SlideShare uma empresa Scribd logo

Cidades sustentabilidade urbana

M
manjosp
1 de 44
Baixar para ler offline
No âmbito da disciplina de Geografia C
Leccionada pela: Dra. Maria dos Anjos Poeira

                             Elaborado por:
              Catarina Cunha, Maria Gomes,
           Mariana Saraiva, Sara Francisco e
                       Vanessa Simões 12ºD

                            Seia, 29 de Maio de 2011
Introdução


Programa POLIS
   Castelo Branco
   Chaves

Conclusão

Bibliografia




                    2
Este trabalho foi proposto no âmbito da disciplina de Geografia
C, pela professora Mª dos Anjos Poeira.


 Trata-se de um trabalho de grupo acerca da temática
“Sustentabilidade Urbana” e tem como base a proposta C do livro
de actividades “Cliques para os Alunos”. Este tema encontra-se
integrado no conteúdo programático leccionado no Capítulo IV –
Mundo de Contrastes.



                                                                  3
A vida humana e as suas organizações mais complexas, as
cidades, vêem-se ameaçadas pelo aumento das incertezas da
resposta da Terra aos impactos do Homem e das suas
actividades.

 Os sistemas que maior impacto provocam aos ecossistemas da
Terra são, sem dúvida, as cidades.

 Assim, surge a necessidade de encontrar uma estratégia que
não se baseie num consumo de recursos e cujo modelo de
organização urbana reduza o impacto produzido sobre os
sistemas terrestres.
                                                              4
“Os conceitos de “sustentabilidade urbana” e de “desenvolvimento
urbano sustentável” não têm carácter universal mas variam de
acordo com as comunidades, com as suas realidades
económicas, sociais e ambientais, com os seus valores e atitudes
ligados às suas características culturais.”

          Maria Manuela Malheiro Dias Ferreira, Universidade Aberta




                                                                                           Fonte:http://www.greensavers.pt/2010/10/28/%E2%80%9Ca-sustentabilidade-
                                                                                           urbana-tem-uma-surpreendente-actualidade-empresarial%E2%80%9D
                           Sustentabilidade Urbana – Protótipo de uma Cidade Sustentável
                                                                                           5
Cidade Sustentável

                            Definição:
                            Para muitos autores, o conceito “cidade
                            sustentável” encerra uma contradição
                            irresolúvel.
      Cidade                                           Sustentabilidade

 As cidades são, por definição,                      O princípio da sustentabilidade, por
   sistemas complexos que                               sua vez, está associado à auto-
     dependem de factores                           suficiência, implicando o consumo e a
          externos.                                   eliminação de resíduos no mesmo
NUNES, Raquel - Sustentabilidade Urbana,                            espaço.
Desafios do Homem Moderno
                                                   NUNES, Raquel - Sustentabilidade Urbana, Desafios do Homem
                                                   Moderno

                                                                                                                13

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho de geografia tema sustentabilidade
Trabalho de geografia tema sustentabilidadeTrabalho de geografia tema sustentabilidade
Trabalho de geografia tema sustentabilidadenorivalfp
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental-
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavellupajero
 
Sustentabilidade e meio ambiente
Sustentabilidade e meio ambienteSustentabilidade e meio ambiente
Sustentabilidade e meio ambienteEMEFEzequiel
 
Cidades Sustentáveis: Alguns Enfoques e Fatores Críticos
Cidades Sustentáveis: Alguns Enfoques e Fatores CríticosCidades Sustentáveis: Alguns Enfoques e Fatores Críticos
Cidades Sustentáveis: Alguns Enfoques e Fatores CríticosFundação Dom Cabral - FDC
 
Construções sustentáveis
Construções sustentáveisConstruções sustentáveis
Construções sustentáveisRochelle Lima
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental-
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvelMeio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentveljaneibe
 
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansãoIdalina Leite
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambientelaiszanatta
 

Mais procurados (20)

Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Aula 20 indicadores
Aula 20 indicadoresAula 20 indicadores
Aula 20 indicadores
 
Trabalho de geografia tema sustentabilidade
Trabalho de geografia tema sustentabilidadeTrabalho de geografia tema sustentabilidade
Trabalho de geografia tema sustentabilidade
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
 
Sustentabilidade e meio ambiente
Sustentabilidade e meio ambienteSustentabilidade e meio ambiente
Sustentabilidade e meio ambiente
 
