SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
Escola Básica do 2º e 3º ciclo de Campo
             de Besteiros
       História – 7.º Ano - 07/08

          Professor Jorge Almeida



  D. Afonso Henriques, o
      Conquistador
               • David Nº 4
                •Elias Nº 5
              •Ricardo Nº 19
              •Renato Nº 24
                   7.º B
                                          1
Índice

Introdução______________________________3
Dados Biográficos________________________4
Árvore geneológica_______________________5
 D. Afonso Henriques, 1.º Rei de Portugal______6
 A Lenda da espada de D. Afonso Henriques___7
 Conclusão______________________________8
 Bibliografia______________________________9




                                                   2
Introdução
    Este trabalho foi feito para a disciplina de
História, a pedido do Professor António Jorge
Almeida, justamente por anteriormente termos
estado a estudar a formação dos reinos cristãos
no processo da Reconquista Cristã.
    Este trabalho foi executado com bastante
interesse pelos elementos do grupo. Para
isso, utilizamos o nosso manual de História e a
Internet.
    O objectivo deste trabalho é a consolidação de
alguns temas estudados na aula de História.




                                                     3
Dados Biográficos
•   Afonso I ou Dom Afonso Henriques nasceu a 25 de Julho de 1109
    e morreu a 6 de Dezembro de 1185. É filho de D. Henrique, conde
    de Portucale, sendo aclamado rei de Portugal no ano de 1139.

    Foi cognominado “O Conquistador;” também é conhecido como “O
•
    Fundador” e “O Grande”.

•   Os muçulmanos, em sinal de respeito, chamaram-lhe Ibn-Arrik
    («filho de Henrique») ou El-Bortukali («o Português»).




                                                                      4
Árvore Genealógica de D. Afonso
          Henriques




                                  5
D. Afonso Henriques, 1º Rei de
              Portugal
    D. Afonso Henriques foi o primeiro rei de Portugal;

    Fundou o reino de Portugal em 1143, quando o tornou

    independente dos reinos de Leão e Castela, fundando a primeira
    dinastia, a de Borgonha, que durou 244 anos;
    Um documento do Papa, a bula “Manifestis Probatum”, em 1179,

    confirmou finalmente Portugal como reino independente;
    O papa Alexandre III deu-lhe ainda o direito de conquistar

    territórios aos mouros para alargar o território nacional;
    D. Afonso Henriques morreu em 1185, deixando ao filho, D.

    Sancho I, um território perfeitamente definido e independente:
    não apenas um Condado, mas já um verdadeiro Reino.




                                                                     6
A Lenda da Espada de D. Afonso
          Henriques
    Por se saber que ele era tão forte, até há lendas

    que dizem que a sua espada pesava mais de 5
    quilos, o que faria com que, num combate, poucos
    homens conseguissem usá-la com sucesso sem
    um enorme esforço;

    A lenda refere que eram precisos três homens

    para lhe tomar a espada, isto é, para o desarmar,
    tal era a valentia e a destreza com que D. Afonso
    a esgrimia.



                                                        7
Conclusão


Este trabalho foi muito interessante e essencial
para melhorar as nossas notas.
Ao fazermos este trabalho recordámos e
estudámos a reconquista cristã e a formação do
reino de Portugal.




                                                   8
Bibliografia

    OLIVEIRA, Ana; CANTANHEDE, Francisco;

    CATARINO, Isabel e TORRÃO, Paula, “História
    7”, Lisboa, da Texto Editora, 2007.

    www.wikipédia.org



    www.junior.te.pt





                                                  9

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalA Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalHistN
 
Formação reino--portugal.ppt_
 Formação reino--portugal.ppt_ Formação reino--portugal.ppt_
Formação reino--portugal.ppt_Isa Alves
 
D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesMaria Gomes
 
Formacao de portugal
Formacao de portugalFormacao de portugal
Formacao de portugalcattonia
 
A Crise De 1383 1385
A Crise De 1383 1385A Crise De 1383 1385
A Crise De 1383 1385guest6ebf5d0
 
Formação de portugal 4º ano
Formação de portugal   4º anoFormação de portugal   4º ano
Formação de portugal 4º anotelmascapelo
 
Reis de Portugal 1ª Dinastia
Reis de Portugal 1ª DinastiaReis de Portugal 1ª Dinastia
Reis de Portugal 1ª Dinastiakhistoria
 
Crise dinastica
Crise dinasticaCrise dinastica
Crise dinasticacattonia
 
A formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsA formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsAnabela Sobral
 
A formação do reino de portugal
A formação do reino de portugalA formação do reino de portugal
A formação do reino de portugalcruchinho
 
Formação do reino de portugal
Formação do reino de portugalFormação do reino de portugal
Formação do reino de portugalJoel Ferreira
 
