Com quase 50% de renovação, a nova diretoria do Sindibeb-BA pretende dar seguimento ao trabalho desenvolvido pelagestão an...
Baiano, funcionário da indústria de bebidas Antarctica (Ambev) desde1986, Roberto Santana, juntamente com os colegas Alber...
Sindicato busca melhores condições para os trabalhadoresO Sindibeb vem realizando diversas reuniões com as empresas sobre ...
EXPEDIENTEO informativo do Sindibeb - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Bebidas do Estado da Bahia, editado e ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sindibeb nº 491

833 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • boa tarde ! gostaria que vcs toma-se uma providencia pois o supervisor Alan Adson da empresa solar de salvador anda mal tratando , ameaçando e xingando os funcionários de sua mesa . dizendo que vai dá justa causa a todo momento .isso é assédio moral que nos funcionários da solar estamos sofrendo . Por favor tomem providencias isso é um absurdo nos dias de hoje ...........
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
833
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
461
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sindibeb nº 491

  1. 1. Com quase 50% de renovação, a nova diretoria do Sindibeb-BA pretende dar seguimento ao trabalho desenvolvido pelagestão anterior e renovar o compromisso em lutar pelos direitos dos trabalhadores, melhores condições de vida e salário. A posseaconteceu no dia 22 de maio, na sede do sindicato. Durante a posse, o presidente eleito, Roberto Santana, afirmou que esse é momento de avançar nas conquistas da categoriae buscar consolidar, cada vez mais, a base sindical. “Após 27 anos, retorno a presidência do sindicato. Estou feliz em voltar comcompanheiros tão importantes do movimento sindical. Hoje, temos 3.500 associados em uma categoria de pouco mais de 6.000trabalhadores. Temos uma base forte”, declarou. O vereador de Salvador, Everaldo Augusto (PCdoB), esteve no evento e salientou a história de luta do Sindibeb-BA. “Essesindicato é exemplo de luta do movimento dos trabalhadores. Na época da Ditadura, era comandado por pelegos e os trabalhadoresconseguiram tomar a direção. Cada vez mais, a entidade tem renovado o projeto político da categoria.” Para Dalva Leite, vice-presidenta da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), seção Bahia, da qualo Sindibeb-BA é filiado, os trabalhadores na Bahia avançaram muito e garantiram a participação democrática e efetiva em todosos campos. “Elegemos Lula e Wagner, aqui no Estado. Avançamos também no campo institucional, mas é preciso crescer aindamais. Nós precisamos ousar, e o Sindibeb é um exemplo dessa ousadia. Mesmo sendo pequeno, é um sindicato com uma categoriaforte”. De acordo com o dirigente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentos da Bahia (Fetiaba), AdelmiroAlmeida, o Sindibeb jogou papel fundamental na fundação da federação, em 1992.Além disso, ele salientou a honra em ter o sindicato filiado à Fetiaba. Presente naposse, o secretário-geral da CTB, Pascoal Carneiro, destacou a importância doSindibeb na luta sindical na Bahia e a colaboração na construção da CTB. Eleita nos dias 9 e 10 de janeiro deste ano, com 95% dos votos válidose sem chapa de oposição, a nova diretoria contará com mandato de quatro anos(2013-2017). A posse contou com a presença de representantes da deputadafederal Alice Portugal (PCdoB-BA), do deputado Álvaro Gomes, da Assufba,Sindicarne, SindAlimentação, entre outros.Informativo do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Cervejas e Bebidas em Geral no Estado da Bahia n° 491 - maio/13Diretoria empossada, defesa dos trabalhadores renovada
  2. 2. Baiano, funcionário da indústria de bebidas Antarctica (Ambev) desde1986, Roberto Santana, juntamente com os colegas Alberto Evangelista eEdivaldo Ribeiro, organizou a oposição e retirou o Sindibeb-BAdas mãos dopatronato na época da Ditadura Militar. Roberto foi o primeiro presidente daentidade que, em parceria com os demais companheiros, conquistou muitosavanços na área social, de benefícios e econômica, além de ter estruturado asede do sindicato e ter sido um dos organizadores do Movimento Nacionalde Bebidas, em 1990, que conquistou um acordo nacional com Antarctica(Ambev). De acordo com o presidente eleito, ele retorna para dar sequênciaao trabalho