Hernia De Spiegel

3.591 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.591
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hernia De Spiegel

  1. 1. Hernia de Spiegel apos Abdomil10plastia Vitor Hugo Moreira Guimariies i , Carlos Fabian Idrovo Andrade1, Guido Monteiro da Cunha Magalhiies z, Sebastiiio Nelson Edy Guerra 3 1 - Medico Residente do Centro de Format;ao e Treinamento em Cirurgia Phistica do Hospital Mater Dei e da Clinica de Cirurgia Ptastica Sebastiao Nelson Ltda. 2 - Cirurgiao Geral Membro do Colegio Brasileiro de Cirurgioes, Ex-professor do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFMG, Cirurgiao Geral dos Hospitais Mater Dei e Socor. 3 - Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Ptastica - Regional de Minas Gerais, Preceptor do Centro de Format;ao e Treinamento em Cirurgia Plastica do Hospital Mater Dei, Presidente da Comissao Organizadora do 31° Congresso Brasileiro de Cirurgia Plastica, Membro Titular da SBCP/MG. Unitermos: Hernia, Plicatura da Linha Semilunar de Spiegel, AbdominoplastiaResumo Introdu~ao Os autores, apos analise de 690 hernioplastias no A Hernia de Spiegel po de ser encontrada com osperiodo entre 1960 e 1994, encontraram tres casos de nomes de Spiegel, Spigel, Spigelius, Hernia da linhaHernia de Spiegel, todos diagnosticados em pacientes semilunar ou Hernia Ventrolateral Espontanea do Abdo­que ja haviam se submetido a abdominoplastia previa. me. Com isso, sugerem que a plicatura da linha semi lunar A linha semilunar de Spiegel foi nomeada entre 1578/de Spiegel associada aabdominoplastia c/assica possa 1625 por Adrian Van Der Spiegel, professor de anatomiacontribuir como metodo preventivo no aparecimento da e cirurgia da Universidade de Padua, sendo defmidahernia, uma vez que a plicatura refort;a um ponto debil como a linha que faz a transi9iio entre 0 musculo obJiquoda parede antero-lateral do abdome. interno e transverso do abdome, estendendo-se da 83 OU 93 cartilagem do abdome, costal ate 0 tuberculo pubico, traduzindo urna curva lateral convexa, que Ihe valeu 0 nome de semilunar. A parte da aponeurose que fica entre Trabalho realizado no Hospital Mater Dei 1, equipe a linha semilunar e a borda lateral do mlisculo reto de cirurgia geral do Dr. Guido Monteiro da Cunha abdominal e chamada de faixa ou zona de Spiegel (Fig. I). Magalhiies e na Clinica de Cirurgia Phistica A protrusiio de urn saco de peritonio, de urn orgiio ou Sebastiiio Nelson Ltda 2 . de gordura pre-peritoneal da sua posi9iio nonnal atraves de urn orificio congenito ou adquirido na faixa de ENDERE(:OS PARA CORRESPONDENCIA Spiegel, caracteriza a hernia, descrita originaimente por I - Rua Gon9alves Dias, 2700 La Chausse em 1746 segundo Olson e cols 6 . Localiza-se 30140-093 - Santo Agostinho geralmente entre as diferentes camadas musculares da Belo Horizonte - MG - Brasil parede abdominal, por isso chamada de interparietal, 2 - Av. do Contorno, 5051; B. Serra intersticial, intramuscular ou intramural. 30 II 0-1 00 - Belo Horizonte - MG - Brasil Sir Astley Cooper (1804) lan90u a teoria de que Tel. (031) 223-8844 - Fax (031) 225-6595 orificios neurovasculares na faixa de Spiegel poderiam aurnentar de diametro, pennitindo a hernia9iio, hipotese62 Rev. Soc. Bras. Cir. Plast. Sao Paulo, v. 12 n.l, p.57-64, jan./abr. 1997