Formação de Portugal
Formação de PortugalFormação de Portugal
Formação de PortugalIsabel Alves
 
Crise 1383 1385-
Crise 1383 1385-Crise 1383 1385-
Crise 1383 1385-Ana Pereira
 
Biografia infante
Biografia infanteBiografia infante
Biografia infanteKaryn XP
 
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.Álvaro Maurício
 

Mais procurados (20)

Formaçaõ de portugal
Formaçaõ de portugalFormaçaõ de portugal
Formaçaõ de portugal
 
A Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalA Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de Portugal
 
Afonso Henriques
Afonso Henriques Afonso Henriques
Afonso Henriques
 
Formação reino--portugal.ppt_
 Formação reino--portugal.ppt_ Formação reino--portugal.ppt_
Formação reino--portugal.ppt_
 
D.Afonso Henriques
D.Afonso Henriques D.Afonso Henriques
D.Afonso Henriques
 
1.ª Dinastia
1.ª Dinastia1.ª Dinastia
1.ª Dinastia
 
D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso Henriques
 
Formacao de portugal
Formacao de portugalFormacao de portugal
Formacao de portugal
 
A Crise De 1383 1385
A Crise De 1383 1385A Crise De 1383 1385
A Crise De 1383 1385
 
Formação de portugal 4º ano
Formação de portugal   4º anoFormação de portugal   4º ano
Formação de portugal 4º ano
 
Reis de Portugal 1ª Dinastia
Reis de Portugal 1ª DinastiaReis de Portugal 1ª Dinastia
Reis de Portugal 1ª Dinastia
 
Crise dinastica
Crise dinasticaCrise dinastica
Crise dinastica
 
A formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsA formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território português
 
A formação do reino de portugal
A formação do reino de portugalA formação do reino de portugal
A formação do reino de portugal
 
Formação do reino de portugal
Formação do reino de portugalFormação do reino de portugal
Formação do reino de portugal
 
Formação de Portugal
Formação de PortugalFormação de Portugal
Formação de Portugal
 
A crise de 1383
A crise de 1383A crise de 1383
A crise de 1383
 
Crise 1383 1385-
Crise 1383 1385-Crise 1383 1385-
Crise 1383 1385-
 
Biografia infante
Biografia infanteBiografia infante
Biografia infante
 
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
 

Semelhante a Afonso Henriques, o Conquistador

Trabalho D.João II
Trabalho D.João IITrabalho D.João II
Trabalho D.João IIandreaires
 
D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso Henriquesines3006
 
Dafonsohenriques
DafonsohenriquesDafonsohenriques
Dafonsohenriquesines3006
 
Cronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugalCronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugaljosepinho
 
A história de portugal
A história de portugalA história de portugal
A história de portugaltelmascapelo
 
Biografia de d. afonso henriques.docx
Biografia de d. afonso henriques.docxBiografia de d. afonso henriques.docx
Biografia de d. afonso henriques.docxandresilva7a
 
Infante d henrique[1]
Infante d henrique[1]Infante d henrique[1]
Infante d henrique[1]Teresa
 
Prosperidade Dos TráFicos AtlâNticos Portugueses
Prosperidade Dos TráFicos AtlâNticos PortuguesesProsperidade Dos TráFicos AtlâNticos Portugueses
Prosperidade Dos TráFicos AtlâNticos Portuguesescrie_historia8
 
A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1helder33701
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Maria Ferreira
 
1 de dezembro
1  de dezembro1  de dezembro
1 de dezembrocresac
 
Criação de uma identidade nacional CEF B9
Criação de uma identidade nacional CEF B9Criação de uma identidade nacional CEF B9
Criação de uma identidade nacional CEF B9profribeiro
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Carolina Magalhães
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Carolina Magalhães
 
Eubiose 2 mar-2013 portugal a primeira nação templaria
Eubiose 2 mar-2013 portugal a primeira nação templariaEubiose 2 mar-2013 portugal a primeira nação templaria
Eubiose 2 mar-2013 portugal a primeira nação templariaNumeric Contadores
 
A+história+de+portugal
A+história+de+portugalA+história+de+portugal
A+história+de+portugalbelinhas
 
Portugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Portugal: da Formação ao Descobrimento do BrasilPortugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Portugal: da Formação ao Descobrimento do BrasilValéria Shoujofan
 

Semelhante a Afonso Henriques, o Conquistador (20)

Trabalho D.João II
Trabalho D.João IITrabalho D.João II
Trabalho D.João II
 
Afonsohenriques 110706071735-phpapp01
Afonsohenriques 110706071735-phpapp01Afonsohenriques 110706071735-phpapp01
Afonsohenriques 110706071735-phpapp01
 
