SlideShare uma empresa Scribd logo
04 principio-da-formacao-de-lideres
A Igreja Multiplicadora é a visão de
multiplicação intencional baseada
em cinco princípios bíblicos de
crescimento para a igreja local com
o objetivo de cumprir a Grande
Comissão.
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres
“E ele designou uns como
apóstolos, outros como profetas,
outros como evangelistas, e ainda
outros como pastores e mestres,
tendo em vista o aperfeiçoamento
dos santos para a obra do
ministério e para a edificação do
corpo de Cristo;” Efésios 4: 11 e 12
04 principio-da-formacao-de-lideres
“Para sermos líderes,
precisamos primeiramente
nos deixar liderar por Jesus.
Antes de sermos líderes,
precisamos ser servos.”
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres
“O papel principal do líder é formar
outros líderes para que o Evangelho
chegue até os confins da terra.”
04 principio-da-formacao-de-lideres
“Vemos que o bom líder não é aquele
que faz tudo sozinho, mas aquele que
divide as tarefas com outros líderes por
ele preparados. Isso é excelente, é
bíblico. Deus falou por intermédio de
Jetro. Moisés dificilmente teria chegado
aonde chegou se não tivesse dividido o
trabalho com seus auxiliares e se não
tivesse preparado seus sucessores.”
“O objetivo de todo o
processo de formação
de liderança é a
preparação de líderes
que possam preparar
outros e manter o
processo de
multiplicação e
crescimento.”
04 principio-da-formacao-de-lideres
“Em um Relacionamento
Discipulador, o exemplo de vida
faz toda a diferença, pois o
discípulo tende a copiar os
exemplos do discipulador, pois não
há como desvincular a vida de uma
pessoa daquilo que ela ensina.”
04 principio-da-formacao-de-lideres
“O que ouviste de mim,
diante de muitas
testemunhas, transmite a
homens fiéis e aptos para
também ensinarem a outros”.
2 Timóteo 2.2
 Transmitir verdade e vida, por meio de
ministração bíblica e exemplo;
 Permitir que o discípulo auxilie o líder nas
suas ações;
 Observar o discípulo atuando, verificando
se está indo bem;
 Sair e acompanhar o discípulo de longe ou
ter encontros menos frequentes
A formação de líderes precisa se
basear em uma proposta de
Relacionamento Discipulador
específica e intencional.
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres
Um dos maiores erros
que uma igreja pode
cometer na área de
liderança é ficar à
espera de líderes que
venham de fora para
fazer o trabalho.
“O conselho de Jetro continua válido
para nossos dias: “procura dentre
o povo” Ele disse: “(...) homens
capazes, tementes a Deus,
homens confiáveis e que
repudiem a desonestidade”
(Êxodo 18.21)”.
O conselho de Jetro resume as qualidades
de um líder: integridade, humildade,
espiritualidade, coragem e dinamismo.
Precisamos observar pessoas com estas
qualidades e investir nelas sem medo,
pois têm tudo para serem grandes
líderes, sabendo também, por outro lado,
que não estaremos livres de decepções.
04 principio-da-formacao-de-lideres
• Possuir uma visão clara de seus objetivos,
• Saber comunicar bem essa visão.
• Influenciar outros para
que apoiem em sua
trajetória rumo ao
atingimento dos objetivos
que cumprem a sua visão.
 Visão de Deus
 Vida Devocional
 Compreensão da Missão de Deus
 Colaborar com Missão de Deus
 Influenciar outros
 Visão de Multiplicação
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres
Orar, observar e
identificar pessoas
com potencial para
liderar
Convidar, esclarecer e
comprometer a pessoa
com a proposta de
formação
“A formação de líderes
requer um relacionamento
intenso, que demanda
momentos de prestação
de contas e correção de
rumos.”
Desenvolver um
plano de ações
concretas para o
desenvolvimento da
liderança
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres
Programa Discipular de Liderança
Requisitos Avaliação PDL Prazo Evolução
Espirituais e
Morais
Relacionar
Requisitos
180º Ações de
Desenvolvimento
Datas
Acordadas
Andamento do
Programa (PDL)
Comporta
mentais
Relacionar
Requisitos
180º Ações de
Desenvolvimento
Datas
Acordadas
Andamento do
Programa (PDL)
Técnicos Relacionar
Requisitos
180º Ações de
Desenvolvimento
Datas
Acordadas
Andamento do
Programa (PDL)
Acompanhar, avaliar
e solicitar contas das
ações planejadas
Incentivar que ele
multiplique o processo
com outras pessoas
com as quais se quer
desenvolver o perfil
de liderança.
Gestão por
Competências
Competências
para a liderança
Avaliação de
Desempenho
Programa
Discipular de
Liderança
Treinamento e
Desenvolvimento
04 principio-da-formacao-de-lideres
O ambiente do Pequeno Grupo
Multiplicador é altamente
adequado para que o processo
de formação de liderança se
desenvolva.
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres
1) Como líderes de igreja, a nossa visão está
alinhada com a Grande Comissão em termos da
multiplicação de discípulos, líderes e igrejas?
2) Como líderes de igreja, temos preparado outros
líderes para a nossa ausência ou será que o
trabalho sofreria solução de continuidade?
3) Na escolha de líderes na igreja, a qualidade de
vida com Deus tem sido mais valorizada do que
talentos, diplomas e credenciais humanos?
04 principio-da-formacao-de-lideres

