O slideshow foi denunciado.

Multicelularidade

18.650 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Multicelularidade

  1. 1. A ESTRATÉGIA MULTICELULAR Prof.ª KELLY RODRIGUES BIOLOGIA E QUÍMICA I DISCIPLINA: BIOLOGIA GERAL
  2. 2. MULTICELULARIDADE <ul><li>A multicelularidade é caracterizada por uma associação de células em que existe interdependência ao nível das estruturas e funções entre as células associadas. </li></ul><ul><li>Com o evoluir da multicelularidade foram surgindo os vários organelas o que permitiu os organismos realizarem atividades muito complexas que antigamente os seus ancestrais unicelulares não conseguiam realizar </li></ul>
  3. 3.   ORIGEM DA MULTICELULARIDADE IMPORTÂNCIA DA RELAÇÃO ÁREA/VOLUME <ul><li>Há medida que as dimensões de um organismo aumentam, diminui a sua relação área/volume, ou seja, a sua superfície não aumenta à mesma taxa que o volume. </li></ul><ul><li>Qual o significado deste fato ? </li></ul><ul><li>A vida depende do metabolismo, efetuado em todo o volume celular, mas as trocas com o meio, nomeadamente a entrada de nutrientes e a saída de excreções, são realizadas através da superfície celular.  </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Este raciocínio permite compreender facilmente que haverá uma razão ótima para a qual as trocas são adequadas ao metabolismo desenvolvido. </li></ul><ul><li>Estudos revelaram que esse valor corresponde ao tamanho da célula eucariótica, 50 a 500 mm. A partir deste valor o aumento de tamanho de um organismo implica a passagem à multicelularidade, para que a relação correta seja mantida.  </li></ul>
  5. 6. <ul><li>No entanto, mesmo a multicelularidade apresenta a mesma limitação pois os organismos muito pequenos perdem demasiado calor, e os grandes têm grande dificuldade em perde-lo. </li></ul><ul><li>A verdadeira multicelularidade, apenas presente em seres eucariontes, caracteriza-se por uma associação de células em que há interdependência estrutural e funcional entre elas. Geralmente existe igualmente uma diferenciação celular e tecidual a ela associada. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Em células eucarióticas existe freqüentemente uma relação colonial, que pode ser considerada a origem da multicelularidade. </li></ul><ul><li>Vejamos alguns exemplos, que parecem confirmar essa hipótese:   </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Colônias de Chlamydomonas – esta alga unicelular pode formar colônias, móveis por ação dos flagelos individuais. As células estão ligadas apenas por filamentos citoplasmáticos ; </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Colônias de Pandorina – esta alga apresenta colônias mais elaboradas, envoltas numa massa coloidal, com polaridade; </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Colônias de Volvox – a colônia é uma esfera oca, envolta numa camada mono estratificada de mais de 1000 células biflageladas. Estas células são puramente somáticas, não intervindo na reprodução. Essa função está reservada a células maiores, que, assexuadamente, se dividem e originam colônias-filhas. A reprodução sexuada também é possível. Deste modo, pode concluir-se que nesta colônia existe polaridade, especialização e coordenação. A divisão de tarefas é nítida na diferenciação precoce entre o soma e o gérmen. </li></ul>
  9. 11. <ul><li>A evolução destas colônias terá sido por aumento do número e tamanho das suas células, aumento da especialização e desenvolvimento progressivo das estruturas sexuais. </li></ul><ul><li>A dificuldade reside na passagem de uma colônia esférica para um metazoário, com várias camadas de células. </li></ul>
  10. 14. Chlamydomonas Pandoria Volvox unicelular unicelular colonial multicelula r Gonium
  11. 15. <ul><li>MULTICELULARIDADE </li></ul><ul><li>MULTICELULARIDADE EVOLUIU MUITAS VEZES NA HISTÓRIA DA VIDA : NOS RAMOS QUE LEVARAM AOS ANIMAIS, PLANTAS E FUNGOS </li></ul><ul><li>VANTANGENS DA MULTICELULARIDADE </li></ul><ul><li>DIFERENTES TIPOS DE CÉLULAS SE TORNARAM ESPECIALIZADAS PARA TAREFAS DIFERENTES , PERMITINDO UMA DIVISÃO DE TRABALHO MAIS EFICIENTE </li></ul><ul><li>ORGANISMOS MULTICELULARES PODEM CRESCER MUITOS MAIS QUE OS UNICELULARES, O QUE PODE SER IMPORTANTE PARA ESCAPAR DA PREDAÇÃO OU COMPETIÇÃO. </li></ul>
  12. 16. <ul><li>Permite a existência de seres vivos de maiores dimensões. </li></ul><ul><li>Permite uma maior diversidade de seres vivos o que facilita adaptação a diferentes ambientes. </li></ul><ul><li>A especialização celular reduz a taxa metabólica e permite assim um gasto de energia mais eficaz. </li></ul><ul><li>Existe mais independência em relação ao meio externo uma vez que têm uma maior capacidade para manter um equilíbrio dinâmico no meio interno. </li></ul>
  13. 17. TECIDO ANIMAL
  14. 18. TIPOS DE CÉLULAS ANIMAIS

×