Balada da União - Julho, Agosto, Setembro 2012

2.248 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.835
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Balada da União - Julho, Agosto, Setembro 2012

  1. 1. PROPRIEDADE: CONVÍVIOS FRATERNOS * DIRECTOR REDACTOR: P. VALENTE MATOS * PRÉ-IMPRESSÃO E IMPRESSÃO: FIG - INDÚSTRIAS GRÁFICAS, S.A. 239 499 922 PUBLICAÇÃO BIMESTRAL - DEP. LEGAL Nº 6711/93 - ANO XXXIV- Nº 313 - JULHO / AGOSTO / SETEMBRO 2012 * ASSINATURA ANUAL: 10 EUROS * TIRAGEM: 10.000 EXS. * PREÇO: 1 EURO XXXIX CONVÍVIO MAIS... GRATIDÃO E ANIMAÇÃO NACIONAL De brilho no olhar e de alegria estampada no rosto , COMPROMISSO - percorrendo vários caminhos desde as suas dioceses, os FÁTIMA 2012 convivas chegaram a Fátima para viver aquele que foi o XXXIX HOMENAGEM Realizou-se nos dias 8 e 9 de Setembro o XXXIX Convívio Encontro Nacional do movimento dos Convívios- Fraternos Animação Nacional dos Convívios - Fraternos , também conhecido por Peregrinação dos Convívios Fraternos ao , nos dias 8 e 9 de Setembro. Pag. 5. AO P. VALENTE Santuário de Fátima. Mais de 70 mil peregrinos , sendo uma grande parte jovens e casais do movimento, deram O Convívio Animação Nacional deste ano teve uma neste 2 dias , aos atos litúrgicos mas sobretudo à Eucaristia AS DIOCESES novidade no seu programa : o espaço "Ser mais Conviva" Dominical , a que presidiu o Sr. D. Manuel Linda ,Bispo , no qual se fez uma evocação da história do nosso Auxiliar de Braga , alegria , e juventude- Na sociedade E O MOVIMENTO movimento e uma homenagem ao nosso fundador . materialista em que vivemos e sobretudo em que Deus e Apesar de haverem diminuido os feriados, mesmo assim as P. António Valente de Matos os problemas espirituais são indiferentes à vida dos nossos dioceses vão-se esforçando e motivando os jovens para Pag. 2. jovens ,foi um testemunho extraordinário de Fé e de amor participarem em Convívios - Fraternos.. a Deus a presença e a vivência de milhares de jovens rezando Assim , apesar das férias ,nestes 3 últimos meses, realizaram.se , cantando e louvando entusiasticamente a Deus por vários convívios. O nosso movimento continua a ser resposta intercessão de Nossa Senhora na sua invocação de Senhora de encontro com Deus para todos os jovens que optam por de Fátima. fazer um convivio. Os jovens continuam entusiasmados por Jesus Cristo… Pag. 6 A BONDADE NÃO SE DESCREVE: EXPERIMENTA-SE A bondade tão ansiada e querida pelas pessoas, está planificada em Jesus , e faz-se presente nos irmãos. Ser bom, será sempre um ideal a ser atingido como a atitude mais condizente com a nossa natureza. Quando isso acontece habitualmente, temos a certeza de que é fruto A NOBRE ARTE DA de grande intimidade com Deus , de um amor incontestavel a Deus e aos irmãos. POLÍTICA QUANDO O SENHOR Pág 7 A política é, de facto, uma arte nobre, se exercida dentro dos devidos parâmetros, porque, se assim não for será CHAMA a pior e mais maléfica das artes. Com efeito, concorrer para o bem comum ,como deveDaqui a alguns dias ingresso no Carmelo de S. José ,em Fátima.Nestes últimos 4 anos e depois que fiz o meu convívio, a TU QUE ANDAS acontecer com os políticos , é uma missão importante, porque diz respeito não só à própria nação ,mas a outras,minha vida interior transformou-se profundamente. No dia adia continuei a fazer mais ou menos o mesmo que fazia. ADORMECIDO,ACORDA!... sobretudo numa globalização como aquela que nós vivemos.Pag. 3. Desperta desse sono de indecisões e de medos!. Há um caminho que é preciso trilhar se queres chegar ao sentido Pag. 8 É TEMPO DE das coisas. Arrisca!...Enquanto dormes,há uma vida inteira a pensar em RECOMEÇAR… ti. Pág. 7 MISSÃO DA IGREJAÉ pois, tempo de recomeçar, de acreditar aperfeiçoar esteprojeto de felicidade que Jesus Cristo nos disponibilizou comoinstrumento de envangelização dos jovens. É tempo de rasgar BIOÉTICA E NUM PAÍS EM CRISE Nota do Conselho Permanente da CEPnos horizontes, novas metas…É tempo de anunciar com alegria a novidade do Reino de SABEDORIA... O momento socio económico que Portugal atravessa é eDeus. De ir mais além, de partir… e chegar… é tempo de Bioética como novo saber, transporta em si uma história que está a ser dificil para muitos portugueses.recomeçar… alia as vivencias duras às humanidades. A criação desta nova A Igreja é sensivel ao sofrimento de todos , particularmente disciplina, do saber humano tem como objeto cruzar o saber dos mais pobres e dos desempregados independentementePág. 4 da Fé que professam. biológico com o saber antropológico e cultural. Pág. 8 Pág. 7 O MEU AVIVAR DE COMPROMISSO" "Visto que a escola católica tanto pode ajudar na realização da missão do Povo de Deus, e tanto pode servir o diálogo entre a Igreja e a comunidade humana , para benefício dos homens ,também nas circunstâncias atuais conserva a sua gravíssima importância. Compete também às escolas, colégios e outras instituições católicas destinadas à formação, fomentar nos jovens o sentido católico e a ação apostólica " ( AA 30)
  2. 2. 2 BALADA DA UNIÃO Julho / Agosto / Setembro 2012XXXIX CONVÍVIO ANIMAÇÃO NACIONAL - FÁTIMA 2012Realizou-se nos dias 8 e 9 de Setembro o nossas vidas a Deus e aos irmãos!... movimento, realizou - se a recitação do Terço ouvir e ao falar do surdo-mudo depois deXXXIX Convívio Animação Nacional , a Nossa Senhora seguida da sempre curado. O primeiro corresponde àtambém conhecido por Peregrinação dos Que Maria, modelo de fé, nos leve mais longe impressionante Procissão com o andor da disponibilidade para receber o dom da salvaçãoConvívios Fraternos , ao Santuário de Fátima. para não vivermos na mediocridade e num imagem de Nossa Senhora através do recinto que transforma a vida; e o segundo,Já ao meio da manhã de sábado , se notava um praticismo religioso totalmente desenraizados envolto num mar de velas, enquanto se consequência do anterior, equivale adesusado movimento de peregrinos no recinto da vida, a nossa fé!... entoavam cânticos em honra da Mãe de Deus testemunhar no mundo que só Deus é Salva-sobressaindo pela variedade de cores com que e nossa Mãe. dor e Libertador. Se ficásseis só no anúncio,se vestiam!.... Que Maria, Mãe da Igreja, nos leve mais Pelas 22h30 teve lugar no anfiteatro do Centro transmitiríeis mensagens sem conteúdo; seO encontro iniciou-se na Centro Paulo VI . longe para nos