Cidades Sustentáveis: Alguns Enfoques e Fatores Críticos
Cidades Sustentáveis: Alguns Enfoques e Fatores CríticosCidades Sustentáveis: Alguns Enfoques e Fatores Críticos
Cidades Sustentáveis: Alguns Enfoques e Fatores Críticos
 
Aula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADEAula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADE
 
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e DefiniçõesSustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
 
Construções sustentáveis
Construções sustentáveisConstruções sustentáveis
Construções sustentáveis
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvelMeio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
 
Consumo Consciente
Consumo ConscienteConsumo Consciente
Consumo Consciente
 
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambiente
 
Aula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambientalAula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambiental
 

Semelhante a Cidades sustentabilidade urbana

Habitat III: contradições, parcerias e informação geográfica na Nova Agenda U...
Habitat III: contradições, parcerias e informação geográfica na Nova Agenda U...Habitat III: contradições, parcerias e informação geográfica na Nova Agenda U...
Habitat III: contradições, parcerias e informação geográfica na Nova Agenda U...Alexandre Pereira Santos
 
Giselle Dziura - Inovação das cidades a aprtir da sustentabilidade aplicada a...
Giselle Dziura - Inovação das cidades a aprtir da sustentabilidade aplicada a...Giselle Dziura - Inovação das cidades a aprtir da sustentabilidade aplicada a...
Giselle Dziura - Inovação das cidades a aprtir da sustentabilidade aplicada a...CICI2011
 
COMO TORNAR REALIDADE A UTOPIA DA CONSTRUÇÃO DE CIDADES VERDES E INTELIGENTES...
COMO TORNAR REALIDADE A UTOPIA DA CONSTRUÇÃO DE CIDADES VERDES E INTELIGENTES...COMO TORNAR REALIDADE A UTOPIA DA CONSTRUÇÃO DE CIDADES VERDES E INTELIGENTES...
COMO TORNAR REALIDADE A UTOPIA DA CONSTRUÇÃO DE CIDADES VERDES E INTELIGENTES...Faga1939
 
20171031 Urban Debate:Angola e a Implementação da Nova Agenda Urbana - Antoni...
20171031 Urban Debate:Angola e a Implementação da Nova Agenda Urbana - Antoni...20171031 Urban Debate:Angola e a Implementação da Nova Agenda Urbana - Antoni...
20171031 Urban Debate:Angola e a Implementação da Nova Agenda Urbana - Antoni...Development Workshop Angola
 
Cidade Inclusiva e Sustentavel (Equidade Urbana)
Cidade Inclusiva e Sustentavel (Equidade Urbana)Cidade Inclusiva e Sustentavel (Equidade Urbana)
Cidade Inclusiva e Sustentavel (Equidade Urbana)Matheus Pereira
 
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda UrbanaZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda UrbanaAlexandre Pereira Santos
 
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS Fernando Alcoforado
 
20160705: UN-Habitat Conferência Sobre Desenvolvimento Urbano
20160705: UN-Habitat Conferência Sobre Desenvolvimento Urbano 20160705: UN-Habitat Conferência Sobre Desenvolvimento Urbano
20160705: UN-Habitat Conferência Sobre Desenvolvimento Urbano Development Workshop Angola
 
A gestao urbana_em_busca_de_uma_ambiente_sustentavel
A gestao urbana_em_busca_de_uma_ambiente_sustentavelA gestao urbana_em_busca_de_uma_ambiente_sustentavel
A gestao urbana_em_busca_de_uma_ambiente_sustentavelGuilherme Thies
 
Como tornar as cidades sustentáveis
Como tornar as cidades sustentáveisComo tornar as cidades sustentáveis
Como tornar as cidades sustentáveisFernando Alcoforado
 
Sustentabilidade.pptx
Sustentabilidade.pptxSustentabilidade.pptx
Sustentabilidade.pptxBeatrizDamio1
 
COMO O GOVERNO DO BRASIL PODERÁ TORNAR AS CIDADES BRASILEIRAS SUSTENTÁVEIS E ...
COMO O GOVERNO DO BRASIL PODERÁ TORNAR AS CIDADES BRASILEIRAS SUSTENTÁVEIS E ...COMO O GOVERNO DO BRASIL PODERÁ TORNAR AS CIDADES BRASILEIRAS SUSTENTÁVEIS E ...
COMO O GOVERNO DO BRASIL PODERÁ TORNAR AS CIDADES BRASILEIRAS SUSTENTÁVEIS E ...Faga1939
 
