Cenario Brasileiro Da Ead

10.848 visualizações

Publicada em

  • Informações excelentes, tem dados mais atualizados?
    Nilson
    http://eadbox.com/
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Sem dúvida, é uma proposta que modifica totalmente a tradicional maneira de ensino-aprendizagem. É uma proposta válida pela possibilidade que dá de acesso e inclusão a muito que não tem condições de estudar de forma presencial.
    Agora, é fundamental, que todas as iinstituições possam oferecer não apenas a capacidação do profissional que estará 'tutorando' como também ter uma infraestructura que suporte e responda à proposta.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Cenario Brasileiro Da Ead

  1. 1. O Cenário Brasileiro da EaD João Vianney, Dr. Sc. Diretor do campus UnisulVirtual Unisul – Universidade do Sul de Santa Catarina – Brasil Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  2. 2. O Cenário Brasileiro da EaD Desafios, promessas, resultados, conflitos e expectativas sobre o futuro da educação superior a distância no Brasil. 1994 - 2008 Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  3. 3. O Cenário Brasileiro da EaD A questão central para este debate: Vai bem ou vai mal a EaD no ensino superior brasileiro Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  4. 4. O Cenário Brasileiro da EaD As promessas da Educação a Distância para o Brasil, em 1995: Democratizar o acesso ao Ensino Superior; d Vai bem ou vai Conectividade a qualquer tempo e lugar; mal a EaD no ensino Metodologias inovadoras; superior Autonomia do aluno na trilha de aprendizagem; brasileiro Bibliotecas digitais; Comunidades virtuais de aprendizagem; Conteúdos e aprendizagem de alta qualidade; Tutoria com professores de alta qualificação; Custos reduzidos; O fim das iniqüidades. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  5. 5. O Cenário Brasileiro da EaD Vai bem ou vai mal a EaD no ensino superior? Os parâmetros para responder à questão: Inclusão de populações até então não alcançadas pela educação tradicional; Expansão do número de alunos no ensino superior na faixa de 18 a 24 anos, e faixas acima; Interiorização e aumento da área de abrangência das IES; Utilizar a EaD para modernizar a educação tradicional; Pesquisas sobre novas formas de ensinar e de aprender; Qualidade na formação obtida pelos egressos da EaD. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  6. 6. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Os números da EaD nos cursos de graduação: Ano Cursos Matrículas 2000 10 1.682 2001 16 5.359 2002 46 40.714 2003 52 49.911 2004 107 59.611 2005 189 114.642 2006 349 207.206 Fonte: Censo 2006 – INEP. Prof. Dilvo Ristoff Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  7. 7. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Participação da EaD no total de alunos de graduação: Fonte: Censo 2006 – INEP - Prof. Dilvo Ristoff Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  8. 8. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: A cobertura da EaD no território brasileiro: 291 pólos 130 locais Em apenas 14 anos de ensino superior a distância as IES públicas, privadas, confessionais e comunitárias chegaram a todas as regiões Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  9. 9. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Domínio metodológico para o uso de tecnologias: Satélite – Transmissão de tele-aulas com sinal digital; Vídeo-aulas – Aulas pré-formatadas para reprodução; Impressos – Livros didáticos e atividades de aprendizagem; Internet – Uso progressivo de ambientes virtuais de aprendizagem; Videoconferência – Aulas, defesas e atividades interativas; Telefonia convencional – Monitoria, tutoria, call center, etc; Telefonia móvel – Desafio para as IES brasileiras, que em função da defasagem tecnológica do País estão à margem do “M-learning”. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  10. 10. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Redução de custos propiciada pela EaD Mensalidades para cursos de graduação: Menor preço: R$ 140,00 Maior preço: R$ 550,00 Diferença: de 30% a 50% menor em relação aos preços equivalentes no ensino presencial. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  11. 11. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Perfil socioeconômico: Alunos EaD X Alunos presenciais Critério EaD Presencial Percentual de alunos casados 52 % 19 % Alunos com 2 ou mais filhos 44 11 Cor da pele branca 49 68 Renda familiar até 3 salários mínimos 43 26 Renda familiar acima de 10 salários mínimos 13 25 Trabalha e ajuda a sustentar a família 39 19 É a principal renda da família 23 7 Pai com Ensino Médio ou Superior 18 51 Mãe com Ensino Médio ou Superior 24 54 Fonte: INEP – 2006 - Prof. Dilvo Ristoff Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  12. 12. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: O estudante de EAD é preponderantemente casado, tem filhos, é menos branco, mais pobre, contribui mais para o sustento da família, e tem pais com menor escolaridade em relação ao aluno de cursos presenciais. A questão que se apresenta: Com este perfil, que resultado seria esperado nas avaliações dos cursos oferecidos por EaD? Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  13. 13. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Depoimentos de alunos formados na EaD: “Meu marido não grita mais comigo” – Pedagogia, UFPR - 2004 “Agora eu sou ouvida na escola, e ainda por cima aceitam as minhas sugestões” – Pedagogia, UDESC, 2005 “Passei em primeiro lugar no concurso” – Lic. UFMT – 2005 “Depois do mestrado, fui diretor da empresa” - UFSC - 2006 “Passei para o mestrado em Harvard, com bolsa do Banco Mundial, pela minha classificação” – Tecnólogo, UNISUL - 2008 Mas são depoimentos individuais, que podem mascarar a amostra… Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  14. 14. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: No entanto, o Enade 2005 – 2006 confirmou: Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  15. 15. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: No entanto, o Enade 2005 – 2006 confirmou: Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  16. 16. O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Diante dos resultados, podemos afirmar que a EaD oferece mais qualidade que o ensino presencial? Sim ( ) São equivalentes ( ) Não ( ) Independente da opção do auditório, é possível afirmar: - A tese de que a EaD teria um resultado de aprendizagem pior em relação ao ensino presencial está refutada. Dado importante: Os resultados da pesquisa da qualidade comparativa da aprendizagem nas modalidades vieram através de pesquisa oficial do INEP, órgão vinculado ao Ministério da Educação. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  17. 17. O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras para a pesquisa em EaD: Hipóteses para entender a performance da EaD: A faixa etária superior na EaD determina os resultados? O perfil de um aluno autônomo gera melhor aprendizado? Conteúdos estruturados e modelos levam à aprendizagem? O alinhamento entre conteúdos de EaD e as diretrizes curriculares utilizadas para as provas ENADE contribui? O perfil do aluno que permanece na EaD é o de um vencedor, conduzindo a uma maior aprendizagem? Vamos lá, há todo um universo para pesquisas em mestrados e doutorados… Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  18. 18. O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras de pesquisa sobre qualidade: Alunos mais velhos têm melhor desempenho? - Não.Tanto na EaD quanto no ensino presencial foi descartada a hipótese de melhor performance para a faixa etária superior. MAIS DE 24 ANOS 24 ANOS E MENOS ÁREA PRESENCIAL DISTÂNCIA PRESENCIALDISTÂNCIA Administração 38,5 39,8 37,0 33,2 Biologia 31,6 30,5 33,1 38,7 Ciências Contábeis 31,1 28,5 29,6 25,0 Filosofia 32,9 30,0 32,1 33,4 Física 32,4 39,4 32,5 40,2 Normal Superior 42,6 41,9 43,3 40,2 Geografia 38,3 32,7 39,9 29,0 História 38,3 31,4 38,6 36,0 Letras 35,1 32,9 36,3 35,6 Matemática 31,2 34,0 32,1 34,6 Pedagogia 43,8 46,0 42,5 48,4 Turismo 45,7 48,1 46,6 53,9 Fonte: INEP – 2006 - Prof. Dilvo Ristoff Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  19. 