SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 61
O Setor de Infra-Estrutura Rodoviária no Brasil Mauricio Portugal Ribeiro Direito Rio FGV – Fundação Getúlio Vargas Rio de Janeiro, outubro  de 2009
Sumário ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Conectando o que vamos falar com as aulas anteriores... Obra Pura Obra  + Manutenção  Obra  + Manutenção + Operação Especificação  do projeto básico e  projeto executivo + Financiamento + Obra  + Manutenção + Operação CONCESSÃO
1.  Precedentes
Histórico Legislativo do Setor 1993 Lei n o  8.666 Lei das Licitações consolidou regras para contratação e sobre regime de contrato 1995 Lei n o  8.987 Regras sobre concessões de obras e serviços e permissões de serviços públicos 1996 Lei n o  9.277 e Portaria  n o  368/96  Possibilidade de Estados, Municípios e DF em solicitar a delegação de trechos de rodovias federais para incluí-los em seus Programas de Concessão de Rodovias 1997 -1998 Os Estados de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul iniciam seus próprios Programas de Concessão 2000 Resolução CND  n o  8 recomenda a “revisão do Programa de Delegação de Rodovias  Federais” e autoriza o Ministério dos Transportes a “adotar medidas necessárias à unificação da política de concessões rodoviárias” 2001 Lei n o  10.233 estabalece o programa de  reestruturação do setor de transportes do governo federal (aquaviário e terrestre) e cria instituições para estabelecer a política e regular o setor. Extingue o GEIPOT e modifica as competências e converte DNER em DNIT.  Fonte:  Agência Nacional de Transportes Terrestres, ANTT. Disponível em  http://www.antt.gov.br/concessaorod/apresentacaorod.asp . Acesso em 08/09/2008.
Primeira Etapa: Governo Federal (1995-1998) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Agência Nacional de Transportes Terrestres, ANTT. Disponível em  http://www.antt.gov.br/concessaorod/apresentacaorod.asp. Acesso em 08/09/2008  e “Concessões Rodoviárias no Brasil”, Fitch Ratings, Maio de 2008 e Relatório Anual ABCR,2007.
Segunda Etapa: Governo Federal (Outubro/2007) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Agência Nacional de Transportes Terrestres, ANTT. Disponível em  http://www.antt.gov.br/concessaorod/apresentacaorod.asp. Acesso em 08/09/2008
Segunda Etapa : Governo Federal (Outubro/2007) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Agência Nacional de Transportes Terrestres, ANTT. Disponível emhttp://www.antt.gov.br/concessaorod/ConcessoesRodoviarias.asp . Acesso em 09/09/2008
Segunda Etapa: Governo Federal (Outubro/2007) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  “Concessões Rodoviárias no Brasil”, Fitch Ratings, Maio de 2008.
Primeira Etapa: Estado de São Paulo (1997) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: A rtesp. Disponível em:  http://www.artesp.sp.gov.br/servicos/concessoes/programaConcessoes1Etapa.asp . Acesso em: 25/09/2008.
Primeira Etapa: Estado de São Paulo (1997) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Segunda Etapa: Estado de São Paulo – Rodoanel (março/2008) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: Dersa. Disponível em  www.dersa.sp.gov.br . Acesso em 09/09/2008; “CCR vence leilão do Rodoanel com pedágio de R$ 1,17”. Revista Exame. 11/03/08 e Apresentação do Banco do Brasil ao IFC (Agosto/2008)
Segunda Etapa: Estado de São Paulo – Rodoanel (março/2008) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: Edital da Licitação Rodoanel Trecho Oeste. Disponível em:  http://www.artesp.sp.gov.br/download/editais/edital_RodoanelTrechoOeste.pdf . Acesso em 25/09/2008.
PPPs no setor ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Relatório Anual ABCR, 2007. Disponível em:  http://www.abcr.org.br/publi/pub_relatorio.php . Acesso em: 10/09/2008.
Projeto MG050 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Agência Brasileira de Notícias
Licitação da MG050 - Resultado ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
2.  Visão Preliminar do Setor
Rodovias Pavimentadas no Brasil ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Relatório Anual ABCR, 2007. Disponível em:  http://www.abcr.org.br/publi/pub_relatorio.php . Acesso em: 10/09/2008. `, Concessões Rodoviárias no Brasil”, Fitch Ratings, Maio de 2008 e Relatório JPMorgan de 06/06/2008.
Importância das rodovias na matriz de transporte brasileira ,[object Object],Fonte: Relatório  JPMorgan de 06/06/2008.
Qualidade das Rodovias no Brasil ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  World Economic Forum (Disponível em relatório do JPMorgan de 06/06/2008), Concessões Rodoviárias no Brasil”, Fitch Ratings, Maio de 2008 e Relatório JPMorgan de 06/06/2008.
Programa de Concessões Rodoviárias ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  World Economic Forum (Disponível em relatório do JPMorgan de 06/06/2008), Concessões Rodoviárias no Brasil”, Fitch Ratings, Maio de 2008 e ABCR (“O setor em números”)
3.  A Malha Concedida
Mapa das Concessões em Operação Fonte:  Relatório Anual ABCR, 2007. Disponível em:  http://www.abcr.org.br/publi/pub_relatorio.php . Acesso em: 10/09/2008.
Volume de Tráfego nas Rodovias Concedidas Fonte:  Relatório Anual ABCR, 2007. Disponível em:  http://www.abcr.org.br/publi/pub_relatorio.php . Acesso em: 10/09/2008 e Relatório JPMorgan de 06/06/2008. ,[object Object]