Agenda 21
Agenda 21 Agenda 21
Agenda 21 PCaffa
 
Programa Cidades Sustentáveis
Programa Cidades SustentáveisPrograma Cidades Sustentáveis
Programa Cidades SustentáveisFlorespi
 
Programa cidades sustentaveis
Programa cidades sustentaveisPrograma cidades sustentaveis
Programa cidades sustentaveisESTHHUB
 
METRÔ: AGENTE DE TRANSFORMAÇÕES URBANAS NA FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, EM LISBOA
METRÔ: AGENTE DE TRANSFORMAÇÕES URBANAS NA FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, EM LISBOAMETRÔ: AGENTE DE TRANSFORMAÇÕES URBANAS NA FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, EM LISBOA
METRÔ: AGENTE DE TRANSFORMAÇÕES URBANAS NA FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, EM LISBOADiamantino Augusto Sardinha Neto
 
Ambiente sustentabilidade e cidade
Ambiente sustentabilidade e cidade Ambiente sustentabilidade e cidade
Ambiente sustentabilidade e cidade Rogerio Almeida
 
Manual de Obras Públicas Sustentáveis
Manual de Obras Públicas SustentáveisManual de Obras Públicas Sustentáveis
Manual de Obras Públicas SustentáveisPref_SBC
 

Semelhante a Cidades sustentabilidade urbana (20)

Habitat III: contradições, parcerias e informação geográfica na Nova Agenda U...
Habitat III: contradições, parcerias e informação geográfica na Nova Agenda U...Habitat III: contradições, parcerias e informação geográfica na Nova Agenda U...
Habitat III: contradições, parcerias e informação geográfica na Nova Agenda U...
 
Giselle Dziura - Inovação das cidades a aprtir da sustentabilidade aplicada a...
Giselle Dziura - Inovação das cidades a aprtir da sustentabilidade aplicada a...Giselle Dziura - Inovação das cidades a aprtir da sustentabilidade aplicada a...
Giselle Dziura - Inovação das cidades a aprtir da sustentabilidade aplicada a...
 
COMO TORNAR REALIDADE A UTOPIA DA CONSTRUÇÃO DE CIDADES VERDES E INTELIGENTES...
COMO TORNAR REALIDADE A UTOPIA DA CONSTRUÇÃO DE CIDADES VERDES E INTELIGENTES...COMO TORNAR REALIDADE A UTOPIA DA CONSTRUÇÃO DE CIDADES VERDES E INTELIGENTES...
COMO TORNAR REALIDADE A UTOPIA DA CONSTRUÇÃO DE CIDADES VERDES E INTELIGENTES...
 
20171031 Urban Debate:Angola e a Implementação da Nova Agenda Urbana - Antoni...
20171031 Urban Debate:Angola e a Implementação da Nova Agenda Urbana - Antoni...20171031 Urban Debate:Angola e a Implementação da Nova Agenda Urbana - Antoni...
20171031 Urban Debate:Angola e a Implementação da Nova Agenda Urbana - Antoni...
 
cidades-inteligentes.pdf
cidades-inteligentes.pdfcidades-inteligentes.pdf
cidades-inteligentes.pdf
 
Cidade Inclusiva e Sustentavel (Equidade Urbana)
Cidade Inclusiva e Sustentavel (Equidade Urbana)Cidade Inclusiva e Sustentavel (Equidade Urbana)
Cidade Inclusiva e Sustentavel (Equidade Urbana)
 
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda UrbanaZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
 
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
 
20160705: UN-Habitat Conferência Sobre Desenvolvimento Urbano
20160705: UN-Habitat Conferência Sobre Desenvolvimento Urbano 20160705: UN-Habitat Conferência Sobre Desenvolvimento Urbano
20160705: UN-Habitat Conferência Sobre Desenvolvimento Urbano
 
Aula 18 cidades aula
Aula 18 cidades aulaAula 18 cidades aula
Aula 18 cidades aula
 