desinstalarmos do comodismo Paulo VI o sempre esperado Sarau Em apenas vos limitásseis a receber semàs 14 h 00 com o acolhimento dos peregrinos da vida e nos tornarmos pedras vivas na ambiente escaldante de alegria e de juventude, transmitir, aprisionaríeis a palavra de Deusque encheram o anfiteatro, seguido da construção do Reino de Seu Filho, Reino de durante 2 horas, ininterruptamente, que, em si, possui a força da semente que serealização da celebração colectiva e indi- justiça de paz e de Amor!... apresentaram os seus números 10 dioceses transforma em árvore.vidual da penitência , ao mesmo tempo que entusiasticamente aplaudidas pela assistênciana parte exterior se realizava uma festa Que nos leve mais longe na vivência da nossa que enchia totalmente o anfiteatro e que até Convoco-vos, pois, caros convivas, pararecordando a passagem do evangelho na Fé e no assumir do nosso compromisso bap- ao fim não arredou pé. esta dupla tarefa: deixar que Deus vos abra Em todos os números apresentados e que os ouvidos para poder entrar em vós a palavra tinham como tema "leva-me mais longe" houve que transforma e eleva, e abandonar toda a arte, graça, magia, encanto, engenho, gosto, mudez para anunciar a este mundo prosaico e iniciativa e sobretudo muito entusiasmo, muita rasteiro -mormente aos jovens- que Deus não alegria e muita juventude Parabéns a todas as nos diminui, não tem ciúmes da nossa dioceses que a todos os presentes felicidade, não nos tira nada, não nos oprime proporcionaram uma noite inesquecível. com mandamentos insuportáveis, mas, pelo A manhã do domingo, dia 9, apareceu contrário, é nEle e só nEle que encontramos iluminada por um lindo sol que à medida que a plenitude, a harmonia, o coração saciado. as horas iam passando se tornava escaldante. Fazei ver a todos que, em Deus, o homem é Foi precisamente em ambiente de calor exte- mais homem, e a plenitude a que aspiramos rior que levou os perto de 70 mil peregrinos a possui um timbre e uma ressonância que nada, procurarem todos os espaços possíveis e no mundo, é capaz de conceder. imaginários de sombra para se defenderem ,e Após o momento de acção de graças foi feita, também de calor interior naqueles milhares como é habitual, uma prece-consagração a de corações, que depois da recitação do terço Nossa Senhora cantada por elementos de do rosário e da procissão com o andor com a todas as dioceses enquanto na escadaria se ia imagem da Senhora de Fátima para junto do realizando, de acordo com o tema da prece, altar da esplanada que teve início o ato prin- uma encenação feita por jovens de todas as cipal da nossa peregrinação a celebração da dioceses e que culminou com uma explosão Eucaristia,presidida por D. Manuel Linda, de palmas as dos milhares de peregrinos que bispo Auxiliar de Braga, conhecedor da participaram na Eucaristia. Com o cântico dinâmica e do carisma do movimento, na sua sempre emocional do Adeus à Virgem, a suaparábola do filho pródigo. tismal reassumido e fortalecido no vibrante homília, em determinado momento imagem recolheu em procissão à CapelinhaPelas 17 horas ecoou no recinto ,transmitido compromisso do nosso convívio... dirigindo-se aos convivas afirmou: das Aparições enquanto os peregrinos iampela a aparelhagem sonora ,o cântico dispersando-Das 14H30 às 16H00, no Parqueconvidativo para o desfile dos peregrinos Que Maria, a Profetisa destes novos tempos, “Caros membros dos Convívios Fraternos, de estacionamento n.º 2, em local apropriado,concentrados em frente da basílica de Pio X nos consciencialize a todos os que esta tarde no vosso Movimento há dois momentos realizou-se a festa da despedida com apara uma celebração em honra de Nossa aqui nos encontramos, de que pelo nossoSenhora e para a saudação dos peregrinos baptismo, somos os profetas destes novos,pelo Assistente nacional do Movimento , P. tempos insubstituíveis na missãoValente de Matos . evangelizadora da Igreja!...Foi com estas palavras que deu as boas vindasa todos os presentes : Que Maria vos ajude jovens e casaisSaúdo-vos e felicito-vos jovens e casais convivas a ir mais longe para não abdicardesconvivas e a todos vós peregrinos ,que vos da honra e responsabilidade de com a vossapredispusestes a tudo deixar para, neste fim fé e testemunho cristão ajudardes a construirde semana, viverdes neste lugar sagrado uma sociedade mais justa, mais humana emomentos inesquecíveis de intimidade com mais fraterna!...Deus por intermédio de Maria. Que Maria Rainha dos apóstolos, vos leve"LEVA-ME MAIS LONGE" é o tema mais longe, jovens, para não vos esquecerdesescolhido para reflexão e preparação deste n que sois, como afirmaram os padres doosso encontro! Concílio Vaticano II,pela vossa condição de vida, os privilegiados apóstolos dos outrosNo mundo actual em que vivemos dominado jovens.por uma sociedade consumista e materialistaem que os homens e sobretudo os jovens Jovens e casais convivas, aos pés da imagemvivem o concreto, o imediato nada da Senhora de Fátima, vamos todos assumirvislumbrando para além do relativo, felicito- a nossa responsabilidade na construção destavos jovens e casais convivas por terdes Igreja de Jesus Cristo que todos tambémoptado por neste espaço sagrado parardes somos, no anúncio da SUA MENSAGEM quepara reflectires nos caminhos da vossa vida. transformou as nossas vidas e lhe deu umFátima é esse lugar de paz e de recolhimento novo sentido!....propício para que Maria nos ajude a ir maislonge na procura e no encontro do Absoluto, Cristo quer contar conosco para levarmos ado divino, do sobrenatural, numa palavra de Sua Boa Nova, como proposta de Libertação constitutivos: o formativo, a que vós chamais participação de todas as dioceses. Momentos deDeus. e salvação aos outros homens nossos irmãos. propriamente "Convívio" e ao qual atribuis convívio, de festa e de alegria com que terminou um número progressivo que já ultrapassa este XXXIX Encontro Nacional e em que todosSim que Maria Mãe de Deus nossa Mãe, nos Depois do espaço "SER MAIS CONVIVA" largamente o milhar, e o pós-convívio, também partiram novamente para as lides do dia a dialeve mais longe na entrega das em que foi homenageado o fundador do designado por "quarto dia". Estes dois com a promessa de que para o ano ,nos dias 14 e momentos equivalem, respectivamente, ao 15 de Setembro 2013, lá se reencontrariam.
