SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
0 grande desejo da mulher salva, cujo marido ainda
está no mundo, é ganhá-lo para Cristo. 0 apóstolo
Pedro mostra o passo a passo dessa tarefa (1 Pe 3.1-6).
0 porte cristão da esposa será revelado em
palavras brandas, bom humor, atos de
bondade e decisões inteligentes. Com tais
qualidades, ela atrairá o marido a um
encontro pessoal com o Senhor Jesus. c)
Sem palavras (v. 1b). A melhor pregação
da esposa crente é a sua conduta
exemplar. Ela não irritará o esposo com
falatórios e prédicas diárias; sua pregação
sem palavras mostrará sua eficácia.
3- EVANGELIZANDO OS PARENTES
3- EVANGELIZANDO OS PARENTES
1 Como os pais podem falar de Jesus aos filhos?
Por meio do culto doméstico, através dos símbolos cristãos e levando-os à igreja.
2 De que maneira o marido salvo pode conduzir a esposa a converter-se?
Amando-a como Cristo amou a Igreja e coabitando com entendimento.
3 O que a esposa salva deve fazer para levar o marido a Cristo?
Sujeitando-se a ele, pelo porte cristão e sem palavras.
4 De que forma a família cristã pode cumprir a grande comissão?
Crendo na promessa bíblica: "Crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo, tu e a tua
casa". Orando pela salvação de toda a sua família e dando testemunho. Falando de
Cristo aos seus parentes.
5 Cite exemplos de personagens bíblicos que trouxeram a família a Jesus.
Cornélio e o carcereiro de Filipos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum  ano cRoteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum  ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
3a aula slides cri-int_a alvorada da igreja_maranata
3a aula slides cri-int_a alvorada da igreja_maranata3a aula slides cri-int_a alvorada da igreja_maranata
3a aula slides cri-int_a alvorada da igreja_maranataIcm Bela Vista
 
Lição 10 o poder da evangelização
Lição 10 o poder da evangelizaçãoLição 10 o poder da evangelização
Lição 10 o poder da evangelizaçãoMarcio de Medeiros
 
Roteiro homilético do 3.º domingo do advento ano a - 15.12.2013 (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo do advento   ano a - 15.12.2013 (1)Roteiro homilético do 3.º domingo do advento   ano a - 15.12.2013 (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo do advento ano a - 15.12.2013 (1)José Luiz Silva Pinto
 
Natal 2013 - O Maior Presente
Natal 2013 - O Maior PresenteNatal 2013 - O Maior Presente
Natal 2013 - O Maior PresentePatricia Farias
 
Solenidade da Santíssima Trindade
Solenidade da Santíssima TrindadeSolenidade da Santíssima Trindade
Solenidade da Santíssima Trindadepr_afsalbergaria
 
Natal do Menino Jesus
Natal do Menino JesusNatal do Menino Jesus
Natal do Menino JesusBatistaBR
 
CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, CAPÍTULO 3
CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, CAPÍTULO 3CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, CAPÍTULO 3
CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, CAPÍTULO 3Elva Judy Nieri
 
013 2013 - devocional diário - bsvt - selados como propriedade divina
013 2013 - devocional diário - bsvt - selados como propriedade divina013 2013 - devocional diário - bsvt - selados como propriedade divina
013 2013 - devocional diário - bsvt - selados como propriedade divinaRachel V.
 
Roteiro homilético do 4.º domingo do advento – ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do advento – ano cRoteiro homilético do 4.º domingo do advento – ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do advento – ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Xxxi domingo do tempo comum todos os santos e santas ano b
Xxxi domingo do tempo comum todos os santos e santas   ano bXxxi domingo do tempo comum todos os santos e santas   ano b
Xxxi domingo do tempo comum todos os santos e santas ano bJosé Luiz Silva Pinto
 
FORMAÇÃO HUMANO-AFETIVA E COMUNITÁRIA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
FORMAÇÃO HUMANO-AFETIVA E COMUNITÁRIA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE PÁDUAFORMAÇÃO HUMANO-AFETIVA E COMUNITÁRIA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
FORMAÇÃO HUMANO-AFETIVA E COMUNITÁRIA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE PÁDUAJosé Luiz Silva Pinto
 

Mais procurados (20)

Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum  ano cRoteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum  ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum ano c
 