A gestao urbana_em_busca_de_uma_ambiente_sustentavel
A gestao urbana_em_busca_de_uma_ambiente_sustentavelA gestao urbana_em_busca_de_uma_ambiente_sustentavel
A gestao urbana_em_busca_de_uma_ambiente_sustentavel
 
Como tornar as cidades sustentáveis
Como tornar as cidades sustentáveisComo tornar as cidades sustentáveis
Como tornar as cidades sustentáveis
 
Sustentabilidade.pptx
Sustentabilidade.pptxSustentabilidade.pptx
Sustentabilidade.pptx
 
COMO O GOVERNO DO BRASIL PODERÁ TORNAR AS CIDADES BRASILEIRAS SUSTENTÁVEIS E ...
COMO O GOVERNO DO BRASIL PODERÁ TORNAR AS CIDADES BRASILEIRAS SUSTENTÁVEIS E ...COMO O GOVERNO DO BRASIL PODERÁ TORNAR AS CIDADES BRASILEIRAS SUSTENTÁVEIS E ...
COMO O GOVERNO DO BRASIL PODERÁ TORNAR AS CIDADES BRASILEIRAS SUSTENTÁVEIS E ...
 
Agenda 21
Agenda 21 Agenda 21
Agenda 21
 
Programa Cidades Sustentáveis
Programa Cidades SustentáveisPrograma Cidades Sustentáveis
Programa Cidades Sustentáveis
 
Programa cidades sustentaveis
Programa cidades sustentaveisPrograma cidades sustentaveis
Programa cidades sustentaveis
 
METRÔ: AGENTE DE TRANSFORMAÇÕES URBANAS NA FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, EM LISBOA
METRÔ: AGENTE DE TRANSFORMAÇÕES URBANAS NA FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, EM LISBOAMETRÔ: AGENTE DE TRANSFORMAÇÕES URBANAS NA FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, EM LISBOA
METRÔ: AGENTE DE TRANSFORMAÇÕES URBANAS NA FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, EM LISBOA
 
Ambiente sustentabilidade e cidade
Ambiente sustentabilidade e cidade Ambiente sustentabilidade e cidade
Ambiente sustentabilidade e cidade
 
Manual de Obras Públicas Sustentáveis
Manual de Obras Públicas SustentáveisManual de Obras Públicas Sustentáveis
Manual de Obras Públicas Sustentáveis
 

Mais de manjosp

Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimosmanjosp
 
Recursos hídricos2
Recursos hídricos2Recursos hídricos2
Recursos hídricos2manjosp
 
Formas relevo litoral
Formas relevo litoralFormas relevo litoral
Formas relevo litoralmanjosp
 
3.a sessao -_ferramentas_web_2.0
3.a sessao -_ferramentas_web_2.03.a sessao -_ferramentas_web_2.0
3.a sessao -_ferramentas_web_2.0manjosp
 
Tutorial issuu
Tutorial issuuTutorial issuu
Tutorial issuumanjosp
 
Manual prezi-aluno
Manual prezi-alunoManual prezi-aluno
Manual prezi-alunomanjosp
 
Manualcalameo
ManualcalameoManualcalameo
Manualcalameomanjosp
 
Conteudos 2.a sessao
Conteudos 2.a sessaoConteudos 2.a sessao
Conteudos 2.a sessaomanjosp
 
Manual web20 professores
Manual web20 professoresManual web20 professores
Manual web20 professoresmanjosp
 
Problemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosProblemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosmanjosp
 
Brochura visita de estudo tormes ancede_porto_porto de leixões
Brochura visita de estudo tormes ancede_porto_porto de leixõesBrochura visita de estudo tormes ancede_porto_porto de leixões
Brochura visita de estudo tormes ancede_porto_porto de leixõesmanjosp
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportesmanjosp
 
Tormes porto 10_11_maio
Tormes porto 10_11_maioTormes porto 10_11_maio
Tormes porto 10_11_maiomanjosp
 
Trabalho de grupo cidades
Trabalho de grupo cidadesTrabalho de grupo cidades
Trabalho de grupo cidadesmanjosp
 
Teste5 fev
Teste5 fevTeste5 fev
Teste5 fevmanjosp
 
Correção teste5 fev
Correção teste5 fevCorreção teste5 fev
Correção teste5 fevmanjosp
 
Correção teste4 jan
Correção teste4 janCorreção teste4 jan
Correção teste4 janmanjosp
 