Qualidade das Rodovias Concedidas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Relatório Anual ABCR, 2007. Disponível em:  http://www.abcr.org.br/publi/pub_relatorio.php . Acesso em: 10/09/2008.
Marco Regulatório para Participação Privada ,[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  “Concessões Rodoviárias no Brasil”, Fitch Ratings, Maio de 2008
Menor risco no setor de transporte ,[object Object],Fonte:  Relatório JPMorgan de 06/06/2008. ,[object Object],[object Object]
4.  Principais Concessionárias
4.1  Mercado Global
Principais Players Globais Fonte: Apresentação “CCR Day” de 23 de novembro de 2007.
Potencial de Concentração ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: Apresentação Banco do Brasil ao IFC. Agosto de 2008.
4.2 Mercado Brasileiro
Visão Geral ,[object Object],Fonte: Apresentação Banco do Brasil ao IFC. Agosto de 2008. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CCR ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],R$ milhões 2005 2006 2007 Receita Líquida 2007 2144 2353 EBITDA 1102 1206 1454 Margem EBITDA 55% 56,2% 61,8% Lucro Líquido 500 547 583 Dívida Líquida 1157 1139 1227 Investimentos 1085 1253 1197 Dívida/EBITDA 1.04x 0.94x 0.84x
CCR – Principais Fontes de Financiamento (2007) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: Relatório Anual CCR. 2007.
OHL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],R$ milhões 2005 2006 2007 Receita Líquida 389,1 430,3 615,8 EBITDA Ajustado 246,8 277,56 382 Margem EBITDA 63% 64,5% 62% Lucro Líquido 76,8 99,4 74,9 Dívida Líquida 137 429,1 429,7 Investimentos 438,3 606,2 659,9 Dívida/EBITDA 0.55x 1.55x 1.73x
Eco Rodovias ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],R$ milhões 2005 2006 2007 Receita Líquida 528 570 643 EBITDA 356,4 380,5 435,2 Margem EBITDA 67% 66,7% 67,7% Lucro Líquido 135 152 159 Dívida Líquida 267,1 371,3 443,3 Investimentos 464,6 493,3 514,7 Dívida/EBITDA 0.75x 0.97x 0.85x
CIBE ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Empresa de capital fechado. Informações financeiras não disponíveis publicamente
TPI ,[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: Relatório Anual TPI 2007. R$ milhões 2005 2006 2007 Receita Líquida 96,4 103,2 EBITDA 35,7 11,3 Margem EBITDA 37% 11% Lucro Líquido (14,9) (49,8) Dívida Líquida 209,8 172 Investimentos 265,2 760,6 Dívida/EBITDA 5.87x 15.22x
5. PAC e a tendência do Governo Federal para realizar investimentos públicos diretos Fonte: Apresentação Banco do Brasil ao IFC. Agosto de 2008.
PAC – Infra-Estrutura Rodoviária Fonte:  Autoria Própria, com base em:  http://www.brasil.gov.br/pac/.arquivos/pac4.2.pdf ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PAC: Mapa dos Investimentos Rodoviários Fonte: http://www.brasil.gov.br/pac/.arquivos/pac4.3.pdf
6. Projetos de Concessão no Brasil a serem Licitados Fonte: Apresentação Banco do Brasil ao IFC. Agosto de 2008.
6.1  Federais
Terceira Etapa do Programa de Concessões de Rodovias Federais ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: ANTT e  Relatório JPMorgan de 06/06/2008.
Terceira Etapa:  Rodovias a serem concedidas Fonte:  ANTT
BR 116/324 – O Projeto ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: http://www.pppbr116.org/projeto.html. Acesso em 15/09/2008. BR-116 BR-324
BR 116/324 – Contribuição IFC ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
6.2  Estaduais
Segunda Etapa do Programa de Concessões do Estado de São Paulo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Relatório JPMorgan de 06/06/2008.
Segunda Etapa do Programa de Concessões do Estado de São Paulo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Lance para pista dupla e deságio replicado para pista simples
Segunda Etapa do Programa de Concessões do Estado de São Paulo
Rodoanel Trecho Sul Fonte:  Relatório JPMorgan de 06/06/2008. ,[object Object],[object Object],Trecho Oeste (CCR) Trecho Sul Trecho Norte + Leste
Programa de Concessões do Estado de Minas Gerais ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte:  Relatório JPMorgan de 06/06/2008 e  http://www.ppp.mg.gov.br/pppemminas/projetos-ppp/pmi-lotes-rodoviarios/
7. Alguns Impactos do Cenário Macroeconômico no Setor
Taxa de Juros e Inflação ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Crescimento do PIB ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Possíveis efeitos da crise nas próximas licitações e no setor ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: “Crise pode afetar leilão de rodovias em SP.” Folha de S. Paulo. 24/09/2008.
8. O que é preciso para modelar um projeto de concessão rodoviária
ESTUDOS JURÍDICOS ESTUDOS TÉCNICOS VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRA Projeto de engenharia / Programa de investimentos  Mensuração e projeção da demanda Modelo econômico- financeiro Análise de riscos Modelagem jurídica, edital e contratos Estrutura de financiamento Modelo do negócio O que é necessário para se desenvolver um projeto de PPP? Estudos ambientais  Conveniência e oportunidade da contratação como PPP Projeto Operacional / Indicadores de desempenho Estudos sobre o  impacto fiscal
Estudos e Licitação no Setor Rodoviário ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comissão de infraestrutura ministra gleisi hoffmann
Comissão de infraestrutura   ministra gleisi hoffmannComissão de infraestrutura   ministra gleisi hoffmann
Comissão de infraestrutura ministra gleisi hoffmannCasa Civil
 