3a aula slides cri-int_a alvorada da igreja_maranata
3a aula slides cri-int_a alvorada da igreja_maranata3a aula slides cri-int_a alvorada da igreja_maranata
3a aula slides cri-int_a alvorada da igreja_maranata
 
A despedida
A despedidaA despedida
A despedida
 
Programa festa são vicente
Programa   festa são vicentePrograma   festa são vicente
Programa festa são vicente
 
Lição 10 o poder da evangelização
Lição 10 o poder da evangelizaçãoLição 10 o poder da evangelização
Lição 10 o poder da evangelização
 
P1309 trindade
P1309 trindadeP1309 trindade
P1309 trindade
 
Palavras de bênçãos final de 2010
Palavras de bênçãos   final de 2010Palavras de bênçãos   final de 2010
Palavras de bênçãos final de 2010
 
Roteiro homilético do 3.º domingo do advento ano a - 15.12.2013 (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo do advento   ano a - 15.12.2013 (1)Roteiro homilético do 3.º domingo do advento   ano a - 15.12.2013 (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo do advento ano a - 15.12.2013 (1)
 
C1223 sinais do_reino
C1223 sinais do_reinoC1223 sinais do_reino
C1223 sinais do_reino
 
2.º domingo do advento ano c
2.º domingo do advento ano c2.º domingo do advento ano c
2.º domingo do advento ano c
 
Natal 2013 - O Maior Presente
Natal 2013 - O Maior PresenteNatal 2013 - O Maior Presente
Natal 2013 - O Maior Presente
 
Solenidade da Santíssima Trindade
Solenidade da Santíssima TrindadeSolenidade da Santíssima Trindade
Solenidade da Santíssima Trindade
 
Natal do Menino Jesus
Natal do Menino JesusNatal do Menino Jesus
Natal do Menino Jesus
 
Folha informativa 19-03-2017
Folha informativa 19-03-2017Folha informativa 19-03-2017
Folha informativa 19-03-2017
 
CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, CAPÍTULO 3
CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, CAPÍTULO 3CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, CAPÍTULO 3
CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, CAPÍTULO 3
 
013 2013 - devocional diário - bsvt - selados como propriedade divina
013 2013 - devocional diário - bsvt - selados como propriedade divina013 2013 - devocional diário - bsvt - selados como propriedade divina
013 2013 - devocional diário - bsvt - selados como propriedade divina
 
Folha informativa 02-04-2017
Folha informativa 02-04-2017Folha informativa 02-04-2017
Folha informativa 02-04-2017
 
Roteiro homilético do 4.º domingo do advento – ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do advento – ano cRoteiro homilético do 4.º domingo do advento – ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do advento – ano c
 
Xxxi domingo do tempo comum todos os santos e santas ano b
Xxxi domingo do tempo comum todos os santos e santas   ano bXxxi domingo do tempo comum todos os santos e santas   ano b
Xxxi domingo do tempo comum todos os santos e santas ano b
 
FORMAÇÃO HUMANO-AFETIVA E COMUNITÁRIA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
FORMAÇÃO HUMANO-AFETIVA E COMUNITÁRIA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE PÁDUAFORMAÇÃO HUMANO-AFETIVA E COMUNITÁRIA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
FORMAÇÃO HUMANO-AFETIVA E COMUNITÁRIA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
 

Destaque

Lição 13 a igreja e a lei de Deus
Lição 13 a igreja e a lei de DeusLição 13 a igreja e a lei de Deus
Lição 13 a igreja e a lei de Deusantonio vieira
 
LIÇÃO 1- O EVANGELIO SEGUNDO LUCAS
LIÇÃO 1- O EVANGELIO SEGUNDO LUCASLIÇÃO 1- O EVANGELIO SEGUNDO LUCAS
LIÇÃO 1- O EVANGELIO SEGUNDO LUCASantonio vieira
 
Lição 5 - A maravilhosa graça
Lição 5 - A maravilhosa graçaLição 5 - A maravilhosa graça
Lição 5 - A maravilhosa graçaAilton da Silva
 
Lição 10 deveres civis morais e espirituais
Lição 10 deveres civis morais e espirituaisLição 10 deveres civis morais e espirituais
Lição 10 deveres civis morais e espirituaisantonio vieira
 
licao 3 A infancia de jesus
licao 3  A infancia de jesus licao 3  A infancia de jesus
licao 3 A infancia de jesus antonio vieira
 
