SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Universidade Federal de Uberlˆandia - UFU
Faculdade de Computac¸ ˜ao - FACOM
Lista de exerc´ıcios de programac¸ ˜ao em linguagem C
Exerc´ıcios: Strings
1. Fac¸a um programa que ent˜ao leia uma string e a imprima.
2. Crie um programa que calcula o comprimento de uma string (n˜ao use a func¸ ˜ao strlen).
3. Entre com um nome e imprima o nome somente se a primeira letra do nome for ‘a’
(mai´uscula ou min´uscula).
4. fac¸a um programa que leia um nome e imprima as 4 primeiras letras do nome.
5. Digite um nome, calcule e retorne quantas letras tem esse nome.
6. Ler nome, sexo e idade. Se sexo for feminino e idade menor que 25, imprime o nome da
pessoa e a palavra “ACEITA”, caso contr´ario imprimir “N ˜AO ACEITA”.
7. Crie um programa que compara duas strings (n˜ao use a func¸ ˜ao strcmp).
8. Fac¸a um programa que conte o n´umero de 1’s que aparecem em um string. Exemplo:
“0011001” -> 3
9. Escreva um programa que substitui as ocorrˆencias de um caractere ‘0’ em uma string por
outro caractere ‘1’.
10. Fac¸a um programa que receba uma palavra e a imprima de tr´as-para-frente.
11. Fac¸a um programa que receba do usu´ario uma string. O programa imprime a string sem
suas vogais.
12. Fac¸a um programa que receba uma palavra e calcule quantas vogais (a, e, i, o, u) possui
essa palavra. Entre com um caractere (vogal ou consoante) e substitua todas as vogais
da palavra dada por esse caractere.
13. Ler uma frase e contar quantos caracteres s˜ao espac¸os em brancos. Lembre-se que
uma frase ´e um conjunto de caracteres (vetor).
14. Fac¸a um programa que leia uma palavra (m´aximo de 50 letras) e some 1 no valor ASCII
de cada caractere da palavra. Imprima a string resultante.
15. Escreva um programa para converter uma cadeia de caracteres de letras mai´usculas em
letras min´usculas. Dica: some 32 dos caracteres cujo c´odigo ASCII est´a entre 65 e 90.
16. Leia uma cadeia de caracteres e converta todos os caracteres para mai´uscula. Dica:
subtraia 32 dos caracteres cujo c´odigo ASCII est´a entre 97 e 122.
17. Leia um vetor contendo letras de uma frase inclusive os espac¸os em branco. Retirar os
espac¸os em branco do vetor e depois escrever o vetor resultante.
18. Fac¸a um programa em que troque todas as ocorrˆencias de uma letra L1 pela letra L2 em
uma string. A string e as letras L1 e L2 devem ser fornecidas pelo usu´ario.
1
19. Escreva um programa que leia a idade e o primeiro nome de 10 pessoas. Seu programa
deve terminar quando uma idade negativa for digitada. Ao terminar, seu programa deve
escrever o nome e a idade das pessoas mais jovens e mais velhas.
20. Fac¸a um programa que preencha uma matriz de string com os modelos de cinco carros
(exemplos de modelos: Fusca, Gol, Vectra, etc.). Em seguida, preencha um vetor com o
consumo desses carros, isto ´e, quantos quilˆometros cada um deles faz com um litro de
combust´ıvel. Calcule e mostre:
(a) O modelo de carro mais econˆomico;
(b) Quantos litros de combust´ıvel cada um dos carros cadastrados consome para per-
correr uma distˆancia de 1.000 quilˆometros.
21. Fac¸a um programa que receba duas frases distintas e imprima de maneira invertida,
trocando as letras A por *.
22. Ler o nome e o valor de uma determinada mercadoria de uma loja. Sabendo que o
desconto para pagamento `a vista ´e de 10% sobre o valor total, calcular o valor a ser
pago `a vista. Escrever o nome da mercadoria, o valor total, o valor do desconto e o valor
a ser pago `a vista.
23. Escreva um programa que recebe uma string S e inteiros n˜ao-negativos I e J e imprima
o segmento S[I..J].
24. Escreva um programa que recebe do usu´ario uma string S, um caractere C, e uma
posic¸ ˜ao I e devolve o ´ındice da primeira posic¸ ˜ao da string onde foi encontrado o caractere
C. A procura deve comec¸ar a partir da posic¸ ˜ao I.
25. Escreva um programa que leia duas palavras e diga qual deles vem primeiro na ordem
alfab´etica. Dica: ‘a’ ´e menor do que ‘b’.
26. O c´odigo de C´esar ´e uma das mais simples e conhecidas t´ecnicas de criptografia. ´E um
