESTÃO CORRETAS: a) Todas as frases b) Somente as frases 1,2,3,4 c) Somente as frases 2,3,4 e 5 d) Somente as frases 1,2,4 e 5 e) Somente as frases 1,3,4 e 5
  • 23. TEMA 05: USINA DE BELO MONTE
  • 24.
  • 25. AS IMAGENS DO PROJETO
  • 26. RELATÓRIO DE IMPACTO AMBIENTAL • Geração de expectativas na população local e da região; • Geração de expectativas na população indígena; • Aumento da população e da ocupação desordenada do solo; • Aumento da pressão sobre as terras e áreas indígenas; • Aumento das necessidades por mercadorias e serviços, da oferta de trabalho e maior movimentação da economia; • Perda de imóveis e benfeitorias com transferência da população das áreas rural e urbana, perda de atividades produtivas; • Melhorias dos acessos; • Mudanças na paisagem, vegetação e de ambientes naturais, causadas pela instalação da infra-estrutura de apoio e das obras principais; • Aumento do barulho e da poeira com incômodo da população e da fauna, causado pela instalação da infra-estrutura de apoio e das obras principais; • Mudanças no escoamento e na qualidade da água nos igarapés do trecho do reservatório dos canais, com mudanças nos peixes; • Alterações nas condições de acesso pelo Rio Xingu das comunidades Indígenas à Altamira, causadas pelas obras no Sítio Pimental; • Alteração da qualidade da água do Rio Xingu próximo ao Sítio Pimental e perda de fonte de renda e sustento para as populações indígenas; • Danos ao patrimônio arqueológico;
  • 27. RELATÓRIO DE IMPACTO AMBIENAL • Interrupção temporária do escoamento da água no canal da margem esquerda do Xingu, no trecho entre a barragem principal e o núcleo de referência rural São Pedro durante 7 meses; • Retirada de vegetação, com perda de ambientes naturais e recursos extrativistas, causada pela formação dos reservatórios; • Mudanças na paisagem e perda de praias e áreas de lazer, causada pela formação dos reservatórios; • Perda de jazidas de argila devido à formação do reservatório do Xingu; • Mudanças nas espécies de peixes e no tipo de pesca, causada pela formação dos reservatórios; • Alteração na qualidade das águas dos igarapés de Altamira e no reservatório dos canais, causada pela formação dos reservatórios; • Interrupção de acessos viários pela formação do reservatório dos canais; • Mudanças nas condições de navegação, causada pela formação dos reservatórios; • Dinamização da economia regional; • Interrupção da navegação no trecho de vazão reduzida nos períodos de seca; • Perda de ambientes para reprodução, alimentação e abrigo de peixes e outros animais no trecho de vazão reduzida; • Formação de poças, mudanças na qualidade das águas e criação de ambientes para mosquitos que transmitem doenças no trecho de vazão reduzida; • Prejuízos para a pesca e para outras fontes de renda e sustento no trecho de vazão reduzida
  • 28. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 05 A usina hidrelétrica de Belo Monte será construída no rio Xingu, no município de Vitória de Xingu, no Pará. A usina será a terceira maior do mundo e a maior totalmente brasileira, com capacidade de 11,2 mil megawatts. Os índios do Xingu tomam a paisagem com seus cocares, arcos e flechas. Em Altamira, no Pará, agricultores,fecharam estradas de uma região que será inundada pelas águas da usina. BACOCCINA, D.; QUEIROZ. G.; BORGES, R. Fim do leilão, começo da confusão. Istoé Dinheiro. Ano 13, no 655,28 abr. 2010 (adaptado). Os impasses, resistências e desafios associados à construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte estão relacionados a) ao potencial hidrelétrico dos rios no norte e nordeste quando comparados às bacias hidrográficas das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. b) à necessidade de equilibrar e compatibilizar o investimento no crescimento do país com os esforços para a conservação ambiental. c) à grande quantidade de recursos disponíveis para as obras e à escassez dos recursos direcionados para o pagamento pela desapropriação das terras. d) ao direito histórico dos indígenas à posse dessas terras e à ausência de reconhecimento desse direito por parte das empreiteiras. e) ao aproveitamento da mão de obra especializada disponível na região Norte e o interesse das construtoras na vinda de profissionais do Sudeste do país.
  • 29. TEMA 06: PLANO NACIONAL DE ENERGIA
  • 30.
