Planejamento familiar maj peclat

4.652 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.652
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.828
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento familiar maj peclat

  1. 1. PROGRAMA DEPLANEJAMENTO FAMILIAR Antônia Cunha
  2. 2. O principal objetivo daorientação em planejamentofamiliar é facilitar oexercício de um dos direitossexuais e reprodutivos, que é“o direito de decidirquantos filhos quer ter equando tê-los”.
  3. 3. A anticoncepção teve seureconhecimento mundial como DireitoHumano Básico a partir da I ConferênciaInternacional sobre Direitos Humanos,realizada em 1968, em Teerã. Foicaracterizada como ação básica de saúdepública na Declaração de Alma-Ata emSetembro de 1978, fruto das mudançascomportamentais da população frente aoexercício da sexualidade, legitimando arealização de seus desejos sexuais.
  4. 4. Emanam das ConferênciasMundiais sobre Populaçãode Budapeste,1974; doMéxico,1984 e do Cairo em1994, os princípios básicosdo Planejamento Familiar.
  5. 5. Princípios Básicos do Planejamento Familiar 1-A política demográfica é de soberania de cada país. 2-A decisão sobre o número e espaçamento dos filhos é direito inalienável do indivíduo e/ou casal. 3-A função do Estado restringe-se à garantia do exercício deste direito(informação e acesso). 4-O Planejamento Familiar deve ser implementado em um conjunto de ações que visam à assistência integral à saúde. 5-Nenhum procedimento na área de Planejamento Familiar é totalmente inócuo, exigindo, como responsabilidade coletiva, contínua avaliação dos usuários por pessoal capacitado, com qualidade e resolução.
  6. 6. Etapas do Programa 1ª Etapa: Divulgação 2ª Etapa: Inscrição 3ª Etapa: Formação dos Grupos 4ª Etapa: Metodologia
  7. 7. Divulgação Sala de espera; Publicação na página eletrônica da 3ª Policlínica; Ampla distribuição de folder; Publicação no Boletim Ostensivo.
  8. 8. Inscrição Faixa etária: Prioritariamente de 15 a 45 anos; Grupos de no máximo 20 pessoas; de ambos os sexos; Estar cadastrada(o).
  9. 9. Formação dos Grupos A(o)cliente será entrevistada(o) pelo ginecologista, realizará os exames necessários, será encaminhada(o) para o especialista caso necessário, e posteriormente encaminhada(o) ao Programa de Planejamento Familiar.
  10. 10. Metodologia Reuniões quinzenais de 40(quarenta) minutos, com equipe multidisciplinar; Participação dos Serviços de Ginecologia e Urologia; Abordar os diversos métodos contraceptivos existentes; Comunicar de forma clara,aspectos médicos e sócio-psicológicos dos métodos contraceptivos; Abordar com naturalidade os assuntos relacionados à sexualidade humana;.
  11. 11. Metodologia Utilizar vasto material visual, ilustrativo e manequins; Utilizar comunicação interpessoal e permitir que as pessoas exponham seus pontos de vista; Reconhecer nossos limites e referir a(o) usuária(o) a outro serviço quando considerar necessário; Avaliar o grau de satisfação com o método escolhido.
  12. 12. Considerações FinaisO Planejamento familiar, embasado em atitudes Éticas, configura uma das mais importantes ações na reversão dos indicadores de saúde e estatísticas vitais, mormente na morbidade e na mortalidade materno- infantil. Ainda a parceria e a responsabilidade coletiva devem ser o objetivo, que em última instância visam à melhoria da qualidade de vida e da organização social.
  13. 13. DIU
  14. 14. “ A verdadeira questão é asobrevivência das crianças e não sua geração, ou seja, pratica-se a anticoncepção, não para que as crianças não nasçam, mas para que as crianças que nascerem possam viver, uma vez nascidas.” Michel Foucault.

×