LIÇÃO 1- O EVANGELIO DE LUCAS
LIÇÃO 1- O EVANGELIO DE LUCASLIÇÃO 1- O EVANGELIO DE LUCAS
LIÇÃO 1- O EVANGELIO DE LUCASantonio vieira
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4  A tentação de Jesuslição 4  A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesusantonio vieira
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesuslição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesusantonio vieira
 
Lição 1 - A sobrevivência em tempos de crise
Lição 1 - A sobrevivência em tempos de criseLição 1 - A sobrevivência em tempos de crise
Lição 1 - A sobrevivência em tempos de criseAilton da Silva
 
Lição 6 - Paciênca: evitando as dissensões
Lição 6 - Paciênca: evitando as dissensõesLição 6 - Paciênca: evitando as dissensões
Lição 6 - Paciênca: evitando as dissensõesAilton da Silva
 
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizadesLição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizadesAilton da Silva
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALourinaldo Serafim
 
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejasaula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejasantonio vieira
 
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfiasAilton da Silva
 
Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Márcio Martins
 
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalAula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalantonio vieira
 

Destaque (20)

Lição 13 a igreja e a lei de Deus
Lição 13 a igreja e a lei de DeusLição 13 a igreja e a lei de Deus
Lição 13 a igreja e a lei de Deus
 
LIÇÃO 1- O EVANGELIO SEGUNDO LUCAS
LIÇÃO 1- O EVANGELIO SEGUNDO LUCASLIÇÃO 1- O EVANGELIO SEGUNDO LUCAS
LIÇÃO 1- O EVANGELIO SEGUNDO LUCAS
 
não cobiçaras
não cobiçarasnão cobiçaras
não cobiçaras
 
Lição 5 - A maravilhosa graça
Lição 5 - A maravilhosa graçaLição 5 - A maravilhosa graça
Lição 5 - A maravilhosa graça
 
Lição 10 deveres civis morais e espirituais
Lição 10 deveres civis morais e espirituaisLição 10 deveres civis morais e espirituais
Lição 10 deveres civis morais e espirituais
 
licao 3 A infancia de jesus
licao 3  A infancia de jesus licao 3  A infancia de jesus
licao 3 A infancia de jesus
 
LIÇÃO 1- O EVANGELIO DE LUCAS
LIÇÃO 1- O EVANGELIO DE LUCASLIÇÃO 1- O EVANGELIO DE LUCAS
LIÇÃO 1- O EVANGELIO DE LUCAS
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4  A tentação de Jesuslição 4  A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesus
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesuslição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesus
 
Lição 1 - A sobrevivência em tempos de crise
Lição 1 - A sobrevivência em tempos de criseLição 1 - A sobrevivência em tempos de crise
Lição 1 - A sobrevivência em tempos de crise
 
Lição 6 - Paciênca: evitando as dissensões
Lição 6 - Paciênca: evitando as dissensõesLição 6 - Paciênca: evitando as dissensões
Lição 6 - Paciênca: evitando as dissensões
 
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizadesLição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejasaula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
 
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderdaLBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
 
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 
Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.
 
LBJ Lição 11 - A igreja e a política
LBJ Lição 11 - A igreja e a políticaLBJ Lição 11 - A igreja e a política
LBJ Lição 11 - A igreja e a política
 
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalAula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
 

Semelhante a Como evangelizar os parentes: o exemplo da família cristã

Palestra para casais 2021
Palestra para casais 2021Palestra para casais 2021
Palestra para casais 2021MerieleMartins
 
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIALIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIALourinaldo Serafim
 
LBJ Lição 13 - O que posso fazer por minha igreja
LBJ Lição 13 - O que posso fazer por minha igrejaLBJ Lição 13 - O que posso fazer por minha igreja
LBJ Lição 13 - O que posso fazer por minha igrejaNatalino das Neves Neves
 
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIANatalino das Neves Neves
 
Lição 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO.
Lição 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO.Lição 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO.
Lição 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO.Flavio Luz
 
Lição 10 - O Poder da Evangelização na Família
Lição 10 - O Poder da Evangelização na Família Lição 10 - O Poder da Evangelização na Família
Lição 10 - O Poder da Evangelização na Família Regio Davis
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaÉder Tomé
 
