SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
1
Receita Federal
ANÁLISE DA
ARRECADAÇÃO
Janeiro a Outubro de
2010
Ministério da Fazenda
www.receita.fazenda.gov.br/Arrecadacao/ResultadoArrec/2010/default.htm
2
Ministério da Fazenda Receita Federal
R$ MILHÕES
2010
[A]
2009
[B]
[A]-[B] [A]/[B]
Nominal 74.425 68.760 5.665 8,24%
IPCA 74.425 72.332 2.093 2,89%
2010
[A]
2009
[B]
[A]-[B] [A]/[B]
Nominal 648.029 552.330 95.699 17,33%
IPCA 658.319 588.489 69.829 11,87%
ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS
OUTUBRO
ARRECADAÇÃO
ARRECADAÇÃO
JANEIRO A OUTUBRO
3
Ministério da Fazenda Receita Federal
OUT JAN-OUT OUT JAN-OUT
NOMINAL 70.978 623.970 59.949 529.823 18,40 17,77
IPCA 70.978 633.859 63.064 564.597 12,55 12,27
NOMINAL 74.425 648.029 63.760 547.330 16,73 18,40
IPCA 74.425 658.319 67.073 583.229 10,96 12,87
* Transferências de depósitos judiciais (MP nº 468/09)
ADMINISTRADAS
PELA RFB
TOTAL
RECEITAS OUT/10
OUT/09
JAN-OUT/10
JAN-OUT/09
2009
ARRECADAÇÃO (R$ MILHÕES)
2010
VARIAÇÃO (%)
ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS EXCLUÍDAS RECEITAS EXTRAORDINÁRIAS DE OUTUBRO DE 2009*
(A PREÇOS CORRENTES E A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA)
PERÍODO: JANEIRO A OUTUBRO - 2010/2009
4
Ministério da Fazenda Receita Federal
UNIDADE: R$ MILHÕES
TOTAL 658.319 588.489 69.829 11,87%
RECEITA PREVIDENCIÁRIA 184.822 165.825 18.997 11,46%
COFINS / PIS-PASEP 145.364 126.713 18.651 14,72%
DEMAIS RECEITAS ADMINISTRADAS PELA RFB 94.899 87.823 7.076 8,06%
IOF 22.028 15.845 6.183 39,02%
I.I./IPI-Vinculado 26.616 21.319 5.298 24,85%
IPI (Exceto Vinculado) 23.134 18.612 4.522 24,29%
CIDE-COMBUSTÍVEIS 6.502 3.768 2.734 72,57%
IRPF 14.714 13.656 1.059 7,75%
IRPJ /CSLL 115.779 116.296 (517) -0,44%
ADMINISTRADAS POR OUTROS ÓRGÃOS 24.460 18.633 5.827 31,27%
RECEITAS
ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS
PERÍODO: JANEIRO A OUTUBRO - 2010/2009
(A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA)
2010
[A]
2009
[B]
[A]/[B][A]-[B]
5
Ministério da Fazenda Receita Federal
UNIDADE: R$ MILHÕES
TOTAL 74.425 72.332 2.093 2,89%
RECEITA PREVIDENCIÁRIA 19.362 17.221 2.141 12,43%
IOF 2.875 1.664 1.211 72,80%
COFINS / PIS-PASEP 16.077 14.884 1.193 8,02%
I. IMPORTAÇÃO / IPI-VINCULADO 2.926 2.301 625 27,18%
IRRF-RENDIMENTOS DO TRABALHO 4.604 4.186 417 9,97%
IPI (Exceto Vinculado) 2.638 2.372 267 11,26%
IRPF 1.577 1.412 165 11,69%
IRRF-RENDIMENTOS DE RESIDENTES NO EXTERIOR 1.034 939 95 10,10%
CIDE-COMBUSTÍVEIS 704 650 53 8,20%
DEMAIS RECEITAS ADMINISTRADAS PELA RFB 3.903 5.261 (1.358) -25,82%
IRPJ /CSLL 15.277 17.434 (2.157) -12,37%
ADMINISTRADAS POR OUTROS ÓRGÃOS 3.448 4.009 (561) -13,99%
RECEITAS
ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS
PERÍODO: OUTUBRO - 2010/2009
(A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA)
2010
[A]
2009
[B]
[A]/[B][A]-[B]
6
Ministério da Fazenda Receita Federal
PRINCIPAIS FATORES:PRINCIPAIS FATORES:
RECEITA TOTALRECEITA TOTAL
INDICADOR OUT JAN/10-OUT/10
. PRODUÇÃO INDUSTRIAL (PIM/IBGE) 6,32% 13,68%
. VENDAS DE BENS E SERVIÇOS (PMC/IBGE) 5,90% 14,20%
. MASSA SALARIAL 10,78% 12,01%
INDICADORES MACROECONÔMICOS
VARIAÇÃO % EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR
7
Ministério da Fazenda Receita Federal
ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS ADMINISTRADAS PELA RFB
ACUMULADA DE 12 MESES
(A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA)
640
660
680
700
720
740
760
780
800
jan/08
fev/08
mar/08
abr/08
mai/08
jun/08
jul/08
ago/08
set/08
out/08
nov/08
dez/08
jan/09
fev/09
mar/09
abr/09
mai/09
jun/09
jul/09
ago/09
set/09
out/09
nov/09
dez/09
jan/10
fev/10
mar/10
abr/10
mai/10
jun/10
jul/10
ago/10
set/10
out/10
R$BILHÕES
8
Ministério da Fazenda Receita Federal
PRINCIPAIS FATORES:PRINCIPAIS FATORES:
IRPJ/CSLLIRPJ/CSLL
UNIDADE: R$ MILHÕES
JAN-OUT/10
[A]
JAN-OUT/09
[B]
[A]-[B] [A]/[B]%
TOTAL 115.779 116.296 (517) (0,44)
LUCRO PRESUMIDO 26.625 22.641 3.984 17,59
BALANÇO TRIMESTRAL 7.453 7.663 (210) (2,74)
ESTIMATIVA MENSAL 57.289 55.786 1.503 2,69
DECLARAÇÃO DE AJUSTE 5.996 8.620 (2.624) (30,44)
OUTROS 18.416 21.585 (3.169) (14,68)
(A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA)
DISCRIMINAÇÃO
ARRECADAÇÃO DIFERENÇAS
9
Ministério da Fazenda Receita Federal
UNIDADE: R$ MILHÕES
2010 2009 2008 2007
2010
2009
2010
2008
2010
2007
JAN 75.658 66.579 71.790 59.813 13,64 5,39 26,49
FEV 55.041 48.609 54.946 49.847 13,23 0,17 10,42
MAR 60.764 57.283 57.929 53.800 6,08 4,89 12,94
ABR 72.103 61.759 67.499 60.568 16,75 6,82 19,04
MAI 61.881 53.093 56.521 53.748 16,55 9,48 15,13
JUN 62.259 57.361 62.020 57.904 8,54 0,38 7,52
JUL 68.818 62.135 68.569 59.322 10,76 0,36 16,01
AGO 63.476 55.042 59.515 57.079 15,32 6,65 11,21
SET 63.470 54.296 61.269 56.698 16,90 3,59 11,94
OUT 74.425 72.332 71.766 63.873 2,89 3,71 16,52
TOTAL 657.894 588.489 631.825 572.653 11,79 4,13 14,89
PERÍODO: JANEIRO A OUTUBRO - 2007 A 2010
DESEMPENHO DA ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS
(A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA)
MÊS
VARIAÇÃO (%)ARRECADAÇÃO
10
Ministério da Fazenda Receita Federal
1) INDICADORES DE ARRECADAÇÃO
OUT/10
OUT/09
JAN/10-OUT/10
JAN/09-OUT/09
. ARRECADAÇÃO FEDERAL (DARF e GPS) (IPCA) 2,89% 11,87%
2) INDICADORES MACROECONÔMICOS DE PREÇO
OUT/10
OUT/09
JAN/10-OUT/10
JAN/09-OUT/09
. IPCA 5,20% 4,89%
. IGPDI 9,12% 4,50%
. CÂMBIO -3,16% -13,40%
3) INDICADORES MACROECONÔMICOS DE QUANTIDADE
(FATO GERADOR DA ARRECADAÇÃO)
SET/10
SET/09
DEZ/09-SET/10
DEZ/08-SET/09
. PRODUÇÃO INDUSTRIAL (PIM/IBGE) 6,32% 13,68%
. VENDAS DE BENS E SERVIÇOS (PMC/IBGE) 5,90% 14,20%
. MASSA SALARIAL 10,78% 12,01%
. VALOR EM DÓLAR DAS IMPORTAÇÕES 29,89% 43,71%
. VENDAS DE VEÍCULOS -11,00% -16,39%
. SALÁRIO MÍNIMO 9,68%
INDICADORES
11
Ministério da Fazenda Receita Federal
unidade: R$ Milhões
Mês 2010 [A] 2009 [B] [A]-[B] [A]/[B]%
Outubro 1.650 1.479 170,6 11,5
fonte: MPOG
CONTRIBUIÇÃO PSS
(IPCA)
12
Ministério da Fazenda Receita Federal
unidade: R$ Milhões
Mês 2010 [A] 2009 [B] [A]-[B] [A]/[B]%
Janeiro 1.469 1.400 69,6 5,0
Fevereiro 1.541 1.155 386,2 33,4
Março 1.460 1.503 -42,7 -2,8
Abril 1.555 1.323 231,9 17,5
Maio 1.521 1.359 162,5 12,0
Junho 1.504 1.357 147,2 10,9
Julho 1.640 1.405 235,3 16,7
Agosto 1.641 1.478 162,9 11,0
Setembro 1.669 1.436 233,4 16,3
Outubro 1.650 1.479 170,6 11,5
TOTAL 15.650 13.893 1.757,0 12,6
fonte: MPOG
CONTRIBUIÇÃO PSS
(A PREÇOS CORRENTES)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentacao fonac
Apresentacao fonacApresentacao fonac
Apresentacao fonac
fonacrj
 
