SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
“Havendo Deus, antigamente, falado,
muitas vezes e de muitas maneiras,
aos pais, pelos profetas, a nós falou-
nos, nestes últimos dias, pelo Filho”
(Hb 1.1).
TEXTO ÁUREO
Por meio de Cristo, Deus revelou-
se de uma forma especial e
definitiva ao seu povo.
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
VERDADE PRÁTICA
1 — Havendo Deus, antigamente, falado, muitas
vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos
profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo
Filho,
2 — a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem
fez também o mundo.
3 — O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a
expressa imagem da sua pessoa, e sustentando
todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo
feito por si mesmo a purificação dos nossos
pecados, assentou-se à destra da Majestade, nas
alturas; a salvação?
4 — feito tanto mais excelente do que os anjos,
quanto herdou mais excelente nome do que eles.
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Hb 1.1-14
5 — Porque a qual dos anjos disse jamais: Tu és
meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei
por Pai, e ele me será por Filho?
6 — E, quando outra vez introduz no mundo o
Primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o
adorem.
7 — E, quanto aos anjos, diz: O que de seus anjos
faz ventos e de seus ministros, labareda de fogo.
8 — Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste
pelos séculos dos séculos, cetro de equidade é o
cetro do teu reino.
9 — Amaste a justiça e aborreceste a iniquidade; por
isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria,
mais do que a teus companheiros.
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Hb 1.1-14
10 — E: Tu, Senhor, no princípio, fundaste a terra, e
os céus são obra de tuas mãos;
11 — eles perecerão, mas tu permanecerás; e todos
eles, como roupa, envelhecerão,
12 — e, como um manto, os enrolarás, e, como uma
veste, se mudarão; mas tu és o mesmo, e os teus
anos não acabarão.
13 — E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à
minha destra, até que ponha os teus inimigos por
escabelo de teus pés?
14 — Não são, porventura, todos eles espíritos
ministradores, enviados para servir a favor daqueles
que hão de herdar a salvação?
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Hb 1.1-14
A carta aos Hebreus é um documento especial
tanto quanto os outros registros bíblicos. Um
apelo exortativo forte e necessário destinado aos
crentes hebreus que davam sinais de
enfraquecimento espiritual e até mesmo o risco de
abandonarem a fé!
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
INTRODUÇÃO
1. AUTORIA.
• A Carta aos Hebreus não revela o nome do seu autor;
• Procura-se desesperadamente o autor da carta!
• Nunca houve consenso quanto ao seu autor.
2. DESTINATÁRIOS.
• A Carta aos Hebreus foi escrita para cristãos judeus;
• O autor conhecia a fragilidade de seu público alvo;
• A abrangência da Carta superou os limites geográficos.
3. PROPÓSITO.
• Carta aos Hebreus: conjunto de instruções e exortação;
• A Carta foi um socorro na hora certa;
• O público alvo estava desanimando.
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
I – AUTORIA,
DESTINATÁRIO E PROPÓSITO
1. A REVELAÇÃO PROFÉTICA E A ANTIGA ALIANÇA.
• Deus falou: no passado (profetas), no presente (Filho);
• O autor apresentou um Deus que trata com seu povo;
• Deus sempre falou da forma como achava melhor.
2. A REVELAÇÃO PROFÉTICA E A NOVA ALIANÇA.
• Na Nova Aliança Deus fala por intermédio do seu Filho;
• Deus falou e continua falando com seu povo;
• Trata diretamente. Ele não desiste.
3. CRISTO: A REVELAÇÃO FINAL.
• Jesus: Clímax da revelação profética, a revelação final!
• Os profetas sempre foram importantes para Israel;
• O silencio dos profetas foi quebrado por Jesus.
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
II – CRISTO – A PALAVRA
SUPERIOR A DOS PROFETAS
1. CRISTO: SUPERIOR EM NATUREZA E ESSÊNCIA.
• O autor mostra que Jesus é superior às demais ordens;
• Os judeus respeitavam os anjos (em demasia);
• Pai e Filho – pessoas distintas, mas mesma essência.
2. CRISTO: SUPERIOR EM MAJESTADE E DEIDADE.
• Os anjos são criaturas, o Filho é Criador.
• O Filho foi gerado e não criado como os anjos;
• O Deus gera é Deus. O que o homem gera é homem;
• O que Deus cria não é Deus.
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
III – CRISTO – SUPERIOR AOS ANJOS
O autor de hebreus não quis se identificar, mas isso em
nada compromete a autoridade desse documento. Desde
os primórdios, a igreja valeu-se dos ensinos dessa carta
para fortalecer a fé dos crentes.
Contatos:
ailtonsilva2000@gmail.com
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado (SP) – 1º trim. 2018
WatsApp (18) 99790-3718 (Vivo)
Escola Bíblica Dominical
A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade
Álvares Machado (SP) – Brasil
CONCLUSÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

