Prof. Ms. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Lições Bíblicas
1º Trimestre de 2015
LEITURA BÍBLICA
ÊXODO 20.1-17
e
DEUTERONÔMIO 5.6-21, 10.1-5
PARA UM MELHOR
APRENDIZADO, BAIXE ESTE
ARQUIVO DE SLIDES
E ACOMPANHE OS COMENTÁRIOS
DO VÍDEO DISPONÍVEL EM:
www.natalinoda...
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
• Os Dez Mandamentos, como é conhecido, teve
um papel importante ao longo da história milenar
do povo de Israel...
INTRODUÇÃO
• Jesus fez uma releitura, apresentando a essência
da vontade de Deus.
• Se devidamente interpretado, pode ser ...
I – DEZ MANDAMENTOS -
QUESTÕES
INTRODUTÓRIAS
I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS
• Após a libertação da “casa da escravidão”
(Egito), com a peregrinação no de...
I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS
• A observância dos mandamentos impede a volta
do povo a mesma situação da “c...
I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS
• Comentários desnecessários: tamanho das
pedras, quantidade de mandamentos p...
I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS
• Fora dos livros Êxodo e Deuteronômio não há
nenhum traço dessa contagem de ...
I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS
• Somente na Idade Média começa “a
concentração do ensinamento ético no texto...
APLICAÇÃO PRÁTICA
O ser humano necessita de regras para ter uma
vida em comunidade.
Devemos preservar as normas deixadas p...
II – OS DEZ
MANDAMENTOS
ANTIGOS E O NOVO
MANDAMENTO DE
JESUS
II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO
MANDAMENTO DE JESUS
• Jesus critica o radicalismo dos escribas e
fariseus.
• Em s...
II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO
MANDAMENTO DE JESUS
• Um texto geralmente mal interpretado: Mt 11.28-
30 “Vinde a...
II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO
MANDAMENTO DE JESUS
• Em Mt19.16ss, um jovem rico e religioso interroga
Jesus o q...
II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO
MANDAMENTO DE JESUS
• Jesus quando questionado pelos escribas e
fariseus qual era...
II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO
MANDAMENTO DE JESUS
• O que interessa basicamente a Jesus é a vontade
de Deus. Es...
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
CONSIDERAÇÕES FINAIS
• Os Dez Mandamentos surgiram de um contexto
de libertação de um povo oprimido e escravo por
um Deus ...
ANTONIAZZI, Alberto. Dez mandamentos antigos e um
mandamento novo. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos:
várias lei...
LIÇÕES BÍBLICAS. Os dez mandamentos: valores divinos para uma
sociedade em constante mudança. 1º Trimestre de 2015. Rio de...
SIQUEIRA, Tércio Machado. O evangelho do Antigo Testamento. In:
Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 2...
ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL NA WEBTV
IEADSJP
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice Presidente: Elson Pereira
Comentá...
LIÇÃO 1 e 2 - O padrão da lei moral_Os dez mandamentos
LIÇÃO 1 e 2 - O padrão da lei moral_Os dez mandamentos
LIÇÃO 1 e 2 - O padrão da lei moral_Os dez mandamentos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

LIÇÃO 1 e 2 - O padrão da lei moral_Os dez mandamentos

2.141 visualizações

Publicada em

Subsídios elaborados pelo Pr. Natalino das Neves
Programa Escola Dominical na WEBTV.
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice Presidente: Elson Pereira

Publicada em: Espiritual
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.141
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
92
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LIÇÃO 1 e 2 - O padrão da lei moral_Os dez mandamentos