D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso Henriques
 
Dafonsohenriques
DafonsohenriquesDafonsohenriques
Dafonsohenriques
 
Cronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugalCronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugal
 
Catalogo Mostra filatélica Albufeira
Catalogo Mostra filatélica AlbufeiraCatalogo Mostra filatélica Albufeira
Catalogo Mostra filatélica Albufeira
 
A história de portugal
A história de portugalA história de portugal
A história de portugal
 
Ahistriadeportugal
Ahistriadeportugal Ahistriadeportugal
Ahistriadeportugal
 
Biografia de d. afonso henriques.docx
Biografia de d. afonso henriques.docxBiografia de d. afonso henriques.docx
Biografia de d. afonso henriques.docx
 
Infante d henrique[1]
Infante d henrique[1]Infante d henrique[1]
Infante d henrique[1]
 
Prosperidade Dos TráFicos AtlâNticos Portugueses
Prosperidade Dos TráFicos AtlâNticos PortuguesesProsperidade Dos TráFicos AtlâNticos Portugueses
Prosperidade Dos TráFicos AtlâNticos Portugueses
 
A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
1 de dezembro
1  de dezembro1  de dezembro
1 de dezembro
 
Criação de uma identidade nacional CEF B9
Criação de uma identidade nacional CEF B9Criação de uma identidade nacional CEF B9
Criação de uma identidade nacional CEF B9
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
Eubiose 2 mar-2013 portugal a primeira nação templaria
Eubiose 2 mar-2013 portugal a primeira nação templariaEubiose 2 mar-2013 portugal a primeira nação templaria
Eubiose 2 mar-2013 portugal a primeira nação templaria
 
A+história+de+portugal
A+história+de+portugalA+história+de+portugal
A+história+de+portugal
 
Portugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Portugal: da Formação ao Descobrimento do BrasilPortugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Portugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
 

Mais de Jorge Almeida

Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12Jorge Almeida
 
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12Jorge Almeida
 
Salazar e o estado novo
Salazar e o estado novoSalazar e o estado novo
Salazar e o estado novoJorge Almeida
 
Exposição visitai viseu
Exposição visitai viseuExposição visitai viseu
Exposição visitai viseuJorge Almeida
 
Exposição trabalhos alunos_25 de abril
Exposição trabalhos alunos_25 de abrilExposição trabalhos alunos_25 de abril
Exposição trabalhos alunos_25 de abrilJorge Almeida
 
Tertúlia 25 de abril
Tertúlia 25 de abrilTertúlia 25 de abril
Tertúlia 25 de abrilJorge Almeida
 
25 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 225 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 2Jorge Almeida
 
O 25 de_abril_de_1974[1]
O 25 de_abril_de_1974[1]O 25 de_abril_de_1974[1]
O 25 de_abril_de_1974[1]Jorge Almeida
 
Guerra colonial entrevista
Guerra colonial entrevistaGuerra colonial entrevista
Guerra colonial entrevistaJorge Almeida
 
A 1ª guerra mundial hgp
A 1ª guerra mundial hgpA 1ª guerra mundial hgp
A 1ª guerra mundial hgpJorge Almeida
 
25 de abril de 1974 3
25 de abril de 1974 325 de abril de 1974 3
25 de abril de 1974 3Jorge Almeida
 
Trabalhos alunos 7.º pca
Trabalhos alunos 7.º pcaTrabalhos alunos 7.º pca
Trabalhos alunos 7.º pcaJorge Almeida
 
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11Jorge Almeida
 
Visita de estudo a Foz Côa
Visita de estudo a Foz CôaVisita de estudo a Foz Côa
Visita de estudo a Foz CôaJorge Almeida
 
Folheto Foz Côa -2010-11
Folheto Foz Côa -2010-11Folheto Foz Côa -2010-11
Folheto Foz Côa -2010-11Jorge Almeida
 

Mais de Jorge Almeida (20)

Guerra fria 1
Guerra fria 1Guerra fria 1
Guerra fria 1
 
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
 
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
 
Salazar e o estado novo
Salazar e o estado novoSalazar e o estado novo
Salazar e o estado novo
 
Exposição visitai viseu
Exposição visitai viseuExposição visitai viseu
Exposição visitai viseu
 
Exposição trabalhos alunos_25 de abril
Exposição trabalhos alunos_25 de abrilExposição trabalhos alunos_25 de abril
Exposição trabalhos alunos_25 de abril
 
Tertúlia 25 de abril
Tertúlia 25 de abrilTertúlia 25 de abril
Tertúlia 25 de abril
 
25 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 225 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 2
 
O 25 de_abril_de_1974[1]
O 25 de_abril_de_1974[1]O 25 de_abril_de_1974[1]
O 25 de_abril_de_1974[1]
 