tipo de substituic¸ ˜ao na qual cada letra do texto ´e substitu´ıda por outra, que se apresenta
no alfabeto abaixo dela um n´umero fixo de vezes. Por exemplo, com uma troca de trˆes
posic¸ ˜oes, ‘A’ seria substitu´ıdo por ‘D’, ‘B’ se tornaria ‘E’, e assim por diante. Implemente
um programa que fac¸a uso desse C´odigo de C´esar (3 posic¸ ˜oes), entre com uma string e
retorne a string codificada. Exemplo:
String: a ligeira raposa marrom saltou sobre o cachorro cansado
Nova string: D OLJHLUD UDSRVD PDUURP VDOWRX VREUH R FDFKRUUR FDQVDGR
27. Fac¸a um programa que, dada uma string, diga se ela ´e um pal´ındromo ou n˜ao. Lem-
brando que um pal´ındromo ´e uma palavra que tenha a propriedade de poder ser lida
tanto da direita para a esquerda como da esquerda para a direita. Exemplo:
ovo
arara
Socorram-me, subi no ^onibus em Marrocos.
Anotaram a data da maratona
28. Construa um programa que leia duas strings fornecidas pelo usu´ario e verifique se a se-
gunda string lida esta contida no final da primeira, retornando o resultado da verificac¸ ˜ao.
29. Implemente um programa que leia duas strings, str1 e str2, e um valor inteiro positivo
N. Concatene n˜ao mais que N caracteres da string str2 `a string str1 e termine str1 com
‘0’.
2
30. Leia duas cadeias de caracteres A e B. Determine quantas vezes a cadeia A ocorre na
cadeia B.
31. Fac¸a um programa que contenha um menu com as seguintes opc¸ ˜oes:
(a) Ler uma string S1 (tamanho m´aximo 20 caracteres);
(b) Imprimir o tamanho da string S1;
(c) Comparar a string S1 com uma nova string S2 fornecida pelo usu´ario e imprimir o
resultado da comparac¸ ˜ao;
(d) Concatenar a string S1 com uma nova string S2 e imprimir na tela o resultado da
concatenac¸ ˜ao;
(e) Imprimir a string S1 de forma reversa;
(f) Contar quantas vezes um dado caractere aparece na string S1. Esse caractere
desse ser informado pelo usu´ario;
(g) Substituir a primeira ocorrˆencia do caractere C1 da string S1 pelo caractere C2. Os
caracteres C1 e C2 ser˜ao lidos pelo usu´ario;
(h) Verificar se uma string S2 ´e substring de S1. A string S2 deve ser informada pelo
usu´ario;
(i) Retornar uma substring da string S1. Para isso o usu´ario deve informar a partir de
qual posic¸ ˜ao deve ser criada a substring e qual ´e o tamanho da substring.
32. Leia uma cadeia de caracteres no formato “DD/MM/AAAA” e copie o dia, mˆes e ano para
3 vari´aveis inteiras. Antes disso, verifique se as barras est˜ao no lugar certo, e se DD, MM
e AAAA s˜ao num´ericos.
33. Fac¸a um programa para ler uma tabela contendo os nomes dos alunos de uma turma de
5 alunos. O programa deve solicitar ao usu´ario os nomes do aluno, sempre perguntando
se ele deseja inserir mais um nome na lista. Uma vez lidos todos os alunos, o usu´ario
ir´a indicar um nome que ele deseja verificar se est´a presente na lista, onde o programa
deve procurar pelo nome (ou parte deste nome) e se encontrar deve exibir na tela o nome
completo e o ´ındice do vetor onde est´a guardado este nome.
34. Fac¸a um programa que encontre o conjunto de 5 d´ıgitos consecutivos na sequˆencia
abaixo que gere o maior produto:
73167176531330624919225119674426574742355349194934
96983520312774506326239578318016984801869478851843
85861560789112949495459501737958331952853208805511
12540698747158523863050715693290963295227443043557
66896648950445244523161731856403098711121722383113
62229893423380308135336276614282806444486645238749
30358907296290491560440772390713810515859307960866
70172427121883998797908792274921901699720888093776
65727333001053367881220235421809751254540594752243
52584907711670556013604839586446706324415722155397
53697817977846174064955149290862569321978468622482
83972241375657056057490261407972968652414535100474
82166370484403199890008895243450658541227588666881
16427171479924442928230863465674813919123162824586
17866458359124566529476545682848912883142607690042
3
24219022671055626321111109370544217506941658960408
07198403850962455444362981230987879927244284909188
84580156166097919133875499200524063689912560717606
05886116467109405077541002256983155200055935729725
71636269561882670428252483600823257530420752963450
4