  • 31.
  • 32. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 06 Observe o gráfico abaixo sobre a evolução da matriz energética do Brasil em dois períodos:
  • 33. A RESPEITO DO TEMA, MARQUE A CORRETA: a) Há uma tendência de queda no consumo de fontes de energia alternativas, indicando o progresso econômico por que passa o país e será o motor de seu desenvolvimento. b) Os combustíveis fósseis, segundo as projeções do PNE tenderão a um decréscimo, e ao mesmo tempo, as fontes alternativas, tenderão a um aumento no seu uso. c) Os derivados da cana de açúcar não será grande, de acordo com o gráfico, devido, em grande parte ao insucesso do Proálcool, que apesar de seu incipiente sucesso nos anos 70 e 90 do séc. XX, tende a uma queda, devido aos poderes dos usineiros, que inviabilizam este tipo de energia. d) O Brasil tende a ser autossuficiente em produção de energia Nuclear, sendo isso, uma tendência em escala global, e ao mesmo tempo, aumentarão os usos dos recursos fósseis, devido às descobertas do pré-sal. e) A energia das hidrelétricas duplicará no período, indicando uma constante mudança do governo de buscar fontes mais limpas de energia ara os dois períodos destacados.
  • 34. TEMA 07: A SUSTENTABILIDADE
  • 35. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 07 OBSERVE A IMAGEM ABAIXO:
  • 36.
  • 37. A SUSTENTABILIDADE é uma das palavras mais ouvidas da atualidade. A preocupação com conservação do meio ambiente e o destino do planeta fazem desta palavra uma preocupação mundial. A respeito do tema, pode-se inferir que: 1 - A sustentabilidade do planeta está totalmente ligada a questões sociais. A degradação do planeta e a devastação do meio ambiente contribuem para criações de questões e estudo sobre as condições futuras do nosso planeta. 2 - A sustentabilidade do planeta está comprometida devido ao grande crescimento da indústria e da população. A riqueza envolvida e a grande procura por acúmulo de capital levam muitas empresas e pessoas a deixarem o meio ambiente em segundo lugar. 3 - Quando falamos de sustentabilidade ambiental, pensamos nas multinacionais que expelem gases na camada de ozônio. Mas questão também envolve toda a sociedade. Cada um na sua individualidade de refletir sobre a sua contribuição para a sustentabilidade do meio ambiente. 4 - A sustentabilidade é uma atitude que mostra uma preocupação do sistema capitalista com a questão ambiental, sendo por isso, uma atitude que todas as empresas estão tomando, com vistas a tornar o mundo mais habitável, e menos pobre. 5 – A imagem acima, retrata uma das questões que mais acentuam as ações a nível global, regional e local: as metas do milênio: compõem medidas que buscam solucionar os problemas ambientais e sociais, com atitudes tipo perdão das dívidas externas. ESTÃO CORRETAS: a) Todas as frases b) Somente as frases 1,2,3,4 c) Somente as frases 2,3,4 e 5 d) Somente as frases 1,2,e 3 e) Somente as frases 1,3,4 e 5
  • 38. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 07 O desenvolvimento sustentável, proclamado generosamente pelo relatório Brundtland, em 1987, como "aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem a suas próprias necessidades", gerou impasses na Cúpula da Terra, na Rio-92 e agora em Johanesburgo-2002. Uma das razões para isso é a insustentabilidade da própria proposta de "desenvolvimento sustentável", que tem como premissa uma noção de desenvolvimento predominante desde o pós-guerra e que se contrapõe à noção de sustentabilidade. Adaptado de Acselrad, Henri; Leroy, Jean-Pierre / In Novas premissas da Sustentabilidade Democrática. Rio de Janeiro. FASE, 1999. Esta noção de desenvolvimento NÃO se fundamenta: a) na expansão mundial dos fluxos de circulação de bens, serviços e capitais. b) na integração homogeneizadora das sociedades periféricas ao capitalismo central. c) no progresso econômico dissociado da geração de empregos e do direito ao trabalho. d) na autonomia dos setores produtivos em relação ao funcionamento do setor financeiro. e) na produção em escala de bens duráveis para um mercado consumidor em ampliação.
  • 39. TEMA 08: A ECONOMIA VERDE
  • 40.
  • 41.