  2. 2. Hernia de Spiegel ap6s Abdominoplastiadesconsiderada ap6s trabalho publicado por Zimmerman Os tres casos de Hernia de Spiegel somam urn percen­e COIS II , que, ap6s 500 dissec90es anatomicas, verifica­ tual de 18,75% , realizados em pacientes do sexo femi­ram a raridade dos vasos sangiiineos passando atraves do nino.defeito. Examinou-se urn total de 690 hernioplastias realiza­ A teoria mais aceita com rela9ao aforma9ao da Hernia das ao longo do periodo referido.de Spiegel se baseia no fato de que a parede antero-lateral A seguir, e descrito urn caso de Hernioplastia dedo abdome e formada, de cada lado, por dois musculos Spiegel acompanhado segundo documenta9ao fotogra­na parte anterior (reto abdominal e piramidal) e por tres fica anexa.musculos na parte antero-lateral (obJiquo externo, obli­ Paciente MGS, 76 quilos, branca, submetida aquo interno e transverso do abdome). Cada urn desses abdominoplastia ha 15 meses. Ha dois meses iniciouultimos tres musculos e envolvido por suas fascias, que com dor lombar e na fossa iliaca a esquerda. Ao examese unem medialmente para formar a bainha dos retos fisico, observado abdome globoso, operado (abdomi­abdominais. Acima da linha arqueada ou linha semicir­ noplastia), com protrusao difusa no flanco e fossacular de Douglas, a aponeurose do obJiquo interno se iliaca a esquerda, lateral ao musculo reto abdominal.divide em duas laminas: urn a juntamente com a aponeu­ Realizados exames laboratoriais, ultra-som, TC, querose do obliquo externo passa por cima dos retos foram inconclusivos. Suspeitado pelo cirurgiao geralabdominais enquanto a outra lamina,juntamente com e cirurgiao plastico diagn6stico clinico de Hernia dea aponeurose do trans verso do abdome e a fascia Spiegel. Levada acirurgia, foi confirrnado 0 diagn6s ­transversalis, formam a por9ao posterior da bainha tico e feita corre9ao da hernia e da deformidadedos retos abdominais. Abaixo da linha semicircular dermogordurosa provocada pela mesma (Fig.2 a 9).as tres aponeuroses se unem, passando apenas anteri­orrnente aos retos abdominais, que ficam separados Resultadosdo peritonio apenas pela fascia transversalis e tecidoconjuntivo frouxo, tornando-se debil ou mesmo au ­ Com os dados disponiveis dos 690 casos desente a Himina posterior da bainha do reto. hernioplastias examinados apenas tres correspondem a Nesse ponto debil, ocorrem a maioria das Hernias Hernioplastia de Spiegel, 0 que coincide com os tresde SpiegeF. casos realizados ap6s abdominoplastias, perfazendo urn total de 100% dos casos de Hernioplastia de SpiegelMaterial e Metodos realizados ap6s abdominoplastia previa, 0 que nos levou a correlacionar intimamente 0 resultado. Nosso trabalho tern como objetivo relacionar 0 apare­ Estudos prospectivos estao sendo desenvolvidoscimento da Hernia de Spiegel a pacientes p6s-operados em pacientes submetidos a abdominoplastia comde abdominoplastia e sugerir a plicatura da linha de plicatura da linha semilunar de Spiegel (Fig. 10 e 11)Spiegel como metodo preventivo. associada a plicatura da linha media, com 0 intuito de Foram examinados os casos de cirurgias realizadas verificar 0 aparecimento ou nao des sa hernia ap6sem pacientes com abdominoplastias previas no servi90, abdominoplastias .entre 1960 e 1994, sendo registrados 16 casos, como severi fica no quadro abaixo. Discussao Cirurgias realizadas ap6s abdominoplastias Embora existam poucas publica90es a respeito, a Hernia de Spiegel nao e extremamente rara e seu diag­Colecistectomias ....................................................... 9 n6stico efetuado sem muita c1areza. Os casos relatadosEndometriose Intestinal ....................................... ...... 