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Éder Tomé
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
PASTOR CARLOS SILVA
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Éder Tomé
 
Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)
Daniel Junior
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
Dagmar Wendt
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
guestc5d870
 
05 principio-da-compaixao-e-graca
05 principio-da-compaixao-e-graca05 principio-da-compaixao-e-graca
05 principio-da-compaixao-e-graca
Herisson Gonçalves
 
A fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do SenhorA fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do Senhor
Moisés Sampaio
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Erberson Pinheiro
 
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotalR gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
R Gómez
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
Manual de Liturgia Assembleiana
Manual de Liturgia AssembleianaManual de Liturgia Assembleiana
Manual de Liturgia Assembleiana
Paulo Dias
 
MISSÕES O QUE SIGNIFICA?
MISSÕES O QUE SIGNIFICA?MISSÕES O QUE SIGNIFICA?
MISSÕES O QUE SIGNIFICA?
Mazinho Souza
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Éder Tomé
 
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Éder Tomé
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
Anderson Silvério
 
Apostila louvor e adoração
Apostila louvor e adoraçãoApostila louvor e adoração
Apostila louvor e adoração
Antonio Rodrigues
 

Mais procurados (20)

Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
 
Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
05 principio-da-compaixao-e-graca
05 principio-da-compaixao-e-graca05 principio-da-compaixao-e-graca
05 principio-da-compaixao-e-graca
 
A fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do SenhorA fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do Senhor
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
 
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotalR gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Manual de Liturgia Assembleiana
Manual de Liturgia AssembleianaManual de Liturgia Assembleiana
Manual de Liturgia Assembleiana
 
MISSÕES O QUE SIGNIFICA?
MISSÕES O QUE SIGNIFICA?MISSÕES O QUE SIGNIFICA?
MISSÕES O QUE SIGNIFICA?
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
 
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
 
Apostila louvor e adoração
Apostila louvor e adoraçãoApostila louvor e adoração
Apostila louvor e adoração
 

Semelhante a 04 principio-da-formacao-de-lideres

04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
freivalentimpesente
 
treinamentolideranca
treinamentoliderancatreinamentolideranca
treinamentolideranca
PaduaRodrigues2
 
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias BarretoLiderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Abdias Barreto
 
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
Liderança cristã   o Líder e seus conflitosLiderança cristã   o Líder e seus conflitos
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
Abdias Barreto
 
Treinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jniTreinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jni
Joao Cerqueira
 
61842153 membros-em-lideres
61842153 membros-em-lideres61842153 membros-em-lideres
61842153 membros-em-lideres
Luiz Augusto
 
Identificando e-treinando-novos-líderes
Identificando e-treinando-novos-líderesIdentificando e-treinando-novos-líderes
Identificando e-treinando-novos-líderes
Josinaldo felix da silva
 
Estudo para liderança
Estudo para liderançaEstudo para liderança
Estudo para liderança
Ivo Souza
 
A liderança juvenil seminário
A liderança juvenil   seminárioA liderança juvenil   seminário
A liderança juvenil seminário
Geraldo Manuel
 
Curso de liderança Igreja Urbana
 Curso de liderança Igreja Urbana  Curso de liderança Igreja Urbana
Curso de liderança Igreja Urbana
IgrejaUrbana
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Noimix
 
Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo
João Soares Joao
 
Liderança..
Liderança..Liderança..
Liderança..
ricardosantista
 
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
Elieser Fidelis de Souza
 
Liderança cristã
Liderança cristã Liderança cristã
Liderança cristã
Pastor Adilson Lopes Oficial
 
Planejamento administrativo
Planejamento administrativoPlanejamento administrativo
Planejamento administrativo
Osana Oliveira
 
Que é uma liderança
Que é uma liderançaQue é uma liderança
Que é uma liderança
Pastor Juscelino Freitas
 
Treinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jniTreinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jni
Joao Cerqueira
 
Modulo 3 aula 2
Modulo 3   aula 2Modulo 3   aula 2
Modulo 3 aula 2
marco elizeu
 
Liderança crista eficaz
Liderança crista eficazLiderança crista eficaz
Liderança crista eficaz
Samuel Oliveira
 

