SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
VÍDEO 2
Tipologia textual e gêneros
textuais
Prof.ª Hildalene
Pinheiro
INTENSIVO ENEM
MÓDULO 1
Comunicação e Tecnologia da
Informação
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
2 - TIPOS E GÊNEROS TEXTUAIS:
Os tipos textuais, ou tipologia textual, apresentam
propriedades linguísticas intrínsecas nas quais se apoiam
os diversos gêneros.
Chamamos de tipos textuais o conjunto de enunciados
organizados em uma estrutura bem definida, facilmente
reconhecida por suas características preponderantes.
Dentre os mais estudados estão o narrativo, descritivo,
dissertativo, argumentativo e injuntivo.- NARRATIVO: A finalidade de uma narração é contar uma
história, ficcional ou não, geralmente contextualizada em
um tempo e espaço, nos quais transitam personagens. A
narração pode ser analisada através de seus elementos
essenciais que são: personagens, enredo, narrador, tempo,
espaço e discurso.
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Os gêneros que se apropriam da estrutura narrativa são:
contos, minicontos, crônicas, fábulas, romance, novelas,
anedota, relato, biografias etc.
IMAGEM DISPONÍVEL EM:
jussaraneves.com.br
EXEMPLO:
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
- DISSERTATIVO: O texto dissertativo-argumentativo é
um texto opinativo, cujas ideias são desenvolvidas
através de estratégias argumentativas que têm por
finalidade convencer o interlocutor a cerca de uma
tese que se defende.
Os gêneros que se apropriam da estrutura dissertativa
são: ensaio, artigos, cartas argumentativas, abaixo-
assinado, dissertação, fórum, editorial etc.
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
EXEMPLO:
Ser feminista não é querer ser homem. Defender os
Direitos das mulheres não é querer que a mulher deixe de
ser mãe, de ser dona de casa, muito menos não desejar do
homem gentileza e cavalheirismo.
Ser feminista é lutar por salários iguais no mesmo cargo,
é pedir punição por abusos sexuais, psicológicos e
físicos, é querer ser respeitada. Ser feminista é lutar
por respeito ao gênero e à igualdade. Senhores, muitas
Mulheres apanham, muitas são escravizadas, muitas são
estupradas e o mínimo que podemos fazer é LUTAR por
RESPEITO!
Andresa Martins Vicentini
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
- EXPOSITIVO: Tem por finalidade
apresentar informações sobre um
objeto ou fato específico,
enumerando suas características
através de uma linguagem clara e
concisa.
Os gêneros que se apropriam da
estrutura expositiva são: relato,
reportagem, resumo, sinopse,
fichamento, resenha, artigo
científico, seminário etc.
Disponível em: www.adorocinema.com
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
SINOPSE E DETALHES DO FILME: NASCE UMA ESTRELA
Data de lançamento: 11 de outubro de 2018 (2h 16min)
Direção: Bradley Cooper
Elenco: Lady Gaga, Bradley Cooper, Sam Elliott mais
Gêneros Drama, Romance
Nacionalidade EUA
Não recomendado para menores de 16 anos
Jackson Maine (Bradley Cooper) é um cantor no auge da fama. Um
dia, após deixar uma apresentação, ele para em um bar para
beber algo. É quando conhece Ally (Lady Gaga), uma insegura
cantora que ganha a vida trabalhando em um restaurante. Jackson
se encanta pela mulher e seu talento, decidindo acolhê-la
debaixo de suas asas. Ao mesmo tempo em que Ally ascende ao
estrelato, Jackson vive uma crise pessoal e profissional devido
aos problemas com o álcool.
Disponível em:
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
- INJUNTIVO: Os textos injuntivos têm por finalidade
instruir o interlocutor, utilizando verbos no imperativo
para atingir seu intuito.
Os gêneros que se apropriam da estrutura injuntivo são:
textos publicitários, anúncios, folders, manual de
instruções, regras, receitas culinárias, bulas,
regulamentos, editais, listas de tarefas, códigos de
leis, sinais de trânsito, etc.
Imagem disponível em: doutormultas.com.br/
EXEMPLO:
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
- DESCRITIVO: Os textos descritivos têm por objetivo
descrever objetivamente ou subjetivamente coisas, pessoas
ou situações.
A descrição geralmente é mista, ou seja, outros gêneros se
apropriam da estrutura descritiva, por exemplo: perfis de
redes sociais, currículo, anúncios, laudo, relatório, ata,
guia de viagem etc. Também podem ser encontrados em textos
literários através da descrição subjetiva:
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
EXEMPLO:
Certa vez, um grande amigo do poeta Olavo Bilac queria
muito vender uma propriedade, de fato, um sítio que lhe
dava muito trabalho e despesa. Reclamava que era um
homem sem sorte, pois as suas propriedades davam-lhe
muitas dores de cabeça e não valia a pena conservá-las.
Pediu então ao amigo poeta para redigir o anúncio de
venda do seu sítio, pois acreditava que, se ele
descrevesse a sua propriedade com palavras bonitas,
seria muito fácil vendê-la.
E assim Olavo Bilac, que conhecia muito bem o sítio do
amigo, redigiu o seguinte texto:
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
"Vende-se encantadora propriedade onde cantam os
pássaros, ao amanhecer, no extenso arvoredo. É cortada
