Cplp

6.876 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.876
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
187
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
241
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cplp

  1. 1. Módulo B5 – Lusofonia: A Língua Portuguesa para além de Portugal
  2. 2. Localização dos países da CPLP Portugal Cabo Verde Angola Moçambique Guiné-Bissau Brasil São Tomé e Príncipe Timor Leste
  3. 3. O conceito «Lusofonia» usa-se genericamente para designar o conjunto das comunidades de língua portuguesa no mundo. Para além de Portugal, há mais sete países que utilizam o Português como língua oficial: Angola, Brasil, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, S. Tomé e Príncipe e Timor-Leste A ideia da criação de uma Comunidade reunindo os países de língua portuguesa – nações irmanadas por uma herança histórica, pelo idioma comum e por uma visão compartilhada do desenvolvimento e da democracia.
  4. 4. A CPLP foi criada a 17 de Julho de 1996 numa cimeira constitutiva, realizada em, Lisboa. Dela fazem parte Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e, desde 2002, Timor-Leste. As Ilhas Maurícias, a Guiné Equatorial e o Senegal (na VII Cimeira) são países observadores associados. É um meio privilegiado de difusão da criação cultural entre os povos que falam português e de projecção internacional dos seus valores culturais, numa perspectiva aberta e universalista;
  5. 5. DESCOBRIMENTOS E DESCOLONIZAÇÃO
  6. 6. Expansão da Língua Portuguesa no mundo: Descobrimentos e descolonização
  7. 7. Portugal Cabo Verde Brasil Moçambique Angola Guine Bissau Timor Cabo verde Brasil S.Tome e Príncipe Angola Moçambique Timor Países que falam português
  8. 10. Emigrantes África Portugal Alemanha Suíça Brasil Canada EUA
  9. 11. País descoberta independência Cabo verde 1460 1975 Guine Bissau 1453 1973 S.Tomé e Príncipe 1471 1975 Brasil 1500 1822 Moçambique 1498 1975 Angola 1483 1975 Timor + 4 séc 1975
  10. 15. Cidadania e Mundo Actual Romário Pamukov
  11. 16. <ul><li>Moçambique encontra-se na costa oriental da África. </li></ul><ul><li>A Ilha de Moçambique viria a ser visitada pela frota de Vasco de Gama no dia 2 de Março de 1498, vindo os Portugueses a ocupar e colonizar. </li></ul><ul><li>Moçambique foi, do século XV -XVI até 1975 uma colónia portuguesa conquistando nesta data a independência, após mais de 10 anos de luta armada contra o poder colonial. </li></ul><ul><li>Embora a língua oficial seja o português, a maior parte da população fala pelo menos uma língua africana. A língua nacional é o português e 16 línguas  africanas. </li></ul><ul><li>A capital é  Maputo, </li></ul><ul><li>A moeda nacional é o metical. </li></ul><ul><li>Moçambique tem uma população de mais de 19.124.335 de habitantes. </li></ul><ul><li>Os grupos étnicos são 99.66 (Shangaan, Chokwe, Manyika, Sena, Makua, e outros), 0.06  do Europa, .02 é Euro-Africa e 02 % é Indígena. </li></ul>
  12. 17. <ul><li>Gastronomia </li></ul>
  13. 18. Ivo Sequeira
  14. 19. <ul><li>A &quot;chegada&quot; dos portugueses ao Brasil ocorreu em 22 de Abril de 1500, data que inaugura a fase pré-colonial. Neste período não houve a colonização do Brasil, pois os portugueses não se fixaram na terra. Após os primeiros contactos com os indígenas, os portugueses começaram a explorar o pau-brasi l da mata Atlântica. </li></ul>São Paulo Palácio da Alvor-Brasilia
