SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
Universidade Federal de Uberlˆandia - UFU
Faculdade de Computac¸ ˜ao - FACOM
Lista de exerc´ıcios de programac¸ ˜ao em linguagem C
Exerc´ıcios: Vetores e Matrizes
1 Vetores
1. Fac¸a um programa que possua um vetor denominado A que armazene 6 n´umeros intei-
ros. O programa deve executar os seguintes passos:
(a) Atribua os seguintes valores a esse vetor: 1, 0, 5, -2, -5, 7.
(b) Armazene em uma vari´avel inteira (simples) a soma entre os valores das posic¸ ˜oes
A[0], A[1] e A[5] do vetor e mostre na tela esta soma.
(c) Modifique o vetor na posic¸ ˜ao 4, atribuindo a esta posic¸ ˜ao o valor 100.
(d) Mostre na tela cada valor do vetor A, um em cada linha.
2. Crie um programa que lˆe 6 valores inteiros e, em seguida, mostre na tela os valores lidos.
3. Ler um conjunto de n´umeros reais, armazenando-o em vetor e calcular o quadrado das
componentes deste vetor, armazenando o resultado em outro vetor. Os conjuntos tˆem
10 elementos cada. Imprimir todos os conjuntos.
4. Fac¸a um programa que leia um vetor de 8 posic¸ ˜oes e, em seguida, leia tamb´em dois va-
lores X e Y quaisquer correspondentes a duas posic¸ ˜oes no vetor. Ao final seu programa
dever´a escrever a soma dos valores encontrados nas respectivas posic¸ ˜oes X e Y .
5. Leia um vetor de 10 posic¸ ˜oes. Contar e escrever quantos valores pares ele possui.
6. Fac¸a um programa que receba do usu´ario um vetor com 10 posic¸ ˜oes. Em seguida dever´a
ser impresso o maior e o menor elemento do vetor.
7. Escreva um programa que leia 10 n´umeros inteiros e os armazene em um vetor. Imprima
o vetor, o maior elemento e a posic¸ ˜ao que ele se encontra.
8. Crie um programa que lˆe 6 valores inteiros e, em seguida, mostre na tela os valores lidos
na ordem inversa.
9. Crie um programa que lˆe 6 valores inteiros pares e, em seguida, mostre na tela os valores
lidos na ordem inversa.
10. Fac¸a um programa para ler a nota da prova de 15 alunos e armazene num vetor, calcule
e imprima a m´edia geral.
11. Fac¸a um programa que preencha um vetor com 10 n´umeros reais, calcule e mostre a
quantidade de n´umeros negativos e a soma dos n´umeros positivos desse vetor.
12. Fazer um programa para ler 5 valores e, em seguida, mostrar todos os valores lidos
juntamente com o maior, o menor e a m´edia dos valores.
13. Fazer um programa para ler 5 valores e, em seguida, mostrar a posic¸ ˜ao onde se encon-
tram o maior e o menor valor.
1
14. Fac¸a um programa que leia um vetor de 10 posic¸ ˜oes e verifique se existem valores iguais
e os escreva na tela.
15. Leia um vetor com 20 n´umeros inteiros. Escreva os elementos do vetor eliminando ele-
mentos repetidos.
16. Fac¸a um programa que leia um vetor de 5 posic¸ ˜oes para n´umeros reais e, depois, um
c´odigo inteiro. Se o c´odigo for zero, finalize o programa; se for 1, mostre o vetor na ordem
direta; se for 2, mostre o vetor na ordem inversa. Caso, o c´odigo for diferente de 1 e 2
escreva uma mensagem informando que o c´odigo ´e inv´alido.
17. Leia um vetor de 10 posic¸ ˜oes e atribua valor 0 para todos os elementos que possu´ırem
valores negativos.
18. Fac¸a um programa que leia um vetor de 10 n´umeros. Leia um n´umero x. Conte os
m´ultiplos de um n´umero inteiro x num vetor e mostre-os na tela.
19. Fac¸a um vetor de tamanho 50 preenchido com o seguinte valor: (i + 5 ∗ i)%(i + 1), sendo
i a posic¸ ˜ao do elemento no vetor. Em seguida imprima o vetor na tela.
20. Escreva um programa que leia n´umeros inteiros no intervalo [0,50] e os armazene em um
vetor com 10 posic¸ ˜oes. Preencha um segundo vetor apenas com os n´umeros ´ımpares
do primeiro vetor. Imprima os dois vetores, 2 elementos por linha.
21. Fac¸a um programa que receba do usu´ario dois vetores, A e B, com 10 n´umeros inteiros
cada. Crie um novo vetor denominado C calculando C = A - B. Mostre na tela os dados
do vetor C.
22. Fac¸a um programa que leia dois vetores de 10 posic¸ ˜oes e calcule outro vetor contendo,
nas posic¸ ˜oes pares os valores do primeiro e nas posic¸ ˜oes impares os valores do se-
gundo.
23. Ler dois conjuntos de n´umeros reais, armazenando-os em vetores e calcular o produto
escalar entre eles. Os conjuntos tˆem 5 elementos cada. Imprimir os dois conjuntos e o
produto escalar, sendo que o produto escalar ´e dado por: x1 ∗ y1 + x2 ∗ y2 + ... + xn ∗ yn.
24. Fac¸a um programa que leia dez conjuntos de dois valores, o primeiro representando o
n´umero do aluno e o segundo representando a sua altura em metros. Encontre o aluno
mais baixo e o mais alto. Mostre o n´umero do aluno mais baixo e do mais alto, juntamente
com suas alturas.
25. Fac¸a um programa que preencha um vetor de tamanho 100 com os 100 primeiros natu-
rais que n˜ao s˜ao m´ultiplos de 7 ou que terminam com 7.
26. Fac¸a um programa que calcule o desvio padr˜ao de um vetor v contendo n = 10 n´umeros,
onde m ´e a media do vetor.
Desvio Padr~ao =
1
n − 1
n
i=1
(v[i] − m)2
27. Leia 10 n´umeros inteiros e armazene em um vetor. Em seguida escreva os elementos
que s˜ao primos e suas respectivas posic¸ ˜oes no vetor.
28. Leia 10 n´umeros inteiros e armazene em um vetor v. Crie dois novos vetores v1 e v2.
Copie os valores ´ımpares de v para v1, e os valores pares de v para v2. Note que cada
um dos vetores v1 e v2 tˆem no m´aximo 10 elementos, mas nem todos os elementos s˜ao