Teste4 jan
Teste4 janTeste4 jan
Teste4 janmanjosp
 
As áreas urbanas
As áreas urbanasAs áreas urbanas
As áreas urbanasmanjosp
 
Ficha 16
Ficha 16Ficha 16
Ficha 16manjosp
 

Mais de manjosp (20)

Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
 
Recursos hídricos2
Recursos hídricos2Recursos hídricos2
Recursos hídricos2
 
Formas relevo litoral
Formas relevo litoralFormas relevo litoral
Formas relevo litoral
 
3.a sessao -_ferramentas_web_2.0
3.a sessao -_ferramentas_web_2.03.a sessao -_ferramentas_web_2.0
3.a sessao -_ferramentas_web_2.0
 
Tutorial issuu
Tutorial issuuTutorial issuu
Tutorial issuu
 
Manual prezi-aluno
Manual prezi-alunoManual prezi-aluno
Manual prezi-aluno
 
Manualcalameo
ManualcalameoManualcalameo
Manualcalameo
 
Conteudos 2.a sessao
Conteudos 2.a sessaoConteudos 2.a sessao
Conteudos 2.a sessao
 
Manual web20 professores
Manual web20 professoresManual web20 professores
Manual web20 professores
 
Problemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosProblemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursos
 
Brochura visita de estudo tormes ancede_porto_porto de leixões
Brochura visita de estudo tormes ancede_porto_porto de leixõesBrochura visita de estudo tormes ancede_porto_porto de leixões
Brochura visita de estudo tormes ancede_porto_porto de leixões
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
 
Tormes porto 10_11_maio
Tormes porto 10_11_maioTormes porto 10_11_maio
Tormes porto 10_11_maio
 
Trabalho de grupo cidades
Trabalho de grupo cidadesTrabalho de grupo cidades
Trabalho de grupo cidades
 
Teste5 fev
Teste5 fevTeste5 fev
Teste5 fev
 
Correção teste5 fev
Correção teste5 fevCorreção teste5 fev
Correção teste5 fev
 
Correção teste4 jan
Correção teste4 janCorreção teste4 jan
Correção teste4 jan
 
Teste4 jan
Teste4 janTeste4 jan
Teste4 jan
 
As áreas urbanas
As áreas urbanasAs áreas urbanas
As áreas urbanas
 
Ficha 16
Ficha 16Ficha 16
Ficha 16
 

Último

3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...apoioacademicoead
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...apoioacademicoead
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...assessoriaff01
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...apoioacademicoead
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...excellenceeducaciona
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 