  15. 20. ÁREA : 8.514.215,3 CAPITAL : Brasília POPULAÇÃO : 190.732.694 milhões (Censo 2010)  QUANTIDADE DE MUNICÍPIOS: 5.435 MOEDA:   Real ( R$ ) NOME OFICIAL : República Federativa do Brasil NACIONALIDADE : brasileira DATAS NACIONAIS : 7 de Setembro (Dia da Independência ) e 15 de Novembro ( Proclamação da República ) PRESIDENTE : Dilma Rousseff
  16. 21. LOCALIZAÇÃO : leste da América do Sul CLIMA DO BRASIL : equatorial, tropical, tropical de altitude, tropical atlântico, subtropical e semi-árido CIDADES DO BRASIL (PRINCIPAIS) : São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Goiânia, Recife, Manaus, Curitiba, Florianópolis, Belém, Maceió, Cuiabá, João Pessoa, Fortaleza, São Luís. COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA: Pardos: 42,6%, Brancos: 49,7%, Negros: 6,9%, Indígenas: 0,3%, Amarelos: 0,5% (Fonte: PNAD 2006). IDIOMAS : português (oficial) : cristianismo (católicos 71%, outros 10%), espiritismo, judaísmo, cultos afro-brasileiros.  Dados completos sobre Religiões no Brasil DENSIDADE DEMOGRÁFICA : 22,4 hab./km2
  17. 22. Produtos Agrícolas: algodão, arroz, café, cana-de-açúcar, laranja, soja.  Pecuária : Bovinos, Eqüinos, Muares, Caprinos, Asinino, Bubalino, Suínos, Ovinos, Aves, Coelhos. Mineração : bauxita, ferro, manganês, ouro e petróleo. Indústria : de transformação, de bens de consumo e bens duráveis.
  18. 23.   O Brasil possui actualmente uma economia forte e sólida. O país é um grande produtor e exportador de mercadorias de diversos tipos, principalmente minerais, agrícolas e manufacturados. As áreas de agricultura, indústria e serviços são bem desenvolvidas e encontram-se, actualmente, em bom momento de expansão.
  19. 24.                                                     Estátua de D. Pedro I                                                      Cristo Redentor                                                    Estação da Luz                                                    Doze profetas                                          O Passageiro                                                                    - Congresso Nacional Congresso Nacional
  20. 25. Carimbo Capoeira
  21. 26. Gastronomia Feijoada Brasileira Açai
  22. 27. <ul><li>Cabo Verde é um país insular Africano , arquipélago de origem vulcânica, constituído por dez ilhas. </li></ul><ul><li>Está localizado no Oceano Atlântico. Foi descoberto em 1460 por Diogo Gomes ao serviço da coroa portuguesa , que encontrou as ilhas desabitadas e aparentemente sem indícios de anterior presença humana. Foi colónia de Portugal desde o século XV até à sua independência em 1975 . </li></ul>CABO VERDE
  23. 28. A colonização portuguesa começou logo após a sua descoberta, sendo as primeiras ilhas a serem povoadas as de Santiago e Fogo. Para incentivar a colonização a corte portuguesa estabeleceu uma carta de privilégio aos moradores de Santiago do comércio de escravos na Costa da Guiné. Em Ribeira Grande – Santiago - estabelece-se a primeira feitoria que serviu de ponto de escala para os navios portugueses e para o tráfego e comercio de escravos que começava a crescer por essa época. Mais tarde, com a abolição da escravatura e com condições climáticas poucos favoráveis, devido à sua situação geográfica, o país começou a dar sinais de fragilidade e entrou em decadência tendo uma economia pobre e de subsistência. No século XX, a partir da década de 50, começam a surgir os movimentos de libertação e independentistas um pouco por todo o continente africano.