  1. 1. Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Lições Bíblicas 1º Trimestre de 2015
  2. 2. LEITURA BÍBLICA ÊXODO 20.1-17 e DEUTERONÔMIO 5.6-21, 10.1-5
  3. 3. PARA UM MELHOR APRENDIZADO, BAIXE ESTE ARQUIVO DE SLIDES E ACOMPANHE OS COMENTÁRIOS DO VÍDEO DISPONÍVEL EM: www.natalinodasneves.blogspot.com.br ou www.redemaoamiga.com.br
  4. 4. INTRODUÇÃO
  5. 5. INTRODUÇÃO • Os Dez Mandamentos, como é conhecido, teve um papel importante ao longo da história milenar do povo de Israel e da Igreja como um resumo por excelência da vontade divina para a humanidade. • Sua origem está relacionada com a libertação do povo de Israel da “casa da escravidão”. • Regras que abrangem vários campos da vida civil e religiosa.
  6. 6. INTRODUÇÃO • Jesus fez uma releitura, apresentando a essência da vontade de Deus. • Se devidamente interpretado, pode ser aplicado para os dias atuais.
  7. 7. I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS
  8. 8. I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS • Após a libertação da “casa da escravidão” (Egito), com a peregrinação no deserto, extremamente necessário um regramento para a conduta em comunidade/tribal. • Para se decretar uma lei é preciso autoridade para isso. O Criador invocou a autoridade como Libertador do povo oprimido e conquistou o título de propriedade e o direito de declarar a sua vontade a esse povo libertado. • Deus ouviu o clamor do povo e desce para libertá-lo e lhe entregou os “dez mandamentos” para coibir as causas da angústia do povo.
  9. 9. I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS • A observância dos mandamentos impede a volta do povo a mesma situação da “casa da servidão”: o domínio opressor do ser humano sobre outro (próximo). “... Quem não escuta o clamor nem olha a situação do povo na ‘casa da escravidão’, não pode entender todo o sentido dos Dez Mandamentos” (MESTERS, 1987, P.58).
  10. 10. I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS • Comentários desnecessários: tamanho das pedras, quantidade de mandamentos por pedra, ... • Número de dez = número de dedos das mãos = memorização. • O decálogo adquiriu fama de síntese: criam-se dez mandamentos para tudo. • Dez palavras (Ex 34.28; Dt 4.13, 10.4) Vs Dez mandamentos. • História redacional dos dez mandamentos?
  11. 11. I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS • Fora dos livros Êxodo e Deuteronômio não há nenhum traço dessa contagem de dez (GERSTENBERGER, 1996, P. 11). • Oséias e Jeremias citam parcialmente (Os 4.2; Jr 7.9). • O próprio Jesus não se refere diretamente sobre as “dez” palavras de Deus, mas faz muitas referências à “Lei de Moisés”.
  12. 12. I – DEZ MANDAMENTOS - QUESTÕES INTRODUTÓRIAS • Somente na Idade Média começa “a concentração do ensinamento ético no texto (Ex 20/Dt 5),utilizado na práxis da confissão de pecados. • As igrejas da reforma utilizam o texto central para seus catecismos. • Dez mandamentos / Lei de Moisés / Pentateuco / Torá / 613 preceitos do judaísmo. • Como o Novo Testamento e Jesus trata o Decálogo?
  13. 13. APLICAÇÃO PRÁTICA O ser humano necessita de regras para ter uma vida em comunidade. Devemos preservar as normas deixadas por Deus par ao bem da humanidade!
  14. 14. II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO MANDAMENTO DE JESUS
  15. 15. II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO MANDAMENTO DE JESUS • Jesus critica o radicalismo dos escribas e fariseus. • Em sua época, provavelmente já existiam os 613 preceitos/mandamentos do judaísmo: • 365 proibições, uma para cada dia do ano; • 248 mandamentos positivos, segundo os rabinos, tantos quantos os membros do corpo humano(ANTONIAZZI, 1987, P. 68). • Eram demais, inacessível ao povo.
  16. 16. II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO MANDAMENTO DE JESUS • Um texto geralmente mal interpretado: Mt 11.28- 30 “Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo...” • O fardo era o jugo da interpretação da lei (preceitos excessivos e abusivos) pelos escribas e fariseus. • Mt 23.4 e 23.13 ratifica que o fardo dos fariseus era insuportável. • Os fariseus consideravam o povo como ignorantes e perdidos: Jo 7.49; Lc 8.11ss. • Jesus afirma que eles focavam no secundário e deixavam de lado o essencial: Lc 18.9-14; Mt 23.23 (justiça, misericórdia e fidelidade).