por cristalinas e refrescantes águas de um ribeiro. A
casa, banhada pelo sol nascente, oferece a sombra
tranquila das tardes, na varanda."
Meses depois, o poeta encontrou o seu amigo e perguntou-
lhe se tinha vendido a propriedade.
"Nem pensei mais nisso", respondeu ele. "Quando li o
anúncio que você escreveu, percebi a maravilha que eu
possuía."
Algumas vezes, só conseguimos enxergar o que possuímos
quando pegamos emprestados os olhos alheios.
Olavo Bilac
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
- GÊNEROS TEXTUAIS
Quando falamos em gêneros textuais, não estamos nos
detendo nos textos literários, mas sim englobando todos
os textos da língua, basta que possuam a capacidade de
comunicar algo. Os textos, orais ou escritos, que
produzimos para nos comunicar, possuem um conjunto de
características, e são estas características que
determinarão seu gênero textual.
Algumas destas características são: o assunto, quem está
falando, para quem está falando, sua finalidade, ou se o
texto é mais narrativo, instrucional, argumentativo, etc.
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
TIPOLOGIA TEXTUAL E
GENÊROS TEXTUAIS
COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Alguns Gêneros Textuais:
Anedota - Anúncio publicitário – Artigos - Apresentação
de livros - Bilhete - Bula de remédio – Carta – Cartum -
Charge - Conto – Crônica – Currículo – Declaração –
Editorial – Ensaio - Entrevista - Fragmento de romance
– Folder - Gráfico - História em quadrinho (HQ) –
Infográfico – Lenda - Letra de música – Notícia – Piada
– Poema – Propaganda - Receita culinária - Relatório -
Reportagem – Resenha - Resumo - Roteiro - Sinopse –
Tirinha – Verbete.
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2
ENEM - Assinale a alternativa que associa,
respectivamente, as características e função social aos
gêneros mencionados abaixo:
1. Pequena narrativa em que os animais são as
personagens protagonistas. Apresenta uma crítica ao
comportamento humano por meio da atitude de animais.
Esse gênero serve como distração e moralização, pois
apresenta determinados valores considerados socialmente
aceitos.
2. Texto com linguagem verbal e não verbal, da ordem do
descrever/prescrever, com uso de elementos voltados para
determinado público-alvo, cujo objetivo é despertar
sentidos ou desejos; apresenta predomínio da sugestão
sobre a informação.
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2
a) Crônica, fábula, anúncio publicitário.
b) Fábula, conto, notícia de jornal.
c) Relato autobiográfico, anúncio publicitário,
fábula.
d) Fábula, anúncio publicitário, relato
autobiográfico.
e) Relato autobiográfico, fábula, anúncio
publicitário.
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2
ENEM - Os quadrinhos exemplificam que as
Histórias em Quadrinhos constituem um
gênero textual
a) em que a imagem pouco contribui para
facilitar a interpretação da mensagem
contida no texto, como pode ser
constatado no primeiro quadrinho.
b) cuja linguagem se caracteriza por ser
rápida e clara, que facilita a
compreensão, como se percebe na fala do
segundo quadrinho: “</DIV> </SPAN> <BR
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2
c) em que o uso de letras com
espessuras diversas está ligado a
sentimentos expressos pelos
personagens, como pode ser
percebido no último quadrinho.
d) que possui em seu texto escrito
características próximas a uma
conversação face a face, como pode
ser percebido no segundo
quadrinho.
e) em que a localização casual dos
balões nos quadrinhos expressa com
clareza a sucessão cronológica da
história, como pode ser percebidoRESPOSTA CERTA:
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2
ENEM - Machado de Assis
Joaquim Maria Machado de Assis, cronista, contista,
dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista,
crítico e ensaísta, nasceu na cidade do Rio de Janeiro
em 21 de junho de 1839. Filho de um operário mestiço de
negro e português, Francisco José de Assis, e de D.
Maria Leopoldina Machado de Assis, aquele que viria a
tornar-se o maior escritor do país e um mestre da
língua, perde a mãe muito cedo e é criado pela madrasta,
Maria Inês, também mulata, que se dedica ao menino e o
matricula na escola pública, única que frequentou o
autodidata Machado de Assis.
PROF.ª GEÓRGIA SOARES
PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2
a) fatos ficcionais, relacionados a outros de caráter
realista, relativos à vida de um renomado escritor
b) representações generalizadas acerca da vida de membros
da sociedade por seus trabalhos e vida cotidiana.
c) explicações da vida de um renomado escritor, com
estrutura argumentativa, destacando como tema seus
principais feitos.
d) questões controversas e fatos diversos da vida de
personalidade histórica, ressaltando sua intimidade
familiar em detrimento de seus feitos públicos.
e) apresentação da vida de uma personalidade, organizada
sobretudo pela ordem tipológica da narração, com um estilo
Considerando os seus conhecimentos sobre os gêneros
textuais, o texto citado constitui-se de:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO DO ENSINO MÉDIOPLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO DO ENSINO MÉDIOIFMA
 
