Metodo 03 resenha

12.188 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.188
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
303
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodo 03 resenha

  1. 1. Metodologia da Pesquisa<br />FATEC<br />FACULDADE de<br /> TECNOLOGIA de<br /> GUARATINGUETÁ<br />Aula 03<br />2008<br />RESENHA<br /> fatec@rodolfolopes.net<br />
  2. 2. Metodologia da Pesquisa<br />Já me dei ao poder que rege meu destino.<br />E não me apego a nada,<br />para não ter nada a defender.<br />Não tenho pensamentos, por isso verei.<br />Nada temo, por isso lembrarei de mim mesmo.<br />Desprendido e à vontade,<br />Passarei como um jato pela “Águia” para ser livre.<br />Carlos Castañeda<br /> fatec@rodolfolopes.net<br />
  3. 3. Como Apresentar os Resultados<br /><ul><li>Ao terminar a pesquisa :
  4. 4. Depois de ter os dados nas mãos
  5. 5. Depois de tê-los analisado profundamente
  6. 6. Depois de reavaliar todos os procedimentos de pesquisa utilizados
  7. 7. Depois de procurar por erros de interpretação e de julgamento
  8. 8. É chegada a hora de mostrá-los ao mundo exterior.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  9. 9. 1. Tipos de Documentos Científicos<br /><ul><li>Há um tipo específico de documento para atender cada finalidade:
  10. 10. Artigo
  11. 11. Dissertação
  12. 12. Fichamento
  13. 13. Monografia
  14. 14. Paper
  15. 15. Notar que há NORMAS específicas para cada um destes tipos de documentos.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  16. 16. 2. Tipos de Documentos Científicos<br /><ul><li>Mais alguns tipos de documentos:
  17. 17. Painel
  18. 18. Patente
  19. 19. Ante-projeto
  20. 20. Projeto
  21. 21. Resenha
  22. 22. Resenha Crítica
  23. 23. Tese
  24. 24. Iremos percorrê-los ao longo do curso.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  25. 25. 1. Resenha<br /><ul><li>Resenha é um trabalho de síntese que os jornais e as revistas publicam logo após o lançamento de uma obra, com o objetivo de divulgá-la.
  26. 26. O Resumo limita-se ao conteúdo do trabalho, sem julgamentos de valor.
  27. 27. A Resenha, porém, vai além. Resume a obra e a avalia, mostrando seus pontos fortes e/ou seus pontos fracos.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  28. 28. 2. Resenha<br /><ul><li>A Resenha pode ser sobre um ou mais capítulos de um livro, sobre uma coleção, um filme etc.
  29. 29. Ela sempre deve apresentar suas falhas, lacunas, e virtudes.
  30. 30. Explora o contexto histórico em que a obra foi elaborada, comparando-a com outros autores.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  31. 31. 1. Resenha Crítica<br /><ul><li>A ABNT (1990) denominou a Resenha Científica de Resumo Crítico.
  32. 32. Como Resumo Crítico, a resenha só pode ser elaborada por alguém com conhecimentos na área pois exige opinião formada do resenhista.
  33. 33. O resenhista, além de resumir, deve avaliar a obra, embasando sua análise na própria obra e nas outras que ele tenha consultado para elaborar a resenha.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  34. 34. 2. Resenha Crítica<br /><ul><li>Se o resumo estiver mal feito, o leitor que desconheça o assunto terá dificuldade de acompanhar a análise crítica.
  35. 35. Se, por outro lado, o recensor limitar-se a relatar o conteúdo sem julgá-lo criticamente, estará escrevendo um resumo, e não uma resenha.
  36. 36. Se ele não ilustrar e sustentar seus julgamentos com dados extraídos da obra em análise, ele não dará ao leitor oportunidade de ele formar seus próprios julgamentos.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  37. 37. 3. Resenha Crítica<br /><ul><li>Uma resenha bem feita deve ter:
  38. 38. A referência bibliográfica da obra, de preferência obedecendo as normas da ABNT.
