SlideShare uma empresa Scribd logo
Introdução
Localizada no sopé da Serra do Mar, onde comerciantes, jesuítas, tropeiros tomaram fôlego
para atingir o Planalto. Para alcançar o planalto, seguia-se no início a trilha dos índios
Tupiniquins. Não demorou muito e Cubatão já tinha uma população elevada, já sendo
considerado um município, o qual foi anexado a Santos, originando as primeiras indústrias de
Cubatão. Na década de 50, durante o governo de Juscelino Kubitschek deu-se início a um
processo acelerado de industrialização do Brasil e de Cubatão, até então um paraíso verde.
Cercada pela Mata Atlântica, a cidade era rica em recursos naturais e estava estrategicamente
localizada a apenas 40 km de São Paulo, maior berço econômico do país, e do Porto de
Santos.
Porém, a construção dessas indústrias aconteceu de forma indevida e invasiva ao meio
ambiente, os governantes, empresários da cidade não se preocupavam em reverter à situação.
O intenso volume que as indústrias trabalhavam, eliminando quantidades enormes de
poluentes no ar e nos rios de forma descontrolada, resultou na morte de várias espécies
marinhas, o índice de mortalidade infantil elevou-se, classificando Cubatão como líder em
casos de problemas respiratórios no Brasil.
A partir de 1983 foi implantado um plano de recuperação ambiental. O plano de controle
ambiental foi feito com medições constantes das emissões de poluentes no ar e do controle da
despoluição dos rios, causados pelo despejo de substâncias tóxicas indevidas em grande
escala. Ou seja, com planejamento Cubatão tornou-se exemplo ambiental.
Problemase soluções no contexto metropolitanodeCubatão.
 Economia
As atividades econômicas de Cubatão estão diretamente relacionadas com os problemas
ambientais, pois e consequência do mesmo. Como a cidade sofreu um intenso processo de
industrialização entre 1950 e 1960, com a implantação do polo industrial, que oferecia
proximidade a um centro consumidor, a um porto marítimo de grande porte, malha viária e
disponibilidade de mão de obra, água e energia elétrica. Entretanto, naquela época ainda não
havia tanta preocupação com o meio ambiente, e o aspecto ambiental foi ignorado e Cubatão
se tornou uma das cidades mais poluídas do Mundo. Isso acabou afetando a economia, pois
não tinha terras suficientes, recursos naturais, fontes de matéria prima natural e produção de
energia para o desenvolvimento de uma atividade econômica, as maiores terras é onde estão
situadas as zonas industriais.
De certa forma, o conceito de desenvolvimento sustentável limita o crescimento das
empresas. Pode-se citar nesse caso, a atuação em especial das grandes indústrias, que
costumam demandar maiores quantidades de matérias primas, áreas construídas em polos
industriais, recursos naturais e de energia, estando em constante crescimento; e desenvolvem
ao ambiente maiores níveis de emissão de poluentes.
Polo industrial de Cubatão, emissão de
gases poluentes, que diminui os recursos naturais prejudicando diretamente na atividade
econômica.
Possíveis soluções para os problemas identificados:
Sob outra ótica, a prática corporativa dentro do conceito de desenvolvimento sustentável tem
sido vista com bons olhos pelo público consumidor, que muitas vezes caba optando por
produtos com “selo verde” , que poluam menos, ou que sejam recicláveis ou reutilizáveis, ou
biodegradáveis, ou que consumam menos energia, ou qualquer outro fator que diminua seu
impacto ambiental em sua utilização ou descarte.
O seguimento a regras e convenções mundiais em prol da preservação ambiental, por parte de
todos os países desenvolvidos e em desenvolvimento seria uma forma de conter o avanço do
aquecimento global, e da recriação de ambientes com melhor qualidade de vida. Entretanto,
questões politicas internacionais e de ordem econômica acabam atrasando o cumprimento de
diretrizes ambientais. Organizações não governamentais e órgão de proteção ambiental
ajudam a criar também uma consciência de “comece por si mesmo” e dê preferencia a
produtos de empresas “verdes”. Conscientizando a população sobre suas atitudes e sobre os
produtos consumidos, fica mais fácil a cobrança sobre os governos e empresas que também
devem mudar sua postura em relação ao meio ambiente em que vivemos, e que devemos
proteger.
 Educação
De acordo com a pesquisa realizada em fevereiro de 2012 pelo Instituto de Pesquisas A
Tribuna (IPAT) Cubatão tem o ensino público melhor avaliado da Baixada Santista 35,4%
dos moradores de Cubatão avaliam como boa ou ótima a educação do Município.
Entre os demais municípios pesquisados, Cubatão ficou bem acima dos resultados
alcançados. Praia Grande somou 29% de bom e ótimo; Santos obteve 26,1% de aprovação;
Litoral Sul teve 22,3%; São Vicente ficou com 21,7% e Guarujá/Bertioga obteve 18,8%.
A pesquisa aponta que os moradores de Cubatão também preferem a escola pública
para matricular seus filhos. Um total de 42,5% dos entrevistados disse que, se tivessem que
estudar ou matricular um filho em uma escola, escolheriam a rede pública. Apenas 23,8%
preferiram a rede privada na Cidade nesta questão. O resultado também difere das demais
cidades da região, onde a rede privada é mais bem avaliada e segue na preferência dos
entrevistados.
Ainda segundo a pesquisa, a escola pública da Cidade é considerada ótima e boa por
37,5% dos pesquisados. Já 36,2% a consideram regular e outros 25% a avaliaram como ruim
ou péssima.
Um Professor de Cubatão desenvolve o projeto interdisciplinar Escola com Samba.
