Biologia 10º

Regulação nos Seres Vivos – Osmorregulação
       As formas mais simples de vida realizam as
        suas trocas directamente com o meio.
       Os seres mais comp...
Homeostasia

       A manutenção da composição dos fluidos
        internos dentro de limites compatíveis com a
        v...
       A composição química do meio interno está
        continuamente sujeita a modificações:
           os produtos re...
   De entre os mecanismos envolvidos na
    manutenção da homeostasia podem destacar-se:

           Osmorregulação - Co...
Osmorregulação
   Conjunto de mecanismos que permitem manter
    a pressão osmótica do meio interno dos
    organismos de...
Como é que os animais eliminam as suas
                 excreções?




7                     Nuno Correia 09/10
Osmoconformantes


Animais
           Osmorreguladores




8           Nuno Correia 09/10
O gráfico seguinte representa o resultado de uma experiência realizada
com duas espécies de caranguejos. Os espécimes fora...
Relativamente à espécie B, verificou-se que, se a concentração de sal na
água se tornasse inferior a 400 mM ou superior a ...
Qual dos caranguejos possui uma concentração dos fluidos internos
diferente da concentração do meio ambiente?


      O ca...
Que mecanismo de transporte transmembranar será utilizado
pelas células deste animal, no sentido de contrariar as leis da
...
Qual das espécies poderá sobreviver em ambientes com maior
variabilidade de salinidade?

     Espécie A




13            ...
Em que medida a salinidade pode ser considerada um factor
     limitante?
      A salinidade é um factor limitante uma vez...
Justifique a afirmação: "Os animais da espécie A têm limites de
   tolerância, relativamente à salinidade, mais alargados ...
Como justifica que os caranguejos da espécie A sejam capazes de
suportar uma maior amplitude de valores de salinidade do q...
Osmoconformantes

   A maioria dos
    invertebrados marinhos
    não regula a concentração
    de sais dos seus fluidos
...
Osmorregulantes

    Existem animais que
     apresentam uma
     concentração do seu meio
     interno muito diferente d...
Artemia é um crustáceo capaz de viver
em ambientes com quase qualquer
osmolaridade. O Artemia encontra-se
em abundância no...
http://www.captain.at/artemia/

20                               Nuno Correia 09/10
21   Nuno Correia 09/10
    Neste caso, os animais têm de controlar
     activamente a quantidade de água que entra e
     sai do corpo, devido a...
Osmorregulação em meio marinho e em
              meio dulciaquíola
                         Justifique a afirmação: "Os p...
Osmorregulação em meio marinho e em
              meio dulciaquíola

                         Que mecanismos permitem aos
...
Osmorregulação em meio marinho e em
              meio dulciaquíola
                         Justifique o facto de os peix...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bg28 regulação nos seres vivos - osmorregulação (parte i)

6.653 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Bg28 regulação nos seres vivos - osmorregulação (parte i)