  24. 29. <ul><li>A oferta a nível de peixe e marisco é a mais variada possível. Lagosta, perceves, lapa, búzio, sem esquecer as famosas 'bafas' que fazem as delícias dos apreciadores de marisco. </li></ul><ul><li>O atum fresco, cozinhado em caldeirada, cebolada ou simplesmente grelhado é uma excelente alternativa. </li></ul><ul><li>A base da cozinha popular cabo-verdiana é o milho que, preparado de diferentes maneiras, acompanha, normalmente, a carne de porco, o feijão, a mandioca e a batata-doce. </li></ul><ul><li>O mais conhecido e apreciado prato é a 'Katxupa' - a receita nacional, emblemática de Cabo Verde. Porém, existem outros pratos de grande riqueza gastronómica: o 'xerém', cuscuz, djagacida, caldo de peixe, pastéis de milho, etc. </li></ul><ul><li>Em relação à bebida: o famoso grogue local é o mais apreciado, mas também existem ainda o vinho do fogo e o ponche - 'pontxi' de varios tipos , </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>GASTRONOMIA
  25. 30. RECURSOS <ul><li>Os povoadores de Cabo Verde desde cedo decidiram extrair alguns recursos do arquipélago. Aqui não se encontrava ouro, prata ou marfim, mas havia uma outra riqueza: o sal. Logo no início do povoamento se começou a extrair este produto, principalmente na ilha do Sal. Ainda hoje, as salinas de Cabo Verde (Fig.1) são conhecidas mundialmente, uma vez que ilhas de Maio, Boavista e Sal apresentam condições excepcionais para a sua exploração. Por um lado temos um elevado grau de salinidade e por outro temos a facilidade e rapidez de evaporação, determinando que este seja um dos sais mais puros em todo o mundo </li></ul>
  26. 31. <ul><li>o cabo-verdiano tem tendência em classificar a música de cabo verde em géneros musicais . assim, ao ouvir-se uma peça musical, ela é logo classificada de batuque, colá, coladeira, funaná, mazurca, morna, ou qualquer outro género musical (de cabo verde ou não) independentemente dos menores ou maiores conhecimentos musicais do ouvinte. </li></ul><ul><li>como géneros genuinamente cabo-verdianos pode-se mencionar o batuque , o colá , a coladeira , o funaná , a morna , a tabanca . outros géneros musicais não são originários de cabo verde, mas ganharam características próprias, como o lundum , a mazurca , a valsa . </li></ul><ul><li>ao longo da história da música de cabo verde, certas conjecturas sociais e/ou fenómenos de moda fizeram com que alguns géneros de cabo ve rde sofressem influência de géneros estrangeiros, ou então, por uma questão de gosto ou de moda, certos géneros são (eram) interpretados inalterados, como a bossa nova , a cúmbia , o hip-hop , o reggae , a rumba , o samba , o zouk , etc. </li></ul>
  27. 32. <ul><li>Sinto a voz da minha côr Quente e calma como tu Como a chuva na minha terra Que lava os olhos e a dor Sinto a falta do teu cheiro Pela negra quente e nua Quando danças perco o jeito Não sei se estou na Terra ou na Lua Cabo Verde oh! Cabo Verde Sinto saudades da minha mãe Em Cabo Verde! Tens as ilhas mais bonitas Que Deus fez para mostrar O meu povo que chora e grita Eraça negra que quer amar Há uma morna que me encanta Tem sorriso e magia Cabo Verde tu és a manta que cobre a dor e dá alegria Cabo Verde oh! Cabo Verde Sinto saudades da minha mãe Em Cabo Verde! </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  28. 33. San Filipe Cidade de praia Cidade Velha de Santiago Ribeira Grande de Santiago
  29. 34. <ul><li>  </li></ul><ul><li>Área: Total 36 544 km (136º) População:Estimativa de 2008 1 472 446 hab. (146º) </li></ul><ul><li>Densidade 44 hab. /Km (154º) - Moeda Franco CFA da África Ocidental (XOF) </li></ul><ul><li>A Guiné-Bissau é um país localizado na costa ocidental de África. Além do território continental, o país integra ainda cerca de oitenta ilhas. </li></ul><ul><li>Foi uma colónia de Portugal, desde o século XV até à sua independência, em 1974. O primeiro navegador e explorador português a chegar à Guiné-Bissau foi Álvaro Fernandes em 1446. A vila de Bissau foi fundada em 1697, como fortificação militar e entreposto de tráfico negreiro, que mais tarde viria a ser elevada a cidade, e a capital da Guiné-Bissau após sua independência. Faz parte da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), Nações Unidas PALOP e União Africana. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  30. 36. São Tomé e Príncipe Ricardo Marques
  31. 37. Na Ilha do Príncipe, em representação do Governo havia o administrador do Concelho com largas atribuições. A colónia achava-se dividida em dois concelhos, o de São Tomé e o do Príncipe, e em várias freguesias. Em 1960 , surge um grupo nacionalista opositor ao domínio português. Em 1972 , o grupo dá origem ao Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP), de orientação marxista . Assim, em 1975 , após cerca de 500 anos de controlo de Portugal, o arquipélago é descolonizado .