  • 42. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 08 A RESPEITO DO TEMA : ECONOMIA VERDE, PODE-SE DIZER, 1 - Em primeiro lugar, pode se propor a recuperação das áreas verdes, desmatadas ou resultantes da degradação e da erosão dos solos e manter em pé florestas ainda existentes. 2 - Em segundo lugar pode sinalizar a valorização econômica das assim chamadas externalidades como água, solos, ar, nutrientes, paisagens, vale dizer, dimensões da natureza (verde) etc. Estes elementos não entravam na avaliação de preço dos produtos. 3 - Em terceiro lugar, economia verde, na compreensão do PNUMA que a formulou, deve "produzir uma melhoria do bem estar do ser humano, a equidade social, ao mesmo tempo que reduz significamente os riscos ambientais e a escassez ecológica”. •
  • 43. 4 – Seguindo essa terceira lógica, implicaria a um outro modo de produção que respeita o mais possível o alcance e os limites de um determinado bioma (caatinga, cerrado,,amazônico, pampa e outros) e avalia que tipo de intervenção pode ser feita sem estressá-lo a ponto de não poder se refazer. 5 - Em quarto lugar, a economia verde pode representar uma vontade altamente perversa da voracidade humana, especialmente, das grandes corporações, de fazer negócios com o que há de mais sagrado na natureza que são os bens comuns da Terra e da Humanidade cuja propriedade deve ser coletiva. Entre eles se contam em primeiríssimo lugar, a água, os aquíferos, os rios e os oceanos, a atmosfera, as sementes, os solos, as terras comunais, os parques naturais, as paisagens, as linguas, a ciência, a informação genética, os meios de comunicação, a internet, a saúde e a educação entre outros. Como estão intimamente ligados à vida não podem ser transformados em mercadoria e entrar no circuito de compra e venda. A vida é sagrada e intocável. ESTÃO CORRETAS: a) Todas as frases b) Somente as frases 1,2,3,4 c) Somente as frases 2,3,4 e 5 d) Somente as frases 1,2,e 3 e) Somente as frases 1,3,4 e 5 •
  • 44. TEMA 09: A QUESTÃO DO LIXO
  • 45. A SOCIEDADE CONSUMISTA CONSEGUE CONCILIAR COM O LIXO ?
  • 46. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 09 Causador de inúmeros problemas, o lixo representa, se tratado de forma incorreta, um grande risco à sociedade. Como é gerado de várias maneiras, como por exemplo o lixo industrial, hospitalar e residencial, sua deposição necessita de um imenso cuidado e controle. Se depositado na rua, em dias chuvosos, ele pode entupir bueiros causando alagamentos de ruas. Dentre esses problemas, os que oferecem maiores riscos são: enchentes e degradação do meio ambiente. Sobre o tema, PODE-SE DIZER CORRETAMENTE, EXCETO: a) O que era para ser natural e benéfico à população, como ocorria nas enchentes do rio Nilo, no Egito (que adubavam o solo árido e tornava-o propício para a agricultura) tornou-se um grave problema para a sociedade graças à ocupação desordenada do homem na natureza. As enchentes urbanas são causadas pelo entupimento de bueiros pelo lixo, trazendo prejuízo e doenças para as pessoas, como a leptospirose. b) O lixo também causa a degradação do meio ambiente, pois os materiais presentes nesses resíduos, em muitos casos, várias décadas para se decompor. Devido a isso, a natureza perde seu equilíbrio e sofre uma alteração nos meios bióticos e abióticos, podendo matar muitas espécies, como é o caso do lixo jogado em rios que matam peixes daquela área.
  • 47. c) Um dos tipos de lixo tóxico que mais são produzidos hoje no mundo é o chamado lixo eletrônico (em inglês, o e-waste). Lixo eletrônico é aquele gerado pelo descarte de televisores, computadores, celulares e outros aparelhos eletrônicos que contêm substâncias poluentes e que oferecem risco à saúde humana, como o chumbo, o mercúrio, o berílio e o cádmio. Menos de 10% desse lixo é reciclado. d) A indústria eletrônica é uma das maiores do planeta. Como a demanda do mercado cresce a cada ano - e o tempo de vida útil dos produtos é cada vez mais reduzido -, há um aumento de lixo eletrônico, que tudo indica já possui soluções de reciclagem, como a reutilização feita em quase todos os países do mundo desenvolvido e em desenvolvimento. e) Há também a questão da exportação de lixo, feito pelos países desenvolvidos, como por exemplo os Estados Unidos, onde 80% do lixo eletrônico é enviado de navio para países asiáticos, como Índia e China. África e países da América Latina também são destinos comuns para materiais eletrônicos descartados. Em comunidades pobres, computadores de segunda mão são reutilizados, mas boa parte chega sem quaisquer condições de aproveitamento.
