SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Renascimento(1401 -1480)Parte 2 Pelo Professor: Gilson Nunes
Paolo Ucello: Suas obras influenciaram Pierro della Francesca, Michelangelo e Leonardo da  Vinci. Paolo Ucello. A criação dos animais e Adão. Afresco.  1432-36. Stª Maria Novella. Florença. Itália.
Usou a perspectiva para produzir efeitos surpreendestes e fantásticos. Paolo Ucello. Caçada na Floresta. 1432-36. Palácio da família Médici. Itália.
A superfície e o espaço luta mais que os personagens. Paolo Ucello. Caçada na Floresta. 1432-36. Palácio da família Médici. Itália.
Obcecado pela perspectiva, passava noites tentando entender o ponto de fuga. Paolo Ucello. Afresco Equestre a Sir John Hawkwood. 8,20 x 5,15. 1436. Catedral de Florença.
O artista monta o cenário de teatro, você participa como observador espectador , não pode entrar no palco. O seu espaço de onde você olha é uma extensão do quadro.  Fra Angélico. A  Anunciação. 1437-46. Afresco. Museu Nacional de São Marcos, Florença. Itália.
 Um convite a oração. A Virgem desvia seus olhos e dobra suas mãos, um gesto que simboliza a submissão à vontade de Deus..   Fra Angélico. A  Anunciação. 1437-46. Afresco. Museu Nacional de São Marcos, Florença. Itália.
Perspectiva, uma mania internacional. Barthélemy d’Eyck. A Anunciação. 1441. Amsterdam, Bruxelas,  Rotterdam.
Arquitetura uma extensão da pintura. Filippo Brunelleschi. (Arquiteto) - San Lorenzo, Florença. 1421-69.
A arquitetura reproduzida pelos pintores em seus quadros, foram incorporadas nas construções das grandes igrejas.  Barthélemy d’Eyck. A Anunciação. 1441. Amsterdam, Bruxelas,  Rotterdam.
Perspectiva, luz e arquitetura. Domenico Veneziano. Madona com o Menino e Santos. Afresco - 1445. Galeria Uffizi, Florença. Itália.
Limitado pela perspectiva. Sofreu influência de Mosaccio. Andréa delCastagno. A última ceia. 1445-50. Afresco. Satª Apolônia. Florença. Itália.
A rigidez simétrica da arquitetura impõe uma ordem severa as figuras e ameaça aprisioná-las. Andréa delCastagno. A última ceia. 1445-50. Afresco. Satª Apolônia. Florença. Itália.
Há tão pouca comunicação entre os apóstolos, que um silêncio paira sobre todos, apenas alguns olhares e gestos. Andréa delCastagno. A última ceia. 1445-50. Afresco. Satª Apolônia. Florença. Itália.
Detalhe
O terceiro mármore da esquerda para a direita parece um raio sobre a cabeça de Judas, que  mantem-se isolado. Andréa del Castagno. A última ceia. 1445-50. Afresco. Satª Apolônia. Florença. Itália.
Mudança de estilo.  Graciosidade do volume e do movimento.  Davi parece mais imagem de relevo do que de estátua.  Estilo que irá influenciar muitas artistas nas  últimas décadas. Andréa del Castagno. Davi. Pintura em escudo de couro. 1450-57. Galeria Nacional de Arte. Washington
Referencial BECKET, Wendy. A história da Pintura. São Paulo, Ática, 1997. JANSON, H. W. História Geral da Arte: o mundo antigo e a Idade Média. São Paulo: Martins Fontes, 1993. PEDRERO-SÁNCHEZ, Maria Guadalupe. História da Idade Média: textos e testemunhas. São Paulo, UNESP, 2000. PEREIRA, F. M. Esteves. Os manuscritos Iluminados. In: a iluminura em Portugal, catálogo da exposição inaugural do arquivo nacional da torre do Tombo. Porto, Lisboa, Ed. Figueirinhas, 1990. CHEVALIER, Jean et GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. Rio de Janeiro: José Olympio, 1988. FRANCO.RJ, H. Idade Média: nascimento do Ocidente. São Paulo, Brasiliense, 1988. SPENCE, David. Grandes Artistas: vida e obra. São Paulo, Melhoramentos, 2004. Revista: História Viva: Bizâncio: o paraíso dos negócios e do saber na Idade Média. Ano: VI, nº 74, pp. 28-54. Mestres da Pintura: Michelangelo. Editora on-line, São Paulo, s/d. Galeria, revista de arte. São Paulo, Editora Telma Cristina Ferreira, Ano 4, junho/julho de 1990. pp. 62-77. Folha de São Paulo. Michelangelo ofusca mestres na Sistina. F. 10, 14 de abril de 2005. Superinteressante. O segredo de Leonardo. São Paulo. Edição 205. Editora Abril, 2004. pp. 60-67. Veja. Muito além do código da Vinci. São Paulo. Edição 1956, Ano 39, nº 19, Editora Abril, 2006. pp. 126-134 www.brasilescola.com/mitologia/brasilescola.htm www.amazonline.com.br/heraldica/heraldica.htm - (tudo sobre brasões) www.arteguias.com www.logosphera.com/.../sereias/sereias.htm www.minerva.uevora.pt www.pitores.com.br www.sergioprata.com.br – (afresco) www.wga.hu/frames-e.html www.guaciara.worpress.com/.../27/a-cruz-de-cimabue/  - 27/09/2009.
Criação e autoria: Gilson Cruz Nunes                  Especialista em Artes Visuais – UFPB Professor da Disciplina de Artes das Escolas: Dr. Hortênsio de Sousa Ribeiro – Rede Estadual Pe. Antonino e Lafayete Cavalcante – Rede Municipal. Campina Grande, 12 de janeiro a 25 de fevereiro  de 2010. Atualizado em 14 de junho de 2010. gilsonunes2000@bol.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A arte-no-renascimento
A arte-no-renascimentoA arte-no-renascimento
A arte-no-renascimento
claveg
 
A Arte Renascentista
A  Arte RenascentistaA  Arte Renascentista
A Arte Renascentista
Hist8
 
Pré renascimento
 Pré renascimento Pré renascimento
Pré renascimento
greghouse48
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
André Manel
 
Michelangelo: Alto-Renascimento - Parte 3
 Michelangelo: Alto-Renascimento - Parte 3 Michelangelo: Alto-Renascimento - Parte 3
Michelangelo: Alto-Renascimento - Parte 3
Professor Gilson Nunes
 
O Renascimento e as artes
O Renascimento e as artesO Renascimento e as artes
O Renascimento e as artes
traitolas
 
Arte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - PinturaArte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - Pintura
Carlos Vieira
 
Renascimento escultura
Renascimento esculturaRenascimento escultura
Renascimento escultura
Laguat
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Natercia
 

Mais procurados (20)

Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
 
A arte-no-renascimento
A arte-no-renascimentoA arte-no-renascimento
A arte-no-renascimento
 
Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
 
A Arte Renascentista
A  Arte RenascentistaA  Arte Renascentista
A Arte Renascentista
 
Arte do Renascimento
Arte do RenascimentoArte do Renascimento
Arte do Renascimento
 
Pré renascimento
 Pré renascimento Pré renascimento
Pré renascimento
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
ARTES: Renascimento
ARTES: RenascimentoARTES: Renascimento
ARTES: Renascimento
 
O renascimento
O renascimento O renascimento
O renascimento
 
Arte Renascentistas: Mestres renascentistas
Arte Renascentistas: Mestres renascentistasArte Renascentistas: Mestres renascentistas
Arte Renascentistas: Mestres renascentistas
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Aula de renascimento
Aula de renascimentoAula de renascimento
Aula de renascimento
 
8 histda art renasciment
8 histda art   renasciment8 histda art   renasciment
8 histda art renasciment
 
Michelangelo: Alto-Renascimento - Parte 3
 Michelangelo: Alto-Renascimento - Parte 3 Michelangelo: Alto-Renascimento - Parte 3
Michelangelo: Alto-Renascimento - Parte 3
 
O Renascimento e as artes
O Renascimento e as artesO Renascimento e as artes
O Renascimento e as artes
 
Arte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - PinturaArte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - Pintura
 
Renascimento escultura
Renascimento esculturaRenascimento escultura
Renascimento escultura
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 

Semelhante a Renascimento. parte 2 (20)

Mistura 2
Mistura 2Mistura 2
Mistura 2
 
Renascençapp2012
Renascençapp2012Renascençapp2012
Renascençapp2012
 
Renascimento
 Renascimento Renascimento
Renascimento
 
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Renas
RenasRenas
Renas
 
Leonardo da Vinci: Alto-Renascimento - parte 2
Leonardo da Vinci: Alto-Renascimento - parte 2 Leonardo da Vinci: Alto-Renascimento - parte 2
Leonardo da Vinci: Alto-Renascimento - parte 2
 
O Renascimento - 7º Ano (2016)
O Renascimento  - 7º Ano (2016)O Renascimento  - 7º Ano (2016)
O Renascimento - 7º Ano (2016)
 
Donatello
DonatelloDonatello
Donatello
 
Módulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura RenascentistaMódulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura Renascentista
 
Renascimento e o barroco
 Renascimento e o barroco Renascimento e o barroco
Renascimento e o barroco
 
Rafael Sanzio: Alto-Renascimento - Parte 4-
Rafael Sanzio: Alto-Renascimento - Parte 4- Rafael Sanzio: Alto-Renascimento - Parte 4-
Rafael Sanzio: Alto-Renascimento - Parte 4-
 
08 arte do renascimento
08 arte do renascimento08 arte do renascimento
08 arte do renascimento
 
A arte do renascimento
A arte do renascimentoA arte do renascimento
A arte do renascimento
 
arte
artearte
arte
 
9 hist da art barro e rococ
9 hist da art barro e rococ9 hist da art barro e rococ
9 hist da art barro e rococ
 
A Arte Barroca
A Arte BarrocaA Arte Barroca
A Arte Barroca
 
Arte no Renascimento
Arte no RenascimentoArte no Renascimento
Arte no Renascimento
 
Arte renascimento
Arte renascimentoArte renascimento
Arte renascimento
 
Renascençapdf
RenascençapdfRenascençapdf
Renascençapdf
 

Mais de Professor Gilson Nunes

O planeta movido a internet é escravo...
O planeta movido a internet é escravo...O planeta movido a internet é escravo...
O planeta movido a internet é escravo...
Professor Gilson Nunes
 

Mais de Professor Gilson Nunes (20)

A reforma política que queremos
A reforma política que queremosA reforma política que queremos
A reforma política que queremos
 
Carta de um professor aos paraibanos
Carta de um professor aos paraibanosCarta de um professor aos paraibanos
Carta de um professor aos paraibanos
 
PNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
PNE - 2011-2020: construindo um presente tardioPNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
PNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
 
O planeta movido a internet é escravo...
O planeta movido a internet é escravo...O planeta movido a internet é escravo...
O planeta movido a internet é escravo...
 
Segredos da arte brasileira 1
Segredos da arte brasileira 1Segredos da arte brasileira 1
Segredos da arte brasileira 1
 
Cubismo 1907-1914
Cubismo   1907-1914Cubismo   1907-1914
Cubismo 1907-1914
 
Trabalho de arte 10
Trabalho de arte 10Trabalho de arte 10
Trabalho de arte 10
 
Arte abstrata 1910 1950
Arte abstrata        1910 1950Arte abstrata        1910 1950
Arte abstrata 1910 1950
 
Trabalho de arte 9
Trabalho de arte 9Trabalho de arte 9
Trabalho de arte 9
 
Trabalho de arte 8
Trabalho de arte 8Trabalho de arte 8
Trabalho de arte 8
 
Trabalho de arte 7
Trabalho de arte   7Trabalho de arte   7
Trabalho de arte 7
 
Trabalho de arte 5
Trabalho de arte 5Trabalho de arte 5
Trabalho de arte 5
 
Trabalho de arte 4
Trabalho de arte 4Trabalho de arte 4
Trabalho de arte 4
 
Trabalho de arte 6
Trabalho   de arte  6Trabalho   de arte  6
Trabalho de arte 6
 
Trabalho de arte 3
Trabalho de arte 3Trabalho de arte 3
Trabalho de arte 3
 
Trabalho de arte 1
Trabalho de arte 1Trabalho de arte 1
Trabalho de arte 1
 
Trabalho de arte 2
Trabalho de arte 2Trabalho de arte 2
Trabalho de arte 2
 
Neo-impressionismo 4
Neo-impressionismo 4Neo-impressionismo 4
Neo-impressionismo 4
 
Neo-impressionismo - 3
Neo-impressionismo - 3Neo-impressionismo - 3
Neo-impressionismo - 3
 
Neo-impressionismo parte 2
Neo-impressionismo parte 2Neo-impressionismo parte 2
Neo-impressionismo parte 2
 

Renascimento. parte 2

  • 1. Renascimento(1401 -1480)Parte 2 Pelo Professor: Gilson Nunes
  • 2. Paolo Ucello: Suas obras influenciaram Pierro della Francesca, Michelangelo e Leonardo da Vinci. Paolo Ucello. A criação dos animais e Adão. Afresco. 1432-36. Stª Maria Novella. Florença. Itália.
  • 3. Usou a perspectiva para produzir efeitos surpreendestes e fantásticos. Paolo Ucello. Caçada na Floresta. 1432-36. Palácio da família Médici. Itália.
  • 4. A superfície e o espaço luta mais que os personagens. Paolo Ucello. Caçada na Floresta. 1432-36. Palácio da família Médici. Itália.
  • 5. Obcecado pela perspectiva, passava noites tentando entender o ponto de fuga. Paolo Ucello. Afresco Equestre a Sir John Hawkwood. 8,20 x 5,15. 1436. Catedral de Florença.
  • 6. O artista monta o cenário de teatro, você participa como observador espectador , não pode entrar no palco. O seu espaço de onde você olha é uma extensão do quadro. Fra Angélico. A Anunciação. 1437-46. Afresco. Museu Nacional de São Marcos, Florença. Itália.
  • 7. Um convite a oração. A Virgem desvia seus olhos e dobra suas mãos, um gesto que simboliza a submissão à vontade de Deus.. Fra Angélico. A Anunciação. 1437-46. Afresco. Museu Nacional de São Marcos, Florença. Itália.
  • 8. Perspectiva, uma mania internacional. Barthélemy d’Eyck. A Anunciação. 1441. Amsterdam, Bruxelas, Rotterdam.
  • 9. Arquitetura uma extensão da pintura. Filippo Brunelleschi. (Arquiteto) - San Lorenzo, Florença. 1421-69.
  • 10. A arquitetura reproduzida pelos pintores em seus quadros, foram incorporadas nas construções das grandes igrejas. Barthélemy d’Eyck. A Anunciação. 1441. Amsterdam, Bruxelas, Rotterdam.
  • 11. Perspectiva, luz e arquitetura. Domenico Veneziano. Madona com o Menino e Santos. Afresco - 1445. Galeria Uffizi, Florença. Itália.
  • 12. Limitado pela perspectiva. Sofreu influência de Mosaccio. Andréa delCastagno. A última ceia. 1445-50. Afresco. Satª Apolônia. Florença. Itália.
  • 13. A rigidez simétrica da arquitetura impõe uma ordem severa as figuras e ameaça aprisioná-las. Andréa delCastagno. A última ceia. 1445-50. Afresco. Satª Apolônia. Florença. Itália.
  • 14. Há tão pouca comunicação entre os apóstolos, que um silêncio paira sobre todos, apenas alguns olhares e gestos. Andréa delCastagno. A última ceia. 1445-50. Afresco. Satª Apolônia. Florença. Itália.
  • 16. O terceiro mármore da esquerda para a direita parece um raio sobre a cabeça de Judas, que mantem-se isolado. Andréa del Castagno. A última ceia. 1445-50. Afresco. Satª Apolônia. Florença. Itália.
  • 17. Mudança de estilo. Graciosidade do volume e do movimento. Davi parece mais imagem de relevo do que de estátua. Estilo que irá influenciar muitas artistas nas últimas décadas. Andréa del Castagno. Davi. Pintura em escudo de couro. 1450-57. Galeria Nacional de Arte. Washington
  • 18. Referencial BECKET, Wendy. A história da Pintura. São Paulo, Ática, 1997. JANSON, H. W. História Geral da Arte: o mundo antigo e a Idade Média. São Paulo: Martins Fontes, 1993. PEDRERO-SÁNCHEZ, Maria Guadalupe. História da Idade Média: textos e testemunhas. São Paulo, UNESP, 2000. PEREIRA, F. M. Esteves. Os manuscritos Iluminados. In: a iluminura em Portugal, catálogo da exposição inaugural do arquivo nacional da torre do Tombo. Porto, Lisboa, Ed. Figueirinhas, 1990. CHEVALIER, Jean et GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. Rio de Janeiro: José Olympio, 1988. FRANCO.RJ, H. Idade Média: nascimento do Ocidente. São Paulo, Brasiliense, 1988. SPENCE, David. Grandes Artistas: vida e obra. São Paulo, Melhoramentos, 2004. Revista: História Viva: Bizâncio: o paraíso dos negócios e do saber na Idade Média. Ano: VI, nº 74, pp. 28-54. Mestres da Pintura: Michelangelo. Editora on-line, São Paulo, s/d. Galeria, revista de arte. São Paulo, Editora Telma Cristina Ferreira, Ano 4, junho/julho de 1990. pp. 62-77. Folha de São Paulo. Michelangelo ofusca mestres na Sistina. F. 10, 14 de abril de 2005. Superinteressante. O segredo de Leonardo. São Paulo. Edição 205. Editora Abril, 2004. pp. 60-67. Veja. Muito além do código da Vinci. São Paulo. Edição 1956, Ano 39, nº 19, Editora Abril, 2006. pp. 126-134 www.brasilescola.com/mitologia/brasilescola.htm www.amazonline.com.br/heraldica/heraldica.htm - (tudo sobre brasões) www.arteguias.com www.logosphera.com/.../sereias/sereias.htm www.minerva.uevora.pt www.pitores.com.br www.sergioprata.com.br – (afresco) www.wga.hu/frames-e.html www.guaciara.worpress.com/.../27/a-cruz-de-cimabue/ - 27/09/2009.
  • 19. Criação e autoria: Gilson Cruz Nunes Especialista em Artes Visuais – UFPB Professor da Disciplina de Artes das Escolas: Dr. Hortênsio de Sousa Ribeiro – Rede Estadual Pe. Antonino e Lafayete Cavalcante – Rede Municipal. Campina Grande, 12 de janeiro a 25 de fevereiro de 2010. Atualizado em 14 de junho de 2010. gilsonunes2000@bol.com.br