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (6)

Ficha exercícios de Agoritimia
Ficha exercícios de AgoritimiaFicha exercícios de Agoritimia
Ficha exercícios de Agoritimia
 
Cea030.lista.04
Cea030.lista.04Cea030.lista.04
Cea030.lista.04
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
 
Algop - aula 06
Algop - aula 06Algop - aula 06
Algop - aula 06
 
Lista exercícios
Lista exercíciosLista exercícios
Lista exercícios
 
Cap3 icc final
Cap3 icc finalCap3 icc final
Cap3 icc final
 

Semelhante a Linguagem C - Strings [exercícios]

Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Matheus Alves
 
2ª lista avaliativa (1)
2ª lista   avaliativa (1)2ª lista   avaliativa (1)
2ª lista avaliativa (1)Hiago Rodrigues
 
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios ii
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios iiConceitos e técnicas de programação lista de exercícios ii
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios iiRobson Ferreira
 
Exercicio Pascal Repetição
Exercicio Pascal RepetiçãoExercicio Pascal Repetição
Exercicio Pascal RepetiçãoMarcus Vinicius
 
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Matheus Alves
 
Lista de exercicio lpi
Lista de exercicio lpiLista de exercicio lpi
Lista de exercicio lpiArtur Luiz
 
Trabalho Algoritmo2
Trabalho Algoritmo2Trabalho Algoritmo2
Trabalho Algoritmo2guest9fe048
 
Lista de exercicios algoritmos com pseudocodigo
Lista de exercicios   algoritmos com pseudocodigoLista de exercicios   algoritmos com pseudocodigo
Lista de exercicios algoritmos com pseudocodigoMauro Pereira
 
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]Matheus Alves
 
Exemplos registros e funções
Exemplos registros e funçõesExemplos registros e funções
Exemplos registros e funçõesCarla Lee
 
Exercicios Php
Exercicios PhpExercicios Php
Exercicios Phpsofteam
 

Semelhante a Linguagem C - Strings [exercícios] (20)

Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
 
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
 
2ª lista avaliativa (1)
2ª lista   avaliativa (1)2ª lista   avaliativa (1)
2ª lista avaliativa (1)
 
Lista Exercicios 05
Lista Exercicios 05Lista Exercicios 05
Lista Exercicios 05
 
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios ii
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios iiConceitos e técnicas de programação lista de exercícios ii
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios ii
 
Exercicio Pascal Repetição
Exercicio Pascal RepetiçãoExercicio Pascal Repetição
Exercicio Pascal Repetição
 
Lista Exercicios 04
Lista Exercicios 04Lista Exercicios 04
Lista Exercicios 04
 
Algop - aula 07
Algop - aula 07Algop - aula 07
Algop - aula 07
 
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
 
Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]
 
Exercicios c
Exercicios cExercicios c
Exercicios c
 
Exercicios facebook
Exercicios facebookExercicios facebook
Exercicios facebook
 
Lista de exercicio lpi
Lista de exercicio lpiLista de exercicio lpi
Lista de exercicio lpi
 
