Reconhecimento estrutural
Dinâmica de lesões
Procedimentos
Técnicas
Avaliações
TCE
1º RECONHECIMENTO
 Anatomia;
 Identificar a fisiologia associada as
estruturas;
 Aplicar a Cinemática as lesões.
Forame / zona da base
craniana
FORAME
VERTEBRAL
2º LESÕES
 Fraturas na calota craniana;
 Movimentação interna do celebro,
cerebelo, tronco encefálico resultante de
impa...
Equimoses Reto Auricular
Equimose Periobirtária
Anisocoria C, Midríase A, e Mióse B
Anisocoria
Escala de Glasgow
2º COMPORTAMENTO E S.S.
 CONVULSÕES;
 INCONSCIÊNCIA;
 PULSO RÁPIDO E FRACO;
 DIPLOPIA;
 NÁUSEAS E VÓMITOS;
 CEFALÉIA...
3º CAPACETE
 Riscos;
 Situações;
 Procedimentos.
4º CURATIVO CAPACETE
 Coagulação
 Redução da PIC com O²
RECAPTULANDO
 Anatomia;
 Lesões;
 Sinais e sintomas.
Fim!
GAR-TCE
GAR-TCE
GAR-TCE
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

GAR-TCE

154 visualizações

Publicada em

GAR TCE

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

GAR-TCE

  1. 1. Reconhecimento estrutural Dinâmica de lesões Procedimentos Técnicas Avaliações TCE
  2. 2. 1º RECONHECIMENTO  Anatomia;  Identificar a fisiologia associada as estruturas;  Aplicar a Cinemática as lesões.
  3. 3. Forame / zona da base craniana FORAME VERTEBRAL
  4. 4. 2º LESÕES  Fraturas na calota craniana;  Movimentação interna do celebro, cerebelo, tronco encefálico resultante de impactos fortes;  Identificar ANISOCORIA, MIDRÍASE E MIOSE;  Escala de Glasgow.
  5. 5. Equimoses Reto Auricular
  6. 6. Equimose Periobirtária
  7. 7. Anisocoria C, Midríase A, e Mióse B
  8. 8. Anisocoria
  9. 9. Escala de Glasgow
  10. 10. 2º COMPORTAMENTO E S.S.  CONVULSÕES;  INCONSCIÊNCIA;  PULSO RÁPIDO E FRACO;  DIPLOPIA;  NÁUSEAS E VÓMITOS;  CEFALÉIA E TONTURAS;  PERDA DO LIQ. ENC. RAQUIDIANDO;
  11. 11. 3º CAPACETE  Riscos;  Situações;  Procedimentos.
  12. 12. 4º CURATIVO CAPACETE  Coagulação  Redução da PIC com O²
  13. 13. RECAPTULANDO  Anatomia;  Lesões;  Sinais e sintomas.
  14. 14. Fim!

×