FGV / EBAPE - Perspectivas do Investimento em Infraestrutura no Brasil
FGV / EBAPE - Perspectivas do Investimento em Infraestrutura no BrasilFGV / EBAPE - Perspectivas do Investimento em Infraestrutura no Brasil
FGV / EBAPE - Perspectivas do Investimento em Infraestrutura no BrasilFGV | Fundação Getulio Vargas
 
Desoneração do transporte de combustíveis - PL 5000-2013
Desoneração do transporte de combustíveis - PL 5000-2013Desoneração do transporte de combustíveis - PL 5000-2013
Desoneração do transporte de combustíveis - PL 5000-2013Transvias
 
CONCESSÕES DE RODOVIAS NO RS- ANTT/DNIT E EGR :ABSORÇÃO DE ATIVOS DE VDM ...
CONCESSÕES DE RODOVIAS   NO RS- ANTT/DNIT  E  EGR :ABSORÇÃO DE ATIVOS DE VDM ...CONCESSÕES DE RODOVIAS   NO RS- ANTT/DNIT  E  EGR :ABSORÇÃO DE ATIVOS DE VDM ...
CONCESSÕES DE RODOVIAS NO RS- ANTT/DNIT E EGR :ABSORÇÃO DE ATIVOS DE VDM ...PLANORS
 
FGV / IBRE - Propostas para Regulação e Desburocratização da Infraestrutura n...
FGV / IBRE - Propostas para Regulação e Desburocratização da Infraestrutura n...FGV / IBRE - Propostas para Regulação e Desburocratização da Infraestrutura n...
FGV / IBRE - Propostas para Regulação e Desburocratização da Infraestrutura n...FGV | Fundação Getulio Vargas
 
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)Portos do Brasil
 
PLANEJAMENTO - MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURA
PLANEJAMENTO - MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURAPLANEJAMENTO - MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURA
PLANEJAMENTO - MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURAPLANORS
 
CONCESSÕES DE RODOVIAS "HÍBRIDAS": BR 163-ANTT X ODEBRECHET
CONCESSÕES DE RODOVIAS "HÍBRIDAS": BR 163-ANTT X ODEBRECHETCONCESSÕES DE RODOVIAS "HÍBRIDAS": BR 163-ANTT X ODEBRECHET
CONCESSÕES DE RODOVIAS "HÍBRIDAS": BR 163-ANTT X ODEBRECHETPLANORS
 
2016 - Utilização de softwares livres para manutenção da base cartográfica ro...
2016 - Utilização de softwares livres para manutenção da base cartográfica ro...2016 - Utilização de softwares livres para manutenção da base cartográfica ro...
2016 - Utilização de softwares livres para manutenção da base cartográfica ro...George Porto Ferreira
 
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Apresentação 1T08
Apresentação 1T08Apresentação 1T08
Apresentação 1T08Arteris S.A.
 