Participam do trabalho estudantes da faixa etária de 8 a 10 anos, matriculados nas séries
iniciais do ensino fundamental.
Atualmente a educação de Cubatão não e péssima, comparada aos demais municípios
da Baixada Santista. Porém é sempre bom continuar investindo na educação, pois
como todos conhecem “Educação e a base de Tudo”, com professores bem
qualificados e renumerados, materiais escolares para estudantes e professores,
infraestrutura das escolas públicas adequada, incentivar pratica esportista, pois isso
seria bom para a cidade de Cubatão melhoria na Saúde logo município, iria gastar
menos em medicamentos e a população seria mais saudável.
 Problemas ambientais
Na década de 1960, Cubatão contava com 18 grandes indústrias: uma refinaria, uma
siderúrgica, sete de fertilizantes e nove de produtos químicos, sendo a construção de todas de
modo indevido e invasivo ao meio ambiente. Em 15 anos, cerca de 60km² de Mata Atlântica
sofreu degradação.
A preocupação dos governantes da cidade e dos empresários não existia já que as indústrias
estavam rendendo bilhões ao ano.
As indústrias trabalhavam em um volume intenso, liberando grandes quantidades de poluentes
no ar e nos rios. A contaminação ambiental levou à morte vários ecossistemas, transformando
a dinâmica da vida nesse importante centro industrial paulista.
O município se tornou famoso no mundo todo na área de saúde. Embora o Brasil fosse um
dos campeões mundiais de incidência de tuberculose, Cubatão era capaz, em 1979, de superar
em mais de quatro vezes as cidades vizinhas no número de doenças respiratórias. Quase 1,5%
da população eram deficientes físicos ou mentais. Em seis meses, no período de outubro de
1981 a abril de 82, nasceram 1.868 crianças: 37 estavam mortas; outras cinco apresentavam
um terrível quadro de desenvolvimento defeituoso do sistema nervoso; três não chegaram a
formar um cérebro (anencefalia); e duas tinham um bloqueio na estrutura de células nervosas
que liga o cérebro ao resto do corpo através da espinha dorsal (fechamento do tubo neural).
Nos anos 1980, ficou conhecida como um dos lugares mais poluídos e contaminados do
mundo. Sendo até usada de exemplo a não ser seguido pela ONU. Logo, Cubatão era um
retrato do Brasil: a riqueza e o progresso em contraste com a extrema pobreza e doenças.
Em relação à quantidade, o óxido de enxofre é o pior poluente produzido pelas indústrias, pois
ao unir-se com as moléculas de água no ar, é formado o ácido sulfúrico, provocando as
famosas chuvas ácidas na região.
As substâncias poluentes não são perigosas apenas por si mesmas, mas tendem a se combinar
e se reorganizar, dependendo das condições de umidade do ar e outros fatores. O resultado é
um verdadeiro laboratório químico ao natural, onde podem formar-se substâncias ainda mais
perigosas que as originais.
Polo industrial, liberação de óxido de
enxofre, junto com as moléculas de água geram a chuva ácida.
Possíveis soluções para os problemas identificados:
Apesar das notícias negativas, o homem tem procurado soluções para estes problemas. A
tecnologia tem avançado no sentido de gerar máquinas e combustíveis menos poluentes ou
que não gerem poluição. Muitos automóveis já estão utilizando gás natural como combustível.
Existem equipamentos, cada vez mais utilizados pelas indústrias, que realizam a medição dos
gases de escape, que não são utilizados no processo produtivo. Esse controle é essencial não
apenas para atender as questões da pauta ambiental, mas também para garantir uma eficiência
energética cada vez maior. Outra solução que se pode citar e a implantação de filtros especiais
nas chaminés das fábricas que reduziria a emissão de gás poluente no ar.
Considerações finais
A partir dos dados expostos conclui-se, que os problemas da região metropolitana de Cubatão
possuem soluções. Ao mesmo tempo em que o Polo Industrial é bom para a cidade, o mesmo
causa vários problemas ambientais, como falta de terras plantáveis o que dificulta na
economia causando a dependência de um só setor, o setor secundário, ou seja, há uma
variedade de produtos reduzidos. A economia também esta ligada paralelamente aos
problemas ambientais, pois a emissão dos gases poluentes, degradação do meio ambiente,
poluição dificultam a prática de uma atividade agropecuária. Contudo o Polo industrial possui
suas vantagens como fonte geradora de empregos e agilidade na produção. Portanto a uma
multidisciplinariedade entre os problemas que podem ser resolvidos, um exemplo à emissão
de gás carbônico liberado pelos escapamentos dos veículos e das chaminés das fábricas que
provocam as chuvas ácidas causam vários problemas na saúde, podem ser resolvidos com a
implantação de filtros especiais instalados nos mesmos, seria uma solução parcial para o
problema. Pode se citar outro exemplo à implantação de mais parques públicos e o aumento
da arborização na área central da cidade, que diminuiria a radiação térmica e
consequentemente irá reduzir a temperatura do ar, assim o ar seria menos poluído e o índice
de doenças respiratórias iria diminuir.
Colégio Adélia Camargo Corrêa
Guarujá, 2015
Região Metropolitana de
Cubatão
Componentes do Grupo:
Caio Henrique Nº07
Eloisa Cristina Nº 08
Flávia Martho Nº 10
Kaleby Henrique Nº 21
Bibliografia:
www.cubatao.sp.gov.br
www.informacubato.blogsport.com
www.novomilenio.inf.br
www.pensamentoverde.com.br
LinksÚteis
https://www.youtube.com/watch?v=Gb8T66AFVGQ
https://www.youtube.com/watch?v=EEvF_WxAUuA
https://www.youtube.com/watch?v=Sm6XfzJgCNg