  1. 1. Biologia 10º Regulação nos Seres Vivos – Osmorregulação
  2. 2.  As formas mais simples de vida realizam as suas trocas directamente com o meio.  Os seres mais complexos estabelecem trocas através do sangue e fluidos intersticiais que banham as células. 2 Nuno Correia 09/10
  3. 3. Homeostasia  A manutenção da composição dos fluidos internos dentro de limites compatíveis com a vida denomina-se homeostasia. 3 Nuno Correia 09/10
  4. 4.  A composição química do meio interno está continuamente sujeita a modificações:  os produtos resultantes do metabolismo celular são permanentemente lançados nos fluidos intersticiais;  dos fluidos intersticiais para as células passam continuamente substâncias que são utilizadas no metabolismo. 4 Nuno Correia 09/10
  5. 5.  De entre os mecanismos envolvidos na manutenção da homeostasia podem destacar-se:  Osmorregulação - Conjunto de mecanismos pelos quais são controladas as concentrações de sais e de água e, portanto, os valores da pressão osmótica dos fluidos corporais.  Excreção - Função através da qual os organismos se libertam dos produtos resultantes do catabolismo, muitos dos quais são tóxicos - excreções. 5 Nuno Correia 09/10
  6. 6. Osmorregulação  Conjunto de mecanismos que permitem manter a pressão osmótica do meio interno dos organismos dentro de valores que não ultrapassam os limites de sobrevivência. 6 Nuno Correia 09/10
  7. 7. Como é que os animais eliminam as suas excreções? 7 Nuno Correia 09/10
  8. 8. Osmoconformantes Animais Osmorreguladores 8 Nuno Correia 09/10
  9. 9. O gráfico seguinte representa o resultado de uma experiência realizada com duas espécies de caranguejos. Os espécimes foram mantidos em aquários com condições ambientais controladas, sendo a salinidade a única variável em estudo. Para diferentes valores de concentração de sal na água dos aquários, determinou-se a concentração de sal nos fluidos corporais dos animais. 9 Nuno Correia 09/10
  10. 10. Relativamente à espécie B, verificou-se que, se a concentração de sal na água se tornasse inferior a 400 mM ou superior a 600 mM, os animais morriam. No caso da espécie A, também se verificou que valores extremos de salinidade provocavam a morte dos animais, contudo o intervalo de tolerância é muito superior. De facto, alguns dos animais desta espécie toleram valores de salinidade inferiores a 200 mM e ligeiramente superiores a 750 mM. 10 Nuno Correia 09/10
  11. 11. Qual dos caranguejos possui uma concentração dos fluidos internos diferente da concentração do meio ambiente? O caranguejo da espécie A. 11 Nuno Correia 09/10
  12. 12. Que mecanismo de transporte transmembranar será utilizado pelas células deste animal, no sentido de contrariar as leis da difusão? Transporte activo. 12 Nuno Correia 09/10
  13. 13. Qual das espécies poderá sobreviver em ambientes com maior variabilidade de salinidade? Espécie A 13 Nuno Correia 09/10
  14. 14. Em que medida a salinidade pode ser considerada um factor limitante? A salinidade é um factor limitante uma vez que condiciona a vida dos seres vivos. 14 Nuno Correia 09/10
  15. 15. Justifique a afirmação: "Os animais da espécie A têm limites de tolerância, relativamente à salinidade, mais alargados do que os animais da espécie B". Os animais da espécie A toleram valores de salinidade mais extremos do que os indivíduos da espécie B. Assim, pode afirmar-se que o intervalo de tolerância para a salinidade é mais alargado, isto é, têm limites de tolerância mais extremos do que a espécie B. 15 Nuno Correia 09/10
  16. 16. Como justifica que os caranguejos da espécie A sejam capazes de suportar uma maior amplitude de valores de salinidade do que os indivíduos da espécie B? Os indivíduos da espécie A têm a capacidade de controlar a concentração salina dos seus fluidos internos, mesmo quando há variações dessa concentração no meio (até determinados valores). Por outro lado, os indivíduos da espécie B não apresentam essa capacidade e, por isso, a concentração salina dos seus fluidos internos acompanha as alterações verificadas no meio. Assim, os caranguejos da espécie A podem viver em ambientes com um maior leque de concentração salina. 16 Nuno Correia 09/10
  17. 17. Osmoconformantes  A maioria dos invertebrados marinhos não regula a concentração de sais dos seus fluidos corporais e, assim, esta concentração varia de acordo com a concentração da água do mar que os rodeia.  Estes animais designam- se osmoconformantes. 17 Nuno Correia 09/10
  18. 18. Osmorregulantes  Existem animais que apresentam uma concentração do seu meio interno muito diferente da concentração salina do meio envolvente.  Estes animais designam-se osmorreguladores (ou osmorregulantes). 18 Nuno Correia 09/10
  19. 19. Artemia é um crustáceo capaz de viver em ambientes com quase qualquer osmolaridade. O Artemia encontra-se em abundância nos mais salgados ambientes conhecidos, como o extenso lago salgado de Utah e em salinas, onde concentra-se o sal com finalidades comerciais. 19 Nuno Correia 09/10
  20. 20. http://www.captain.at/artemia/ 20 Nuno Correia 09/10
  21. 21. 21 Nuno Correia 09/10
  22. 22.  Neste caso, os animais têm de controlar activamente a quantidade de água que entra e sai do corpo, devido a fenómenos de osmose. Os osmorreguladores conseguem viver em ambientes com uma gama muito alargada de salinidade. 22 Nuno Correia 09/10
  23. 23. Osmorregulação em meio marinho e em meio dulciaquíola Justifique a afirmação: "Os peixes de água doce e os de água salgada são animais osmorregulantes". Tanto os peixes de água doce como os de água salgada apresentam concentrações de sais nos seus fluidos internos diferentes da concentração do meio que os rodeia (quer esse meio seja hipotónico ou hipertónico). Assim, têm de controlar activamente a concentração de água e de sais do seu organismo. 23 Nuno Correia 09/10
  24. 24. Osmorregulação em meio marinho e em meio dulciaquíola Que mecanismos permitem aos peixes que vivem em ambiente dulciaquícola (água doce) manter mais ou menos constante a concentração interna de sais? Absorção activa de NaCI a nível das brânquias, excreção de urina hipotónica. 24 Nuno Correia 09/10
  25. 25. Osmorregulação em meio marinho e em meio dulciaquíola Justifique o facto de os peixes marinhos ingerirem grandes quantidades de água [embora salgada], ao contrário do que acontece com os peixes de água doce. A ingestão de água salgada juntamente com o alimento, permite aos peixes marinhos obterem água, embora com elevadas concentrações de sais. Posteriormente, o sal é excretado activamente e a urina produzida é muito concentrada. 25 Nuno Correia 09/10

×