Revestimento dos animais

3.854 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Revestimento dos animais

  1. 1. DIVERSIDADE NOS ANIMAIS <ul><li>Variedades de formas e revestimento do corpo </li></ul>
  2. 2. EVOLUÇÃO DOS SERES VIVOS <ul><li>Os seres vivos evoluíram </li></ul><ul><li>ao longo de milhões de anos . </li></ul><ul><li>A consequência foi a biodiversidade. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Variedade de Formas </li></ul>Cilíndrica Achatada Esférica Fusiforme Alongada Facilita a reptação Facilita a procura dos alimentos Facilita a deslocação Hidrodinâmica Facilita o voo Aerodinâmica
  4. 4. <ul><li>Simetria </li></ul>Bilateral Radial Assimétrico Divide-se em duas partes idênticas Apresenta mais do que uma forma de divisão do seu corpo em duas partes idênticas Não possuem qualquer forma de divisão
  5. 5. <ul><li>Segmentação </li></ul>Segmentos iguais Corpo dividido em segmentos Segmentos diferentes Cabeça, tórax, abdómen
  6. 6. <ul><li>Pele com Pêlos </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Revestimento do Corpo dos Vertebrados </li></ul>Características Características Características A pele dos anfíbios não tem qualquer revestimento Fixas na zona profunda da pele. Têm crescimento contínuo. São escorregadias. Fixas na zona super-ficial da pele. São secas e ásperas, sem crescimento contínuo. Função Função Função Respiração cutânea Facilita a locomoção, Não é isolante térmico Facilita a locomoção, Não é isolante térmico
  8. 8. <ul><li>Revestimento do Corpo dos Vertebrados </li></ul>Penas Pêlos Características Características Estão fixas na zona profundas da pele. Estão fixas na zona profundas da pele. Função São isoladoras térmicas. -São impermeáveis -Permitem o voo Tipos de penas: -rémizes, rectrizes e tectrizes Função - São isoladoras térmicas .
  9. 9. <ul><li>Os animais com exosqueleto ou com escamas epidérmicas, para crescerem, têm de perder o revestimento e produzir um novo. A este fenómeno chama-se mudas. </li></ul><ul><li>O Insecto perde o seu exosque- ● A cobra perde a escamas </li></ul><ul><li>leto para crescer. epidérmicas para crescer. </li></ul><ul><li>Mudas </li></ul>
  10. 10. AS PENAS <ul><li>Tipos de penas </li></ul><ul><li>Constituição de uma pena </li></ul>
  11. 11. PROPRIEDADES DAS PENAS <ul><li>Isoladoras térmicas </li></ul><ul><li>As penas mantêm o corpo da ave quente </li></ul><ul><li>Impermeáveis </li></ul><ul><li>Não deixam passar a água, nem o ar </li></ul>
  12. 12. ESCAMAS <ul><li>Dérmicas </li></ul><ul><li>Epidérmicas </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Revestimento do Corpo do Invertebrados </li></ul>Cutícula Quitina Placas calcárias Características Substância elástica pro-duzida pela epiderme. Características Substância dura, que con- fere rigidez ao exos-queleto. Características Placas unidas que possuem espinhos. Função Função Função Evita a perda de água. É um órgão respiratório Protege o animal e evita a perda de água Evita a perda de água
  14. 14. <ul><li>Revestimento do Corpo dos Invertebrados </li></ul>Os animais com exosqueleto sofrem mudas para poderem crescer Conchas calcárias Carapaça Características Características As conchas calcárias são univalves ou bivalves ( uma ou duas peças). Duras e resistentes. Exosqueleto de quitina e calcário. Função Protegem do choque e da perda de água. Função Protegem do choque e da perda de água
  15. 15. <ul><li>- Proteger os animais dos choques exteriores. </li></ul><ul><li>- Impedir a perda de água e de corpos estranhos. </li></ul><ul><li>- Meio de defesa e de ataque </li></ul><ul><li>- Pele com pêlos ou com penas estão protegidas </li></ul><ul><li>contra a temperatura (estão isoladas) e contra a </li></ul><ul><li>chuva (impermeáveis). </li></ul><ul><li>- Camuflagem ( confundem-se com o meio ) . </li></ul><ul><li>Funções dos Revestimentos </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Reconhecer que a forma e o revestimento estão relacionados com o meio onde vivem os animais. </li></ul><ul><li>Identificar o revestimento do corpo dos animais. </li></ul><ul><li>Indicar funções dos diferentes tipos de revestimento. </li></ul><ul><li>Justificar a necessidade de mudas periódicas em certas espécies. </li></ul><ul><li>No final deste capítulo deves saber … </li></ul>
  17. 17. FIM Paulo Gaspar Outubro de 2011

×