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cidadania e dignidade humana no Alto Tietê
Cidadania e dignidade humana no Alto TietêCidadania e dignidade humana no Alto Tietê
Cidadania e dignidade humana no Alto Tietê
Luci Bonini
 
Ambiental - Limites da sustentabilidade
Ambiental - Limites da sustentabilidadeAmbiental - Limites da sustentabilidade
Ambiental - Limites da sustentabilidade
senaimais
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
Abiezer Ridzel
 
Gestão de Residuos
Gestão de ResiduosGestão de Residuos
Gestão de Residuos
Roosevelt F. Abrantes
 
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscosA eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
Universidade Federal Fluminense
 
Projeto Rio Capivari
Projeto Rio CapivariProjeto Rio Capivari
Projeto Rio Capivari
Eduardo Egisto
 
O Habito faz o Lixo - Saiba o que são Resíduos Sólidos Urbanos ou RSU
O Habito faz o Lixo -  Saiba o que são Resíduos Sólidos Urbanos ou RSUO Habito faz o Lixo -  Saiba o que são Resíduos Sólidos Urbanos ou RSU
O Habito faz o Lixo - Saiba o que são Resíduos Sólidos Urbanos ou RSU
ALESP - Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo
 
Apresentação água eja dre ip
Apresentação água eja dre ipApresentação água eja dre ip
Apresentação água eja dre ip
pptmeirelles
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
Débora Marcelo
 
Livro walter
Livro walter Livro walter
Livro walter
Nexial
 
ESTUDO SOBRE A APLICAÇÃO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE CALDA...
ESTUDO SOBRE A APLICAÇÃO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE CALDA...ESTUDO SOBRE A APLICAÇÃO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE CALDA...
ESTUDO SOBRE A APLICAÇÃO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE CALDA...
guest1a636ae5
 
Aula tema 05 a 08 sustentabilidade
Aula tema 05 a 08   sustentabilidadeAula tema 05 a 08   sustentabilidade
Aula tema 05 a 08 sustentabilidade
Nathalia de Oliveira Santos
 
Quem sustenta tanto_desenvolvi
Quem sustenta tanto_desenvolviQuem sustenta tanto_desenvolvi
Quem sustenta tanto_desenvolvi
Rute Cristina
 
Populacao, desenvolvimento economico e meio ambiente
Populacao, desenvolvimento economico e meio ambientePopulacao, desenvolvimento economico e meio ambiente
Populacao, desenvolvimento economico e meio ambiente
Ione Rocha
 
Meio ambiente questoes
Meio ambiente questoesMeio ambiente questoes
Meio ambiente questoes
Atividades Diversas Cláudia
 
AVA - Aula-tema 05: Preparando-se para o mercado sustentável – nova economia ...
AVA - Aula-tema 05: Preparando-se para o mercado sustentável – nova economia ...AVA - Aula-tema 05: Preparando-se para o mercado sustentável – nova economia ...
AVA - Aula-tema 05: Preparando-se para o mercado sustentável – nova economia ...
Maycck .
 
Enade
EnadeEnade
IDEC Meio Ambiente e Consumo
IDEC Meio Ambiente e ConsumoIDEC Meio Ambiente e Consumo
IDEC Meio Ambiente e Consumo
Ma Rina
 

Mais procurados (18)

Cidadania e dignidade humana no Alto Tietê
Cidadania e dignidade humana no Alto TietêCidadania e dignidade humana no Alto Tietê
Cidadania e dignidade humana no Alto Tietê
 
Ambiental - Limites da sustentabilidade
Ambiental - Limites da sustentabilidadeAmbiental - Limites da sustentabilidade
Ambiental - Limites da sustentabilidade
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Gestão de Residuos
Gestão de ResiduosGestão de Residuos
Gestão de Residuos
 
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscosA eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
 