Lista Exercicios 03
Lista Exercicios 03Lista Exercicios 03
Lista Exercicios 03
 
Trabalho Algoritmo2
Trabalho Algoritmo2Trabalho Algoritmo2
Trabalho Algoritmo2
 
Lista de exercicios algoritmos com pseudocodigo
Lista de exercicios   algoritmos com pseudocodigoLista de exercicios   algoritmos com pseudocodigo
Lista de exercicios algoritmos com pseudocodigo
 
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
 
02 fp02
02 fp0202 fp02
02 fp02
 
Exemplos registros e funções
Exemplos registros e funçõesExemplos registros e funções
Exemplos registros e funções
 
Exercicios Php
Exercicios PhpExercicios Php
Exercicios Php
 

Mais de Matheus Alves

Estudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaEstudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaMatheus Alves
 
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaInglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaMatheus Alves
 
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Matheus Alves
 
Links úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaLinks úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaMatheus Alves
 
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Matheus Alves
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Matheus Alves
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Matheus Alves
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Matheus Alves
 
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Matheus Alves
 
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisDiferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisMatheus Alves
 
Silogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoSilogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoMatheus Alves
 
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)Matheus Alves
 
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matheus Alves
 
Síntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da cavernaSíntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da cavernaMatheus Alves
 
Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição Matheus Alves
 
Apostila de informática básica - PRONATEC
Apostila de informática básica - PRONATECApostila de informática básica - PRONATEC
Apostila de informática básica - PRONATECMatheus Alves
 
Projeto de pesquisa - Automação Residencial
Projeto de pesquisa - Automação ResidencialProjeto de pesquisa - Automação Residencial
Projeto de pesquisa - Automação ResidencialMatheus Alves
 
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser DigitalRelatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser DigitalMatheus Alves
 
Resenha - A Origem da Eletrônica
Resenha  - A Origem da EletrônicaResenha  - A Origem da Eletrônica
Resenha - A Origem da EletrônicaMatheus Alves
 
[Modelo] Proposta de execução de serviço - PES
[Modelo] Proposta de execução de serviço - PES[Modelo] Proposta de execução de serviço - PES
[Modelo] Proposta de execução de serviço - PESMatheus Alves
 

Mais de Matheus Alves (20)

Estudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaEstudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na alma
 
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaInglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
 
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
 
Links úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaLinks úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíblia
 
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
 
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]
 
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisDiferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitais
 
Silogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoSilogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definição
 
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
 
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
 
Síntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da cavernaSíntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da caverna
 
Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição
 
Apostila de informática básica - PRONATEC
Apostila de informática básica - PRONATECApostila de informática básica - PRONATEC
Apostila de informática básica - PRONATEC
 
Projeto de pesquisa - Automação Residencial
Projeto de pesquisa - Automação ResidencialProjeto de pesquisa - Automação Residencial
Projeto de pesquisa - Automação Residencial
 
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser DigitalRelatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
 
Resenha - A Origem da Eletrônica
Resenha  - A Origem da EletrônicaResenha  - A Origem da Eletrônica
Resenha - A Origem da Eletrônica
 
[Modelo] Proposta de execução de serviço - PES
[Modelo] Proposta de execução de serviço - PES[Modelo] Proposta de execução de serviço - PES
[Modelo] Proposta de execução de serviço - PES
 

Último

08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdfAntonio Barros
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 

Último (20)

08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 

Linguagem C - Strings [exercícios]