  • 48. TEMA 10: COMISSÃO DA VERDADE
  • 49.
  • 50.
  • 51.
  • 52.
  • 53. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 10 No ano de 2012, o Governo Federal nomeou um grupo de juristas e professores incumbidos de integrar a chamada Comissão da Verdade. Tal comissão tem por objetivo realizar investigações sobre os vários crimes cometidos pelo Estado brasileiro entre os anos de 1937 e 1985. Nesse recorte temporal há interesse especial em buscar os crimes que aconteceram nos dois regimes ditatoriais desse período: o Estado Novo, criado no governo de Getúlio Vargas entre 1937 e 1945, e a Ditadura Militar, ocorrida entre 1964 e 1985.
  • 54. SOBRE O TEMA, E SEUS CONHECIMENTOS, LEIA AS FRASES ABAIXO: 1 - A importância dessa ação se concentra em revelar vários incidentes de abuso de poder onde, usualmente, agentes que representavam o governo promoveram prisões, torturas e mortes que contrariavam o respeito aos direitos humanos e a constituição de uma cultura democrática no país. Para tanto, uma série de arquivos mantidos sob sigilo serão consultados e nomes envolvidos em tais incidentes serão chamados com o intuito de depor nessa mesma comissão. 2 - Ao contrário do que alguns sugerem, a Comissão da Verdade não terá poderes para realizar processos criminais contra as pessoas que comprovadamente cometeram algum tipo de crime dessa natureza. Tal poder punitivo, principalmente no que se refere aos fatos ocorridos na Ditadura Militar, não existirá, pois, no ano de 1979, o governo brasileiro assinou a Lei da Anistia, que concedeu perdão aos militares e militantes de esquerda. 3 – A lei da anistia, só anistiou alguns torturadores, e esse fato sempre deixou uma lacuna nas questões judiciais do Brasil a respeito os crimes da Ditadura, daí a presidenta Dilma instalar a Comissão da verdade, como forma de julgar todos aqueles que não estiveram sobre a lei da anistia.
  • 55. 4 – A Comissão da Verdade terá a missão de cumprir a investigação de mil crimes acontecidos nessa época. Uma primeira lista de crimes foi produzida pela Comissão da Anistia e pela Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos, que contabilizou mais de 450 incidentes. Mesmo não tendo função punitiva, a Comissão será bastante importante para revelar uma série de ações que marcaram essa época. 5 - A partir do trabalho da comissão teremos a exposição pública de uma série de documentos que poderão aprofundar nossa compreensão sobre a história brasileira e, principalmente, reforçar as lutas que marcaram a consolidação do regime democrático em nosso país. É importante frisar que o trabalho da Comissão da Verdade não pode ter a pretensão de impor uma visão única sobre a verdade desse período. ESTÃO CORRETAS: a) Todas as frases b) Somente as frases 1,2,3,4 c) Somente as frases 1,2,4 e 5 d) Somente as frases 1,2,e 3 e) Somente as frases 1,3,4 e 5
  • 57.
  • 58.
  • 59. O CASO DA SÍRIA
  • 60. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 11 Observe o mapa do continente africano a seguir:
  • 61. Analise os fragmentos de texto para responder às alternativas abaixo TEXTO I: “A crise no país iniciou-se como uma consequência dos resultados eleitorais obtidos no segundo turno das eleições presidenciais, realizadas em 28 de novembro de 2010, que deram como vencedor o candidato da oposição, Alassane Ouattara, por uma margem estreita de votos. No entanto, a intervenção do Conselho Constitucional e a lealdade das forças armadas a Gbagbo permitiram-lhe manter-se no poder, apesar do parecer desfavorável e da pressão exercida pela comunidade internacional. Após meses de tentativa de negociação, a crise entrou numa fase decisiva, com a intensificação de confrontos entre as forças leais a Gbagbo e os grupos paramilitares favoráveis a Ouattara. Apoiado pelas tropas da ONU, Ouattara depôs do poder Gbagbo em abril de 2011. O país africano em questão é o maior produtor mundial de cacau e obtém também enorme destaque na produção de castanha de caju, além de ser um produtor cafeeiro.”