Projeto Rio Capivari
Projeto Rio CapivariProjeto Rio Capivari
Projeto Rio Capivari
 
O Habito faz o Lixo - Saiba o que são Resíduos Sólidos Urbanos ou RSU
O Habito faz o Lixo -  Saiba o que são Resíduos Sólidos Urbanos ou RSUO Habito faz o Lixo -  Saiba o que são Resíduos Sólidos Urbanos ou RSU
O Habito faz o Lixo - Saiba o que são Resíduos Sólidos Urbanos ou RSU
 
Apresentação água eja dre ip
Apresentação água eja dre ipApresentação água eja dre ip
Apresentação água eja dre ip
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Livro walter
Livro walter Livro walter
Livro walter
 
ESTUDO SOBRE A APLICAÇÃO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE CALDA...
ESTUDO SOBRE A APLICAÇÃO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE CALDA...ESTUDO SOBRE A APLICAÇÃO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE CALDA...
ESTUDO SOBRE A APLICAÇÃO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE CALDA...
 
Aula tema 05 a 08 sustentabilidade
Aula tema 05 a 08   sustentabilidadeAula tema 05 a 08   sustentabilidade
Aula tema 05 a 08 sustentabilidade
 
Quem sustenta tanto_desenvolvi
Quem sustenta tanto_desenvolviQuem sustenta tanto_desenvolvi
Quem sustenta tanto_desenvolvi
 
Populacao, desenvolvimento economico e meio ambiente
Populacao, desenvolvimento economico e meio ambientePopulacao, desenvolvimento economico e meio ambiente
Populacao, desenvolvimento economico e meio ambiente
 
Meio ambiente questoes
Meio ambiente questoesMeio ambiente questoes
Meio ambiente questoes
 
AVA - Aula-tema 05: Preparando-se para o mercado sustentável – nova economia ...
AVA - Aula-tema 05: Preparando-se para o mercado sustentável – nova economia ...AVA - Aula-tema 05: Preparando-se para o mercado sustentável – nova economia ...
AVA - Aula-tema 05: Preparando-se para o mercado sustentável – nova economia ...
 
Enade
EnadeEnade
Enade
 
IDEC Meio Ambiente e Consumo
IDEC Meio Ambiente e ConsumoIDEC Meio Ambiente e Consumo
IDEC Meio Ambiente e Consumo
 

Destaque

Les Barbares Attaquent... la politique familiale !
Les Barbares Attaquent... la politique familiale !Les Barbares Attaquent... la politique familiale !
Les Barbares Attaquent... la politique familiale !
TheFamily
 
The wal guitar
The wal guitarThe wal guitar
The wal guitarmusigui
 
Contenido de la constitución
Contenido de la constituciónContenido de la constitución
Contenido de la constitución
Breiner Israel Orozco Peña
 
Rubrica proyecto geometria . daniel
Rubrica proyecto geometria . danielRubrica proyecto geometria . daniel
Rubrica proyecto geometria . daniel
Daniel Andres
 
Escuela normal superior del distrito de barranquill1
Escuela normal superior del distrito de barranquill1Escuela normal superior del distrito de barranquill1
Escuela normal superior del distrito de barranquill1
Dpimienta
 
PROYECTO Y DECCRETO SUPREMO
PROYECTO Y DECCRETO SUPREMOPROYECTO Y DECCRETO SUPREMO
PROYECTO Y DECCRETO SUPREMO
leo290214
 
IDC/Dolby Brief: The Mobile Audio Opportunity 2015
IDC/Dolby Brief: The Mobile Audio Opportunity 2015IDC/Dolby Brief: The Mobile Audio Opportunity 2015
IDC/Dolby Brief: The Mobile Audio Opportunity 2015
EllisReidIV
 
Gender Diversity
Gender DiversityGender Diversity
Gender Diversity
The Concept Store
 
Informe ficha 3
Informe ficha 3Informe ficha 3
Informe ficha 3
joseph050
 
Meet Ukraine - full version
Meet Ukraine - full versionMeet Ukraine - full version
Meet Ukraine - full version
Patrick Tahiri
 
Programa14
Programa14Programa14
Programa14
Joselyn Aguirre
 
Proefberekeningen Geneesmiddelenvergoedingssysteem dec 2014
Proefberekeningen Geneesmiddelenvergoedingssysteem dec 2014Proefberekeningen Geneesmiddelenvergoedingssysteem dec 2014
Proefberekeningen Geneesmiddelenvergoedingssysteem dec 2014Ingrid Thuis
 
HSAnews 01 2014
HSAnews 01 2014HSAnews 01 2014
HSAnews 01 2014
Maurizio Sabini
 
Mega Andahuaylas.
Mega Andahuaylas.Mega Andahuaylas.
Mega Andahuaylas.
Yuver Huaman Ancco
 
Presentation1
Presentation1Presentation1
Presentation1
Atiqullah Alborz
 
Slide thue quoc te ts.phan huu nghi
Slide thue quoc te   ts.phan huu nghiSlide thue quoc te   ts.phan huu nghi
Slide thue quoc te ts.phan huu nghi
Ngô Đức Cường
 
Drury Architecture Lecture Series 12-13
Drury Architecture Lecture Series 12-13Drury Architecture Lecture Series 12-13
Drury Architecture Lecture Series 12-13
Maurizio Sabini
 

Destaque (20)

Les Barbares Attaquent... la politique familiale !
Les Barbares Attaquent... la politique familiale !Les Barbares Attaquent... la politique familiale !
Les Barbares Attaquent... la politique familiale !
 