  • 1. Universidade Federal de Uberlˆandia - UFU Faculdade de Computac¸ ˜ao - FACOM Lista de exerc´ıcios de programac¸ ˜ao em linguagem C Exerc´ıcios: Strings 1. Fac¸a um programa que ent˜ao leia uma string e a imprima. 2. Crie um programa que calcula o comprimento de uma string (n˜ao use a func¸ ˜ao strlen). 3. Entre com um nome e imprima o nome somente se a primeira letra do nome for ‘a’ (mai´uscula ou min´uscula). 4. fac¸a um programa que leia um nome e imprima as 4 primeiras letras do nome. 5. Digite um nome, calcule e retorne quantas letras tem esse nome. 6. Ler nome, sexo e idade. Se sexo for feminino e idade menor que 25, imprime o nome da pessoa e a palavra “ACEITA”, caso contr´ario imprimir “N ˜AO ACEITA”. 7. Crie um programa que compara duas strings (n˜ao use a func¸ ˜ao strcmp). 8. Fac¸a um programa que conte o n´umero de 1’s que aparecem em um string. Exemplo: “0011001” -> 3 9. Escreva um programa que substitui as ocorrˆencias de um caractere ‘0’ em uma string por outro caractere ‘1’. 10. Fac¸a um programa que receba uma palavra e a imprima de tr´as-para-frente. 11. Fac¸a um programa que receba do usu´ario uma string. O programa imprime a string sem suas vogais. 12. Fac¸a um programa que receba uma palavra e calcule quantas vogais (a, e, i, o, u) possui essa palavra. Entre com um caractere (vogal ou consoante) e substitua todas as vogais da palavra dada por esse caractere. 13. Ler uma frase e contar quantos caracteres s˜ao espac¸os em brancos. Lembre-se que uma frase ´e um conjunto de caracteres (vetor). 14. Fac¸a um programa que leia uma palavra (m´aximo de 50 letras) e some 1 no valor ASCII de cada caractere da palavra. Imprima a string resultante. 15. Escreva um programa para converter uma cadeia de caracteres de letras mai´usculas em letras min´usculas. Dica: some 32 dos caracteres cujo c´odigo ASCII est´a entre 65 e 90. 16. Leia uma cadeia de caracteres e converta todos os caracteres para mai´uscula. Dica: subtraia 32 dos caracteres cujo c´odigo ASCII est´a entre 97 e 122. 17. Leia um vetor contendo letras de uma frase inclusive os espac¸os em branco. Retirar os espac¸os em branco do vetor e depois escrever o vetor resultante. 18. Fac¸a um programa em que troque todas as ocorrˆencias de uma letra L1 pela letra L2 em uma string. A string e as letras L1 e L2 devem ser fornecidas pelo usu´ario. 1
  • 2. 19. Escreva um programa que leia a idade e o primeiro nome de 10 pessoas. Seu programa deve terminar quando uma idade negativa for digitada. Ao terminar, seu programa deve escrever o nome e a idade das pessoas mais jovens e mais velhas. 20. Fac¸a um programa que preencha uma matriz de string com os modelos de cinco carros (exemplos de modelos: Fusca, Gol, Vectra, etc.). Em seguida, preencha um vetor com o consumo desses carros, isto ´e, quantos quilˆometros cada um deles faz com um litro de combust´ıvel. Calcule e mostre: (a) O modelo de carro mais econˆomico; (b) Quantos litros de combust´ıvel cada um dos carros cadastrados consome para per- correr uma distˆancia de 1.000 quilˆometros. 21. Fac¸a um programa que receba duas frases distintas e imprima de maneira invertida, trocando as letras A por *. 22. Ler o nome e o valor de uma determinada mercadoria de uma loja. Sabendo que o desconto para pagamento `a vista ´e de 10% sobre o valor total, calcular o valor a ser pago `a vista. Escrever o nome da mercadoria, o valor total, o valor do desconto e o valor a ser pago `a vista. 23. Escreva um programa que recebe uma string S e inteiros n˜ao-negativos I e J e imprima o segmento S[I..J]. 24. Escreva um programa que recebe do usu´ario uma string S, um caractere C, e uma posic¸ ˜ao I e devolve o ´ındice da primeira posic¸ ˜ao da string onde foi encontrado o caractere C. A procura deve comec¸ar a partir da posic¸ ˜ao I. 25. Escreva um programa que leia duas palavras e diga qual deles vem primeiro na ordem alfab´etica. Dica: ‘a’ ´e menor do que ‘b’. 