1 tern sido quase sempre descritos em adultos (porem, ja foram descritos em crian9as e velhos), predominandoHernioplastias: entre a quinta e a sexta decadas de vida, podendo ser uniIncisional ................................................................... I ou bilaterais; quanto ao sexo, obedece mais ou menos aEpigastrica .. ....... .. ..... ............................. .. ..... .... ......... I rela9ao I: 1 1,4.6. 10.Umbilical ........................... ........................................ I Em nossa estatistica, todos os pacientes sao do sexoHernia de Spiegel ...................................................... 3 feminino, talvez pelo fato de a abdominoplastia serRev. Soc. Bras. Cir. Plast. Sao Paulo, v. 12 n.l , p.57-64, jan.labr. 1997 63
  3. 3. Hernia de Spiegel apos AbdominopiastiareaJizada com maior freqiiencia pelas mulheres. Nao fa Ita da dor. De acordo com 0 conteudo do saco hemianoexiste preferencia com relac;ao ao lado da parede abdo­ que po de ser omento e intestino na sua maioria, aminal mais freqiiente , porem, sua localizac;ao mais sintomatologia pode variar urn pouco. Nosso pacienteevidente e abaixo da cicatriz umbilical , sendo rara na possuia massa palpavel na regiao da linha de Spiegel,parte cranial do abdome 9 • Isso se justifica porque na nao significando isso 0 mais comum, pois 0 exame podeposic;ao ereta, a pressao intra-abdominal e maior ser dificultado pelo fato da hernia se localizarabaixo da cicatriz umbilical pela forc;a da gravidade interparietalmente em muitos casos. As manobras deque-os orgaos impoem. Com relac;ao a etiologia da val salva podem facilitar a palpac;ao do orificio hemiarioHernia de Spiegel, em adic;ao aos defeitos anatomicos que varia de 0,5 a 2,0 cm, sendo descritos orificios de atecongenitos, fatores que aumentam a pressao intra­ 6 ou 8 cm de diametr0 9. 0 diagnostico pode ser facilitadoabdominal sao os principais, dentre eles : obesidade, por radiologia contrastada, mapeamento ultra­gravidez repetida, ascite, tosse cronica, esforc;o mus­ sonognifico e tomografia computadorizada, porem, comocular, pessoas que tiveram considenivel perda de no caso apresentado, a explorac;ao cirUrgica sela 0 diag­peso por dieta ou doenc;a, constipac;ao, comida nostico.flatulenta e de dificil digestao e tumor intra-abdomi­nal. Aqui gostariamos de incluir a abdominoplastia Conclusaocomo causa da hernia, baseados em nossa casuisticaapresentada e pelo grande numero da pressao intra­ A abdominoplastia classica, devido ao grande au­abdominal provocado por esta cirurgia, tanto pela mento da pressao intra-abdominal, pode levar a for­ressecc;ao dermogordurosa como pela plicatura da mac;ao de hernia na linha semilunar de Spiegel, quelinha media abdominal convencional. 0 caso apre­ tern urn tratamento eminentemente cirurgico, sim­sentado anteriormente vern ao encontro da sintomato­ ples, porem leva 0 paciente a urn ato cirurgico desne­logia tipica, que se constitui de dor intermitente cessario, com dispendios elevados .precipitada por exercicios, parecendo uma neuralgia, Em concordancia com 0 exposto, sugerimos a pJica­localizada na faixa de Spiegel, sendo identificada tura da linha semilunar de Spiegel como tratamentopelo paciente no local acima. Se 0 paciente observou preventivo a formac;ao da Hernia de Spiegel, uma vezpreviamente a presenc;a de edema local, pode-se tomar que reforc;amos 0 ponto debil da parede abdominalde valia no diagnostico que as vezes se toma dificil pela antero-Iateral.64 Rev. Soc. Bras. Cir. Plast. Sao Paulo, v. 12 n.l, p.57-64, jan.labr. 1997

×