Cidades sustentabilidade urbana

  • 1. No âmbito da disciplina de Geografia C Leccionada pela: Dra. Maria dos Anjos Poeira Elaborado por: Catarina Cunha, Maria Gomes, Mariana Saraiva, Sara Francisco e Vanessa Simões 12ºD Seia, 29 de Maio de 2011
  • 2. Introdução Programa POLIS Castelo Branco Chaves Conclusão Bibliografia 2
  • 3. Este trabalho foi proposto no âmbito da disciplina de Geografia C, pela professora Mª dos Anjos Poeira. Trata-se de um trabalho de grupo acerca da temática “Sustentabilidade Urbana” e tem como base a proposta C do livro de actividades “Cliques para os Alunos”. Este tema encontra-se integrado no conteúdo programático leccionado no Capítulo IV – Mundo de Contrastes. 3
  • 4. A vida humana e as suas organizações mais complexas, as cidades, vêem-se ameaçadas pelo aumento das incertezas da resposta da Terra aos impactos do Homem e das suas actividades. Os sistemas que maior impacto provocam aos ecossistemas da Terra são, sem dúvida, as cidades. Assim, surge a necessidade de encontrar uma estratégia que não se baseie num consumo de recursos e cujo modelo de organização urbana reduza o impacto produzido sobre os sistemas terrestres. 4
  • 5. “Os conceitos de “sustentabilidade urbana” e de “desenvolvimento urbano sustentável” não têm carácter universal mas variam de acordo com as comunidades, com as suas realidades económicas, sociais e ambientais, com os seus valores e atitudes ligados às suas características culturais.” Maria Manuela Malheiro Dias Ferreira, Universidade Aberta Fonte:http://www.greensavers.pt/2010/10/28/%E2%80%9Ca-sustentabilidade- urbana-tem-uma-surpreendente-actualidade-empresarial%E2%80%9D Sustentabilidade Urbana – Protótipo de uma Cidade Sustentável 5
  • 6. Cidade Sustentável Definição: Para muitos autores, o conceito “cidade sustentável” encerra uma contradição irresolúvel. Cidade Sustentabilidade As cidades são, por definição, O princípio da sustentabilidade, por sistemas complexos que sua vez, está associado à auto- dependem de factores suficiência, implicando o consumo e a externos. eliminação de resíduos no mesmo NUNES, Raquel - Sustentabilidade Urbana, espaço. Desafios do Homem Moderno NUNES, Raquel - Sustentabilidade Urbana, Desafios do Homem Moderno 13
  • 7. Face à nova realidade dos centos urbanos, tornou-se necessário projectar o termo “desenvolvimento sustentável”. Equilíbrio sócio - ambiental que serve de base a uma nova organização social que necessita de ser estabelecida para a sobrevivência humana. Se as cidades ocupam a maior parte do planeta, então o futuro do planeta passa pelas cidades…sustentáveis. 14
  • 8. “Uma cidade sustentável está organizada de modo a que todos os seus habitantes possam satisfazer as necessidades básicas e aumentar o seu bem-estar sem danificar o mundo natural ou pôr em risco as condições de vida de outros, agora e no futuro” “Creating Sustainable Cities, Green Books”. 15
  • 9. Carta de Leipzig sobre Cidades Europeias Sustentáveis (Maio 2007) Os 27 Estados-Membros definiram, pela primeira vez, o modelo ideal de cidade para a Europa do século XXI; Acordaram estratégias comuns para uma política integrada de desenvolvimento urbano, que combina todas as políticas relevantes da UE e envolve os actores a todos os níveis – local, regional, nacional e comunitário. 16
  • 10. (prosperidade económica, equilíbrio Economias Desenvolvimento sustentável social e ambiente saudável) locais viáveis Comunidades justas, pacíficas e seguras Carta de Leipzig Cidades Eco - eficientes Comunidades e cidades resilientes 17
  • 12. “Novo Urbanismo” Tornar bonito o crescimento Prevenir e controlar o crescimento e expansão urbana. 19
  • 13. Limitar as autorizações de construções Impor limites ao crescimento urbano Promover estudos de impacte ambiental Medidas Enquadrar o crescimento da cidade dentro do planeamento regional Preservar a existência de espaços públicos abertos Criar cinturas verdes à volta das cidades 20
  • 14. Orientar o crescimento urbano ao longo de vias de comunicação com grande incidência de transportes públicos Medidas Promover a construção de áreas habitacionais em forma de cluster, permitindo assim que cerca de 30% a 50% da área fique livre para parques, caminhos pedonais, etc. 21
  • 15. Freiburgo, no sudoeste da Alemanha, é considerada como cidade 100% sustentável:  Meios de transporte de baixo impacto ambiental;  Residências sustentáveis; Fonte: http://casadetaipa.wikidot.com/start  Educação ecológica desde o ensino básico e uma urbanização que possibilita toda esta integração. Vila Solar em Freiburg, Alemanha 22