TCE-PE multa presidente do consórcio Grande Recife por auditoria irregular; t...
TCE-PE multa presidente do consórcio Grande Recife por auditoria irregular; t...TCE-PE multa presidente do consórcio Grande Recife por auditoria irregular; t...
TCE-PE multa presidente do consórcio Grande Recife por auditoria irregular; t...MatheusSantos699
 
131228 br 040 leilao - correio braziliense
131228 br 040 leilao - correio braziliense131228 br 040 leilao - correio braziliense
131228 br 040 leilao - correio brazilienseLucas Navarro Prado
 

Mais procurados (20)

Comissão de infraestrutura ministra gleisi hoffmann
Comissão de infraestrutura   ministra gleisi hoffmannComissão de infraestrutura   ministra gleisi hoffmann
Comissão de infraestrutura ministra gleisi hoffmann
 
FGV / EBAPE - Perspectivas do Investimento em Infraestrutura no Brasil
FGV / EBAPE - Perspectivas do Investimento em Infraestrutura no BrasilFGV / EBAPE - Perspectivas do Investimento em Infraestrutura no Brasil
FGV / EBAPE - Perspectivas do Investimento em Infraestrutura no Brasil
 
Wagner Colombini
Wagner ColombiniWagner Colombini
Wagner Colombini
 
Desoneração do transporte de combustíveis - PL 5000-2013
Desoneração do transporte de combustíveis - PL 5000-2013Desoneração do transporte de combustíveis - PL 5000-2013
Desoneração do transporte de combustíveis - PL 5000-2013
 
CONCESSÕES DE RODOVIAS NO RS- ANTT/DNIT E EGR :ABSORÇÃO DE ATIVOS DE VDM ...
CONCESSÕES DE RODOVIAS   NO RS- ANTT/DNIT  E  EGR :ABSORÇÃO DE ATIVOS DE VDM ...CONCESSÕES DE RODOVIAS   NO RS- ANTT/DNIT  E  EGR :ABSORÇÃO DE ATIVOS DE VDM ...
CONCESSÕES DE RODOVIAS NO RS- ANTT/DNIT E EGR :ABSORÇÃO DE ATIVOS DE VDM ...
 
FGV / IBRE - Propostas para Regulação e Desburocratização da Infraestrutura n...
FGV / IBRE - Propostas para Regulação e Desburocratização da Infraestrutura n...FGV / IBRE - Propostas para Regulação e Desburocratização da Infraestrutura n...
FGV / IBRE - Propostas para Regulação e Desburocratização da Infraestrutura n...
 
Relatório infraestrutura | fevereiro 2012
Relatório infraestrutura | fevereiro 2012Relatório infraestrutura | fevereiro 2012
Relatório infraestrutura | fevereiro 2012
 
O Papel do Gás Natural na Matriz Energética Brasileira - Regulamentação, Rese...
O Papel do Gás Natural na Matriz Energética Brasileira - Regulamentação, Rese...O Papel do Gás Natural na Matriz Energética Brasileira - Regulamentação, Rese...
O Papel do Gás Natural na Matriz Energética Brasileira - Regulamentação, Rese...
 
Apresentação PAC - Teoria e Prática
Apresentação PAC - Teoria e PráticaApresentação PAC - Teoria e Prática
Apresentação PAC - Teoria e Prática
 
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)
 
Nota Técnica - Programa de Investimento em Logística: Portos
Nota Técnica - Programa de Investimento em Logística: PortosNota Técnica - Programa de Investimento em Logística: Portos
Nota Técnica - Programa de Investimento em Logística: Portos
 
PLANEJAMENTO - MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURA
PLANEJAMENTO - MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURAPLANEJAMENTO - MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURA
PLANEJAMENTO - MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURA
 
CONCESSÕES DE RODOVIAS "HÍBRIDAS": BR 163-ANTT X ODEBRECHET
CONCESSÕES DE RODOVIAS "HÍBRIDAS": BR 163-ANTT X ODEBRECHETCONCESSÕES DE RODOVIAS "HÍBRIDAS": BR 163-ANTT X ODEBRECHET
CONCESSÕES DE RODOVIAS "HÍBRIDAS": BR 163-ANTT X ODEBRECHET
 
2016 - Utilização de softwares livres para manutenção da base cartográfica ro...
2016 - Utilização de softwares livres para manutenção da base cartográfica ro...2016 - Utilização de softwares livres para manutenção da base cartográfica ro...
2016 - Utilização de softwares livres para manutenção da base cartográfica ro...
 
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
 
Apresentação 1T08
Apresentação 1T08Apresentação 1T08
Apresentação 1T08
 
Baixo Sul - Diálogos Territoriais
Baixo Sul - Diálogos Territoriais Baixo Sul - Diálogos Territoriais
Baixo Sul - Diálogos Territoriais
 
TCE-PE multa presidente do consórcio Grande Recife por auditoria irregular; t...
TCE-PE multa presidente do consórcio Grande Recife por auditoria irregular; t...TCE-PE multa presidente do consórcio Grande Recife por auditoria irregular; t...
TCE-PE multa presidente do consórcio Grande Recife por auditoria irregular; t...
 