  3. 3. Titulo e informação JOVENS EM ALERTA Quando Deus me chama…Eu respondo como ao meu pai João "Já sentir que Deus se serviu da linguagem que eu Deus que os CF me proporcionaram fizeram como a tenho na Igreja. Rezemos uns pelosvai!!!!!!!!!!!" e Ele espera, como o meu pai compreendo para me falar ao coração. de mim uma cristã com mais Cristo no coração, outros e procuremos acrescentar-nos uns aosJoão. A primeira vez que gritei "Já vai!!!!" Fui sempre uma pessoa de estar. Nunca fui com mais Cristo nas mãos. outros com os nossos testemunhos de amor.estávamos em 2008. Era o Convívio de muito de fazer, de querer, de pedir, de Tenho imensa esperança neste movimentoOutubro. Só me apetecia rezar. Quando acontecer, de dar, de conquistar, de ir… Fui Virgínia Gouveia (CF 821) sempre muito mais uma pessoa de estar, deentrava na capela do Seminário de Proençasentia que todo o ruído dentro de mim estar com a família, de estar com os amigos, TUDO de estar com o namorado, de estar a ler, deemudecia. Mas que encontro era aquele, masque sensação de pertença era aquela, mas que estar a estudar, de estar a fumar, de estar a COMEÇOU ouvir música, de estar no mar, de estar a beber,impressão de comunhão e de alegria eram asdaquele momento que ousavam revestir de de estar a comer, de estar a rir, de estar a ASSIM!...solenidade as banais preocupações do meu conversar, de estar a rezar… E foi Antes de mais as minhas sinceras saudaçõesquotidiano?... Acaso não tinha eu crescido precisamente por esta marca distintiva da em Cristo Jesus, Missionário do Pai.dentro da Igreja toda a vida?! Borboletas na minha forma de ser que Deus entrou na minha Tudo começou assim: encontrava-me a Em terrasbarriga. Assim que entrava na capela era isso: intimidade. Quando estava em oração parecia cumprir o serviço militar no Regimento deborboletas. Como se eu estivesse apaixonada que não queria estar em mais lado nenhum. Cavalaria de Santa Margarida no ano 1988 longínquasmas mais forte. Quis que parassem, que Mesmo quando não conseguia rezar, só estar onde exercia na Secretaria do Comando asdesaparecessem. Respondi "Já vai!!!". E Deus já me preenchia. Esta vontade de estar com funções de escriturário, quando um dia chegou de Timoresperou, amadureceu o meu desejo de bem, Deus em intimidade tem crescido e pouco a da 1ª Brigada Mista Independente, 1ª secção, uma informação, cujo assunto referido era: Sou o Pedro Lázaro CF713 de Diocese Curso de Formação Humana e Religiosa, do Porto, embora também colabore assinada pelo Major Capelão Carlos Augusto com os convivas da Diocese de Aveiro, Leal Moita. Fui então que fiz o Guia de onde estudei. Marcha e anexei mais quatro colegas para É com muito agrado que sinto que frequentar este curso. Quando me disseram minha Diocese promove uma que era em Valeira Alta e tinha a duração de Atividade conviva de Verão (Algo três dias: 27, 28 e 29 de Setembro de 1988, semelhante ao que Aveiro irá fazer logo me fiz ao caminho através de transporte, também na Serra da Freita). juntamente com os meus colegas. Quando chegamos lá a primeira coisa que me despertou Com isto quero apenas afirmar que interesse foi uma imagem de Jesus Cristo, estarei com todos em Espírito de que me levou a exclamar: já temos mais um Missão apostólica e rezarei pelo companheiro para nos ajudar nestes 3 dias sucesso dos convívios e das atividades. vou conhecê-lo, saber o que lhe posso transmitir e Ele a mim e a todos os meus De momento encontro-me em Missão colegas. Foi nestes 3 dias que soube isolar- Oficial em Timor-Leste, e tento me, parar, reflectir e encontrar-me com Ele e aproveitar para me integrar nas fazer essa experiência com Deus. Esse comunidades locais. encontro extraordinário com Deus levou-me Estou aqui há pouco tempo e ainda a sentir uma alegria e uma felicidade que só não aprendi muito bem o Tetum, mas quem passou por tal experiência pode temos uma igreja em Dili que se rezaacrescentou-me em criatividade e bondade. pouco vai tomando outras vontades. verdadeiramente compreender. E essa alegria ainda em Português.Ainda hoje olho para o desejo que Deus fez Se já tomou todas as vontades? Por enquanto foi bem expressa por mim e mesmo pela Já fui convidado para orações aonascer em mim com grande espanto. não. Tudo é graça e essa também chegará, se maioria desses jovens que, no encerramento, Santíssimo e para evangelizar aos finsDaqui a dois dias ingresso no Carmelo de São Deus a quiser. publicamente testemunharam o que foi para de semana.José (Fátima). Nestes quatro anos, a minha Se estou preparada para deixar os meus eles o convívio. Assim nasceu o Convíviovida interior transformou-se profundamente. hábitos e os meus afectos? Eu sei lá!... Eu Fraterno Nº 379. Continuarei a tê-lo presente Quero com isto dizer que a nossaNo dia-a-dia, continuei a fazer mais ou menos gosto tanto da minha vida! Não vou para fugir e dentro de mim e procurar sempre ser-lhe missão está em todo lado, levamoso mesmo que fazia: trabalhar no meu do mundo, vou para responder ao fiel, "… Ser Jovem, é demonstrar aos Homens sempre Cristo no nosso coração comoantiquário ao Campo de Santa Clara (Feira da chamamento de o viver de outra forma. que a vida não acaba, pois há sempre um marca da nossa identidade.Ladra), estudar (estava a fazer mestrado em Será para sempre? Não sei. Penso que sim, verdadeiro renascer…" e desde 1994 quearte contemporânea), ler (sempre li mas só Deus saberá onde eu posso servir venho ao Encontro Nacional dos Convívios Os Timorenses são gente de grande fécompulsivamente, o que me fez cursar melhor. Fraternos que se realiza em Fátima em e muito devota.Estudos Portugueses na FCSH), estar com a Se tenho medo? Claro que tenho medo! Setembro, como tema de reflexão. Dá gosto ver um grupo coral deles,família (somos completamente tribais), estar Só peço a deus que não deixe que me paralize. todo animado e dedicado a animar umacom os amigos (tenho tantos e tão diferentes, Sendo este o jornal dos Convívios Fraternos, Queria deixar também um agradecimento por eucaristia.graças a Deus!), viajar, brincar, ir ao cinema, não posso deixar de lembrar o grande mentor tudo quanto o movimento tem feito por mim. É óbvio que a miséria nos choca e muitabeber uns copos… Nunca pensei em me dos CF da diocese de PT/CB, o Pe. Armando. Sou filha da Igreja, adoptada dos Convívios. coisa invade-nos o pensamento, mas éconsagrar e muito menos numa clausura. Foi Todos nós da minha geração - e eu em par- Porém, antes de terminar esta mensagem, nessa altura que agradeço a Deus osempre bastante claro para mim que casaria e ticular - temos muitas saudades. Não sei se desejo felicitar o nosso Movimento Convívios tempo e local onde nasci, asteria 5 filhos. Aliás, só pensar em 20 mulheres algum dia encontrarei alguém tão sábio e tão Fraternos que, como movimento da Igreja e oportunidades que me deu, e o factotodas juntas, na mesma casa, a vida inteira, simples, tão bondoso e tão duro, tão com Estatutos aprovados pela Conferência de poder agora descobrir o valor deme dava arrepios! Mas Deus fez crescer este brincalhão e tão grave, tão bom contador de Episcopal Portuguesa, colabora na formação tudo que ele me concedeu.desejo. histórias e tão bom observador, tão fiel e tão humana e religiosa de jovens de todas as Gostaria de ver os convívios FraternosPrecisaria do jornal inteiro para poder traçar humano. São testemunhos como estes que condições sociais, económicas, culturais a chegarem a Timor Leste após apor palavras o itinerário que Deus foi abrindo mudam o mundo. espalhadas por todas as dioceses de Portugal consolidação da língua que continua adentro do meu coração… Não sei se servirão Fiz o CF nº821, que me pareceu, na altura, bem como em Paris, Suíça e Luxemburgo e ser um grande entrave nas nossasestas palavras o intuito de testemunho que o apenas mais uma actividade. Mas, sem eu também em Moçambique , Angola e nordeste comunicações.Pe. Luís queria, mas é tão difícil falar! Sinto perceber como, aprendi, nas equipas e nas Brasileiro.que posso falar apenas do que é simples. formações, a regressar sempre à minha Pedro LázaroSimples, passados 4 anos de apalpadelas, de paróquia com mais ânimo, mais militância e Rui Alberto Pereira CF713medos, de sims de nãos, simples, mesmo, é mais alegria no serviço. As experiências de C. F. Nº 379