  • 16. Requalificação Urbana e Valorização Ambiental das Cidades Portuguesas: o Programa POLIS O Programa POLIS é uma intervenção recente de política pública com grande visibilidade no domínio da requalificação urbana e valorização ambiental das cidades em Portugal. Esta iniciativa teve início formal em 15 de Maio de 2000. 24
  • 17. O programa POLIS tem como objectivos específicos: Desenvolver grandes operações integradas de requalificação urbana com uma forte componente de valorização ambiental; Desenvolver acções que contribuam para a requalificação e revitalização de centros urbanos e que promovam a multifuncionalidade desses centros; 25
  • 18. Apoiar outras acções de requalificação que permitam melhorar a qualidade do ambiente urbano e valorizar a presença de elementos ambientais estruturantes tais como frentes de rio ou de costa; Apoiar iniciativas que visem aumentar as zonas verdes, promover áreas pedonais e condicionar o trânsito automóvel em centros urbanos. Fonte: http://www.polis.maotdr.gov.pt/ Logótipo do Programa POLIS 26
  • 19. 1ª Fase: foram seleccionadas 18 cidades; Com base num concurso nacional 2ª Fase: foram escolhidas10 cidades. O Programa de Requalificação Urbana e Valorização Ambiental das Cidades passou a abranger 28 cidades. 27
  • 20. Cidades objecto de A intervenções do programa POLIS. A) As cidades apoiadas pelo POLIS no Norte. POLIS 1ª Fase POLIS 2ª Fase 28
  • 21. B) As cidades apoiadas B pelo POLIS no Centro. POLIS 1ª Fase POLIS 2ª Fase 29
  • 22. C) As cidades apoiadas C pelo POLIS no Litoral, no Alentejo. POLIS 1ª Fase POLIS 2ª Fase 30
  • 23. D) As cidades apoiadas D pelo POLIS no Algarve. POLIS 1ª Fase POLIS 2ª Fase 31
  • 24. Branco.svg.png&imgrefurl=http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_Branco&usg=__lR40iU3CVuoGPPFHrvOUVSlXPCw= Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/b/b8/LocalCasteloBranco.svg/250pxLocalCastelo Castelo Branco é a capital do Distrito de Castelo Branco. Situa-se na região Centro (Beira Baixa) e na sub-região da Beira Interior Sul. Tem cerca de 30 649 habitantes. &h=36 Mapa dos concelhos de Portugal, destacando-se Castelo Branco 33
  • 25. Principais objectivos: Revitalização do centro tradicional; Intervenção enquadradora e estratégica de acções a decorrer, como a recuperação do Quartel e do Cine – Teatro, e o tratamento dos acessos ao centro; 34
  • 26. Requalificação urbana e ambiental do Centro Cívico junto à Câmara Municipal, como elemento estruturante do espaço público e ligação ao centro tradicional; Libertar o Centro Cívico do trânsito automóvel à superfície permitindo a constituição de um contínuo pedonal até à zona histórica. 35
  • 27. O programa Polis em Castelo Branco, procura a requalificação e a revitalização do centro cívico. São exemplos de lugares públicos que formam modificados ao abrigo do programa Polis: - Zona da Devesa; - Ex – Quartel; - Castelo e Miradouro de S. Gens. 36
  • 28. Todo o Centro Cívico verá a sua acessibilidade rodoviária melhor organizada, quer introduzindo-se um grande Parque de Estacionamento Subterrâneo, quer eliminando-se duas vias que, actualmente atravessam esta zona. Fonte: http://www.igogo.pt/jardim-do-paco/ Vista do Jardim da Devesa 37
  • 29. O que possibilitará a transformação desse amplo espaço numa grande rotunda giratória, sendo para tal necessário intervir ao nível dos pisos, passeios, sentidos de tráfego e sinalética. 38
  • 30. Será também construído um túnel na Rua José Bento, frente à Capela da Sra. da Piedade e a Rua do Saibreiro, bem como um parque de estacionamento subterrâneo. À superfície nascerão alguns edifícios de utilização mista – comércio, serviços e habitação – serão criadas novas zonas de estar, com intervenção ao nível dos pavimentos, iluminação e mobiliário urbano. 39
  • 31. O Espaço do Ex-Quartel Fonte:http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/b/b8/LocalCasteloBranco.svg/250pxLocalCasteloBranco.svg receberá o equipamento de peso cultural – Centro de Cultura Contemporânea - , estando previsto um grande espaço destinado a funções expositivas e culturais / centro de arte moderna, auditório para música de câmara, pista de gelo e cafetaria. .png&imgl Vista do Antigo Quartel 40