que está sendo realizado, semprelutando por melhores condições de salários evida para os trabalhadores, e por um país maisjusto para todos.Presidente eleito atua na área há 26 anos Única mulher em uma chapa de 23 integrantes, a diretora sindical CamilaMartins pretende defender os direitos da categoria e, em especial, às necessidadesfemininas nas fábricas, além de buscar uma maior participação feminina nasdecisões do Sindicato. A dirigente é técnica em Segurança do trabalho na Coca-Cola, em Simões Filho.Brasil Kirin (Schin) Após ter sido acertada a reintegraçãode Bombom com a Brasil Kirin, que estavarealizando exames médicos, a empresa desfezo acordo: voltou atrás e disse que vai aguardara decisão final do processo. A sentença daprimeira instância de Alagoinhas indeferiu opedido da Brasil Kirin, que aplicou justa causaao funcionário, e ordenou a reintegração e opagamento de salários e outros benefíciosdesde seu afastamento. Em acordo com oSindicato, a empresa afirmou que cumpririaa sentença, mas que iria recorrer. Inclusive,demonstrou a possibilidade de pedir aexclusão do processo. Na ocasião, o Sindicatoelogiou a postura da empresa em buscaruma saída negociada antes da conclusão doprocesso. Infelizmente, a Brasil Kirin teve uma atitude desonesta e no dia 24, ela informou que não iriacumprir o acordo. Daqui pra frente, qual a confiança que o Sindicato e os trabalhadores terão em negociarcom a empresa? Desde novembro de 2011, Bombom está com salário suspenso. Mesmo após provar suainocência, ele continua passando por esse desrespeito, perseguição e assedio moral. O Sindicato ainda esperaque a empresa, em nome de uma boa relação, reveja esse posicionamento. Uma assembleia será feita com ostrabalhadores para discutir a questão específica e tirar alguns encaminhamentos. A reunião sobre a PPRS com a Kirin Brasil, marcada para o último dia 21 não aconteceu, pois aempresa não apareceu. Diante disso, o Sindicato quer que a Kirin Brasil envie oficialmente qual a proposta dePPRS oferecida para ser discutida com os trabalhadores. O Sindicato propõe que a empresa aumente o valorde participação dos trabalhadores até 2,5 salários e reduza as metas em 50% para que os trabalhadores tenhama chance de alcançar o valor máximo. A premiação é paga em duas parcelas (agosto e fevereiro). O Sindicatoespera que até a primeira quinzena de junho a proposta já tenha sido discutida com os trabalhadores.PPRSRepresentação feminina
  3. 3. Sindicato busca melhores condições para os trabalhadoresO Sindibeb vem realizando diversas reuniões com as empresas sobre as questões salariais e de reajuste paraos trabalhadores. Cesta básica, auxílio alimentação e escolar estão na pauta de reivindicação do Sindicato. Oobjetivo é buscar acordos que beneficiem e ofereçam melhores condições de vida e salário para os funcionários.Abaixo, algumas das conversas realizadas: No dia 16 de maio, o Sindicato esteve reunido com a empresa, quando apresentou proposta de pisosalarial de R$ 750,00, 9% de reajuste acima do piso e cesta básica de R$ 90,00. A proposta será avaliada pelostrabalhadores no dia 31 de maio, à tarde.DafrutaBrasfrut No último dia 20, o Sindicato apresentou aos trabalhadores a proposta da empresa, que teve algunspontos rejeitados. A Brasfrut ofereceu o piso de R$ 730,00 e a correção de 7,16% referente à inflação noperíodo de maio de 2012 a abril de 2013. Para os trabalhadores, a proposta é insuficiente para fechar oacordo. Na ocasião, eles criaram a contraproposta, que prevê aumento de 9% para quem percebe acima dopiso e a correção de 9% na cesta básica. A empresa não aceitou a proposta dos trabalhadores e mantém oque foi oferecido anteriormente. Por conta disso, no dia 6 de junho, o Sindicato fará uma assembleia com ostrabalhadores para decidir qual posição será tomada diante da falta de negociação da Brasfrut.Doce Mel Mesmo após várias rodadas de negociações, a Doce Mel não quer ceder. Agora, a empresa oferecepiso de R$ 700,00 e reajuste de 2% acima do piso. Os trabalhadores não aceitam essa proposta e reivindicam,ao menos, a correção de 7,16% referente à inflação e a unificação dos valores da cesta básica em R$ 44,00.Hoje, a empresa oferece cesta de R$ 29,00 para quem recebe o piso e R$ 18,00 para que percebe acima dopiso até R$ 1.000,00. O Sindicato vai se reunir com a empresa no dia 5 de junho e em assembleia com ostrabalhadores no dia 6.Assembleia porta da fábricaFoto: Edmilson Almeida