  • 62. TEXTO II: “A Revolução de Jasmim, correspondeu a uma sucessão de manifestações insurrecionais ocorrida no país africano entre dezembro de 2010 e janeiro de 2011 que levou à saída do presidente da República, Zine el-Abidine Ben Ali, que ocupava o cargo desde 1987. As manifestações começaram logo depois do suicídio de Mohamed Bouazizi, de 26 anos, vendedor ambulante de frutas e verduras, em Sidi Bouzid, quando o jovem ateou fogo no próprio corpo por não suportar mais pagar propinas às autoridades para obter licença para trabalhar na rua. Os protestos no país prosseguiram ao longo de janeiro de 2011, estimulados por um excessivo aumento dos preços dos alimentos básicos, que veio a aumentar a insatisfação popular diante do elevado desemprego, das más condições de vida da maior parte da população e da corrupção do governo. Quatro semanas de manifestações contínuas por todo o país, apesar da repressão, provocaram a fuga de Ben Ali para a Arábia Saudita em 14 de janeiro de 2011.” (Fonte: Wikipédia. Com adaptação.Setembro/2011) Buscando suporte no mapa e nos fragmentos acima, pode-se afirmar corretamente que os dados dos países contidos nos textos referente aos recentes conflitos na África podem ser identificados com os seguintes números no mapa do continente africano: a) Texto I: Nigéria (país 2); Texto II: Marrocos (país 1). b) Texto I: Argélia (país 3); Texto II: Costa do Marfim (país 2). c) Texto I: Egito (país 4): Texto II: Turquia (país 5). d) Texto I: Argélia (país 1); Texto II: Líbia (país 4). e) Texto I: Costa do Marfim (país 6); Texto II: Tunísia (país 3).
  • 63. TEMA 12: PARTICIPAÇÃO DA VENEZUELA NO MERCOSUL
  • 64.
  • 65.
  • 66.
  • 67. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 12 O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta terça-feira em Brasília, em reunião do Mercosul que selou a adesão de seu país ao bloco, que o ingresso de seu país inicia um "período de aceleração da história". "“A partir de hoje entramos em um novo período de aceleração da história que estamos construindo, de mudanças históricas, políticas e geográficas", afirmou o venezuelano. A RESPEITO DO FATO ACIMA CITADO, PODE-SE FAZER VÁRIAS AFIRMAÇÕES: 1 - A Venezuela que tem reservas de petróleo e gás entre maiores do mundo tem buscado nos últimos anos uma industrialização que aumente a perspectiva de integrar a produção e empreendimentos conjuntos entre países. Com o ingresso da Venezuela, o Mercosul passa a contar com população de 270 milhões de habitantes, ou 70% da população da América do Sul. 2 - A Venezuela, maior produtora da América do Sul de petróleo, entrou no bloco graças à suspensão temporária do Paraguai, outro membro fundador do Mercosul, após a destituição sumária do ex-presidente Fernando Lugo, em junho. O Senado paraguaio bloqueava desde 2006 a adesão da Venezuela. O Paraguai está suspenso até as eleições de abril de 2013.
  • 68. 3 - Em 2011, o comércio entre Venezuela, Brasil e Argentina foi favorável para os dois últimos países com excedentes de 3,325 milhões dólares e 1,847 milhão, respectivamente. O Uruguai e o Paraguai registraram um déficit da balança comercial, principalmente devido à importação de petróleo, riqueza que torna o MERCOSUL, a partir desta entrada, um bloco de grande potencial energético. 4 – Alguns analistas afirmam, que o acréscimo do quinto elemento — o quarto, o Paraguai, está suspenso — muda a geopolítica regional e consolida o Mercosul como quinta maior economia do mundo, atrás de EUA, China, Alemanha e Japão. O ingresso foi oficializado numa cúpula extraordinária, em Brasília, sob a presidência pro tempore do Brasil. A medida passará a ter efeito jurídico somente a partir de 13 de agosto. 5 - O Mercosul surgiu em 1991 para reforçar a integração regional e como ferramenta de parcerias entre Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai (temporariamente suspenso). Tem como países associados Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru, e como observadores o México e a Nova Zelândia. ESTÃO CORRETAS: a) Todas as frases b) Somente as frases 1,2,3,4 c) Somente as frases 1,2,4 e 5 d) Somente as frases 1,2,e 3 e) Somente as frases 1,3,4 e 5
  • 69. TEMA 13: PRODUÇÃO DE ENERGIA HIDRELÉTRICA NO BRASIL
  • 70.