  4. 4. 4 JOVENS EM ALERTA Julho / Agosto / Setembro 2012 GRATIDÃO E COMPROMISSO - HOMENAGEM AO PADRE VALENTEO Convívio-Animação Nacional deste ano Convívios-Fraternos. Nele revimos fotosteve uma novidade no seu programa: o espaço antigas e recentes, escutámos testemunhos"Ser + Conviva", no qual se fez uma evocação de jovens de ontem e de agora, vimos eda história do nosso Movimento e uma ouvimos o Padre Valente a evocar oshomenagem ao nosso fundador, Padre primeiros passos e também a deixar-nos umaAntónio Valente de Matos. mensagem de futuro.Tudo partiu dum encontro de antigos Uma jovem conviva partilhou com todos ocoordenadores (até ao C.F. nº 200) que se quanto a figura e a vida do Padre Valenterealizou em Abril passado. No seu decorrer tiveram importância na sua própria vida efomos lembrando peripécias da nossa nas suas opções; terminou dizendo quejuventude, histórias de como tudo começou, gostaria de ser valente como o Padre Valente.aventuras das viagens às várias dioceses para Um sacerdote assistente diocesano dosrealizar os primeiros Convívios, experiências Convívios expressou também a alegria pordesses tempos de missão em que o ter conhecido e trabalhado com o PadreMovimento cresceu e se expandiu. Valente, experimentando o entusiasmo da suaObviamente, a figura do Padre Valente era dedicação às coisas de Deus nas vidas dosuma constante dessas evocações, pelo papel jovens.insubstituível que desempenhou como Os três Bispos que foram assistentes dofundador, incentivador, mobilizador e Movimento estiveram também presentes:animador, ontem como hoje. Pensámos D. João Lavrador deixou-nos uma mensagemtambém que, com a grande expansão dos video na qual testemunhou o papel importanteConvívios, no país e além fronteiras, muitos do Movimento e do Padre Valente na pasto-não teriam de forma clara a noção deste ral juvenil. Deus por tudo que quis operar através do seu participantes, ficou a convicção de que,dinamismo fundador do Padre Valente. D. António Francisco dos Santos enviou uma sacerdócio e a disposição de continuar ao através dos Convívios-Fraternos e do seuEntendemos por isso que seria importante e mensagem escrita a que chamou "Uma palavra serviço dos jovens com o mesmo entusiasmo fundador, "nesta terra brotará novajusto prestar-lhe uma homenagem que fosse de alegria e gratidão", em que evocou a história de sempre. esperança"!evocadora do passado mas também e os frutos dos Convívios, que conheceu em Por certo que, no coração de todos osmobilizadora para o futuro. Lamego, ainda seminarista, e acompanhou atéAqui surgiu um problema: sabendo nós que o à atualidade.Padre Valente não gosta da ribalta e assume o D. Manuel Linda, que presidiu à Peregrinaçãoseu trabalho com a humildade e a dedicação Nacional e Convívio-Animação deste ano,dum verdadeiro servo de Deus, tínhamos de dirigiu a todos um testemunho sentido,manter o segredo porque, se o Padre Valente dizendo do Padre Valente que é um exemplosoubesse o que se preparava, não aceitaria. maior e precursor do construir Igreja na linhaAssim surgiu a ideia duma evocação global da do Concílio Vaticano II.vida dos Convívios-Fraternos nestes 44 anos; Foi então momento de desvendar ao Padreao fazê-lo, necessariamente estaríamos a Valente as razões da homenagem que lheevocar também a vida e obra do Padre Valente. prestámos: "Bem haja, Padre Valente, porque,Propusemos-lhe então esta novidade do à maneira do Profeta Jeremias, continua aprograma, com a qual prontamente procurar aqueles a quem Deus o envia e aconcordou, sem se aperceber da "marotice" dizer-lhes o que Ele manda! Por si e consigo,que tinhamos em mente e que já nos deve ter nós todos, os jovens (de todas as idades) dosperdoado. Convívios Fraternos, damos graças a Deus!". Significando a gratidão de todos em Igreja, D.No final da tarde de sábado, após a saudação Manuel Linda entregou ao Padre Valente aa Nossa Senhora, reunimo-nos então todos benção apostólica que o Papa Bento XVI lheno auditório do Centro Paulo VI, que se concedeu a marcar todo o seu trabalho noencheu de colorido e de alegria. Movimento dos Convívios-Fraternos.Começámos por ver um filme, preparado a Finalmente, pudemos escutar o homenageado.partir de contributos das várias dioceses, que No jeito simples que lhe conhecemos,em rápidos flashes recordou como tudo exprimiu a alegria por todo o caminho jácomeçou, cresceu e chegou ao que são hoje os percorrido, a esperança dum futuro risonho para a juventude e para a Igreja, a gratidão a Setúbal É preciso haver mais “sim’s” Nos dias 26, 27 e 28 de Julho de 2012, convívio fraterno, para escutarem com cabeça um grupo de jovens da diocese de Setúbal e coração a boa nova que Jesus nos deixou e a que se junto outro do patriarcado, que é sempre actual; houve também quem deu trocaram um belo fim de semana de praia o seu "sim" e rezou antes e durante a realização por um refrescante convívio fraterno. deste convívio pela conversão de todos nós O CF 1192 foi realizado no santuário do pois pela força da oração a Igreja está em Cristo Rei em Almada e, com a Graça de comunhão! Deus, tivemos a oportunidade de fazermos realmente Encontro! É preciso haver mais "sims"! a entrega do Este Encontro só foi possível com o "sim" pouco que cada um de nós possui é a riqueza de cada um de nós: uns deram um "sim" desta Igreja que nos pertence… para estar ao serviço, confeccionando saborosos repastos; outros deram o "sim" Dou graças por todos aqueles que todos os e disponibilizaram-se para levar e dar a dias, ao jeito de Maria, dizem o seu "sim", e conhecer este Jesus que esta vivo na não têm medo de se entregarem nas mãos de Igreja, que nos enche o coração de alegria Deus, nem mesmo que a "vaca torça o rabo"… e que é o verdadeiro caminho; outros também deram o seu "sim" ao convite de Pelo 1192 participarem pela primeira vez num Marta Santos
  5. 5. Julho / Agosto / Setembro 2012 JOVENS EM ALERTA 5 Mais… "mais" do seu optimismo, da sua energia. O que apenas parece querer ombros encolhidosDe brilho no olhar e alegria estampada no ideal. Juntos, para viver também a alegria do "mais", sinal da cruz de Cristo, do Seu infinito de resignação perante as dificuldades dorosto, percorrendo vários caminhos desde as perdão de Deus e saudar Maria, nossa Mãe,suas dioceses, os convivas chegaram a Fátima que desde sempre foi a nossa guia ao longo do Amor. O "mais", dos caminhos que se cruzam. mundo atual.para viver aquele que foi o 39º Encontro caminho do Movimento. De seguida houve O "mais" da partilha que multiplica quando Mais. É este também o teu sinal? :Nacional do Movimento Convívios um momento de reflexão da caminhada se divide aquilo que temos pelos que nosFraternos, nos dias 8 e 9 de Setembro. fascinante que têm sido estes 44 anos de rodeiam. O "mais" que é o motivo de querer ir João Mourinho CF 980Trazendo no coração um enorme sentimento existência do movimento, desde aquela longe, de rasgar horizontes de esperança, de Bragança-Mirandade gratidão à nossa Mãe do céu por todas as experiência simples, humilde e despretensiosa ter respostas firmes e radicais numa sociedadegraças, que através da vivência do seu que foi o primeiro Convívio Fraterno, até aosConvívio Fraterno, lhes obteve junto de Deus, dias de hoje, em que o Movimento se espalhouos convivas experienciaram neste Encontro pelas várias dioceses e cresceu, pela Graça deum intenso e gratificante momento de reflexão Deus, em corações sedentos de um Amorsobre o tema "Leva-me mais longe". maior.No âmago de cada jovem há uma sede infinita A criatividade e animação dos convivas tevede querer sempre mais. Mais felicidade, mais o