131228 br 040 leilao - correio braziliense
131228 br 040 leilao - correio braziliense131228 br 040 leilao - correio braziliense
131228 br 040 leilao - correio braziliense
 
Saneamento: Regulação e Desafios
Saneamento: Regulação e DesafiosSaneamento: Regulação e Desafios
Saneamento: Regulação e Desafios
 

Destaque

COMO VIABILIZAR O USO DE ATERROS SANITARIOS OBJETO DE CONCESSAO OU PPP E REGU...
COMO VIABILIZAR O USO DE ATERROS SANITARIOS OBJETO DE CONCESSAO OU PPP E REGU...COMO VIABILIZAR O USO DE ATERROS SANITARIOS OBJETO DE CONCESSAO OU PPP E REGU...
COMO VIABILIZAR O USO DE ATERROS SANITARIOS OBJETO DE CONCESSAO OU PPP E REGU...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Apostila osteo 2016
Apostila osteo 2016Apostila osteo 2016
Apostila osteo 2016CCBRJ
 
4 dossiê trânsito 2012 - cálculo do índice de severidade dos acidentes de t...
4   dossiê trânsito 2012 - cálculo do índice de severidade dos acidentes de t...4   dossiê trânsito 2012 - cálculo do índice de severidade dos acidentes de t...
4 dossiê trânsito 2012 - cálculo do índice de severidade dos acidentes de t...Elos da Saúde
 
Prova engenharia cespe
Prova engenharia cespeProva engenharia cespe
Prova engenharia cespeCCBRJ
 
Construção civil Www.ufjf.br pares files_2009_09_apostila-construção-de-edifí...
Construção civil Www.ufjf.br pares files_2009_09_apostila-construção-de-edifí...Construção civil Www.ufjf.br pares files_2009_09_apostila-construção-de-edifí...
Construção civil Www.ufjf.br pares files_2009_09_apostila-construção-de-edifí...Ludmila Guedes
 
Alms regimento interno e leis
Alms regimento interno e leisAlms regimento interno e leis
Alms regimento interno e leisNeon Online
 
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CEProva comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CEEstratégia Concursos
 
Petróleo e Gás Natural - 10º B
Petróleo e Gás Natural - 10º BPetróleo e Gás Natural - 10º B
Petróleo e Gás Natural - 10º BFísica Química A
 
PROVA DA POLÍCIA CIVIL COMENTADA - AGENTE DE POLÍCIA
PROVA DA POLÍCIA CIVIL COMENTADA - AGENTE DE POLÍCIAPROVA DA POLÍCIA CIVIL COMENTADA - AGENTE DE POLÍCIA
PROVA DA POLÍCIA CIVIL COMENTADA - AGENTE DE POLÍCIAOS CONCURSEIROS DE RONDÔNIA
 
CAPÍTULO I - GÁS NATURAL
CAPÍTULO I - GÁS NATURALCAPÍTULO I - GÁS NATURAL
CAPÍTULO I - GÁS NATURALjorgecalfo
 
PC-DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E LEP Ok
PC-DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E LEP OkPC-DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E LEP Ok
PC-DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E LEP OkNeon Online
 
Alms direito administrativo
Alms direito administrativoAlms direito administrativo
Alms direito administrativoNeon Online
 
Alms informatica
Alms   informaticaAlms   informatica
Alms informaticaNeon Online
 
Alms raciocinio logico
Alms raciocinio logicoAlms raciocinio logico
Alms raciocinio logicoNeon Online
 

Destaque (20)

COMO VIABILIZAR O USO DE ATERROS SANITARIOS OBJETO DE CONCESSAO OU PPP E REGU...
COMO VIABILIZAR O USO DE ATERROS SANITARIOS OBJETO DE CONCESSAO OU PPP E REGU...COMO VIABILIZAR O USO DE ATERROS SANITARIOS OBJETO DE CONCESSAO OU PPP E REGU...
COMO VIABILIZAR O USO DE ATERROS SANITARIOS OBJETO DE CONCESSAO OU PPP E REGU...
 
Apostila osteo 2016
Apostila osteo 2016Apostila osteo 2016
Apostila osteo 2016
 
Apostila para construção civil
Apostila para construção civilApostila para construção civil
Apostila para construção civil
 
4 dossiê trânsito 2012 - cálculo do índice de severidade dos acidentes de t...
4   dossiê trânsito 2012 - cálculo do índice de severidade dos acidentes de t...4   dossiê trânsito 2012 - cálculo do índice de severidade dos acidentes de t...
4 dossiê trânsito 2012 - cálculo do índice de severidade dos acidentes de t...
 
Prova engenharia cespe
Prova engenharia cespeProva engenharia cespe
Prova engenharia cespe
 
Construção civil Www.ufjf.br pares files_2009_09_apostila-construção-de-edifí...
Construção civil Www.ufjf.br pares files_2009_09_apostila-construção-de-edifí...Construção civil Www.ufjf.br pares files_2009_09_apostila-construção-de-edifí...
Construção civil Www.ufjf.br pares files_2009_09_apostila-construção-de-edifí...
 