  32. 38. José Campaniço
  33. 39. <ul><li>Área: 15.007 Km2 </li></ul><ul><li>População: Cerca de 900.000 </li></ul><ul><li>Capital: Díli </li></ul><ul><li>Gentílico (nacionalidade): Timorense </li></ul><ul><li>Línguas Oficiais: Português e Tétum Para além destas existem no território cerca de 15 línguas nativas </li></ul><ul><li>Línguas de Trabalho: Inglês e Bahasa Indonésio </li></ul><ul><li>Declaração da Independência: 28 de Novembro de 1975 </li></ul><ul><li>Restauração da Independência: 20 de Maio de 2002 </li></ul><ul><li>Data promulgação da constituição: 22 de Março de 2002, em vigor desde 20 de Maio de 2002 </li></ul><ul><li>Sistema de Governo: República parlamentarista </li></ul><ul><li>Divisão Administrativa: 13 distritos, 67 Sub-Distritos </li></ul><ul><li>Composição Étnica: Maioria da população de origem malaio-polinésia e papua; minorias de chineses, árabes e europeus </li></ul><ul><li>Religião: Cerca de 90% Católicos. Comunidades minoritárias de protestantes e muçulmanos </li></ul><ul><li>Clima: Quente e húmido, ameno nas montanhas e extremamente chuvoso </li></ul><ul><li>Localização: É a menor e a mais oriental das ilhas do arquipélago malaio. Situa-se a cerca de 550 km ao Norte da Austrália. De Timor Leste fazem parte também o enclave costeiro de Oecussi-Ambeno situado no Timor Ocidental, e as ilhas de Ataúro e Jaco. É o único país independente na Ásia de língua oficial portuguesa </li></ul><ul><li>Aspectos físicos: Solo constituído por rochas antigas. Terreno caracteriza-se por montanhas escarpadas no interior. As altitudes são inferiores a 3.000 m; o pico mais elevado é o Ramelau, com 2.972 m. A vegetação caracteriza-se pela abundância de árvores de teca, sândalos, coqueiros e eucaliptos </li></ul><ul><li>Moeda: Dólar Americano (USD) </li></ul>
  34. 40. A língua mais falada em Timor-Leste era o indonésio no tempo da ocupação indonésia, sendo hoje o tétum (mais falado na capital). O tétum e o português formam as duas línguas oficias do país, enquanto o indonésio e a língua inglesa são consideradas línguas de trabalho pela actual constituição de Timor-Leste. Devido à recente ocupação indonésia, grande parte da população compreende a língua indonésia, mas só uma minoria o português . <ul><li>Pesca As artes da pesca em Timor podem ser tão diferenciadas quanto os locais onde se praticam : nos ribeiros e lagos os pescadores usam redes e camaroeiros; no mar, dirigem os tradicionais </li></ul>baleotes ou beiros Curiosidades Os galos são considerados animais de estimação, entretanto, estas aves também são utilizadas como entretenimento e irresponsavelmente colocadas para brigar.
  35. 41. As Famílias Em Timor-Leste todos são considerados irmãos, parentes uns dos outros. Os tios, irmãos do pai e respectivas mulheres são designados pais pelos filhos de mães irmãs, logo, filhos de mães irmãs são irmãos entre si. Os sobrinhos, filhos de irmãos, já não chamam pais aos tios mane foum: às tias, irmãs do pai, tratam-nas por ki'i e aos tios, maridos das tias, tratam-nos por bagi. O termo bagi também se aplica no tratamento recíproco entre o tio e os sobrinhos. Os primos tratam-se por rian que equivale a cunhado, abrindo a viabilidade do casamento dos filhos das irmãs com as filhas dos irmãos delas .