Oferta publica fundos imobiliarios maio 2013
Oferta publica fundos imobiliarios maio 2013Oferta publica fundos imobiliarios maio 2013
Oferta publica fundos imobiliarios maio 2013
claudiusinhos
 
Oferta pública fundos imobiliários agosto 2013
Oferta pública fundos imobiliários agosto 2013Oferta pública fundos imobiliários agosto 2013
Oferta pública fundos imobiliários agosto 2013
claudiusinhos
 
Guerra dos portos fórum sped Tiago Coelho
Guerra dos portos   fórum sped Tiago CoelhoGuerra dos portos   fórum sped Tiago Coelho
Guerra dos portos fórum sped Tiago Coelho
Professor Edgar Madruga
 
Extrato do terceiro termo aditivo 005.2011
Extrato do terceiro termo aditivo 005.2011Extrato do terceiro termo aditivo 005.2011
Extrato do terceiro termo aditivo 005.2011
Carlos França
 
Oferta pública fundos imobiliários setembro 2013
Oferta pública fundos imobiliários setembro 2013Oferta pública fundos imobiliários setembro 2013
Oferta pública fundos imobiliários setembro 2013
claudiusinhos
 

Mais procurados (19)

2016 06-08 mcmv - panorama atual e futuro
2016 06-08 mcmv - panorama atual e futuro2016 06-08 mcmv - panorama atual e futuro
2016 06-08 mcmv - panorama atual e futuro
 
Duodecimov5
Duodecimov5Duodecimov5
Duodecimov5
 
Apresentacao fonac
Apresentacao fonacApresentacao fonac
Apresentacao fonac
 
Final programação orçamentária 2015
Final programação orçamentária 2015 Final programação orçamentária 2015
Final programação orçamentária 2015
 
Rateio do FPE: problemas passados e riscos futuros
Rateio do FPE: problemas passados e riscos futurosRateio do FPE: problemas passados e riscos futuros
Rateio do FPE: problemas passados e riscos futuros
 
Apresentação maria do carmo
Apresentação maria do carmoApresentação maria do carmo
Apresentação maria do carmo
 
Oferta publica fundos imobiliarios maio 2013
Oferta publica fundos imobiliarios maio 2013Oferta publica fundos imobiliarios maio 2013
Oferta publica fundos imobiliarios maio 2013
 
Aula 8 história economia do es
Aula 8 história economia do esAula 8 história economia do es
Aula 8 história economia do es
 
Aula 9 história economia do es
Aula 9 história economia do esAula 9 história economia do es
Aula 9 história economia do es
 
Retorno
RetornoRetorno
Retorno
 
INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1930/2020 / DECRETO 10.305/2020.
INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1930/2020 / DECRETO 10.305/2020. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1930/2020 / DECRETO 10.305/2020.
INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1930/2020 / DECRETO 10.305/2020.
 