Exercicios improbidade
Exercicios improbidadeExercicios improbidade
Exercicios improbidade
 
Alms regimento interno e leis
Alms regimento interno e leisAlms regimento interno e leis
Alms regimento interno e leis
 
Curso para ANTAQ sobre PPPs
Curso para ANTAQ sobre PPPsCurso para ANTAQ sobre PPPs
Curso para ANTAQ sobre PPPs
 
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CEProva comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CE
 
Petróleo e Gás Natural - 10º B
Petróleo e Gás Natural - 10º BPetróleo e Gás Natural - 10º B
Petróleo e Gás Natural - 10º B
 
PROVA DA POLÍCIA CIVIL COMENTADA - AGENTE DE POLÍCIA
PROVA DA POLÍCIA CIVIL COMENTADA - AGENTE DE POLÍCIAPROVA DA POLÍCIA CIVIL COMENTADA - AGENTE DE POLÍCIA
PROVA DA POLÍCIA CIVIL COMENTADA - AGENTE DE POLÍCIA
 
EXAME-PARTE-II
EXAME-PARTE-IIEXAME-PARTE-II
EXAME-PARTE-II
 
CAPÍTULO I - GÁS NATURAL
CAPÍTULO I - GÁS NATURALCAPÍTULO I - GÁS NATURAL
CAPÍTULO I - GÁS NATURAL
 
PC-DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E LEP Ok
PC-DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E LEP OkPC-DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E LEP Ok
PC-DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E LEP Ok
 
Apostila de materiais de construçao
Apostila de materiais de construçaoApostila de materiais de construçao
Apostila de materiais de construçao
 
Alms direito administrativo
Alms direito administrativoAlms direito administrativo
Alms direito administrativo
 
Alms informatica
Alms   informaticaAlms   informatica
Alms informatica
 
Alms raciocinio logico
Alms raciocinio logicoAlms raciocinio logico
Alms raciocinio logico
 
Perícia em obras de engenharia civil
Perícia em obras de engenharia civilPerícia em obras de engenharia civil
Perícia em obras de engenharia civil
 

Semelhante a Infraestrutura Rodoviária no Brasil

Novo pacote de infraestrutura do Governo Dilma: 15 erros que precisam ser cor...
Novo pacote de infraestrutura do Governo Dilma: 15 erros que precisam ser cor...Novo pacote de infraestrutura do Governo Dilma: 15 erros que precisam ser cor...
Novo pacote de infraestrutura do Governo Dilma: 15 erros que precisam ser cor...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Dnit valec resumo-das-conclusoes-set2011
Dnit valec resumo-das-conclusoes-set2011Dnit valec resumo-das-conclusoes-set2011
Dnit valec resumo-das-conclusoes-set2011Daniel Guedes
 
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012Sistema FIEB
 
PPI-RODOVIA DA INTEGRAÇÃO RS-RIS-DIRETRIZES DA CONCESSÃO
PPI-RODOVIA DA INTEGRAÇÃO RS-RIS-DIRETRIZES DA CONCESSÃOPPI-RODOVIA DA INTEGRAÇÃO RS-RIS-DIRETRIZES DA CONCESSÃO
PPI-RODOVIA DA INTEGRAÇÃO RS-RIS-DIRETRIZES DA CONCESSÃOPLANORS
 
O Desenvolvimento de Infraestrutura de Transportes Contribuições do TCU - Min...
O Desenvolvimento de Infraestrutura de Transportes Contribuições do TCU - Min...O Desenvolvimento de Infraestrutura de Transportes Contribuições do TCU - Min...
O Desenvolvimento de Infraestrutura de Transportes Contribuições do TCU - Min...Editora Fórum
 
Crescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
Crescer - Construindo um Brasil de OportunidadesCrescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
Crescer - Construindo um Brasil de OportunidadesMoreira Franco
 
Crescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
Crescer - Construindo um Brasil de OportunidadesCrescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
Crescer - Construindo um Brasil de OportunidadesMoreira Franco
 
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?Mauricio Portugal Ribeiro
 
Estudo Trata Brasil: Dois Anos de Acompanhamento do PAC Saneamento
Estudo Trata Brasil: Dois Anos de Acompanhamento do PAC Saneamento Estudo Trata Brasil: Dois Anos de Acompanhamento do PAC Saneamento
Estudo Trata Brasil: Dois Anos de Acompanhamento do PAC Saneamento Instituto Trata Brasil
 
Apresentação – conferência sobre concessões bradesco – bbi
Apresentação – conferência sobre concessões bradesco – bbiApresentação – conferência sobre concessões bradesco – bbi
Apresentação – conferência sobre concessões bradesco – bbiTriunfoRi
 