utilizados. No final escreva os elementos UTILIZADOS de v1 e v2.
2
29. Fac¸a um programa que receba 6 n´umeros inteiros e mostre:
• Os n´umeros pares digitados;
• A soma dos n´umeros pares digitados;
• Os n´umeros ´ımpares digitados;
• A quantidade de n´umeros ´ımpares digitados;
30. Fac¸a um programa que leia dois vetores de 10 elementos. Crie um vetor que seja a
intersecc¸ ˜ao entre os 2 vetores anteriores, ou seja, que cont´em apenas os n´umeros que
est˜ao em ambos os vetores. N˜ao deve conter n´umeros repetidos.
31. Fac¸a um programa que leia dois vetores de 10 elementos. Crie um vetor que seja a uni˜ao
entre os 2 vetores anteriores, ou seja, que cont´em os n´umeros dos dois vetores. N˜ao
deve conter n´umeros repetidos.
32. Leia dois vetores de inteiros x e y, cada um com 5 elementos (assuma que o usu´ario n˜ao
informa elementos repetidos). Calcule e mostre os vetores resultantes em cada caso
abaixo:
• Soma entre x e y: soma de cada elemento de x com o elemento da mesma posic¸ ˜ao
em y.
• Produto entre x e y: multiplicac¸ ˜ao de cada elemento de x com o elemento da mesma
posic¸ ˜ao em y.
• Diferenc¸a entre x e y: todos os elementos de x que n˜ao existam em y.
• Intersec¸ ˜ao entre x e y: apenas os elementos que aparecem nos dois vetores.
• Uni˜ao entre x e y: todos os elementos de x, e todos os elementos de y que n˜ao
est˜ao em x.
33. Fac¸a um programa que leia um vetor de 15 posic¸ ˜oes e o compacte, ou seja, elimine as
posic¸ ˜oes com valor zero. Para isso, todos os elementos `a frente do valor zero, devem ser
movidos uma posic¸ ˜ao para tr´as no vetor.
34. Fac¸a um programa para ler 10 n´umeros DIFERENTES a serem armazenados em um
vetor. Os dados dever˜ao ser armazenados no vetor na ordem que forem sendo lidos,
sendo que caso o usu´ario digite um n´umero que j´a foi digitado anteriormente, o programa
dever´a pedir para ele digitar outro n´umero. Note que cada valor digitado pelo usu´ario
deve ser pesquisado no vetor, verificando se ele existe entre os n´umeros que j´a foram
fornecidos. Exibir na tela o vetor final que foi digitado.
35. Fac¸a um programa que leia dois n´umeros a e b (positivos menores que 10000) e:
• Crie um vetor onde cada posic¸ ˜ao ´e um algarismo do n´umero. A primeira posic¸ ˜ao ´e
o algarismo menos significativo;
• Crie um vetor que seja a soma de a e b, mas fac¸a-o usando apenas os vetores
constru´ıdos anteriormente.
Dica: some as posic¸ ˜oes correspondentes. Se a soma ultrapassar 10, subtraia 10 do
resultado e some 1 `a pr´oxima posic¸ ˜ao.
36. Leia um vetor com 10 n´umeros reais, ordene os elementos deste vetor, e no final escreva
os elementos do vetor ordenado.
3
37. Considere um vetor A com 11 elementos onde A1 < A2 < · · · < A6 > A7 > A8 >
· · · > A11, ou seja, est´a ordenado em ordem crescente at´e o sexto elemento, e a partir
desse elemento est´a ordenado em ordem decrescente. Dado o vetor da quest˜ao anterior,
proponha um algoritmo para ordenar os elementos.
38. Pec¸a ao usu´ario para digitar dez valores num´ericos e ordene por ordem crescente esses
valores, guardando-os num vetor. Ordene o valor assim que ele for digitado. Mostre ao
final na tela os valores em ordem.
39. Escreva um programa que leia um n´umero inteiro positivo n e em seguida imprima n
linhas do chamado Triangulo de Pascal:
1
1 1
1 2 1
1 3 3 1
1 4 6 4 1
1 5 10 10 5 1
...
2 Matrizes
1. Leia uma matriz 4 x 4, conte e escreva quantos valores maiores que 10 ela possui.
2. Declare uma matriz 5 x 5. Preencha com 1 a diagonal principal e com 0 os demais
elementos. Escreva ao final a matriz obtida.
3. Fac¸a um programa que preenche uma matriz 4 x 4 com o produto do valor da linha e da
coluna de cada elemento. Em seguida, imprima na tela a matriz.
4. Leia uma matriz 4 x 4, imprima a matriz e retorne a localizac¸ ˜ao (linha e a coluna) do
maior valor.
5. Leia uma matriz 5 x 5. Leia tamb´em um valor X. O programa dever´a fazer uma busca
desse valor na matriz e, ao final, escrever a localizac¸ ˜ao (linha e coluna) ou uma mensa-
gem de “n˜ao encontrado”.
6. Leia duas matrizes 4 x 4 e escreva uma terceira com os maiores valores de cada posic¸ ˜ao
das matrizes lidas.
7. Gerar e imprimir uma matriz de tamanho 10 x 10, onde seus elementos s˜ao da forma:
A[i][j] = 2i + 7j − 2 se i < j;
A[i][j] = 3i2 − 1 se i = j;
A[i][j] = 4i3 − 5j2 + 1 se i > j.
8. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule a soma dos elementos que est˜ao acima da
diagonal principal.
9. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule a soma dos elementos que est˜ao abaixo da
diagonal principal.
10. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule a soma dos elementos que est˜ao na diago-
nal principal.
4
11. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule a soma dos elementos que est˜ao na diago-
nal secund´aria.
12. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule e imprima a sua transposta.
13. Gere matriz 4 x 4 com valores no intervalo [1, 20]. Escreva um programa que transforme
a matriz gerada numa matriz triangular inferior, ou seja, atribuindo zero a todos os ele-
mentos acima da diagonal principal. Imprima a matriz original e a matriz transformada.
14. Fac¸a um programa para gerar automaticamente n´umeros entre 0 e 99 de uma cartela de