19. O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras de pesquisa sobre qualidade: A qualidade está vinculada a algum modelo de EaD? Tele-educação via satélite. Com franquias de recepção presencial, domina o mercado pelo setor privado. Derivado dos projetos PEC (SP) e UNITINS (TO); Pólos de apoio presencial. Modelo do MEC para a UAB. Origem nos projetos da UFMT, do VEREDAS e do CEDERJ, com equipe e sede presencial; Universidade Virtual. Relacionamento aluno-instituição com uso intensivo de TCD. Derivado dos projetos UFSC, UNIFESP, UFPE e ANHEMBI MORUMBI; Vídeo-educação. Franquias de vídeo-salas, com monitor de apoio presencial. Modelo criado pelo IESDE a partir das antigas salas de telecursos da FIESP; Unidade Central. Alunos visitam a instituição a intervalos regulares para atividades presenciais e avaliação. Origem na Univ. Federal de Lavras. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  20. 20. O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras de pesquisa sobre qualidade Distribuição atual de IES de acordo com modelo de EaD: Tele-educação via satélite: Eadcom/UNITINS; UNOPAR; FTC; UNIDERP; COC; UNIP; UNINTER; CESUMAR; Estácio; UNIMEP. Pólos de apoio presencial (UAB): IES do CEDERJ; UFMT; UnB; UFAL; UDESC; UFPR; UFSC; UFSM; UFOP... Universidade Virtual: Univs. Católicas do PR; MG; DF e RS; UNISUL; FGV; AIEC; UFSC; UNIFESP; COC; UNIP; UNIS; NewtonPaiva; UNIT; Estácio; UNIVERSO; UnB; UFF. Vídeo-educação: UNIASSELVI; UCB; ULBRA. Unidade Central: UFLA; UNISUL; UnB. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  21. 21. O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras de pesquisa sobre qualidade: Os perfis de ordem educacional e de conexão à internet Critério EaD % Presencial % Atendimento extraclasse por professores 50,1 16,9 Conteúdos essenciais nos planos de ensino 73,1 54,5 Tem acesso à internet 82,9 92,9 Vinculação entre disciplinas e o currículo 66,9 51,1 Usa o computador em casa 55,2 72,3 Estuda mais de 3 horas por semana 53,9 51,0 Usa o computador no trabalho 65,3 53,8 Cursou o Ensino Médio em escola pública 67,0 51 Cursou Ensino Médio em escola privada 15 33 Fonte: INEP – 2006 - Prof. Dilvo Ristoff Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  22. 22. O Cenário Brasileiro da EaD Derrubando mitos sobre a EaD: Para conhecer melhor a realidade dos alunos da EaD: Os alunos a distância, em relação aos alunos presenciais: Estudam mais horas por semana; Recebem mais atenção por parte dos professores; Entendem que os conteúdos essenciais contam dos planos de ensino e que há maior vinculação das disciplinas com os currículos; Estudaram o Ensino Médio em sua maior parte em escolas públicas; Têm acesso à internet, mas fazem maior uso do computador no trabalho do que em casa. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  23. 23. O Cenário Brasileiro da EaD O que pensa o aluno da EaD? As Representações Sociais da Educação a Distância: “Estudar por EaD é uma oportunidade econômica de ingressar no ensino superior. Oferece flexibilidade pela facilidade de escolher os locais e horários mais cômodos para estudar. Porém, exige dedicação por parte do aluno.” Fonte: As Representações Sociais da Educação a Distância – Tese. UFSC/2006 Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  24. 24. O Cenário Brasileiro da EaD Vamos conferir as promessas da EaD: Breves Democratizar o acesso ao Ensino Superior: +++ respostas Conectividade a qualquer tempo e lugar: +_+ às promessas Introduzir metodologias inovadoras: +++ da Universidade Autonomia do aluno na trilha de aprendizagem: +_+ Virtual: Bibliotecas digitais: _+_ Comunidades virtuais de aprendizagem: _+_ +++ = Ótimo Conteúdos e aprendizagem de alta qualidade: +++ +_+ = Bom Tutoria com professores de alta qualificação: _+_ _+_ = Razoável Custos reduzidos: +++ ___ = Sofrível O fim das iniqüidades: ___ Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  25. 