Brasil República Velha

743 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brasil República Velha

  1. 1. Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto foram os presidentes militares do período inicial da História Republicana República Velha ou “República da Espada”(1889-1930)
  2. 2. PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA 15 DE NOVEMBRO DE 1889
  3. 3. 1889 – Proclamação da República • conspiração de militares positivistas, intelectuais e republicanos “históricos” • Banimento da Família Imperial • formação de um Governo Provisório chefiado por Deodoro da Fonseca • Primeiras medidas do novo governo: modificação da Bandeira Nacional, liberdade de cultos, separação entre Igreja e Estado, criação do Registro Civil e secularização dos cemitérios
  4. 4. 1ª BANDEIRA DA REPÚBLICA (apenas 4 dias)
  5. 5. 1890 – Encilhamento: crise financeira provocada pelo ministro da Fazenda, Rui Barbosa • Desenvolvimento da indústria • Aumentou a moeda circulante e grou uma grande inflação • Não foram criadas grandes empresas agrícolas ou industriais, e sim companhias dedicadas sobretudo à exploração dos valores das respectivas ações, desenvolvendo-se desenfreado jogo de Bolsa.
  6. 6. 1891 – O Congresso Constituinte (1890), promulga a primeira Constituição Republicana: • presidencialismo, federalismo e sufrágio universal masculino (excluídos analfabetos e soldados rasos, mendigos e analfabetos) maiores de 21 anos. • Voto aberto • Divisão de poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) • A suprema autoridade do país seria o Presidente da República, com mandato de quatro anos e eleito diretamente pelo povo.
  7. 7. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL
  8. 8. • Habituado à disciplina militar o velho marechal irritava-se profundamente com a violência dos ataques que lhe eram desferidos pelos adversários. • Com a aprovação de uma lei sobre a responsabilidade do Presidente da República, provavelmente preparando o caminho para um impeachment, Deodoro resolveu atacar o Congresso: em 3 de novembro de 1891 dissolvia-o, e proclamava estado de sítio.
  9. 9. • Almirante Custódio Melo, no Rio de Janeiro, toma a iniciativa de anular o golpe de Deodoro e, com navios de guerra, ameaça bombardear a cidade, caso governo não renucie (1ª Revolta da Armada). • Renúncia de Deodoro, após uma série de atritos com o Congresso e uma tentativa frustrada de golpe de Estado.
  10. 10. DEODORO DA FONSECA
  11. 11. • Floriano Peixoto (o “Marechal de Ferro”) assume a chefia do Estado (1891 – 1894) • Manifesto dos Treze Generais - exigem a renúncia de Floriano. –alegavam que, pela Constituição o vice só assumiria no caso de o cargo lhe ser oferecido após decorrido mais de meio mandato. • Floriano alegou que o primeiro mandato era sui generis, uma vez que eles nem mesmo haviam sido eleitos popularmente. –Conseqüentemente, prendeu os generais e mandou-os a um isolamento na região amazônica.
  12. 12. 1893/94 – Revolta da Armada no Rio de Janeiro • Custódio de Melo ameaçava bombardear o RJ caso não houvesse nova eleição • Violenta repressão florianista aos revolucionários
  13. 13. Não há registros exatos de quantos naufrágios ligados à Revolta da Armada ocorreram nas proximidades da Ilha de Santa Catarina ... estima- se que, durante a Batalha Naval, cerca de 16 navios tenham naufragado em um só dia.