Lição 13 - o que posso fazer por minha igreja
Lição 13 - o que posso fazer por minha igrejaLição 13 - o que posso fazer por minha igreja
Lição 13 - o que posso fazer por minha igrejaErberson Pinheiro
 
2013 2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
2013   2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão2013   2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
2013 2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristãoNatalino das Neves Neves
 
3º informativo web setembro de 2015
3º informativo web   setembro de 20153º informativo web   setembro de 2015
3º informativo web setembro de 2015Pastor Marcello Rocha
 
3º informativo web setembro de 2015
3º informativo web   setembro de 20153º informativo web   setembro de 2015
3º informativo web setembro de 2015Pastor Marcello Rocha
 
Declaração doutrinaria da convenção batista brasileira
Declaração doutrinaria da convenção batista brasileiraDeclaração doutrinaria da convenção batista brasileira
Declaração doutrinaria da convenção batista brasileirapibfsa
 

Semelhante a Como evangelizar os parentes: o exemplo da família cristã (20)

Palestra para casais 2021
Palestra para casais 2021Palestra para casais 2021
Palestra para casais 2021
 
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIALIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
 
LBJ Lição 13 - O que posso fazer por minha igreja
LBJ Lição 13 - O que posso fazer por minha igrejaLBJ Lição 13 - O que posso fazer por minha igreja
LBJ Lição 13 - O que posso fazer por minha igreja
 
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
 
Lição 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO.
Lição 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO.Lição 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO.
Lição 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO.
 
Lição 7
Lição 7Lição 7
Lição 7
 
Boletim itaberaba 28.02.2016
Boletim itaberaba 28.02.2016Boletim itaberaba 28.02.2016
Boletim itaberaba 28.02.2016
 
Boletim itaberaba 27.03.2016
Boletim itaberaba 27.03.2016Boletim itaberaba 27.03.2016
Boletim itaberaba 27.03.2016
 
Licao 12
Licao 12Licao 12
Licao 12
 
Lição 10 - O Poder da Evangelização na Família
Lição 10 - O Poder da Evangelização na Família Lição 10 - O Poder da Evangelização na Família
Lição 10 - O Poder da Evangelização na Família
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
 
Lição 13 - o que posso fazer por minha igreja
Lição 13 - o que posso fazer por minha igrejaLição 13 - o que posso fazer por minha igreja
Lição 13 - o que posso fazer por minha igreja
 
023 joao
023 joao023 joao
023 joao
 
023 joao 2º
023 joao 2º023 joao 2º
023 joao 2º
 
2013 2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
2013   2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão2013   2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
2013 2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
 
3º informativo web setembro de 2015
3º informativo web   setembro de 20153º informativo web   setembro de 2015
3º informativo web setembro de 2015
 
3º informativo web setembro de 2015
3º informativo web   setembro de 20153º informativo web   setembro de 2015
3º informativo web setembro de 2015
 
Boletim IPC Limeira 14/01/18
Boletim IPC Limeira 14/01/18Boletim IPC Limeira 14/01/18
Boletim IPC Limeira 14/01/18
 
Boletim223
Boletim223Boletim223
Boletim223
 
Declaração doutrinaria da convenção batista brasileira
Declaração doutrinaria da convenção batista brasileiraDeclaração doutrinaria da convenção batista brasileira
Declaração doutrinaria da convenção batista brasileira
 

Mais de antonio vieira

Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?antonio vieira
 
Lição 5 a obra salvífica de jesus cristo
Lição 5  a obra salvífica de jesus cristo Lição 5  a obra salvífica de jesus cristo
Lição 5 a obra salvífica de jesus cristo antonio vieira
 
Lição 4, salvação o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
Lição 4, salvação   o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...Lição 4, salvação   o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
Lição 4, salvação o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...antonio vieira
 
Lição 3 a salvação e o advento do salvador
Lição 3   a salvação e o advento do salvador Lição 3   a salvação e o advento do salvador
Lição 3 a salvação e o advento do salvador antonio vieira
 
Lição 12 quem ama cumpre plenamente a lei
Lição 12  quem ama cumpre plenamente a lei Lição 12  quem ama cumpre plenamente a lei
Lição 12 quem ama cumpre plenamente a lei antonio vieira
 