  17. 17. II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO MANDAMENTO DE JESUS • Em Mt19.16ss, um jovem rico e religioso interroga Jesus o que era necessário para ter a vida eterna: • Jesus responde: guarda os mandamentos; • Ele pergunta: Quais? Jesus cita alguns do decálogo. • Mas, quando lhe é pedido para se desprender de seus bens e dar aos pobres, aí surge a maior dificuldade....
  18. 18. II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO MANDAMENTO DE JESUS • Jesus quando questionado pelos escribas e fariseus qual era o principal dos mandamentos ele responde Mt 22.37-60; Mc 12.28-31; Lc 10.25-28): “Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Esse é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse: amarás a teu próximo como a ti mesmo. Desses dois mandamentos dependem toda a Lei e os profetas”.
  19. 19. II – OS DEZ MANDAMENTOS ANTIGOS E O NOVO MANDAMENTO DE JESUS • O que interessa basicamente a Jesus é a vontade de Deus. Este é o critério para julgar os mandamentos. • Exemplo de superação às prescrições judaicas relativas à alimentação (Mc 7.15). • No NT, o exemplo de abertura aos novos convertidos do cristianismo é o apóstolo Paulo: • Ele aponta em Jesus a verdadeira realização da Lei; mas • Mantém o papel “pedagógico” e instrumental da lei (Rm 7.7-13, 13.9; 1 Co 7.19; Ef 2.15, 6,2)
  20. 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  21. 21. CONSIDERAÇÕES FINAIS • Os Dez Mandamentos surgiram de um contexto de libertação de um povo oprimido e escravo por um Deus libertador. • O regramento tinha o objetivo de coibir a volta da prática desumanizadora dentre o próprio povo de Deus. • Jesus apresenta o critério para julgar os mandamentos: a vontade de Deus (amá-lo sobre todas as coisas e o próximo como a si mesmo).
  22. 22. ANTONIAZZI, Alberto. Dez mandamentos antigos e um mandamento novo. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 58-68. GARCIA, Paulo Roberto. Lei e Justiça: um estudo no Evangelho de Mateus. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 58-66. GERSTENBERGER, Erhard. Os dez e os outros mandamentos de Deus. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 8-22. GRUEN, Wolfgang. O Decálogo segundo Ex 20,1-17. Texto e observações. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. KONINGS, Johan. Amar a Deus e/ou ao próximo?. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 44-49. REFERÊNCIAS
  23. 23. LIÇÕES BÍBLICAS. Os dez mandamentos: valores divinos para uma sociedade em constante mudança. 1º Trimestre de 2015. Rio de janeiro: CPAD, 2015. MERRIL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento: o reino de sacerdotes que Deus colocou entre as nações. 6ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. MESTERS, Carlos. Os Dez Mandamentos. Ferramenta da Comunidade. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. OLIVEIRA, Benjamim C. O Decálogo. Palavras de uma aliança. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 11-23. REFERÊNCIAS
  24. 24. SIQUEIRA, Tércio Machado. O evangelho do Antigo Testamento. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 23-31. SILVA, Airton José. Leis de vida e leis de morte. Os dez mandamentos e seu contexto social. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. SMITH, Ralph L. Teologia do Antigo Testamento: história, método e mensagem. São Paulo: Vida Nova, 2001. SOARES, Esequias. Os dez mandamentos: valores divinos para uma sociedade em constante mudança. 1º Trimestre de 2015. Rio de janeiro: CPAD, 2015. ZUCK, Roy B (Ed). Teologia do Antigo Testamento. 1ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. REFERÊNCIAS
  25. 25. ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL NA WEBTV IEADSJP Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice Presidente: Elson Pereira Comentários: Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589

×