  4. 4. EXPEDIENTEO informativo do Sindibeb - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Bebidas do Estado da Bahia, editado e publicado sob a responsabilidade da diretoria daentidade - Presidente: Roberto Santana, Diretor de Imprensa: Edmilson de Almeida. End. Rua Mathias de Albuquerque, nº 39, Uruguai, Salvador-Bahia. CEP 40.450-540. Tel. (71) 3312-6851. Fax (71) 3313-2092. e-mail: sindibeb@ibest.com.br - Sub-sedes: Feira de Santana, Rua das Orquídeas, nº 72 – Bairro: Brasília, 44.088-210, Feira de Santana/BA, Tel.: (71)8805-7790/3614-2578/Camaçari, R. José Nunes de Matos, 113 - Centro, CEP: 42.800-070. Tel.: (71) 3622-2600 / Alagoinhas, Praça JJ Seabra, 88 - Edf. Ponto Nonato , sl/104 - 1º Andar. CEP 48.010-140. Tel.: (75) 3422-5247 / Vitória da Conquista, R. Coronel Gugê, 155 - Edf.Eunice Oliveira, sl/103 - Centro. CEP 45.040-000. Tel.: (77) 3422-7216 / Ilhéus, R.Bento Berilo, 223 - Centro. CEP 45.653-270. Tel.: (73) 3231-6650. Redação: AnaEmília, Editoração Eletrônica: Géssica Barradas. Impressão: Imprima. Tiragem: 5.000 mil exemplares. Edição fechada em 29 de maio de 2013.BOCA DE BRASAPlano de SaúdeEm assembleia, os trabalhadores da Coca-Cola manifestaram o desejo de retornar para oplano de saúde Unimed Nacional, que atende parte dos funcionários. Atualmente, muitosfuncionários são atendidos pela Hapvida, quenão oferece uma rede de serviços satisfatória.Mesmo sendo co-participativo e com valor fi xo, a Coca-Cola escolheu um plano que não atendeas necessidades mínimas dos trabalhadores. OSindicato está vigilante em relação a essa questão.O Sindibeb convoca os funcionários da Coca-Cola para participarem da assembleia no dia 4de junho, quando a questão do plano de saúdevoltará a ser discutida e novos encaminhamentosserão defi nidos.VacinaçãoAvacinaçãocontragripeparatrabalhadorese dependentes da Ambev teve início no dia 22/5e vai até quando durar o estoque. A dose pode ser adquirida na Seimi, localizada no Complexo-Médico Itaigara – 10º andar e no Shopping Estrada do Coco, em Vilas do Atlântico. Para sevacinar, o trabalhador precisa apresentar o cracháe documento de identifi cação. No dia 8 desse mês, a vacinação aconteceu para os trabalhadoresna própria empresa.Produto na AmbevAAmbev precisa buscar uma solução paraa questão do transporte dos produtos compradospelos trabalhadores. Por questão de segurança,o produto parou de ser transportado pelas vanse até o momento, a empresa não ofereceu uma solução para os trabalhadores. Quem possui carrocontinuaretirandooproduto,masostrabalhadoresque não possuem estão sendo prejudicados.Alternativas foram apresentadas, agora falta boavontade da Ambev em resolver o impasse com ostrabalhadores.Coca-Cola No dia 3 de junho, o Sindicato se reúne com a Coca-Cola e no dia 4, tem assembleia com ostrabalhadores de Simões Filho e nas demais unidades,que terá caráter decisivo. A proposta da empresa foio reajuste de 7,16% nos salários e nos benefícios,que incluem cesta básica, auxílio de material escolar e ticket restaurante. O Sindibeb realizou assembleiasem todas as unidades, quando a proposta foi rejeitadapelos trabalhadores. Mantemos a proposta original que prevê reajuste de 12%, cesta de R$ 220,00, piso salarialR$ 920,00, material escolar de R$ 350,00 e ticket deR$ 21,00 (almoço e café). Atualmente, a Coca-Cola é uma das maiores empresas do Brasil em produção e lucratividade. O Sindicato acredita que a empresatem total condição em atender as necessidades dostrabalhadores.São MiguelO Sindibeb esteve reunido com trabalhadoresda Indústria São Miguel no dia 20 de maio para apresentar a proposta da empresa, que ofereceu piso deR$ 765,00, reajuste de 4% acima do piso e cesta básicade R$ 100,00. Os trabalhadores concordaram com ovalor do piso e da cesta básica e, em contrapartida,querem reajuste de 9% acima do piso, café da manhã, benefício de R$ 200,00 para material escolar e abonosalarialdeR$700,00.OSindicatoaguardaumadecisãofavorável da empresa, que contou com investimentode R$ 50 milhões e obteve benefícios do governo, oque possibilita um acordo digno e que benefi cie os trabalhadores. No dia 31 tem reunião do Sindicato com a empresa e, no dia 4 de junho, o Sindibeb vaianalisar a proposta com os trabalhadores.Assembleia Norsa Vitória da Conquista

×