330 suva checklist-piano_di_emergenza
330  suva checklist-piano_di_emergenza330  suva checklist-piano_di_emergenza
330 suva checklist-piano_di_emergenza
 
The wal guitar
The wal guitarThe wal guitar
The wal guitar
 
Contenido de la constitución
Contenido de la constituciónContenido de la constitución
Contenido de la constitución
 
Rubrica proyecto geometria . daniel
Rubrica proyecto geometria . danielRubrica proyecto geometria . daniel
Rubrica proyecto geometria . daniel
 
Captain Reference
Captain ReferenceCaptain Reference
Captain Reference
 
Escuela normal superior del distrito de barranquill1
Escuela normal superior del distrito de barranquill1Escuela normal superior del distrito de barranquill1
Escuela normal superior del distrito de barranquill1
 
PROYECTO Y DECCRETO SUPREMO
PROYECTO Y DECCRETO SUPREMOPROYECTO Y DECCRETO SUPREMO
PROYECTO Y DECCRETO SUPREMO
 
Implemented Corrective Actions
Implemented Corrective ActionsImplemented Corrective Actions
Implemented Corrective Actions
 
IDC/Dolby Brief: The Mobile Audio Opportunity 2015
IDC/Dolby Brief: The Mobile Audio Opportunity 2015IDC/Dolby Brief: The Mobile Audio Opportunity 2015
IDC/Dolby Brief: The Mobile Audio Opportunity 2015
 
Gender Diversity
Gender DiversityGender Diversity
Gender Diversity
 
Informe ficha 3
Informe ficha 3Informe ficha 3
Informe ficha 3
 
Meet Ukraine - full version
Meet Ukraine - full versionMeet Ukraine - full version
Meet Ukraine - full version
 
Programa14
Programa14Programa14
Programa14
 
Proefberekeningen Geneesmiddelenvergoedingssysteem dec 2014
Proefberekeningen Geneesmiddelenvergoedingssysteem dec 2014Proefberekeningen Geneesmiddelenvergoedingssysteem dec 2014
Proefberekeningen Geneesmiddelenvergoedingssysteem dec 2014
 
HSAnews 01 2014
HSAnews 01 2014HSAnews 01 2014
HSAnews 01 2014
 
Mega Andahuaylas.
Mega Andahuaylas.Mega Andahuaylas.
Mega Andahuaylas.
 
Presentation1
Presentation1Presentation1
Presentation1
 
Slide thue quoc te ts.phan huu nghi
Slide thue quoc te   ts.phan huu nghiSlide thue quoc te   ts.phan huu nghi
Slide thue quoc te ts.phan huu nghi
 
Drury Architecture Lecture Series 12-13
Drury Architecture Lecture Series 12-13Drury Architecture Lecture Series 12-13
Drury Architecture Lecture Series 12-13
 

Semelhante a Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21

Cartilha de Sustentabilidade (Proteste)
Cartilha de Sustentabilidade (Proteste)Cartilha de Sustentabilidade (Proteste)
Cartilha de Sustentabilidade (Proteste)
De Turista a Viajante
 
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTETRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
Carla Fernandes
 
Manual de Etiqueta - Planeta Sustentável - 5º Ano
Manual de Etiqueta - Planeta Sustentável - 5º AnoManual de Etiqueta - Planeta Sustentável - 5º Ano
Manual de Etiqueta - Planeta Sustentável - 5º Ano
Vanise Potenciano Queiroz
 
A CPI dos Danos Ambientais
A CPI dos Danos AmbientaisA CPI dos Danos Ambientais
A CPI dos Danos Ambientais
Monica Vigna
 
Edição nº 14_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
Edição nº 14_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinvilleEdição nº 14_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
Edição nº 14_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
Associação Educacional Luterana Bom Jesus/Ielusc
 
5a ArtigoWashington Novaes
5a ArtigoWashington Novaes5a ArtigoWashington Novaes
5a ArtigoWashington Novaes
Resgate Cambuí
 
O lixo, seus dramas, caminhos possíveis
O lixo, seus dramas, caminhos possíveisO lixo, seus dramas, caminhos possíveis
O lixo, seus dramas, caminhos possíveis
Resgate Cambuí
 
Poluicao ambiental
Poluicao ambientalPoluicao ambiental
Poluicao ambiental
Francisco Denisar Junior
 
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo CheidaRQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
Adri Baldini
 
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo CheidaRQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
Ricardo Baldini
 
01 novas tecnologias
01 novas tecnologias01 novas tecnologias
01 novas tecnologias
danimateus
 