  14. 14. DISSOLUÇÃO DO CONGRESSO 1891
  15. 15. REPÚBLICA OLIGÁRQUICA POLÍTICA DO CAFÉ-COM-LEITE Prudente de Morais 1894 - 98 Campos Sales 1898 – 1902 O FUNDING-LOAN Rodrigues Alves 1902 – 06 A BORRACHA / A QUESTÃO DO ACRE / RIO DE JANEIRO / CONVÊNIO DE TAUBATÉ Afonso Pena 1906 – 09 Nilo Peçanha 1909 – 10 A CAMPANHA CIVILISTA Hermes da Fonseca 1910 – 14 A POLÍTICA DAS SALVAÇÕES / A GUERRA DO CONTESTADO Wenceslau Brás 1914 – 18 1ª GUERRA MUNDIAL Epitácio Pessoa 1919 – 22 Artur Bernardes 1922 – 26 Washington luiz 1926 -30
  16. 16. • Aumentou o poder local dos fazendeiros (Coronéis) em troca de apoio político: • “Curral eleitoral” • “Voto de cabresto” • “eleição a bico de pena” • “Política dos Governadores” • “nosso” juiz e delegado • “capanga” Acordo das elites = sistema oligárquico REPÚBLICA OLIGÁRQUICA
  17. 17. 1894 – Fim da República da Espada (1889/94) e início da República das Oligarquias (1894/1930) – Eleição do civil Prudente de Morais para a Presidência da República 1897 – Destruição, pelo Exército, do arraial messiânico de Canudos (BA)
  18. 18. MOVIMENTOS MESSIÂNICOS Messianismo: movimento individual ou coletivo que acredita no surgimento de um enviado de Deus que trará aos homens justiça, paz, felicidade..., reorganizando a sociedade. Ocasião: crises econômicas, políticas, sociais e morais. Antônio Conselheiro e Canudos (BA) • Entre 1877-1915 foi o período de grandes secas no nordeste. • Mais de 500 mil pessoas migraram para o sul e a Amazônia. • Só no Ceará houve mais de 100 mil mortos pela fome.
  19. 19. ANTÔNIO CONSELHEIRO Antônio Vicente Mendes Maciel
  20. 20. 1898 – É eleito presidente da República Campos Sales, idealizador da “Política do Café-com-Leite” e da “Política dos Governadores” Aliança entre o PRP (Partido Republicano Paulista) e PRM (P.R. Mineiro) revezavam o governo federal Apoio entre governos estaduais e federais – Funding Loan (reescalonamento da dívida externa brasileira) e início da “política de saneamento financeiro”
  21. 21. 1900 – Câmara dos Deputados cria a Comissão de Verificação de Poderes, para proceder à “degola” dos políticos dissidentes que fossem eleitos 1902/06 – Presidência de Rodrigues Alves • “Quadriênio Progressista”: programa de saneamento (Osvaldo Cruz) e de modernização do Rio de Janeiro
  22. 22. 1903 – “Revolta da Vacina” (RJ) e descontentamento popular com as más condições de vida e a alta de preços – Tratado de Petrópolis: a Bolívia cede o Acre ao Brasil, mediante uma indenização e a promessa de construção da E.F. Madeira– Mamoré
  23. 23. Osvaldo Cruz REVOLTA DA VACINA
  24. 24. “O Rio de Janeiro é uma cidade com ruelas estreitas, sujas. Cheia de cortiços onde se amontoa a população pobre. A falta de saneamento básico e as condições de higiene fazem da cidade um foco de epidemias, principalmente Febre Amarela, Varíola e Peste”.
  25. 25. 1906 – Convênio de Taubaté São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro “política de valorização do café” – Realização do I Congresso Operário Brasileiro: tendência anarcossindicalista 1906/09 - Presidência de Afonso Pena 1907 – Lei de Repressão ao Anarquismo, autorizando a deportação de estrangeiros ligados ao movimento operário
  26. 26. 1908 – Início da imigração japonesa para o Brasil 1909 – Morte de Afonso Pena. O vice Nilo Peçanha assume a Presidência – Candidatura presidencial do marechal Hermes da Fonseca (nascido no Rio Grande do Sul) e quebra da “Política do Café-com-Leite” – Campanha Civilista (candidatura presidencial oposicionista de Rui Barbosa, apoiada por São Paulo)
  27. 27. 1910 – Criação do Serviço de Proteção ao Índio (atual FUNAI), chefiado pelo então major Cândido Rondon – Governo marechal Hermes da Fonseca (militar e gaúcho) – Revolta da Chibata, reivindicando melhores condições para os marinheiros da Armada
  28. 28. HERMES DA FONSECA