26. O c´odigo de C´esar ´e uma das mais simples e conhecidas t´ecnicas de criptografia. ´E um tipo de substituic¸ ˜ao na qual cada letra do texto ´e substitu´ıda por outra, que se apresenta no alfabeto abaixo dela um n´umero fixo de vezes. Por exemplo, com uma troca de trˆes posic¸ ˜oes, ‘A’ seria substitu´ıdo por ‘D’, ‘B’ se tornaria ‘E’, e assim por diante. Implemente um programa que fac¸a uso desse C´odigo de C´esar (3 posic¸ ˜oes), entre com uma string e retorne a string codificada. Exemplo: String: a ligeira raposa marrom saltou sobre o cachorro cansado Nova string: D OLJHLUD UDSRVD PDUURP VDOWRX VREUH R FDFKRUUR FDQVDGR 27. Fac¸a um programa que, dada uma string, diga se ela ´e um pal´ındromo ou n˜ao. Lem- brando que um pal´ındromo ´e uma palavra que tenha a propriedade de poder ser lida tanto da direita para a esquerda como da esquerda para a direita. Exemplo: ovo arara Socorram-me, subi no ^onibus em Marrocos. Anotaram a data da maratona 28. Construa um programa que leia duas strings fornecidas pelo usu´ario e verifique se a se- gunda string lida esta contida no final da primeira, retornando o resultado da verificac¸ ˜ao. 29. Implemente um programa que leia duas strings, str1 e str2, e um valor inteiro positivo N. Concatene n˜ao mais que N caracteres da string str2 `a string str1 e termine str1 com ‘0’. 2
  • 3. 30. Leia duas cadeias de caracteres A e B. Determine quantas vezes a cadeia A ocorre na cadeia B. 31. Fac¸a um programa que contenha um menu com as seguintes opc¸ ˜oes: (a) Ler uma string S1 (tamanho m´aximo 20 caracteres); (b) Imprimir o tamanho da string S1; (c) Comparar a string S1 com uma nova string S2 fornecida pelo usu´ario e imprimir o resultado da comparac¸ ˜ao; (d) Concatenar a string S1 com uma nova string S2 e imprimir na tela o resultado da concatenac¸ ˜ao; (e) Imprimir a string S1 de forma reversa; (f) Contar quantas vezes um dado caractere aparece na string S1. Esse caractere desse ser informado pelo usu´ario; (g) Substituir a primeira ocorrˆencia do caractere C1 da string S1 pelo caractere C2. Os caracteres C1 e C2 ser˜ao lidos pelo usu´ario; (h) Verificar se uma string S2 ´e substring de S1. A string S2 deve ser informada pelo usu´ario; (i) Retornar uma substring da string S1. Para isso o usu´ario deve informar a partir de qual posic¸ ˜ao deve ser criada a substring e qual ´e o tamanho da substring. 32. Leia uma cadeia de caracteres no formato “DD/MM/AAAA” e copie o dia, mˆes e ano para 3 vari´aveis inteiras. Antes disso, verifique se as barras est˜ao no lugar certo, e se DD, MM e AAAA s˜ao num´ericos. 33. Fac¸a um programa para ler uma tabela contendo os nomes dos alunos de uma turma de 5 alunos. O programa deve solicitar ao usu´ario os nomes do aluno, sempre perguntando se ele deseja inserir mais um nome na lista. Uma vez lidos todos os alunos, o usu´ario ir´a indicar um nome que ele deseja verificar se est´a presente na lista, onde o programa deve procurar pelo nome (ou parte deste nome) e se encontrar deve exibir na tela o nome completo e o ´ındice do vetor onde est´a guardado este nome. 34. Fac¸a um programa que encontre o conjunto de 5 d´ıgitos consecutivos na sequˆencia abaixo que gere o maior produto: 73167176531330624919225119674426574742355349194934 96983520312774506326239578318016984801869478851843 85861560789112949495459501737958331952853208805511 12540698747158523863050715693290963295227443043557 66896648950445244523161731856403098711121722383113 62229893423380308135336276614282806444486645238749 30358907296290491560440772390713810515859307960866 70172427121883998797908792274921901699720888093776 65727333001053367881220235421809751254540594752243 52584907711670556013604839586446706324415722155397 53697817977846174064955149290862569321978468622482 83972241375657056057490261407972968652414535100474 82166370484403199890008895243450658541227588666881 16427171479924442928230863465674813919123162824586 17866458359124566529476545682848912883142607690042 3