Oferta pública fundos imobiliários agosto 2013
Oferta pública fundos imobiliários agosto 2013Oferta pública fundos imobiliários agosto 2013
Oferta pública fundos imobiliários agosto 2013
 
Subvenção para investimentos e mudanças tributárias 2018
Subvenção  para investimentos e mudanças tributárias 2018Subvenção  para investimentos e mudanças tributárias 2018
Subvenção para investimentos e mudanças tributárias 2018
 
Guerra dos portos fórum sped Tiago Coelho
Guerra dos portos   fórum sped Tiago CoelhoGuerra dos portos   fórum sped Tiago Coelho
Guerra dos portos fórum sped Tiago Coelho
 
Extrato do terceiro termo aditivo 005.2011
Extrato do terceiro termo aditivo 005.2011Extrato do terceiro termo aditivo 005.2011
Extrato do terceiro termo aditivo 005.2011
 
Oferta pública fundos imobiliários setembro 2013
Oferta pública fundos imobiliários setembro 2013Oferta pública fundos imobiliários setembro 2013
Oferta pública fundos imobiliários setembro 2013
 
Diarias nacionais anexo i
Diarias nacionais anexo iDiarias nacionais anexo i
Diarias nacionais anexo i
 
Representação Sofia Cavedon DMAE no MPC
Representação Sofia Cavedon DMAE no MPCRepresentação Sofia Cavedon DMAE no MPC
Representação Sofia Cavedon DMAE no MPC
 
Evento forum nacional de his goiania
Evento forum nacional de his   goianiaEvento forum nacional de his   goiania
Evento forum nacional de his goiania
 

Semelhante a Arrecadação Federal de Outubro/2010

I:\Apres Ploa 2010
I:\Apres Ploa 2010I:\Apres Ploa 2010
I:\Apres Ploa 2010
alaseplan
 
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuidaAnexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
guestf90a779
 
Lei Orçamentária 2013
Lei Orçamentária 2013 Lei Orçamentária 2013
Lei Orçamentária 2013
ijuicom
 
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuidaAnexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
guestf90a779
 
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
ricardotajra3
 
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuidaAnexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
PortalCabo
 
Apresentação dos resultados 2 t10
Apresentação dos resultados 2 t10Apresentação dos resultados 2 t10
Apresentação dos resultados 2 t10
comgasri
 
Relatório de investimentos de estatais - maio 2012
Relatório de investimentos de estatais - maio 2012Relatório de investimentos de estatais - maio 2012
Relatório de investimentos de estatais - maio 2012
Giovanni Sandes
 
Anexos grafica prova
Anexos grafica provaAnexos grafica prova
Anexos grafica prova
Cau Sodré
 

Semelhante a Arrecadação Federal de Outubro/2010 (20)

Análise da Arrecadação Federal de Outubro/2010
Análise da Arrecadação Federal de Outubro/2010Análise da Arrecadação Federal de Outubro/2010
Análise da Arrecadação Federal de Outubro/2010
 
Apresentação arrecadação ago 2013 congresso nacional
Apresentação arrecadação ago 2013   congresso nacionalApresentação arrecadação ago 2013   congresso nacional
Apresentação arrecadação ago 2013 congresso nacional
 
I:\Apres Ploa 2010
I:\Apres Ploa 2010I:\Apres Ploa 2010
I:\Apres Ploa 2010
 
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuidaAnexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
 
9 26-poderexecutivo
9 26-poderexecutivo9 26-poderexecutivo
9 26-poderexecutivo
 
INSS
INSSINSS
INSS
 
Lei Orçamentária 2013
Lei Orçamentária 2013 Lei Orçamentária 2013
Lei Orçamentária 2013
 
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuidaAnexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
 
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema - darcy carvalho dos santos - ...
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema -  darcy carvalho dos santos - ...Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema -  darcy carvalho dos santos - ...
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema - darcy carvalho dos santos - ...
 
Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
 
Anexos de metas fiscais ldo 2014
Anexos de metas fiscais ldo 2014Anexos de metas fiscais ldo 2014
Anexos de metas fiscais ldo 2014
 
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
 
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuidaAnexo Iii   Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
Anexo Iii Demonstrativo Da Receita Corrente LíQuida
 
GESTÃO FISCAL PREFEITURA DE SÃO PAULO DE RICARDO NUNES
GESTÃO FISCAL PREFEITURA DE SÃO PAULO DE RICARDO NUNESGESTÃO FISCAL PREFEITURA DE SÃO PAULO DE RICARDO NUNES
GESTÃO FISCAL PREFEITURA DE SÃO PAULO DE RICARDO NUNES
 
Balanço da CNM sobre arrecadação
Balanço da CNM sobre arrecadaçãoBalanço da CNM sobre arrecadação
Balanço da CNM sobre arrecadação
 
Audiência Pública - 2º quadrimestre 2021 .
Audiência Pública -  2º quadrimestre 2021 .Audiência Pública -  2º quadrimestre 2021 .
Audiência Pública - 2º quadrimestre 2021 .
 
Apresentação dos resultados 2 t10
Apresentação dos resultados 2 t10Apresentação dos resultados 2 t10
Apresentação dos resultados 2 t10
 
Relatório de investimentos de estatais - maio 2012
Relatório de investimentos de estatais - maio 2012Relatório de investimentos de estatais - maio 2012
Relatório de investimentos de estatais - maio 2012
 
Anexos grafica prova
Anexos grafica provaAnexos grafica prova
Anexos grafica prova
 
A crise do estado de alagoas
A crise do estado de alagoasA crise do estado de alagoas
A crise do estado de alagoas
 

Mais de Roberto Dias Duarte

Mais de Roberto Dias Duarte (20)

Planejamento estratégico para escritórios de contabilidade
Planejamento estratégico para escritórios de contabilidadePlanejamento estratégico para escritórios de contabilidade
Planejamento estratégico para escritórios de contabilidade
 
Contabildade é um bom negócio?
Contabildade é um bom negócio?Contabildade é um bom negócio?
Contabildade é um bom negócio?
 
Programa de imersão empreendedora em Orlando/Flórida
Programa de imersão empreendedora em Orlando/FlóridaPrograma de imersão empreendedora em Orlando/Flórida
Programa de imersão empreendedora em Orlando/Flórida
 
RGPD para PME's e gabinetes de contabilidade
RGPD para PME's e gabinetes de contabilidadeRGPD para PME's e gabinetes de contabilidade
RGPD para PME's e gabinetes de contabilidade
 
O futuro dos serviços de contabilidade começa agora! (nova versão)
O futuro dos serviços de contabilidade começa agora! (nova versão)O futuro dos serviços de contabilidade começa agora! (nova versão)
O futuro dos serviços de contabilidade começa agora! (nova versão)
 
Palestra "O Futuro dos Serviços de Contabilidade"
Palestra "O Futuro dos Serviços de Contabilidade"Palestra "O Futuro dos Serviços de Contabilidade"
Palestra "O Futuro dos Serviços de Contabilidade"
 
Por que seu escritório vai para nuvem? Você querendo, ou não!
Por que seu escritório vai para nuvem? Você querendo, ou não!Por que seu escritório vai para nuvem? Você querendo, ou não!
Por que seu escritório vai para nuvem? Você querendo, ou não!
 
The future of accounting services is now!
The future of accounting services is now!The future of accounting services is now!
The future of accounting services is now!
 
Whitepaper para você perceber o nível de experiência que seu escritório está ...
Whitepaper para você perceber o nível de experiência que seu escritório está ...Whitepaper para você perceber o nível de experiência que seu escritório está ...
Whitepaper para você perceber o nível de experiência que seu escritório está ...
 