  • 71.
  • 72.
  • 73.
  • 74. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 13 A força das águas tem viabilizado a construção de usinas hidrelétricas de grande porte no Brasil, sendo Itaipu um exemplo. Com base nos conhecimentos sobre o desenvolvimento e a questão socioambiental, considere as afirmativas a seguir. I. A retirada das populações das áreas atingidas por construção de hidrelétricas tem produzido impactos sociais, como o desenraizamento cultural. II. Itaipu é um exemplo da prioridade dada à preservação dos hábitats naturais no projeto nacional-desenvolvimentista defendido pelos militares pós-64. III. As incertezas sobre os impactos ambientais com a construção de usinas hidrelétricas trouxeram, por desdobramento, a formação de movimentos dos atingidos pelas barragens. IV. A construção de hidrelétricas liga-se, também, à preocupação com a crise energética mundial prevista para as próximas décadas. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I e II são corretas. b) Somente as afirmativas II e IV são corretas. c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.
  • 75. TEMA 14: 30 ANOS DA GUERRA NAS MALVINAS
  • 76.
  • 77.
  • 78.
  • 79.
  • 80.
  • 81.
  • 82. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 14 A Guerra das Malvinas ainda divide Argentina e Inglaterra após 30 anos No dia 2 de abril de 2012, o início da guerra pelo controle das Ilhas Malvinas completou 30 anos. O conflito, que durou dois meses e meio, marcou uma geração de argentinos e britânicos. Para os britânicos, elas são Falkland Islands; para os argentinos, Ilhas Malvinas. No mapa, a distância para o continente sul- americano é pequena. Mas, na prática, a viagem é longa. É um voo por semana, que parte do Chile. Assim, quem sai da Argentina tem que seguir primeiro para Santiago. Quase oito horas depois, chega-se ao destino. A catedral é anglicana. O pastor prega em inglês, a língua oficial, apesar de o espanhol constar do currículo escolar. Os jovens entre 16 e 17 anos podem ir para a Inglaterra cursar uma faculdade. Tudo por conta do governo britânico. São 3 mil habitantes, 62 nacionalidades, mas só 29 argentinos. Adaptado de http://g1.globo.com. Ocupadas pelos britânicos a partir da década de 1830, ainda hoje, como mostra a reportagem, as ilhas mencionadas são alvo de disputas entre Reino Unido e Argentina. A polêmica sobre o controle dessas ilhas é acentuada, na atualidade, pela seguinte característica da sociedade local: A) persistência das rivalidades entre as etnias latinas e europeias B) isolamento da economia em contexto de globalização capitalista C) vigência de costumes em oposição aos ideais pan-americanistas D) valorização do nacionalismo por meio da defesa da identidade cultural.
  • 83. TEMA 15: OS TERREMOTOS NO MUNDO EM 2012
  • 84.
  • 85.
  • 86. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 15 Até a segunda metade do século XIX, pensava-se que o mapa do mundo fosse praticamente uma constante. Alguns, porém, admitiam a possibilidade da existência de grandes pontes terrestres, agora submersas, para explicar as semelhanças entre as floras e faunas da América do Sul e da África. De acordo com a teoria da tectônica de placas, toda a superfície da Terra, inclusive o fundo dos vários oceanos, consiste em uma série de placas rochosas sobrepostas. Os continentes que vemos são espessamentos das placas que se erguem acima da superfície do mar. Adaptado de: DAWKINS, R. O Maior Espetáculo da Terra. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. p.257-258.
  • 87. Figura 1: Mapa de Placas Tectônicas. (SIMIELI, Maria Helena. Geoatlas. São Paulo: Ática, 2000.)
  • 88. Figura 2: Mapa de Zonas Sísmicas e Vulcões. (SIMIELI, Maria Helena. Geoatlas. São Paulo: Ática, 2000.)