bingo. Sabendo que cada cartela dever´a conter 5 linhas de 5 n´umeros, gere estes dados
de modo a n˜ao ter n´umeros repetidos dentro das cartelas. O programa deve exibir na
tela a cartela gerada.
15. Leia uma matriz 5 x 10 que se refere respostas de 10 quest˜oes de m´ultipla escolha,
referentes a 5 alunos. Leia tamb´em um vetor de 10 posic¸ ˜oes contendo o gabarito de
respostas que podem ser a, b, c ou d. Seu programa dever´a comparar as respostas
de cada candidato com o gabarito e emitir um vetor denominado resultado, contendo a
pontuac¸ ˜ao correspondente a cada aluno.
16. Fac¸a um programa para corrigir uma prova com 10 quest˜oes de m´ultipla escolha (a, b,
c, d ou e), em uma turma com 3 alunos. Cada quest˜ao vale 1 ponto. Leia o gabarito, e
para cada aluno leia sua matricula (n´umero inteiro) e suas respostas. Calcule e escreva:
Para cada aluno, escreva sua matr´ıcula, suas respostas, e sua nota. O percentual de
aprovac¸ ˜ao, assumindo m´edia 7.0.
17. Leia uma matriz 10 x 3 com as notas de 10 alunos em 3 provas. Em seguida, escreva
o n´umero de alunos cuja pior nota foi na prova 1, o n´umero de alunos cuja pior nota foi
na prova 2, e o n´umero de alunos cuja pior nota foi na prova 3. Em caso de empate
das piores notas de um aluno, o crit´erio de desempate ´e arbitr´ario, mas o aluno deve ser
contabilizado apenas uma vez.
18. Fac¸a um programa que permita ao usu´ario entrar com uma matriz de 3 x 3 n´umeros
inteiros. Em seguida, gere um array unidimensional pela soma dos n´umeros de cada
coluna da matriz e mostrar na tela esse array. Por exemplo, a matriz:
5 -8 10
1 2 15
25 10 7
Vai gerar um vetor, onde cada posic¸ ˜ao ´e a soma das colunas da matriz. A primeira
posic¸ ˜ao ser´a 5 + 1 + 25, e assim por diante:
31 4 3
19. Fac¸a um programa que leia uma matriz de 5 linhas e 4 colunas contendo as seguintes
informac¸ ˜oes sobre alunos de uma disciplina, sendo todas as informac¸ ˜oes do tipo inteiro:
• Primeira coluna: n´umero de matr´ıcula (use um inteiro)
• Segunda coluna: m´edia das provas
• Terceira coluna: m´edia dos trabalhos
• Quarta coluna: nota final
Elabore um programa que:
5
(a) Leia as trˆes primeiras informac¸ ˜oes de cada aluno
(b) Calcule a nota final como sendo a soma da m´edia das provas e da m´edia dos
trabalhos
(c) Imprima a matr´ıcula do aluno que obteve a maior nota final (assuma que s´o existe
uma maior nota)
(d) Imprima a m´edia aritm´etica das notas finais
20. Fac¸a programa que leia uma matriz 3 x 6 com valores reais.
(a) Imprima a soma de todos os elementos das colunas ´ımpares.
(b) Imprima a m´edia aritm´etica dos elementos da segunda e quarta colunas.
(c) Substitua os valores da sexta coluna pela soma dos valores das colunas 1 e 2.
(d) Imprima a matriz modificada.
21. Fac¸a um programa que leia duas matrizes 2 x 2 com valores reais. Oferec¸a ao usu´ario
um menu de opc¸ ˜oes:
(a) somar as duas matrizes
(b) subtrair a primeira matriz da segunda
(c) adicionar uma constante `as duas matrizes
(d) imprimir as matrizes
Nas duas primeiras opc¸ ˜oes uma terceira matriz 3 x 3 deve ser criada. Na terceira opc¸ ˜ao
o valor da constante deve ser lido e o resultado da adic¸ ˜ao da constante deve ser arma-
zenado na pr´opria matriz.
22. Fac¸a um programa que leia duas matrizes A e B de tamanho 3 x 3 e calcule C = A ∗ B.
23. Fac¸a um programa que leia uma matriz A de tamanho 3 x 3 e calcule B = A2.
24. Na matriz de 20x20 abaixo, quatro n´umeros ao longo de uma linha diagonal foram mar-
cadas em negrito. O produto desses n´umeros ´e 26 * 63* 78 * 14 = 1788696.
08 02 22 97 38 15 00 40 00 75 04 05 07 78 52 12 50 77 91 08
49 49 99 40 17 81 18 57 60 87 17 40 98 43 69 48 04 56 62 00
81 49 31 73 55 79 14 29 93 71 40 67 53 88 30 03 49 13 36 65
52 70 95 23 04 60 11 42 69 24 68 56 01 32 56 71 37 02 36 91
22 31 16 71 51 67 63 89 41 92 36 54 22 40 40 28 66 33 13 80
24 47 32 60 99 03 45 02 44 75 33 53 78 36 84 20 35 17 12 50
32 98 81 28 64 23 67 10 26 38 40 67 59 54 70 66 18 38 64 70
67 26 20 68 02 62 12 20 95 63 94 39 63 08 40 91 66 49 94 21
24 55 58 05 66 73 99 26 97 17 78 78 96 83 14 88 34 89 63 72
21 36 23 09 75 00 76 44 20 45 35 14 00 61 33 97 34 31 33 95
78 17 53 28 22 75 31 67 15 94 03 80 04 62 16 14 09 53 56 92
16 39 05 42 96 35 31 47 55 58 88 24 00 17 54 24 36 29 85 57
86 56 00 48 35 71 89 07 05 44 44 37 44 60 21 58 51 54 17 58
19 80 81 68 05 94 47 69 28 73 92 13 86 52 17 77 04 89 55 40
04 52 08 83 97 35 99 16 07 97 57 32 16 26 26 79 33 27 98 66
88 36 68 87 57 62 20 72 03 46 33 67 46 55 12 32 63 93 53 69
04 42 16 73 38 25 39 11 24 94 72 18 08 46 29 32 40 62 76 36
20 69 36 41 72 30 23 88 34 62 99 69 82 67 59 85 74 04 36 16
20 73 35 29 78 31 90 01 74 31 49 71 48 86 81 16 23 57 05 54
01 70 54 71 83 51 54 69 16 92 33 48 61 43 52 01 89 19 67 48
6
Qual ´e o maior produto de quatro n´umeros adjacentes em qualquer direc¸ ˜ao (cima, baixo,
esquerda, direita, ou na diagonal) na matriz de 20x20?
25. Fac¸a um programa para determinar a pr´oxima jogada em um Jogo da Velha. Assumir que
o tabuleiro ´e representado por uma matriz de 3 x 3, onde cada posic¸ ˜ao representa uma
das casas do tabuleiro. A matriz pode conter os seguintes valores -1, 0, 1 representando
respectivamente uma casa contendo uma pec¸a minha (-1), uma casa vazia do tabuleiro
(0), e uma casa contendo uma pec¸a do meu oponente (1).
Exemplo:
-1 1 1
-1 -1 0
0 1 0
7