  • 32. Na retaguarda deste amplo espaço cultural nascerá uma Biblioteca Municipal, equipada com centro multimédia, livrarias e outras lojas ligadas à actividade cultural, bem como um Cybercentro, local privilegiado para divulgação e utilização de novas tecnologias. Prevê-se ainda a criação de um espaço verde em frente e lateralmente a estes equipamentos. 41
  • 33. Castelo: No Castelo, será requalificada a Muralha e todo o espaço público, com instalação de equipamentos de restauração que darão maior actividade ao local. Transformar este espaço num local de agradável estadia implicará também a recuperação de espaços verdes e a redefinição do percursos. 42
  • 34. Miradouro de S. Gens: Para alcançar o castelo a melhor opção será a subida pelo Miradouro de S. Gens. Por isso, a projecto propõe a: – redefinição da plataforma de observação sobre a cidade; – instalação de novo mobiliário urbano; – colocação de sinalética, painéis informativos e iluminação; – intervenção ao nível dos pavimentos. 43
  • 35. Chaves Chaves pertence ao Distrito de Vila Real, com cerca de 19300 habitantes. É sede de um município com 590,42 km² de área e 44 186 habitantes (2006), subdividido em 51 freguesias. http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=575961 O município é limitado a norte pela Espanha, a leste pelo município de Vinhais, a sudeste por Valpaços, a sudoeste por Vila Pouca de Aguiar e a oeste por Boticas e Montalegre. Localização de Chaves 45
  • 36. Chaves O Programa Polis na Cidade de Chave abrange uma área 351 hectares. Este hectares encontra-se nas margens do Rio Tâmega, pois a intervenção está na sua requalificação, devolvendo ao rio o seu papel estruturante da cidade. Esta intervenção tinha como objectivo, actuar nos Espaços Públicos e desenvolver as Áreas Verdes. 46
  • 37. Chaves Nesta requalificação foram realizadas nove empreitadas, sendo três delas dizem respeito apenas às margens do rio. As outras sete foi a requalificação de espaços já existente. São eles: Requalificações • Jardim do Tabolado; • Recuperação da envolvente do Forte de S. Francisco; • Recuperação do Forte de S.Neutel e envolvente; 47
  • 38. Chaves • Jardim Público; Requalificações • Margens do Rio Tâmega (com 3 empreitadas distintas); • Parque Multiusos de St.ª Cruz; • Ponte pedonal sobre o Rio Tâmega. 48
  • 39. Chaves Fonte: http://chaves.blogs.sapo.pt/330894.html Jardim do Tabulado Forte de S. Neutel Forte de S. Francisco 49
  • 40. Chaves Fonte: http://chaves.blogs.sapo.pt/330894.html Jardim Público Ponte Pedonal sobre o Rio Tâmega 50
  • 41. Margens do Tâmega Chaves Fonte: http://chaves.blogs.sapo.pt/330894.html 51
  • 42. A implementação da sustentabilidade urbana implica a melhoria da qualidade de vida e a redução dos impactes ambientais das cidades, quer ao nível da produção de resíduos, quer do consumo de recursos externos à cidade. O processo para a criação de cidades sustentáveis assenta na criatividade e na mudança, pondo em causa a acção tradicional das autoridades, procurando novas competências e relações organizativas e institucionais. Assim, o sonho da cidade do futuro persiste, ainda longínquo, percorrendo caminhos que exigem longas e consequentes caminhadas. 52
  • 43. LOPES, António; CARVALHO, Marco – Global.com: Geografia C 12º ano. 1ª Edição. Porto: Porto Editora, 2009. 978 – 972 – 0 – 41802 - 9 NUNES, Raquel - Sustentabilidade Urbana, Desafios do Homem Moderno [em linha]. [s.l], actual. 26 de Set. 2008. [Consult. 5 de Maio. 2011]. Disponível na WWW:URL:http://www.ecologiaurbana.com.br/ecologia-urbana/sustentabilidade-urbana- desafios-homem-moderno Polis de Castelo Branco é “exemplo nacional” [Em linha]. Covilhã: Notícias da Covilhã. Fernando Brito, 2009. [12/05/2011]. Disponível na [http://www.noticiasdacovilha.pt/pt/artigos/show/scripts/core] Polis Castelo Branco - Nova Biblioteca Municipal abre já em Abril [Em linha]. Castelo Branco: Copyright, 2007. [Consult. 12/05/2011]. Disponível na [http://centrodeportugal.blogspot.com/2007/03/polis-castelo-branco-nova-biblioteca.html] 53
  • 44. QUEIRÓS, Margarida e Vale Mário. Ambiente Urbano e Intervenção Pública: O Programa POLIS [em linha] [Consult. 2 de Maio 2011]. Disponível em WWW<URL: http://www.apgeo.pt/files/docs/CD_X_Coloquio_Iberico_Geografia/pdfs/047.pdf [s.a] - Cidades Sustentáveis: As Cidades do Futuro [em linha]. [s.l], actual. 31 Março 2010. [Consult. 7 de Maio 2011]. Disponível na WWW:URL:http://www.camarasverdes.pt/tema-especial/442-cidades- sustentaveis-as-cidades-do-futuro.html 54