  • 89. Com base nas informações contidas no texto, nos mapas e nos conhecimentos sobre placas tectônicas, considere as afirmativas a seguir. I. As placas tectônicas que dividem as Américas da Europa e da África são divergentes, comprovando a teoria de Wegener, segundo a qual os continentes estão se afastando. II. As áreas de subducção são locais de encontro de placas tectônicas, resultando em formação de cadeias de montanhas, como os Andes e o Himalaia. III. As áreas propensas a tsunamis, como Tailândia e Japão, coincidem com as faixas de incidência de choques entre placas tectônicas. IV. O Brasil não sofre a influência de tsunamis apesar de possuir um vasto litoral e de localizar-se em uma área de instabilidade tectônica. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I e IV são corretas. b) Somente as afirmativas II e III são corretas. c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. e) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.
  • 90. TEMA 16: A CRISE NA ZONA DO EURO
  • 91.
  • 92.
  • 93.
  • 94.
  • 95.
  • 96.
  • 97. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 16 Com relação à “crise do euro”, que vem afetando vários países europeus, é correto afirmar que a) Na Itália, Berlusconi manteve-se no cargo mesmo após denúncias de poder e de abuso sexual, ganhando força com a aprovação da Lei de Estabilidade. b) Na Grécia, país com maior relação déficit/PIB entre os países europeus, surgiram várias manifestações dos sindicatos em decorrência da redução de salários e aumento de impostos, como forma de contenção de gastos. c) Portugal, Itália, Irlanda, Grécia e Espanha são países que tiveram elevados gastos públicos, mas, o déficit orçamentário é reduzido ante o tamanho de suas economias. d) Dentre os países europeus em crise, a Espanha é o que apresenta em pior situação, pois, além de apresentar uma pequena economia em relação à Itália e à Grécia, possui elevada taxa de desemprego. e) A crise pela qual várias economias europeias vêm passando são reflexo da crise que afetou os Estados Unidos em 2008, uma vez que os EUA tinham Grécia, Itália, Espanha e Portugal como principais credores.
  • 99.
  • 100.
  • 101.
  • 102. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 17 O acidente em Fukushima reaviva o trauma nuclear no Japão e leva o mundo a debater se essa fonte de energia é realmente segura e imprescindível. Países cancelam ou reavaliam seus planos atômicos. Fonte: Revista Veja, 23/3/2011. Considerando o texto e seus conhecimentos referentes à produção, uso e consumo da energia nuclear, é incorreto afirmar: a) A alta do petróleo é um fator favorável para que haja investimentos em energia nuclear, considerando o custo benefício. b) O acidente de Chernobyl assim como o de Fukushima desencadeiam movimentos sociais antienergia nuclear. c) A produção de energia nuclear torna-se uma medida viável para os países com limitação de potencial hidrelétrico. d) A produção de energia nuclear brasileira é sabidamente eficiente por sua origem em tecnologia alemã, com altos padrões de exigência para o funcionamento. e) Outro acidente que marcou a história foi o de Tchernobyl, na Ucrânia, pais hoje independente, e que em 1986, fazia parte da ex-URSS.
  • 103. TEMA 18: AS FONTES DE ENERGIA
  • 104.
  • 105.
  • 106. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 18 Fontes de energia são fundamentais para o funcionamento da sociedade. Em função de alterações climáticas, existe um debate amplo relacionado à diversificação da matriz energética e à adoção de fontes de energia renováveis. Com relação a este tema, marque a alternativa abaixo que NÃO é coerente com os debates atuais. a) Apesar de a utilização de biocombustíveis oferecer vantagens por ser uma fonte de energia renovável e emitir menos gases poluentes durante a combustão, diversos especialistas defendem que a produção em larga escala pode ter efeitos negativos sobre a produção de alimentos. b) Apesar de ser uma fonte de energia renovável e não emitir poluentes, a energia hidrelétrica não está isenta de impactos ambientais. c) As principais barreiras à opção pela produção de energia nuclear dizem respeito à segurança, à disposição dos rejeitos radioativos e à proliferação de armas nucleares, além dos custos de construção e manutenção das usinas nucleares. d) A ausência de tecnologia no setor é apontada como a grande barreira para a substituição de derivados do petróleo como uma das principais fontes de energia empregadas. e) Segurança energética significa ter energia suficiente para atender às necessidades de uma população de forma confiável e ininterrupta, a um preço razoável.
  • 107. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 18 2) O gráfico abaixo revela as mudanças ocorridas na matriz energética mundial entre 1973 e 2006. Observe-o.