  29. 29. 1911 – “Política das Salvações” • intervenção federal nos estados, contra as oligarquias locais; inspirada pelo senador gaúcho Pinheiro Machado) 1912/15 – Campanha do Contestado • destruição, pelo Exército, dos núcleos messiânicos instalados na região da divisa entre Paraná e Santa Catarina
  30. 30. A GUERRA DO CONTESTADO - 1912 - 16
  31. 31. 1914/18 – Presidência de Venceslau Brás Surto industrial no Brasil, graças à queda das importações durante a Primeira Guerra Mundial 1917 – Greve geral em São Paulo, de inspiração anarcossindicalista
  32. 32. 1918 – Rodrigues Alves é eleito presidente da República mas não chega a tomar posse, por motivo de doença, vindo a falecer no ano seguinte - É empossado o vice Delfim Moreira 1919 – Eleito o paraibano Epitácio Pessoa, apoiado pela “Política do Café-com- Leite”
  33. 33. 1922 – Semana de Arte Moderna em São Paulo: • Teatro Municipal de São Paulo • Exposições de pintura e escultura, festivais de música • Mário de Andrade, Menocchi Del Picchia, Oswald de Andrade, Heitor Villas-Lobos, Anita Malfai, Tarsila do Amaral, Victor Breheret • Crítica aos padrões arcaicos e à invasão cultural estrangeira • Implicava em abrasileirar a cultura brasileira
  34. 34. O Sol Poente, de Tarsila do Amaral A Negra, de Tarsila do Amaral O Abapuru, Tarcila do Amaral Teatro Municipal Semana de Arte de 1922
  35. 35. • vitória do mineiro Artur Bernardes (1922-26) – Fundação do Partido Comunista do Brasil (PCB) – Revolta dos 18 do Forte de Copacabana: primeira manifestação do movimento tenentista: • Contra a posse de Artur Bernardes • Pregavam a modernização da administração pública e o fim da corrupção eleitoral
  36. 36. A Revolta dos 18 do Forte de Copacabana (1922) "Marcha da morte"
  37. 37. 1922/26 – Presidência de Artur Bernardes, transcorrida em grande parte sob estado de sítio
  38. 38. 1926/30 – Presidência de Washington Luís 1929 – Washington Luís lança a candidatura do paulista Júlio Prestes à sucessão presidencial, quebrando a “Política do Café-com-Leite” – As oligarquias de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraíba, mais o Partido Democrático de São Paulo, formam a “Aliança Liberal”, tendo Getúlio Vargas e João Pessoa como candidatos – A Crise de 29 e seus desdobramentos agravam a situação do café brasileiro
  39. 39. 1930 – No exílio, Luís Carlos Prestes anuncia sua ruptura com o tenentismo e adesão ao comunismo - Vitória de Júlio Prestes na eleição presidencial – João Pessoa é assassinado e a oposição acusa Washington Luís de mandante do crime – Iniciando-se no Rio Grande do Sul e no Nordeste, irrompe a Revolução de 30, que engloba oligarquias dissidentes, tenentes e classe média - Washington Luís é deposto e exilado, juntamente com Júlio Prestes - Poder a Getúlio Vargas. Fim da Primeira República (ou República das Oligarquias) e início da Era Vargas
  40. 40. Com 1500 homens, que percorreu por dois anos e cinco meses 25000 km COLUNA PRESTES JUAREZ TÁVORA
  41. 41. Miguel Costa, Góis Monteiro e Getúlio Vargas na Revolução de 1930 REVOLUÇÃO DE 1930
  42. 42. 1930/34 – Fase do Governo Provisório, dentro da Era Vargas • Vargas suspende a Constituição de 1891 • dissolve o Congresso Nacional e designa interventores para administrar os estados que não fizeram parte da Aliança Liberal
  43. 43. 1931 – Criação dos ministérios do Trabalho, Indústria e Comércio e da Educação e Saúde – Queima dos excedentes do café e redução da área dos cafezais (elevar o preço) - O governo passa a incentivar a diversificação da economia brasileira – Início do populismo, com as primeiras medidas trabalhistas: jornada de oito horas, férias anuais e descanso semanal remunerado – Legalização dos sindicatos, subordinados ao Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio Início do “peleguismo” (controle dos sindicatos por líderes ligados ao governo)