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]

Exercicio Vetores Pascal
Exercicio Vetores PascalExercicio Vetores Pascal
Exercicio Vetores PascalMarcus Vinicius
 
Lista funcões e recursividade
Lista funcões e recursividadeLista funcões e recursividade
Lista funcões e recursividadeAnielli Lemes
 
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Matheus Alves
 
mod4-estruturas-dadosestaticas-ordenacao
mod4-estruturas-dadosestaticas-ordenacaomod4-estruturas-dadosestaticas-ordenacao
mod4-estruturas-dadosestaticas-ordenacaodiogoa21
 
[Curso Java Basico] Exercicios Aula 19
[Curso Java Basico] Exercicios Aula 19[Curso Java Basico] Exercicios Aula 19
[Curso Java Basico] Exercicios Aula 19Loiane Groner
 
Algoritmos e Programação: Vetores
Algoritmos e Programação: VetoresAlgoritmos e Programação: Vetores
Algoritmos e Programação: VetoresAlex Camargo
 
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10André Phillip Bertoletti
 
Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Matheus Alves
 
Aula 8 - Vetores e Matrizes.pptx
Aula 8 - Vetores e Matrizes.pptxAula 8 - Vetores e Matrizes.pptx
Aula 8 - Vetores e Matrizes.pptxOsvano Silva
 
Listadeexercicios
ListadeexerciciosListadeexercicios
Listadeexerciciostiago4500
 
2ª lista avaliativa (1)
2ª lista   avaliativa (1)2ª lista   avaliativa (1)
2ª lista avaliativa (1)Hiago Rodrigues
 
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]Matheus Alves
 
Funçoes e procedimentos pascal
Funçoes e procedimentos pascalFunçoes e procedimentos pascal
Funçoes e procedimentos pascalMarcus Vinicius
 
Linguagem C - Strings [exercícios]
Linguagem C - Strings [exercícios]Linguagem C - Strings [exercícios]
Linguagem C - Strings [exercícios]Matheus Alves
 

Semelhante a Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios] (20)

Exercicio Vetores Pascal
Exercicio Vetores PascalExercicio Vetores Pascal
Exercicio Vetores Pascal
 
Lista funcões e recursividade
Lista funcões e recursividadeLista funcões e recursividade
Lista funcões e recursividade
 
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
 
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
 
mod4-estruturas-dadosestaticas-ordenacao
mod4-estruturas-dadosestaticas-ordenacaomod4-estruturas-dadosestaticas-ordenacao
mod4-estruturas-dadosestaticas-ordenacao
 
[Curso Java Basico] Exercicios Aula 19
[Curso Java Basico] Exercicios Aula 19[Curso Java Basico] Exercicios Aula 19
[Curso Java Basico] Exercicios Aula 19
 
Algoritmos e Programação: Vetores
Algoritmos e Programação: VetoresAlgoritmos e Programação: Vetores
Algoritmos e Programação: Vetores
 
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
 
Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]
 
Lista c
Lista cLista c
Lista c
 
Aula 8 - Vetores e Matrizes.pptx
Aula 8 - Vetores e Matrizes.pptxAula 8 - Vetores e Matrizes.pptx
Aula 8 - Vetores e Matrizes.pptx
 