25. O Cenário Brasileiro da EaD Os conflitos da EaD Nem tudo são flores na jornada da EaD… A trajetória da EaD no ensino superior brasileiro está marcada por muitos conflitos: - Bases legais: Equilíbrio Federativo entre os Sistemas e a União - Controle de Qualidade: Competência e Territorialidade - Tutoria: A função docente e a natureza trabalhista do tutor - Diploma e Mercado de Trabalho: Reconhecimento profissional Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  26. 26. O Cenário Brasileiro da EaD Os conflitos da EaD O Pacto Federativo na Educação Nacional t União: Caráter Nacional Federal: IFES e IES particulares Estadual: IES vinculadas; Municipal: Instituições próprias Militar: IES das Forças Armadas Os Sistemas devem trabalhar em harmonia, diz a Constituição Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  27. 27. O Cenário Brasileiro da EaD Os conflitos da EaD As premissas de competência constitucional: À União: Diretrizes e Bases da Educação (elaborar a LDB); A União organiza e mantém o Sistema Federal de Ensino; União, Estados, DF e Municípios: Organizar em regime de colaboração os seus sistemas, e legislar em conjunto sobre educação; As Universidades têm autonomia didático-científica (observada a LDB); As Forças Armadas têm Sistemas próprios de ensino; A Educação se fará com pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas (observada a Constituição e a LDB). Fonte: Arts. 22; 24; 206; 207; 210 e 211 da Constituição; a LDB; e Leis do Ensino nas Forças Armadas. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  28. 28. O Cenário Brasileiro da EaD Os conflitos da EaD: Hierarquia das Leis no Brasil - Instância Federal 1 Constituição 2 Emenda Constitucional Instâncias de 3 Lei Complementar articulação 4 Lei Ordinária (Código ou Consolidação) legal para a 5 Lei Delegada Educação 6 Decreto Legislativo Brasileira: 7 Resolução 8 Decreto 9 Instrução Normativa 10 Instrução Administrativa 11 Ato Normativo 12 Ato Administrativo 13 Portaria 14 Aviso Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  29. 29. O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos de Territorialidade na EaD: - Como fazer a regulação e a avaliação de IES que atuam com ampla abrangência, perpassando os sistemas? - Como mediar os conflitos federativos? 1. O CEE-RS pronunciou no sentido de que não considera satisfatória a qualidade de cursos de licenciatura oferecidos a distância naquele estado. Mas não tem ingerência na regulação ou avaliação de IES do Sistema Federal e que ali implantaram pólos ou franquias. 2. O CME-SP vetou a contratação na Rede Municipal de Educação de professores licenciados em cursos oferecidos por educação a distância. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  30. 30. O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos sobre controle de qualidade: Como fazer o controle da qualidade na EaD? - A partir de especificações do projeto de cada IES? - Deve seguir a prescrição de modelos ou de indicadores estabelecidos a priori pelos órgãos reguladores? - Deve ser unificado, nos procedimentos gerais do SINAES? - Como compatibilizar o acompanhamento pelos diferentes Sistemas? - Como evitar que premissas de ordem pedagógica ou organizacional se sobreponham à pluralidade didática? Fernando Haddad: O que vale é a qualidade verificada, o que vale é a aprendizagem, e que pode ser medida. Carlos Bielchowsky: Expansão com qualidade na EaD. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  31. 