07 - OS MANDAMENTOS DO SENHOR
07 - OS MANDAMENTOS DO SENHOR07 - OS MANDAMENTOS DO SENHOR
07 - OS MANDAMENTOS DO SENHOR
Ailton da Silva
 
13 - A formosa Jerusalém
13 - A formosa Jerusalém13 - A formosa Jerusalém
13 - A formosa Jerusalém
Ailton da Silva
 
O legado de Moisés
O legado de MoisésO legado de Moisés
O legado de Moisés
Ailton da Silva
 
Lição 02 - Oséias a fidelidade no relacionamento com Deus
Lição 02 - Oséias a fidelidade no relacionamento com DeusLição 02 - Oséias a fidelidade no relacionamento com Deus
Lição 02 - Oséias a fidelidade no relacionamento com Deus
Ailton da Silva
 
O ministério de Evangelista
O ministério de EvangelistaO ministério de Evangelista
O ministério de Evangelista
Ailton da Silva
 
lição 09
lição 09lição 09
lição 09
Ailton da Silva
 
As leis civis entregue por Moisés aos israelitas
As leis civis entregue por Moisés aos israelitasAs leis civis entregue por Moisés aos israelitas
As leis civis entregue por Moisés aos israelitas
Ailton da Silva
 
Lição 8 - Naum, o limite da tolerância Divina
Lição 8 - Naum, o limite da tolerância DivinaLição 8 - Naum, o limite da tolerância Divina
Lição 8 - Naum, o limite da tolerância Divina
Ailton da Silva
 
Um libertador para Israel
Um libertador para IsraelUm libertador para Israel
Um libertador para Israel
Ailton da Silva
 
Um lugar de adoração a Deus no deserto
Um lugar de adoração a Deus no desertoUm lugar de adoração a Deus no deserto
Um lugar de adoração a Deus no deserto
Ailton da Silva
 
Lição 06
Lição 06Lição 06
Lição 06
Ailton da Silva
 
13
1313
Lição 8 - Israel no plano da redenção
Lição 8 - Israel no plano da redençãoLição 8 - Israel no plano da redenção
Lição 8 - Israel no plano da redenção
Ailton da Silva
 
Lição 5 - A importância dos dons Espírituais
Lição 5 - A importância dos dons EspírituaisLição 5 - A importância dos dons Espírituais
Lição 5 - A importância dos dons Espírituais
Ailton da Silva
 
10 - Uma igreja verdadeiramente próspera
10 - Uma igreja verdadeiramente próspera10 - Uma igreja verdadeiramente próspera
10 - Uma igreja verdadeiramente próspera
Ailton da Silva
 
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinaia peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
Ailton da Silva
 
lição 7 - Arrependimento, a base para o concerto
lição 7 - Arrependimento, a base para o concertolição 7 - Arrependimento, a base para o concerto
lição 7 - Arrependimento, a base para o concerto
Ailton da Silva
 
Quem é o Espírito Santo
Quem é o Espírito SantoQuem é o Espírito Santo
Quem é o Espírito Santo
Ailton da Silva
 
Lição 2 - Nomes e símbolos do Espírito Santo
Lição 2 - Nomes e símbolos do Espírito SantoLição 2 - Nomes e símbolos do Espírito Santo
Lição 2 - Nomes e símbolos do Espírito Santo
Ailton da Silva
 
Lição 4 - a comissão cultural e a grande comissão
Lição 4 - a comissão cultural e a grande comissãoLição 4 - a comissão cultural e a grande comissão
Lição 4 - a comissão cultural e a grande comissão
Ailton da Silva
 

Mais procurados (20)