Apostila jurídica
Apostila jurídicaApostila jurídica
Apostila jurídicamoisesvictor
 
Apostila tipologia textual
Apostila tipologia textualApostila tipologia textual
Apostila tipologia textualVERA OLIVEIRA
 
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino MédioConteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino MédioJomari
 
51161222 tipologia-textual
51161222 tipologia-textual51161222 tipologia-textual
51161222 tipologia-textualÉric Santos
 
Plano de curso língua portuguesa e literatura
Plano de curso língua portuguesa e literaturaPlano de curso língua portuguesa e literatura
Plano de curso língua portuguesa e literaturapibiduergsmontenegro
 
Planejamento anual
Planejamento anualPlanejamento anual
Planejamento anualedsonmika
 
Aul 02 tipolo_e_gênero_textual
Aul 02 tipolo_e_gênero_textualAul 02 tipolo_e_gênero_textual
Aul 02 tipolo_e_gênero_textualmarcelocaxias
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 09
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 09FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 09
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 09Jordano Santos Cerqueira
 
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoA diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoDilmara Faria
 
Lista de conteúdos programáticos SSA (2015-2017)
Lista de conteúdos programáticos SSA (2015-2017)Lista de conteúdos programáticos SSA (2015-2017)
Lista de conteúdos programáticos SSA (2015-2017)Portal NE10
 
Programas das materias coperve
Programas das materias coperveProgramas das materias coperve
Programas das materias coperveGivaldo de Lima
 
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino MédioConteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino MédioJomari
 
Planificação anual 10º profissional nova (1) (1)
Planificação anual 10º   profissional nova (1) (1)Planificação anual 10º   profissional nova (1) (1)
Planificação anual 10º profissional nova (1) (1)fatimamendonca64
 
Alinhamento de Língua Portuguesa
Alinhamento de Língua PortuguesaAlinhamento de Língua Portuguesa
Alinhamento de Língua PortuguesaMarianacl
 
Currículo de Língua Portuguesa para o Ensino Médio - PE
Currículo de  Língua Portuguesa para o Ensino Médio -  PECurrículo de  Língua Portuguesa para o Ensino Médio -  PE
Currículo de Língua Portuguesa para o Ensino Médio - PEMarcia Oliveira
 

Mais procurados (20)

PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO DO ENSINO MÉDIOPLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO
 