Descubra as diferenças entre a Contabilidade Online e a Contabilidade Digital
Descubra as diferenças entre a Contabilidade Online e a Contabilidade DigitalDescubra as diferenças entre a Contabilidade Online e a Contabilidade Digital
Descubra as diferenças entre a Contabilidade Online e a Contabilidade Digital
 
Como criar uma experiência fantástica para seus clientes
Como criar uma experiência fantástica para seus clientesComo criar uma experiência fantástica para seus clientes
Como criar uma experiência fantástica para seus clientes
 
Slides da Palestra realizada no CONEXÃO SPED 2017
Slides da Palestra realizada no CONEXÃO SPED 2017Slides da Palestra realizada no CONEXÃO SPED 2017
Slides da Palestra realizada no CONEXÃO SPED 2017
 
5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
5 desafios imediatos para as empresas brasileiras5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
 
5 passos para vendas de soluções Microsoft, utilizando marketing de conteúdo
5 passos para vendas de soluções Microsoft, utilizando marketing de conteúdo5 passos para vendas de soluções Microsoft, utilizando marketing de conteúdo
5 passos para vendas de soluções Microsoft, utilizando marketing de conteúdo
 
8 passos para excelência no empreendedorismo contábil
  8 passos para excelência no empreendedorismo contábil  8 passos para excelência no empreendedorismo contábil
8 passos para excelência no empreendedorismo contábil
 
Canvas, modelo de negócios muda estratégias empresariais
Canvas, modelo de negócios muda estratégias empresariais Canvas, modelo de negócios muda estratégias empresariais
Canvas, modelo de negócios muda estratégias empresariais
 
5 passos para excelência em serviços contábeis!
5 passos para excelência em serviços contábeis!5 passos para excelência em serviços contábeis!
5 passos para excelência em serviços contábeis!
 
Os 5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
Os 5 desafios imediatos para as empresas brasileiras Os 5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
Os 5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
 
Palestra Contador 2.0 - Modelo de negócios mais que perfeito
Palestra Contador 2.0 - Modelo de negócios mais que perfeitoPalestra Contador 2.0 - Modelo de negócios mais que perfeito
Palestra Contador 2.0 - Modelo de negócios mais que perfeito
 
Palestra Contador 2.0: Estratégias inovadoras para vencer a crise
Palestra Contador 2.0: Estratégias inovadoras para vencer a crisePalestra Contador 2.0: Estratégias inovadoras para vencer a crise
Palestra Contador 2.0: Estratégias inovadoras para vencer a crise
 