  44. 44. 1932 – Em São Paulo, o PRP e o Partido Democrático formam contra Vargas a “Frente Única Paulista” – Revolução Constitucionalista de São Paulo: movimento armado com o objetivo de apressar a reconstitucionalização do País (tentativa da oligarquia paulista de retomar o poder) – Fundação da Ação Integralista Brasileira (AIB), partido de orientação fascista chefiado por Plínio Salgado
  45. 45. O homem vale pelo trabalho, pelo sacrifício em favor da FAMÍLIA, da PÁTRIA e da Sociedade. Estava definida a trilogia que marcou toda a trajetória do Movimento: DEUS, PÁTRIA E FAMÍLIA. De inspiração nazi-fascista, adota uma simbologia nacionalista, uma camisa verde como uniforme e, como saudação, a palavra anauê, uma interjeição da língua tupi Plínio Salgado
  46. 46. 1933 – Instalação de uma Assembléia Constituinte, eleita por voto secreto e com participação do eleitorado feminino 1934 – Promulgação de uma nova Constituição, que incorpora a legislação trabalhista – Vargas é eleito indiretamente para a Presidência da República, com um mandato de quatro anos
  47. 47. 1935 – Criação da Aliança Nacional Libertadora (ANL), frente antifascista nucleada pelo PCB e dirigida por Luís Carlos Prestes, recém- chegado da URSS – Aumentam os choques de rua entre aliancistas e camisas-verdes (integralistas) – O governo determina o fechamento da ANL – Intentona Comunista (principais focos revoltosos: dois quartéis no Rio de Janeiro) • Forte repressão governamental e prisão de praticamente toda a cúpula comunista
  48. 48. Com o sucesso da marcha, a Coluna Prestes ajuda a abalar ainda mais os alicerces da República Velha e preparar a Revolução de 30.
  49. 49. 1937 – Campanha sucessória presidencial – Divulgação, pelo governo, do “Plano Cohen” (projeto de insurreição comunista forjado por um oficial do Exército – Golpe de Estado de Vargas, com apoio das Forças Armadas e da maior parte dos setores conservadores. • Dissolução do Congresso Nacional • outorga de uma Constituição autoritária (a “Polaca”)
  50. 50. 1937/45 – Fase do Estado Novo, dentro da Era Vargas • Os partidos políticos são extintos e não mais se realizam eleições • Instaura-se uma ditadura e os estados voltam a ser governados por interventores nomeados
  51. 51. 1938 – Criação do Conselho Nacional do Petróleo, dentro do intervencionismo econômico de orientação nacionalista –“Putsch” (tentativa de golpe) Integralista Desarticulação da extrema direita brasileira 1939 – Elaboração de um Plano Qüinqüenal que enfatiza o estímulo à atividade industrial, dentro da “política de substituição das importações” implementada por Vargas
  52. 52. 1940 – Instituição do salário-mínimo, já previsto na Constituição de 1934 1941 – Criação da Companhia Siderúrgica Nacional e início da construção da Usina Siderúrgica de Volta Redonda, com empréstimos e apoio tecnológico dos Estados Unidos 1942 – Devido ao torpedeamento de navios brasileiros em nosso litoral, o Brasil declara guerra à Alemanha e Itália (a declaração de guerra ao Japão, terceiro membro do Eixo, é de 1944)
  53. 53. Siderúrgica de Volta Redonda (RJ) Manifestação em defesa do monopólio estatal do petróleo, contra os contratos de risco e pela nacionalização das riquezas minerais do País
  54. 54. 1943 – Entra em vigor a Consolidação das Leis do Trabalho, código trabalhista inspirado na “Carta del Lavoro” da Itália Fascista 1944/45 – Participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB), do Exército, e de um destacamento da Força Aérea na luta contra os alemães na Itália • Principal vitória brasileira: Monte Castelo
  55. 55. 1945 – Diante da crescente pressão interna e também por causa do enfraquecimento das ideologias de extrema-direita, Vargas adota medidas liberalizantes: • afrouxamento da censura • libertação dos presos políticos • permissão para o funcionamento de partidos • fixação de eleições presidenciais