  • 108. Sobre as causas e as consequências dessas mudanças, assinale a alternativa correta: a) O aumento da participação do carvão resultou do esforço de substituição do petróleo por alternativas menos poluentes. b) O recuo da biomassa resultou da crise do setor de biocombustível, que afetou sobretudo o Brasil e os Estados Unidos. c) A queda da participação da energia hidráulica na matriz energética global reflete a escassez de novos investimentos na geração dessa forma de energia, cujo potencial já está praticamente esgotado em todas as regiões do mundo. d) Apesar do aumento significativo na matriz energética global, a geração de energia nuclear permanece fortemente concentrada nos países desenvolvidos. e) O aumento da participação do gás natural reflete o aumento da proporção da energia global consumida pela China, detentora das maiores reservas mundiais desse combustível.
  • 109. TEMA 19: O BRASIL NO CENÁRIO MUNDIAL
  • 110.
  • 111. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 19 BRASIL: POTÊNCIA OU COLÔNIA? Não há dúvidas de que, em alguns aspectos, a economia brasileira vai bem, com seu crescimento puxado pelo forte consumo do mercado interno. Também é preciso reconhecer que nos últimos anos o país obteve resultados expressivos no que diz respeito às políticas sociais, tendo tirado mais de 20 milhões de brasileiros do estado de miséria e elevado mais de 30 milhões à classe média. Por outro lado, alguns indicadores ainda nos envergonham e mostram que estamos muito distantes do mínimo necessário para nos considerarmos uma nação em desenvolvimento. Como exemplo, podemos citar um quesito fundamental à saúde, que é o saneamento ambiental, cujos indicadores são alarmantes (...). Na educação, ciência e tecnologia a situação não é diferente(...). No que se refere à Política Industrial, a situação também é extremamente preocupante, pois o atual modelo econômico nos empurra para uma primarização da economia. O fato é que o Brasil está priorizando a exportação de commodities em detrimento das exportações de bens de maior valor agregado(...).
  • 112. NETO, Luiz Aubert. Revista Mercado Comum. Ano XVIII – Ed. 218. p. 112, 113.Texto adaptado. Em relação ao texto acima e seu título, são apresentadas as seguintes afirmativas: I. O Brasil mostra características de potência, devido ao valor agregado dos seus produtos industrializados.II. Alguns indicadores de extrema relevância, como saúde, educação, política industrial ainda incluem o país na classificação do subdesenvolvimento. III. A exportação de commodities, em detrimento das exportações de bens de maior valor, coloca o Brasil na categoria de potência. IV. Os fatores de expressivos resultados nas políticas sociais e o crescimento da economia através do fortalecimento do mercado interno têm levado a crer que o Brasil está na categoria de potência. Está CORRETO apenas o que se afirma em a) II e IV b) II e III c) I e IV d) I e II e) I e III
  • 113. TEMA 20: CRISE ECONÔMICA MUNDIAL
  • 114.
  • 115.
  • 116.
  • 117.
  • 118. QUESTÃO SIMULADA SOBRE O TEMA 20 A crise econômica atual nos países mais desenvolvidos vem dando origens a manifestações e movimentos populares destinados a questionar os fundamentos e o funcionamento dos sistemas político e econômico nesses países. Exemplo desses movimentos populares contestatórios, o movimento “Ocupe Wall Street” vem ganhando rapidamente adeptos em várias outras cidades norte-americanas, bem como europeias e asiáticas. Sobre tal assunto, assinale a alternativa correta. a) O “Ocupe Wall Street” é um movimento popular caracterizado pela ausência de uma liderança individual e por sua composição por pessoas de várias cores, gêneros e orientações políticas contrárias às decisões políticas favoráveis ao sistema financeiro. b) Nos Estados Unidos, o “Ocupe Wall Street” tem grande semelhança com o movimento “Tea Party”, pois, ambos defendem forte atuação do governo com o objetivo de defender a classe trabalhadora americana.c) O movimento “Ocupe Wall Street” resultou do grande interesse, nos Estados Unidos, pelo debate político levantado pela eleição do Presidente Barak Obama em 2008 e de sua grande popularidade. d) Os participantes do movimento “Ocupe Wall Street” são contrários à utilização de redes sociais disponíveis na rede mundial de computadores (Internet), como forma de divulgação de suas ideias, pois as consideram comprometidas com o sistema financeiro internacional. e) Os movimentos populares semelhantes ao “Ocupe Wall Street” são, de modo geral, ligados a partidos políticos tradicionais, vistos pelos participantes de tais movimentos como representativos de seus interesses junto aos governos de seus países. •