seu apogeu no sarau nocturno onde as váriasverdade, mais autenticidade e radicalidade na dioceses apresentaram dinâmicas de reflexãosua vida e no seu mundo. A procura de e jovialidade que contagiaram todos oscaminhos de realização e de novos e mais presentes. Após a Eucaristia Dominical,desafiantes horizontes é, para o jovem, o traço verdadeira festa da Palavra e do encontro comcaracterístico da sua existência. A insatisfação Jesus, presidida pelo D. Manuel Linda, Bispocom o conformismo, o dinamismo e a energia auxiliar da diocese de Braga, os convivasdos jovens são a alavanca dessa procura, que despediram-se na festa de encerramento,só consegue ter sentido como resposta ao animados e renovados pela fé em Deus, Aqueledesafio que Deus coloca no íntimo de cada que em verdade, os pode levar mais longe, eser humano: a realização do Seu projecto de projectar em cada um o rosto de Jesus Cristo.Amor! Só Jesus pode transformar as nossas vidas,Os convivas de Bragança juntaram-se à festa levando a entregar-nos ao próximo, sendode acolhimento que deu início ao Encontro mais atentos, mais compreensivos, maisNacional, num momento de partilha, de fraternos.sorrisos e boa disposição que acontece no Mais. É este o sinal da vida do conviva. Oencontro com aqueles que partilham o mesmo ACREDITAR!" Acreditar em algo e não o viver é Em todos os momentos, Jesus foi-nos inundem deste amor que liberta, que nos com a esperança, determinação e sobretudodesonesto"... Assim, a determinação, a deixando claro, que só o amor constrói! Só o impulsiona, precisamos antes de tudo, de nos com a certeza que "ir mais longe" com Jesuscoragem e a auto confiança foram os fatores amor gera vida! abastecermos na fé! Pois a fé é o pilar que nos Cristo, implica entrar com Ele na ventura dadecisivos que levaram 35 jovens de vários O testemunho da sua sensibilidade diante dos sustenta e solidifica este amor que nos move! evangelização que não tem fronteiras. Porpontos da diocese de Bragança-Miranda a que sofriam, que O levava a fazer longas Esta experiência de fé terminou com a festa vezes a rotina avassala-nos com algumasacreditar que vale a pena fazer uma paragem caminhadas ao encontro dos sofredores, de encerramento no dia 29 à noite, na Praça dúvidas e desânimos que nos levam a pensar:na vida e aventurar-se em três dias diferentes, convida-nos a fazer o mesmo! Todos os do Seminário de S. José em Bragança e contou vale a pena recomeçar? Serão em vão todosacolhidos com muita alegria na Casa do Clero nossos gestos e atitudes devem ter como com a presença de familiares e amigos dos os esforços? O que implica este recomeçar?em Cabeça Boa - Bragança. Foi assim que, no objetivo: o amor! Um amor incondicional, que convivas e alguns curiosos que também Não é necessário fazermos grandes esforçosdia 26 de Julho às portas de uma noite quente nos desinstale, que nos leve ao encontro do quiseram manifestar o seu acreditar. de pensamento para rapidamente concluirmosde Verão, demos início ao convívio fraterno outro! Pois é a mão de Deus nas nossas mãos, O Bispo da Diocese, D. José Cordeiro e alguns que toda a vida, na sua rotina, é um eterno sacerdotes presentes, também nos quiseram reinício, um eterno recomeçar. Na verdade, lembrar que a Igreja está com os jovens. em cada instante há um recomeço na vida, um A noite terminou em grande! Com a verdadeira recomeço da confiança, uma renovação da fé. festa da Eucaristia na Igreja do Seminário, na Na sequência repetitiva de dias e noites, pode qual todos fomos convidados a participar. encontra-se a significância do recomeço. Se No final de mais três dias de sementeira, erramos hoje, porque não buscar o acerto do pedimos a Deus que as sementes lançadas amanhã? Se ofendemos ontem, porque não dêem abundantes frutos e que os jovens, pedir desculpas hoje? continuem a acreditar que por maior que sejam Na nossa corrida diária, o tempo de reflexão e as dificuldades, haverá sempre uma força meditação é frequentemente adiado. No maior, que nos sustentará! E quando tudo entanto em cada manhã somos convidados a parecer perdido, que todas as portas se recomeçar, a saborear a vida no desenrolar do fechem, uma certeza poderemos ter: com nosso dia, a olharmos para as coisas e para Deus, nada nos é impossível! tudo que nos rodeia com um olhar de recomeço. Na simplicidade do nosso existir estão verdadeiras razões para recomeçar. A A equipa coordenadora nossa vida não é um mero acaso… Viver é recomeçar todos os dias, é deixarmo-nos envolver pela compreensão e pela confiança É tempo de uns dos outros. É pois tempo de recomeçar, de acreditar e recomeçar… aperfeiçoar este projecto felicidade que Jesus Estamos a iniciar o Ano Convíva 2012/2013. Cristo nos disponibilizou como instrumentonúmero 1191, o 40° da Diocese. que tornam grandes os nossos pequenos Na lembrança de todos está bem presente o de evangelização dos jovens. É tempo deForam, de facto, três dias diferentes, 3 dias gestos de amor! entusiasmo vivenciado no Encontro Nacional rasgar novos horizontes e novas metas…de caminhada, onde a reflexão evidenciava a À medida que se sucediam os diferentes do Movimento no Santuário de Fátima, cujo É tempo anunciar com alegria a novidade doforça da Fé. Na verdade, a necessidade de momentos, estes corações sedentos, iam lema nos incitou "a ir mais longe". O Reino de Deus. É tempo de ir mais além, desentir o Seu poder foi ganhando relevo, de tal ficando inundados pela presença e pelo amor dinamismo que as dioceses imprimiram em partir, e chegar, é tempo de recomeçar!…maneira que os corações ansiosos se de Deus. Como é bonita a ação de Deus, nos cada um dos vários momentos deste encontrofomentavam com o crescimento da Palavra corações daqueles que se abrem aos tem que ser um impulso para um corajoso Pedro Castrode Deus que nos orienta e nos ensina o ensinamentos de Jesus, e que se deixam tocar recomeço de todos os jovens e casais do C.F.765 Bragançacaminho da vida! por Ele! Mas para que os nossos corações se Movimento. É importante que recomecemos
  6. 6. 6 JOVENS EM ALERTA Julho / Agosto / Setembro 2012 Braga Porto Um tempo para parar e descobrir… "Somos mais Convivas…" Era sexta-feira, Seminário do Verbo Divino acolheram o Deus de ternura e bondade e - Guimarães, e um grupo de 31 jovens isso estava espelhado no brilho dos seus aceitava o desafio de parar e de pensar sobre olhares! o rumo das suas vidas, aventurando-se num A festa do encerramento foi no salão encontro que os levaria a (re)descobrirem- paroquial de São Cristóvão de Selho se, a (re)descobrir Deus e os outros! (Guimarães), onde começou a mais bela e E assim, durante 3 dias, estes jovens foram exigente etapa: o 4º dia! Outros momentos questionando, confrontando e procurando existirão para que os convivas do CF 1181 respostas para as suas inquietações e se encontrem, mas é com a alegria do dúvidas! Cada um fez a sua caminhada que encontro com Jesus Cristo, que cada um o levou ao encontro com o Deus de Amor: faz o seu caminho no seu meio: família, o encontro com o Cristo, Aquele que está trabalho, escola, paróquia, etc. sempre presente, o porto de abrigo, no qual podemos viver uma longa e sólida relação A Equipa Coordenadora de Amor. Foi com um coração aberto que Convívio-Fraterno Nº 1193 para a diocese do Porto Realizou-se nos dias 2, 3 e 4 de Agosto o sus que vive connosco e em nós, pudemos Convívio Fraterno nº 1193, onde 50 jovens sentir a alegria de sermos também missionários da região sul da Diocese do Porto aceitaram nesta Igreja de Jesus Cristo e arautos de uma o desafio de passarem uns dias das suas férias Nova Evangelização, que toma forma na nossa diferentes. À chegada pairava nos rostos a vida do dia-a-dia. O encerramento terminou com desconfiança, a ansiedade e ao mesmo tempo a verdadeira festa da vida, a Eucaristia, sinal a vontade de ir à procura de algo novo, à visível desta presença de Cristo nas nossas procura da verdadeira felicidade. Como uma vidas. agradável noite de Verão, os corações foram O que é afinal ser conviva? Como alguém disse: serenando e dando lugar a sorrisos, olhares "… é questionar, é ter dúvidas e correr em busca amigos, mãos que se estendem ao outro… e de repostas… Um jovem conviva sabe que nada sobretudo a corações que se libertaram para serve perguntar "Porquê?", pergunta sim "Para Convívio -Fraterno Nº 1181 para a diocese de Braga acolher este Amigo Jesus que dirige os nossos quê?"