07 - OS MANDAMENTOS DO SENHOR
07 - OS MANDAMENTOS DO SENHOR07 - OS MANDAMENTOS DO SENHOR
07 - OS MANDAMENTOS DO SENHOR
 
13 - A formosa Jerusalém
13 - A formosa Jerusalém13 - A formosa Jerusalém
13 - A formosa Jerusalém
 
O legado de Moisés
O legado de MoisésO legado de Moisés
O legado de Moisés
 
Lição 02 - Oséias a fidelidade no relacionamento com Deus
Lição 02 - Oséias a fidelidade no relacionamento com DeusLição 02 - Oséias a fidelidade no relacionamento com Deus
Lição 02 - Oséias a fidelidade no relacionamento com Deus
 
O ministério de Evangelista
O ministério de EvangelistaO ministério de Evangelista
O ministério de Evangelista
 
lição 09
lição 09lição 09
lição 09
 
As leis civis entregue por Moisés aos israelitas
As leis civis entregue por Moisés aos israelitasAs leis civis entregue por Moisés aos israelitas
As leis civis entregue por Moisés aos israelitas
 
Lição 8 - Naum, o limite da tolerância Divina
Lição 8 - Naum, o limite da tolerância DivinaLição 8 - Naum, o limite da tolerância Divina
Lição 8 - Naum, o limite da tolerância Divina
 
Um libertador para Israel
Um libertador para IsraelUm libertador para Israel
Um libertador para Israel
 
Um lugar de adoração a Deus no deserto
Um lugar de adoração a Deus no desertoUm lugar de adoração a Deus no deserto
Um lugar de adoração a Deus no deserto
 
Lição 06
Lição 06Lição 06
Lição 06
 
13
1313
13
 
Lição 8 - Israel no plano da redenção
Lição 8 - Israel no plano da redençãoLição 8 - Israel no plano da redenção
Lição 8 - Israel no plano da redenção
 
Lição 5 - A importância dos dons Espírituais
Lição 5 - A importância dos dons EspírituaisLição 5 - A importância dos dons Espírituais
Lição 5 - A importância dos dons Espírituais
 
10 - Uma igreja verdadeiramente próspera
10 - Uma igreja verdadeiramente próspera10 - Uma igreja verdadeiramente próspera
10 - Uma igreja verdadeiramente próspera
 
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinaia peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
 
lição 7 - Arrependimento, a base para o concerto
lição 7 - Arrependimento, a base para o concertolição 7 - Arrependimento, a base para o concerto
lição 7 - Arrependimento, a base para o concerto
 
Quem é o Espírito Santo
Quem é o Espírito SantoQuem é o Espírito Santo
Quem é o Espírito Santo
 
Lição 2 - Nomes e símbolos do Espírito Santo
Lição 2 - Nomes e símbolos do Espírito SantoLição 2 - Nomes e símbolos do Espírito Santo
Lição 2 - Nomes e símbolos do Espírito Santo
 
Lição 4 - a comissão cultural e a grande comissão
Lição 4 - a comissão cultural e a grande comissãoLição 4 - a comissão cultural e a grande comissão
Lição 4 - a comissão cultural e a grande comissão
 

Semelhante a 01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo

lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
Hilda Helena Heringer
 
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de CristoLição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Éder Tomé
 
Rev ebd adultos 1° trimestre - 2018. comentada
Rev ebd adultos   1° trimestre - 2018. comentadaRev ebd adultos   1° trimestre - 2018. comentada
Rev ebd adultos 1° trimestre - 2018. comentada
Abdias Barreto
 
A promessa de deus e o deus da promessa
A promessa de deus e o deus da promessaA promessa de deus e o deus da promessa
A promessa de deus e o deus da promessa
Antonio Silva Matias
 
O Proposito global de Deus:
O Proposito global de Deus:O Proposito global de Deus:
O Proposito global de Deus:
Antonio Silva Matias
 
Não estamos nós arrependendo
Não estamos nós arrependendoNão estamos nós arrependendo
Não estamos nós arrependendo
Antonio Silva Matias
 
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Gerson G. Ramos
 
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
Antonio Silva Matias
 
Afinal de contas do que a biblia fala?
Afinal de contas do que a biblia fala?Afinal de contas do que a biblia fala?
Afinal de contas do que a biblia fala?
Antonio Silva Matias
 