Semelhante a 04 principio-da-formacao-de-lideres (20)

04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
 
treinamentolideranca
treinamentoliderancatreinamentolideranca
treinamentolideranca
 
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias BarretoLiderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
 
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
Liderança cristã   o Líder e seus conflitosLiderança cristã   o Líder e seus conflitos
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
 
Treinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jniTreinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jni
 
61842153 membros-em-lideres
61842153 membros-em-lideres61842153 membros-em-lideres
61842153 membros-em-lideres
 
Identificando e-treinando-novos-líderes
Identificando e-treinando-novos-líderesIdentificando e-treinando-novos-líderes
Identificando e-treinando-novos-líderes
 
Estudo para liderança
Estudo para liderançaEstudo para liderança
Estudo para liderança
 
A liderança juvenil seminário
A liderança juvenil   seminárioA liderança juvenil   seminário
A liderança juvenil seminário
 
Curso de liderança Igreja Urbana
 Curso de liderança Igreja Urbana  Curso de liderança Igreja Urbana
Curso de liderança Igreja Urbana
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo
 
Liderança..
Liderança..Liderança..
Liderança..
 
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
 
Liderança cristã
Liderança cristã Liderança cristã
Liderança cristã
 
Planejamento administrativo
Planejamento administrativoPlanejamento administrativo
Planejamento administrativo
 
Que é uma liderança
Que é uma liderançaQue é uma liderança
Que é uma liderança
 
Treinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jniTreinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jni
 
Modulo 3 aula 2
Modulo 3   aula 2Modulo 3   aula 2
Modulo 3 aula 2
 
Liderança crista eficaz
Liderança crista eficazLiderança crista eficaz
Liderança crista eficaz
 

Mais de Herisson Gonçalves

03 principio-da-plantacao-de-igrejas
03 principio-da-plantacao-de-igrejas03 principio-da-plantacao-de-igrejas
03 principio-da-plantacao-de-igrejas
Herisson Gonçalves
 
02 principio-da-evangelizacao-discipuladora
02 principio-da-evangelizacao-discipuladora02 principio-da-evangelizacao-discipuladora
02 principio-da-evangelizacao-discipuladora
Herisson Gonçalves
 
01 principio-da-oracao
01 principio-da-oracao01 principio-da-oracao
01 principio-da-oracao
Herisson Gonçalves
 
01 principio-da-oracao
01 principio-da-oracao01 principio-da-oracao
01 principio-da-oracao
Herisson Gonçalves
 
Comitê lausanne-o-evangelho-e-a-cultura
Comitê lausanne-o-evangelho-e-a-culturaComitê lausanne-o-evangelho-e-a-cultura
Comitê lausanne-o-evangelho-e-a-cultura
Herisson Gonçalves
 
Texto 03-o-jeitinho-brasileiro1
Texto 03-o-jeitinho-brasileiro1Texto 03-o-jeitinho-brasileiro1
Texto 03-o-jeitinho-brasileiro1
Herisson Gonçalves
 
Três festas e uma missão a cumprir
Três festas e uma missão a cumprirTrês festas e uma missão a cumprir
Três festas e uma missão a cumprir
Herisson Gonçalves
 
Cercado por Deus
Cercado por DeusCercado por Deus
Cercado por Deus
Herisson Gonçalves
 

Mais de Herisson Gonçalves (8)

03 principio-da-plantacao-de-igrejas
03 principio-da-plantacao-de-igrejas03 principio-da-plantacao-de-igrejas
03 principio-da-plantacao-de-igrejas
 
02 principio-da-evangelizacao-discipuladora
02 principio-da-evangelizacao-discipuladora02 principio-da-evangelizacao-discipuladora
02 principio-da-evangelizacao-discipuladora
 
01 principio-da-oracao
01 principio-da-oracao01 principio-da-oracao
01 principio-da-oracao
 
01 principio-da-oracao
01 principio-da-oracao01 principio-da-oracao
01 principio-da-oracao
 
Comitê lausanne-o-evangelho-e-a-cultura
Comitê lausanne-o-evangelho-e-a-culturaComitê lausanne-o-evangelho-e-a-cultura
Comitê lausanne-o-evangelho-e-a-cultura
 
Texto 03-o-jeitinho-brasileiro1
Texto 03-o-jeitinho-brasileiro1Texto 03-o-jeitinho-brasileiro1
Texto 03-o-jeitinho-brasileiro1
 
Três festas e uma missão a cumprir
Três festas e uma missão a cumprirTrês festas e uma missão a cumprir
Três festas e uma missão a cumprir
 
Cercado por Deus
Cercado por DeusCercado por Deus
Cercado por Deus
 

Último

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 

Último (15)