Ufba ecologica
Ufba ecologicaUfba ecologica
Ufba ecologica
luisotaviodantas
 
Mudanças climáticas_-_fórum (1)
 Mudanças climáticas_-_fórum (1) Mudanças climáticas_-_fórum (1)
Mudanças climáticas_-_fórum (1)
santaritadf
 
mini seminário 'Em busca da qualidade de vida'
mini seminário 'Em busca da qualidade de vida'mini seminário 'Em busca da qualidade de vida'
mini seminário 'Em busca da qualidade de vida'
Suellen Vitória
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
Kevinkr9
 
Jornalismo ambiental
Jornalismo ambientalJornalismo ambiental
Jornalismo ambiental
feijaosc
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 539 an 01 setembro_2015.ok
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 539 an 01 setembro_2015.okAGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 539 an 01 setembro_2015.ok
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 539 an 01 setembro_2015.ok
Roberto Rabat Chame
 
02 novas tecnologias
02 novas tecnologias02 novas tecnologias
02 novas tecnologias
danimateus
 
EFEITOS DA EXPANSÃO DA CANA DE AÇÚCAR NO SUDOESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO DO...
EFEITOS DA EXPANSÃO DA CANA DE AÇÚCAR NO SUDOESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO DO...EFEITOS DA EXPANSÃO DA CANA DE AÇÚCAR NO SUDOESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO DO...
EFEITOS DA EXPANSÃO DA CANA DE AÇÚCAR NO SUDOESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO DO...
1sested
 
Saneamento básico
Saneamento básicoSaneamento básico
Saneamento básico
PhoenixSportFitness
 

Semelhante a Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21 (20)

Cartilha de Sustentabilidade (Proteste)
Cartilha de Sustentabilidade (Proteste)Cartilha de Sustentabilidade (Proteste)
Cartilha de Sustentabilidade (Proteste)
 
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTETRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
 
Manual de Etiqueta - Planeta Sustentável - 5º Ano
Manual de Etiqueta - Planeta Sustentável - 5º AnoManual de Etiqueta - Planeta Sustentável - 5º Ano
Manual de Etiqueta - Planeta Sustentável - 5º Ano
 
A CPI dos Danos Ambientais
A CPI dos Danos AmbientaisA CPI dos Danos Ambientais
A CPI dos Danos Ambientais
 
Edição nº 14_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
Edição nº 14_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinvilleEdição nº 14_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
Edição nº 14_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
 
5a ArtigoWashington Novaes
5a ArtigoWashington Novaes5a ArtigoWashington Novaes
5a ArtigoWashington Novaes
 
O lixo, seus dramas, caminhos possíveis
O lixo, seus dramas, caminhos possíveisO lixo, seus dramas, caminhos possíveis
O lixo, seus dramas, caminhos possíveis
 
Poluicao ambiental
Poluicao ambientalPoluicao ambiental
Poluicao ambiental
 
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo CheidaRQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
 
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo CheidaRQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
 
01 novas tecnologias
01 novas tecnologias01 novas tecnologias
01 novas tecnologias
 
Ufba ecologica
Ufba ecologicaUfba ecologica
Ufba ecologica
 
Mudanças climáticas_-_fórum (1)
 Mudanças climáticas_-_fórum (1) Mudanças climáticas_-_fórum (1)
Mudanças climáticas_-_fórum (1)
 
mini seminário 'Em busca da qualidade de vida'
mini seminário 'Em busca da qualidade de vida'mini seminário 'Em busca da qualidade de vida'
mini seminário 'Em busca da qualidade de vida'
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
 
Jornalismo ambiental
Jornalismo ambientalJornalismo ambiental
Jornalismo ambiental
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 539 an 01 setembro_2015.ok
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 539 an 01 setembro_2015.okAGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 539 an 01 setembro_2015.ok
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 539 an 01 setembro_2015.ok
 
02 novas tecnologias
02 novas tecnologias02 novas tecnologias
02 novas tecnologias
 
EFEITOS DA EXPANSÃO DA CANA DE AÇÚCAR NO SUDOESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO DO...
EFEITOS DA EXPANSÃO DA CANA DE AÇÚCAR NO SUDOESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO DO...EFEITOS DA EXPANSÃO DA CANA DE AÇÚCAR NO SUDOESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO DO...
EFEITOS DA EXPANSÃO DA CANA DE AÇÚCAR NO SUDOESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO DO...
 