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
Ailton da Silva
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Gerson G. Ramos
 
Bibliologiaxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxx
Bibliologiaxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx         xxxxxBibliologiaxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx         xxxxx
Bibliologiaxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxx
Sergio Nunes
 
Apresentação Daniel - 2023.pptx
Apresentação Daniel - 2023.pptxApresentação Daniel - 2023.pptx
Apresentação Daniel - 2023.pptx
Carloscarvalho791908
 
Lição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de CristoLição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Hamilton Souza
 
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 01
Joel Silva
 
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaLição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Ailton da Silva
 
panorama.pdf
panorama.pdfpanorama.pdf
panorama.pdf
JoSantos34
 
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptxLição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Celso Napoleon
 
O cajado do pastor manual para novos convertidos - paul collins
O cajado do pastor   manual para novos convertidos - paul collinsO cajado do pastor   manual para novos convertidos - paul collins
O cajado do pastor manual para novos convertidos - paul collins
Ederson Tribst
 
Bibliologia 2
Bibliologia 2Bibliologia 2
Bibliologia 2
Marcio Silva
 

Semelhante a 01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo (20)

lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
 
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de CristoLição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
 
Rev ebd adultos 1° trimestre - 2018. comentada
Rev ebd adultos   1° trimestre - 2018. comentadaRev ebd adultos   1° trimestre - 2018. comentada
Rev ebd adultos 1° trimestre - 2018. comentada
 
A promessa de deus e o deus da promessa
A promessa de deus e o deus da promessaA promessa de deus e o deus da promessa
A promessa de deus e o deus da promessa
 
O Proposito global de Deus:
O Proposito global de Deus:O Proposito global de Deus:
O Proposito global de Deus:
 
Não estamos nós arrependendo
Não estamos nós arrependendoNão estamos nós arrependendo
Não estamos nós arrependendo
 
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
 
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
 
Afinal de contas do que a biblia fala?
Afinal de contas do que a biblia fala?Afinal de contas do que a biblia fala?
Afinal de contas do que a biblia fala?
 
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
 
Bibliologiaxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxx
Bibliologiaxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx         xxxxxBibliologiaxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx         xxxxx
Bibliologiaxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxx
 
Apresentação Daniel - 2023.pptx
Apresentação Daniel - 2023.pptxApresentação Daniel - 2023.pptx
Apresentação Daniel - 2023.pptx
 
Lição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de CristoLição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
 
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 01
 
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaLição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
 
panorama.pdf
panorama.pdfpanorama.pdf
panorama.pdf
 
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptxLição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
 
O cajado do pastor manual para novos convertidos - paul collins
O cajado do pastor   manual para novos convertidos - paul collinsO cajado do pastor   manual para novos convertidos - paul collins
O cajado do pastor manual para novos convertidos - paul collins
 
Bibliologia 2
Bibliologia 2Bibliologia 2
Bibliologia 2
 

Mais de Ailton da Silva

Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de AbraãoLição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Ailton da Silva
 
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do simLição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Ailton da Silva
 
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelaçãoLição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Ailton da Silva
 
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem LevíticaLição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Ailton da Silva
 
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de DeusLição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Ailton da Silva
 
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em CristoLição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na féLição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na fé
Ailton da Silva
 
Lição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusLição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por Deus
Ailton da Silva
 
Lição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvaçãoLição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvação
Ailton da Silva
 
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvaçãoLição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Ailton da Silva
 
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrioLição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Ailton da Silva
 
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela GraçaLição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Ailton da Silva
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Ailton da Silva
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Ailton da Silva
 
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusLição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Ailton da Silva
 
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoLição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Ailton da Silva
 
Lição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Lição 4 - O Senhor Jesus e SalvadorLição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Lição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Ailton da Silva
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Ailton da Silva
 

Mais de Ailton da Silva (20)

Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de AbraãoLição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
 
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do simLição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
 
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelaçãoLição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
 
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem LevíticaLição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
 
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de DeusLição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
 
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em CristoLição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em Cristo
 
Lição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na féLição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na fé
 
Lição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusLição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por Deus
 
Lição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvaçãoLição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvação
 
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvaçãoLição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
 
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrioLição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
 
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela GraçaLição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela Graça
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
 
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusLição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
 
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoLição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
 