… Ser conviva é ter o prazer de conhecer passos como "Estrela Polar" para um Deus, um Deus-Amor que não está lá no céu Beja caminho de liberdade e felicidade. A alegria da Ressurreição fez-nos erguer e ou onde quer que seja, mas aqui, ao nosso lado… Ser conviva é ser mais eu, seres mais Vinde comigo... partir para O anunciar na nossa festa de Encerramento em Cortegaça, onde fomos tu… Ser conviva é ser feliz SEMPRE!"Um dia, à beira do lago de Tiberíades, na Jesus. acolhidos por uma corrente humana deprovíncia da Galileia, na Palestina, Jesus Ponto alto deste convívio, foi a descoberta dezenas de pessoas ao longo das ruas, numa Pela Equipaencontra-se de alguns pescadores e lança-lhes do mandamento Novo do Amor: "Amai-vos tocante manifestação de fé. Ao falarmos da Coordenadora:um desafio: "Vinde comigo, farei de vós uns aos outros como Eu vos amei", pois foi alegria, deste Deus-Amor e deste Amigo Je- Hugo Cravo (CF945)pescadores de homens!" Passados cerca de 2 nesta descoberta que começámos a percebermil anos Jesus lançou, durante 3 dias, o mesmo o sentido de ser cristãos e começámos a traçardesafio a 30 jovens, que se disponibilizaram um projeto de vida em consonância com oa fazer o Convívio Fraterno 1194, na Diocese plano de Deus.de Beja, que se realizou nos dias 01, 02 e 03 O encerramento deste 48° Convívio Fraternode Setembro de 2012. Foi, sem dúvida, a da Diocese de Beja realizou-se, em clima deexperiência do encontro com o Mestre daVida. Um encontro que se realizou a 3 festa, no Salão do Centro Pastoral de Beja, terminando com a concelebração da eucaristia, CONVÍVIOSdimensões: um encontro consigo próprios,um encontro com os outros e, principalmente, presidida pelo senhor padre Henrique, pároco da freguesia de Salvador e concelebrada por 4 RUMO AO FUTUROum encontro com Deus. À medida que o padres.tempo ía passando, cada um, à sua maneira Pla Equipa Coordenadora NOS DIAS 5, 6 E 7 DE OUTUBRO 2012respondia à voz do Senhor, tal como Simão Jorge da Mata 1195 -No Seminário do Preciosíssimo Sangue, em Proença a Nova, para jovens daPedro e André, que largaram tudo para seguir diocese de Portalegre e Castelo Branco 1196 - Na Casa de Retiros de Viseu, para jovens desta diocese 1197 - No Seminário dos Combonianos, na Maia, com encerramento no Centro Paroquial de Aldoar, para a diocesevdo Porto 1198 - Em Braga, para jovens dessa diocese NOS DIAS 1, 2 e 3 DE NOVEMBRO 2012 1199 -. Em Eirol, Aveiro, para a diocese do Porto NOS DIAS 27, 28 E 29 DE DEZEMBRO 2012 1200 - Em Eirol Aveiro, para jovens da diocese do Porto 1201 - No Seminário de Santartém, para jovens desta diocese 1202 - No Seminário de S. José, em Vila viçosa, para jovens da diocese de Évora NOS DIAS 5, 6 e 7 DE OUTUBRO 38 - Para casais da diocese do Porto
  7. 7. Julho / Agosto / Setembro 2012 BALADA DA UNIÃO 7 Tu que andas Bioética e sabedoria… adormecido... acorda! Desperta desse sono de indecisões e de da paz e da alegria verdadeira.1 - A bioética como novo saber - sabedoria -, Marx, à identificação e emancipação. O medos. Há um caminho que é preciso trilhar Não te esqueças de alimentar a fé comoou a sabedoria da bioética. A troca de termos homem, como tematizou Kant, não é mais se queres chegar ao sentido das coisas. alimentas uma planta…com dedicação enão é de compreensão fácil mas sim de simples objeto, mas sujeito da sua própria história. A Arrisca! Enquanto dormes, há uma vida inteira persistência. E ela te dará a certeza de que nãocompreensão. Facilidade, nada tem a ver com essência da modernidade é, portanto, a a passar por ti. Não esperes mais para acender vais sozinho…Olha! Vês quantas pessoas vãosimplicidade. São conceitos muito diversos instituição da autonomia como única chave as estrelas da esperança na escuridão que nesta estrada? Vês que também elas, tal comoque não vamos aqui discutir. de leitura do humano e qualquer forma de habita o mundo… Olha a imensidão do céu tu, querem chegar mais além? E olha como Bioética como novo saber transporta heteronomia é alienação.consigo uma história que alia as ciências duras O homem faz-se senhor e não pastoràs humanidades. A criação desta nova (Heidegger). Por isso, domina e não cultiva;disciplina do saber humano tem como objeto por isso, trata mas não cuida… é um homemcruzar o saber biológico com o saber horizontal que procura, em plena luz do dia, aantropológico e cultural. A este novo saber sua cidade. Cidade agora encontrada e centradachamou-se bioética. na pós-modernidade que descobre como a luzEntão, a bioética é uma nova área do saber da razão é frágil e fragmentada, incerta ehumano; é uma nova disciplina de inquieta, rápida e efémera; e a democracia deuconhecimento que os homens - éticos - do lugar mediocracia (A. Couto). O sucesso nãonosso tempo reclamam com urgência aos tem a ver com a luz da razão, mas com oscultores das ciências - duras -, das ciências vendedores do fast food cultural na sociedadehumanas e das ciências sociais (D. Serrão). do ecrã. O homem moderno pensava que tinhaA "ciência com consciência", na perspetiva um pedaço de terra firme debaixo dos pés: ade Edgar Morin, é, de facto, um apelo ao sua razão; o homem pós-moderno perdeu jánovo saber bioético. Um saber que se torna esse naco de terra e de razão e está dentro dosabedoria porque fala calando e cala falando; navio que se afunda, sendo ao mesmo tempoescuta sempre a Palavra criadora, som que naufrago e espectador.nunca se ouviu, silêncio que nunca se calou. Neste sentido, a sabedoria como uma bioéticaEsta relação como sabedoria bioética está em vivida - ética da vida - é, na nossa perspetiva,estreita relação com o silêncio. Duas palavras, uma via possível para tentar construir, com com olhos de profunda gratidão e mergulha cada uma delas, é uma fonte inesgotável deuma que faz barulho e uma que não se ouve. os restos do navio desconstruído, um modo até ao mais fundo de ti… Até esse lugar que graça para ti e para o mundo… Olha quantosDa palavra que faz barulho, ouvimos apenas de vida que permita viver um tempo não hori- contém a bússola que orientará os teus passos tesouros e talentos habitam a sua humanidade.o barulho; da que não faz barulho, ouvimos zontal, em que cada um se fecha na sua con- para não andares perdido. E antes de Ajuda-as, a revelarem a grandeza que têmapenas o sentido. E o sentido não tem som cha, no seu pequeno grupo de amigos, avançares, procura descobrir onde está o teu dentro de si. Ajuda-as a entender que são muitonem sombra, mas depois de um longo, lento e individualmente juntos no seu mundo fechado, coração, porque aí, estará também o teu mais do que fugacidade e matéria. E veráspaciente trabalho de compreensão e à volta de umas quantas latas de cerveja, mas tesouro. Mantém despertos os olhos do teu então acontecer o milagre que encerra a vidainterpretação, ou de rajada, como uma "cada um está sozinho no coração da terra/ coração para não correres o risco de te humana.iluminação, o sentido é um rumo, um rasto, atravessado por um raio de sol:/ e é logo noite" tornares vazio como o búzio que contém em E olha para Jesus que caminha sempre ao teuum rosto, um "e-vento" que se alevanta e faz (Salvatore Quasimodo). si o som das ondas, mas que nunca chegará a lado…É que Ele quer-te maior. Quer-te inteiro.surgir na inteligência reflexiva da pessoa a A sabedoria bioética consiste pois, em não se ser mar… Quer-te mais pessoa. Ele sonha com a tua"sabedoria", aquela que sabe que o outro é tornar insensível às causas da vida, aos sonhos, Sabes? Nasceste para voar! Vês