Saneamento básico
Saneamento básicoSaneamento básico
Saneamento básico
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 

Trabalho Geografia 2ºCDB - Números 7, 8, 10 e 21

  • 1. Introdução Localizada no sopé da Serra do Mar, onde comerciantes, jesuítas, tropeiros tomaram fôlego para atingir o Planalto. Para alcançar o planalto, seguia-se no início a trilha dos índios Tupiniquins. Não demorou muito e Cubatão já tinha uma população elevada, já sendo considerado um município, o qual foi anexado a Santos, originando as primeiras indústrias de Cubatão. Na década de 50, durante o governo de Juscelino Kubitschek deu-se início a um processo acelerado de industrialização do Brasil e de Cubatão, até então um paraíso verde. Cercada pela Mata Atlântica, a cidade era rica em recursos naturais e estava estrategicamente localizada a apenas 40 km de São Paulo, maior berço econômico do país, e do Porto de Santos. Porém, a construção dessas indústrias aconteceu de forma indevida e invasiva ao meio ambiente, os governantes, empresários da cidade não se preocupavam em reverter à situação. O intenso volume que as indústrias trabalhavam, eliminando quantidades enormes de poluentes no ar e nos rios de forma descontrolada, resultou na morte de várias espécies marinhas, o índice de mortalidade infantil elevou-se, classificando Cubatão como líder em casos de problemas respiratórios no Brasil. A partir de 1983 foi implantado um plano de recuperação ambiental. O plano de controle ambiental foi feito com medições constantes das emissões de poluentes no ar e do controle da despoluição dos rios, causados pelo despejo de substâncias tóxicas indevidas em grande escala. Ou seja, com planejamento Cubatão tornou-se exemplo ambiental.
  • 2. Problemase soluções no contexto metropolitanodeCubatão.  Economia As atividades econômicas de Cubatão estão diretamente relacionadas com os problemas ambientais, pois e consequência do mesmo. Como a cidade sofreu um intenso processo de industrialização entre 1950 e 1960, com a implantação do polo industrial, que oferecia proximidade a um centro consumidor, a um porto marítimo de grande porte, malha viária e disponibilidade de mão de obra, água e energia elétrica. Entretanto, naquela época ainda não havia tanta preocupação com o meio ambiente, e o aspecto ambiental foi ignorado e Cubatão se tornou uma das cidades mais poluídas do Mundo. Isso acabou afetando a economia, pois não tinha terras suficientes, recursos naturais, fontes de matéria prima natural e produção de energia para o desenvolvimento de uma atividade econômica, as maiores terras é onde estão situadas as zonas industriais. De certa forma, o conceito de desenvolvimento sustentável limita o crescimento das empresas. Pode-se citar nesse caso, a atuação em especial das grandes indústrias, que costumam demandar maiores quantidades de matérias primas, áreas construídas em polos industriais, recursos naturais e de energia, estando em constante crescimento; e desenvolvem ao ambiente maiores níveis de emissão de poluentes. Polo industrial de Cubatão, emissão de gases poluentes, que diminui os recursos naturais prejudicando diretamente na atividade econômica. Possíveis soluções para os problemas identificados: Sob outra ótica, a prática corporativa dentro do conceito de desenvolvimento sustentável tem sido vista com bons olhos pelo público consumidor, que muitas vezes caba optando por
  • 3. produtos com “selo verde” , que poluam menos, ou que sejam recicláveis ou reutilizáveis, ou biodegradáveis, ou que consumam menos energia, ou qualquer outro fator que diminua seu impacto ambiental em sua utilização ou descarte. O seguimento a regras e convenções mundiais em prol da preservação ambiental, por parte de todos os países desenvolvidos e em desenvolvimento seria uma forma de conter o avanço do aquecimento global, e da recriação de ambientes com melhor qualidade de vida. Entretanto, questões politicas internacionais e de ordem econômica acabam atrasando o cumprimento de diretrizes ambientais. Organizações não governamentais e órgão de proteção ambiental ajudam a criar também uma consciência de “comece por si mesmo” e dê preferencia a produtos de empresas “verdes”. Conscientizando a população sobre suas atitudes e sobre os produtos consumidos, fica mais fácil a cobrança sobre os governos e empresas que também devem mudar sua postura em relação ao meio ambiente em que vivemos, e que devemos proteger.  Educação De acordo com a pesquisa realizada em fevereiro de 2012 pelo Instituto de Pesquisas A Tribuna (IPAT) Cubatão tem o ensino público melhor avaliado da Baixada Santista 35,4% dos moradores de Cubatão avaliam como boa ou ótima a educação do Município. Entre os demais municípios pesquisados, Cubatão ficou bem acima dos resultados alcançados. Praia Grande somou 29% de bom e ótimo; Santos obteve 26,1% de aprovação; Litoral Sul teve 22,3%; São Vicente ficou com 21,7% e Guarujá/Bertioga obteve 18,8%. A pesquisa aponta que os moradores de Cubatão também preferem a escola pública para matricular seus filhos. Um total de 42,5% dos entrevistados disse que, se tivessem que estudar ou matricular um filho em uma escola, escolheriam a rede pública. Apenas 23,8% preferiram a rede privada na Cidade nesta questão. O resultado também difere das demais cidades da região, onde a rede privada é mais bem avaliada e segue na preferência dos entrevistados. Ainda segundo a pesquisa, a escola pública da Cidade é considerada ótima e boa por 37,5% dos pesquisados. Já 36,2% a consideram regular e outros 25% a avaliaram como ruim ou péssima.