Lição 08° a bondade que confere a vida
Lição 08°   a bondade que confere a vida Lição 08°   a bondade que confere a vida
Lição 08° a bondade que confere a vida antonio vieira
 
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tanguaantonio vieira
 
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇASLiçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇASantonio vieira
 
Lição 5 as consequências das escolhas precipitadas
Lição 5   as consequências das escolhas precipitadasLição 5   as consequências das escolhas precipitadas
Lição 5 as consequências das escolhas precipitadasantonio vieira
 
Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício
Lição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifícioLição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifício
Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifícioantonio vieira
 
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da féantonio vieira
 
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS antonio vieira
 
Liçaqo 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Liçaqo 13  A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA Liçaqo 13  A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Liçaqo 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA antonio vieira
 
lição 2- O nascimento de jesus
lição 2- O nascimento de jesus lição 2- O nascimento de jesus
lição 2- O nascimento de jesus antonio vieira
 

Mais de antonio vieira (15)

Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
 
Adao e eva
Adao e eva Adao e eva
Adao e eva
 
Lição 5 a obra salvífica de jesus cristo
Lição 5  a obra salvífica de jesus cristo Lição 5  a obra salvífica de jesus cristo
Lição 5 a obra salvífica de jesus cristo
 
Lição 4, salvação o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
Lição 4, salvação   o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...Lição 4, salvação   o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
Lição 4, salvação o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
 
Lição 3 a salvação e o advento do salvador
Lição 3   a salvação e o advento do salvador Lição 3   a salvação e o advento do salvador
Lição 3 a salvação e o advento do salvador
 
Lição 12 quem ama cumpre plenamente a lei
Lição 12  quem ama cumpre plenamente a lei Lição 12  quem ama cumpre plenamente a lei
Lição 12 quem ama cumpre plenamente a lei
 
Lição 08° a bondade que confere a vida
Lição 08°   a bondade que confere a vida Lição 08°   a bondade que confere a vida
Lição 08° a bondade que confere a vida
 
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇASLiçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
 
Lição 5 as consequências das escolhas precipitadas
Lição 5   as consequências das escolhas precipitadasLição 5   as consequências das escolhas precipitadas
Lição 5 as consequências das escolhas precipitadas
 
Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício
Lição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifícioLição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifício
Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício
 
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
 
Liçaqo 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Liçaqo 13  A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA Liçaqo 13  A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Liçaqo 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
 
lição 2- O nascimento de jesus
lição 2- O nascimento de jesus lição 2- O nascimento de jesus
lição 2- O nascimento de jesus
 

Último

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxrenatacolbeich1
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 

Último (20)

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 

Como evangelizar os parentes: o exemplo da família cristã

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13. 0 grande desejo da mulher salva, cujo marido ainda está no mundo, é ganhá-lo para Cristo. 0 apóstolo Pedro mostra o passo a passo dessa tarefa (1 Pe 3.1-6).
  • 14. 0 porte cristão da esposa será revelado em palavras brandas, bom humor, atos de bondade e decisões inteligentes. Com tais qualidades, ela atrairá o marido a um encontro pessoal com o Senhor Jesus. c) Sem palavras (v. 1b). A melhor pregação da esposa crente é a sua conduta exemplar. Ela não irritará o esposo com falatórios e prédicas diárias; sua pregação sem palavras mostrará sua eficácia.
  • 15.
  • 18.
  • 19. 1 Como os pais podem falar de Jesus aos filhos? Por meio do culto doméstico, através dos símbolos cristãos e levando-os à igreja. 2 De que maneira o marido salvo pode conduzir a esposa a converter-se? Amando-a como Cristo amou a Igreja e coabitando com entendimento. 3 O que a esposa salva deve fazer para levar o marido a Cristo? Sujeitando-se a ele, pelo porte cristão e sem palavras. 4 De que forma a família cristã pode cumprir a grande comissão? Crendo na promessa bíblica: "Crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo, tu e a tua casa". Orando pela salvação de toda a sua família e dando testemunho. Falando de Cristo aos seus parentes. 5 Cite exemplos de personagens bíblicos que trouxeram a família a Jesus. Cornélio e o carcereiro de Filipos.