Arrecadação Federal de Outubro/2010

  • 1. 1 Receita Federal ANÁLISE DA ARRECADAÇÃO Janeiro a Outubro de 2010 Ministério da Fazenda www.receita.fazenda.gov.br/Arrecadacao/ResultadoArrec/2010/default.htm
  • 2. 2 Ministério da Fazenda Receita Federal R$ MILHÕES 2010 [A] 2009 [B] [A]-[B] [A]/[B] Nominal 74.425 68.760 5.665 8,24% IPCA 74.425 72.332 2.093 2,89% 2010 [A] 2009 [B] [A]-[B] [A]/[B] Nominal 648.029 552.330 95.699 17,33% IPCA 658.319 588.489 69.829 11,87% ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS OUTUBRO ARRECADAÇÃO ARRECADAÇÃO JANEIRO A OUTUBRO
  • 3. 3 Ministério da Fazenda Receita Federal OUT JAN-OUT OUT JAN-OUT NOMINAL 70.978 623.970 59.949 529.823 18,40 17,77 IPCA 70.978 633.859 63.064 564.597 12,55 12,27 NOMINAL 74.425 648.029 63.760 547.330 16,73 18,40 IPCA 74.425 658.319 67.073 583.229 10,96 12,87 * Transferências de depósitos judiciais (MP nº 468/09) ADMINISTRADAS PELA RFB TOTAL RECEITAS OUT/10 OUT/09 JAN-OUT/10 JAN-OUT/09 2009 ARRECADAÇÃO (R$ MILHÕES) 2010 VARIAÇÃO (%) ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS EXCLUÍDAS RECEITAS EXTRAORDINÁRIAS DE OUTUBRO DE 2009* (A PREÇOS CORRENTES E A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA) PERÍODO: JANEIRO A OUTUBRO - 2010/2009
  • 4. 4 Ministério da Fazenda Receita Federal UNIDADE: R$ MILHÕES TOTAL 658.319 588.489 69.829 11,87% RECEITA PREVIDENCIÁRIA 184.822 165.825 18.997 11,46% COFINS / PIS-PASEP 145.364 126.713 18.651 14,72% DEMAIS RECEITAS ADMINISTRADAS PELA RFB 94.899 87.823 7.076 8,06% IOF 22.028 15.845 6.183 39,02% I.I./IPI-Vinculado 26.616 21.319 5.298 24,85% IPI (Exceto Vinculado) 23.134 18.612 4.522 24,29% CIDE-COMBUSTÍVEIS 6.502 3.768 2.734 72,57% IRPF 14.714 13.656 1.059 7,75% IRPJ /CSLL 115.779 116.296 (517) -0,44% ADMINISTRADAS POR OUTROS ÓRGÃOS 24.460 18.633 5.827 31,27% RECEITAS ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS PERÍODO: JANEIRO A OUTUBRO - 2010/2009 (A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA) 2010 [A] 2009 [B] [A]/[B][A]-[B]
  • 5. 5 Ministério da Fazenda Receita Federal UNIDADE: R$ MILHÕES TOTAL 74.425 72.332 2.093 2,89% RECEITA PREVIDENCIÁRIA 19.362 17.221 2.141 12,43% IOF 2.875 1.664 1.211 72,80% COFINS / PIS-PASEP 16.077 14.884 1.193 8,02% I. IMPORTAÇÃO / IPI-VINCULADO 2.926 2.301 625 27,18% IRRF-RENDIMENTOS DO TRABALHO 4.604 4.186 417 9,97% IPI (Exceto Vinculado) 2.638 2.372 267 11,26% IRPF 1.577 1.412 165 11,69% IRRF-RENDIMENTOS DE RESIDENTES NO EXTERIOR 1.034 939 95 10,10% CIDE-COMBUSTÍVEIS 704 650 53 8,20% DEMAIS RECEITAS ADMINISTRADAS PELA RFB 3.903 5.261 (1.358) -25,82% IRPJ /CSLL 15.277 17.434 (2.157) -12,37% ADMINISTRADAS POR OUTROS ÓRGÃOS 3.448 4.009 (561) -13,99% RECEITAS ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS PERÍODO: OUTUBRO - 2010/2009 (A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA) 2010 [A] 2009 [B] [A]/[B][A]-[B]
  • 6. 6 Ministério da Fazenda Receita Federal PRINCIPAIS FATORES:PRINCIPAIS FATORES: RECEITA TOTALRECEITA TOTAL INDICADOR OUT JAN/10-OUT/10 . PRODUÇÃO INDUSTRIAL (PIM/IBGE) 6,32% 13,68% . VENDAS DE BENS E SERVIÇOS (PMC/IBGE) 5,90% 14,20% . MASSA SALARIAL 10,78% 12,01% INDICADORES MACROECONÔMICOS VARIAÇÃO % EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR
  • 7. 7 Ministério da Fazenda Receita Federal ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS ADMINISTRADAS PELA RFB ACUMULADA DE 12 MESES (A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA) 640 660 680 700 720 740 760 780 800 jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 set/08 out/08 nov/08 dez/08 jan/09 fev/09 mar/09 abr/09 mai/09 jun/09 jul/09 ago/09 set/09 out/09 nov/09 dez/09 jan/10 fev/10 mar/10 abr/10 mai/10 jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 R$BILHÕES
  • 8. 8 Ministério da Fazenda Receita Federal PRINCIPAIS FATORES:PRINCIPAIS FATORES: IRPJ/CSLLIRPJ/CSLL UNIDADE: R$ MILHÕES JAN-OUT/10 [A] JAN-OUT/09 [B] [A]-[B] [A]/[B]% TOTAL 115.779 116.296 (517) (0,44) LUCRO PRESUMIDO 26.625 22.641 3.984 17,59 BALANÇO TRIMESTRAL 7.453 7.663 (210) (2,74) ESTIMATIVA MENSAL 57.289 55.786 1.503 2,69 DECLARAÇÃO DE AJUSTE 5.996 8.620 (2.624) (30,44) OUTROS 18.416 21.585 (3.169) (14,68) (A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA) DISCRIMINAÇÃO ARRECADAÇÃO DIFERENÇAS
  • 9. 9 Ministério da Fazenda Receita Federal UNIDADE: R$ MILHÕES 2010 2009 2008 2007 2010 2009 2010 2008 2010 2007 JAN 75.658 66.579 71.790 59.813 13,64 5,39 26,49 FEV 55.041 48.609 54.946 49.847 13,23 0,17 10,42 MAR 60.764 57.283 57.929 53.800 6,08 4,89 12,94 ABR 72.103 61.759 67.499 60.568 16,75 6,82 19,04 MAI 61.881 53.093 56.521 53.748 16,55 9,48 15,13 JUN 62.259 57.361 62.020 57.904 8,54 0,38 7,52 JUL 68.818 62.135 68.569 59.322 10,76 0,36 16,01 AGO 63.476 55.042 59.515 57.079 15,32 6,65 11,21 SET 63.470 54.296 61.269 56.698 16,90 3,59 11,94 OUT 74.425 72.332 71.766 63.873 2,89 3,71 16,52 TOTAL 657.894 588.489 631.825 572.653 11,79 4,13 14,89 PERÍODO: JANEIRO A OUTUBRO - 2007 A 2010 DESEMPENHO DA ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS FEDERAIS (A PREÇOS DE OUTUBRO/10 - IPCA) MÊS VARIAÇÃO (%)ARRECADAÇÃO
  • 10. 10 Ministério da Fazenda Receita Federal 1) INDICADORES DE ARRECADAÇÃO OUT/10 OUT/09 JAN/10-OUT/10 JAN/09-OUT/09 . ARRECADAÇÃO FEDERAL (DARF e GPS) (IPCA) 2,89% 11,87% 2) INDICADORES MACROECONÔMICOS DE PREÇO OUT/10 OUT/09 JAN/10-OUT/10 JAN/09-OUT/09 . IPCA 5,20% 4,89% . IGPDI 9,12% 4,50% . CÂMBIO -3,16% -13,40% 3) INDICADORES MACROECONÔMICOS DE QUANTIDADE (FATO GERADOR DA ARRECADAÇÃO) SET/10 SET/09 DEZ/09-SET/10 DEZ/08-SET/09 . PRODUÇÃO INDUSTRIAL (PIM/IBGE) 6,32% 13,68% . VENDAS DE BENS E SERVIÇOS (PMC/IBGE) 5,90% 14,20% . MASSA SALARIAL 10,78% 12,01% . VALOR EM DÓLAR DAS IMPORTAÇÕES 29,89% 43,71% . VENDAS DE VEÍCULOS -11,00% -16,39% . SALÁRIO MÍNIMO 9,68% INDICADORES
  • 11. 11 Ministério da Fazenda Receita Federal unidade: R$ Milhões Mês 2010 [A] 2009 [B] [A]-[B] [A]/[B]% Outubro 1.650 1.479 170,6 11,5 fonte: MPOG CONTRIBUIÇÃO PSS (IPCA)
  • 12. 12 Ministério da Fazenda Receita Federal unidade: R$ Milhões Mês 2010 [A] 2009 [B] [A]-[B] [A]/[B]% Janeiro 1.469 1.400 69,6 5,0 Fevereiro 1.541 1.155 386,2 33,4 Março 1.460 1.503 -42,7 -2,8 Abril 1.555 1.323 231,9 17,5 Maio 1.521 1.359 162,5 12,0 Junho 1.504 1.357 147,2 10,9 Julho 1.640 1.405 235,3 16,7 Agosto 1.641 1.478 162,9 11,0 Setembro 1.669 1.436 233,4 16,3 Outubro 1.650 1.479 170,6 11,5 TOTAL 15.650 13.893 1.757,0 12,6 fonte: MPOG CONTRIBUIÇÃO PSS (A PREÇOS CORRENTES)