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011Sistema FIEB
 
PPP da Tamoios: Novas oportunidades de investimento e valorização imobiliária
PPP da Tamoios: Novas oportunidades de investimento e valorização imobiliáriaPPP da Tamoios: Novas oportunidades de investimento e valorização imobiliária
PPP da Tamoios: Novas oportunidades de investimento e valorização imobiliáriaFernando S. Marcato
 
Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-1...
Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-1...Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-1...
Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-1...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Compras Publicas
Compras PublicasCompras Publicas
Compras Publicasigovbrasil
 
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...Mauricio Portugal Ribeiro
 

Semelhante a Infraestrutura Rodoviária no Brasil (20)

Acordao tcu 346/2012
 Acordao tcu 346/2012 Acordao tcu 346/2012
Acordao tcu 346/2012
 
Novo pacote de infraestrutura do Governo Dilma: 15 erros que precisam ser cor...
Novo pacote de infraestrutura do Governo Dilma: 15 erros que precisam ser cor...Novo pacote de infraestrutura do Governo Dilma: 15 erros que precisam ser cor...
Novo pacote de infraestrutura do Governo Dilma: 15 erros que precisam ser cor...
 
Proposta de Ação Emergencial
Proposta de Ação EmergencialProposta de Ação Emergencial
Proposta de Ação Emergencial
 
Cartilha fiol-fev2019
Cartilha fiol-fev2019Cartilha fiol-fev2019
Cartilha fiol-fev2019
 
Dnit valec resumo-das-conclusoes-set2011
Dnit valec resumo-das-conclusoes-set2011Dnit valec resumo-das-conclusoes-set2011
Dnit valec resumo-das-conclusoes-set2011
 
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
 
Novidades Legislativas Nº11 | 26/03/2013
Novidades Legislativas Nº11 | 26/03/2013Novidades Legislativas Nº11 | 26/03/2013
Novidades Legislativas Nº11 | 26/03/2013
 
PPI-RODOVIA DA INTEGRAÇÃO RS-RIS-DIRETRIZES DA CONCESSÃO
PPI-RODOVIA DA INTEGRAÇÃO RS-RIS-DIRETRIZES DA CONCESSÃOPPI-RODOVIA DA INTEGRAÇÃO RS-RIS-DIRETRIZES DA CONCESSÃO
PPI-RODOVIA DA INTEGRAÇÃO RS-RIS-DIRETRIZES DA CONCESSÃO
 
O Desenvolvimento de Infraestrutura de Transportes Contribuições do TCU - Min...
O Desenvolvimento de Infraestrutura de Transportes Contribuições do TCU - Min...O Desenvolvimento de Infraestrutura de Transportes Contribuições do TCU - Min...
O Desenvolvimento de Infraestrutura de Transportes Contribuições do TCU - Min...
 
Crescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
Crescer - Construindo um Brasil de OportunidadesCrescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
Crescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
 
Crescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
Crescer - Construindo um Brasil de OportunidadesCrescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
Crescer - Construindo um Brasil de Oportunidades
 
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
O que temos a aprender com o falso cumprimento dos contratos de concessão e PPP?
 
Estudo Trata Brasil: Dois Anos de Acompanhamento do PAC Saneamento
Estudo Trata Brasil: Dois Anos de Acompanhamento do PAC Saneamento Estudo Trata Brasil: Dois Anos de Acompanhamento do PAC Saneamento
Estudo Trata Brasil: Dois Anos de Acompanhamento do PAC Saneamento
 
Apresentação – conferência sobre concessões bradesco – bbi
Apresentação – conferência sobre concessões bradesco – bbiApresentação – conferência sobre concessões bradesco – bbi
Apresentação – conferência sobre concessões bradesco – bbi
 
ESALQ-LOG e a elaboração da nova Tabela da Política de Pisos Mínimos do TRC
ESALQ-LOG e a elaboração da nova Tabela da Política de Pisos Mínimos do TRCESALQ-LOG e a elaboração da nova Tabela da Política de Pisos Mínimos do TRC
ESALQ-LOG e a elaboração da nova Tabela da Política de Pisos Mínimos do TRC
 
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011
 
PPP da Tamoios: Novas oportunidades de investimento e valorização imobiliária
PPP da Tamoios: Novas oportunidades de investimento e valorização imobiliáriaPPP da Tamoios: Novas oportunidades de investimento e valorização imobiliária
PPP da Tamoios: Novas oportunidades de investimento e valorização imobiliária
 
Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-1...
Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-1...Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-1...
Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-1...
 