Listadeexercicios
ListadeexerciciosListadeexercicios
Listadeexercicios
 
Algoritmos - Vetores
Algoritmos - VetoresAlgoritmos - Vetores
Algoritmos - Vetores
 
2ª lista avaliativa (1)
2ª lista   avaliativa (1)2ª lista   avaliativa (1)
2ª lista avaliativa (1)
 
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
 
Cea030.lista.03
Cea030.lista.03Cea030.lista.03
Cea030.lista.03
 
Exercicios c
Exercicios cExercicios c
Exercicios c
 
Aula 5 aed - vetores
Aula 5   aed - vetoresAula 5   aed - vetores
Aula 5 aed - vetores
 
Funçoes e procedimentos pascal
Funçoes e procedimentos pascalFunçoes e procedimentos pascal
Funçoes e procedimentos pascal
 
Linguagem C - Strings [exercícios]
Linguagem C - Strings [exercícios]Linguagem C - Strings [exercícios]
Linguagem C - Strings [exercícios]
 

Mais de Matheus Alves

Estudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaEstudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaMatheus Alves
 
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaInglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaMatheus Alves
 
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Matheus Alves
 
Links úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaLinks úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaMatheus Alves
 
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Matheus Alves
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Matheus Alves
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Matheus Alves
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Matheus Alves
 
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Matheus Alves
 
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisDiferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisMatheus Alves
 
Silogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoSilogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoMatheus Alves
 
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)Matheus Alves
 
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matheus Alves
 
Síntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da cavernaSíntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da cavernaMatheus Alves
 
Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição Matheus Alves
 
Apostila de informática básica - PRONATEC
Apostila de informática básica - PRONATECApostila de informática básica - PRONATEC
Apostila de informática básica - PRONATECMatheus Alves
 
Projeto de pesquisa - Automação Residencial
Projeto de pesquisa - Automação ResidencialProjeto de pesquisa - Automação Residencial
Projeto de pesquisa - Automação ResidencialMatheus Alves
 
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser DigitalRelatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser DigitalMatheus Alves
 
Resenha - A Origem da Eletrônica
Resenha  - A Origem da EletrônicaResenha  - A Origem da Eletrônica
Resenha - A Origem da EletrônicaMatheus Alves
 

Mais de Matheus Alves (20)

Estudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaEstudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na alma
 
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaInglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
 
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
 
Links úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaLinks úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíblia
 
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
 
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
 
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]
 
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisDiferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitais
 
Silogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoSilogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definição
 
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
 
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
 
Síntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da cavernaSíntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da caverna
 
Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição
 
Apostila de informática básica - PRONATEC
Apostila de informática básica - PRONATECApostila de informática básica - PRONATEC
Apostila de informática básica - PRONATEC
 
Projeto de pesquisa - Automação Residencial
Projeto de pesquisa - Automação ResidencialProjeto de pesquisa - Automação Residencial
Projeto de pesquisa - Automação Residencial
 
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser DigitalRelatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
Relatório acadêmico - Workshop Venha Ser Digital
 
Resenha - A Origem da Eletrônica
Resenha  - A Origem da EletrônicaResenha  - A Origem da Eletrônica
Resenha - A Origem da Eletrônica
 

Último

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 

Último (20)

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 

Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]

