Sandra Godoi - BM06 7/8 semana

1.040 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.040
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sandra Godoi - BM06 7/8 semana

  1. 1. Desenvolvimento interpessoal 2010
  2. 2. Profª Sandra Godoi A Comunicação Interpessoal Dar e Receber Feedback
  3. 3. Profª Sandra Godoi Um bom exemplo é a Janela de Johari - idealizada por Joseph Luft e Harry Ingham em 1961 que representa as áreas da personalidade, percepção de um indivíduo em relação a si mesmo e aos outros. Ilustra as relações interpessoais e os processos de aprendizagem em grupo
  4. 4. Profª Sandra Godoi
  5. 5. Profª Sandra Godoi Conhecido pelo EU Não conhecido pelo EU Conhecido pelos outros Eu aberto Eu cego Não conhecido pelos outros Eu secreto Eu desconhecido
  6. 6. Profª Sandra Godoi "Eu Aberto" - nosso comportamento mais comum, é conhecido por nós e por qualquer um que nos observe. Ex, nossas características, maneira de falar, atitude geral, habilidades, etc.
  7. 7. Profª Sandra Godoi "Eu Cego" - são características que geralmente não estamos cientes e que são percebidas facilmente pelas outras pessoas.
  8. 8. Profª Sandra Godoi "Eu Secreto" - são as coisas referente a nós mesmos que conhecemos mas que escondemos dos outros - podem ser de grande importância ou mesmo assuntos irrelevantes
  9. 9. Profª Sandra Godoi "Eu desconhecido" - são coisas que não temos consciência e nem os outros tem conhecimento.
  10. 10. Profª Sandra Godoi No "Eu secreto" e no "Eu cego" que podem haver modificações quando de indivíduos trabalhando juntos, experimentalmente , com espírito de cooperação e compreensão.
  11. 11. Profª Sandra Godoi OBS. Qualquer modificação em um dos quadrantes provoca mudanças em todos os demais. A insegurança diminui a lucidez e a confiança recíproca faz aumentá-la.
  12. 12. Profª Sandra Godoi Há dois fatores que regulam o fluxo interpessoal que determinam o tamanho de cada quadrante na Janela de Johari
  13. 13. Profª Sandra Godoi <ul><li>Busca de feedback e auto exposição – </li></ul><ul><li>são eles que propiciam </li></ul><ul><li>um desenvolvimento individual e </li></ul><ul><li>de competência interpessoal. </li></ul>
  14. 14. Profª Sandra Godoi <ul><li>Busca de feedback - ver-se com os olhos dos outros, isto é, solicitar e </li></ul><ul><li>receber respostas/reações dos outros, em termos verbais e não verbais para conhecer como o seu comportamento está afetando os outros. </li></ul>
  15. 15. Profª Sandra Godoi b) Auto-exposição - significa dar feedback aos outros,revelando seus próprios pensamentos, percepções e sentimentos de como o comportamento dos outros o está afetando.
  16. 16. Profª Sandra Godoi O desequilíbrio da Janela de Johari pode apresentar-se no sentido vertical ou no sentido horizontal, quando um deles é preferido em detrimento do outro haverá conseqüências prováveis em termos de reações emocionais negativas e disfuncionalidade da dinâmica interpessoal.
  17. 17. Profª Sandra Godoi a) Estilo Interpessoal I - &quot;Eu desconhecido&quot; - predomínio da área desconhecida, criatividade reprimida - relacionamento praticamente impessoal. A pessoa parece ter uma carapaça exibindo comportamentos rígidos, ficando retraída e observando mais do que participando. Este estilo parece estar relacionado a sentimentos de ansiedade interpessoal e busca de segurança. Este estilo tende a gerar hostilidade nos outros, pois a falta de relacionamento é, geralmente interpretada em função das necessidades das outras pessoas. Normalmente este estilo é encontrado nas organizações burocráticas, onde é até conveniente evitar abertura e envolvimento. ESTILOS INTERPESSOAL
  18. 18. Profª Sandra Godoi b) Estilo Interpessoal II - &quot;Eu secreto&quot; - Sua característica principal é perguntar muito sobre si mesmo, como as outras pessoas o percebem, o que acham de suas idéias e atos, tem muita necessidade de receber feedback. Porém ao mesmo tempo indica pouco desejo de expor-se. Sua diferença principal em relação ao estilo I é a vontade expressa de manter relações com nível razoável de participação no grupo, através de pedidos freqüentes de feedback. Quanto mais utilizado o processo de solicitar feedback e menos o de auto-exposição, mais aumenta e se consolida o eu secreto - neste estilo a pessoa pode ser vista como superficial e distante.
  19. 19. Profª Sandra Godoi Entre as inúmeras razões para isto, está a concepção de julgamento negativo de sua pessoa. No trabalho pode ocorrer um clima de permissividade indevida ou excessiva, em que todos opinam e dão feedback ao superior, sem que este complemente o processo com auto-exposição, o que tende a ser disfuncional da comunicação, gerando tensões e sentimentos negativos.