  56. 56. - A União Democrática Nacional (UDN) lança a candidatura do brigadeiro Eduardo Gomes à Presidência da República – O Partido Social Democrático (PSD) lança a candidatura presidencial do general Eurico Gaspar Dutra – O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), apoiado pelo PCB, inicia a Campanha Queremista (“Queremos Getúlio!”) – Vargas é deposto por um golpe militar
  57. 57. 1946/64 –vitória do general Dutra, com o apoio de Vargas Forma-se a aliança PSD–PTB, que predominará na política brasileira até 1964 REPÚBLICA POPULISTA 1946 – Posse de Dutra na Presidência – Redemocratização do País, com a promulgação de uma nova Constituição, semelhante à de 1934 1947 – Cassação do PCB e ruptura com a URSS, dentro da política de alinhamento do Brasil com os Estados Unidos (contexto: “Guerra Fria“)
  58. 58. 1949 – Diante da crise provocada pela liberalização da economia (excessiva importação de supérfluos), o governo Dutra volta ao intervencionismo e elabora o Plano SALTE (saúde, alimentação, transporte e energia) 1951 - Getúlio Vargas retorna a Presidência da República – Decreto impondo o limite de 10% anuais para a remessa de lucros de empresas estrangeiras
  59. 59. 1953 – Criação da Petrobrás, empresa estatal com monopólio sobre a prospecção, extração e refinação de petróleo (“O PETRÓLEO É NOSSO”) 1954 – Elevação do salário-mínimo em 100% – Campanha do jornalista Carlos Lacerda, filiado à UDN e diretor da Tribuna da Imprensa, do Rio de Janeiro, contra a administração de Vargas – Atentado contra Carlos Lacerda e morte do oficial da Aeronáutica que o acompanhava – Pressão militar e suicídio de Vargas – O vice Café Filho assume a Presidência da República
  60. 60. Campanha “O Petróleo é Nosso” Enterro de Getúlio Vargas
  61. 61. 1956/61 – Presidência de Juscelino Kubitschek – Plano de Metas: “5 ANOS EM 50” – Desenvolvimentismo e abertura do País às multinacionais 1956 – Criação do Grupo Executivo da Indústria Automobilística 1958 – Luís Carlos Prestes, na clandestinidade desde 1948, ressurge em público, evidenciando a crescente participação dos comunistas na vida política
  62. 62. 1959 – O Brasil rompe com o FMI – Criação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) – A inflação atinge o índice de 39,5% ao ano 1960 – Inauguração de Brasília – Inauguração da Rodovia Belém– Brasília
  63. 63. 1960 – AS CÂMARAS SE VOLTAM PARA A INAUGURAÇÃO DE BRASÍLIA
  64. 64. 1961 – Jânio Quadros, eleito pelas oposições, toma posse na Presidência  O vice-presidente é João Goulart, do PTB. – “Política externa independente” em relação aos Estados Unidos: • vota contra a expulsão de Cuba da OEA • condecora o ministro cubano “Che” Guevara  Cruzeiro do Sul – Crescente oposição conservadora (Carlos Lacerda) e renúncia de Jânio Quadros
  65. 65. – Crise institucional A cúpula das Forças Armadas se opõe à posse do vice João Goulart na Presidência Solução de compromisso: Ato Adicional à Constituição de 1946, instituindo o parlamentarismo – Posse de João Goulart (“Jango”)
  66. 66. João Goulart e Brizola Jânio Quadros
  67. 67. 1963 – Referendo restabelece o sistema presidencialista – Crescente esquerdização do governo Goulart Jango propõe as “Reformas de Base” (agrária, bancária, administrativa, universitária e das Forças Armadas) GOVERNOS MILITARES (1964/85) – Golpe militar -O Congresso elege o marechal Humberto Castelo Branco presidente da República -o “Alto Comando da Revolução” põe em vigor o Ato Institucional nº 1 autoriza o governo a cassar mandatos e suspender direitos políticos por dez anos
  68. 68. 1965 – Cassação de inúmeros líderes políticos, sindicais e estudantis, com destaque para João Goulart, Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros e Leonel Brizola –Ato Institucional nº 2 extingue os partidos políticos existentes e institui o bipartidarismo ARENA (partido da situação) e MDB (partido da oposição)
  69. 69. GOLP E DE 64