  • 1. Universidade Federal de Uberlˆandia - UFU Faculdade de Computac¸ ˜ao - FACOM Lista de exerc´ıcios de programac¸ ˜ao em linguagem C Exerc´ıcios: Vetores e Matrizes 1 Vetores 1. Fac¸a um programa que possua um vetor denominado A que armazene 6 n´umeros intei- ros. O programa deve executar os seguintes passos: (a) Atribua os seguintes valores a esse vetor: 1, 0, 5, -2, -5, 7. (b) Armazene em uma vari´avel inteira (simples) a soma entre os valores das posic¸ ˜oes A[0], A[1] e A[5] do vetor e mostre na tela esta soma. (c) Modifique o vetor na posic¸ ˜ao 4, atribuindo a esta posic¸ ˜ao o valor 100. (d) Mostre na tela cada valor do vetor A, um em cada linha. 2. Crie um programa que lˆe 6 valores inteiros e, em seguida, mostre na tela os valores lidos. 3. Ler um conjunto de n´umeros reais, armazenando-o em vetor e calcular o quadrado das componentes deste vetor, armazenando o resultado em outro vetor. Os conjuntos tˆem 10 elementos cada. Imprimir todos os conjuntos. 4. Fac¸a um programa que leia um vetor de 8 posic¸ ˜oes e, em seguida, leia tamb´em dois va- lores X e Y quaisquer correspondentes a duas posic¸ ˜oes no vetor. Ao final seu programa dever´a escrever a soma dos valores encontrados nas respectivas posic¸ ˜oes X e Y . 5. Leia um vetor de 10 posic¸ ˜oes. Contar e escrever quantos valores pares ele possui. 6. Fac¸a um programa que receba do usu´ario um vetor com 10 posic¸ ˜oes. Em seguida dever´a ser impresso o maior e o menor elemento do vetor. 7. Escreva um programa que leia 10 n´umeros inteiros e os armazene em um vetor. Imprima o vetor, o maior elemento e a posic¸ ˜ao que ele se encontra. 8. Crie um programa que lˆe 6 valores inteiros e, em seguida, mostre na tela os valores lidos na ordem inversa. 9. Crie um programa que lˆe 6 valores inteiros pares e, em seguida, mostre na tela os valores lidos na ordem inversa. 10. Fac¸a um programa para ler a nota da prova de 15 alunos e armazene num vetor, calcule e imprima a m´edia geral. 11. Fac¸a um programa que preencha um vetor com 10 n´umeros reais, calcule e mostre a quantidade de n´umeros negativos e a soma dos n´umeros positivos desse vetor. 12. Fazer um programa para ler 5 valores e, em seguida, mostrar todos os valores lidos juntamente com o maior, o menor e a m´edia dos valores. 13. Fazer um programa para ler 5 valores e, em seguida, mostrar a posic¸ ˜ao onde se encon- tram o maior e o menor valor. 1
  • 2. 14. Fac¸a um programa que leia um vetor de 10 posic¸ ˜oes e verifique se existem valores iguais e os escreva na tela. 15. Leia um vetor com 20 n´umeros inteiros. Escreva os elementos do vetor eliminando ele- mentos repetidos. 16. Fac¸a um programa que leia um vetor de 5 posic¸ ˜oes para n´umeros reais e, depois, um c´odigo inteiro. Se o c´odigo for zero, finalize o programa; se for 1, mostre o vetor na ordem direta; se for 2, mostre o vetor na ordem inversa. Caso, o c´odigo for diferente de 1 e 2 escreva uma mensagem informando que o c´odigo ´e inv´alido. 17. Leia um vetor de 10 posic¸ ˜oes e atribua valor 0 para todos os elementos que possu´ırem valores negativos. 18. Fac¸a um programa que leia um vetor de 10 n´umeros. Leia um n´umero x. Conte os m´ultiplos de um n´umero inteiro x num vetor e mostre-os na tela. 19. Fac¸a um vetor de tamanho 50 preenchido com o seguinte valor: (i + 5 ∗ i)%(i + 1), sendo i a posic¸ ˜ao do elemento no vetor. Em seguida imprima o vetor na tela. 20. Escreva um programa que leia n´umeros inteiros no intervalo [0,50] e os armazene em um vetor com 10 posic¸ ˜oes. Preencha um segundo vetor apenas com os n´umeros ´ımpares do primeiro vetor. Imprima os dois vetores, 2 elementos por linha. 21. Fac¸a um programa que receba do usu´ario dois vetores, A e B, com 10 n´umeros inteiros cada. Crie um novo vetor denominado C calculando C = A - B. Mostre na tela os dados do vetor C. 22. Fac¸a um programa que leia dois vetores de 10 posic¸ ˜oes e calcule outro vetor contendo, nas posic¸ ˜oes pares os valores do primeiro e nas posic¸ ˜oes impares os valores do se- gundo. 23. Ler dois conjuntos de n´umeros reais, armazenando-os em vetores e calcular o produto escalar entre eles. Os conjuntos tˆem 5 elementos cada. Imprimir os dois conjuntos e o produto escalar, sendo que o produto escalar ´e dado por: x1 ∗ y1 + x2 ∗ y2 + ... + xn ∗ yn. 24. Fac¸a um programa que leia dez conjuntos de dois valores, o primeiro representando o n´umero do aluno e o segundo representando a sua altura em metros. Encontre o aluno mais baixo e o mais alto. Mostre o n´umero do aluno mais baixo e do mais alto, juntamente com suas alturas. 25. Fac¸a um programa que preencha um vetor de tamanho 100 com os 100 primeiros natu- rais que n˜ao s˜ao m´ultiplos de 7 ou que terminam com 7. 26. Fac¸a um programa que calcule o desvio padr˜ao de um vetor v contendo n = 10 n´umeros, onde m ´e a media do vetor. Desvio Padr~ao = 1 n − 1 n i=1 (v[i] − m)2 27. Leia 10 n´umeros inteiros e armazene em um vetor. Em seguida escreva os elementos que s˜ao primos e suas respectivas posic¸ ˜oes no vetor. 28. Leia 10 n´umeros inteiros e armazene em um vetor v. Crie dois novos vetores v1 e v2. Copie os valores ´ımpares de v para v1, e os valores pares de v para v2. Note que cada um dos vetores v1 e v2 tˆem no m´aximo 10 elementos, mas nem todos os elementos s˜ao utilizados. No final escreva os elementos UTILIZADOS de v1 e v2. 2