  20. 20. Profª Sandra Godoi c) Estilo Interpessoal III - &quot;Eu cego&quot; - O indivíduo utiliza intensamente o processo de auto-exposição e muito pouco o de solicitar feedback. Sua participação no grupo é atuante, dando informações mas solicitando pouco. Pode ser percebido como egocêntrico, com exagerada confiança nas próprias opiniões e valorizando sua autoridade. Este estilo acaba por ampliar o &quot;eu cego&quot;, pois os outros passam a sonegar informações importantes.
  21. 21. Profª Sandra Godoi No trabalho este estilo prejudica a produtividade pelos ressentimentos, hostilidades, e finalmente apatia decorrentes do processo, afastando a confiança mútua e a criatividade. As razões para a não solicitação de feedback está no receio de conhecer sua imagem pelos outros, necessidade de não perder poder, autoritarismo, etc.
  22. 22. Profª Sandra Godoi d) Estilos Interpessoal IV - &quot;Eu aberto&quot; - Caracteriza-se pelo equilíbrio de busca de feedback e de auto-exposição, O comportamento da pessoa é claro e aberto para o grupo, provocando assim menos erros de interpretação por parte dos outros. O objetivo principal dos processos de busca de feedback e auto-exposição consiste em movimentar informações das áreas cega e secreta para a área livre, onde serão úteis a todos.
  23. 23. Profª Sandra Godoi IMPORTÂNCIA DO FEEDBACK NAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS
  24. 24. Profª Sandra Godoi No processo de desenvolvimento da competência interpessoal, feedback é um processo de ajuda para mudança de comportamento,é comunicação a uma pessoa ou grupo,no sentido de fornecer-lhe informações sobre com sua atuação está afetando outras pessoas. Feedback eficaz ajuda o indivíduo (ou grupo) a melhorar seu desempenho e assim alcançar seus objetivos.
  25. 25. Profª Sandra Godoi O Feedback precisa ser:
  26. 26. Profª Sandra Godoi <ul><li>Descritivo ao invés de avaliativo - sem julgamento, apenas o relato de um evento. </li></ul><ul><li>Específico ao invés de geral - quando se diz a alguém que ele é &quot;dominador&quot; </li></ul><ul><li>isto tem menos significado do que indicar seu comportamento numa determinada </li></ul><ul><li>ocasião. &quot;nesta reunião você não ouviu a opinião dos demais </li></ul><ul><li>e fomos forçados a aceitar sua decisão para não receber suas críticas exaltadas...&quot; </li></ul>
  27. 27. Profª Sandra Godoi - Compatível com as necessidades - de ambos, comunicador e receptor, pode ser altamente destrutivo quando satisfaz somente às necessidades do comunicador sem levar em conta as necessidades do receptor. - Dirigido - para comportamentos que o receptor possa modificar, pois em caso contrário a frustração será apenas incrementada se o receptor reconhecer falhas naquilo que não está sob seu controle mudar.
  28. 28. Profª Sandra Godoi - Solicitado ao invés de imposto - será mais útil quando o receptor tiver formulado perguntas que os que o observam possam responder. - Oportuno - em geral o feedback é mais útil o mais próximo possível após o comportamento em questão, dependendo naturalmente do clima emocional, etc.
  29. 29. Profª Sandra Godoi - Esclarecido para assegurar comunicação precisa - um modo de proceder é fazer com que o receptor repita o feedback recebido pra ver se corresponde ao que o comunicador quis dizer.
  30. 30. Profª Sandra Godoi Os insucessos freqüentes na comunicação interpessoal tem indicado, entretanto, que estes requisitos, embora compreendidos e aceitos intelectualmente, não são fáceis de serem seguidos, tanto no processo de dar feedback quanto no de receber feedback.
  31. 31. Profª Sandra Godoi Porque é difícil receber feedback?
  32. 32. Profª Sandra Godoi É difícil aceitar nossas ineficiências e ainda mais admiti-las para os outros publicamente. O receio do que a outra pessoa pensa a nosso respeito, o que isto poderá afetar nosso status ou imagem. Podemos também ter reações defensivas.
  33. 33. Profª Sandra Godoi Porque é difícil dar feedback?
  34. 34. Profª Sandra Godoi Gostamos de dar conselhos e com isso sentimo-nos competentes e importantes. Daí o perigo de pensar no feedback como forma de demonstrar nossa inteligência e habilidade, ao invés de penar na sua utilidade para o receptor e seus objetivos. Podemos reagir somente a um aspecto do que vemos no comportamento do outro, dependendo de nossas próprias motivações, e com isto tornamo-nos parciais e avaliativos, servindo o processo de feedback como desabafo nosso ou agressão, velada ou manifesta.
  35. 35. Profª Sandra Godoi BIBLIOGRAFIA: Moscovici,Fela - Desenvolvimento interpessoal:treinamento em grupo- 17ª ed. – Rio de Janeiro: José Olympio,2008

×