Compras Publicas
Compras PublicasCompras Publicas
Compras Publicas
 
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
 

Mais de Mauricio Portugal Ribeiro

12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...Mauricio Portugal Ribeiro
 
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsPrograma do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsMauricio Portugal Ribeiro
 
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...Mauricio Portugal Ribeiro
 
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016Mauricio Portugal Ribeiro
 
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de ConcessõesMauricio Portugal Ribeiro
 
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...Mauricio Portugal Ribeiro
 
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPPPPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPPMauricio Portugal Ribeiro
 
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA Mauricio Portugal Ribeiro
 
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansãoAumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansãoMauricio Portugal Ribeiro
 
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPPReequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPPMauricio Portugal Ribeiro
 
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscosEquilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscosMauricio Portugal Ribeiro
 
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsPrograma do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsMauricio Portugal Ribeiro
 
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...Mauricio Portugal Ribeiro
 

Mais de Mauricio Portugal Ribeiro (20)

12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
 
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
 
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
 
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
 
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
 
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsPrograma do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
 
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
 
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
 
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
 
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
 
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
 
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
 
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPPPPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
 
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
 
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansãoAumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
 
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPPReequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
 
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscosEquilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
 
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
 
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsPrograma do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
 
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
 

Infraestrutura Rodoviária no Brasil

  • 1. O Setor de Infra-Estrutura Rodoviária no Brasil Mauricio Portugal Ribeiro Direito Rio FGV – Fundação Getúlio Vargas Rio de Janeiro, outubro de 2009
  • 2.
  • 3. Conectando o que vamos falar com as aulas anteriores... Obra Pura Obra + Manutenção Obra + Manutenção + Operação Especificação do projeto básico e projeto executivo + Financiamento + Obra + Manutenção + Operação CONCESSÃO
  • 5. Histórico Legislativo do Setor 1993 Lei n o 8.666 Lei das Licitações consolidou regras para contratação e sobre regime de contrato 1995 Lei n o 8.987 Regras sobre concessões de obras e serviços e permissões de serviços públicos 1996 Lei n o 9.277 e Portaria n o 368/96 Possibilidade de Estados, Municípios e DF em solicitar a delegação de trechos de rodovias federais para incluí-los em seus Programas de Concessão de Rodovias 1997 -1998 Os Estados de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul iniciam seus próprios Programas de Concessão 2000 Resolução CND n o 8 recomenda a “revisão do Programa de Delegação de Rodovias Federais” e autoriza o Ministério dos Transportes a “adotar medidas necessárias à unificação da política de concessões rodoviárias” 2001 Lei n o 10.233 estabalece o programa de reestruturação do setor de transportes do governo federal (aquaviário e terrestre) e cria instituições para estabelecer a política e regular o setor. Extingue o GEIPOT e modifica as competências e converte DNER em DNIT. Fonte: Agência Nacional de Transportes Terrestres, ANTT. Disponível em http://www.antt.gov.br/concessaorod/apresentacaorod.asp . Acesso em 08/09/2008.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. 2. Visão Preliminar do Setor
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22. 3. A Malha Concedida
  • 23. Mapa das Concessões em Operação Fonte: Relatório Anual ABCR, 2007. Disponível em: http://www.abcr.org.br/publi/pub_relatorio.php . Acesso em: 10/09/2008.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28. 4. Principais Concessionárias
  • 29. 4.1 Mercado Global
  • 30. Principais Players Globais Fonte: Apresentação “CCR Day” de 23 de novembro de 2007.
  • 31.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40. 5. PAC e a tendência do Governo Federal para realizar investimentos públicos diretos Fonte: Apresentação Banco do Brasil ao IFC. Agosto de 2008.
  • 41.
  • 42. PAC: Mapa dos Investimentos Rodoviários Fonte: http://www.brasil.gov.br/pac/.arquivos/pac4.3.pdf
  • 43. 6. Projetos de Concessão no Brasil a serem Licitados Fonte: Apresentação Banco do Brasil ao IFC. Agosto de 2008.
  • 45.
  • 46. Terceira Etapa: Rodovias a serem concedidas Fonte: ANTT
  • 47.
  • 48.
  • 50.
  • 51.
  • 52. Segunda Etapa do Programa de Concessões do Estado de São Paulo
  • 53.
  • 54.
  • 55. 7. Alguns Impactos do Cenário Macroeconômico no Setor
  • 56.
  • 57.
  • 58.
  • 59. 8. O que é preciso para modelar um projeto de concessão rodoviária
  • 60. ESTUDOS JURÍDICOS ESTUDOS TÉCNICOS VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRA Projeto de engenharia / Programa de investimentos Mensuração e projeção da demanda Modelo econômico- financeiro Análise de riscos Modelagem jurídica, edital e contratos Estrutura de financiamento Modelo do negócio O que é necessário para se desenvolver um projeto de PPP? Estudos ambientais Conveniência e oportunidade da contratação como PPP Projeto Operacional / Indicadores de desempenho Estudos sobre o impacto fiscal
  • 61.