Apostila jurídica
Apostila jurídicaApostila jurídica
Apostila jurídica
 
Ponto 6 tipologia textual
Ponto 6   tipologia  textualPonto 6   tipologia  textual
Ponto 6 tipologia textual
 
Apostila tipologia textual
Apostila tipologia textualApostila tipologia textual
Apostila tipologia textual
 
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino MédioConteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
 
51161222 tipologia-textual
51161222 tipologia-textual51161222 tipologia-textual
51161222 tipologia-textual
 
Plano de curso língua portuguesa e literatura
Plano de curso língua portuguesa e literaturaPlano de curso língua portuguesa e literatura
Plano de curso língua portuguesa e literatura
 
Planejamento anual
Planejamento anualPlanejamento anual
Planejamento anual
 
Aul 02 tipolo_e_gênero_textual
Aul 02 tipolo_e_gênero_textualAul 02 tipolo_e_gênero_textual
Aul 02 tipolo_e_gênero_textual
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 09
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 09FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 09
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 09
 
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoA diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
 
Lista de conteúdos programáticos SSA (2015-2017)
Lista de conteúdos programáticos SSA (2015-2017)Lista de conteúdos programáticos SSA (2015-2017)
Lista de conteúdos programáticos SSA (2015-2017)
 
Programas das materias coperve
Programas das materias coperveProgramas das materias coperve
Programas das materias coperve
 
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino MédioConteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
 
Planificação anual 10º profissional nova (1) (1)
Planificação anual 10º   profissional nova (1) (1)Planificação anual 10º   profissional nova (1) (1)
Planificação anual 10º profissional nova (1) (1)
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Programas dasmaterias
Programas dasmateriasProgramas dasmaterias
Programas dasmaterias
 
Alinhamento de Língua Portuguesa
Alinhamento de Língua PortuguesaAlinhamento de Língua Portuguesa
Alinhamento de Língua Portuguesa
 
Literatura Brasileira Academ X Moder
Literatura Brasileira Academ X ModerLiteratura Brasileira Academ X Moder
Literatura Brasileira Academ X Moder
 
Currículo de Língua Portuguesa para o Ensino Médio - PE
Currículo de  Língua Portuguesa para o Ensino Médio -  PECurrículo de  Língua Portuguesa para o Ensino Médio -  PE
Currículo de Língua Portuguesa para o Ensino Médio - PE
 

Semelhante a Linguagem aula 02 ok

Trabalho realizado pelos alunos: Antonio e Luan - 1º B
Trabalho realizado pelos alunos: Antonio e Luan - 1º BTrabalho realizado pelos alunos: Antonio e Luan - 1º B
Trabalho realizado pelos alunos: Antonio e Luan - 1º BVanda Crivillari
 
Introdução a Literatura.pdf
Introdução a Literatura.pdfIntrodução a Literatura.pdf
Introdução a Literatura.pdfThaisDeus3
 
Gêneros textuais no enem 2011
Gêneros textuais no enem 2011Gêneros textuais no enem 2011
Gêneros textuais no enem 2011ma.no.el.ne.ves
 
Gêneros textuais no enem 2011
Gêneros textuais no enem 2011Gêneros textuais no enem 2011
Gêneros textuais no enem 2011ma.no.el.ne.ves
 
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.Pedro Kangombe
 
Gêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.pptGêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.pptClversonAlves
 
Contando Histã³Rias[1]
Contando Histã³Rias[1]Contando Histã³Rias[1]
Contando Histã³Rias[1]guest3463d5
 
Contando HistóRias[1]
Contando HistóRias[1]Contando HistóRias[1]
Contando HistóRias[1]guest9b23a8
 
Aula 08 português.text.marked
Aula 08   português.text.markedAula 08   português.text.marked
Aula 08 português.text.markedHELIO ALVES
 
Aula 08 português.text.marked
Aula 08   português.text.markedAula 08   português.text.marked
Aula 08 português.text.markedHELIO ALVES
 
Generosetipostextuais
GenerosetipostextuaisGenerosetipostextuais
Generosetipostextuaisbumomi
 

Semelhante a Linguagem aula 02 ok (20)