  36. 42. País descoberta independência Cabo verde 1460 1975 Guine Bissau 1453 1973 S.Tomé e Príncipe 1471 1975 Brasil 1500 1822 Moçambique 1498 1975 Angola 1483 1975 Timor + 4 séc 1975
  37. 43. Portugal
  38. 44. Mapa da Ilhas: Mapa da madeira Mapa dos açores
  39. 45. Historia de Portugal   O território correspondente ao actual Portugal foi continuamente ocupado desde a Pré-História. Em 29 a.C. era habitado por vários povos, como os Lusitanos, quando foi integrado no Império Romano como a província da Lusitânia e parte da Galécia, influenciando fortemente a cultura, nomeadamente a língua portuguesa, na maior parte originada no latim. Após a queda do Império Romano, estabeleceram-se aí povos germânicos como os Visigodos e os Suevos, e no século VIII seria ocupado por árabes. Durante a reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense, primeiro como parte do Reino da Galiza e depois integrado no Reino de Leão. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143, e a estabilização das fronteiras em 1249, Portugal reclama o título de mais antigo estado-nação europeu Durante os séculos XV e XVI, os portugueses foram pioneiros na exploração marítima, estabelecendo o primeiro império colonial de amplitude global, com possessões em África, na Ásia e na América do Sul, tornando-se uma potência mundial económica, política e militar Em 1580, após uma crise de sucessão, foi unido a Espanha na chamada União Ibérica que duraria até 1640. Após a Guerra da Restauração foi restabelecida a independência sob a nova dinastia de Bragança, com a separação das duas coroas e impérios. O terramoto de 1755 em Lisboa, as invasões espanhola e francesas, a perda da sua maior possessão territorial ultramarina, o Brasil, seguidos da guerra civil, resultaram no desmembramento da estabilidade política e económica, reduzindo o estatuto de Portugal como potência global no século XIX.
  40. 47. OS PORTUGUESES NO MUNDO <ul><li>Países e Comunidades de Língua Portuguesa - Geografia da Língua Portuguesa no mundo (por João X.M.Santos) </li></ul>
  41. 48. PORTUGAL BRASIL S.TOMÉ E PRÍNCIPE ANGOLA MOÇAMBIQUE GUINÉ-BISSAU CABO VERDE TIMOR-LESTE
  42. 49. Além dos cerca de dez milhões de portugueses residentes em Portugal, presume-se existirem cerca de cinco milhões mais espalhados pelo mundo,quer de primeira geração, quer luso-descendentes recentes, num total de cerca de quinze milhões de portugueses.
  43. 50. Política externa e defesa da Língua Portuguesa. <ul><li>o de reforçar a relação privilegiada com o espaço lusófono; </li></ul><ul><li>nomeadamente através da projecção de valores e interesses nos PALOP, no Brasil e em Timor; </li></ul><ul><li>o de aprofundar as relações bilaterais com os países vizinhos e os parceiros estratégicos; </li></ul><ul><li>o de reforçar a presença nas organizações internacionais; </li></ul><ul><li>o de manter uma estreita ligação às Comunidades Portuguesas e aos Estados que as acolhem; </li></ul><ul><li>o de defender e afirmar a língua e a cultura portuguesas; </li></ul><ul><li>o de promover uma diplomacia económica activa; </li></ul><ul><li>o de rumar a uma diplomacia do século XXI. </li></ul>
  44. 51. <ul><li>Tendo o círculo como base geométrica, resolveu-se dividir em sete partes iguais, tantas quantos os países que formam a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Utilizou-se um elemento modular com forma de onda, tendo este a intenção de simbolicamente representar o mar que, antes da língua, foi o elemento primeiro que serviu ao estabelecimento dos laços que unem os países constituintes da Comunidade. No centro desta estrutura colocou-se um círculo concêntrico a esta, representando o elemento de união — a Língua.» (> Secretariado Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) </li></ul>
  45. 52.                          República Portuguesa                         República Federativa do Brasil                          República de Cabo Verde República da Guiné-Bissau                                  República Democrática de São Tomé e Príncipe                          República de Angola                          Timor Leste (observador)                          República Popular de Moçambique
  46. 53. PAÍSES MEMBROS E OBSERVADORES ASSOCIADOS DA CPLP

×