além o realização, com o entusiasmo do teu coraçãoum outro igual a mim. E é nesta medida que a à vida sem amor nem dor nem alegria, sem horizonte? Foi pensado para ti! Por isso, não e com a grandeza da tua vida. Então porquebioética como sabedoria transporta consigo perguntas e sem espera; consiste pois, em te conformes com a mediocridade porque a esperas? Ousa ir mais longe e que a tua alegria(no plano humano) uma história de amor ao construir em tempo aberto ao outro que se liberdade é presente gratuito do Deus que é seja semelhante ao canto dos pássaros napróximo. chama relação… Porque depois da luz/ vem a amor e só amor…Um dia, quando conseguires Primavera! Sonha até lugares noite/ sentir-te assim, infinitamente amado por esse impossíveis…Sonha sem medo de avançar...2 - O iluminismo encheu a modernidade de e depois da noite/ vem a Aurora/, a luz que Amor, passarás pela inevitável e densa mata Porque no coração do Pai, cabe qualquer"luz". A luz da modernidade, segundo A. vem de fora… da dor, rasgando nela, caminhos de horizonte...Couto, é a razão que quer iluminar as coisas, crescimento e de transformação. Então,toda a realidade. A luz da razão reduziu o olharás para trás e saberás sem a sombra da Fabíola Mourinho CF 833outro à esfera do "eu"; e na perspetiva de Carlos Costa Gomes - CF 132 dúvida a ensombrar-te o olhar, que a opção Bragança-Miranda pelo Amor é a arma dos valentes e o segredo A bondade não se descreve, experimenta-se O que é ser bom? O que é a bondade? confiança e aceitação. Todos os filhos de Deus são chamados a bondade infinita, capaz de superar Quais os seus efeitos na sociedade e na Os "braços", sempre abertos e receptivos de ponderar sobre a bondade e a sua linda qualquer dano ou distância. Cristo executa nossa vida? Deus, estão aí à nossa espera, ao aguardo de repercussão na vida de cada pessoa. esse acto através do gesto máximo do Seu A bondade tão ansiada e querida pelas quem se queira lançar àquele mar infinito de Bom, é tudo aquilo que se adequa e ajusta à amor e da Sua bondade, o sacrifício da Cruz. pessoas está planificada em Jesus, e faz- bondade. Pairam como arco-íris de paz, bem obtenção de determinadas finalidades, ao Dessa doação total e amorosa deriva aquela se presente nos irmãos. Ser bom, será no alto e bem próximos de nós, para quem se cumprimento de funções ou missões. Um paz "que o mundo não pode dar" e que é, sempre um ideal a ser atingido como a encontre perdido nos caminhos das trevas, remédio é bom naquela circunstância em que talvez, o primeiro fruto da redenção: a atitude mais condizente com a nossa do temor ou do remorso... serve para readquirir ou estabilizar a saúde. tranquila ordem, estabelecida no coração natureza. Quando isso acontece Bondade não se descreve ou inventa: A única força capaz de unir e manter unidos humano e no Universo. habitualmente, temos a certeza de que é experimenta-se, vive-se e testemunha-se. os corações é a bondade, vivida no dia a dia, A nós, pobres seguidores do Mestre, com fruto de grande intimidade com Deus, de A bondade é uma virtude num relacionamento, nos acertos e desacertos do amor. Será preciso os corações por vezes também partidos... um amor incontestável a Deus e aos numa profissão, numa missão a ser cumprida. recolocar o amor pela bondade, como a "força não nos resta atitude mais lógica e irmãos. A bondade atrai, fascina e encanta, O bom é sempre o que é executado ou vivido motora do mundo humano, a razão que consequente do que a da Samaritana: "Bom humanamente falando. A bondade é com extrema dedicação e exactidão. Fala-se governa os homens". Mestre, dá-nos sempre dessa água" da caminho aberto para toda e qualquer assim de um bom profissional, de um bom Cristo vem a ser o Divino Mágico que fonte eterna da tua bondade sem fim! solução de problemas ou oposições. jogador, bom músico, excelente marido e conseguirá reajustar o coração partido dos Ajuda-nos, também, a ser bons!" A bondade com benevolência, professor. O colega da jornada bem executada homens numa unidade perfeita e duradoura. misericórdia, bem-querer e mansidão, abre é bom companheiro ou até, excelente chefe, Consegue-o unicamente através da força de Manuela Pires CF 860 os espaços e as condições mais propícias ao nos apoiar e estimular no cumprimento de uma bondade que não é desta terra, mas brota Bragança-Miranda para o encontro com Deus... em clima de qualquer tarefa, até das mais espinhosas. do elo de bondade DEle com o Pai. É a
  8. 8. 8 BALADA DA UNIÃO Julho / Agosto / Setembro 2012 Segundo a doutrina do Magistério, a Igreja inseridos: como comunidade intervém na sociedade a - Os sistemas económico-financeiros. Portu- três níveis: os cristãos leigos, guiados pela gal, membro da União Europeia e da Zona A NOBRE ARTE DA POLÍTICA sua consciência cristã, têm toda a liberdade Euro, está inserido no quadro das economias de participação e intervenção política; as liberais, vulgarmente designadas de“Para que os políticos actuem sempre, correm, de problemas grandes e complicados, associações da Igreja, com particular relação capitalismo. A Igreja sempre defendeu, entrecom honestidade, integridade e amor à que se agravam ainda mais por se tentar à hierarquia, devem intervir tendo em conta o as expressões da liberdade, a liberdadeVerdade”. Foi a intenção geral do Santo resolvê-los numa base exclusivamente diálogo com os seus pastores; os sacerdotes e económica, desde que as suas concretizaçõesPadre para o mês de Setembro. economicista, quando a solução deve ser bispos têm como ministério anunciar o se submetam aos objetivos do bem-comum.A política é, de facto, uma arte nobre, se buscada a outros níveis, baseados nos valores Evangelho e a doutrina da Igreja para todos, Os próprios lucros das pessoas, das empresasexercida dentro dos devidos parâmetros, morais. de modo que ela possa ser acolhida, e dos grupos devem orientar-se para o bem-porque se assim não for será a pior e mais nomeadamente no que diz respeito à sua comum de toda a sociedade.maléfica das artes. Com efeito, concorrer para Não pertence à Igreja formular soluções doutrina social. - O equilíbrio entre finanças e economia. Oo bem comum, como deve acontecer com os práticas e concretas em relação à "coisa Papa Bento XVI concretizou o pensamentopolíticos, é uma missão importante, porque pública", mas tem, por outro lado, um da Igreja, salientando que as finanças devemdiz respeito não só à própria nação, mas a importante papel no que diz respeito à vida ser um instrumento que tenha em vista aoutras, sobretudo numa globalização como política de qualquer nação, onde esteja melhor produção de riqueza e oaquela que nós vivemos. inserida, mesmo que seja em minoria. Como desenvolvimento. Importa que a economia eNa Antiguidade, ninguém praticou melhor esta declarou o Papa actual, em 21 de Maio de as finanças se pratiquem de modo ético a fimarte que os romanos e os gregos e os filósofos 2010, citando a Gaudium et spes, n. 76, de criar as condições adequadas para oda Grécia designaram o homem de "animal pertence à Igreja: "emitir um juízo moral desenvolvimento da pessoa e dos povos.político", interessado na "coisa pública" (do também sobre as coisas que afectam a ordem - Os mercados. Sujeitos a uma dimensão éticalatim respublica), concorrendo, assim, para o política, quando o exigem os direitos de serviço à humanidade, os mercados nãobem-estar da nação, no que diz respeito ao fundamentais da pessoa [...] aplicando todos podem separar-se do dinamismo económico,bem comum. Por isso, tem todo o sentido a e só aqueles meios que sejam conformes ao transformando-se em fontes autónomas deafirmação dos mesmos filósofos, que para Evangelho e ao bem de todos". É, portanto, A Igreja e o atual momento da sociedade lucro que não reverte, necessariamente, parauma correcta política "ou os reis se tornam direito e dever da Igreja pronunciar juízos portuguesa o bem-comum da sociedade.filósofos ou os filósofos se tornam