  • 4. Um Professor de Cubatão desenvolve o projeto interdisciplinar Escola com Samba. Participam do trabalho estudantes da faixa etária de 8 a 10 anos, matriculados nas séries iniciais do ensino fundamental. Atualmente a educação de Cubatão não e péssima, comparada aos demais municípios da Baixada Santista. Porém é sempre bom continuar investindo na educação, pois como todos conhecem “Educação e a base de Tudo”, com professores bem qualificados e renumerados, materiais escolares para estudantes e professores, infraestrutura das escolas públicas adequada, incentivar pratica esportista, pois isso seria bom para a cidade de Cubatão melhoria na Saúde logo município, iria gastar menos em medicamentos e a população seria mais saudável.  Problemas ambientais Na década de 1960, Cubatão contava com 18 grandes indústrias: uma refinaria, uma siderúrgica, sete de fertilizantes e nove de produtos químicos, sendo a construção de todas de modo indevido e invasivo ao meio ambiente. Em 15 anos, cerca de 60km² de Mata Atlântica sofreu degradação. A preocupação dos governantes da cidade e dos empresários não existia já que as indústrias estavam rendendo bilhões ao ano. As indústrias trabalhavam em um volume intenso, liberando grandes quantidades de poluentes no ar e nos rios. A contaminação ambiental levou à morte vários ecossistemas, transformando a dinâmica da vida nesse importante centro industrial paulista. O município se tornou famoso no mundo todo na área de saúde. Embora o Brasil fosse um dos campeões mundiais de incidência de tuberculose, Cubatão era capaz, em 1979, de superar em mais de quatro vezes as cidades vizinhas no número de doenças respiratórias. Quase 1,5%
  • 5. da população eram deficientes físicos ou mentais. Em seis meses, no período de outubro de 1981 a abril de 82, nasceram 1.868 crianças: 37 estavam mortas; outras cinco apresentavam um terrível quadro de desenvolvimento defeituoso do sistema nervoso; três não chegaram a formar um cérebro (anencefalia); e duas tinham um bloqueio na estrutura de células nervosas que liga o cérebro ao resto do corpo através da espinha dorsal (fechamento do tubo neural). Nos anos 1980, ficou conhecida como um dos lugares mais poluídos e contaminados do mundo. Sendo até usada de exemplo a não ser seguido pela ONU. Logo, Cubatão era um retrato do Brasil: a riqueza e o progresso em contraste com a extrema pobreza e doenças. Em relação à quantidade, o óxido de enxofre é o pior poluente produzido pelas indústrias, pois ao unir-se com as moléculas de água no ar, é formado o ácido sulfúrico, provocando as famosas chuvas ácidas na região. As substâncias poluentes não são perigosas apenas por si mesmas, mas tendem a se combinar e se reorganizar, dependendo das condições de umidade do ar e outros fatores. O resultado é um verdadeiro laboratório químico ao natural, onde podem formar-se substâncias ainda mais perigosas que as originais. Polo industrial, liberação de óxido de enxofre, junto com as moléculas de água geram a chuva ácida. Possíveis soluções para os problemas identificados: Apesar das notícias negativas, o homem tem procurado soluções para estes problemas. A tecnologia tem avançado no sentido de gerar máquinas e combustíveis menos poluentes ou que não gerem poluição. Muitos automóveis já estão utilizando gás natural como combustível. Existem equipamentos, cada vez mais utilizados pelas indústrias, que realizam a medição dos gases de escape, que não são utilizados no processo produtivo. Esse controle é essencial não apenas para atender as questões da pauta ambiental, mas também para garantir uma eficiência
  • 6. energética cada vez maior. Outra solução que se pode citar e a implantação de filtros especiais nas chaminés das fábricas que reduziria a emissão de gás poluente no ar.
  • 7. Considerações finais A partir dos dados expostos conclui-se, que os problemas da região metropolitana de Cubatão possuem soluções. Ao mesmo tempo em que o Polo Industrial é bom para a cidade, o mesmo causa vários problemas ambientais, como falta de terras plantáveis o que dificulta na economia causando a dependência de um só setor, o setor secundário, ou seja, há uma variedade de produtos reduzidos. A economia também esta ligada paralelamente aos problemas ambientais, pois a emissão dos gases poluentes, degradação do meio ambiente, poluição dificultam a prática de uma atividade agropecuária. Contudo o Polo industrial possui suas vantagens como fonte geradora de empregos e agilidade na produção. Portanto a uma multidisciplinariedade entre os problemas que podem ser resolvidos, um exemplo à emissão de gás carbônico liberado pelos escapamentos dos veículos e das chaminés das fábricas que provocam as chuvas ácidas causam vários problemas na saúde, podem ser resolvidos com a implantação de filtros especiais instalados nos mesmos, seria uma solução parcial para o problema. Pode se citar outro exemplo à implantação de mais parques públicos e o aumento da arborização na área central da cidade, que diminuiria a radiação térmica e consequentemente irá reduzir a temperatura do ar, assim o ar seria menos poluído e o índice de doenças respiratórias iria diminuir.
  • 8. Colégio Adélia Camargo Corrêa Guarujá, 2015 Região Metropolitana de Cubatão Componentes do Grupo: Caio Henrique Nº07 Eloisa Cristina Nº 08 Flávia Martho Nº 10 Kaleby Henrique Nº 21