  • 3. 29. Fac¸a um programa que receba 6 n´umeros inteiros e mostre: • Os n´umeros pares digitados; • A soma dos n´umeros pares digitados; • Os n´umeros ´ımpares digitados; • A quantidade de n´umeros ´ımpares digitados; 30. Fac¸a um programa que leia dois vetores de 10 elementos. Crie um vetor que seja a intersecc¸ ˜ao entre os 2 vetores anteriores, ou seja, que cont´em apenas os n´umeros que est˜ao em ambos os vetores. N˜ao deve conter n´umeros repetidos. 31. Fac¸a um programa que leia dois vetores de 10 elementos. Crie um vetor que seja a uni˜ao entre os 2 vetores anteriores, ou seja, que cont´em os n´umeros dos dois vetores. N˜ao deve conter n´umeros repetidos. 32. Leia dois vetores de inteiros x e y, cada um com 5 elementos (assuma que o usu´ario n˜ao informa elementos repetidos). Calcule e mostre os vetores resultantes em cada caso abaixo: • Soma entre x e y: soma de cada elemento de x com o elemento da mesma posic¸ ˜ao em y. • Produto entre x e y: multiplicac¸ ˜ao de cada elemento de x com o elemento da mesma posic¸ ˜ao em y. • Diferenc¸a entre x e y: todos os elementos de x que n˜ao existam em y. • Intersec¸ ˜ao entre x e y: apenas os elementos que aparecem nos dois vetores. • Uni˜ao entre x e y: todos os elementos de x, e todos os elementos de y que n˜ao est˜ao em x. 33. Fac¸a um programa que leia um vetor de 15 posic¸ ˜oes e o compacte, ou seja, elimine as posic¸ ˜oes com valor zero. Para isso, todos os elementos `a frente do valor zero, devem ser movidos uma posic¸ ˜ao para tr´as no vetor. 34. Fac¸a um programa para ler 10 n´umeros DIFERENTES a serem armazenados em um vetor. Os dados dever˜ao ser armazenados no vetor na ordem que forem sendo lidos, sendo que caso o usu´ario digite um n´umero que j´a foi digitado anteriormente, o programa dever´a pedir para ele digitar outro n´umero. Note que cada valor digitado pelo usu´ario deve ser pesquisado no vetor, verificando se ele existe entre os n´umeros que j´a foram fornecidos. Exibir na tela o vetor final que foi digitado. 35. Fac¸a um programa que leia dois n´umeros a e b (positivos menores que 10000) e: • Crie um vetor onde cada posic¸ ˜ao ´e um algarismo do n´umero. A primeira posic¸ ˜ao ´e o algarismo menos significativo; • Crie um vetor que seja a soma de a e b, mas fac¸a-o usando apenas os vetores constru´ıdos anteriormente. Dica: some as posic¸ ˜oes correspondentes. Se a soma ultrapassar 10, subtraia 10 do resultado e some 1 `a pr´oxima posic¸ ˜ao. 36. Leia um vetor com 10 n´umeros reais, ordene os elementos deste vetor, e no final escreva os elementos do vetor ordenado. 3
  • 4. 37. Considere um vetor A com 11 elementos onde A1 < A2 < · · · < A6 > A7 > A8 > · · · > A11, ou seja, est´a ordenado em ordem crescente at´e o sexto elemento, e a partir desse elemento est´a ordenado em ordem decrescente. Dado o vetor da quest˜ao anterior, proponha um algoritmo para ordenar os elementos. 38. Pec¸a ao usu´ario para digitar dez valores num´ericos e ordene por ordem crescente esses valores, guardando-os num vetor. Ordene o valor assim que ele for digitado. Mostre ao final na tela os valores em ordem. 39. Escreva um programa que leia um n´umero inteiro positivo n e em seguida imprima n linhas do chamado Triangulo de Pascal: 1 1 1 1 2 1 1 3 3 1 1 4 6 4 1 1 5 10 10 5 1 ... 2 Matrizes 1. Leia uma matriz 4 x 4, conte e escreva quantos valores maiores que 10 ela possui. 2. Declare uma matriz 5 x 5. Preencha com 1 a diagonal principal e com 0 os demais elementos. Escreva ao final a matriz obtida. 3. Fac¸a um programa que preenche uma matriz 4 x 4 com o produto do valor da linha e da coluna de cada elemento. Em seguida, imprima na tela a matriz. 4. Leia uma matriz 4 x 4, imprima a matriz e retorne a localizac¸ ˜ao (linha e a coluna) do maior valor. 5. Leia uma matriz 5 x 5. Leia tamb´em um valor X. O programa dever´a fazer uma busca desse valor na matriz e, ao final, escrever a localizac¸ ˜ao (linha e coluna) ou uma mensa- gem de “n˜ao encontrado”. 6. Leia duas matrizes 4 x 4 e escreva uma terceira com os maiores valores de cada posic¸ ˜ao das matrizes lidas. 7. Gerar e imprimir uma matriz de tamanho 10 x 10, onde seus elementos s˜ao da forma: A[i][j] = 2i + 7j − 2 se i < j; A[i][j] = 3i2 − 1 se i = j; A[i][j] = 4i3 − 5j2 + 1 se i > j. 8. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule a soma dos elementos que est˜ao acima da diagonal principal. 9. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule a soma dos elementos que est˜ao abaixo da diagonal principal. 10. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule a soma dos elementos que est˜ao na diago- nal principal. 4