  70. 70. 1966 – Ato Institucional nº 3 eleições indiretas para os governos estaduais - Ato Institucional nº 4 convocação extraordinária do Congresso para aprovar um novo projeto constitucional 1967 – Carlos Marighella forma a Aliança Libertadora Nacional: luta armada contra o governo – o Congresso aprova a Lei de Segurança Nacional - marechal Costa e Silva, assume o governo - Carlos Lacerda e Juscelino Kubitschek lideram a formação de uma “Frente Ampla” – com adesão de João Goulart – exigindo anistia, uma Assembléia Constituinte e eleições diretas
  71. 71. 1968 – Manifestações de rua reúnem milhares de pessoas contra o regime militar – Morte do estudante Edson Luís, de cujo enterro participam dezenas de milhares de pessoas – Ato Institucional nº 5, que concede ao presidente da República poderes: Fechar o Congresso, as Assembléias Legislativas e as Câmaras Municipais Cassar mandatos Decretar estado de sítio Suspendia o direito de habeas-corpus para crimes políticos Submetia o Poder Judiciário ao Executivo
  72. 72. 1969 – o presidente Costa e Silva sofre um enfarte – a cúpula militar escolhe para presidente o general Emílio Garrastazu Médici, com mandato de cinco anos - Para combater a luta armada contra o governo, é criada em São Paulo a Operação Bandeirante (OBAN) 1970 - a OBAN dá origem ao DOI-CODI (Departamento de Operações e Informações – Centro de Operações de Defesa Interna) – aparelho repressivo organizado pelos militares - o Brasil ganha o tricampeonato mundial de futebol “BRASIL, AMEO-O OU DEIXE-O” (Médici)
  73. 73. Arthur Costa e Silva Ernesto Geisel e João Figueiredo Humberto de Alencar Castello Branco Emílio Garrastazu Médici
  74. 74. 1971 – Morte de Carlos Lamarca, que organizara uma guerrilha rural no Vale do Ribeira (SP) 1972 – Auge do “Milagre Brasileiro” 1973 – Na cúpula das Forças Armadas, os “castelistas” conseguem lançar a candidatura do general Ernesto Geisel à Presidência, contra os desejos da chamada “linha dura” – Fim da guerrilha do Araguaia, último episódio da luta armada contra o regime militar
  75. 75. Imagem da Bacia do Rio Tocantins, mostrando com destaque o rio Araguaia, um dos principais rios desta bacia
  76. 76. 1974 – Ernesto Geisel dá início a abertura política : “lenta, gradual e segura” – eleições para as Assembléias Legislativas Estaduais e para o Congresso Nacional, com o MDB obtendo expressiva votação 1975 – O jornalista Vladimir Herzog é morto sob tortura nas dependências do DOI-CODI de São Paulo
  77. 77. 1976 – O ministro da Justiça, Armando Falcão, põe em vigor a determinação conhecida como “Lei Falcão”, que limita o acesso dos candidatos ao rádio e à televisão durante a campanha eleitoral 1977 – Entrada em vigor do “Pacote de Abril”, que estabelece um mandato de seis anos para o próximo presidente da República e cria os “senadores biônicos” (eleitos por voto indireto, em número de um senador por estado)
  78. 78. 1978 – greve dos metalúrgicos do ABC – extinção (mas não revogação) do Ato Institucional nº 5 1979 – o general João Batista Figueiredo assume a Presidência da República - Nova greve dos metalúrgicos do ABC mobiliza 180.000 operários – o projeto de anistia política é aprovado pelo Congresso – Reforma partidária e extinção da ARENA e do MDB
  79. 79. 1980 – Libertação dos presos políticos e autorização para os exilados retornarem ao País 1981 – O governo restabelece eleições diretas para os cargos do Executivo, exceto para presidente da República e prefeitos das capitais e áreas de segurança nacional – 330 mil operários param durante 41 dias, enfrentando violenta repressão Luís Inácio da Silva (Lula) se destaca como principal líder sindical
  80. 80. 1982 – Eleições diretas para governador, suspensas desde 1966 1983 – Surge a Central Única dos Trabalhadores (CUT) 1984 – Campanha das “Diretas-Já” reúne multidões nas principais capitais do País emenda Dante de Oliveira é rejeitada no Congresso
  81. 81. A população chega ao comício das Diretas Já, na Av. Presidente Vargas, tendo ao fundo a igreja da Candelária, 10 de agosto de 1984.