Lição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Lição 4 - O Senhor Jesus e SalvadorLição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Lição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 

01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo

  • 1.
  • 2. Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil “Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou- nos, nestes últimos dias, pelo Filho” (Hb 1.1). TEXTO ÁUREO
  • 3. Por meio de Cristo, Deus revelou- se de uma forma especial e definitiva ao seu povo. Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil VERDADE PRÁTICA
  • 4. 1 — Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho, 2 — a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. 3 — O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da Majestade, nas alturas; a salvação? 4 — feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Hb 1.1-14
  • 5. 5 — Porque a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, e ele me será por Filho? 6 — E, quando outra vez introduz no mundo o Primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. 7 — E, quanto aos anjos, diz: O que de seus anjos faz ventos e de seus ministros, labareda de fogo. 8 — Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos, cetro de equidade é o cetro do teu reino. 9 — Amaste a justiça e aborreceste a iniquidade; por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros. Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Hb 1.1-14
  • 6. 10 — E: Tu, Senhor, no princípio, fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos; 11 — eles perecerão, mas tu permanecerás; e todos eles, como roupa, envelhecerão, 12 — e, como um manto, os enrolarás, e, como uma veste, se mudarão; mas tu és o mesmo, e os teus anos não acabarão. 13 — E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, até que ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés? 14 — Não são, porventura, todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação? Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Hb 1.1-14
  • 7. A carta aos Hebreus é um documento especial tanto quanto os outros registros bíblicos. Um apelo exortativo forte e necessário destinado aos crentes hebreus que davam sinais de enfraquecimento espiritual e até mesmo o risco de abandonarem a fé! Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil INTRODUÇÃO
  • 8. 1. AUTORIA. • A Carta aos Hebreus não revela o nome do seu autor; • Procura-se desesperadamente o autor da carta! • Nunca houve consenso quanto ao seu autor. 2. DESTINATÁRIOS. • A Carta aos Hebreus foi escrita para cristãos judeus; • O autor conhecia a fragilidade de seu público alvo; • A abrangência da Carta superou os limites geográficos. 3. PROPÓSITO. • Carta aos Hebreus: conjunto de instruções e exortação; • A Carta foi um socorro na hora certa; • O público alvo estava desanimando. Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil I – AUTORIA, DESTINATÁRIO E PROPÓSITO
  • 9. 1. A REVELAÇÃO PROFÉTICA E A ANTIGA ALIANÇA. • Deus falou: no passado (profetas), no presente (Filho); • O autor apresentou um Deus que trata com seu povo; • Deus sempre falou da forma como achava melhor. 2. A REVELAÇÃO PROFÉTICA E A NOVA ALIANÇA. • Na Nova Aliança Deus fala por intermédio do seu Filho; • Deus falou e continua falando com seu povo; • Trata diretamente. Ele não desiste. 3. CRISTO: A REVELAÇÃO FINAL. • Jesus: Clímax da revelação profética, a revelação final! • Os profetas sempre foram importantes para Israel; • O silencio dos profetas foi quebrado por Jesus. Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil II – CRISTO – A PALAVRA SUPERIOR A DOS PROFETAS
  • 10. 1. CRISTO: SUPERIOR EM NATUREZA E ESSÊNCIA. • O autor mostra que Jesus é superior às demais ordens; • Os judeus respeitavam os anjos (em demasia); • Pai e Filho – pessoas distintas, mas mesma essência. 2. CRISTO: SUPERIOR EM MAJESTADE E DEIDADE. • Os anjos são criaturas, o Filho é Criador. • O Filho foi gerado e não criado como os anjos; • O Deus gera é Deus. O que o homem gera é homem; • O que Deus cria não é Deus. Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil III – CRISTO – SUPERIOR AOS ANJOS
  • 11. O autor de hebreus não quis se identificar, mas isso em nada compromete a autoridade desse documento. Desde os primórdios, a igreja valeu-se dos ensinos dessa carta para fortalecer a fé dos crentes. Contatos: ailtonsilva2000@gmail.com ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado (SP) – 1º trim. 2018 WatsApp (18) 99790-3718 (Vivo) Escola Bíblica Dominical A Palavra de Deus revelada na Terra – aos homens de boa vontade Álvares Machado (SP) – Brasil CONCLUSÃO