reis". morais sobre realidades da política, quando a 3. A doutrina social da Igreja, que temos A superação da crise supõe uma renovaçãoMas se todos os cidadãos de uma nação devem fé ou a lei o exigem. sempre o dever de anunciar, ilumina a cultural. A Igreja quer contribuir para estaexercer o seu papel na boa condução de tudo Aquilo que se diz comummente, que "a Igreja realidade, interpela a consciência dos renovação com os valores que lhe sãoo que tem relação com o bem da nação, os não se deve meter na política", não tem intervenientes na coisa pública e sugere próprios: a dignidade da pessoa humana, adirigentes políticos detêm nisto uma especial qualquer sentido se se entender devidamente atitudes que exprimam valores. solidariedade como vitória sobre os diversosresponsabilidade, dado o lugar que ocupam, o que é política e o que é Igreja. Esta tem, com - Prioridade na busca do bem-comum. Esta egoísmos, a equidade nas soluções e napara o qual foram (ou deviam ter sido) efeito, o dever de ser a "consciência crítica" primazia da busca do bem-comum de toda a distribuição dos sacrifícios, atendendo aosescolhidos pelos seus compatriotas. Por isso, de qualquer sociedade onde viva e se esquecer sociedade atinge todas as pessoas e todos os mais desfavorecidos, a verdade nas afirmaçõesas leis feitas e promulgadas pelos políticos, este papel não será a Igreja de Jesus Cristo. corpos sociais. É o caminho para construir e análises, a coragem para aceitar quedevem ser eles os primeiros a cumpri-las, o O Papa pede-nos que, neste mês, peçamos uma unidade de objetivos, no respeito das momentos difíceis podem ser a semente deque nem sempre acontece, nem muito menos... pelos políticos, concretamente para que sejam diferenças: governo e oposição, partidos novas etapas de convivência e de sentidoImportância dos políticos e da política honestos, íntegros e amantes da verdade, de políticos, associações de trabalhadores e de coletivo da vida. Nós, os crentes, contamosDe tudo o que acabamos de afirmar se deduz maneira que sirvam o bem comum, que sejam empresários, etc. As diferenças são legítimas, para isso com a força de Deus e a proteção defacilmente a extrema importância da política cidadãos exemplares, cujo exemplo possa ser mas a unidade na procura do bem-comum é Nossa Senhora.num país, por tudo o que ela pode representar seguido, e amantes da verdade, uma verdade sempre necessária e indispensável. A Fátima, 17 de setembro de 2012de positivo e de negativo, pois sendo ela que que signifique transparência, prevaleça sobre superação das legítimas divergências, numorganiza a vida de uma nação, que toma as os interesses mesquinhos e se abra a um alargado consenso nacional, supõe sabedoriadecisões que regulam as relações entre pessoas e generosidade lúcida.e grupos, se isso não é feito correctamente diálogo aberto e imparcial. António Coelho S. J. - Direito ao trabalho. Este não deve ser BALADA DApode ter efeitos catastróficos. concebido apenas como forma de manutençãoOs políticos têm a missão imprescindível de económica, mas como meio de realização UNIÃOpôr o bem comum acima dos bens Missão da Igreja humana. O desemprego é, certamente, um dos Mais uma vez o nosso jornal vai ao encontroparticulares, partidários, sectoriais ou aspetos mais graves desta crise, o que supõe,corporativos. A política tem que constituir num país em crise para a sua superação, um equilíbrio de todos os convivas que o desejam receber neste formato e também Online emuma vocação de serviço aos seus concidadãos convergente de vários elementos: criatividade wwwconvívios fraternos.com. Continuamos Nota do Conselho Permanente dae nunca uma via carreirista de promoção nas empresas, caminhos ousados no a agradecer a colaboração de notícias e artigos Conferência Episcopal Portuguesapessoal e de favorecimentos indevidos. A financiamento, diálogo social em que pessoas e também económica dos nossos leitores poispolítica exige honestidade, integridade e amor e grupos decidam dar as mãos, apesar das , as despesas com a sua publicação são grandes 1. O momento socioeconómico que Portugalà verdade. suas diferenças. e a crise é também grande. Para facilitar o atravessa está a ser difícil para muitos - Estabilidade política. É exigida pela própria envio do contributo dos nossos leitores, segue portugueses. A Igreja é sensível ao sofrimentoUm bom político não é necessariamente natureza da democracia e da responsabilidade neste número em formato de papel um de todos, particularmente dos mais pobres ecristão, mas se o é, deve desempenhar dos seus atores, requerendo a busca impresso de vale de correio dos desempregados, independentemente dacabalmente o seu papel, a um novo título. permanente do maior consenso social e Também poderão depositar a vossa OFERTA fé que professam. A Igreja faz parte daPor isso, os cristãos fazem falta na política, político. Numa democracia adulta, as "crises NA CONTA com o sociedade e, com a visão do homem e da vidadesde que não abdiquem dos seus ideais que políticas" deverão ser sempre exceção. Em que lhe é própria, é chamada a contribuir para NIB 003300005000103484305devem pautar a sua vida segundo o Evangelho. momentos críticos, podem comprometer o bem das pessoas e da comunidade nacionalOs cristãos não buscam a hegemonia política, soluções e atrasar dinamismos na sua busca. como um todo. A principal resposta da Igrejacultural ou qualquer outra, mas onde quer que Todos sabemos que, para superar as presentes para o momento atual tem sido dada pelasse concretize a sua acção, esta deve ser dificuldades, não existem muitos caminhospautada pelo respeito da pessoa humana e o suas instituições de solidariedade social, como de solução. Compete aos políticos escolhê- Balada da União prática ativa da caridade.interesse pelo seu bem-estar. los, estudá-los e apresentá-los com sabedoria. A Igreja e a comunidade políticaOs cristãos devem mostrar que a fé permite - Respeito pela verdade. O discurso público 2. Quando celebramos 50 anos do início do Propriedade Editorial e Administraçãoler de uma forma nova e profunda a realidade tem de respeitar a verdade do dinamismo das Concílio Vaticano II, é oportuno recordar o Convívios Fraternose ensina a transformá-la; devem evidenciar situações e da procura de soluções. seu ensinamento, tantas vezes confirmado N.I.P.C. 503298689que a esperança alarga o horizonte limitado - Generosidade na honestidade. O bem da pelo Magistério posterior, sobretudo dos Tlef: 234 884474 FAx 234 880904do homem e projecta-o para a verdadeira altura comunidade nacional exige de todos Papas. A Igreja é um Povo, uma comunidadedo seu ser, para Deus; devem mostrar que o generosidade para não dar prioridade à busca estruturada e organizada, que assume comoEvangelho é garantia de liberdade e mensagem de interesses particulares e a honestidade para Director e Redactor: dever a procura do bem-comum de toda ade libertação. Pede-se aos cristãos políticos renunciar a caminhos pouco dignos de procura P. Valente de Matos sociedade. Esse é também o fim da comunidadeum compromisso forte em favor da cidadania, desses interesses. Só com generosidade se Depósito Legal:634/82 - Nº de Registo: política. "No campo que lhe é próprio, apara a construção de uma nova vida na sua pode alcançar um bem maior. 108164 comunidade política e a Igreja sãonação e também na comunidade internacional. Renovação cultural Este Jornal encontra-se em independentes e autónomas uma da outra.Temos necessidade de políticos 4. Esperamos que a presente situação faça www.conviviosfraternos.com Mas ambas, embora a títulos diferentes, estãoautenticamente cristãos que sejam avançar a verdadeira compreensão sobre Rua Júlio Narciso Neves Nº 65 3860-129 ao serviço da vocação pessoal e social dostestemunhas de Cristo e do Evangelho. Trata- alguns elementos decisivos do mundo Avanca mesmos homens" (Gaudium et Spes, nº 76).se de um desafio exigente nos tempos que económico-financeiro em que estamos

×