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 

04 principio-da-formacao-de-lideres

  • 2. A Igreja Multiplicadora é a visão de multiplicação intencional baseada em cinco princípios bíblicos de crescimento para a igreja local com o objetivo de cumprir a Grande Comissão.
  • 6. “E ele designou uns como apóstolos, outros como profetas, outros como evangelistas, e ainda outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos para a obra do ministério e para a edificação do corpo de Cristo;” Efésios 4: 11 e 12
  • 8. “Para sermos líderes, precisamos primeiramente nos deixar liderar por Jesus. Antes de sermos líderes, precisamos ser servos.”
  • 11. “O papel principal do líder é formar outros líderes para que o Evangelho chegue até os confins da terra.”
  • 13. “Vemos que o bom líder não é aquele que faz tudo sozinho, mas aquele que divide as tarefas com outros líderes por ele preparados. Isso é excelente, é bíblico. Deus falou por intermédio de Jetro. Moisés dificilmente teria chegado aonde chegou se não tivesse dividido o trabalho com seus auxiliares e se não tivesse preparado seus sucessores.”
  • 14. “O objetivo de todo o processo de formação de liderança é a preparação de líderes que possam preparar outros e manter o processo de multiplicação e crescimento.”
  • 16. “Em um Relacionamento Discipulador, o exemplo de vida faz toda a diferença, pois o discípulo tende a copiar os exemplos do discipulador, pois não há como desvincular a vida de uma pessoa daquilo que ela ensina.”
  • 18. “O que ouviste de mim, diante de muitas testemunhas, transmite a homens fiéis e aptos para também ensinarem a outros”. 2 Timóteo 2.2
  • 19.  Transmitir verdade e vida, por meio de ministração bíblica e exemplo;  Permitir que o discípulo auxilie o líder nas suas ações;  Observar o discípulo atuando, verificando se está indo bem;  Sair e acompanhar o discípulo de longe ou ter encontros menos frequentes
  • 20. A formação de líderes precisa se basear em uma proposta de Relacionamento Discipulador específica e intencional.
  • 23. Um dos maiores erros que uma igreja pode cometer na área de liderança é ficar à espera de líderes que venham de fora para fazer o trabalho.
  • 24. “O conselho de Jetro continua válido para nossos dias: “procura dentre o povo” Ele disse: “(...) homens capazes, tementes a Deus, homens confiáveis e que repudiem a desonestidade” (Êxodo 18.21)”.
  • 25. O conselho de Jetro resume as qualidades de um líder: integridade, humildade, espiritualidade, coragem e dinamismo. Precisamos observar pessoas com estas qualidades e investir nelas sem medo, pois têm tudo para serem grandes líderes, sabendo também, por outro lado, que não estaremos livres de decepções.
  • 27. • Possuir uma visão clara de seus objetivos, • Saber comunicar bem essa visão. • Influenciar outros para que apoiem em sua trajetória rumo ao atingimento dos objetivos que cumprem a sua visão.
  • 28.  Visão de Deus  Vida Devocional  Compreensão da Missão de Deus  Colaborar com Missão de Deus  Influenciar outros  Visão de Multiplicação
  • 31. Orar, observar e identificar pessoas com potencial para liderar
  • 32. Convidar, esclarecer e comprometer a pessoa com a proposta de formação
  • 33. “A formação de líderes requer um relacionamento intenso, que demanda momentos de prestação de contas e correção de rumos.”
  • 34. Desenvolver um plano de ações concretas para o desenvolvimento da liderança
  • 37. Programa Discipular de Liderança Requisitos Avaliação PDL Prazo Evolução Espirituais e Morais Relacionar Requisitos 180º Ações de Desenvolvimento Datas Acordadas Andamento do Programa (PDL) Comporta mentais Relacionar Requisitos 180º Ações de Desenvolvimento Datas Acordadas Andamento do Programa (PDL) Técnicos Relacionar Requisitos 180º Ações de Desenvolvimento Datas Acordadas Andamento do Programa (PDL)
  • 38. Acompanhar, avaliar e solicitar contas das ações planejadas
  • 39. Incentivar que ele multiplique o processo com outras pessoas com as quais se quer desenvolver o perfil de liderança.
  • 40. Gestão por Competências Competências para a liderança Avaliação de Desempenho Programa Discipular de Liderança Treinamento e Desenvolvimento
  • 42. O ambiente do Pequeno Grupo Multiplicador é altamente adequado para que o processo de formação de liderança se desenvolva.
  • 45. 1) Como líderes de igreja, a nossa visão está alinhada com a Grande Comissão em termos da multiplicação de discípulos, líderes e igrejas? 2) Como líderes de igreja, temos preparado outros líderes para a nossa ausência ou será que o trabalho sofreria solução de continuidade? 3) Na escolha de líderes na igreja, a qualidade de vida com Deus tem sido mais valorizada do que talentos, diplomas e credenciais humanos?