Iª república
Iª repúblicaIª república
Iª república
 
Guerra colonial entrevista
Guerra colonial entrevistaGuerra colonial entrevista
Guerra colonial entrevista
 
Guerra colonial (1)
Guerra colonial (1)Guerra colonial (1)
Guerra colonial (1)
 
A guerra colonial
A guerra colonialA guerra colonial
A guerra colonial
 
A 1ª guerra mundial hgp
A 1ª guerra mundial hgpA 1ª guerra mundial hgp
A 1ª guerra mundial hgp
 
25 de abril de 1974 3
25 de abril de 1974 325 de abril de 1974 3
25 de abril de 1974 3
 
Trabalhos alunos 7.º pca
Trabalhos alunos 7.º pcaTrabalhos alunos 7.º pca
Trabalhos alunos 7.º pca
 
Salamanca
SalamancaSalamanca
Salamanca
 
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
 
Visita de estudo a Foz Côa
Visita de estudo a Foz CôaVisita de estudo a Foz Côa
Visita de estudo a Foz Côa
 
Folheto Foz Côa -2010-11
Folheto Foz Côa -2010-11Folheto Foz Côa -2010-11
Folheto Foz Côa -2010-11
 

Último

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 

Último (20)

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 

Afonso Henriques, o Conquistador

  • 1. Escola Básica do 2º e 3º ciclo de Campo de Besteiros História – 7.º Ano - 07/08 Professor Jorge Almeida D. Afonso Henriques, o Conquistador • David Nº 4 •Elias Nº 5 •Ricardo Nº 19 •Renato Nº 24 7.º B 1
  • 2. Índice Introdução______________________________3 Dados Biográficos________________________4 Árvore geneológica_______________________5 D. Afonso Henriques, 1.º Rei de Portugal______6 A Lenda da espada de D. Afonso Henriques___7 Conclusão______________________________8 Bibliografia______________________________9 2
  • 3. Introdução Este trabalho foi feito para a disciplina de História, a pedido do Professor António Jorge Almeida, justamente por anteriormente termos estado a estudar a formação dos reinos cristãos no processo da Reconquista Cristã. Este trabalho foi executado com bastante interesse pelos elementos do grupo. Para isso, utilizamos o nosso manual de História e a Internet. O objectivo deste trabalho é a consolidação de alguns temas estudados na aula de História. 3
  • 4. Dados Biográficos • Afonso I ou Dom Afonso Henriques nasceu a 25 de Julho de 1109 e morreu a 6 de Dezembro de 1185. É filho de D. Henrique, conde de Portucale, sendo aclamado rei de Portugal no ano de 1139. Foi cognominado “O Conquistador;” também é conhecido como “O • Fundador” e “O Grande”. • Os muçulmanos, em sinal de respeito, chamaram-lhe Ibn-Arrik («filho de Henrique») ou El-Bortukali («o Português»). 4
  • 5. Árvore Genealógica de D. Afonso Henriques 5
  • 6. D. Afonso Henriques, 1º Rei de Portugal D. Afonso Henriques foi o primeiro rei de Portugal;  Fundou o reino de Portugal em 1143, quando o tornou  independente dos reinos de Leão e Castela, fundando a primeira dinastia, a de Borgonha, que durou 244 anos; Um documento do Papa, a bula “Manifestis Probatum”, em 1179,  confirmou finalmente Portugal como reino independente; O papa Alexandre III deu-lhe ainda o direito de conquistar  territórios aos mouros para alargar o território nacional; D. Afonso Henriques morreu em 1185, deixando ao filho, D.  Sancho I, um território perfeitamente definido e independente: não apenas um Condado, mas já um verdadeiro Reino. 6
  • 7. A Lenda da Espada de D. Afonso Henriques Por se saber que ele era tão forte, até há lendas  que dizem que a sua espada pesava mais de 5 quilos, o que faria com que, num combate, poucos homens conseguissem usá-la com sucesso sem um enorme esforço; A lenda refere que eram precisos três homens  para lhe tomar a espada, isto é, para o desarmar, tal era a valentia e a destreza com que D. Afonso a esgrimia. 7
  • 8. Conclusão Este trabalho foi muito interessante e essencial para melhorar as nossas notas. Ao fazermos este trabalho recordámos e estudámos a reconquista cristã e a formação do reino de Portugal. 8
  • 9. Bibliografia OLIVEIRA, Ana; CANTANHEDE, Francisco;  CATARINO, Isabel e TORRÃO, Paula, “História 7”, Lisboa, da Texto Editora, 2007. www.wikipédia.org  www.junior.te.pt  9

Notas do Editor

  1. <number>