31. O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos sobre tutoria na EaD: Quem é o Tutor, e qual a relação trabalhista? Há modelos com tutoria centralizada na instituição ofertante, onde os tutores são os professores que atuam no ensino presencial da IES. Estes professores têm a mesma remuneração e contam nas estatísticas de avaliação da instituição (titulação, contratação, etc.). Há modelos com tutoria descentralizada em franquias ou pólos de apoio presencial, em que os tutores não têm contrato de trabalho com a IES ofertante. Como o INEP, o SINAES e o MEC avaliam? No modelo da UAB há contratação de tutores com pagamento via bolsas. É possível replicar o sistema de bolsas para IES estaduais e municipais? As IES privadas podem criar bolsas ou algo similar? Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  32. 32. O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos sobre tutoria na EaD: Quando vale o trabalho de um tutor? Acordos de negociação salarial entre professores e instituições de ensino estabelecem pisos de remuneração para a função docente. Há instituições e governos que pagam os tutores dentro dos acordos firmados e homologados pela Justiça do Trabalho. Mas há instituições que praticam remunerações inferiores para o tutor. Valores encontrados para tutoria em cursos de graduação por EaD: Pagamento mínimo: R$ 5,55 a hora de tutoria; Pagamento médio: R$ 22,00 a hora de tutoria; Pagamento máximo: R$ 50,00 a hora de tutoria. Afinal, tutor é professor? Ou é uma subcategoria? Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  33. 33. Conflitos sobre tutoria na EaD: Atendimento aos alunos Tutor especialista por professores alocados por disciplinas. Maior remuneração Modelos de Tutoria Atendimento a turmas de alunos por professor generalista, ou em regime Tutor generalista de plantão tira-dúvidas Menor remuneração Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  34. 34. O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos sobre o diploma obtido na EaD: Vale ou não o diploma conquistado por EaD? Algumas entidades de classe têm dito que não vale. - Afinal, é constitucional ou não a distinção entre os diplomas? - A Lei é clara: Há plena equivalência nas modalidades de ensino, e não pode ocorrer distinção entre os diplomas conferidos. No entanto.... O Conselho Federal de Biologia negou o registro profissional a uma egressa que concluiu o curso de licenciatura oferecido pelo CEDERJ; A Prefeitura de São Paulo não contrata licenciados egressos da EaD; A OAB manifestou-se contra a criação de curso de direito por EaD. Concursos têm restringido inscritos a ‘curso reconhecido pelo MEC’. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  35. 35. O Cenário Brasileiro da EaD O que fazer para eliminar o preconceito? - Como fazer ver às instituições que a qualidade está presente na formação por EaD? - Como eliminar as restrições ao exercício profissional? “Não abrir a cabeça é receita para envelhecer mais depressa. O problema é que os maduros não querem abrir a cabeça.” – Roberto Rodrigues - Folha de São Paulo. B2, 7/j06/2008. Como superar? Oferecendo qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta… Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  36. 36. O Cenário Brasileiro da EaD A crise de identidade nas modalidades: A educação a distância e o ensino presencial vivem uma crise de identidade recíproca: O um é o outro? 1 - Há quem tenta fazer da EaD uma modalidade semipresencial; 2 – Há quem tenta transformar o ensino presencial em semivirtual. - Afinal, qual é a minha verdadeira identidade A EaD e o ensino presencial padecem da síndrome de Fiona. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  37. 37. O Cenário Brasileiro da EaD Qual é o futuro da EaD? O futuro da EaD é... é... é... O futuro… é o fim da EaD! A educação presencial está em transformação, virtualizando-se gradativamente. O campus tradicional se recria, as relações e as trocas de aprendizagem entre os agentes se intensificam no virtual. As aulas expositivas são gravadas em vídeo e logo publicadas na internet. O aluno escolhe. Desde o final da década de 1990 a Unifesp oferece uma alta carga de conteúdos on-line para os alunos de medicina e outros cursos da área da saúde. Sem prejuízo na aprendizagem. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  38. 38. O Cenário Brasileiro da EaD O futuro da EaD O futuro da EaD... É o fim da EaD. Professores do Unicentro Newton Paiva que atuam na EaD afirmam que mudaram totalmente a forma de planejar e trabalhar no ensino presencial. Para melhor. As universidades virtuais que estão nascendo na Comunidade Européia replicam na internet e na telefonia de última geração as atividades de um campus tradicional. Inclusive com aulas expositivas permanentemente à disposição. A convergência entre a EaD e o ensino tradicional é crescente Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  39. 39. O Cenário Brasileiro da EaD O futuro da EaD é o fim da EaD A disseminação das Tecnologias de Comunicação Digital é o fenômeno mais rápido da história da comunicação. No Brasil já são 127 milhões de assinaturas de telefonia celular. A nova geração de aparelhos e conectividade muda o patamar de acesso a conteúdos, atividades, interação e entrenimento. Novos caminhos para a aprendizagem. Vem aí o i-Learning. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  40. 40. O Cenário Brasileiro da EaD O fim da EaD é o futuro: A educação flexível Educação Flexível Campus Virtual Campus Misto A Distância (100%) presencial 80% Presencial Internet Salas de aula + Tele-conferência Laboratórios 20% a Distância Vídeo-aulas Videoconferência M-learning O aluno pode migrar entre as modalidades Formas diversificadas de ensinar e de aprender Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  41. 41. Câmbio final e muito obrigado, a vocês e ao prof. Dilvo Ristoff, pelo cruzamento inédito dos dados do INEP, que mostraram o desempenho e o perfil dos alunos da Educação Superior a Distância. Vianney vianney@unisul.br Vianney Dilvo Ristoff
  42. 42. O Cenário Brasileiro da EaD Anexo: Cronologia dos modelos brasileiros de educação a distância Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  43. 43. O Cenário Brasileiro da EaD Cronologia do Ensino Superior a Distância 1972 – Conselho Federal de Educação – Relatório Newton Sucupira. Primeiros estudos oficiais em direção à univ. a distância; 1978 – UnB – Convênio com a The Open University – Oferta de cursos livres, traduzidos para o português; 1993 – UnB – Cátedra da Unesco para educação a distância – Foco na qualificação para EaD, e oferta de pós sobre avaliação institucional; 1994 – UFMT – Nead - 1º. Vestibular para graduação a distância – Licenciatura – Foco na interiorização, e criação de núcleos de apoio presencial; 1995 – UFSC – Laboratório de Ensino a Distância – Uso intensivo de NTIC – foco na pós-graduação e na integração com empresas; 1996 – UNICAMP, PUC-RJ e UFSC – Criação dos primeiros AVAs (LMS); 1997 – UNIFESP – UnifespVirtual – Uso intensivo de NTIC – foco na pós para formação nacional em competências críticas em Saúde; Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008
  44. 44. O Cenário Brasileiro da EaD Cronologia do Ensino Superior a Distância: 1998 – ANHEMBI MORUMBI – Uso intensivo de NTIC para modernizar o ensino tradicional. Criação de disciplinas a distância e pós (on-line); 1999 – UVPBR E UNIREDE – Movimentos criados nas IFES para criar uma universidade pública a distância; 2000 – SP; TO; e, RJ – Governos estaduais criam programas para formação a distância de professores (leigos) da Educação Básica. Surgem o PEC, em SP, a Unitins-Educon em TO; e o CEDERJ no Rio de Janeiro; 2001 – Início da expansão do setor privado na EaD - Modelo de tele-aulas via satélite ou pré-gravadas, e licenciamento de franquias; 2002 – Ingresso de IES Católicas, Metodistas e Comunitárias na EaD. Uso de internet e multimídia para o relacionamento com os estudantes a distância; 2006 – MEC – Programa Universidade Aberta do Brasil – UAB. Interiorização da ação das IFES com a criação de pólos municipais. Câmara dos Deputado -Brasília SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 16 de junho de 2008

×