  • 5. 11. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule a soma dos elementos que est˜ao na diago- nal secund´aria. 12. Leia uma matriz de 3 x 3 elementos. Calcule e imprima a sua transposta. 13. Gere matriz 4 x 4 com valores no intervalo [1, 20]. Escreva um programa que transforme a matriz gerada numa matriz triangular inferior, ou seja, atribuindo zero a todos os ele- mentos acima da diagonal principal. Imprima a matriz original e a matriz transformada. 14. Fac¸a um programa para gerar automaticamente n´umeros entre 0 e 99 de uma cartela de bingo. Sabendo que cada cartela dever´a conter 5 linhas de 5 n´umeros, gere estes dados de modo a n˜ao ter n´umeros repetidos dentro das cartelas. O programa deve exibir na tela a cartela gerada. 15. Leia uma matriz 5 x 10 que se refere respostas de 10 quest˜oes de m´ultipla escolha, referentes a 5 alunos. Leia tamb´em um vetor de 10 posic¸ ˜oes contendo o gabarito de respostas que podem ser a, b, c ou d. Seu programa dever´a comparar as respostas de cada candidato com o gabarito e emitir um vetor denominado resultado, contendo a pontuac¸ ˜ao correspondente a cada aluno. 16. Fac¸a um programa para corrigir uma prova com 10 quest˜oes de m´ultipla escolha (a, b, c, d ou e), em uma turma com 3 alunos. Cada quest˜ao vale 1 ponto. Leia o gabarito, e para cada aluno leia sua matricula (n´umero inteiro) e suas respostas. Calcule e escreva: Para cada aluno, escreva sua matr´ıcula, suas respostas, e sua nota. O percentual de aprovac¸ ˜ao, assumindo m´edia 7.0. 17. Leia uma matriz 10 x 3 com as notas de 10 alunos em 3 provas. Em seguida, escreva o n´umero de alunos cuja pior nota foi na prova 1, o n´umero de alunos cuja pior nota foi na prova 2, e o n´umero de alunos cuja pior nota foi na prova 3. Em caso de empate das piores notas de um aluno, o crit´erio de desempate ´e arbitr´ario, mas o aluno deve ser contabilizado apenas uma vez. 18. Fac¸a um programa que permita ao usu´ario entrar com uma matriz de 3 x 3 n´umeros inteiros. Em seguida, gere um array unidimensional pela soma dos n´umeros de cada coluna da matriz e mostrar na tela esse array. Por exemplo, a matriz: 5 -8 10 1 2 15 25 10 7 Vai gerar um vetor, onde cada posic¸ ˜ao ´e a soma das colunas da matriz. A primeira posic¸ ˜ao ser´a 5 + 1 + 25, e assim por diante: 31 4 3 19. Fac¸a um programa que leia uma matriz de 5 linhas e 4 colunas contendo as seguintes informac¸ ˜oes sobre alunos de uma disciplina, sendo todas as informac¸ ˜oes do tipo inteiro: • Primeira coluna: n´umero de matr´ıcula (use um inteiro) • Segunda coluna: m´edia das provas • Terceira coluna: m´edia dos trabalhos • Quarta coluna: nota final Elabore um programa que: 5
  • 6. (a) Leia as trˆes primeiras informac¸ ˜oes de cada aluno (b) Calcule a nota final como sendo a soma da m´edia das provas e da m´edia dos trabalhos (c) Imprima a matr´ıcula do aluno que obteve a maior nota final (assuma que s´o existe uma maior nota) (d) Imprima a m´edia aritm´etica das notas finais 20. Fac¸a programa que leia uma matriz 3 x 6 com valores reais. (a) Imprima a soma de todos os elementos das colunas ´ımpares. (b) Imprima a m´edia aritm´etica dos elementos da segunda e quarta colunas. (c) Substitua os valores da sexta coluna pela soma dos valores das colunas 1 e 2. (d) Imprima a matriz modificada. 21. Fac¸a um programa que leia duas matrizes 2 x 2 com valores reais. Oferec¸a ao usu´ario um menu de opc¸ ˜oes: (a) somar as duas matrizes (b) subtrair a primeira matriz da segunda (c) adicionar uma constante `as duas matrizes (d) imprimir as matrizes Nas duas primeiras opc¸ ˜oes uma terceira matriz 3 x 3 deve ser criada. Na terceira opc¸ ˜ao o valor da constante deve ser lido e o resultado da adic¸ ˜ao da constante deve ser arma- zenado na pr´opria matriz. 22. Fac¸a um programa que leia duas matrizes A e B de tamanho 3 x 3 e calcule C = A ∗ B. 23. Fac¸a um programa que leia uma matriz A de tamanho 3 x 3 e calcule B = A2. 24. Na matriz de 20x20 abaixo, quatro n´umeros ao longo de uma linha diagonal foram mar- cadas em negrito. O produto desses n´umeros ´e 26 * 63* 78 * 14 = 1788696. 08 02 22 97 38 15 00 40 00 75 04 05 07 78 52 12 50 77 91 08 49 49 99 40 17 81 18 57 60 87 17 40 98 43 69 48 04 56 62 00 81 49 31 73 55 79 14 29 93 71 40 67 53 88 30 03 49 13 36 65 52 70 95 23 04 60 11 42 69 24 68 56 01 32 56 71 37 02 36 91 22 31 16 71 51 67 63 89 41 92 36 54 22 40 40 28 66 33 13 80 24 47 32 60 99 03 45 02 44 75 33 53 78 36 84 20 35 17 12 50 32 98 81 28 64 23 67 10 26 38 40 67 59 54 70 66 18 38 64 70 67 26 20 68 02 62 12 20 95 63 94 39 63 08 40 91 66 49 94 21 24 55 58 05 66 73 99 26 97 17 78 78 96 83 14 88 34 89 63 72 21 36 23 09 75 00 76 44 20 45 35 14 00 61 33 97 34 31 33 95 78 17 53 28 22 75 31 67 15 94 03 80 04 62 16 14 09 53 56 92 16 39 05 42 96 35 31 47 55 58 88 24 00 17 54 24 36 29 85 57 86 56 00 48 35 71 89 07 05 44 44 37 44 60 21 58 51 54 17 58 19 80 81 68 05 94 47 69 28 73 92 13 86 52 17 77 04 89 55 40 04 52 08 83 97 35 99 16 07 97 57 32 16 26 26 79 33 27 98 66 88 36 68 87 57 62 20 72 03 46 33 67 46 55 12 32 63 93 53 69 04 42 16 73 38 25 39 11 24 94 72 18 08 46 29 32 40 62 76 36 20 69 36 41 72 30 23 88 34 62 99 69 82 67 59 85 74 04 36 16 20 73 35 29 78 31 90 01 74 31 49 71 48 86 81 16 23 57 05 54 01 70 54 71 83 51 54 69 16 92 33 48 61 43 52 01 89 19 67 48 6
  • 7. Qual ´e o maior produto de quatro n´umeros adjacentes em qualquer direc¸ ˜ao (cima, baixo, esquerda, direita, ou na diagonal) na matriz de 20x20? 25. Fac¸a um programa para determinar a pr´oxima jogada em um Jogo da Velha. Assumir que o tabuleiro ´e representado por uma matriz de 3 x 3, onde cada posic¸ ˜ao representa uma das casas do tabuleiro. A matriz pode conter os seguintes valores -1, 0, 1 representando respectivamente uma casa contendo uma pec¸a minha (-1), uma casa vazia do tabuleiro (0), e uma casa contendo uma pec¸a do meu oponente (1). Exemplo: -1 1 1 -1 -1 0 0 1 0 7