  39. 39. Alguns dados bibliográficos do autor (titulação, vínculo acadêmico, outras obras etc.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  40. 40. 4. Resenha Crítica<br /><ul><li>Uma resenha bem feita deve ter:
  41. 41. Um resumo da obra, ou síntese do conteúdo, realçando a área do conhecimento, o tema, as idéias principais e, quando pertinente, as partes em que o trabalho está dividido.
  42. 42. Mostrar o objetivo do autor sem entrar em detalhes e exemplos e de forma clara e harmônica. </li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  43. 43. 5. Resenha Crítica<br /><ul><li>Uma resenha bem feita deve:
  44. 44. Citar e explicar os termos técnicos principais utilizados pelo autor, esclarecendo seu sentido, no afã de tornar mais fácil o entendimento do leitor.
  45. 45. Situar o assunto quanto ao debate acadêmico, permitindo uma comparação com outros autores.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  46. 46. 6. Resenha Crítica<br /><ul><li>Uma resenha bem feita deve:
  47. 47. Expor claramente como o autor conceitua ou define algum termo técnico, já induzindo críticas relativas à sua utilização ou à própria conceituação que o autor tenha apresentado.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  48. 48. 7. Resenha Crítica<br /><ul><li>Uma resenha bem feita:
  49. 49. Deve ter uma avaliação crítica final, sempre nos termos expostos até agora
  50. 50. Aqui reside o ponto forte da resenha, onde o resenhista pode mostrar seu conhecimento:
  51. 51. Ele dialoga com o autor, com o leitor, ou com ambos, dando-se o direito de externar seu julgamento. </li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  52. 52. 8. Resenha Crítica<br /><ul><li>Há vários tipos de críticas:
  53. 53. A interna, quando avalia-se o conteúdo da obra em si: a coerência da apresentação dos objetivos, sua consistência lógica e de conteúdo.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  54. 54. v fa<br />9. Resenha Crítica<br /><ul><li>Há vários tipos de críticas:
  55. 55. A externa, quando se leva em conta um campo de referência mais amplo, quer histórico, quer intelectual, contextualizando o autor e sua obra para mostrar sua originalidade frente aos demais autores.
  56. 56. O resenhista deve analisar a obra como um todo, não se alongando em detalhes e passagens isoladas que poderiam distorcer as idéias.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  57. 57. 10. Resenha Crítica<br /><ul><li>Há vários tipos de críticas:
  58. 58. Pontos específicos e pontos importantes precisam ser abordados, sejam eles fortes ou fracos, quando forem relevantes para o trabalho como um todo.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  59. 59. 11. Resenha Crítica<br /><ul><li>Há vários tipos de críticas:
  60. 60. Nada é mais lamentável que uma crítica vazia de conteúdo, sem base teórica, ou preconceituosa.
  61. 61. São também inaceitáveis os elogios gratuitos que soam a corporativismo.</li></ul> fatec@rodolfolopes.net<br />
  62. 62. Não importa a tua idade,<br /> idealiza um grande sonho, <br />tão grandioso como o céu.<br />Masaharu Taniguchi<br /> fatec@rodolfolopes.net<br />
  63. 63. Trabalho de Meio de Semestre<br />RESENHA CRÍTICA<br />EM DUPLAS<br /> fatec@rodolfolopes.net<br />
  64. 64. Cada dupla deverá escolher uma Monografia na Biblioteca da Fatec Guaratinguetá para usá-la como base de sua resenha<br /> fatec@rodolfolopes.net<br />
  65. 65. Formatação e número de páginas conforme modelo disponível no site<br />Entrega do trabalho escrito:<br />Gestão: 28 de abril<br />Info: 29 de abril<br />Apresentação oral:<br />Gestão: 05 e 12 de maio<br />Info: 06 e 13 de maio<br /> fatec@rodolfolopes.net<br />
  66. 66. Endereço eletrônico:<br />http://www.rodolfolopes.net<br />http://www.rodolfolopes.com<br />e-mail:fatec@rodolfolopes.net<br />Escolha acima e à direita: FATEC<br />Escolha: Metodologia_1_2008<br />Escolha: acesse aqui <br />Nome do Usuário: aluno12008<br />Senha: aluno12008<br />

×