Trabalho realizado pelos alunos: Antonio e Luan - 1º B
Trabalho realizado pelos alunos: Antonio e Luan - 1º BTrabalho realizado pelos alunos: Antonio e Luan - 1º B
Trabalho realizado pelos alunos: Antonio e Luan - 1º B
 
Introdução a Literatura.pdf
Introdução a Literatura.pdfIntrodução a Literatura.pdf
Introdução a Literatura.pdf
 
Trabalho de portugues
Trabalho de portuguesTrabalho de portugues
Trabalho de portugues
 
Gêneros textuais no enem 2011
Gêneros textuais no enem 2011Gêneros textuais no enem 2011
Gêneros textuais no enem 2011
 
Gêneros textuais no enem 2011
Gêneros textuais no enem 2011Gêneros textuais no enem 2011
Gêneros textuais no enem 2011
 
Tipos de texto
Tipos de textoTipos de texto
Tipos de texto
 
Gêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.pptGêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.ppt
 
Tipologia textual.ppt
Tipologia textual.pptTipologia textual.ppt
Tipologia textual.ppt
 
Portugues ufpe
Portugues ufpePortugues ufpe
Portugues ufpe
 
Trabalho de portugues
Trabalho de portuguesTrabalho de portugues
Trabalho de portugues
 
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
 
Tipologias Textuais 2103.pptx
Tipologias Textuais 2103.pptxTipologias Textuais 2103.pptx
Tipologias Textuais 2103.pptx
 
Gêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.pptGêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.ppt
 
Textos postagem
Textos   postagemTextos   postagem
Textos postagem
 
Contando Histã³Rias[1]
Contando Histã³Rias[1]Contando Histã³Rias[1]
Contando Histã³Rias[1]
 
Contando HistóRias[1]
Contando HistóRias[1]Contando HistóRias[1]
Contando HistóRias[1]
 
Aula 08 português.text.marked
Aula 08   português.text.markedAula 08   português.text.marked
Aula 08 português.text.marked
 
Aula 08 português.text.marked
Aula 08   português.text.markedAula 08   português.text.marked
Aula 08 português.text.marked
 
Apostila redacaodiscursiva fcc
Apostila redacaodiscursiva fccApostila redacaodiscursiva fcc
Apostila redacaodiscursiva fcc
 
Generosetipostextuais
GenerosetipostextuaisGenerosetipostextuais
Generosetipostextuais
 

Último

Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 

Último (20)

Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 

Linguagem aula 02 ok

  • 1. VÍDEO 2 Tipologia textual e gêneros textuais Prof.ª Hildalene Pinheiro INTENSIVO ENEM MÓDULO 1 Comunicação e Tecnologia da Informação
  • 2. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2 - TIPOS E GÊNEROS TEXTUAIS: Os tipos textuais, ou tipologia textual, apresentam propriedades linguísticas intrínsecas nas quais se apoiam os diversos gêneros. Chamamos de tipos textuais o conjunto de enunciados organizados em uma estrutura bem definida, facilmente reconhecida por suas características preponderantes. Dentre os mais estudados estão o narrativo, descritivo, dissertativo, argumentativo e injuntivo.- NARRATIVO: A finalidade de uma narração é contar uma história, ficcional ou não, geralmente contextualizada em um tempo e espaço, nos quais transitam personagens. A narração pode ser analisada através de seus elementos essenciais que são: personagens, enredo, narrador, tempo, espaço e discurso.
  • 3. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Os gêneros que se apropriam da estrutura narrativa são: contos, minicontos, crônicas, fábulas, romance, novelas, anedota, relato, biografias etc. IMAGEM DISPONÍVEL EM: jussaraneves.com.br EXEMPLO:
  • 4. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - DISSERTATIVO: O texto dissertativo-argumentativo é um texto opinativo, cujas ideias são desenvolvidas através de estratégias argumentativas que têm por finalidade convencer o interlocutor a cerca de uma tese que se defende. Os gêneros que se apropriam da estrutura dissertativa são: ensaio, artigos, cartas argumentativas, abaixo- assinado, dissertação, fórum, editorial etc.
  • 5. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EXEMPLO: Ser feminista não é querer ser homem. Defender os Direitos das mulheres não é querer que a mulher deixe de ser mãe, de ser dona de casa, muito menos não desejar do homem gentileza e cavalheirismo. Ser feminista é lutar por salários iguais no mesmo cargo, é pedir punição por abusos sexuais, psicológicos e físicos, é querer ser respeitada. Ser feminista é lutar por respeito ao gênero e à igualdade. Senhores, muitas Mulheres apanham, muitas são escravizadas, muitas são estupradas e o mínimo que podemos fazer é LUTAR por RESPEITO! Andresa Martins Vicentini
  • 6. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - EXPOSITIVO: Tem por finalidade apresentar informações sobre um objeto ou fato específico, enumerando suas características através de uma linguagem clara e concisa. Os gêneros que se apropriam da estrutura expositiva são: relato, reportagem, resumo, sinopse, fichamento, resenha, artigo científico, seminário etc. Disponível em: www.adorocinema.com
  • 7. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SINOPSE E DETALHES DO FILME: NASCE UMA ESTRELA Data de lançamento: 11 de outubro de 2018 (2h 16min) Direção: Bradley Cooper Elenco: Lady Gaga, Bradley Cooper, Sam Elliott mais Gêneros Drama, Romance Nacionalidade EUA Não recomendado para menores de 16 anos Jackson Maine (Bradley Cooper) é um cantor no auge da fama. Um dia, após deixar uma apresentação, ele para em um bar para beber algo. É quando conhece Ally (Lady Gaga), uma insegura cantora que ganha a vida trabalhando em um restaurante. Jackson se encanta pela mulher e seu talento, decidindo acolhê-la debaixo de suas asas. Ao mesmo tempo em que Ally ascende ao estrelato, Jackson vive uma crise pessoal e profissional devido aos problemas com o álcool. Disponível em:
  • 8. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - INJUNTIVO: Os textos injuntivos têm por finalidade instruir o interlocutor, utilizando verbos no imperativo para atingir seu intuito. Os gêneros que se apropriam da estrutura injuntivo são: textos publicitários, anúncios, folders, manual de instruções, regras, receitas culinárias, bulas, regulamentos, editais, listas de tarefas, códigos de leis, sinais de trânsito, etc. Imagem disponível em: doutormultas.com.br/ EXEMPLO:
  • 9. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - DESCRITIVO: Os textos descritivos têm por objetivo descrever objetivamente ou subjetivamente coisas, pessoas ou situações. A descrição geralmente é mista, ou seja, outros gêneros se apropriam da estrutura descritiva, por exemplo: perfis de redes sociais, currículo, anúncios, laudo, relatório, ata, guia de viagem etc. Também podem ser encontrados em textos literários através da descrição subjetiva:
  • 10. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EXEMPLO: Certa vez, um grande amigo do poeta Olavo Bilac queria muito vender uma propriedade, de fato, um sítio que lhe dava muito trabalho e despesa. Reclamava que era um homem sem sorte, pois as suas propriedades davam-lhe muitas dores de cabeça e não valia a pena conservá-las. Pediu então ao amigo poeta para redigir o anúncio de venda do seu sítio, pois acreditava que, se ele descrevesse a sua propriedade com palavras bonitas, seria muito fácil vendê-la. E assim Olavo Bilac, que conhecia muito bem o sítio do amigo, redigiu o seguinte texto:
  • 11. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO "Vende-se encantadora propriedade onde cantam os pássaros, ao amanhecer, no extenso arvoredo. É cortada por cristalinas e refrescantes águas de um ribeiro. A casa, banhada pelo sol nascente, oferece a sombra tranquila das tardes, na varanda." Meses depois, o poeta encontrou o seu amigo e perguntou- lhe se tinha vendido a propriedade. "Nem pensei mais nisso", respondeu ele. "Quando li o anúncio que você escreveu, percebi a maravilha que eu possuía." Algumas vezes, só conseguimos enxergar o que possuímos quando pegamos emprestados os olhos alheios. Olavo Bilac
  • 12. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - GÊNEROS TEXTUAIS Quando falamos em gêneros textuais, não estamos nos detendo nos textos literários, mas sim englobando todos os textos da língua, basta que possuam a capacidade de comunicar algo. Os textos, orais ou escritos, que produzimos para nos comunicar, possuem um conjunto de características, e são estas características que determinarão seu gênero textual. Algumas destas características são: o assunto, quem está falando, para quem está falando, sua finalidade, ou se o texto é mais narrativo, instrucional, argumentativo, etc.
  • 13. PROF.ª GEÓRGIA SOARES TIPOLOGIA TEXTUAL E GENÊROS TEXTUAIS COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Alguns Gêneros Textuais: Anedota - Anúncio publicitário – Artigos - Apresentação de livros - Bilhete - Bula de remédio – Carta – Cartum - Charge - Conto – Crônica – Currículo – Declaração – Editorial – Ensaio - Entrevista - Fragmento de romance – Folder - Gráfico - História em quadrinho (HQ) – Infográfico – Lenda - Letra de música – Notícia – Piada – Poema – Propaganda - Receita culinária - Relatório - Reportagem – Resenha - Resumo - Roteiro - Sinopse – Tirinha – Verbete.
  • 14. PROF.ª GEÓRGIA SOARES PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2 ENEM - Assinale a alternativa que associa, respectivamente, as características e função social aos gêneros mencionados abaixo: 1. Pequena narrativa em que os animais são as personagens protagonistas. Apresenta uma crítica ao comportamento humano por meio da atitude de animais. Esse gênero serve como distração e moralização, pois apresenta determinados valores considerados socialmente aceitos. 2. Texto com linguagem verbal e não verbal, da ordem do descrever/prescrever, com uso de elementos voltados para determinado público-alvo, cujo objetivo é despertar sentidos ou desejos; apresenta predomínio da sugestão sobre a informação.
  • 15. PROF.ª GEÓRGIA SOARES PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2 a) Crônica, fábula, anúncio publicitário. b) Fábula, conto, notícia de jornal. c) Relato autobiográfico, anúncio publicitário, fábula. d) Fábula, anúncio publicitário, relato autobiográfico. e) Relato autobiográfico, fábula, anúncio publicitário.
  • 16. PROF.ª GEÓRGIA SOARES PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2 ENEM - Os quadrinhos exemplificam que as Histórias em Quadrinhos constituem um gênero textual a) em que a imagem pouco contribui para facilitar a interpretação da mensagem contida no texto, como pode ser constatado no primeiro quadrinho. b) cuja linguagem se caracteriza por ser rápida e clara, que facilita a compreensão, como se percebe na fala do segundo quadrinho: “</DIV> </SPAN> <BR
  • 17. PROF.ª GEÓRGIA SOARES PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2 c) em que o uso de letras com espessuras diversas está ligado a sentimentos expressos pelos personagens, como pode ser percebido no último quadrinho. d) que possui em seu texto escrito características próximas a uma conversação face a face, como pode ser percebido no segundo quadrinho. e) em que a localização casual dos balões nos quadrinhos expressa com clareza a sucessão cronológica da história, como pode ser percebidoRESPOSTA CERTA:
  • 18. PROF.ª GEÓRGIA SOARES PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2 ENEM - Machado de Assis Joaquim Maria Machado de Assis, cronista, contista, dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista, crítico e ensaísta, nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 21 de junho de 1839. Filho de um operário mestiço de negro e português, Francisco José de Assis, e de D. Maria Leopoldina Machado de Assis, aquele que viria a tornar-se o maior escritor do país e um mestre da língua, perde a mãe muito cedo e é criado pela madrasta, Maria Inês, também mulata, que se dedica ao menino e o matricula na escola pública, única que frequentou o autodidata Machado de Assis.
  • 19. PROF.ª GEÓRGIA SOARES PRATICANDO ENEMEXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 2 a) fatos ficcionais, relacionados a outros de caráter realista, relativos à vida de um renomado escritor b) representações generalizadas acerca da vida de membros da sociedade por seus trabalhos e vida cotidiana. c) explicações da vida de um renomado escritor, com estrutura argumentativa, destacando como tema seus principais feitos. d) questões controversas e fatos diversos da vida de personalidade histórica, ressaltando sua intimidade familiar em detrimento de seus feitos públicos. e) apresentação da vida de uma personalidade, organizada sobretudo pela ordem tipológica da narração, com um estilo Considerando os seus conhecimentos sobre os gêneros textuais, o texto citado constitui-se de: