SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
INTRODUÇÃO:
Johannes Kepler nascido em Weil der Stadt, Württemberg, atual Alemanha, em
27 de dezembro de 1571, e morreu em Ratisbona, também na Alemanha, em
15 de novembro de 1630, graduado pela Universidade de Tübingen. Professor
de matemática na Universidade de Graz,foi forçado a deixar a cidade em 1600,
para fugir à perseguição dos protestantes.

Foi um grande estudioso, que deu sequência às pesquisas de Tycho Brahé, a
partir desse seu grande mestre, ele implementou três grandes leis na
astronomia, vamos ver.



DESENVOLVIMENTO:
As leis descritas por Kepler, descrevem a cinemática do movimento dos
planetas em torno do Sol, são elas:

1ª lei (Lei das órbitas):

Tomando o sol como referencia, todos os planetas descrevem um
movimento elíptico, ou seja, oval, sendo o sol um dos focos;




      (DESENHO)



2ª lei (Lei das áreas):

O segmento de reta utilizado para marca do centro do sol até o centro do
planeta, passa por uma área igual e num mesmo tempo.
(DESENHO)
O ponto mais próximo do Sol chama-se periélio e o mais afastado, afélio. Sendo
assim, no afélio a velocidade é mais lenta em relação ao periélio, ou seja, na transição
de afélio para periélio a velocidade aumenta, enquanto de periélio para afélio, reduz.
Tem – se que as áreas A1 e A2 são iguais considerando que os tempos para o planeta
ir de A a B e de C a D são iguais.




3ª lei (Lei dos períodos):
Os quadrados dos períodos de revolução dos planetas são proporcionais aos cubos dos
raios de suas órbitas.
A terceira lei de Kepler nos diz que quanto mais afastado estiver o planeta do Sol,
maior o tempo que leva para dar uma volta completa (maior o período), e vice-versa.



A fórmula:




Para se descobrir o raio do movimento do planeta, faz – se a média aritmética entre a
e p:



T é o período de revolução do planeta em torno do Sol (intervalo de tempo também
chamado de ano do planeta).

a formula para se descobrir o raio

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Efeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento globalEfeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento global
profleofonseca
 
Introdução e História da astronomia - Aula 1
Introdução e História da astronomia - Aula 1Introdução e História da astronomia - Aula 1
Introdução e História da astronomia - Aula 1
Paulo Ricardo Csc
 
Processos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calorProcessos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calor
O mundo da FÍSICA
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
anajaneca
 
Aula 02 teoria da relatividade - parte 01
Aula 02   teoria da relatividade - parte 01Aula 02   teoria da relatividade - parte 01
Aula 02 teoria da relatividade - parte 01
cristbarb
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
Professor
 

Mais procurados (20)

História da Astronomia
História da AstronomiaHistória da Astronomia
História da Astronomia
 
Origem do Universo, Teoria do Big Bang
Origem do Universo, Teoria do Big BangOrigem do Universo, Teoria do Big Bang
Origem do Universo, Teoria do Big Bang
 
Evolução estelar
Evolução estelarEvolução estelar
Evolução estelar
 
I.1 A origem do universo
I.1 A origem do universoI.1 A origem do universo
I.1 A origem do universo
 
Efeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento globalEfeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento global
 
Capitulo 19 gravitação universal
Capitulo 19 gravitação universalCapitulo 19 gravitação universal
Capitulo 19 gravitação universal
 
O big bang
O big bangO big bang
O big bang
 
Introdução à Astronomia
Introdução à AstronomiaIntrodução à Astronomia
Introdução à Astronomia
 
Introdução e História da astronomia - Aula 1
Introdução e História da astronomia - Aula 1Introdução e História da astronomia - Aula 1
Introdução e História da astronomia - Aula 1
 
Historia das maquinas termicas
Historia das maquinas termicasHistoria das maquinas termicas
Historia das maquinas termicas
 
I.2 O sistema solar
I.2 O sistema solarI.2 O sistema solar
I.2 O sistema solar
 
História da astronomia
História da astronomiaHistória da astronomia
História da astronomia
 
Introducao a Astronomia
Introducao a AstronomiaIntroducao a Astronomia
Introducao a Astronomia
 
O universo
O universoO universo
O universo
 
Processos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calorProcessos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calor
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
 
Aula 02 teoria da relatividade - parte 01
Aula 02   teoria da relatividade - parte 01Aula 02   teoria da relatividade - parte 01
Aula 02 teoria da relatividade - parte 01
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
Formacao terra
Formacao terraFormacao terra
Formacao terra
 

Destaque (9)

As leis de kepler
As leis de keplerAs leis de kepler
As leis de kepler
 
Fuga das galinhas
Fuga das galinhasFuga das galinhas
Fuga das galinhas
 
Sermão da sexagésima padre antonio vieira
Sermão da sexagésima   padre antonio vieiraSermão da sexagésima   padre antonio vieira
Sermão da sexagésima padre antonio vieira
 
Exposição
ExposiçãoExposição
Exposição
 
Exercícios para as férias 2015:2016
Exercícios para as férias 2015:2016Exercícios para as férias 2015:2016
Exercícios para as férias 2015:2016
 
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupoApresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
 
A Arte ContemporâNea
A   Arte ContemporâNeaA   Arte ContemporâNea
A Arte ContemporâNea
 
História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte ModernaHistória da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 

Semelhante a Leis de kepler

As leis de kepler para visão de matematicos
As leis de kepler para visão de matematicosAs leis de kepler para visão de matematicos
As leis de kepler para visão de matematicos
GersonCruz41
 
Aula E-class - LEIS DE KEPLER - Revisão 01 - João Pedro - CAJE - SR.pptx
Aula E-class - LEIS DE KEPLER - Revisão 01 - João Pedro - CAJE - SR.pptxAula E-class - LEIS DE KEPLER - Revisão 01 - João Pedro - CAJE - SR.pptx
Aula E-class - LEIS DE KEPLER - Revisão 01 - João Pedro - CAJE - SR.pptx
SaraMenezesAzevedo
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
fernando
 
Lista 11 gravita+º+úo
Lista 11 gravita+º+úoLista 11 gravita+º+úo
Lista 11 gravita+º+úo
rodrigoateneu
 
Gravitação site
Gravitação siteGravitação site
Gravitação site
fisicaatual
 
Gravitação universal
Gravitação universalGravitação universal
Gravitação universal
Rildo Borges
 
Gravitação universal
Gravitação universalGravitação universal
Gravitação universal
Rildo Borges
 
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Thommas Kevin
 

Semelhante a Leis de kepler (20)

Fsq
FsqFsq
Fsq
 
As três leis fundamentais do movimento planetário
As três leis fundamentais do movimento planetárioAs três leis fundamentais do movimento planetário
As três leis fundamentais do movimento planetário
 
Física expansionismo2
Física expansionismo2Física expansionismo2
Física expansionismo2
 
2ª lei de kepler-1.pdf
2ª lei de kepler-1.pdf2ª lei de kepler-1.pdf
2ª lei de kepler-1.pdf
 
Gravitação e satelites
Gravitação e satelitesGravitação e satelites
Gravitação e satelites
 
Gravitação Universal
Gravitação UniversalGravitação Universal
Gravitação Universal
 
As leis de kepler para visão de matematicos
As leis de kepler para visão de matematicosAs leis de kepler para visão de matematicos
As leis de kepler para visão de matematicos
 
Kepler
KeplerKepler
Kepler
 
Aula E-class - LEIS DE KEPLER - Revisão 01 - João Pedro - CAJE - SR.pptx
Aula E-class - LEIS DE KEPLER - Revisão 01 - João Pedro - CAJE - SR.pptxAula E-class - LEIS DE KEPLER - Revisão 01 - João Pedro - CAJE - SR.pptx
Aula E-class - LEIS DE KEPLER - Revisão 01 - João Pedro - CAJE - SR.pptx
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
 
Lista 11 gravita+º+úo
Lista 11 gravita+º+úoLista 11 gravita+º+úo
Lista 11 gravita+º+úo
 
Johannes kepler
Johannes keplerJohannes kepler
Johannes kepler
 
AULA DE FÍSICA - GRAVITAÇÃO UNIVERSAL AS LEIS DE KEPLLER
AULA DE FÍSICA - GRAVITAÇÃO UNIVERSAL AS LEIS DE KEPLLERAULA DE FÍSICA - GRAVITAÇÃO UNIVERSAL AS LEIS DE KEPLLER
AULA DE FÍSICA - GRAVITAÇÃO UNIVERSAL AS LEIS DE KEPLLER
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Gravitação Universal
www.aulasdefisicaapoio.com  - Física -  Gravitação Universalwww.aulasdefisicaapoio.com  - Física -  Gravitação Universal
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Gravitação Universal
 
Gravitação site
Gravitação siteGravitação site
Gravitação site
 
Modelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentricoModelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentrico
 
Gravitação universal
Gravitação universalGravitação universal
Gravitação universal
 
Gravitação universal
Gravitação universalGravitação universal
Gravitação universal
 
Gravitação universal
Gravitação universalGravitação universal
Gravitação universal
 
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
 

Mais de gil junior

Machado de assis breve biografia em 1ª pessoa
Machado de assis   breve biografia em 1ª pessoaMachado de assis   breve biografia em 1ª pessoa
Machado de assis breve biografia em 1ª pessoa
gil junior
 
Fotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celularFotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celular
gil junior
 

Mais de gil junior (20)

Tensão superficial da água
Tensão superficial da águaTensão superficial da água
Tensão superficial da água
 
Separação de gases
Separação de gasesSeparação de gases
Separação de gases
 
Ligas metlicas
Ligas metlicasLigas metlicas
Ligas metlicas
 
Fermentação
FermentaçãoFermentação
Fermentação
 
Estilo arte gótica
Estilo arte góticaEstilo arte gótica
Estilo arte gótica
 
Cartas chilenas tomaz antonia gonzaga
Cartas chilenas   tomaz antonia gonzagaCartas chilenas   tomaz antonia gonzaga
Cartas chilenas tomaz antonia gonzaga
 
Arte na idade media
Arte na idade mediaArte na idade media
Arte na idade media
 
química - alimentos
química - alimentosquímica - alimentos
química - alimentos
 
Fala sobre a sociedade na época do realismo
Fala sobre a sociedade na época do realismoFala sobre a sociedade na época do realismo
Fala sobre a sociedade na época do realismo
 
Machado de assis breve biografia em 1ª pessoa
Machado de assis   breve biografia em 1ª pessoaMachado de assis   breve biografia em 1ª pessoa
Machado de assis breve biografia em 1ª pessoa
 
Tudo sobre Machado de Assis
Tudo sobre Machado de Assis Tudo sobre Machado de Assis
Tudo sobre Machado de Assis
 
Trigonometria - questao respondida
Trigonometria - questao respondidaTrigonometria - questao respondida
Trigonometria - questao respondida
 
Revisão da história da arte
Revisão da história da arteRevisão da história da arte
Revisão da história da arte
 
Ptolomeu
PtolomeuPtolomeu
Ptolomeu
 
Fotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celularFotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celular
 
Tycho brahé e johannes kepler
Tycho brahé e johannes keplerTycho brahé e johannes kepler
Tycho brahé e johannes kepler
 
Macbeth
MacbethMacbeth
Macbeth
 
Japao - economia
Japao - economiaJapao - economia
Japao - economia
 
Fotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celularFotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celular
 
Edipo rei
Edipo reiEdipo rei
Edipo rei
 

Leis de kepler

  • 1. INTRODUÇÃO: Johannes Kepler nascido em Weil der Stadt, Württemberg, atual Alemanha, em 27 de dezembro de 1571, e morreu em Ratisbona, também na Alemanha, em 15 de novembro de 1630, graduado pela Universidade de Tübingen. Professor de matemática na Universidade de Graz,foi forçado a deixar a cidade em 1600, para fugir à perseguição dos protestantes. Foi um grande estudioso, que deu sequência às pesquisas de Tycho Brahé, a partir desse seu grande mestre, ele implementou três grandes leis na astronomia, vamos ver. DESENVOLVIMENTO: As leis descritas por Kepler, descrevem a cinemática do movimento dos planetas em torno do Sol, são elas: 1ª lei (Lei das órbitas): Tomando o sol como referencia, todos os planetas descrevem um movimento elíptico, ou seja, oval, sendo o sol um dos focos; (DESENHO) 2ª lei (Lei das áreas): O segmento de reta utilizado para marca do centro do sol até o centro do planeta, passa por uma área igual e num mesmo tempo.
  • 2. (DESENHO) O ponto mais próximo do Sol chama-se periélio e o mais afastado, afélio. Sendo assim, no afélio a velocidade é mais lenta em relação ao periélio, ou seja, na transição de afélio para periélio a velocidade aumenta, enquanto de periélio para afélio, reduz. Tem – se que as áreas A1 e A2 são iguais considerando que os tempos para o planeta ir de A a B e de C a D são iguais. 3ª lei (Lei dos períodos): Os quadrados dos períodos de revolução dos planetas são proporcionais aos cubos dos raios de suas órbitas. A terceira lei de Kepler nos diz que quanto mais afastado estiver o planeta do Sol, maior o tempo que leva para dar uma volta completa (maior o período), e vice-versa. A fórmula: Para se descobrir o raio do movimento do planeta, faz – se a média aritmética entre a e p: T é o período de revolução do planeta em torno do Sol (intervalo de tempo também chamado de ano do planeta). a formula para se descobrir o raio