  82. 82. Nova República (a partir de 1985) 1985 – eleições indiretas: o candidato oposicionista Tancredo Neves derrota o situacionista Paulo Maluf - morte de Tancredo Neves – O vice José Sarney é empossado na Presidência da República 1986 – O presidente Sarney lança o “Plano Cruzado”, numa tentativa de estabilizar a economia
  83. 83. 1987 – Instala-se o Congresso Constituinte, presidido pelo deputado Ulysses Guimarães 1988 – O Congresso promulga a nova Constituição – Chico Mendes, seringueiro e ecologista, é assassinado no Acre 1989 – Realizações das primeiras eleições presidenciais diretas No segundo turno, é eleito Fernando Collor de Melo, derrotando Luís Inácio Lula da Silva
  84. 84. 1990 – Posse de Fernando Collor de Melo  “Plano Collor”, retém, por 24 meses, depósitos feitos em contas-correntes ou em poupanças 1991 – Escândalos sucessivos abalam o governo Collor - A inflação retoma seu processo ascensional 1992 – Fernando Collor renuncia à Presidência pouco antes de sofrer impeachment pelo Congresso, que o declara inelegível por oito anos - O vice-presidente Itamar Franco toma posse
  85. 85. 1993 – Plebiscito mantém a forma de governo republicana e o sistema presidencialista, contra a forma monárquica e o sistema parlamentarista 1994 – o ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, anuncia Plano Real  Entra em vigor uma unidade monetária virtual: a URV (Unidade Referencial de Valor), que altera diariamente o valor da moeda corrente (cruzado novo) – Julho: entra em vigor uma nova moeda: o real Interrupção do processo inflacionário – Outubro: eleições para presidente da República, Fernando Henrique Cardoso vence no primeiro turno
  86. 86. 1995 – posse de Fernando Henrique Cardoso, que prioriza impedir a volta da inflação - Nascimento do MERCOSUL 1996 – Eliminação progressiva das medidas comerciais protecionistas, com a tarifa alfandegária máxima caindo de 105% para 32% 1997 – O Congresso aprova emenda constitucional permitindo a reeleição para a chefia do Executivo em nível nacional, estadual e municipal
  87. 87. A partir de 1995, cerca de 90% das mercadorias produzidas nos países membros podem ser comercializadas sem tarifas comerciais. MERCOSUL BRASIL
  88. 88. 1998 – Reeleição de Fernando Henrique Cardoso, vencedor no primeiro turno das eleições 1999 –o Banco Central põe fim à “âncora cambial” (manutenção do dólar norte-americano em um patamar cambial artificialmente baixo) 2000 – A crise econômica da Argentina e a desaceleração global abalam a economia brasileira 2001 – O desemprego mantém-se em patamares elevados – racionamento na distribuição de energia elétrica
  89. 89. 2002/2003 – Vitória de Luís Inácio Lula da Silva (PT) à presidência da República – mantém a política econômica controle da inflação por meio de juros altos Fiscalismo busca de um elevado superávit primário - Primeiras conseqüências: redução dos índices inflacionários aumento do desemprego perda de poder aquisitivo pela população Os projetos sociais da campanha eleitoral, sobretudo o Fome Zero, não decolam
  90. 90. • a Câmara dos Deputados aprova em primeira votação o projeto de reforma tributária, abrindo espaço para um aumento da carga fiscal sobre pessoas físicas e jurídicas • Lula discursa na Assembléia Geral da ONU propondo a criação de um fundo mundial de combate à fome
  91. 91. 2004 –Crescimento do PIB: 5,2% 2005 – recorde na arrecadação de tributos pela Receita Federal – A cotação do dólar cai a R$ 2,37 – Uma série de denúncias de corrupção prejudica a imagem do Congresso Nacional – José Dirceu, considerado o homem-forte do governo Lula, tem o mandato de deputado federal cassado
  92. 92. 2006 – Marcos Pontes, o primeiro astronauta brasileiro, passa oito dias no espaço como participante em uma missão russa – Novo recorde na arrecadação de impostos pelo governo federal – A taxa de juros cai, mas continua sendo a mais alta do mundo – Novas denúncias de corrupção envolvem praticamente um quarto da Câmara dos Deputados

×